One Piece RPG
Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Kizumonogatari
Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Emptypor Milabbh Hoje à(s) 16:40

» [MEP] Cachorros da Dor
Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Emptypor Dogsofain Hoje à(s) 16:30

» [Mini-Archer James] Cachorros da Dor
Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Emptypor Dogsofain Hoje à(s) 16:21

» Una Regazza Chiamata Pericolo
Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Emptypor Muffatu Hoje à(s) 16:06

» 1º Cap: O começo de uma grande aventura
Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Emptypor Muffatu Hoje à(s) 15:20

» Unidos por um propósito maior
Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Emptypor Muffatu Hoje à(s) 15:10

» Busca Implacável
Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Emptypor Gyatho Hoje à(s) 14:08

» [MEP - Kuroper]
Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Emptypor Kuroper Hoje à(s) 12:16

» [Mini-Kuroper] Começo da Jornada
Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Emptypor Kuroper Hoje à(s) 12:12

» Mini - Themis
Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Emptypor Themis Hoje à(s) 11:29

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Emptypor Pippos Hoje à(s) 10:52

» The Claw
Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Emptypor Achiles Hoje à(s) 09:31

» Gregory Ross
Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Emptypor GM.Noskire Hoje à(s) 08:43

» Xeque - Mate - Parte 1
Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Emptypor Jacob Allan Hoje à(s) 04:19

» [LB] O Florescer de Utopia III
Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Emptypor GM.Noskire Hoje à(s) 01:06

» Hello darkness my old friend...
Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Emptypor Alek Hoje à(s) 01:03

» Rumo à Grand Line?
Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 01:02

» The Victory Promise
Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Emptypor Akise Hoje à(s) 00:00

» VI - Seek & Destroy
Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 22:56

» What do You do For Money Honey
Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Emptypor Lancelot Ontem à(s) 21:46



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição.

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 16 ... 27  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 53
Warn : Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição.   Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 EmptyQui 24 Mar 2016, 19:39

Relembrando a primeira mensagem :

Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição.

Aqui ocorrerá a aventura do(a) pirata Kaiyuki ``Metatron´´ Ashuura. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Suchiro
Pirata
Pirata


Data de inscrição : 12/02/2013

Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição.   Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 EmptyQui 12 Maio 2016, 15:41

Abrindo a torneira.



Tudo estava começando a funcionar, mas ainda tínhamos que fazer aquilo virar um ferimento de verdade. E graças a King não tinha que me preocupar tanto, o monstro estava focado nele, então eu tinha a tempo para fazer tudo bem feito. Primeiro tinha que tomar cuidado com a cauda, ou essa vantagem não seria. Eu me afastaria, correndo pela arena, tentando criar um espaço enorme entre mim e o campo de visão da cobra. Eu rolaria por cima da cauda, primeiramente dando um salto,e rolando para não ser acertado. Eu aproveitaria o tempo da corrida para recarregar minha arma com balas de glicerina.

Nesse meio tempo enquanto o King recebia os ataques, eu sairia em disparada, com a arma próxima ao meu peito, e com o dedo do lado do gatilho, para não atirar sem querer. Eu deixaria três balas normais na outra mão para recarregar rapidamente depois.Eu já havia tentado antes, mas agora que eu não era o foco iria ter mais chance de conseguir. Eu ia mirar logo onde estávamos mirando antes, e dessa vez que não havia mas escamas no lugar, e já estava sangrando meu melhor ataque faria aquele pequeno ferimento se tornar um buraco enorme. - Você sangra? Vai sangrar! - Eu rosnaria as palavras e usaria minha técnica para fazer um buraco de verdade naquele animal de merda.

Depois dos disparos, eu já puxaria a arma, e colocaria as balas normais que havia trazido comigo em minha outra mão. Eu começaria a recuar enquanto dispararia mais três vezes no corpo agora aberto do animal. - Foquem aqui! - Falaria para os outros, sem tirar o foco do animal. Agora estávamos tomando vantagem. Esse pessoal é bom em trabalhar sozinho, mas o problema é que não tivemos tempo para formar uma estratégia, e eu nem sou muito bom nisso. Depois de dar os três tiros, eu recarregaria de novo com balas normais dessa vez.

Meu maior problema era fugir, eu havia usado meu melhor em um ponto fraco da cobra, agora ela ficaria puta para caralho, mas um filhote burro e ainda estúpido é fácil de se ler. Graças a meu avó essa criatura ainda é um filhote, e era burra como qualquer filhote, reis do mar são bestas por que são serem monstruosos, e ainda inteligentes. Felizmente esse não era o caso. Ele teria que se virar para mim para me dar um bote direto, então eu deixaria ele alcançar o topo da velocidade que viria, e daria um dash para o lado, e mudaria a direção da minha corrida, assim como para golpes da cauda vindo na vertical.

O animal poderia tentar se enrolar em mim, mas para isso, ele teria primeiro que fazer um primeiro giro completo ao meu reto, quando sua cauda passasse na minha frente, eu continuaria a correr, ao chegar  nela, eu saltaria na cobra e iria para o lado contrario para fugir, seria mais rápido fazer isso do que parar e voltar a acelerar.

Se o animal passasse com a cauda na horizontal, a velocidade teria que ser alta para causar um ferimento, e ficar rolando poderia acabar dando problema se ele resolver mudar o caminho no meio. Então, eu em vez de um, daria um primeiro passo no corpo do animal quando ele chegasse próximo, e um segundo saltando para o alto para o golpe passar direito. E nisso ficaria com o corpo pronto para ter uma caída de volta no chão macia, e protegendo o rosto e pescoço de um segundo possível ataque.

Contra o veneno, eu iria evitar de vez o ataque, em vez de me limpar depois de tomá-lo, eu levaria ambas grandes mãos ao chão, e puxaria lama e água para o alto, para me proteger da rajada de veneno, e é claro, depois de jogar a lama e água, eu cobriria o rosto, principalmente por onde poderia entrar o veneno.

Se o animal viesse com um ataque massivo que eu não pudesse fugir, ou que houvesse menor chance de fugir correndo ou saltando, eu teria que fazer outra escolha, porque correr tanto já começaria a me deixar cansado. Eu tentaria ficar debaixo do lugar onde já havíamos ferido, e puxaria minhas armas, pistola em uma mão e escopeta em outra e tentando usar a cauda para segurar a ultima pistola, precisava de todo poder de fogo possível. Eu tentaria ficar debaixo do ferimento já causado e piorado, e dispararia tudo para fazer o buraco ser grande o suficiente para eu passar. E eu usaria do buraco para não ser esmagado, e sim entrar dentro do animal.

OFF:
 

Tecnica:
 


Última edição por Suchiro em Qui 12 Maio 2016, 21:41, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Auron
Usurpador
Usurpador
Auron

Créditos : 6
Warn : Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 5010
Data de inscrição : 16/01/2012

Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição.   Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 EmptyQui 12 Maio 2016, 20:40


Depois de mais um árduo confronto com aquele serpente, eu voltava a perder minha sai após enfiar no peito da serpente de força brusca, causando uma grande dor no meu pulso e instantaneamente soltado-a la. -Mas que merda, prendeu de novo! - Resmunguei enquanto caia de uma altura de 3m. Ao cair no chão, sentia uma dor proveniente do impacto no chão somado com o impacto que havia levado anteriormente, porém o que mais incomodava era meu pulso. Olharia meu pulso enquanto massagearia usando a outra mão e fazendo movimentos circulares com o pulso afetado, no intuito de amenizar a dor.
Finalizando isso, percebi que a cobra começou a grunir e após alguns cambaleios, ela despencava seu corpo sobre mim, aparentemente ela queria me esmagar. Através daqueles óculos escuros, meus olhos se arregalavam e cada vez mais a cobra se aproximava de mim. -Drogaa...! - Reclamava bem irritado da situação em que me encontrava.

Enquanto seu corpo caia sobre o meu, eu tentaria usar minha aceleração para me esquivar para o lado que fosse mais cabível naquele momento. Caso ela caísse no chão e tentasse me atacar com mordidas, me afastaria com pulos para trás em zig-zag e sempre prestando atenção onde estava sua calda, para no caso de um ataque surpresa com sua calda, tentaria saltar sobre ela. Se ela continuasse me atacando, com mordidas ou me esmagar, tentaria sempre me esquivar com vários saltos para trás, até está a uma distancia "confortável" do perigo.

-NÃO VOU CORRER DE VOCÊ PARA SEMPRE! -Gritaria enquanto empunhava minha sai na mão direita, ou seja, a mão que estava ilesa. -PREPARE-SE....!!! ...HOJE A FÚRIA DO NORTE CAIRÁ SOBRE VOCÊ! - Ao gritar isso, tentaria aproveitar o repentino mau-estar da cobra e avançaria de encontro a sua cabeça. Caso ela tentasse me morder, me desviaria para direita com 3 saltos e colocando o peso do meu corpo para o lado indicado, ficando bastante inclinado, em seguida aproveitaria a evasiva para flexionar meu joelho e mandar um contra-ataque na serpe.

Colocando muita força no braço direito, o estenderia para trás e num movimento de retorno bem veloz, tentaria perfurar um dos olhos da cobra, com um golpe direto no seu globo ocular. Durante essa tentativa, caso eu notasse um ataque com a calda, tentaria pular em sua cabeça e voltaria a tentar cega-la. Se ela acompanhasse minha evasiva e tentasse me morder novamente, tentaria esquivar para o lado oposto(para o ponto de partida) e tentaria perfurar o outro olho.

Caso eu tivesse sucesso nessa investida, certamente a cobra ficaria muito enfurecida e tentaria me destruir de qualquer jeito.

Se eu notasse ela tentando me esmagar, tentaria me esquivar com vários saltos para trás.
Notando varias mordidas consecutivas, correria o mais rápido possível e sempre para o lado onde eu a ceguei.
Caso notasse um golpe com sua calda, um golpe aéreo, tentaria me abaixar e correria até o outro lado de sua cabeça. Caso fosse um golpe rasteiro, saltaria sobre ela e novamente correria até o outro lado de sua cabeça.

Por acaso eu conseguisse chegar próximo da sua cabeça novamente, e notasse ela tentando me morder, ou me esmagar, daria saltos para trás, más não me afastaria muito, esperando apenas o momento certo para tentar perfurar o seu outro olho.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Se não desse certo, me manteria correndo para distante da cobra, e sempre atento com possíveis golpes, para tentar me esquivar sempre que fosse necessário. Percebendo alguma mordida da serpente, daria 5 saltos a passos longos para trás. Caso fosse um golpe de calda, saltaria sobre o mesmo e tentaria novamente ficar em cima da cobra. -Ta na hora de acabar com isso...- Logo após, correria tentando me equilibrar sobre suas costas até chegar em sua cabeça -...MORRA! - Gritaria muito enfurecido enquanto estendia meu braço para trás e num rápido movimento perfurante, tentaria acertar seu olho novamente. Dando certo ou não, certamente ela ficaria se contorcendo para que eu saísse de cima dela, tentaria me manter de pé usando minha acrobacia o tempo necessário para efetuar o ataque. Se eu notasse que ela queria me derrubar de qualquer jeito, eu esperaria o melhor momento para saltar de maneira que ao aterrizar, eu pudesse me manter em velocidade para caso ela continuasse me atacando, tentaria me afastar com cambalhotas para trás.



Level: 1                     Números de Técnicas: 0
Nome: Proelium Equestre ( Peleja da Cavalaria )
Descrição: Empunhando minhas adagas ou sais, sigo em direção ao meu alvo protegendo meu rosto com meu braço esquerdo dobrado na horizontal, usando a ponta do cotovelo para apontar o alvo. A arma desse lado ficará com a ponta sempre virada no sentido oposto do meu rosto, na altura da minha boca, enquanto meu tronco levemente virado para o lado seguindo com meu braço direito totalmente estirado com a ponta do armamento para baixo. Chegando próximo do alvo, atacarei com meu braço esquerdo, que por hora estava defendendo meu rosto, num movimento de cima para baixo, no intuito de cortar ou quebrar algum bloqueio, em seguida, levo meu troco um pouco mais para trás, levando ombro para trás, no máximo que conseguir, para pegar impulso, logo após alcançar o limite máximo, mando um ataque com toda minha força tentando perfurar o inimigo de forma violenta.
O que usa: Força Bruta + Adaga/Sais
Restrição:
-Por ser uma técnica de foco, Auron perde boa parte de sua visão periferica, ficando vulnerável a ataques que venha por suas laterais. (-50% Bloqueio/Esquiva)
-Caso o alvo se esquive ou bloquei a técnica, a mesma consumirá apenas metade do SP que seria gasto caso desse certo.
-Caso o alvo seja rápido o suficiente para esquivar no momento EXATO do golpe, Auron cairá no chão por ficar sem equilibrio ao desparar toda aquela força no vento.
Dano ou Bônus: Dano + 5%Dano



____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Badass Stars:
 

         
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



•Fala•#333366
•Pensamento•#336633
•Ação•#666666




Não Há Mudança Sem Violencia - Karl Marx  
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t12406-yoroshi-auron
Senshi
Civil
Civil
avatar

Créditos : Zero
Warn : Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 4010
Data de inscrição : 22/03/2016

Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição.   Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 EmptySex 13 Maio 2016, 08:46


Auron rolava para fora do caminho do ataque, evitando o golpe e o impacto consequente da queda de tanto peso no chão. Pulando algumas vezes para trás ele, assim como Ashuura, logo viu a calda da serpe indo em sua direção. Os dois piratas em disfarce tiveram a mesma ideia de pular sobre a cauda conforme ela atacava e foram ágeis o suficiente para se esquivar com sucesso, assim como Doran. Porém Lor, a mercenária, que tentou novamente mudar a trajetória do ataque para não ser atingida, mas não teve sucesso, sendo arrastada com a cauda como Kaiyuki e Doran foram anteriormente.

Em seguida a cobra gigante se enroscava nela mesma, com Lor entre seu corpo sendo apertada, a cobra parecia estar convulsionando levemente enquanto ficava naquela postura. Auron tentou aproveitar esse momento de aparente fraqueza da cobra para tentar chegar até sua cabeça, tendo que escalar o corpo do monstro para se aproximar dela. Porém, enquanto ele estava indo para seu alvo a cobra se movimentou bruscamente, se levantando novamente e derrubando Auron no processo, assim como liberando Lor.

Ao se levantar novamente a cobra estava visivelmente agitada e irritada, mais sangue caia de sua boca, ao qual ela lançava por toda a arena junto de sua secreção verde. Kaiyuki e Doran conseguiam evitar os cuspes aleatórios que as vezes caiam em sua direção, mas Lor e Auron estavam quase indefesos caídos no chão da arena! Aproveitando a aflição da cobra, Kaiyuki investe com sua espingarda carregada e executa sua técnica na área que tinha enfraquecido.

Você sangra? Vai sangrar!

Os três tiros atingem o alvo, abrindo um buraco na pele da cobra por onde mais sangue escorria, com sua visão aguçada o mink podia ver que algo se mexia no buraco que ele acabara de fazer. Quando estava prestes a instruir os outros para onde deveriam atacar viu o corpo da cobra tremer e sentiu um calafrio na espinha ao perceber seus pequenos olhinhos esbugalhados e fixados nele. A serpe para de secretar seu liquido verde por toda a arena, a cobra voltou sua cabeça para o alto e, com toda a força que tinha, deu um grito estridente quase capaz de estourar o tímpano de alguém, como se anunciando algo. Todos as pessoas da plateia instintivamente colocaram as mãos nos ouvidos, assim como os competidores, mas a dor de ninguém ali se comparava com o que Kaiyuki estava sentindo. Graças a sua audição mais apurada, o mink se contorcia de dor após o grito da cobra. O que era pior, agora ela tinha voltado sua atenção para o leopardo e já dava um bote nele, abrindo sua mandíbula ensanguentada e cheia do liquido verde para abocanhar o felino.

Auron podia sentir sua pele ficando irritada ao entrar em contato com a água contaminada pela secreção do monstro e ainda ver algumas gotas que o monstro cuspiu para o céu caindo em sua direção e na de Lor também!

off:
 

Histórico do Suchiro:
 

Histórico do Auron:
 

____________________________________________________

Narração e Pensamento/--Fala

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]                          [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Senshi em Sab 14 Maio 2016, 16:20, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Suchiro
Pirata
Pirata
Suchiro

Créditos : 6
Warn : Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 12/02/2013
Idade : 21

Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição.   Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 EmptySex 13 Maio 2016, 18:35

I See You in Hell!


Meu corpo gritava de dor, era como se alguém batesse com uma marreta pela parte de dentro da minha cabeça, meu corpo tremia, estava suando frio, aquela desgraçada tinha me fodido bonito, o que era aquilo dentro do corpo, se mexendo...era o coração? Não fazia ideia. Eu só tinha uma única coisa que poderia fazer meu corpo funcionar, eu puxaria uma das doses da erva verde, e engoliria.

Não havia como escapar sem me ferir, então optaria pela rota onde eu me foderia menos. Eu saltaria para trás o mais longe possível do campo de ataque da serpente, tanto que com tanto impulso nem me preocuparia em como iria cair, me deixando cair na lama para me cobrir o máximo enquanto engolia a erva, jogaria duas balas de glicerina em direção da serpente que vinha, bem perto de seus olhos. Logo que as balas voassem no ar, eu dispararia minha arma que estavam carregadas com balas normais, ou se não estivesse carregada, eu usaria as pistolas. Eu sabia que não iria sair impune daquilo, mas minha cabeça já não funcionava direito, e minha chance de esquivar de um ataque direto assim era minúscula no meu estado. - Eu vejo você no inferno. - Rosnaria as palavras enquanto veria a carne do animal queimar. Logo depois de meus disparos, eu me jogaria de cara na lama, fecharia meus olhos e boca e tamparia meus ouvidos. Eu iria tomar o golpe parcialmente pelo menos, mas aquela desgraçada iria perder os olhos e o nariz por isso. A lama impediria as explosões de me queimar, no máximo faria a lama endurecer e me jogar mais longe, o que me ajudaria a não ser engolido.

Eu forçaria minhas forças. - Vocês, faça algo caralho. - Eu gritaria com todas minhas forças, mesmo que não pudesse ouvir a resposta, bastava que ele escutassem a pergunta e aproveitassem meu sacrifício. Eu tentaria me arrastar usando da minha força restante para me afastar para longe, e se possível ficar com as costas contra a parede da arena. Mesmo com toda dor e ferimentos eu teria um sorriso em meu rosto, mas não havia nenhum motivo especial, apenas parte do efeito das drogas que havia usado. Pelo menos eu estava anestesiado. Só por causa dessa erva eu poderia mirar direito, mano, eu preciso agradecer aquele ao Eremita, adoro aquele cara. Eu riria seco, tentando não engasgar com meu próprio sangue.

Eu já estava muito exausto. Mas eu tentaria, meu espírito ainda não estava quebrado, não existia escolha a não ser vencer, o objetivo é maior! Causar dano contra governo e marinha é maior do que eu, e não posso desistir disso. Eu tinha que procurar ser pratico. Contra ataques horizontais da serpente, eu tentaria ir para o mais na ponta possível, e então saltar pelo ponto mais baixo, na verdade não saltar, mas me jogar o mais alto possível, para que eu fosse arrastado por cima da cauda e não ser esmagado. Se ela tentasse me apertar, eu iria trolar ela, na situação fugir seria difícil, então eu me deitaria no chão encostado e coberto de lama, quando ela apertasse e tentasse puxar pra cima não iria me encontrar, e também estava parado e coberto de lama, o que dificultava dela me ver.

Se mais daquele veneno fosse jogado, dessa vez na minha direção, apenas daria eu pequeno rolamento para o lado, saindo da area primariamente atingida, e depois saindo de perto dali para não ser pego pelo veneno espalhado na água.
Com golpes verticais, essa era a hora que eu iria com tudo, correndo pelo corpo do inimigo ate o ferimento, e com a escopeta apontada pra cima, eu atiraria no buraco e dispararia, depois de entrado e das balas gastas, eu puxaria minhas pistolas e deixaria a escopeta na cintura, e continuaria a disparar sem parar, ate todas as balas serem descarregadas dos pentes. E nem ai eu pararia, eu cortaria a carne e aquilo que estava se mexendo, se fosse algo importante com minhas garras, não era tão bom em acertar com as garras, mas naquele pequeno espaço não era como se ele pudesse desviar de algo que esta atacando por dentro.
OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

narração:
fala
Narração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Auron
Usurpador
Usurpador
Auron

Créditos : 6
Warn : Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 5010
Data de inscrição : 16/01/2012

Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição.   Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 EmptySex 13 Maio 2016, 18:55


Após outro confronto feroz com a serpente, repleto de esquivas, ataques, tombos e tudo que uma boa luta tem direito, eu me encontrava ja cansado naquela arena. Talvez aquela tenha sido uma das lutas mais difíceis de minha vida, meu desgaste físico e minha vontade de vencer cresciam gradativamente enquanto a batalha se desenrolava. Durante meu último movimento, para salvar uma das competidoras acabei levando um tombo, porém obtive sucesso em ajudar a companheira de luta. Mas algo que eu não esperava aconteceu, um líquido verde que derramava da boca da cobra se misturou com a água e acabou me acertando. Aquilo irritava de mais minha pele e por meu nível de adrenalina está muito alto, não conseguia distinguir se era um desconforto proveniente de uma queimadura ou apenas uma coceira.

-Mas que merda é essa?- Indaguei a mim mesmo, com um tom de voz curioso e meio preocupado. Após uma breve olhada ao meu redor, podia perceber que havia mais daquele liquido por todos os lados.

À princípio, fiquem bem preocupado com a procedência daquele estranho líquido, porém eu tinha que pensar rápido no que fazer, pois estava caindo mais líquido verde em nossa direção, só que diferente do que estava na água de forma homogênea, ele parecia está muito mais verde e concentrado.

Olhando fixamente e um pouco assustado, tentaria desviar do líquido com vários saltos para minha esquerda. Caso meu cansaço físico não estivesse a favor e eu percebessem que não teria como me esquivar, me esforçaria o máximo para correr até atrás da Lor e em seguida ergueria seu corpo sobre o meu, usando-a como uma espécie de guarda-chuva-humano.
Se não conseguisse nenhuma dessas tentativas, apenas deixaria o líquido cair sobre mim, porém fecharia meus olhos, abaixaria a cabeça e usaria meus braços em posição de "X" para proteger meus olhos/rosto.

Posteriormente a cobra dava um gigantesco rugido ensurdecedor. Aquele rugido era mais alto do que todos os outros, aparentemente era um grito de dor que a cobra dava enquanto estava remoendo de dor.  O som emitido era tão alto que altomatimente minha mão era levada aos ouvidos, porém caso elas estivessem com aquele líquido verde eu tentaria aguentar a dor sem tampar meus ouvidos ou tampando com os ombros, os erguendo até os ouvidos e encolhendo meu pescoço.

Durante tudo isso, eu notava que o foco da serpente era a pantera cor de rosa. Isso era bom pois me abria um leque de opções para um ataque surpresa. Aproveitando o foco da cobra no leopardo, correria discretamente em sua volta, tenta superar minha condições físicas, e ao chegar próximo do buraco que havia sido feito pelos atiradores, eu tentaria atacar com uma forma adaptada da minha técnica para aquela situação.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Em seguida tentaria me esforçar o máximo que pudesse para correr para bem longe da serpente e sempre prestando atenção se ela não estaria me seguindo.

Caso ela estivesse me seguindo e não fosse mais possível correr ou esquivar devido ao meu desgaste físico, eu ficaria de frente para o monstro e olhando fixamente em seus olhos, tentando anular meus medos e inseguranças, transparecendo superioridade e imponência para com o monstro.

Será tudo ou nada,  apenas um de nós poderia sair vivo deste incrível confronto. Nós dois estávamos cansados e feridos, era bem nítido isso, não tinha como negar, porém estava disposto a aposta tudo em mais um único golpe, as Poderosas sai's do Norte ou as Temidas mandíbulas da Serpente? Era uma pergunta que só teria resposta de uma maneira.

Aguardaria a cobra vim até minha direção, me mantendo parado, esperaria por um momento em que ela abrisse a boca para tentar me devorar. Eu sabia que sua boca estava repleta de dentes e aquele liquido verde, mas um golpe bem concentrado, poderia leva-la a dor intensa e talvez ao knock out.

Aguardando a serpente abrir sua enorme boca, tentaria me concentrar bastante enquanto flexionava minha perna esquerda, mantendo a direita estirada para trás, e com a mão esquerda no chão para apoiar (simulando a posição de um corredor) e com a mão direitas empunhando firmemente a sai, esperaria pelo momento exato, e me projetaria para dentro da boca da serpente, tentando evitar contato com seus dentes  e líquido verde, usando as duas mãos, tentaria enfiar a sai com toda minha força no céu de sua boca.

Se eu percebesse que a abertura de sua boca fosse incompatível é impossível de entrar para execução do golpe, eu ficaria correndo em zig-zag ate a cobra perder o foco por mim.







____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Badass Stars:
 

         
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



•Fala•#333366
•Pensamento•#336633
•Ação•#666666




Não Há Mudança Sem Violencia - Karl Marx  
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t12406-yoroshi-auron
Senshi
Civil
Civil
avatar

Créditos : Zero
Warn : Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 4010
Data de inscrição : 22/03/2016

Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição.   Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 EmptySab 14 Maio 2016, 17:07

Auron

Auron se esquivava das gomas caindo do céus, mas...

--ARHHGHAHGAAAAA!!

Via Lor ser atingida por um daqueles ataques, uma especie de fumaça verde saia dos lugares que entraram em contato com a gosma, fazendo Lor gritar de agonia ao inalar aquele miasma. Entretanto o jovem preferia focar na serpente, investindo contra seu ponto enfraquecido enquanto a mesma atacava o leopardo cor de rosa. Se aproximando mesmo com seu cansaço, ele usava sua técnica mais uma vez bem no meio da ferida aberta.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

O ataca abria um buraco ainda maior e fazia o jovem perfurar a pele do basilisco e adentrar suas entranhas, podia sentir rios de sangue circulando livremente, vazando de todo o sistema circulatório do monstro, parecia que o bicho estava com varias hemorragias internas. Logo as roupas do gatuno ficaram encharcadas da essência vital da cobra. Ao retirar seu braço viu uma coisinha de uns 10cm saindo do buraco que tinha acabado de aumentar, ela se mexia e parecia uma bola vermelha de sangue e carne.

--Kai.. yu... ki....

Ambos

Com o bote assustador da cobra vindo em sua direção, depois de ingerir um anestesiante, Kaiyuki jogava duas balas de glicerina na direção do monstro que continuava vindo, sacava sua escopeta carregada com balas normais e disparava contra suas balas explosivas e o monstro, jogando-se no chão logo em seguida. A explosão acontece justamente no momento em que a serpe abre a boca, fazendo ela recuar de seu ataque e jogando o felino um pouco para longe. Desorientada e confusa, a cobra tentava novamente abocanhar o gato caído, mas invés de começar com seu ataque deu um guincho baixinho, proveniente de uma grande dor vinda da ferida que tinham aberto. Obviamente sofrendo, desnorteada e confusa a cobra continuava debilmente com sua tentativa de vitória, abria a mandíbula ensanguentada na direção do felino caido no lama e... Despencava ao chão, perto dos pés do leopardo, para não se levantar mais.

"Ohhhhhhhhhh" a multidão gritava de exaltação e aplaudia aos heróis em pé. No meio daquela loucura a voz de Liam se pronunciava sobre os vencedores:

--Está feito! O monstro agora morto é a prova final de sua competência, habilidade e força! Muitos entraram no torneio, mas apenas vocês quatro subjugaram todos os testes. Como é de costume para o reino de Lvneel, os mais fortes competidores serão integrados na guarda real de Lvneel. Regojizem, participantes! Agora vocês são o melhor que Lvneel tem a oferecer!

Outra salva de palmas, gritos de exaltação e excitação e gestos de apoio reverbera pela plateia.

--E com isso, encerramos nosso torneio anual! Participantes, descansem um pouco e recuperem suas energias. Sejam acompanhados pela staff até uma estalagem na cidade ou fiquem aqui mesmo para recuperar suas forças. Quando estiverem todos prontos, vão até minha mansão e lá será realizado o ultimo ritual, depois disso poderão finalmente desfrutar de seus status de guardiões do reino! Vós espero ansiosamente!

E então o rei e o cavaleiro se retiram da varanda. O tempo tinha passado bastante durante a luta, agora o sol que estava brilhando forte ao meio dia começava a se aproximar do horizonte. Todos os espectadores começavam a se retirar, as portas se abriam e a água era drenada. Varias pessoas vestidas de branco, provavelmente a staff que o rei mencionou, se aproximavam dos competidores para tratar e saber quais ferimentos tinham sustentado, além de levar o corpo inanimado de Lor para fora do estadio.

off:
 

Histórico do Suchiro:
 

Histórico do Auron:
 

____________________________________________________

Narração e Pensamento/--Fala

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]                          [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Suchiro
Pirata
Pirata
Suchiro

Créditos : 6
Warn : Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 12/02/2013
Idade : 21

Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição.   Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 EmptySab 14 Maio 2016, 19:49

Aos vencedores a gloria.



O monstro caia a meus pés, eu venci. Olhava em volta, estavam todos batendo palma, estavam todos me saudando, era isso que acontecia com os vencedores, os perdedores eram jogados fora. Agora que olhava bem, esse animal podia ter sua utilidade. O veneno, os ossos e as escamas, tudo aquilo poderia ser usado para fazer armas. Eu ergueria meu braço com a escopeta em mão para o alto, em sinal de vitoria.

Não só pela droga, mas também estava sentindo uma felicidade verdadeira ali, já havia visto poucos adversários tão poderosos, vencer um monstro assim é uma superação inigualável. Eu poderia fumar, mas não sou tão fã, e nem to precisando de nada para dar alivio, afinal as ervas já estão ajudando. Eu me apoiaria contra a parede da arena, sentando e esperando os médicos.

Quando eles chegassem, eu iria deixar receber o tratamento. - Ei, tem como me mandarem na estalagem um pouco das escamas, dentes e veneno do animal. Não quero que joguem fora algo tão útil. Não esqueçam de embrulhar direito. - Daria um tapa nas costas do medico(a). Depois do tratamento feito, eu iria ate King e Dandara. - Ei vocês dois. Parece que vencemos. E desculpe te jogar daquele jeito Maki, mas foi você que deu a idéia. Então por favor, não me machuque, já estou muito ferido e cansado, me desculpe mesmo assim. - Eu falaria olhando para Maki com olhos de arrependimento, como um filhote ferido.

Ao ver Lor sendo levada embora, era uma pena, eu tinha gostado dela, bem, sempre tem outros peixes no mar. Uma coisa vinha a minha cabeça, meu disfarce, quando eu tomasse banho o disfarce sairia? Dandara tinha mais? Tenho que perguntar, isso realmente é importante. - Maki, venha cá, tenho algo para te perguntar em privado. - Depois de falar, eu estenderia a mão para ela subir. Eu tentaria falar o mais baixo possível. - Ei, esse pó sai com água? Você tem mais para a gente reaplicar? Se não é melhor você ir falar com o Eremita para pegar pra gente, e de preferência pegue mais uma dose extra para podermos reaplicar se algo acontecer. Nós encontramos na estalagem. - Eu falaria em tom serio, se fossemos pegos dentro daquilo, seria alta traição, ou seja morte.

Eu iria ate a staff, era hora de ir para a estalagem. - Eu já estou pronto para ir para a estalagem. Uma duvida, vocês vão nós dar roupas para essa festa na realeza? Não acho que uma roupa ensanguentada e suja de lama seja um traje bom para um encontro com o governante da ilha. - Falaria com um sorriso e as mãos na roupa suja e parcialmente rasgada. Eu ficaria calado pelo caminho, acenaria para os compatriotas ao sair da arena.

Ao chegar na estalagem, esperaria ser dizerem aonde era meu quarto. -A outra competidora, Maki virá para ca. Então quando ela aparecer, poderiam dizer para ela onde é meu quarto, tenho assuntos a tratar com ela. Agradeço. Também ficaria agradecido se ninguém entrasse no meu quarto sem bater.- Falaria de forma gentil e com uma voz expressando calma. Eu subiria ate meu quarto e fecharia a porta, mas não trancaria. Iria ate o banheiro, retiraria aquela roupa suja, deixaria minhas armas e equipamentos fora do box/banheira e ligaria o chuveiro, ligando água quente se possível, precisava relaxar. Se houvesse uma banheira, eu entraria na mesma e ligaria as torneiras ate ela ficar cheia. Usaria sabão, xampu, condicionador e cremes para pele não só para me limpar, mas para ficar em meu aspecto mais lindo possível, uma pele bela precisa de tratamento para continuar bela.

Se alguém batesse na porta, eu perguntaria. - Quem é? - Se fosse Maki eu a deixaria entrar e diria. - A porta esta só encostada, pode entrar. Já estou saindo do banho. Espere um momento.- Se fosse alguém da staff vindo deixar a roupa e/ou as partes do rei do mar. - Estou no banho, poderia deixar as coisas dentro do quarto e ir embora.

Depois de tomar meu banho, eu pegaria uma toalha, e usaria para me secar, e iria sair do banheiro com ou sem Dandara no quarto, nu, com a toalha secando o cabelo. Um relacionamento sexual entre eu e ela, era fisicamente impossível, ela também sabia disso, mas me insinuar e tentar seduzi-la com meu corpo, era uma diversão gratuita. Se tivesse mais alguém no quarto, eu depois de sair do banheiro, eu deixaria a toalha no ombro, escondendo a tatuagem nas minhas costas. - Então, trouxe? - Se ela tivesse trazido, eu passaria o pó para refazer o disfarce. Se ela parecesse encantada ou tímida ao ver a beleza de meu corpo nu, eu a questionaria. Imagino que pela nossa diferença de tamanho, o meu pau que já era grande, deveria parecer gigantesco para ela. - O que foi? Nunca viu a beleza de um corpo nu, de tão perto? - Eu me aproximaria dela, e tocaria meu dedo indicador debaixo do seu queixo. - Uma pena sermos tão diferentes. Eu poderia dar-lhe prazer como jamais imaginou sentir. - Se ela parecesse encantada, eu me aproximaria mais. - Temos trabalho a fazer. - Eu me afastaria dela. E vestiria a roupa de gala que mandassem para mim. Depois iria ate o banheiro, e pegaria minhas coisas, e as coisas que enviaram para mim e guardaria. - Vamos descer? Ou você ainda vai se arrumar para a festa? - Eu falaria para ela, indo a porta. Se ela ainda fosse fazer algo, falaria. - Estou te esperando, quero ver se tem a capacidade de ficar mais bela do que já é. - Nem daria mais tempo de ouvir uma resposta ou algo, já sairia dali e iria para a recepção.

Enquanto iria esperar, ate dar a hora, eu iria ate o bar, como estávamos ali por conta do reino, eu podia beber de graça. - Uma dose de Vodca. - Beber era um ritual do meu povo, bebíamos muito, principalmente Vodca. Bons tempos, bons tempos. Eu beberia só um pouco, não queria ficar bêbado. Uma dose bastava para alegrar a noite.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

narração:
fala
Narração


Última edição por Suchiro em Dom 15 Maio 2016, 01:11, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Auron
Usurpador
Usurpador
Auron

Créditos : 6
Warn : Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 5010
Data de inscrição : 16/01/2012

Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição.   Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 EmptySab 14 Maio 2016, 20:49

Mais uma vez eu obtive sucesso em esquivar dos truques da serpente, porém a Lor não teve a mesma agilidade para desviar da gosma verde. Assim que aquela gosma nojenta acertava a pele da mesma, um grande grito de dor saia meio que instantaneamente, me deixando meio aterrorizado com aquilo.

De maneira alguma eu poderia deixar que aquilo me atingisse, e com esse pensamento, avancei de forma bem sutil, aproveitando a distração da cobra para abrir um rombo no local onde estava ferido.
Depois de causar um grande estrago na mesma, um bolo de carne misturado com sangue saia de dentro do bicho, falando algumas coisas da qual não prestei atenção. [color:517f=666633] Eca - Disse sorrindo. Eu não estava com nojo, mas não podia perder a chance de ser cômico naquela ocasião.

Posteriormente, depois de mais um embate envolvente, finalmente abatemos a besta, minha expressão de cansado logo mudava pra uma sensação de dever cumprido. Queria poder tirar aquela máscara e óculos, mas certamente me comprometeria, então achei melhor deixar do jeito que estava.

Não demorou muito até que a plateia se empolgasse e o homem que havia procurado intrigas comigo começou a se pronunciar.

[color:517f=666633]-La vem esse filho da puta... - Resmungaria enquanto ouvia com desleixo o que ele dizia.

A mensagem que ele passava era de que finalmente vencemos o desafio e que em breve ocuparíamos o lugar que havíamos conquistado ao vencer o torneio. Em seguida entraram pessoas vestidas de branco, que segundo ele trataria nossos ferimentos. Fiquei muito feliz com a chegada dos médicos, afinal meu corpo estava bem fadigado e meu pulso esquerdo doía muito.

Antes de mais nada, caminharia de forma lenta e bem marrento ate próximo do corpo da cobra, em seguida tentaria encontrar minha Sai que estava enfiada em seu corpo. Caso encontrasse inteira, tentaria arranca-la e iria até os médicos. Caso estivesse quebrada, ficaria muito aborrecido e daria vários chutes de bico no corpo da serpente.

Logo em seguida, caminharia ate os médicos e logo diria: -Acho que desloquei meu pulso, o que você pode fazer por mim?! - Diria num tom extremamente serio e autoritário, mas caso a sai estivesse quebrada, o tom de voz seria furioso e autoritário.

Feito isso, seguiria os médicos até o local indicado por eles e em hipótese alguma eu tiraria a mascara e óculos, sempre alegando ter vergonha de meu rosto repleto de cicatrizes.

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Badass Stars:
 

         
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



•Fala•#333366
•Pensamento•#336633
•Ação•#666666




Não Há Mudança Sem Violencia - Karl Marx  
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t12406-yoroshi-auron
Senshi
Civil
Civil
avatar

Créditos : Zero
Warn : Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 4010
Data de inscrição : 22/03/2016

Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição.   Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 EmptyDom 15 Maio 2016, 02:41

Os médicos atendiam as demandas dos pacientes, atando ferimentos, limpando sangue, etc. Auron procurava por sua sai no corpo do monstro, apenas para descobrir que ele tinha caído sobre ela e destruído seu instrumento, logo o jovem começa a descarregar sua raiva no corpo do monstro morto. Kaiyuki decidiu se aproximar de Dandara, após ficar sabendo que precisaria falar com o rei ou o capitão da guarda para ter um pedaço do basilisco, a mulher obviamente não parecia amigável. Mas com a fala mansa e manipulação do felino conseguiu convencer ela a perdoar o incidente, mesmo que ainda continuasse zangada. Depois estende uma mão para que a anã subisse novamente em seu ombro, Dandara pula e agarra a mão, mas invez de saltar para o ombro do leopardo ela puxa ele e derruba o no chão. Depois fica olhando para o rosto dele, cara-a-cara, esperando o que tinha para dizer. Depois de informar o que queria, a expressão de Dandara fica mais seria e menos zangada.

--Nós não temos mais como nós comunicar com o bando. Eles já devem ter se infiltrado no QG ou morrido tentando. Se precisarmos de algo, só poderemos contar com o Kallif agora. Mas pelo menos o disfarce parece ainda estar funcionando, eu sou encharcada de sangue e você estava coberto de lama, mas ainda estamos rosa... Na verdade, tô começando a ficar preocupada em saber se esse negocio sai mesmo...

Depois de conversaram ambos se disperçam, seguindo para alguém da staff disponivél. Logo os participantes são levados até uma estalagem de madeira, aparentemente histórica que havia no meio da cidade. Eram direcionadas aos seus quartos, antes de partirem os menbros da staff avisavam:

--Não se apeguem ou preocupem com as roupas que estão usando, depois do ritual vocês só usaram as mais finas peças da nobresa e as armaduras cerimoniais dos iniciados.

Partiram logo em seguida.

Auron

O jovem gatuno finalmente tem um tempo para se recuperar da luta e, mais importante, descançar sua mão machucada cujo pulso tinha sido enfaixado de tal maneira que ele não poderia mexer ela até que seu corpo pudesse ajeitar os rompimentos feito pela força da queda que tinha tomado. Auron descançava um pouco da maneira que o convenia, mas logo ouvia uma conversa no quarto ao lado que parecia interessante...

--Então, você é o Kaiyuki de quem ouvi falar?

Kaiyuki

Ashuura faz todo seu banho de beleza com os utencilios disponivéis naquele simples, mas completo, quarto. Como Dandara apontara, mesmo depois de seu banho metodico, a cor do seu pelo e couro não tinham retornado ao normal. Sabe-se lá deus quanto tempo ficaria com aquela cor. Logo ouviu um bater na porta, perguntou quem era e a voz de Dandara respondeu a pergunta. Então pegou uma toalha enquanto instruia a companheira para que entrasse e saiu do banho em seguida, a la playboy.

Viu Dandara vestindo um vestido verde cuja cor era bem parecida com o da cortina daquele quarto, identica, na verdade. Ela estava sentada no ombro de um homem com olhos calmos e cabelos marrons, trajado na armadura da guarda real. Ao notarem Kaiyuki sair do banho ambos olharam para o mink de cabo a rabo, por diferentes razões.

--Então, você é o Kaiyuki de quem ouvi falar?--Dizia o cavaleiro enquanto fechava e trancava a porta.

Dandara assobiava.--Hehehe, nada mal! Eu podia me divertir um pouco com esse corpo seu, se não estivesse trabalhando agora, é claro.

Kallif olha de relance para Dandara e volta a atenção para o mink.

--A minha contratada diz que você é uma "ajuda externa" para garantir o sucesso dos meus planos. Mas gostaria de saber seus motivos para ajudar nesse golpe antes de divulgar o que pretendo, quais dificuldades ainda teremos e quais recursos posso fornecer... Dandara disse que você quer... explosivos, correto?

Dizia o jovem cavaleiro enquanto se punha a fechar as janelas e cortinas, além de ficar olhando em volta do quarto e observando o equipamento de Ashuura.

--Mais uma coisa, você é o "Metatron"? Aquele com uma certa... Reputação com os nobres?

--Huh? Metetrono?

Histórico do Suchiro:
 

Histórico do Auron:
 

____________________________________________________

Narração e Pensamento/--Fala

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]                          [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Suchiro
Pirata
Pirata
Suchiro

Créditos : 6
Warn : Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 12/02/2013
Idade : 21

Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição.   Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 EmptyDom 15 Maio 2016, 06:41

Game Of Thrones




Parecia que aquele homem era direto, isso corta um pouco a diversão. A palavra explosivos me fazia abrir um sorriso, me parecia delicioso. - Bem, acho que também poderia fazer bom uso das escamas, alguns dentes e veneno daquele monstro que matamos. Como um criador de armas, vejo que seria um desperdício. A questão dos explosivos sim, eu já tenho bastante Glicerina, mesmo que tenha usado um pouco para fazer essas balas especiais. Para fazer meu explosivo vou precisar de Ácido nítrico concentrado, Ácido sulfúrico concentrado, um termômetro, uma bacia com água gelada, e se conseguir mais glicerina me seria útil para fazer em maior quantidade. - Diria com a mão coçando o queixo. Eu me deitaria sobre a cama depois de ser questionado sobre meu nome de assassino. - Parece que além sabe meu nome secreto. Sim, eu sou Metatron. Eu não lembro de ter citado esse nome a muito tempo, acho que você conhece alguém disso, não é? A ordem dos assassinos. Se sabe do que estou falando, sabe que esta falando com alguém que faz seu trabalho direito. - Eu daria um leve risada, mas antes de deixá-lo falar, eu tinha uma ultima coisa a falar. - Eu tenho uma exigência adicional. Quero saber quem foi o nobre que pediu ao rei para fazerem aquilo com meu bando, eu não me importava com todos eles, apenas com um, Howker me ajudou, então preciso ao menos vingar sua morte. - Meus olhos tornariam vermelhos, e eu olharia no fundo dos olhos de Kallif naquele instante. Então deixaria a palavra para ele.

Eu deixaria ele falar tudo que fosse falar, prestando bastante atenção nós detalhes. - Preciso que me diga quem são os membros da guarda real que estão aliados a nossa causa, ou contra, e também os que não teriam um lado exato. Ter guardas reais, se enfrentar provas como aquela, devem ser fortes também, seriam problema. O mesmo é valido para nobres, eles também devem ter suas tropas pessoais e influencia, seriam outro problema. Apenas matar o rei e colocar a coroa não te dá o controle do governo. - Eu daria uma breve pausa olhar para a parede, apenas para dar um tom dramático. -Assim como a marinha também pode se tornar um problema, e eu mesmo prefiro não enfrentar um capitão cara a cara com todos esses problemas já. Precisaremos de tempo e recursos ou tudo isso pode se tornar um mar de sangue que nós afogará. - Falaria com uma voz um pouco triste. - Você já deve ter percebido que tanto eu, quanto Dandara não estamos a procura de terras ou títulos. Depois daqui o farol é o próximo objetivo. Somos piratas, sangue será derramado de alguma forma, e podemos ser usados de culpados, isso é claro depois de estarmos a milhas daqui. Se estamos aqui para lhe dar uma ilha inteira, apena ouro, homens e mulheres  ou um belo navio não bastará. Não estou pedindo um apoio aberto da sua ilha, mas quero um apoio por baixo dos panos, um patrono para ser mais exato. Antes de entrar para essa vida de pirata, meu clã era meu patrono, mas esse foi um suporte o qual não tenho mais. - Eu novamente voltaria meus olhos vermelhos aos se Kallif. Minha cruzada precisava de alguém que me desse apoio, e mais do que tudo, era o que precisava para o futuro.

Eu olharia para Kallif. - Bem, eu não tenho problema em mostrar meu corpo, mas não acho que seja uma boa ideia me encontrar com o rei dessa forma. Kallif, poderia pedir para alguém trazer uma roupa ? - Falaria olhando para meu proprio corpo nu.

Depois de toda discussão, eu me arrumaria para sair dali, já deveria ter deixado alguma roupa para eu usar no acontecimento que viria.- Depois teremos mais a conversar, usarei das informações que meu. Minha mente trabalhara para isso. Vamos, acho que já esta chegando a hora de oficializarmos nossas novas patentes, Danda..quero dizer, Maki. -Falaria enquanto estenderia minha mão para ela subir. Eu desceria ate a recepção depois de já vestido e bem arrumado. - Estamos prontos para ir. Ainda falta tempo ou já podemos ir? - Falaria para a staff da ocasião. Se ainda faltasse tempo, eu olharia para Dandara. - Vamos beber um pouco? Apenas para relaxar enquanto esperamos. Não vai fazer essa desfeita comigo, vai? - Falaria com um sorriso de felicidade verdadeira. Iria ate o bar, e sentaria em uma das cadeiras. - Duas doses de Vodca. - Falaria levantando os dedos indicador e médio. Ao chegar, eu tomaria devagar, não queria terminar muito mais rápido que ela, afinal, para ela era uma quantidade diferente pela relação de tamanho.
OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

narração:
fala
Narração
Voltar ao Topo Ir em baixo
Auron
Usurpador
Usurpador
Auron

Créditos : 6
Warn : Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 5010
Data de inscrição : 16/01/2012

Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição.   Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 EmptyDom 15 Maio 2016, 16:10

O primeiro rei cai! Que comece o efeito dominó!





As coisas finalmente se acalmaram, após toda aquela sangrenta batalha, um local para repouso e tratamento foi disponibilizado pela corte. Meio chateado por ter perdido uma de minhas sais e por esta como uma lesão no pulso, eu permanecia deitado ou sentado, no lugar onde os médicos me deixaram. Uma atadura era colocada no meu braço e me incomodava muito, pois alem da dor, aquilo coçava bastante e por está muito apertado eu não conseguia nem mexer. -Que droga... Será que essa merda vai demorar a sarar?! - Perguntei a mim mesmo enquanto segurava a parte enfaixada de forma bem suave e mantendo os olhos fixos no curativo feito pelos médicos.

A roupa que havia comprado estava em trapos, recentemente havia pago uma fortuna por aquele terno e em apenas uma batalha ele virou trapos inúteis. Olhava pra todo meu corpo e pude ver que minha roupa completamente suja, rasgada e fedida e aquilo me deixava ainda mais irritado. -Porra, eu só tive prejuízos aqui nessa merda! Ainda bem que o rei irá disponibilizar roupas de alta qualidade, um rei como eu não pode ficar vestindo trapos assim... fwahaha - Diria num tom de voz bem baixo e finalizando com um sorriso determinado.

-Então, você é o Kaiyuki de quem ouvi falar? - Enquanto relaxava e esperando a próxima etapa do situação de aceitação, pude ouvir essas palavras e  posteriormente o som de porta se fechando. Não dei muita importância para aquilo, afinal não conhecia ninguém até o momento, e não sabia se alguém ali seria confiável para eu compartilhar meu plano. ~Droga... Onde  estão aqueles malditos?~ Pensava me referindo aos outros integrantes dos Chess, Ryuza, Azcabel e Easter. Certamente com a presença deles ali, me deixaria mais seguro e  confiante, pois eu tinha plena convicção de que aqueles caras eram barra pesada, unindo a força deles com a minha, a gente se tornaria invencíveis.

Enquanto relaxava pensando, tentaria encontrar algo para me distrair, algum jornal para ver as noticias, revista, qualquer coisa que me fosse útil para informações ou algo para passar o tempo.

Caso não encontrasse, sairia do quarto em direção ao quarto do qual ouvir uma voz. Aquela voz era bem familiar e logo me dei conta de que era a mesma voz do homem que testou minha força. ~Ele pode me consegui um jornal ou roupas novas...~ Pensando nisso, tentaria abrir a porta sem bater. Caso estivesse trancada, usaria toda minha força da perna esquerda para dar uma pesada, no intuito de arromba-la. Caso entra-se de qualquer forma, colocaria minha mão enfaixada dobrada na atura da barriga e como se nada tivesse acontecido, falaria - Será que algum de vocês teriam um jornal e roupas legais para o campeão aqui? - Falaria num to incrivelmente  egocêntrico e sarcástico. Caso eles estivesse conversando e eu os atrapalhasse, colocaria ironicamente uma mão na boca e falaria -Oh meu deus, estou atrapalhando algo?! - Faria voz de criancinha desolada, porém meio abafada por aquela mascara de médico que eu estava usando.

-Fwahahahaha, foda-se! Quero apenas um jornal para me atualizar das noticias! -Eu não fazia ideia de quem era o Kalif, nem aquele leopardo que estava ali, queria apenas um jornal e sair dali. Durante essas ações, me atentaria para não estrar meu disfarce em nenhum momento, sempre que por alguma razão eu percebesse que meu disfarce  seria comprometido, esquivaria de forma rápida.

Se de alguma maneira eu arrumasse um jornal, no meu parópio quarto ou no quarto ao lado, procuraria um lugar para sentar, e me sentaria de forma extremamente imponente para ler, deixando meu corpo largado na cadeira, apoiando um dos cotovelos nos braços da cadeira, caso tivesse, e com a outra mão seguraria o jornal e o leria atentamente. Se o jornal fosse atualizado, certamente eu veria as noticias mais recentes do norte blue, e os trechos que se referia a mim e aos Chess - Fwahahaha, olha só...Quem diria, estamos no jornal...- Falaria baixinho com um sorriso no canto da boca e voltaria a ler. Alguns parágrafos depois, certamente eu veria um paragrafo que se referia a humanoides que faziam algazarra, e coincidentemente suas caracteriscas eram bem similar ao leopardo que estava no quarto ao lado ~Será que é este cara?!Humm Ashura...~ Pensaria enquanto olharia para o quarto ao lado.

Ao terminar de ler, continuaria ali sentado, porém estaria ciente de que  era um homem procurado e que já  sabiam  que eu poderia estar ali em Lvneel. Meus cuidados a partir daquele momento deveriam ser redobrados.


Jornal: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Badass Stars:
 

         
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



•Fala•#333366
•Pensamento•#336633
•Ação•#666666




Não Há Mudança Sem Violencia - Karl Marx  
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t12406-yoroshi-auron
Conteúdo patrocinado




Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição.   Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição. - Página 6 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Cap 3 - O Ultimo Monstro. Vingança, Conquista e Destruição.
Voltar ao Topo 
Página 6 de 27Ir à página : Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 16 ... 27  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Lvneel Kingdom-
Ir para: