One Piece RPG
O lampejo do trovão azul - Página 6 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Em busca da resistência
O lampejo do trovão azul - Página 6 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 03:11

» Chapter I: Seafret - Oceans ♪♫♪
O lampejo do trovão azul - Página 6 Emptypor GM.Thomas Hoje à(s) 01:37

» Xeque - Mate - Parte 1
O lampejo do trovão azul - Página 6 Emptypor Jacob Allan Hoje à(s) 01:14

» A inconsistência do Mágico
O lampejo do trovão azul - Página 6 Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 00:49

» Hey Ya!
O lampejo do trovão azul - Página 6 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 23:50

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
O lampejo do trovão azul - Página 6 Emptypor gmasterX Ontem à(s) 22:51

» Livro Um: Graduação
O lampejo do trovão azul - Página 6 Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 22:48

» A Ascensão da Justiça!
O lampejo do trovão azul - Página 6 Emptypor K1NG Ontem à(s) 22:46

» Ato I - Antes da tempestade
O lampejo do trovão azul - Página 6 Emptypor Razard Ontem à(s) 22:43

» Right Punch, Left Punch!
O lampejo do trovão azul - Página 6 Emptypor Razard Ontem à(s) 22:43

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
O lampejo do trovão azul - Página 6 Emptypor Razard Ontem à(s) 22:42

» Hizumy Mizushiro Mayan
O lampejo do trovão azul - Página 6 Emptypor Mizushiro Hizumy Ontem à(s) 22:36

» X - Some Kind Of Monster
O lampejo do trovão azul - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 22:11

» Takamoto Lisandro
O lampejo do trovão azul - Página 6 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 21:44

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
O lampejo do trovão azul - Página 6 Emptypor Madrinck Dale Ontem à(s) 21:09

» Alipheese Fateburn
O lampejo do trovão azul - Página 6 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 21:02

» Alejandro Alacran
O lampejo do trovão azul - Página 6 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 20:12

» Wu-HA!
O lampejo do trovão azul - Página 6 Emptypor Oni Ontem à(s) 16:47

» Making Wonderful Land a Real Wonder
O lampejo do trovão azul - Página 6 Emptypor Achiles Ontem à(s) 16:38

» [Mini-Saitoshiba] A Aventura está apenas começando
O lampejo do trovão azul - Página 6 Emptypor Saitoshiba Ontem à(s) 15:45



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 O lampejo do trovão azul

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 71
Warn : O lampejo do trovão azul - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

O lampejo do trovão azul - Página 6 Empty
MensagemAssunto: O lampejo do trovão azul   O lampejo do trovão azul - Página 6 EmptyTer 26 Abr 2016, 22:00

Relembrando a primeira mensagem :

O lampejo do trovão azul.

Aqui ocorrerá a aventura do(a) marinheiro Gran Magnus. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
gmasterX
Civil
Civil


Data de inscrição : 12/06/2014

O lampejo do trovão azul - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: O lampejo do trovão azul   O lampejo do trovão azul - Página 6 EmptyQui 12 Jan 2017, 10:22

Prision Break


Ok, tudo bem... Vamos recapitular... Então nós realmente fomos atacados e capturados em uma espécie de cilada? E a Evangeline realmente tinha um envolvimento com a gangue do zoológico aqui? Mesmo que ela não queira o nosso mal, eu me sinto traído. Dei toda minha confiança a ela e ela me põe nessa situação?!!? Não... Não é culpa dela... É ele... O cara sentado no topo da pirâmide. Ele merece a morte mais do que qualquer um dentro desse barco... Mas espera... O que eu estou dizendo? Esse monstro falando por mim... Não é o que eu realmente sou... Esse capitão merece sua punição, mas não com a morte.

De repente, as palavras do tripulante mirim que estava a nos abençoar com sua gloriosa presença, atingiram os meus tímpanos de forma graciosa e bruta.  A primeira silaba daquela frase impactante fez os meus olhos se arregalarem, mas não por temor ou muito menos por surpresa. Uma fúria que me parecia familiar me envolveu, mas dessa vez era bem diferente. Por algum motivo, as palavras do pequeno mink pareciam uma grande piada e naquele momento, tudo que queria fazer era rir. Depois de dar uma longa risada eu disse:

-Você... Você realmente acha que isso seria tão simples? Que vocês me matariam, se livrariam do meu corpo e seguiriam vivendo como se nada tivesse ocorrido? Não... – Eu o encararia com um semblante mais sério. – Não é por questão de honra...  Mas nesse exato momento, nem a morte me impediria de completar minha missão.

Mesmo que fosse pura bobagem para outros, eu não mediria esforços para levar a jovem Eva ao seu destino.

- O Kevin é o antigo capitão. - sussurrou o mink nos ouvidos de Gran - Ele perdeu o direito de ser capitão quando perdeu uma luta importantíssima para o Ed. Bem... - disse o mink voltando a um tom de voz normal e audível - O capitão disse que a proposta dele ainda estava de pé... – Essa palavras me deram uma luz.

-A proposta... Espera um pouco... A proposta! – Eu diria em voz alta com um sorriso.

-EI! GUARDAS – Eu gritaria, segurando nas barras da cela – EU PRECISO FALAR COM O CAPITÃO! – Após chamar a atenção deles, eu aguardaria a resolução de meu “plano”.


Histórico do Gezão:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skÿller
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Skÿller

Créditos : 24
Warn : O lampejo do trovão azul - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 25
Localização : Novidades em Breve

O lampejo do trovão azul - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: O lampejo do trovão azul   O lampejo do trovão azul - Página 6 EmptySeg 16 Jan 2017, 16:52

Vida. Um ciclo vicioso e finito. Tudo que possui vida nasce, cresce, desenvolve e por fim morre. Algo tão belo consegue ser ao mesmo tempo aterrador, ainda mais se pensarmos no facto de que tudo que tem vida é capaz de acabar com a vida do outro para manter a sua ou de alguém próximo. Qual seria a diferença entre um marinheiro e um pirata? O ideal? Ambos podem procurar algo similar mas de forma diferente, no entanto, no final ambos querem viver.
Aquele mink possuia obviamente uma grande ligaçao e amizade com a pequena Evangeline, uma ligação que Gran não conseguia perceber, afinal ele estava tão focado em seu objetivo como marinheiro que apenas estava disposto a cumprir sua missão, custe o que custar. O jovem ainda não tinha pensado no porquê de Eva estar tão feliz com Edward, apenas sabia que ela deveria estar em Dawn e não com um pirata.
-A proposta... Espera um pouco... A proposta! - disse repetidamente Gran.
O mink ficou com um ar sério e Mayu se assustou, talvez não esperasse por aquilo.
-EI! GUARDAS - gritou Magnus - EU PRECISO FALAR COM O CAPITÃO!
- Não sejas estúpido. - disse o mink calmamente - Não tentes desafiar o capitão, nada de bom irá sair dali...
- Isso pareceu-me uma ameaça, escória. - disse Mayu friamente.
- Não. Não foi uma ameaça. - respondeu o mink - Mas para o bem da tua missão, não deves lutar contra o Ed.
Então, um humano alto, careca, musculado e negro aproximou-se da cela. Olhou para o mink e este fez-lhe um sinal.
- Muito bem... - disse o homem abrindo a cela - Sem gracinhas, marinheiro.
O homem estava de tronco nu, porém, da cintura para baixo parecia que estava pronto para sair chutando qualquer cabeça que lhe aparecesse pela frente.

____________________________________________________

~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
gmasterX
Civil
Civil
gmasterX

Créditos : 11
Warn : O lampejo do trovão azul - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2014
Idade : 21
Localização : Na minha casa,ué

O lampejo do trovão azul - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: O lampejo do trovão azul   O lampejo do trovão azul - Página 6 EmptyDom 29 Jan 2017, 19:58

E das cinzas, nós nos reergueremos


  Ahh... Tão bom quando meu plano flui desse jeito... Eu já sinto o gostinho dá comida do QG, um bom banho e umas boas horas de sono é o que eu to precisando e eu meio que estou devendo umas cartas para o pessoal da ilha. Tudo bem! Chega disso por agora! Não é hora de devaneios... Hora de executar a segunda parte do meu plano genial plus alpha X3 edição especial... E Knucles... Onde eu explodo o navio e consigo fugir com a mocinh- Não... O plano não é pra isso... O plano...  É... Na verdade eu não tenho muita certeza, esse plano é muito instável pro meu gosto, mas fazer o que?  Não me veio nada melhor a mente.  Eu realmente deveria criar o costume de criar planos pra ter mais facilidade com esse tipo de situação.

-Ei cara! Diga-me, por que você se tornou um pirata para começo de conversa? Dinheiro? Poder? Fortuna? Vingança? Obrigação? Nenhum dos clichês anteriores? Na verdade, não me importa, eu só to tentando passar o tempo nesse lugar... Ele é meio parado pro meu gosto. Sabe! Se eu fosse capitão, colocaria meus homens pra festejar dia e noite, nunca tive a oportunidade de participar uma festa... Você gosta de festas? Quero dizer, daquelas com bebedeira, escândalo e essas coisa. – Eu diria para dar aquela famosa “encheção de saco” para tentar fazê-lo perder a cabeça ou me ignorar e ao mesmo tempo, procuraria pela localização das chaves.

Caso o papo furado estivesse o afetando e ele mostrasse sinais de que estava preste a atacar, durante a minha fala eu passaria a caminhar mais próximo dele. Parecia desarmado, por isso assim que ele virasse para me atacar, entraria em uma postura defensiva e o empurraria em direção ao chão, logo após eu o acertaria com uma joelhada nas suas partes “sensíveis”.

- Ei... Esse mal estar ta me fazendo sentir muito calor, se importa se eu tirar minha camisa? Nah, você não tem cara de quem se importa com coisas fúteis como essa. – Eu diria e tiraria minha camisa se ele se mantivesse neutro ou me ignorasse, mesmo que não tivesse seu consentimento. Então buscaria o momento em que ele estivesse focado no caminho e olhando para frente para me aproximar o máximo com passos rápidos usando minha aceleração, logo após eu saltaria, travando meus pés em sua coluna e passaria minha camisa pelo seu pescoço, apertando-a, torcendo-a e o puxando para trás com o máximo de minhas forças, com a intenção de fazê-lo se inclinar para trás e acompanhando seu movimento. Se tudo estivesse dando certo, eu o acertaria com uma cabeçada e usando a força do meu tronco e o meu peso, eu tentaria levá-lo ao chão.

Caso ele me atacasse durante meu “avanço”, eu entraria em posição de defesa, tentaria bloquear e agarrar o membro utilizado em questão e o acertaria com um golpe naquela parte e outro em sua barriga se fosse um golpe a baixo dá cintura. No caso de golpes a cima da cintura, eu em um rápido movimento, me agacharia, me inclinaria pra frente e esticaria minhas pernas para me lançar em sua direção e o acertar com uma cabeçada em... Bom, essa parte todo mundo já entendeu.

Caso eu conseguisse derrubá-lo, iria procurar e pegar as chaves que ele estava carregando para me libertar das correntes em meus pés e pegar suas botas. Os lutadores de taekwondo da ilha diziam que as botas auxiliavam muito na hora de um combate e pra mim isso é mais do que o suficiente para quebrar um galho enquanto eu não tenho a minha espada...

Eles não vão me parar agora... Tenho que completar essa missão, pelo bem daqueles que foram mortos no nosso barco, mas eu ainda tenho que descobrir o que está errado nessa historia, nunca me fizeram desconfiar tanto de tudo e todos... Mas eu já estou preparado pra executar a fase 3 do meu plano.

Histórico do Gezão:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Bejin no ombro:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skÿller
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Skÿller

Créditos : 24
Warn : O lampejo do trovão azul - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 25
Localização : Novidades em Breve

O lampejo do trovão azul - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: O lampejo do trovão azul   O lampejo do trovão azul - Página 6 EmptyTer 31 Jan 2017, 16:49

-Ei cara! Diga-me, por que você se tornou um pirata para começo de conversa? Dinheiro? Poder? Fortuna? Vingança? Obrigação? Nenhum dos clichês anteriores? Na verdade, não me importa, eu só to tentando passar o tempo nesse lugar... Ele é meio parado pro meu gosto. Sabe! Se eu fosse capitão, colocaria meus homens pra festejar dia e noite, nunca tive a oportunidade de participar uma festa... Você gosta de festas? Quero dizer, daquelas com bebedeira, escândalo e essas coisa. - disse Magnus para o homem que, obviamente, não estava com vontade para conversas, então, limitou-se a manter-se em silêncio. Magnus tentava ver as chaves e parecia que as chaves estavam num bolso do lado direito do pirata.
- Ei... Esse mal estar ta me fazendo sentir muito calor, se importa se eu tirar minha camisa? Nah, você não tem cara de quem se importa com coisas fúteis como essa. - disse Magnus tirando a camisola.
- Anda logo, cara. - disse o pirata empurrando o marinheiro para a sua frente.
O plano do marinheiro parecia ter sido deitado fora por um detalhe que ele não pensou. Era evidente que o pirata manteria o marinheiro na sua frente durante o caminho até a Edward, impossibilitando que o marinheiro atacasse o pirata.
- J. - disse o pirata para o grande mink - Parece que ele mudou de ideias.
Então, o grande mink abriu a porta e apenas Magnus entrou, ou melhor, foi empurrado para dentro. O local esta idêntico a antes, tirando o facto de Ed estar sozinho e com pouca paciência. A sua face estava cansada e seus olhos vermelhos.
- Diz-me marinheiro... - disse Edward - Porquê que eu sou um pirata? Eu nunca infringi a lei sem motivo. - o pirata suspirou - Sabes quantas vezes infringi a lei? E a minha recompensa, sabes de quanto é?
O pirata atirou-se para o seu trono de almofadas e começou a beber de uma garrafa e então apontou-a para Magnus.

Off: um pirata depressivo O lampejo do trovão azul - Página 6 1439049992 oloko

____________________________________________________

~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
gmasterX
Civil
Civil
gmasterX

Créditos : 11
Warn : O lampejo do trovão azul - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2014
Idade : 21
Localização : Na minha casa,ué

O lampejo do trovão azul - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: O lampejo do trovão azul   O lampejo do trovão azul - Página 6 EmptyQua 01 Fev 2017, 17:42

Senta que lá vem historia(?)



E outro plano frustrado, talvez essa coisa de planejar e comandar não seja comigo. Pra começo de conversa, foi minha culpa se estamos aqui, mas toda vez que tenho um plano, ele é quase que totalmente frustrado por sei lá o que e toda vez que eu penso nisso, minha cabeça começa a doer... Mas eu não vou desistir, ninguém ira me para assim tão fácil...  Eu aguardei dez anos pra livrar o meu lar daquele mal, eles não vão mudar a minha cabeça depois de um dia. Tudo que eu mais quero é que o pessoal do QG pare de me colocar nessas roubadas... Me ferrei mais do que o suficiente por falta de informação.

  Naquele momento eu já estava preparado para cair na porrada com qualquer um, até mesmo com o gigante guardando a porta do quarto, mas eu meio que me surpreendi ao entrar naquele quarto de novo. O ambiente estava com uma aura mais solitária, não encontrava a jovem e carismática Evangeline em lugar nenhum e para complementar, o cara que estava agindo como o poderoso chefão, agora está chorando que nem uma mocinha, mas do jeito que ele estava falando, o que eu aprendi hoje é que confiar muito em tudo nunca dá certo.

-Cara, você ta bem...? – Eu perguntaria, me sentando – Mas antes de dizer qualquer coisa, deixe-me ver se eu consigo adivinhar... Você se apaixonou pela pequena, mas a família dela não aprovava e mesmo assim vocês continuaram juntos... Ai os nobres tomaram atitudes drásticas e por causa disso você saiu como vilão, não é? Até por que, se for isso, é bem mais simples de resolver. – Eu diria, cruzando as minhas pernas.

-Agora me explica o que tem de errado... – Eu diria e desta vez, cruzando meus braços, me mostrando apreensivo.

Depois de ouvir o que tinha que ouvir, eu diria: - Escute Edward, pra ser honesto com você, eu não tenho nada contra você ou sua tripulação, eu também não sou contra o fato dela ficar aqui, pois uma das coisas que eu prezo aqui é a felicidade dela, mas uma das outras coisas que eu realmente prezo é a minha missão e tudo que eu tenho que fazer e levar ela até Dawn. Então, mesmo depois disso tudo, após completar a minha missão, eu não vou impedir que ela fique com você. Capiche? – Eu diria honestamente para ele e esperaria  por sua conclusão, já que desde pequeno me foi ensinado que eu deveria dar uma chance a todos, mesmo que ele tenha me dado muita dor de cabeça.


Histórico do Gezão:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Bejin no ombro:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skÿller
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Skÿller

Créditos : 24
Warn : O lampejo do trovão azul - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 25
Localização : Novidades em Breve

O lampejo do trovão azul - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: O lampejo do trovão azul   O lampejo do trovão azul - Página 6 EmptySex 03 Fev 2017, 17:07




O marinheiro decidiu sentar-se ao lado do pirata que, assim que percebeu que o marine não ia beber, começou a dar longos goles da garrafa.
-Cara, você ta bem...? – Perguntou Gran – Mas antes de dizer qualquer coisa, deixe-me ver se eu consigo adivinhar... Você se apaixonou pela pequena, mas a família dela não aprovava e mesmo assim vocês continuaram juntos... Ai os nobres tomaram atitudes drásticas e por causa disso você saiu como vilão, não é? Até por que, se for isso, é bem mais simples de resolver.
- Algo por aí... - Mas não é bem isso... Na minha vida eu cometi 3 crimes. Amar a Eva, negar a minha família e aceitar o crime do irmão de Eva. Mas que se foda, os meus crimes nao impediram que eu ficasse com ela.
-Agora me explica o que tem de errado...
- Eu não quero ser mais um pirata. EU NUNCA QUIS! - disse Ed atirando a garrafa vazia contra a parade - Eu só queria ser capaz de ter uma vida calma com aquela que eu amo.
- Escute Edward, pra ser honesto com você, eu não tenho nada contra você ou sua tripulação, eu também não sou contra o fato dela ficar aqui, pois uma das coisas que eu prezo aqui é a felicidade dela, mas uma das outras coisas que eu realmente prezo é a minha missão e tudo que eu tenho que fazer e levar ela até Dawn. Então, mesmo depois disso tudo, após completar a minha missão, eu não vou impedir que ela fique com você. Capiche?
- Mas eu não posso sequer entrar em Dawn e ela não consegue sair de lá! Esta é a única opção. - disse Ed se levantando e sacando uma pistola e encostando na testa de Gran, em lágrimas de desespero, o pirata continuou a falar - Não me impeças de ficar com a minha destinada. O amor é uma faca de dois gumes, meu caro. Um delicioso tormento para o homem.
O pirata estava a tremer, no entanto, ele tinha seu braço firme e seria impossível ele errar o tiro, qualquer atitude mal pensada de Gran poderia ser fatal, um verdadeira situação que exigia extrema finesse por parte do marine.

____________________________________________________

~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
gmasterX
Civil
Civil
gmasterX

Créditos : 11
Warn : O lampejo do trovão azul - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2014
Idade : 21
Localização : Na minha casa,ué

O lampejo do trovão azul - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: O lampejo do trovão azul   O lampejo do trovão azul - Página 6 EmptySex 03 Fev 2017, 18:16

Batalha final contra o pior chefão de todos! O álcool!



      Que merda... Nunca pensei que um homem bêbado fosse causar tantos problemas, mas eu sei bem como ele se sente. Qual é! Isso aqui é a discussão de um bêbado que não pretende perder a amada com o cara que perdeu seus parentes um por um, como dominós enfileirados.  Não posso culpá-lo por estar desesperado, pois assim como eu, ele sofreu por uma injustiça, bem... Várias... Mas a questão é que eu estou tentando ao máximo ver o lado bom da vida enquanto ele está aqui, tentando achar alguma maneira de compensar toda essa bagunça de forma agressiva.

-Bom! – Eu diria, caindo para o lado, apoiando o meu rosto sobre a minha mão e o meu braço sobre o meu cotovelo (Estilão Willy Wonka memo), mas não de forma brusca, eu tentaria olhar fixamente eu seus olhos, provavelmente estaria tremendo um pouco por conta de tudo que meu corpo sofreu e até mesmo por causa do medo – Ao decorrer da minha breve carreira que a solução mais violenta, na verdade não é a solução, enquanto eu estava sem fazer nada no QG, eu pensava que tudo que eu iria fazer após o dia da minha admissão que eu só ia sair chutando bundas e seguindo ordens, mas não é bem assim. – Eu diria, me sentando novamente.

-Agir como todo mundo quer você aja só vai piorar as coisas. Percebi isso após ouvir sobre a submissão que os marinheiros têm pelos nobres, mas nós dois não queremos ser o que eles acham que nós somos. Não é? Até por que... Se esse fosse o caso, eu estaria de todas as maneiras possíveis tentando matar você e todos os piratas desse navio e você já teria atirado... OOOOOU me matado bem antes – Diria, cruzando os meus braços com um leve sorriso.

-Mas, além disso, tenho certeza que a Evangeline não aprovaria essa atitude... Por isso eu não ganharia nada te matando e nem você ganharia me matando, mas bem... Você sabe que eu posso passar horas e horas pra te convencer do contrario, mas é você que tira as conclusões... – Eu proferiria de forma honesta.

-Ah... Se quiser mudar essa realidade, comece com essa arma que ta apontada pra minha testa- Eu diria, aguardando a provável bala que ia ficar encravada em meu crânio.


Histórico do Gezão:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Bejin no ombro:
 


Última edição por gmasterX em Sex 03 Fev 2017, 18:23, editado 1 vez(es) (Razão : Errinhos :P)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skÿller
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Skÿller

Créditos : 24
Warn : O lampejo do trovão azul - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 25
Localização : Novidades em Breve

O lampejo do trovão azul - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: O lampejo do trovão azul   O lampejo do trovão azul - Página 6 EmptySex 03 Fev 2017, 19:13





O marinheiro não se encontrava na melhor das situações, mas certamente ele já havia estado em piores, nada que a sua mente não conseguisse contornar.
-Bom! - disse Gran caindo lentamente para o lado e apoiando a cabeça no braço enquanto Ed seguia-o com a arma - Ao decorrer da minha breve carreira que a solução mais violenta, na verdade não é a solução, enquanto eu estava sem fazer nada no QG, eu pensava que tudo que eu iria fazer após o dia da minha admissão que eu só ia sair chutando bundas e seguindo ordens, mas não é bem assim.
- E daí? - perguntou Ed com alguma agressividade e segurando a arma com mais força.
-Agir como todo mundo quer você haja só vai piorar as coisas. - disse Gran sentando-se direito e cruzando os braços - Percebi isso após ouvir sobre a submissão que os marinheiros têm pelos nobres, mas nós dois não queremos ser o que eles acham que nós somos. Não é? Até por que... Se esse fosse o caso, eu estaria de todas as maneiras possíveis tentando matar você e todos os piratas desse navio e você já teria atirado... OOOOOU me matado bem antes
- Eu... Eu... - gaguejou Ed, abaixando levemente a arma.
-Mas, além disso, tenho certeza que a Evangeline não aprovaria essa atitude... Por isso eu não ganharia nada te matando e nem você ganharia me matando, mas bem... Você sabe que eu posso passar horas e horas pra te convencer do contrario, mas é você que tira as conclusões... - disse Magnus. - Ah... Se quiser mudar essa realidade, comece com essa arma que ta apontada pra minha testa
No momento que Gran falou na jovem nobre, Ed segurou a arma novamente com muita força e encostou mais contra a cabeça de Gran, o olhar do pirata estava completamente confuso e perdido, suplicando por socorro.
BOOM!
Um tiro se escutou, porém, não foi um tiro que acertou Gran. Ed atirou para o alto e atirou a arma para longe.
- Ok, fazemos assim. - disse Ed - Se conseguires que eu entre em Dawn sem ser preso, eu levo-vos para lá. Afinal, a tua missão é levar a Eva para a ilha, certo? - perguntou com um sorriso nervoso - Se por algum acaso ela fosse raptada por um pirata, isso não seria problema seu, né?

____________________________________________________

~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
gmasterX
Civil
Civil
gmasterX

Créditos : 11
Warn : O lampejo do trovão azul - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2014
Idade : 21
Localização : Na minha casa,ué

O lampejo do trovão azul - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: O lampejo do trovão azul   O lampejo do trovão azul - Página 6 EmptySex 03 Fev 2017, 22:13

Gran, o esquiva balas(?)


Me encolhi e fechei meus olhos brevemente após ouvir aquele estouro, as pistolas normalmente fazem “bang” e não “boom”... Parecia que eu finalmente ia encontrar a deusa que tanto me protegeu... Ela deve estar decepcionada, pois ela tenta arduamente me proteger e eu vivo me colocando em furada, mas depois de um tempo eu percebi que tava demorando pra vir aquela tal luz que todo mundo diz que você verá no caminho pra sei lá aonde. Será que aquilo é mentira?!?! Ou será que eu vou para outro lugar?!?! Mas o que realmente me incomodava era que a minha morte foi algo indolor... E todo mundo que eu vi morrer fez um drama danado... Assim, nesse ritmo de desconfiança, eu abri meus olhos... Mas eu ainda estava vivo, nenhuma gota de sangue... Bom... Eu acho... Olhei o meu corpo para me certificar de que ainda estava inteiro e eu realmente estava inteiro! Wooohooo! Quer dizer... Em nenhum momento eu duvidei que não tomaria um tiro. Eu então me jogaria para trás de braços abertos, respirando bem fundo e diria:

-Cara... Não brinque assim... Se o tiro não me matasse, eu ia ter um ataque cardíaco... – Logo após eu me levantaria com um sorriso estampado em meu rosto, não era proposital, mas fazer o que? Quando você escapa da more por tão pouco pela segunda vez, não tem como você não ficar feliz. Assim que ouvi o que ele pretendia e: - Pera pera pera... Segura as pontas... Eu tenho um plano que não envolve tanto risco. Só que para isso, você vai ter que confiar em mim. Pois eu pretendo matar dois, se não três macacos com uma cajadada (Mas não contem pro IBAMA). – Eu proferiria com um sorriso ainda maior. –Vamos para Dawn island e enquanto isso, eu preciso me reunir com todos os marinheiros que estão presos nessa embarcação, eles podem nós ajudar e muito nesse plano, na verdade, eles são meio que essenciais para o plano, então... Com licença... – Eu diria, me dirigindo em direção a porta e pronto para se escoltado de volta.

Honestamente, eu ainda to puto por ser preso e torturado aqui, mas como marine eu sei que tenho que tentar ajudar a todos. Diferente daquele revo... Um homem apaixonado não tem trevas em seu coração


Histórico do Gezão:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Bejin no ombro:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skÿller
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Skÿller

Créditos : 24
Warn : O lampejo do trovão azul - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/08/2015
Idade : 25
Localização : Novidades em Breve

O lampejo do trovão azul - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: O lampejo do trovão azul   O lampejo do trovão azul - Página 6 EmptyQua 08 Fev 2017, 17:06


Mau Dia, Mau Dia, Mau Dia!

O marine assustou-se com o barulho do "tiro", de facto o tiro tinha um som peculiar, talvez fosse por aquela arma fosse mais forte que as comuns, ou então o universo enganou-se no som.
-Cara... Não brinque assim... Se o tiro não me matasse, eu ia ter um ataque cardíaco... - disse se levantando.
-É... Foi mal. - desculpou-se Ed.
- Pera pera pera... Segura as pontas... Eu tenho um plano que não envolve tanto risco. Só que para isso, você vai ter que confiar em mim. - disse Gran - Pois eu pretendo matar dois, se não três macacos com uma cajadada (Mas não contem pro IBAMA).Vamos para Dawn island e enquanto isso, eu preciso me reunir com todos os marinheiros que estão presos nessa embarcação, eles podem nós ajudar e muito nesse plano, na verdade, eles são meio que essenciais para o plano, então... Com licença... - continuou Gran, no entanto, antes que pudesse sair da sala Ed segurou o braço do marinheiro.
-Escuta. Nem todos foram capazes de sobreviver. - disse o homem com uma voz tremida - Eu ainda mandei que cuidassem da maioria, mas os meus homens não são propriamente médicos.
Então, foi nesse momento que Magnus conseguiu perceber que Eva estava escondida num canto da sala, ela ainda não tinha percebido que tinha sido descoberta, mas tinha um olhar tão triste que poderia trazer qualquer tempestade para o navio. E quase assim foi... Antes que percebessem, um trovão estrondoso se escutou por todo o navio, mas por algum motivo o navio tremeu quase ao mesmo tempo. Teria sido atingido por um trovão?

____________________________________________________

~Fala~
~Pensamento~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sabe por que caímos?
Para aprendermos a levantar.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
gmasterX
Civil
Civil
gmasterX

Créditos : 11
Warn : O lampejo do trovão azul - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2014
Idade : 21
Localização : Na minha casa,ué

O lampejo do trovão azul - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: O lampejo do trovão azul   O lampejo do trovão azul - Página 6 EmptyQua 08 Fev 2017, 19:11

De dez a zero, defina o nível da sua frustração


Ta, agora entendo em que tipo de emprego o meu pai se meteu... Aventuras todos os dias, a honra de proteger as pessoas, exercer o nome da justiça e tudo que você pode ouvir nos discursos e lemas da marinha. Cada vez mais eu acha que estou prestes a surtar, mas não por que isso é ruim... Muito pelo contrario! A vida lá na ilha já estava se tornando chata e insossa, mas quando você pode se aventurar todos os dias, aprender truques novos com a vivencia, ouvir e presenciar historias magníficas e chutar a bunda de marginais, é difícil querer voltar pra casa. No fim, eu ainda sinto uma breve saudade da ilha, mas não do lugar e sim do pessoal de lá.

Eu ainda estou meio carente por ação... O acontecimento mais interessante que rolou nesses dias foi quando a Mayu queria... Err... Bem... Mas mesmo com toda essa vontade de cair no braço com alguém, toda vez que eu penso que as minhas ações são para ajudar a pequenina, eu ganho determinação para me segurar e neste momento! NESTE DIA! NESTA MISSÃO! VOCÊS PODEM TER CERTEZA QUE O QUE EU MAIS TENHO É DETERMINAÇÃO. ENTÃO EU TENHO QUE COMPLETAR ESSA MISSÃO E AJUDAR O AMANTE BEBADO ANTES QUE EU EXPLODA... Ta... Eu to calmo agora.

Ao tentar sair da sala, ele segurou meu braço, nesse ponto ele já me parecia carente... Ou desesperado... Mas o que ele me disse não foi surpreendente.

-Ta bom... Eu já esperava isso, por isso eu só preciso que você reúna os que ainda estão vivos... Além de mim e minha parceira, é claro. – Eu disse, com um leve sorriso no rosto e me voltando pra porta... E nesse movimento rápido, eu pude ver a pequena que assistia toda a nossa discussão.

-Eva...? – Me perguntei em voz alta. – O que você está fazendo ai no canto? Qual é... Nem pra dizer um oi ou dar um abraço no seu marinheiro favorito? – Questionei brevemente, pois um som alto interrompeu meu discurso. Um trovão, em muitas culturas, este é o símbolo do poder e da força, mas aqui, isto é apenas uma demonstração do meu azar, que já estava me dando nos nervos.

-Bom, acho que o abraço vai ficar para depois, agora, se os senhores me dão licença – Eu rapidamente me dirigiria ao convés para averiguar a situação, até por que... O barco não estava balançando muito, e não estava chovendo quando eu deixei a minha sala... Por isso era bem provável de que aquele estouro fosse algo além da minha compreensão.



Histórico do Gezão:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Bejin no ombro:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




O lampejo do trovão azul - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: O lampejo do trovão azul   O lampejo do trovão azul - Página 6 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O lampejo do trovão azul
Voltar ao Topo 
Página 6 de 10Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Yotsuba Island-
Ir para: