One Piece RPG
O lampejo do trovão azul XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Making Wonderful Land a Real Wonder
O lampejo do trovão azul Emptypor GM.Milabbh Hoje à(s) 14:27

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
O lampejo do trovão azul Emptypor DarkWoodsKeeper Hoje à(s) 12:16

» X - A vontade de um Rei
O lampejo do trovão azul Emptypor Kekzy Hoje à(s) 12:09

» [Mini-DarkJohn] O começo de algo
O lampejo do trovão azul Emptypor DarkJohn Hoje à(s) 11:34

» Mess in Grand Line: The Red-Haired Arrived
O lampejo do trovão azul Emptypor Akise Hoje à(s) 10:13

» LightPoint!Os herois e amigos se reunem novamente!
O lampejo do trovão azul Emptypor Noah Hoje à(s) 08:53

» Cap 4: O Silêncio dos Inocentes
O lampejo do trovão azul Emptypor PepePepi Hoje à(s) 04:42

» [Mini- Yoru] Aula de kenjutsu!
O lampejo do trovão azul Emptypor Yoru-san Hoje à(s) 04:00

» I - As rédeas de Latem City!!
O lampejo do trovão azul Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 01:42

» Ficha Saito Hiraga
O lampejo do trovão azul Emptypor Saito Hiraga Hoje à(s) 01:38

» X - Some Kind Of Monster
O lampejo do trovão azul Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:24

» Chapter I: Seafret - Oceans ♪♫♪
O lampejo do trovão azul Emptypor Nolan Hoje à(s) 01:09

» [Ficha] - Koji
O lampejo do trovão azul Emptypor Proto_ Hoje à(s) 00:24

» [MINI-Subaé] OXE! agora a aventura começa mesmo!
O lampejo do trovão azul Emptypor Subaé Ontem à(s) 22:44

» A primeira conquista
O lampejo do trovão azul Emptypor Nolan Ontem à(s) 22:01

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
O lampejo do trovão azul Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 21:46

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
O lampejo do trovão azul Emptypor Shogo Ontem à(s) 20:31

» [M.E.P-DarkJohn] O começo de algo
O lampejo do trovão azul Emptypor Ryoma Ontem à(s) 20:12

» Mini- aventura de Saito Hiraga
O lampejo do trovão azul Emptypor Ryoma Ontem à(s) 20:10

» Hizumy Mizushiro Mayan
O lampejo do trovão azul Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:54



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 O lampejo do trovão azul

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 71
Warn : O lampejo do trovão azul 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

O lampejo do trovão azul Empty
MensagemAssunto: O lampejo do trovão azul   O lampejo do trovão azul EmptyTer 26 Abr 2016, 22:00

O lampejo do trovão azul.

Aqui ocorrerá a aventura do(a) marinheiro Gran Magnus. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
gmasterX
Civil
Civil
gmasterX

Créditos : 11
Warn : O lampejo do trovão azul 10010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2014
Idade : 21
Localização : Na minha casa,ué

O lampejo do trovão azul Empty
MensagemAssunto: Re: O lampejo do trovão azul   O lampejo do trovão azul EmptySex 29 Abr 2016, 09:09

Finalmente! O começo!

O QG... Meu novo lar. Lugar bem agitado, cheio de gente que eu adoraria conhecer. Estava lá como soldado e queria me tornar algo maior, com mais influencia. Queria ser respeitado e seguir o exemplo de meu velho pai que tinha caído no campo de batalha. O espírito da justiça que queimava no peito do velhote, descansava em minha essência como a lenha de uma fogueira que clamava por centelha. Err... Isso aqui está muito poético... Enfim! Eu tinha acabado de conseguir meu uniforme. Eu quase agredi meu superior quando ele me disse que não poderia usar minha cartola. Vou guardá-la com cuidado até poder utilizá-la novamente.

Tudo que tinha que fazer agora era aguardar, mas antes que alguém acabe falando no meu ouvido. Eu tenho um serio problema com autoridades e eu sei disso. Por isso eu as evito ao máximo e o melhor meio para se livrar totalmente das autoridades é se tornar uma. Ao alcançar o topo, ninguém vai poder te incomodar. Não vai ser fácil, mas se tudo na vida fosse fácil, nós acabaríamos todos gordos e preguiçosos, que nem um bando de gatos mimados.

Mal tinha me alistado e minha mão já estava coçando pra sentar o cacete em piratas, mas não me leve a mal, mesmo se muitos deles são maus e sanguinários. Meu pai me ensinou a não acreditar nesse tipo de estereótipo, por isso ele me abriu os olhos e eu pude perceber que nem todos os marinheiros são “bonzinhos” e buscam a justiça.

Minha vida como marinheiro tinha acabado de começar e eu já estou pronto para um pouco de ação. Então assim que tivesse a chance, eu me trocaria e aguardaria por ordens de um oficial.

Off:
 

Objetivos:
 

Histórico do Gezão:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Bejin no ombro:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milho
Civil
Civil
Milho

Créditos : 4
Warn : O lampejo do trovão azul 10010
Feminino Data de inscrição : 18/02/2016
Idade : 25
Localização : East Blue

O lampejo do trovão azul Empty
MensagemAssunto: Re: O lampejo do trovão azul   O lampejo do trovão azul EmptySeg 02 Maio 2016, 13:47


Mais um dia comum em Shells Town, aquele sol matinal, acompanhado com o calor natural daquele lugar. Os passarinhos cantavam em seus ninhos e havia uma brisa refrescante que balançava as roupas dos varais alheios e, também, algumas janelas. As coisas pareciam estar tranquilas na cidade, para quem via de fora. Exceto por... Um marinheiro que corria em direção do QG, desesperado e gritando por socorro. O que será que aconteceu? Bom, vamos saber daqui a pouco.

- Socorro! Mais um marinheiro morto! Socorro! – Gritou o marinheiro, desesperado.

- Se acalme garoto. Conte-me o que aconteceu – Interrompeu Thor.

- Há um marinheiro morto! Perto de Grand Drinqs! – Concluiu ofegante.

- Certo. Novato! Gran Magnus! – Ele se virou para que o jovem entrasse o no seu campo de visão – Vá investigar!

____________________________________________________

É isso mesmo, Convidado, eu voltei.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
gmasterX
Civil
Civil
gmasterX

Créditos : 11
Warn : O lampejo do trovão azul 10010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2014
Idade : 21
Localização : Na minha casa,ué

O lampejo do trovão azul Empty
MensagemAssunto: Re: O lampejo do trovão azul   O lampejo do trovão azul EmptyQua 04 Maio 2016, 18:45

Lightning Strike

Com um sorriso que aumentava cada vez mais e um olha que brilhava como o sol. Eu vi aquele homem, desesperado e em pânico, louco por ajuda. Uma grande oportunidade de brilhar como novato, não queria ficar parado feito um idiota lá dentro, então chutar a bunda de alguém e salvar um companheiro seria uma boa. Então eu ajeitei meu chapéu de maneira que meu cabelo cobriria meus olhos, apenas demonstrando um enorme sorriso.

Antes mesmo de Thor dar suas ordens eu avançaria, segurando o chapéu que me foi dado junto do uniforme, para que não caísse da minha cabeça durante a corrida. Eu então pararia e encararia Thor com uma cara confusa.

-Espera um momento... E se eu também acabar morto...? – Eu então apenas ficara ali, de pé, pensando por um momento e logo após eu chegaria à conclusão: - Ah! Tanto faz! Isso não importa agora! Senhor! Não querendo parecer abusado, mas preciso que envie as unidades médicas para o local, acho que ainda é possível salvar o nosso companheiro. Eu vou à frente, mantendo o local seguro para que eles possam agir e para proteger os civis! – Eu então retomaria a corrida, atingindo o chão com toda minha força e velocidade para alcançar meu destino. Eu já estava louco pra surrar seja lá quem for que esteja causando confusão e caos pela cidade. Até por que, não me chamam de “guardião” à toa.

Mas ainda sinto minha paranóia atacando. Os pesadelos que tenho toda a noite fazem minha animação se tornar raiva por um momento. Aquilo era muito freqüente, por isso era algo bem incomum pra mim. Sentia como se outra pessoa sempre tentasse liberar minha raiva em momentos que minha adrenalina está a mil, mas isso não vai rolar, não agora.

Ao chegar lá, eu olharia em volta com muito cuidado e tentaria reconhecer o culpado pelo “assassinato” enquanto apoio minha mão sobre o cabo de minha espada. Um grande homem me disse para sempre estar pronto para o combate, sigo seus ensinamentos até hoje. Caso não encontrasse alguém suspeito ao chegar, eu procuraria o corpo do marinheiro que foi ferido caso encontrasse, eu me aproximaria para ver seu estado. Independente de seu estado eu tentaria tirar seu corpo do local. A final, um homem que morreu cumprindo seu dever deve ter um enterro decente. Caso alguém tente me atacar enquanto eu carrego o corpo, eu saltaria para longe do ataque e com o olhar fixado nele, eu colocaria o marinheiro no chão, entrando em instancia de combate. Caso ele tente me atacar novamente, eu saltaria para longe e desviaria de seus ataques, me abaixando e inclinado meu corpo para trás com a minha mão direita sobre o cabo da minha espada até eu bolar uma estratégia.

Histórico do Gezão:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Bejin no ombro:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milho
Civil
Civil
Milho

Créditos : 4
Warn : O lampejo do trovão azul 10010
Feminino Data de inscrição : 18/02/2016
Idade : 25
Localização : East Blue

O lampejo do trovão azul Empty
MensagemAssunto: Re: O lampejo do trovão azul   O lampejo do trovão azul EmptyQui 05 Maio 2016, 15:18

O garoto sai correndo e não houve os murmúrios do capitão, antes que ele pudesse sair de lá. Ele disparou ao local e ao se aproximar, viu aquela “muvuca” de pessoas. Poderia ter certeza de onde o corpo estava, porque além do aglomerado, podia sentir o cheiro. Não que ele fosse um especialista, mas ele poderia saber que aquele cheiro não era de alguém que tinha sido “ferido” ou que “pudesse ser salvo”. Se ele se aproximasse mais, teria uma visão de algo horripilante. O estômago do soldado ferido foi aberto iniciando em um lado da bacia e terminando no lado oposto. Isso causou a queda de órgãos internos e talvez uma dor agonizante, como eu disse antes, ele não era especialista. O rapaz cai no chão e tem seus órgãos esmagados com um pé, deixando claramente uma pegada. Depois disso, quarenta e uma estocadas na cabeça, com completo ódio, que causaram a total dilaceração do rosto, jogando os olhos furados a alguns metros e espalhando cérebro para tudo que é lado. A equipe médica chega e um deles vomita. Não há como pegar aquele cadáver ou ele vai se “desmanchar” nas mãos dele e nem há ninguém por ali que esteja assumindo claramente que fez aquilo.

____________________________________________________

É isso mesmo, Convidado, eu voltei.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
gmasterX
Civil
Civil
gmasterX

Créditos : 11
Warn : O lampejo do trovão azul 10010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2014
Idade : 21
Localização : Na minha casa,ué

O lampejo do trovão azul Empty
MensagemAssunto: Re: O lampejo do trovão azul   O lampejo do trovão azul EmptyQui 05 Maio 2016, 21:39

O caos se esconde nas sombras!

Um corpo deformado e o uniforme da marinha, isso me lembra daquela noticia que recebemos. A noticia que tirou o sorriso determinado e cheio de vida de minha mãe, a única coisa que desfez o sorriso alegre dela. Quando aquele homem entregou apenas a espada e o chapéu dele... Eu já sabia o que tinha ocorrido, sabia que tinha um culpado e queria ele morto. Mas essa vontade lentamente se foi enquanto eu passei um bom tempo em Organ. Só de pensar em que alguém sofrer como eu, isso faz meu sangue ferver muito mais do que antes.

-Tomem cuidado, ele não deve ter ido muito longe e nós não queremos outras vitimas. Retornem a base, reportem isso para o capitão e mandem reforços, eu vou prender este desgraçado... – Provavelmente eles devem estar reclamando “Ohhhhhhh, Senhor fodão! Um recrutinha cheio de autoridade, dando ordens. Você não vai muito longe assim, moleque” ou algo do gênero.

Logo após eu tentaria chamar a atenção de todos os civis presentes. –Senhores! Preciso que se retirem! Voltem para suas casas e seus estabelecimentos e tranquem as portas!  Isto é para a segurança de todos... – Não tinha reconhecido o assassino, por isso, todos ali são uns alvos em potencial, e se tivermos que travar combate, eles apenas atrapalhariam. Caso eles se retirassem, eu ficaria de pé, próximo ao corpo, o encarando e propositalmente deixando minha guarda aberta e pronta para contra atacar com um golpe horizontal para qualquer um que pareça suspeito. Caso eles não se retirem, eu apenas aguardaria, cuidadosamente os reforços chegar para conter a multidão e começar a busca.

Off:
 

Histórico do Gezão:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Bejin no ombro:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milho
Civil
Civil
Milho

Créditos : 4
Warn : O lampejo do trovão azul 10010
Feminino Data de inscrição : 18/02/2016
Idade : 25
Localização : East Blue

O lampejo do trovão azul Empty
MensagemAssunto: Re: O lampejo do trovão azul   O lampejo do trovão azul EmptyDom 08 Maio 2016, 16:47

O jovem Gran Magnus estava empolgado, dando ordens. Todos obedeceram e principalmente o esquadrão médico, porque eles já tinham visto aquele tipo de crime anteriormente e não queriam ficar ali para serem as próximas vítimas. ”Só pode ser ele...”, ouviu o novo marinheiro, um comentário vindo do esquadrão médico, que foi tão baixo que parecia um sussurro da própria consciência do jovem para alertá-lo que não era bom permanecer ali. Conforme ordenou aos cidadãos, alguns torceram os narizes, mas logo começaram esvaziar o local, deixando Magnus sozinho com o cadáver da vítima. Uma brisa fria da manhã soprava para lembra-lo de como a vida é curta e leviana, em alguns casos.

Após ficar sozinho, com os sopros de brisa e o cadáver, pode ver mais claramente as manchas de sangue, parecidas com pegada que seguiam pela cidade, meio apagadas, talvez por tantas pessoas passarem por cima delas. Já faz algum tempo que Gran solicitou reforço, mas nada veio ao seu socorro. Se resolvesse seguir as manchas de sangue, veria que elas dão em um beco sem saída e que a última pegada, intacta, estava na parede, como se o assassino tivesse se apoiado na parede e ido para os telhados.

Off:
 

____________________________________________________

É isso mesmo, Convidado, eu voltei.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
gmasterX
Civil
Civil
gmasterX

Créditos : 11
Warn : O lampejo do trovão azul 10010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2014
Idade : 21
Localização : Na minha casa,ué

O lampejo do trovão azul Empty
MensagemAssunto: Re: O lampejo do trovão azul   O lampejo do trovão azul EmptyQui 12 Maio 2016, 19:43

Você não tem medo..?


As chamas da fúria envolviam meu coração em uma dança abrangente e reveladora. Nunca quis tanto ferir outro ser na minha vida. Mesmo que não tivesse nenhum tipo de relacionamento com aquele que estava caído e morto ali, eu senti a dor de sua família e amigos. Eu senti que o homem que estraçalhou seu corpo em pleno dever, já manchou suas mãos com o sangue de diversos marinheiros. Um sangue que tinha o nome da justiça, um sangue que servia ao povo. Mas algo que me incomodava era o fato de que poderia ser eu, caído ali, estrebuchando e sofrendo. Uma coisa que eu tinha certeza era que se eu acabasse como ele, iria querer que aquilo parasse por ali, então enquanto eu observava o “fim”, uma idéia ecoava por minha mente: “Não haverá mais vitimas!”. Aquelas palavras se repetiam, acompanhando meus batimentos cardíacos.

-Não posso ignorar esse chamado... Tenho que ir atrás dele... – A serenidade não combinava com o clima de morte, até que eu vi pegadas. Sério? Pegadas? Um cara que consegue matar um marinheiro sem ser identificad- Espera um pouco... Eu deveria consultar as testemunhas. Mas tenho que seguir as pegadas! Droga! Cadê a merda dos reforços??! Bem, tenho certeza que consigo consultar as testemunhas depois, então eu seguiria as pegadas que aparentemente me levou ao um beco. Que clichê... A rota de fuga dele é um beco.  Bem, quem sou eu para julgar. Eu analisaria e seguiria os rastros dele com cuidado. Poderia ser apenas uma armadilha para me pegar desprevenido.
           
      Após ter feito um estrago daqueles, ele provavelmente estaria coberto de sangue, então eu seguiria qualquer mancha ou gota que encontrasse pelo caminho, sempre com minha mão direita sobre o cabo da minha espada, preparado para um contra-ataque. Caso consiga finalmente encontrar-lo eu diria, puxando minha espada e pronto para atacar caso ele faça um movimento brusco: - Se renda ou você vai conhecer o poder da justiça...

Caso os rastros de sangue simplesmente sumissem, eu olharia em volta e mesmo não tendo uma noção de rastreamento, procuraria uma modificação na paisagem, algo que fosse muito obvio.
Histórico do Gezão:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Bejin no ombro:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milho
Civil
Civil
Milho

Créditos : 4
Warn : O lampejo do trovão azul 10010
Feminino Data de inscrição : 18/02/2016
Idade : 25
Localização : East Blue

O lampejo do trovão azul Empty
MensagemAssunto: Re: O lampejo do trovão azul   O lampejo do trovão azul EmptySex 13 Maio 2016, 18:21


O jovem Gran Magnus devaneava, enquanto os ventos balançavam suas vestes e seu cabelo. Talvez a chama que se acendeu, fosse aumentava com a brisa leve que balbuciava e assobiava naquele momento. Algumas palavras foram lançadas, enquanto o tempo corria. Os reforços, pareciam nunca ter sido solicitados. Era o espadachim e apenas ele. Só com sua consciência que o cobrava de ações e não de mais devaneios.

Ele resolve seguir a pista deixada para ele anteriormente, pegadas de sangue. Ao se deparar com o beco, ele decide subir aos telhados, onde as pistas o levavam. Para o seu azar, o assassino de seu companheiro estava lá e já o estava observando desde anteriormente. Ele jogou seu casaco em cima do Ferreiro, cobrindo totalmente a sua visão, então o empurrou para o chão, e “Ah” (Onomatopéia), que dor desgraçada. Caiu de cima de uma casa, quebrando uma de suas costelas. Se não bastasse a dificuldade para respirar, ele sente o homem se jogar de cima da casa indo em direção a ele. Quando ele chega, desfere um soco violento combinado com a força da gravidade em cima de G, que acerta bem o seu olho esquerdo. A falta de ar e aquelas pancadas fazem a cabeça dele girar e ficar sem conseguir se movimentar. O homem começa a arrastá-lo e leva-lo para algum lugar. Magnus sente os três primeiros puxões e desmaia.

Ele acorda em um local escuro e moribundo. Estava amarrado a uma viga, de madeira, com um duplo nó. Tanto suas mãos quantos as suas pernas. Ele estava sozinho.

Off:
 

____________________________________________________

É isso mesmo, Convidado, eu voltei.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
gmasterX
Civil
Civil
gmasterX

Créditos : 11
Warn : O lampejo do trovão azul 10010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2014
Idade : 21
Localização : Na minha casa,ué

O lampejo do trovão azul Empty
MensagemAssunto: Re: O lampejo do trovão azul   O lampejo do trovão azul EmptyQua 18 Maio 2016, 17:11

MEU JOVEM! VOCÊ TEME A MORTE?

gezão tá putão

Que gentil, ele me seqüestrou e esperou eu acordar para me esfaquear até a morte. Aparentemente ele teve ajuda, coisa que o pessoal do QG não conhece. De fato eu não estava nem um pouco feliz por ter uma enorme chance de acabar me encontrando com a minha família novamente. Pelo menos eu bateria o recorde do novato que morreu mais rápido. Eu realmente não me importava em morrer ali sem ter feito algo significativo para o mundo, porém, eu queria pelo menos dar uns três ou cinco socos naquele desgraçado de merda.

-EI! SUA BIXA! TEVE QUE PEDIR A AJUDA DO SEU NAMORADO PARA ME PEGAR?!?! VOCÊ NÂO TEM HONRA! NÃO ME IMPORTA O QUE A SUA FILOSOFIA DE MERDA DIZ OU O QUE VOCÊ PENSA! PESSOAS COMO VOCÊ NÃO DEVERIAM EXISTIR! AGORA ME SOLTA E DEIXE-ME CHUTAR A SUA BUNDA ATÉ A PRISÃO! –Não ligava muito para o que poderia ocorrer ali, só precisava extravasar um pouco. Era obvio que ele ia falar um monte de baboseira e etc. Por isso, desde o momento em que eu acordei naquele espaço, eu tentaria desfazer os dois nós da corda que prendia meus pulsos de maneira discreta enquanto eu me mostro interessado no que ele diz para ganhar mais tempo.

Meu mestre disse que fingir interesse é uma técnica milenar para ganhar mulheres. Ele disse que é mais provável que ela funcione com mulheres, mas não custa nada tentar. Caso ele fique em silencio eu diria: - Seu monstro... Sabe quantas famílias sofreram com a perda de seus parentes? Espero que você perceba quem é que está errado. Crianças que crescerão sem seus pais, mulheres que choram todas as noites pela perda de seus maridos, mães que não conseguem suportar essas perdas. As suas ações causam traumas, traumas que criam assassinos ou até mesmo marinheiros vingativos e corruptos que vão assassinar pessoas como você, mesmo que eles sejam inocentes... Um ciclo sem fim que você pode simplesmente terminar, mas que sou eu para lhe julgar. Você é apenas outro tolo que faz o que acha certo. Como bem entende... Assim como qualquer... Inútil... Patético...  E desprezível... Pirata... – Caso conseguisse desatar os nós, eu apenas deixaria eles frouxos e me abaixaria com um olhar sério. Usar o emocional como disfarce para os meus movimentos também é uma jogada milenar para conseguir mulheres.

Com as mãos soltas, eu esperaria pela aproximação do assassino e usando minha aceleração eu faria um movimento rápido, puxando minha espada e rapidamente desferindo um corte contra ele, nada fatal, apenas um golpe para fazer-lo recuar. Se conseguisse, eu cortaria as cordas que prendem meu pé, com um olhar fixo no assassino.  Caso o parceiro dele também avançasse, eu desferiria outro corte em uma de suas pernas para impossibilitar-lo.  Logo após, se fosse sucedido, eu saltaria por uma janela. Levar a luta para um espaço aberto poderia  ser de grande ajuda.
Histórico do Gezão:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Bejin no ombro:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




O lampejo do trovão azul Empty
MensagemAssunto: Re: O lampejo do trovão azul   O lampejo do trovão azul Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O lampejo do trovão azul
Voltar ao Topo 
Página 1 de 10Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Yotsuba Island-
Ir para: