One Piece RPG
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Os 12 Escolhidos, O Filme
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 05:24

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Emptypor Wesker Hoje à(s) 03:53

» Jade Blair
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Emptypor Kylo Hoje à(s) 03:42

» Seasons: Road to New World
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Emptypor Ravenborn Hoje à(s) 02:26

» The Victory Promise
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Emptypor Akise Hoje à(s) 00:33

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Emptypor Fukai Hoje à(s) 00:27

» Kit Phil Magestic
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 22:25

» 10º Capítulo - Parabellum!
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Emptypor Marciano Ontem à(s) 22:12

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Emptypor Achiles Ontem à(s) 21:59

» II - Growing Bonds
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Emptypor War Ontem à(s) 21:36

» Xeque - Mate - Parte 1
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Emptypor Ceji Ontem à(s) 21:20

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Emptypor Fran B. Air Ontem à(s) 19:58

» Livro Um - Atitudes que dão poder
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Emptypor Quazer Satiel Ontem à(s) 18:28

» Galeria Infernal do Baskerville
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Emptypor Blum Ontem à(s) 18:16

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Emptypor Blum Ontem à(s) 17:48

» Hey Ya!
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 17:25

» Blackjack Baskerville
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Emptypor Baskerville Ontem à(s) 17:21

» Cap. 2 - The Enemy Within
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 16:07

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Emptypor Skÿller Ontem à(s) 16:07

» Mini-Aventura
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Emptypor Akaza Ontem à(s) 16:03



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 9 ... 14, 15, 16, 17, 18  Seguinte
AutorMensagem
Wander
Pirata
Pirata
Wander

Créditos : 14
Warn : A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2013
Idade : 22
Localização : Não sei :D

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Empty
MensagemAssunto: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 EmptySab 02 Abr 2016, 01:17

Relembrando a primeira mensagem :

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!

Aqui ocorrerá a aventura dos revolucionários Raymond King Walker, Tidus Belmont, Axell Belmont, Hanna, Hizy Mayan e Frisk Dreemurr. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

Falas
Pensamentos
Esquizofrenia (Fantasia)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] |[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

RIP:
 

Titulo Internacional:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Raizen
Administrador
Administrador


Data de inscrição : 18/04/2011

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Empty
MensagemAssunto: Re: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 EmptySeg 30 Maio 2016, 22:14


Depois de passar as instruções para os seus companheiros, Raymond se mantinha no centro do navio com seus olhos bem abertos atento com tudo o que se passava a sua volta, a sua prioridade era proteger o navio dos tentáculos daquele enorme ser colossal ao mesmo tempo que tentaria o afastar. O Rei Vermelho podia notar que o Duque Azul tinha alguma coisa em mãos e parecia estar bastante preocupado, tanto que sequer prestava atenção a sua volta, estava focado em um dos tentáculos da besta, Ray sacou na hora que Tidus podia fazer alguma coisa para dar vantagem ao grupo. Logo em seguida ele podia notar que o seu companheiro de cabelos azulados estavam correndo em perigo, pois um dos tentáculos vinha por cima dele e o mesmo sequer havia percebido aquilo. Ao notar o tentáculo indo ao encontro de seu amigo, Ray, Axell e Hanna se olhavam e tinha a mesma ideia. O trio imediatamente corria em direção ao Duque e meio que ao mesmo tempo seguravam o enorme tentáculo que vinha por cima.

- Rápido, Tidus!! - dizia enquanto fazia enorme força para manter o tentáculo longe do chão juntamente com Axell e Hanna. Ray notava o Duque aproveitar a situação e aplicar algum tipo de droga em um dos tentáculos do monstro, que ia ficando cada vez mais pesado e o ruivo mal conseguia segura-lo, mas surpreendentemente o membro do monstro voava para trás pois Elizabelo finalmente havia aparecido.

- Oh baby, ainda bem que cheguei a tempo! - dizia o Major enquanto fazia poses broxantes.

Mesmo com aquela cena nada agradável, Ray estava muito feliz em ver o Major finalmente entrando em ação, porque afinal ele precisaria de todo o apoio possível. O ruivo não sabia o que Tidus havia injetado no Kraken, mas ele não estava tão preocupado com isso porque confiava plenamente no seu braço direito e sabia que se ele fez alguma coisa, foi para ajudar. Mesmo com a aparição de Elizabelo, Ray não abaixava a guarda nem por um momento, o Cabo continuava com sua guarda bem fechada e ainda vigiava todos os cantos do navio para não ser pego de surpresa por nenhum tipo de ataque, ao mesmo tempo ele também observava cada um de seus companheiros para ver se todos estavam se dando bem, mas por algum motivo que ele ainda não sabia explicar, ficava de olho principalmente em Hanna. O Rei Vermelho sempre tentava ficar mais próximo da garota, talvez para protege-la ou simplesmente por se sentir mais confortável ao lado dela. Logo era possível notar o Comandante se aproximando.

- Raymond-kun! Eu não posso salvar-lhes sempre que precisar, pois a guerra que iremos enfrentar será tão árdua quanto tirar esse polvo do navio! Mas eu testarei suas habilidades agora, principalmente seus comandos... a partir de agora, a missão de vocês é... - antes que ele pudesse terminar o que dizia, o Kraken dava mais um urro e era possível notar que um pouco de fumaça saia de um de seus tentáculos, ele havia sido atacado. Ray imediatamente olhava para os canhões do seu navio e não notava nenhum sinal de disparo, havia sido de fora.

- GUIAHAHAHAHAHAH! Polvo maldito, venha cá... sua chefe tá mandando, você anda muito revoltado, por isso apanhou! Ei vocês aí, soltem meu bichinho de estimação! - era a voz de uma mulher que se encontrava em outro navio bem próximo, e logo a mesma saltava para dentro do navio revolucionário. - Eu sou Asui Kishiman, A Lança Negra! Quem são vocês? - ele dizia enquanto estava em pé na lateral do navio. Raymond olhava para o Kraken e percebia que o mesmo estava ficando mais lento, ao invés de contra-atacar, ele parecia estar bem sonolento até finalmente parar. o remédio que Tidus havia aplicado, finalmente funcionou.

- Como eu estava dizendo, a missão de vocês é retirar o polvo do navio sem mata-lo! - Mark terminava de falar enquanto Ray ficava extremamente confuso com toda a situação, que aparentemente estava só começando a se complicar, pois logo o Comandante se comunicava com a provável pirata. - Hohohoho Senhorita Kishiman! Somos da célula Red Mark, sou um dos cabos do navio, o responsável pelo comando é Raymond Walker, aquele ruivo ali! - naquele momento Ray dava um olhar mortal para o Comandante, mas não de intimidação, era um olhar como se estivesse dizendo "mas o que diabos você acha que está fazendo?", mas não dizia uma só palavra.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

- É claro que vocês não vão matar meu bichinho de estimação, estou quase domando ele! Célula Red Mark? Então são revolucionários? Hun... Bom, eu não tenho nada contra os revolucionários, pelo contrário já tive ajuda de alguns, mas enfim, retirem o Ted do navio! - ao ouvir as palavras daquela mulher, o ruivo saía do seu "choque" e logo voltava a sua expressão normal, porém não parecia estar feliz com o que ouvia, ela estava basicamente mandando neles como se fossem seus capachos. O Rei vermelho dava alguns passos em direção a pirata, parando um na frente dela, mas um pouco afastado. Seu olhar era frio e intimidador, ele cruzava os braços olhando fixamente nos olhos dela.

- Espere um momento... Até onde eu vi, você não fez nada! A única coisa que fez foi chegar do nada metendo bala sem se importar com quem estava a bordo do navio! - ele dizia com um tom de voz alto e firme, parecia um pouco irritado com a atitude dela. - Enquanto você estava atirando, nós tivemos o trabalho de por essa coisa pra dormir... E você ainda vem MANDAR a gente retira-lo? Eu não sei quem você pensa que é... Mas ninguém aqui vai fazer o que você manda, ainda mais falando desse jeito comigo e o meu grupo! Até porque você e esse seu bichinho quase destruíram o meu navio! - continuava dizendo mantendo a mesma postura e um olhar bem ameaçador. Enquanto falava, Ray mantinha a sua guarda bem fechada pois não sabia se aquela mulher poderia o atacar ou não, até por causa da resposta dele.

- Se você quiser, nós vamos a AJUDAR a retira-lo, mas não faremos sozinhos... - logo em seguida, o ruivo olhava para Mark. - Mark, eu quero que você, Tidus e Axell a auxiliem na retirada dessa coisa... - depois olhava para os irmãos Belmont e dava um pequeno sorriso com o canto da boca, afinal, Mark era apenas um Cabo naquele momento.

Após ter um pequeno diálogo com o pessoal, Ray se dirigia até a área onde fica o leme, que normalmente é um lugar mais elevado e que dava uma visão melhor, e logo ele ficaria olhando fixamente para o navio pirata usando a sua visão aguçada para notar quantos membros mais ou menos teria no navio, e se notasse que eles iriam atacar, rapidamente desceria para avisar aos demais e assim se preparar para uma possível batalha. Se nada acontecesse, o ruivo apenas continuaria no mesmo lugar observando tudo a sua volta para se certificar de que nada iria acontecer, também se mantinha bem atento com sua guarda fechada.






Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Empty
MensagemAssunto: Re: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 EmptySeg 30 Maio 2016, 23:10

O comandante ao ouvir minha pergunta sobre o frasco respondia como de costume, calmo e sem a menor preocupação, começava a me questionar se aquele velho era realmente confiante de mais ou caduca, havia um polvo gigante prestes a afundar nosso navio e ele estava tranquilo, apenas observando o caos, mas pelo menos ele me dizia algo útil, o frasco continha uma especie de sonífero,  e era justamente disse que precisamos no momento.

“Uma dentro, finalmente!” – Aliviado apanhava a seringa vazia e preenchia seu interior com o conteúdo do frasco. – “Agora com cuidado, você só terá uma chance...” – Guardava o frasco e me preparava para aplicar a injeção.

Com cuidado fui caminhando em direção a um dos tentáculos da criatura, parecia um alvo fácil, uma coisa tão grande como aquela era impossível errar, mas algo inusitado aconteceu, Ray, Hanna e Axell correram em minha direção como se houvesse algo de errado, curioso voltei olhar para trás e depois para cima, foi quando percebi que a criatura estava prestes a me amassar.

Mas o que... – Arregalava os olhos enquanto inspirava, por um instante ficava completamente sem reação, seria aquele o meu fim? Esmagado por um polvo gigante? Não, naquele momento o tentáculo era parado. – Hein... – Abaixava a cabeça um pouco e percebia a presença dos três que antes corriam em minha direção, segurando o tentáculo da criatura. – Vocês... – Um leve sorriso se abria em meu rosto, era um alivio ter aquelas pessoas por perto.

Nesse meio tempo o comandante Mark voltou a proferir algumas palavras, estas destinadas ao Vermelho. Aparentemente o velho queria testar os dotes de liderança de Ray, assim como as habilidade do grupo, aquilo soava um pouco arrogante da parte dele, dizer que não poderia sempre nos salvar, mesmo ele sendo um superior aquilo chegava a ser ofensivo, não era como se dependêssemos dele pra tudo, ele apenas era o encarregado e deveria agir como tal.

“Tsc... Ele falou como meu velho, não vou estar sempre aqui pra limpar sua bagunça, quem eles pensam que são?! Eu não sou mais uma criança.” – Aquelas palavras do comandante me incomodavam um pouco, ele estava nos subestimando e agindo como se fosse o meu pai.

Estava na hora de mostrar para aquele velho que nós eramos mais do que simples peões, que não eramos dependentes dele, eu havia saído de casa para mudar o mundo com minhas próprias mãos, não para me esconder sob as asas de ninguém, se o fizesse seria como se eu apenas tivesse saído debaixo da saia da minha família para me esconder debaixo de outra. Nesse meio tempo aproveitava a situação para injetar o sonífero no tentáculo do Kraken, com Axell, Ray e Hanna segurando-o foi uma tarefa fácil. Porém a alegria durava pouco, um estrondo ecoou pelo local, recuei um pouco preocupado para ver o que estava acontecendo e notei a formação de uma nuvem de fumaça no Kraken.

Ei, ei, ei... Isso é sério?! – Com minha mão livre já apertava o cabo da espada na minha cintura, aquilo só significava uma coisa: estamos sendo atacados de novo!

Olhando mais atentamente podia notar a presença de um navio próximo ao nosso, será que tínhamos sido emboscados antes mesmo de chegar na ilha? Uma duvida que logo era sanada ao ouvir uma voz, uma voz feminina. Uma linda mulher de cabelos roxos saltava em nosso navio dizendo que aquele polvo era dela, ou melhor, que estava tentando torna-lo seu.

Eerr... – Acompanhava sua movimentação com os olhos, até me esquecia do Kraken que estava prestes a nos matar. – “Quem é essa Deusa guerreira?”. – Estava boquiaberto, aquela mulher de atitude e de beleza incomparável, estava decidido, ela seria a Sra. Belmont.

Eu sou Asui Kishiman, A Lança Negra! Quem são vocês? – Indagava a bela invasora.

No momento estava sem reação, ainda estava admirando aquela formosura, mas aquele momento de paixão durava pouco, pois logo Elizabelo entrava em cena fazendo barulho atacando o polvo colossal. É, de Deusa guerreira íamos a Eliza, aquele navio tinha de tudo mesmo, mas o mais importante, Mark voltava a falar conosco, especialmente com Ray.

Como eu estava dizendo, a missão de vocês é retirar o polvo do navio sem mata-lo! – Concluía, passando uma missão de ultima hora.

Aquilo era de certa forma inesperado, ele estava jogando toda responsabilidade para o Vermelho, o que contradizia meu pensamento anterior dele estar nos subestimando, ou talvez não. Voltava meu olhar na direção do nosso “novo líder”, para ver qual seria sua reação, e bem, sua expressão deixava bem claro o quão "feliz" ele havia ficado. Mas voltando minha atenção ao que interessava, Kishiman.

“Okay, ta na hora de usar do charme dos Belmonts.” – Guardava a seringa vazia no bolso do casaco, batia as mãos nas roupas dando uma ajeitada, estufava o peito e abria um leve sorriso no rosto.

Começava a caminhar na direção da pirata, esperava Ray terminar seu discurso e logo me posicionaria a frente da donzela, apanharia uma de suas mãos e olharia dentro dos seus olhos, com um sorriso sedutor no rosto. – Tidus Belmont ao seu dispor, senhorita Asui. – Meu olhos verdes iam de encontro com os seus. – Não se incomode com Ray, ele é esquentadinho. Nós iremos lhe ajudar com a sua doma, Deusa guerreira. – Ainda com um sorriso no rosto, levantaria sua mão e abaixaria um pouco minha cabeça, se não houvesse resistência beijaria sua mão. – Vamos, vamos soltar Ted! – Me ergueria e soltaria a mão da jovem.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Tendo exito ou falha na minha primeira investida, o próximo passo seria soltar aquele Kraken do navio, e não faltavam motivos para isso, era nossa missão, se não o fizéssemos ele afundaria o navio e o mais importante, para impressionar e agradar a futura Sra. Belmont. Voltaria minha atenção para Axell e Mark, já que Ray havia ordenado que nós três dessemos conta dos tentáculos, aquilo seria engraçado, tratar Mark como um igual, talvez não funcionasse, mas valia a tentativa.

Axell, Mark, vamos lá! – Entusiasmado com a situação apontaria para um dos tentáculos.

Com o objetivo traçado avançaria na direção do primeiro tentáculo da criatura, como ele havia caído no sono com o sonífero poderíamos usar de movimentos mais bruscos se necessário, então primeiro tentaria golpear com os punhos ou pés regiões que estivessem enroladas no navio, com intuito de faze-lo afrouxar ou soltar, se preciso agarraria ou empurraria dependendo da situação. Caso em algum momento notasse que não tínhamos força suficiente para mover a criatura, teria de apelar para adrenalina, apanharia a seringa com epinefrina e mostraria para Axell.

Eu guardei isso para ultimo caso, é uma seringa com adrenalina, ela vai fornecer um pico de adrenalina descomunal por um breve momento... Talvez com isso conseguiremos mover os tentáculos. – Mantinha uma expressão seria, não era comum eu ficar tão sério e focado em algo, mas aquela situação pedia isso.

Independente da resposta do meu irmão, eu a usuário em mim mesmo, mas não aplicaria tudo, como já havia presenciado na Reverse, um pouco era mais do que o suficiente, sendo assim, caso meu irmão pedisse ou quisesse eu também poderia usar nele. Se chegasse nesse ponto aproveitaria a adrenalina momentânea para retirar os tentáculos, puxando, empurrando ou golpeando com os punhos e pernas, o que fosse preciso.


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Roy Collins
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Roy Collins

Créditos : 17
Warn : A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 10010
Masculino Data de inscrição : 23/11/2012
Idade : 22
Localização : East Blue - Loguetown

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Empty
MensagemAssunto: Re: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 EmptyTer 31 Maio 2016, 02:47

Surpresas, conversas, opiniões ... Monte de coisa.

Tidus chegava no convés com uns objetos de uso pra medicação em mãos, e assimilando com o que estava acontecendo estes seriam usados nesse polvo. ~ Ele tem medicamento pra usar num polvo?! Surpresa com tamanha descoberta olhava para ele balançando a cabeça e imaginando o que mais ele escondia de todos. ~ É bom que funcione, porque senão nosso navio vai pro beleléu. Enquanto isso ele se aproximava de um dos tentáculos com o maior cuidado que tinha e ao mesmo tempo não percebia que um ataque ia por trás dele. Raymond me olhou junto com o Axell, seus desejos eram claros. Salvar Tidus. Então sem perder tempo fomos com tudo contra o tentáculo e com muita dificuldade paramos o ataque, dando um ótimo tempo para o duque aplicar o que ele tinha em mãos. ~ Tem de ser rápido! E com as mãos empurrando contra o tentáculo com o auxilio dos meus companheiros não paramos, porém persistimos até o fim para ajudar o médico.

Naqueles longos segundos sentia a pressão descomunal que aquele monstro fazia, era muito difícil mantê-lo por muito tempo daquele jeito. Sua força era ridícula de forte e a dificuldade parecia a cada fração de segundo aumentar o dobro. Contudo por sorte do destino um tiro foi disparado no tentáculo e finalmente aquilo nos ajudou, e muito!. - WROOOOOEERRRRRRROOUUUUU. Por outro lado mais um daqueles gemidos do polvo ecoava pelo navio, me obrigando a colocar as mãos nos ouvidos. - Que barulho infernal!! Quem seria que atirou no monstro? Para minha supresa; – GUIAHAHAHAHAHAH! Polvo maldito, venha cá... sua chefe tá mandando, você anda muito revoltado, por isso apanhou! Ei vocês aí, soltem meu bichinho de estimação!

Uma mulher com a aparência de uma selvagem chegava no navio demonstrando bastante marra. Apertava meus olhos e notava sua arma, além de imaginar ela tentando domar uma criatura gigantesca dessa. Certamente ela não é uma pessoa normal, ai tem coisa. – Eu sou Asui Kishiman, A Lança Negra! Quem são vocês? Resolvi me abster disso e deixar a conversa entre os demais rolar, até que finalmente uma aparição agradável dava sua cara. Elizabelo ajudando com aquele monstro e fazendo seus membros recuarem. - Elizabelo!! Como é bom te ver de novo! Deixava escapar um sorriso mostrando minha felicidade em vê-lo. No entanto aquela mulher não parava com seus comentários, chamando toda atenção pra si.

- É claro que vocês não vão matar meu bichinho de estimação, estou quase domando ele! Célula Red Mark? Então são revolucionários? Hun... Bom, eu não tenho nada contra os revolucionários, pelo contrário já tive ajuda de alguns, mas enfim, retirem o Ted do navio! Quanta marra! Aquilo tinha deixado ele bem furioso, sua voz aumentou e a expressão em seu rosto se mostrava bem desafiadora para qualquer um, mas eu entendo perfeitamente ele. Ela foi muito folgada mesmo. - Espere um momento... Até onde eu vi, você não fez nada! A única coisa que fez foi chegar do nada metendo bala sem se importar com quem estava a bordo do navio! Sua voz permanecia firme e mais séria do que nunca. - Enquanto você estava atirando, nós tivemos o trabalho de por essa coisa pra dormir... E você ainda vem MANDAR a gente retira-lo? Eu não sei quem você pensa que é... Mas ninguém aqui vai fazer o que você manda, ainda mais falando desse jeito comigo e o meu grupo! Até porque você e esse seu bichinho quase destruíram o meu navio!

Um clima tenso pairou no ar. - Se você quiser, nós vamos a AJUDAR a retira-lo, mas não faremos sozinhos... E para terminar. - Mark, eu quero que você, Tidus e Axell a auxiliem na retirada dessa coisa... Confesso que essa reação furiosa do Ray me surpreendeu, nunca tinha o visto desse jeito, apenas no seu modo bem sério. Entretanto ele se mostrou um líder outra vez ... E que continue assim. Agora o Tidus, bem, ele superou. Está super feliz com a presença dessa Asui Kishiman, deixou seus hormônios lá em cima, só de olhar pra ele já se percebe isso. ~ Ela não é tão bonita assim. Pensava enquanto observava ele e a pirata. Mas deixa pra lá, se ele tentar algo com ela o destino irá dizer se vai dar certo.

Como não tinha mais nada para fazer por enquanto acompanharia o ruivo por onde ele fosse. Talvez ele queira uma ajuda reparando no navio dessa garota, e quem sabe posso ajuda-lo dando alguma opinião. Na hora em que estiver sozinha com ele olhando aquela embarcação começaria a dialogar com muita calma. - Ray, agora que esse polvo está para ser dominado e finalmente podemos voltar à paz ... Pararia e daria uma leve olhada pro pessoal tirando os tentáculos. - O que vamos fazer? E sem esquecer dessa garota selvagem invadir nosso navio, não terminaria por aqui.

- Mas não precisa ficar tão bravo assim. Me referiria a garota apontando para ela. - Pense por um lado. O Tidus já está dando em cima dela ... Abriria um sorriso e evitaria rir, apesar dessa conversa ser séria. - Pensou se ela for uma Bellmont futuramente? Com esperança de que faça ele rir continuaria. - E outra, você tem ótimas pessoas aqui no navio. Não tem necessidade de ficar tão bravo que nem aquela hora. Dando uma pausa respiraria, observaria a outra embarcação, as pessoas de lá, ao menos tentando afinal não tenho visão aguçada e voltaria para ele. - Qualquer coisa eu te protejo!

Seguidamente limparia minhas mãos na camisa pois tive de tocar naquela coisa nojenta. Depois de limpas soltaria meu coque e diria ao Ray. - Esse ataque do polvo desmontou meu cabelo todo ... Alisava meu cabelo deixando o mais liso possível, e jogando-o para trás. - Uma dúvida. Imaginando que ele ficaria intrigado com isso já levaria minhas mãos para frente pedindo calma. - Eu tenho um cabelão como pode ver. Pondo as mãos até o fim do cabelo continuaria. - Como você acha que fica melhor? Solto assim? E para terminar enrolaria meu cabelo encenando um coque de novo. - Ou desse jeito? Embora eu nunca ter pedido uma opinião masculina sobre minha beleza, confesso que não me sinto incomodada nenhum pouco. Mesmo sendo diferente, pois a maioria de nós perguntamos as amigas ... Mas nada como a opinião dele, afinal sua presença está me fazendo muito bem!

Histórico de Hanna/Lavínia:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Olá, Convidado seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mizushiro Hizumy
Revolucionário
Revolucionário
Mizushiro Hizumy

Créditos : 2
Warn : A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 10010
Masculino Data de inscrição : 12/11/2014
Idade : 20
Localização : Cactus Island

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Empty
MensagemAssunto: Re: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 EmptyTer 31 Maio 2016, 14:58



~ Perdido no Tempo  ~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | Post: 19

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]





Completamente absorvido em seus sonhos mais ordinários e infantis, sem pé nem cabeça, fantasiosos, onde criaturas místicas convivem junto à si, remexendo-se involuntariamente na cama qual fora deitar-se, ora chutando o ar, ora virando-se para um ou o outro lado dos lençóis, Hizy permanecia, até então, incrivelmente alheio ao mundo exterior ao dos sonhos. Fora então, porém, que um estrondoso uivo colossal e em dor grunhia por entre seus pequenos, contudo funcionais, ouvidos, onde em ilusões do sono o uivo mitificava-se na melodia irritante de uma gaita-de-foles.

 Remoendo-se, com o cansaço ainda persistindo e puxando-o para baixo, fazendo do pequeno viril cativo do próprio leito, abrir-se-iam-lhe as safiras de pálpebras pesando toneladas. De mãozitas cerradas, o delírio da exaustão intentava espantar, esfregando os olhinhos. - OooohHHhh... - bocejaria num timbre todo dele agudo e suave. Sentar-se-ia na cama e por fim, colocaria os pés para fora, tocando estes no soalho. Olhando em volta, a pender ligeiramente com a cabeça, pois ainda não estaria totalmente desperto, procuraria pelo seu bastão, agarraria nele e erguer-se-ia da cama, em direcção à saída.

- OoooHhhh... Onde estará todo mundo? - Perguntava-se enquanto que deambularia pelos corredores da embarcação e erguendo os bracitos bem no alto, o mais alto que conseguisse, provocando em seu corpo, por alguns milésimos de segundos, espasmos de preguiça, quase que totalmente acordado.  Seguiria em direcção ao convés, no exterior do navio, quem sabe lá estivessem todos reunidos, ou mesmo que não estivessem lá, seria bastante agradável banhar-se pelos raios solares. Não havia nada melhor do que isso para começar o dia!

Assim que colocasse os olhos sob o convés, se no mesmo conseguisse chegar, ficaria abismado com o vislumbre que seu olhar lhe entregava. Voltaria a passar os punhos pelas pálpebras, não estivesse o pequenino ainda a sonhar, que isso da realidade e do sonho as vezes se confundem. Mas, notando que não era esse o caso, assombrado, curvas alegres se formariam em seus fios lábios, apesar das pernas esbeltas tremerem como que se fossem dois galhos em temporal. Um misto de entusiasmo alegre e receio formar-se-ia dentro de si. Nunca outrora vira uma criatura assim, apenas pudera ouvir menções delas nos contos de seu pai e em livros para crianças. Dentro de seu âmago aquela mistura iria crescendo e crescendo, fazendo com que a criança começasse a tremer por todos os cantos e recantos de seu ainda infante corpo, até que, não se segurando mais, juntaria os bracinhos junto ao peito e os olhos, em jubilo instantâneo, brilhariam como esferas de fogo no céu nocturno da noite. Corado em felicidade, contorcer-se-ia, puxando de leve o turbante branco em sua cabeça para depois tentar um salto em pé-coxinho com o pé direito, em frente, e de seguida rodopiar sobre o mesmo pé, numa pequena coreografia que expressava o seu espanto radiante ao ver uma criatura que somente em livros e histórias havia ouvido rumores.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


- UUUOOOOOOOOOWWWWW! INCRÍVEL! UM KRAKEN! É UM KRAKEN! HI!HI!HI!  -

 Sorridente, se estivesse tudo bem, chegaria mais perto de um dos tentáculos, mostrando um pouco de receio, todavia, sempre com uma aura alegre, o que era uma combinação estranha. Com o bastão, tentaria cutucar de leve o tentáculo para então, se bem sucedido, soltar uma gargalhada genuinamente infantil. Se a criatura tentasse algum mal contra ele, ou se alguém resmungasse, afastar-se-ia do molusco cabisbaixo, sussurrando baixinho a concordância à ordem: - está bem...

 Em todo o caso, o miúdo ficaria ainda mais boquiaberto ao ver um outro navio. Olharia para o mesmo e se visse uma bandeira negra com uma caveira e ossos, seu corpo não suportaria o êxtase, pois, seriam piratas! - ... PIRATAS DE VERDADE?!?! - Seus pequenos olhinhos voltariam a brilhar, cintilantes. Porém, uma dúvida logo apagaria quaisquer chama de euforia dentro de si. - Mas serão eles amigáveis?! Ou serão daqueles piratas malvados?! - Indagar-se-ia, cruzando os braços e mantendo-se um pouco afastado deles e dos demais, pensativo. Após ver a reacção de todos para com aqueles navegadores de bandeira negra hasteada, iria, se nada o impedisse, até junto ao extremo da embarcação e acenaria para as pessoas que estivessem dentro do navio pirata.  - Olá! Olá! - Sorriria ele enquanto que acenaria de um lado para o outro, esperando que os piratas fossem bonzinhos e que retribuíssem a saudação.

Porém, o pequeno garoto não se iria manter ali a brincar por muito tempo, assim que se apercebesse de que Tidus, Mark e Axell estavam tentando retirar o colosso kraken da fragilizada embarcação, fazendo-se convidado, correria até eles, alegre e sorridente.

- Bom dia, pessoal! Hi! Hi! Vim ajudar vocês! - Falaria, esticando os braços e, de seguida, gesticulando os bracinhos como que se arregaçasse as mangas. Encostando o bastão num canto perto de si, o menino viria então até o tentáculo mais próximo, onde com as mãos nuas neles encostaria. Talvez, seria muito provável que o membro mole da lula gigante estivesse viscosa e molhada. Sendo tal o caso, o garoto abriria os dedos e fitaria muito sério o muco do bicho, com um ar de nojo em seu semblante. - NHAAACHK! Que nojento, Kraken-san! -
Doravante, voltaria a segurar bem firme no tentáculo, abraça-lo-ia se realmente fosse necessário, para então atirá-lo bordo à fora. Devido à sua altura, colocar-se-ia nas pontas dos pés, quase que só se erguendo nos dedinhos sujos, e levantaria bem no alto as mãos com os tentáculos, para os atirar ao mar.

Seria provável que o trabalho braçal o fizesse suar e grunhir pequenos gemidos de esforço, afinal, estaria a pegar em algo que quiçá pesasse bem mais do que dez garotos iguais a si. Mesmo assim, não desistiria, e conseguindo lançar um ao salgado mar, passaria a mão pela testa, limpando o suor e festejaria momentaneamente o sucesso, depois, andaria até o próximo tentáculo e, repetindo o processo, o tentaria lançar bordo afora. Sempre firme de si, como que já não estivesse com nenhum tipo de medo ou receio da criatura, pelo contrário, começaria a ganhar algum tipo de confiança com ela, se tal se demonstrasse ser dócil, ou estivesse a dormir.






Histórico escreveu:

Post: 19
Ganhos: Flauta | Promoção para Cabo | Aprendizado: Geografia (?) |
Perdas:
Bónus:
Players:
NPC's: Nell - Major da célula revolucionária "Red Mark" | Mark - Comandante da célula revolucionária "Red Mark" | Elizabelo - Major que além de deixar Hizy confuso, pois não sabe se deve o tratar como nee-san ou nii-san, aparenta gostar de Tidus.

HP: 255/255
SP: 65/86
Vantagens:• Ambidextro|• Aparência Inofensiva|• Audição Aguçada
Desvantagens:• Coração Mole|•
Trauma Profundo escreveu:
Sempre que vê ou ouve algo relacionado aos tenryuubitos entra em estado de choque, por serem eles os responsáveis pela morte de seus pais, e por acreditar afincadamente, que os próprios são a origem de todo o mal existente no mundo. Fica tão paralisado que a única coisa que pode fazer é fugir amedrontamente devagar. Até mesmo estátuas ou gravuras de dragões a voarem o deixam ligeiramente incomodado e nervoso. Após passar por um episódio traumatizante em uma guerra, ganhou um medo profundo de perder amigos. Quando passa por uma situação do tipo, acaba sendo tomado por perturbações emocionais.
Extras:


...

Objectivos escreveu:

[X] Comprar uma flauta "árabe" dourada;
[ ] Comprar uma roupa/veste de mago toda negra (igual a do Aladdin mesmo);
[X] Aprender/ Comprar as perícias: Pilotagem e Geografia;
[ ] Ouvir falar dos Agentes Duplos e Shichibukais;
[ ] Ser convidado/convencido à seguir outro caminho como revolucionário;

...



ThanksPanda

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:

[ ] Ganhar uma Meitou lvl 2; (ノ≧∀≦)ノ
[ ] Ter Ofício Ferreiro lvl 2; (╯✧∇✧)╯
[ ] Forjar uma Katana lvl 2; (ര̀ᴗര́)و ̑̑
[ ] Caçar 5 Recompensas;  ヾ(〃^∇^)ノ♪
[ ] Vencer o torneio de artes marciais 1x; (๑•̀ㅂ•́)و✧
[ ] Encontrar dois tesouros; (۶ꈨຶꎁꈨຶ )۶ʸᵉᵃʰᵎ
[ ] Viajar por todo South e West Blue; ೕ(⁍̴̀◊⁍̴́ฅ)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Mizushiro Hizumy em Ter 31 Maio 2016, 16:19, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Axell
Comandante Revolucionário
Comandante Revolucionário
Axell

Créditos : 33
Warn : A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 10010
Masculino Data de inscrição : 14/05/2011
Idade : 24
Localização : 5ª Rota - Pindorama

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Empty
MensagemAssunto: Re: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 EmptyTer 31 Maio 2016, 16:02

Um clima de tensão dominava todo o navio, a apreensão de fazer algo de errado e despertar ainda mais aquela fera era nossa maior preocupação. Contávamos com algumas das magias de médico de Tidus para que não precisássemos ter de entrar em combate com o polvo, até porque uma luta em alto-mar com algo como aquilo nós só teríamos a perder, principalmente por sermos totalmente dependentes do nosso navio. O monstro começava a agitar os tentáculos, todos totalmente ligados em seus movimentos lentos, todos menos Tidus que estava completamente focado em uma espécie de medicação que tinha acabado de trazer da ala médica.

O golpe ia tão lento que eu me surpreendia por meu irmão não notar. ~ Tidus, seu batata. ~ Olhava em volta e percebia que Hanna e Ray tinha o mesmo olhar que eu, e sem pensar duas vezes nós partíamos para defender o Duque Azul. O tentáculo era pesado, mais pesado do que eu imaginava, usava toda a minha força e fechava o braço em “X” para defender da melhor forma possível. - Anda logo! - Não fazia ideia do que ele estava fazendo, mas para por todos nessa situação do nada deveria ser importante.

O golpe parecia fazer cada vez mais pressão e eu sentia meus músculos se contraindo mais e mais. Fechava os dentes e os ouvia ranger com tamanha força que fazia. - Ooarghhhh. - Deixava escapar bufando de força. Pela minha visão periférica notava o quanto os outros também estavam se esforçando e agradecia mentalmente por ter eles por perto, nunca conseguiria segurar aquilo sozinho.

E então, muita coisa aconteceu uma seguida da outra. De repente o monstro parou de fazer tanta pressão e conseguimos suportar melhor, agora somente seu peso. Seu urro de fúria foi ensurdecedor e eu já me preparava para fazer de tudo para suportar toda sua força. - WROOOOOEERRRRRRROOUUUUU - Mas antes que pudesse agir outro som mudou todo o rumo da cena, uma bala de canhão só parou quando atingiu o Kraken.

Meus olhos se fechavam involuntariamente devido a explosão e quando abriam havia uma nova pessoa no convés. Mesmo sendo uma bela mulher eu sentia raiva pelo modo ao qual tinha entrado no nosso navio, e por quase ter nos atingido! -  Eu sou Asui Kishiman, A Lança Negra! Quem são vocês? - Meu rosto se moldava em impaciência por só querer sair debaixo dessa lula gigante chutar ela pra fora do navio de uma vez. - Ninguém liga, sai do meu navio! - Gritaria.

Com um golpe Elizabelo surgia e tirava a criatura de cima da gente. - Uffff… - O ar preso em meus pulmões pela força que eu fazia escapava do meu peito de uma única vez, os braços caíam exaustos a medida que meu corpo se contraía tentando se recuperar de usar tanta força de uma hora pra outra. - Valeu Eliza… argh.

Com ambas as mãos em meus respectivos joelhos eu ouvia atentamente as palavras de Mark, de começo eu pensei ter ouvido errado, mas foi só ver a expressão do Vermelho que eu pude ter essa certeza. ~ Mark só pode estar de brincadeira. ~ Eu não fazia ideia do que ele queria com aquilo, mas ao que parecia buscava o anonimato. ~ Talvez essa mulher seja mais importante do que o imaginado. ~ Olhava com atenção para ela, era impossível dizer que não chamava atenção.

-  Espere um momento... Até onde eu vi, você não fez nada! A única coisa que fez foi chegar do nada metendo bala sem se importar com quem estava a bordo do navio! - Iria até o lado de Ray e complementaria suas frases. Cruzaria os braços e com uma expressão zangada bufaria as palavras. - Não fez nada! E se me acerta com esse porcaria?! -  Enquanto você estava atirando, nós tivemos o trabalho de por essa coisa pra dormir... E você ainda vem MANDAR a gente retira-lo? Eu não sei quem você pensa que é... Mas ninguém aqui vai fazer o que você manda, ainda mais falando desse jeito comigo e o meu grupo! Até porque você e esse seu bichinho quase destruíram o meu navio! - Minha cabeça balançaria negativamente enquanto os olhos fechados mostrariam a indignação. - Desrespeitou a mim, desrespeitou o meu grupo, desrespeitou os revolucionários como um todo. - Por fim apenas olharia para Ray e mostraria que aprova sua atitude, não poderíamos deixar ninguém crescer pra cima gente assim.

Ouvia as orientações para retirar o polvo e um pouco de preguiça de tomava conta de mim, havia acabado de segurar aquela coisa grudenta por muito tempo e já teria que encostar naquilo de novo. ~ Droga. Vou jogar esse polvo em cima do navio desses piratas. ~ Só então eu percebia que Mark iria nos ajudar nessa tarefa, o pensamento de que ele talvez nem alcançasse o animal direito me divertia, ainda assim não ousaria tirar sarro dele.

- Eu guardei isso para ultimo caso, é uma seringa com adrenalina, ela vai fornecer um pico de adrenalina descomunal por um breve momento... Talvez com isso conseguiremos mover os tentáculos.

- Você tá se drogando?! - Via que o mesmo se mantinha sério, talvez não fosse a melhor hora pra brincar. - Certo... se for nos poupar tempo e esforço eu topo.

Tentaria como antes procurar algum tentáculo e usando de toda a minha força eu buscaria o melhor jeito de empurrá-lo para fora do navio, seja agarrando e jogando, ou empurrando com as mãos ou com a sola dos pés. Apesar de colocar força em cada movimento eu também procuraria ser sútil e delicado, aplicando apenas a impulsão e não o impacto em cada ação. Meso que o Kraken estivesse apagado eu não queria machucá-lo ainda mais, de todas as coisas malucas que tinham acontecido ele ao que parecia era o que tinha menos culpa.

Se Tidus injetasse a droga em mim eu aproveitaria desse upgrade e junto dele tentaria jogar de uma vez a criatura ao mar.





Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ravenborn
Illuminati
Illuminati
Ravenborn

Créditos : 29
Warn : A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 10010
Masculino Data de inscrição : 08/11/2014
Idade : 20

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Empty
MensagemAssunto: Re: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 EmptyTer 31 Maio 2016, 21:30

"Megalo Strike Back"




[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
*You can't spell determination without termination.


- Tsc. - estalei a língua, chateado com o que acabara de acontecer. Como que apenas para me impedir de me divertir um pouco, antes mesmo de eu ter a chance de entrar na luta contra o polvo gigante, uma bala de canhão atingiu um dos tentáculos da criatura - um dos que não estava no nosso navio, obviamente. Era completamente impensável, mas uma mulher simplesmente começou a gritar com o Rei dos Mares, como se estivesse lidando com um simples bichinho de estimação. - Eu sou Asui Kishiman, A Lança Negra! Quem são vocês? - ela se apresentou, e eu instintivamente levei a mão ao cabo da faca de cozinha, que Frisk aparentemente não tinha se dado o trabalho de jogar fora. "Acho que eu devo estar mais acostumado com ela..." Pensei, suspirando de leve. Aquela mulher era claramente muito mais forte do que eu, e eu não podia nem mesmo sonhar em fazer alguma coisa com ela do jeito que eu estava agora. "Eu adoraria brincar um pouquinho com ela, mas não ia ser divertido se eu não conseguisse acertar nem uma vezinha." Dei de ombros, e larguei o cabo da arma; tínhamos coisas mais importantes pra fazer. Com certeza, uma oportunidade pra me divertir bastante surgiria mais pra frente, eu só precisava esperar.

A conversa começou de um jeito bem diferente do que eu esperava - já que o velhote, Mark, passou a bola pra o ruivo, dizendo que era apenas um cabo e que ele sim era o comandante da embarcação. - Hã? - eu acabei não entendendo muito bem o que ele queria com aquilo, mas continuei escutando quieto, pra ver o que viria a seguir. Foi aí que a pirata resolveu começar a nos dar ordens: – É claro que vocês não vão matar meu bichinho de estimação, estou quase domando ele! Célula Red Mark? Então são revolucionários? Hun... Bom, eu não tenho nada contra os revolucionários, pelo contrário já tive ajuda de alguns, mas enfim, retirem o Ted do navio! - ela dizia com a maior autoridade do mundo, como se estivesse livre para mandar em cada um de nós. Eu rangi os dentes, os meus olhos da cor de sangue fitando-a com uma raiva controlada, pois sabia que não podia lutar com ela. "E o nome daquela coisa é Ted?" Aquele provavelmente era o polvo gigante com o nome mais ridículo em toda a face da Terra. Eu realmente não queria começar a falar o que estava pensando, mas aquela mulher realmente tinha me tirado do sério. Felizmente, Raymond tomou as rédeas de maneira espetacular, mesmo que eu ainda achasse um pouco estranho vê-lo na posição do velho Mark, dando as ordens.

- Espere um momento... Até onde eu vi, você não fez nada! A única coisa que fez foi chegar do nada metendo bala sem se importar com quem estava a bordo do navio! - ele começou. Talvez a sua atuação como líder não fosse a melhor do mundo, mas a aura que aquele ruivo tinha à sua volta mostrava que ele tinha no mínimo um jeito pra coisa. - Enquanto você estava atirando, nós tivemos o trabalho de por essa coisa pra dormir... E você ainda vem MANDAR a gente retira-lo? Eu não sei quem você pensa que é... Mas ninguém aqui vai fazer o que você manda, ainda mais falando desse jeito comigo e o meu grupo! Até porque você e esse seu bichinho quase destruíram o meu navio! - ele continuou. "Meu navio...Pfft." Pensei, quase deixando escapar uma risadinha de leve, mas sorri com determinação depois de seu "discurso" - uma determinação um pouco mais agressiva que a de Frisk, mas tão poderosa quanto. Uma expressão um pouco mais brincalhona tomou conta do meu rosto, agora que eu finalmente tinha percebido que os revolucionários estavam batendo de frente com a domadora de frutos do mar. "Você arranjou uns bons amigos, né, Frisk?"

Depois daquilo tudo, eu relaxaria um pouco mais, decidido de que não encontraria nenhuma luta divertida por enquanto - ainda assim, manteria-me atento ao navio dos piratas, já que aquela mulher parecia ser mandona o suficiente pra não aceitar a proposta de Raymond. Fora isso, eu apenas assistiria ao restante das cenas com um pequeno sorriso de divertimento no rosto - a tentativa de dar uma de garanhão de Tidus, o ruivo dando as ordens para a retirada dos tentáculos e quaisquer coisas mais, do mesmo modo que alguém que assiste a um programa na TV. - Pffftt...Hihihihi... - deixaria escapar uma risada, no caso da cantada do Belmont mais velho não funcionar - o que sinceramente eu achava bem provável, dado o que a pirata tinha mostrado de sua personalidade até agora, mas seria interessante assistir mesmo se eu não o visse sendo rejeitado. Observaria Mark recebendo as ordens de Raymond, também, me perguntando como ele reagiria: seria interessante ver o velhote pondo as mãos na massa pela primeira vez, já que aquele raio de luz que Frisk presenciou na subida da Reverse Mountain nunca tinha sido explicado. Por fim, quando eles estivessem no meio do trabalho, eu me levantaria e iria até o ruivo, procurando algo para fazer eu mesmo.

- Ei, Raymond-san. Ou eu deveria dizer Comandante? - sorriria, irônico, a minha expressão e os meus olhos talvez mostrando-se suficientes para que ele percebesse que não era mais Frisk que estava ali. - Sabe...eu meio que não estou com nada pra fazer. Se importa se eu ficar de olho nos piratas? Posso avisar se acontecer algo importante. - eu perguntaria, apesar de já ter decidido fazê-lo de qualquer maneira. Ficaria então na amurada do navio, observando o navio dos recém-chegados com curiosidade, sorrindo infantilmente para qualquer um que me olhasse de lá. Me distrairia contando quantos deles haviam ali, ao menos à nossa vista, e também procuraria por qualquer coisa interessante o suficiente para capturar o olhar. Quando me cansasse de fazê-lo, prestaria atenção no garotinho que tinha chegado atrasado, só muito depois de toda a confusão ter chegado àquele ponto. "Como diabos ele não acordou com aquela barulheira toda?" Eu me perguntaria, um meio sorriso no rosto.

- Yo, Hizy-chan. - me aproximaria dele por trás, dando-lhe um abraço por cima dos ombros. Eu daria um largo sorriso com os olhos semicerrados, primeiramente, como que mimetizando a amabilidade de Frisk. Mas depois, quando ele me olhasse no rosto, eu abriria os meus olhos escarlate lentamente e daria um sorriso um pouquinho mais característico, com o habitual toque de insanidade. - Dormiu bem? - eu perguntaria. Naquele ponto, ele provavelmente já teria percebido. Até mesmo a minha forma de chamá-lo tinha sido diferente, afinal. Talvez eu pudesse me divertir um pouquinho com ele, enquanto as coisas estivessem chatas.

- Hihihi. -



Histórico escreveu:
Nome: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Post: 21
Ganhos: Sobretudo da Red Mark
Adaga Assassina:
 
Perdas: Ferimento no ombro tratado (retirar da ficha a descrição em vermelho do mesmo)
Vantagens: Aceleração | Temperamento Calmo (Frisk) | Aparência Inofensiva
Desvantagens: Múltipla Personalidade | Coração Mole (Frisk) | Amnésia
Extra:

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Empty
MensagemAssunto: Re: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 EmptyTer 31 Maio 2016, 23:23

~~ Narração ~~


Sem delongas o ruivo boxeador andava alguns passos para frente, parecia meio irritado após ouvir as palavras da atraente pirata! Raymond e Axell começavam a proferir, fazia muito sentido suas palavras, porém a garota fez apenas um gesto com a mão direita como se estivesse segurando um fantoche imaginário e fizesse ele tagarelar. – Bla, Bla, Bla... fale com a minha mão! Ela fazia a palma de sua mão ficar ereta e ficar o ruivo não dando a mínima para o rei vermelho, algo bem ousado da parte dela.

Mas antes que Ray pudesse ficar mais puto do que já estava, sem viadagem pow... Tidus entrava em ação, seus passos eram destinados, suas roupas mexiam-se com o passar do vento, sua respiração ficava mais intensa pelos hormônios estarem a flor da pele, seus cabelos iam de um lado para o outro até que o espadachim se aproxima da jovem pirata, pegava na mão da garota agilmente e utilizava seu charme junto de sua beleza e palavras cativantes. Asui fica perplexa, não apenas pelo homem se aproximar dela do nada, mas também com a beleza rara que Tidus possuía, podia não ter um membro grande como de Raymond, mas sua beleza fazia o rei vermelho sucumbi ao abismo mais fundo. – O-oque v-você está f-falando? E-eu... C-como, han? A face da garota ficava extremamente vermelha, todos diante a cena, ficavam totalmente impressionados com a audácia de Tidus e como a mulher havia caído em suas falas. Logo em seguida o Duque Azul beijava a mão da garota deixando-a extremamente envergonhada. Saltava da borda do navio totalmente revigorado, chamava pelo seu irmão caçula e pelo comandante.

Hanna parecia não entrar na conversa, mas acabou puxando assunto com Eliza, pois estava ao lado dela. – Hanna-chuan... pois é, na verdade eu não ia vir com vocês, mas como eu era o único piloto disponível tive que vir! Na minha última missão fiquei 5 dias acordado direto, então quase nem tive tempo de descansar... isso faz muito mal para pele! Terminava de falar ao fazer uma cara de coitado, mas respondia para que Hanna compreendesse seu sumiço. Porém a atenção de Hanna era atraída quando Tidus cortejou a jovem pirata, pensamentos sobre a beleza da pirata vinha na mente de Hanna, ciúmes? Talvez! Mas sem delongas a Barbara chega próximo de Walker e puxa assunto para decidirem o que iriam fazer.

Enquanto isso dentro do navio, Hizy havia acordado, após sonhar muito e dormir ainda mais, vagarosamente abria seus olhinhos enquanto bocejava em alguns timbres diferente, a mudança ocorria conforme despertava. Hizy. Sem delongas o jovem garotinho arruma-se e saia do quarto, passava por outras alas, porém não via ninguém, ficou até pensativo, algo relativamente obvio. Hizy subia as escadas e chegava na superfície, ficava abismado com o que via... esfregou algumas vezes os olhos para verse ainda estava sonhando, porém apenas afirmava que não era sonho. Não demonstrava medo, muito pelo contrário, saia saltitando em direção ao tentáculo mais próximo. Começava a cutucar com seu bastão, porém a criatura estava nocauteada, sorte da criança! Se estivesse acordado, talvez tivesse feito Hizy virar patê, literalmente, com sabor carne ainda. A criança percebia o navio e tudo o que estava ocorrendo, porém estava totalmente perdido com o que ocorria. Hizy fica próximo do grupo, mas o foco deles era o Kraken e a pirata, momentaneamente demoraram a perceber a pequenina presença do garotinho flautista.

Tidus tinha um plano, na verdade era até um bom plano, porém para exerce-lo precisaria de ajuda e por que não seu irmão? Era provável a pessoa em quem mais confiasse. O espadachim de madeixas azuladas explicava o que a droga fazia e seus efeitos, apesar do sarcasmo maléfico de Axell, ele decide usar. Após aplicarem-se, dentro de segundos seu coração, suas veias, seus músculos, sua respiração... eram amplificados estrondosamente! O volume dos músculos parecia que tinham feito diversos exercícios, as veias dilatadas eram tipo monstro, algo que o narrador deles particularmente curte, apesar de não possuir muitas veias, mas enfim. As aglomerações de células vermelhas subitamente expandiam-se e a vontade de tocar o terror era algo impossível de conter. Tidus havia aplicado em torno de 30 ml na primeira vez, algo que sem querer ocorreu, porém dessa vez, era 150 ml que continha na seringa, realmente os Belmonts estavam picudos agora.

Hanna e Raymond havia conversado, o rei vermelho pode notar a presença física de Frisk, mas a aura não era dele, poderia notar para aquele que possuíam bons olhos, as expressões naturais ficavam bem visíveis. Chara ironizava Raymond chamando de comandante e rindo por sinal. Após falar com o ruivo, Chara observa Hizy amigo de Frisk. O celestial aproximava de Hizy e puxava assunto com o garotinho.

A pirata observa os revolucionários, porém ao ver Tidus todo bombado e cantando de falo macho a garota simplesmente desabrocha, fica com suas bochechas vermelhas ao lembrar da ação do espadachim, porém o encanto é quebrado ao ouvir uma voz. – Capitã, vamos puxar pela cabeça do Ted, enquanto eles tiram os tentáculos! Um dos piratas do navio gritava para a jovem e ela muda sua expressão. – Run... tirem os tentáculos do seu navio, eu falei isso porque vocês não querem que seu navio seja destruído né! Então, iremos puxar pela parte das costas do polvo, não sei porque, mas ele parece meio sonolento, aproveitem esse momento! Ela terminava de falar ao saltar até seu navio e dirigirem até chegar atrás do polvo. Logo em seguida, os irmãos Belmont partem para cima do tentáculo mais próximo, parecia touros mirando acertar no toureiro! A força que eles faziam era descomunal, porém mesmo mexendo levemente o tentáculo precisariam de ajuda. – Eu estou brava com você senhor Tidus! Dando em cima dessas piruás, você tem a mim, não precisa de mais nada, mas irei te ajudar por agora! Eliza manifesta seus sentimentos ao proferir ao acertar outra parte do tentáculo. – Raymond-kun... deixarei Eliza ajudar, mas essa tarefa está com vocês, posso parecer durão nesse momento, mas num futuro próximo, você entenderá essa lição! Mark falava ao cruzar os braços para trás e observar o que o grupo fazia. O tentáculo envolvia o navio como se fosse um anel no dedo, o que o grupo faria a seguir?

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Empty
MensagemAssunto: Re: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 EmptyQua 01 Jun 2016, 16:42

Minha investida inicial mexia com a pirata dos cabelos roxo, por trás daquela guerreira destemida e intimidadora havia o coração de uma mulher, e toda mulher gostava de ser agradada e elogiada, mas por hora tínhamos um assunto mais urgente para resolver: o polvo que estava para nos levar ao fundo do mar com ele. Além disso eu já havia causado uma boa primeira impressão, assim achava pelo menos,  soltar o seu bichinho de estimação sem machuca-lo seria outra forma de agrada-la e prosseguir com a operação Sra. Belmont.

“Okay, hora de pensar com a cabeça, vamos soltar essa coisa, eu não sei quanto tempo esse sonífero vai durar em uma coisa tão grande como essa, além disso ele não é exatamente um tritão, talvez o efeito não seja tão eficiente quanto é em Aghor.” – Voltava meu olhar na direção do polvo, com uma expressão séria e saltava em sua direção.

Nossa missão era soltar o tentáculo que estava enrolado no mastro do navio, mas era mais fácil falar do que fazer, aquela coisa devia pesar mais do que um elefante! Mas não havia problema, eu tinha uma cartada na manga, a seringa de adrenalina, se aquilo não fosse o suficiente para mover aquele tentáculo nada mais seria. Inicialmente ofereci para Axell também, mas sua reação era como esperado.

Você tá se drogando?! – Não deixava de ser verdade, usar uma substancia para ampliar suas capacidades poderia ser considerado daquela forma, mas não havia outra alternativa, já que não possuíamos força suficiente por conta própria. – Certo... se for nos poupar tempo e esforço eu topo. – Meu irmão pom fim acabava concordando com o método.

Eu preferia não ter de chegar a isso, mas nessas circunstancias... – Apanhava a seringa e me perava para aplica-la.

Após aplicar a seringa tanto no meu irmão quanto em mim mesmo podia sentir os efeito de imediato, meu coração pulsando mais rápido, as pupilas dilatando e até mesmo algumas veias saltavam, a sensação era parecida com a que havia sentido da ultima vez, mas estava ainda mais intenso, provavelmente havia injetado mais do que devia, mas era tarde para lamentar ou reclamar, tínhamos de agir antes que toda aquela energia fosse por água abaixo, não sabia bem os efeitos colaterais de ser injetado tanto  e nem quanto tempo duraria, então todo tempo era valioso. Nesse meio tempo Asui voltava ao seu navio, aparentemente eles iriam puxar o polvo pela cabeça, logo tínhamos de agir rápido e desenrolar a criatura do nosso navio ou acabaríamos machucando-a com aquele cabo de guerra.

Biiiiiiuuuuuu! – Batia a palma das mãos. – É hora do Show, porra! – Partia em direção ao tentáculo da criatura.

A primeira tentativa após aplicar adrenalina surtia efeito, junto com meu irmão já eramos capazes de mover levemente o tentáculo, mas ainda não era o suficiente, apenas a força bruta não estava nos levando a lugar nenhum. Logo Eliza se juntava a nós, ele parecia frustrado com alguma coisa, e o que poderia ser? Claro, o fato de eu ter dado em cima da capitã pirata.

Eer... – Virava a cabeça na direção do major, com os olhos parcialmente fechados, uma expressão que queria dizer algo como: você está brincando né? Mas preferi não responder, ele poderia ficar chateado com alguma coisa e no momento precisamos da ajuda dele, além disso como explicar para ele que ela possuía algo que ele não tinha?

Voltando minha atenção para a situação percebi que Ray e Hanna não estavam fazendo nada além de papear, ainda havia Frisk e o recém chegado Hizy, já não era sem tempo para aquele garoto acordar. Nosso “comandante” e os demais pareciam mais interessados no navio dos piratas do que no nosso pequeno problema, o Kraken colossal prestes a nos levar para as profundezas do mar. Como Mark não iria fazer nada e o Vermelho estava entretido com sua talvez/possível/quem sabe mulher, cabia ao braço direito tomar as rédeas da situação.

Ei, vocês! – Olhava na direção de Ray e os outros. – Vocês querem um quarto para ficarem a vontade ou será que da pra ajudar com nosso amigo em comum aqui? Tipo, só se puderem, não é tão importante assim salvar nossas vidas. – Apontava para o tentáculo com o polegar da mão esquerda.

Usar a força bruta tão estava dando resultado, aquela coisa era grande demais para puxar. – “Espera, essa coisa é pesada demais para que consigamos tira-la sozinho, precisamos de algo para que todos possam fazer força ao mesmo tempo.” – Mais uma vez voltava minha atenção para o Major. – Eliza, eu tive uma ideia, mas preciso de uma viga de madeira, você sabe onde encontrar uma? – Aguardaria uma reação ou resposta de Elizabelo para então prosseguir com o plano. – Vamos usa-la como uma alavanca para soltar o tentáculo, será mais fácil se todos aplicarmos força no mesmo ponto do que separados assim, o tentáculo dessa coisa além de pesado é grudento, não vai adiantar afastar um pouco se ele voltar a grudar, temos de tira-lo de uma só vez.

O major sendo um carpinteiro deveria ter noção de onde encontrar esse tipo de coisa, talvez em suas ferramentas, como um apoio usado nos navios ou pedaço de madeira para concertos, enfim, tinha esperança de que ele tivesse algo assim, mas caso ele respondesse negativamente, o próximo passo seria sair em busca de algo que pudesse servir como uma alavanca. Mais uma vez voltaria minha atenção na direção do grupo que não estava ajudando em nada.

Procurem por alguma coisa que possa ser usado como alavanca, vamos coloca-la bem ali no meio onde o Kraken esta enrolado e forçar todos de uma só vez, isso vai fazer com que o tentáculo desgrude do mastro e quando o navio de Asui puxar ele ira sair! – Falava em voz alta. – O kraken esta dormindo porque apliquei um sonífero especial para tritões nele, mas eu não sei quanto tempo isso vai durar, ele pode acordar a qualquer momento e se isso acontecer teremos problemas, pois não vamos conseguir medir forças com ele! – A adrenalina ainda estava a toda e por isso acabava falando mais do que devia.

Após passar as instruções voltava meu olhar na direção das crianças, notava que uma delas estava diferente do normal, Frisk, seus olhos pareciam possuir uma coloração diferente da habitual, ao menos não me lembrava de ser daquela forma da ultima vez que havia tratado de seus ferimentos na enfermaria. – “Han... Qual o problema com aquele garoto? Ele está doente?” – A mudança repentina em seus olhos me intrigava, seria algum tipo de doença? Nunca havia ouvido falar de algo que causasse aquilo, mas de qualquer forma seria bom verificar aquilo depois.

Ei, Frisk. – Chamaria a atenção do garoto. – Você está se sentindo bem? Seus olhos estão... Diferentes. – Apontaria na direção dos meus próprios olhos, movendo o dedo indicar na forma de um circulo. Se ele respondesse que estava tudo bem, deixaria passar por hora e focaria no problema do momento. – Tudo bem então, mas vamos precisar da sua ajuda na alavanca, a sua também, Hizy! – Diria as ultimas palavras mais alto, para que o jovenzinho curioso pudesse ouvir.

Assim que tivéssemos uma peça de madeira e a posicionássemos corretamente no tentáculo sobre uma plataforma, estaria na hora de tirar aquela coisa do navio, mas claro, precisaríamos do famoso e eficiente trabalho em equipe. – Vamos no três! – Diria em alto e bom som. – Um! Dois! Três, Empurrem! – Nesse momento faria toda força possível para empurrar a alavanca, com o auxilio da adrenalina tentaria superar meus limites se preciso, nosso tempo era curto, estamos dependendo do tempo de duração das drogas, tanto o sonífero quanto a adrenalina, se o efeito de alguma delas acabasse seria o fim.


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ravenborn
Illuminati
Illuminati
Ravenborn

Créditos : 29
Warn : A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 10010
Masculino Data de inscrição : 08/11/2014
Idade : 20

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Empty
MensagemAssunto: Re: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 EmptyQua 01 Jun 2016, 22:00

"Megalo Strike Back II"




[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
*You can't spell determination without termination.


No final das contas, eu não tive muito tempo pra ficar observando o navio dos piratas. A chegada do garotinho de cabelos azulados, Hizy, acabou me parecendo mais interessante - eu tinha observado as conversas dele com o Frisk desde o fim da guerra, e aparentemente, ele também tinha perdido a família. Apesar disso, ele tinha se mostrado uma criança bem animada em praticamente todos os momentos em que eu o tinha visto, tão amigável que me fazia lembrar um pouco de Frisk. "Não é pra menos que ficaram amigos tão rápido." Suspirei, revirando os olhos. Aquele medo de machucar os outros que Frisk tinha era, provavelmente, a sua maior fraqueza. Felizmente, desde a guerra, ele tinha começado a mudar esse jeito de agir, chegando até a avançar num dos caçadores quando eles resolveram invadir o navio. "Não que ele tenha conseguido fazer muita coisa com aqueles movimentos. Mas, bem, já é um bom começo." Pensei, resolvendo deixar aquilo de lado por enquanto. Ele ainda tinha muito a aprender - como se acostumar a fazer o que tinha feito contra Axell, quando estavam treinando - mas isso era um problema dele. Se eu ficasse interferindo, ele não cresceria de verdade. O melhor a fazer era deixá-lo se esforçar até conseguir o que quer, até ele aprender que tem de lutar.

- Mas por enquanto... - dei um sorrisinho travesso, e fui até Hizy. Provoquei-o um pouco, imitando Frisk no início, para só depois deixá-lo perceber que não era bem quem ele esperava - mesmo que ele não soubesse exatamente quem eu era. Queria ver a reação de surpresa dele, pois provavelmente, ele seria o mais fácil de enganar dali. Não muito depois, no entanto, ouviria a voz de Tidus, que aparentemente estava com problemas para lidar com o tentáculo gigante. - Ei, vocês! Vocês querem um quarto para ficarem a vontade ou será que da pra ajudar com nosso amigo em comum aqui? Tipo, só se puderem, não é tão importante assim salvar nossas vidas. - disse. Dessa vez, no entanto, eu não conseguiria me segurar: - Eu aceito o quarto, Tidus-san. - respondi a ele em voz alta, com uma breve risadinha ao final. Depois, continuei, num tom um pouco mais baixo, apenas para quem estava mais perto. - Ou talvez você prefira um para você e a Asui-san? Pffft. - controlei a risada, para não provocar suspeitas. O Belmont mais velho tinha superado e muito as minhas expectativas - ou talvez a pirata simplesmente não fosse exatamente como eu achava que seria. Com algumas poucas palavras, ele tinha feito ela se derreter nas suas mãos, galante como ninguém. Eu devia a ele as minhas desculpas por ter duvidado de sua cantada. Não que eu fosse dá-las, é claro.

Já dali, eu retirei a faca de cozinha das vestes e comecei a brincar com ela, jogando-a para o alto e agarrando-a antes que caísse no chão, ou simplesmente movendo-a por entre os dedos da mão direita, de olho na situação mais à frente do navio. Tidus parecia ter tomado as rédeas agora, explicando o seu plano para Elizabelo, já que Raymond estava mais ocupado conversando com Hanna. "Ah, eu me lembrei agora. Quando o Frisk entrou com o Axell no refeitório, esse dois estavam quase..." Lembrei-me da cena, deixando o sorriso no meu rosto se alargar um pouco mais. Seria divertido cutucar os dois um pouco, quando já tivéssemos lidado com aquilo tudo, e ver como reagiriam, já que tinham corado bastante na noite passada. - Hihihi... - eu me encostei no primeiro canto livre que encontrei, e fiquei esperando o Duque Azul dar a ordem outra vez. Se ele estava combinando alguma coisa com o Major, provavelmente tinha algo em mente, então eu só podia esperar até que ele explicasse pra todo mundo o que era, exatamente. Alguns momentos depois, ele finalmente voltava a falar com o restante de nós, esclarecendo o plano para todos.

- Procurem por alguma coisa que possa ser usado como alavanca, vamos coloca-la bem ali no meio onde o Kraken esta enrolado e forçar todos de uma só vez, isso vai fazer com que o tentáculo desgrude do mastro e quando o navio de Asui puxar ele ira sair! - ele começou, e eu imediatamente revirei os olhos. Quando eu pensei que finalmente íamos fazer alguma coisa interessante, ele me manda ir atrás de uma alavanca? O que diabos eu deveria procurar? - Ahhh, sério? Podem contar comigo pra colocar o polvo pra fora, mas eu não tô afim de ir atrás de uma "alavanca". - bufaria, falando mais pra mim mesmo do que pra os outros. Tidus continuou. – O kraken esta dormindo porque apliquei um sonífero especial para tritões nele, mas eu não sei quanto tempo isso vai durar, ele pode acordar a qualquer momento e se isso acontecer teremos problemas, pois não vamos conseguir medir forças com ele! - ele finalizava. No mais, aquilo significava que eu ficaria esperando alguém arrumar a tal alavanca para que eu pudesse colocar a mão na massa - tudo bem que eu não era lá muito forte, mas mandar aquele sushi gigante pra fora do navio seria algo no mínimo um pouquinho interessante de se fazer, pelo menos por enquanto.

Seria aí que Tidus-san se aproximaria de mim, provavelmente notando só agora, com mais clareza, que havia algo de diferente no garotinho que ele conhecia. "Até porque o garotinho aqui agora é outro." Me olhando um pouco estranho, ele me chamaria, aparentemente preocupado: Ei, Frisk. Você está se sentindo bem? Seus olhos estão... Diferentes. - ele indicaria os seus próprios, apontando para eles com o indicador. De fato, quando nós trocávamos, a única mudança visível que havia entre mim e Frisk era a cor de nossos olhos - os dele eram de um azul acinzentado, e os meus, de um vermelho escarlate. "E, claro, eu não fico andando por aí com os olhos quase fechados. Nem sei como que ele fez pra enxergar daquele jeito." Comentaria comigo mesmo. Enfim olhando para Tidus, eu daria um sorriso tranquilo, mas claramente diferente do sorriso amigável e animado de Frisk; o meu era um pouco mais frio, malicioso, o que também se tornava uma diferença notável entre nós dois. - Se eu estou me sentindo bem, Tidus-san? - àquela altura, seria praticamente impossível ele não ter percebido que não se tratava de Frisk, a menos que ele fosse completamente tapado. Eu alargaria o sorriso, mostrando os dentes brancos, quase afiados. - Não poderia estar me sentindo melhor. - responderia, deixando a faca se mover entre os meus dedos mais uma vez. Depois seguraria o seu cabo com firmeza, olhando nos olhos do Duque, antes de dar uma leve risadinha e me afastar outra vez.

- Tudo bem então, mas vamos precisar da sua ajuda na alavanca, a sua também, Hizy! - ele diria, mas isso era algo que eu já pretendia fazer. Por isso, esperaria até que finalmente estivessem com as preparações todas feitas, seguindo o grupo até a alavanca - o que quer que ela fosse - para ajudar a tirar o tentáculo da embarcação. Provavelmente, a maioria de nós, se não todos, estaria lá. Por isso, eu ficaria próximo de Axell, sorrindo desafiador para ele, já me preparando para empurrar a geringonça. O fitaria com os meus olhos vermelhos, e diria: - Ei, Axell-san. Você é forte de verdade? Porque naquele treinamento, não foi o que pareceu. - eu diria, provocando-o, momentos antes das palavras de Tidus. - Vamos no três! - ele falou, alto o suficiente para que todos ouvissem. Preparado, eu esperaria o sinal. - Um! Dois! Três, Empurrem! - e, junto com todos, eu faria tanta força quanto pudesse, empurrando a alavanca para poder tirar o tentáculo do rei dos mares do navio. Não fazia ideia se aquilo ia funcionar ou não, mas...até que seria bem interessante.

Se nós conseguíssemos tirar o polvo de lá, eu daria vários saltos pelo navio, rindo alto e comemorando a estranha vitória que acabávamos de conseguir. - Hihihihi! Hahahaha! - depois do pequeno festejo, eu me aproximaria de Axell mais uma vez, uma expressão de divertimento estampada no meu rosto. - Ei, Axell-san! Isso foi bem divertido, não foi!? - eu estaria cheio de energia, mesmo depois de fazer todo aquele esforço. Fazia bastante tempo desde a última vez em que tinha me divertido daquele jeito - já que a tsunami tinha atrapalhado toda a brincadeira durante a guerra com os tritões - e eu não queria parar por ali. Retirando a faca de cozinha de dentro das vestes e apontando-a para Axell, eu sugeriria, sorrindo:

- Ei, Axell-san...por que não brincamos mais um pouquinho?



Histórico escreveu:
Nome: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Post: 22
Ganhos: Sobretudo da Red Mark
Adaga Assassina:
 
Perdas: Ferimento no ombro tratado (retirar da ficha a descrição em vermelho do mesmo)
Vantagens: Aceleração | Temperamento Calmo (Frisk) | Aparência Inofensiva
Desvantagens: Múltipla Personalidade | Coração Mole (Frisk) | Amnésia
Extra:

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raizen
Administrador
Administrador
Raizen

Créditos : 60
Warn : A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 10010
Masculino Data de inscrição : 18/04/2011
Localização : Grand Line – 6ª Rota – Alabasta

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Empty
MensagemAssunto: Re: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 EmptyQui 02 Jun 2016, 00:57


Depois do Kraken ter finalmente adormecido sob o efeito do remédio aplicado por Tidus, o Rei Vermelho tinha a árdua tarefa de comandar a retirada do Kraken ainda com vida. Ray nunca teve o comando geral de um grupo desse jeito, ainda mais diante de uma situação que ele jamais havia presenciado. Depois que Asui chegou no navio de repente falando algumas asneiras e se comportando de uma maneira totalmente desaprovada por todos presentes, o ruivo retrucava tudo o que a mulher havia dito, mas enquanto o mesmo falava, podia notar que Axell o acompanhava de uma maneira um tanto cômica. Na medida em que ia falando, Ray olhava para o Belmont mais novo, que complementava as suas frases, se o ruivo não estivesse tão irritado na hora, ele certamente iria rir e talvez até desse um cascudo no intrometido, mas não foi o caso.

- Bla, Bla, Bla... fale com a minha mão! - a pirata retrucava de uma maneira bem irônica e fazia gestos bem desagradáveis com a mão, o que não agradou nem um pouco o Rei Vermelho, que depois de ver que pelo tipo de atitude que ela tinha, nem valia a pena dialogar.

Raymond não tinha a menor vontade de sequer falar alguma coisa com Asui, e inclusive já estava prestes a dar as costas e se retirar de perto da mesma, porém, antes que pudesse fazer algo ele era surpreendido pelo Duque azul, que surgia meio que do nada e "cantava" a pirata. Apesar de não ter nem um pingo de educação, Asui era uma mulher bonita, mas o ruivo nem ligou muito pra ela, até porque ele achava Hanna muito mais atraente, afinal, é questão de gosto. Ao ver Tidus cortejando a mulher, uma pequena gota de suor escorria pela testa de Ray e logo ele se retirava do local, indo até a pequena área onde tinha o leme e ficava observando o navio pirata que estava logo ao lado. Não demorava muito e logo percebia que Hanna se aproximava devagar, Ray estava com a cara um pouco fechada encarando o navio pirata, mas quando notou a garota de cabelos rosados chegando, ele relaxava um pouco perdendo o seu ar de bravo, ela o desarmava totalmente.

- Ray, agora que esse polvo está para ser dominado e finalmente podemos voltar à paz ... O que vamos fazer? - ela se aproximava e logo puxava assunto. Ray por sua vez deixava de encarar o navio e logo voltava a atenção para a garota, com uma expressão um pouco pensativa.

- Hmm... Eu realmente não sei o que o Comandante está tramando... - dizia com um tom de voz tranquilo, mas estava um pouco preocupado, olhava para Asui. - Mas eu não gosto da presença desses piratas... Quero acabar logo com isso. - dizia enquanto observava a pirata com um olhar mais sério, mas logo voltava sua atenção a Hanna.

- Mas não precisa ficar tão bravo assim. Pense por um lado. O Tidus já está dando em cima dela ... Pensou se ela for uma Belmont futuramente? - ao ouvir as ultimas palavras, veio um flash na mente do ruivo o Duque e a pirata juntos, e logo o mesmo fazia uma cara de repulsão, afinal, ele não gostou nem um pouco daquela mulher. - E outra, você tem ótimas pessoas aqui no navio. Não tem necessidade de ficar tão bravo que nem aquela hora. - Ray ficava calado apenas ouvindo o que Hanna dizia, e na medida que ela ia falando, um pequeno sorriso começava a se moldar nos lábios do ruivo aos poucos. - Qualquer coisa eu te protejo! - ela finalizava com chave de outro, o que deixava o ruivo feliz.

- Eu sei disso... Por isso eu não pensaria duas vezes antes de deixar minha vida em suas mãos! Eu sei que posso contar com você! - ele dizia com um tom de voz normal, mas confiante e com um pequeno sorriso olhando nos olhos da garota. Logo em seguida Hanna começava a se limpar enquanto Ray dava mais uma olhada no navio pirata tentando notar alguma coisa, mas não notava nada demais.

- Esse ataque do polvo desmontou meu cabelo todo ... Uma dúvida... - ela voltava a falar e ao mesmo tempo o ruivo voltava sua atenção a garota, que havia arrumado o seu cabelo e jogado todo para trás. - Eu tenho um cabelão como pode ver. Como você acha que fica melhor? Solto assim? - logo depois ela enrolava o cabelo, deixando ele preso. - Ou desse jeito? - ela perguntava o olhando fixamente. Ray por sua vez ficava sem reação na hora, as suas bochechas coravam um pouco e ele ficava a olhando por inteira, ele nunca havia reparado em como Hanna era linda, o ruivo estava um pouco envergonhado e logo olhou para os lados pra ver se alguém estava o observando, e logo voltava a olhar a garota.

- Bom... - sua voz estava um pouco trêmula, ele estava nervoso com aquela situação, nunca teve tanto contato com o sexo feminino como estava tendo com Hanna, Ray nunca havia parado para observar a beleza de uma mulher como ele estava olhando para a garota. - Sabe... - ele estava bem nervoso, mas tentava não aparentar, coçava levemente a bochecha com o dedo indicador e desviava o olhar para baixo um pouco envergonhado. Mas logo a encarava nos olhos, ficando um pouco mais sério. - É difícil dizer porque você é muito linda... Mas eu particularmente gosto dos seus cabelos soltos. Não sei ao certo o motivo, mas quando eu te olho desse jeito, eu me sinto melhor... - apesar de tentar passar seriedade no que dizia, estava claro que Ray estava um pouco nervoso e envergonhado, porém, o momento era interrompido quando o ruivo sentia a presença de Frisk, ou pelo menos a carcaça era dele.

- Ei, Raymond-san. Ou eu deveria dizer Comandante? - naquele momento Ray voltava a sua expressão mais séria e desviava o olhar para o garoto sem dizer uma palavra. - Sabe...eu meio que não estou com nada pra fazer. Se importa se eu ficar de olho nos piratas? Posso avisar se acontecer algo importante. - o garoto parecia estar bem diferente do que costumava ser, e Ray havia notado isso, tinha uma sensação bem estranha como naquela vez em que Hanna também estava diferente após a tsunami em Conomi Island.

- Tudo bem, mas tome cuidado. - ele respondia com um tom de voz normal, mas um pouco seco, estava um pouco desconfiado do comportamento do garoto, mas Ray preferiu não comentar nada, ele é bem observador.

- Ei, vocês! - a voz de Tidus chamava a atenção de Ray. - Vocês querem um quarto para ficarem a vontade ou será que da pra ajudar com nosso amigo em comum aqui? Tipo, só se puderem, não é tão importante assim salvar nossas vidas. - mais um engraçadinho aparecia, mas de uma certa forma ele estava certo. Ao ouvir o comentário do Duque, uma pequena gota de suor escorria da testa do Rei Vermelho e ele levantava uma das sobrancelhas o encarando um pouco sem graça. Logo em seguida o ruivo olhava para Hanna balançando a cabeça positivamente, dando a entender que era pra ela o seguir. Após descer do local onde estava o leme, Mark se aproximava.

- Raymond-kun... deixarei Eliza ajudar, mas essa tarefa está com vocês, posso parecer durão nesse momento, mas num futuro próximo, você entenderá essa lição! - o velhinho dizia de uma maneira que o Cabo não entendia bem, mas mesmo assim ainda era o seu superior.

- Certo. - ele respondia de forma rápida e logo se juntava a Tidus e os outros.

Quando se juntava aos demais, Raymond ouvia o que Tidus tinha em mente. Apesar de ser o encarregado do grupo naquele momento, um bom líder também sabe a hora de parar e ouvir o que o seu grupo tinha a dizer, e a ideia que o Duque azul tinha não era ruim. De um lado os piratas iria puxar o Kraken, e do outro cabia aos tripulantes do navio retirar os tentáculos que estavam presos. Ray se posicionava de forma correta e quando Tidus fizesse a contagem, o ruivo usaria toda a sua força para tentar ajudar o grupo a retirar o tentáculo, porque afinal, se eles tinham uma chance de fazer aquilo, tinha que ser juntos. Enquanto estava juntando forças com o restante do grupo, se Ray notasse a pequena provocação que Frisk faria para Axell, ele ficaria bem mais sério e encararia o garoto, realmente era outra pessoa completamente diferente, e ele estava provocando todos com quem falava, inclusive o próprio Tidus, quando comentou sobre o quarto. Se quando tudo terminasse, Frisk chegava na frente de Axell para o desafiar.

- Ei, Axell-san...por que não brincamos mais um pouquinho? - ele dizia com uma faca empunhada apontando para o Belmont mais novo. Ao ver aquela cena, antes que Axell pudesse fazer qualquer coisa, Ray caminharia e ficaria entre os dois, de frente para o garoto.

- Guarde essa faca! Não é hora e nem lugar para esse tipo de coisa... - o ruivo diria com um olhar bastante intimidador olhando fixamente nos olhos do garoto com uma expressão bem séria e centrada. - Eu também não estou gostando do modo que você anda falando com as pessoas, tenha mais respeito... - Ray terminaria sua fala ainda encarando o garoto com um olhar bem sério e uma expressão bem fechada e intimidadora sem ao menos piscar os olhos, sua guarda estava bem fechada e se Frisk tentasse qualquer coisa, ela não exitaria em revidar. O Rei Vermelho sabia que aquele garoto não era o Frisk, e seja lá quem fosse, precisava ser parado.









Histórico:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | Mudanças Importantes | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Voltar ao Topo Ir em baixo
Mizushiro Hizumy
Revolucionário
Revolucionário
Mizushiro Hizumy

Créditos : 2
Warn : A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 10010
Masculino Data de inscrição : 12/11/2014
Idade : 20
Localização : Cactus Island

A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Empty
MensagemAssunto: Re: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 EmptyQui 02 Jun 2016, 11:30



~ Alavanca ~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | Post: 20

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]





A voz de Frisk ecoara vinda do além, por de trás de si, surpreendendo-o e, numa reacção espontânea, fazendo com que o pequeno garotito tentasse olhar para trás, em direcção à voz. Contudo, antes mesmo que pudesse ter essa tão vulgar reacção, sob seus ombros pouco fortes o abraço do celestial o envolvera. Assustara-se no princípio, pois não estava a espera daquilo tão repentinamente, mas logo riria e levando a mão carinhosamente aos braços do garoto, segurando e subconscientemente retribuindo o gesto afectivo, fitaria-o nos olhos.

- Frisk... chan?! - As palavras perderiam o ritmo alegre para dar lugar ao gaguejar confuso e duvidoso, sob seus olhos trémulos de desconcerto suas finas sobrancelhas franziam desacordadas. Algo não soava como o de costume. Havia cousas de invulgar no amigo.
- Os teus olhos... - Sussurraria sereno para que só ambos fossem capaz de escutar àquela exclamação quase retórica. Ver-se-ia no semblante do pequeno varão algo de confuso e preocupado, aquele não parecia ser o Frisk de sempre. - Mas... o que está errado?! - perguntava-se. Não encontrando a resposta, limitar-se-ia a sorrir em retribuição ao garoto, retomando e complementando a fala. - ... são bonitos! - Apesar de estranhar, suas palavras eram sinceras e, mesmo acanhado, seu sorriso era genuíno.

 Ainda que sendo gigantesca a sua curiosidade na mudança repentina da cor dos olhos do companheiro, este logo começava a replicar com Tidus. - Eu aceito o quarto, Tidus-san. - Os olhos do pequeno tornaram-se confusos, sua cabeça penderia ligeiramente enquanto que uma consoante em dúvida criava eco dentro de si. - Aãããhhhh.... - E lá estava ela novamente. Aquela dúvida maldita. Havia mais cousas diferentes no celestial, todavia, não conseguia perceber o que era. Simplesmente sabia que não era o Frisk de sempre que estava ali a sua frente. - Acho que o Frisk-chan está mais solto... até a sua maneira de falar mudou... Quê terá acontecido?! - Cruzaria os braços pensativo, baloiçando vagarosamente os fios azulados para um lado e para o outro.

- Ou talvez você prefira um para você e a Asui-san? Pffft. - Continuaria o jovem anjo, num comentário mais baixo que o anterior. Hizy não entendia o que o amigo queria insinuar com tais palavras, contudo, o seu tom de voz não parecia ser o mais acertado, por alguma razão aquilo parecer-lhe-ia quase que conflituoso... No que diria - Frisk-chan... é melhor não dizer essas coisas... - Entoando preocupação pela sanidade do Dreemurr. - Será que disse algo que não devia?! - Questionar-se-ia o garotito ao ver o parceiro agarrar numa faca e, segundos depois, afastar-se.

- Procurem por alguma coisa que possa ser usado como alavanca, vamos coloca-la bem ali no meio onde o Kraken esta enrolado e forçar todos de uma só vez, isso vai fazer com que o tentáculo desgrude do mastro e quando o navio de Asui puxar ele ira sair! - A voz de Tidus chegava até si bem forte, e ao ouvir o seu plano, correria ele, descalço, de pés sujos, e no ar, de mão destra bem levantada aos céus, o seu bastão para que pudesse estar à vista de todos. - TIDUS-KUN! AQUI! AQUI! - Berraria eufórico, querendo ser útil, em direcção ao médico. - Será que o meu bastão poderá servir como alavanca?! É de ferro, por isso é resistente! - Vangloriar-se-ia ele, corando e realmente desejando poder ajudar.

Aguardaria ansiosamente pela resposta do médico. Se o seu bastão fosse útil àquela situação, saltaria duas vezes, com os punhos rente a face tímida de alegria e com os joelhos bem altos! Gritando um - URRA! - como só ele o sabia fazer. Porém, se não fosse forte ou grande o suficiente, tornar-se-ia um pouco abatido, mas logo recuperar-se-ia e procuraria por outra coisa do género.

No momento em que estivessem todos juntos para fazer força na tal alavanca improvisada, também ele iria ajudar. Depositaria todas as suas forças no momento em que Tidus entoasse o três. Mesmo não sendo muita em comparação aos adultos, quiçá, fosse de alguma ajuda. Pelo menos se pensasse dessa maneira, sentir-se-ia mais confiante de si mesmo, e era agradável ajudar os seus amigos, mesmo não sendo de grande ajuda. Sentia-se recompensado sempre que o fazia.




Histórico escreveu:

Post: 20
Ganhos: Flauta | Promoção para Cabo | Aprendizado: Geografia (?) |
Perdas:
Bónus:
Players:
NPC's: Nell - Major da célula revolucionária "Red Mark" | Mark - Comandante da célula revolucionária "Red Mark" | Elizabelo - Major que além de deixar Hizy confuso, pois não sabe se deve o tratar como nee-san ou nii-san, aparenta gostar de Tidus.

HP: 255/255
SP: 65/86
Vantagens:• Ambidextro|• Aparência Inofensiva|• Audição Aguçada
Desvantagens:• Coração Mole|•
Trauma Profundo escreveu:
Sempre que vê ou ouve algo relacionado aos tenryuubitos entra em estado de choque, por serem eles os responsáveis pela morte de seus pais, e por acreditar afincadamente, que os próprios são a origem de todo o mal existente no mundo. Fica tão paralisado que a única coisa que pode fazer é fugir amedrontamente devagar. Até mesmo estátuas ou gravuras de dragões a voarem o deixam ligeiramente incomodado e nervoso. Após passar por um episódio traumatizante em uma guerra, ganhou um medo profundo de perder amigos. Quando passa por uma situação do tipo, acaba sendo tomado por perturbações emocionais.
Extras:


...

Objectivos escreveu:

[X] Comprar uma flauta "árabe" dourada;
[ ] Comprar uma roupa/veste de mago toda negra (igual a do Aladdin mesmo);
[X] Aprender/ Comprar as perícias: Pilotagem e Geografia;
[ ] Ouvir falar dos Agentes Duplos e Shichibukais;
[ ] Ser convidado/convencido à seguir outro caminho como revolucionário;

...



ThanksPanda

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:

[ ] Ganhar uma Meitou lvl 2; (ノ≧∀≦)ノ
[ ] Ter Ofício Ferreiro lvl 2; (╯✧∇✧)╯
[ ] Forjar uma Katana lvl 2; (ര̀ᴗര́)و ̑̑
[ ] Caçar 5 Recompensas;  ヾ(〃^∇^)ノ♪
[ ] Vencer o torneio de artes marciais 1x; (๑•̀ㅂ•́)و✧
[ ] Encontrar dois tesouros; (۶ꈨຶꎁꈨຶ )۶ʸᵉᵃʰᵎ
[ ] Viajar por todo South e West Blue; ೕ(⁍̴̀◊⁍̴́ฅ)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Empty
MensagemAssunto: Re: A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!   A ascensão da Red Legion. Desafio no farol! - Página 15 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A ascensão da Red Legion. Desafio no farol!
Voltar ao Topo 
Página 15 de 18Ir à página : Anterior  1 ... 9 ... 14, 15, 16, 17, 18  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Polestar Islands-
Ir para: