One Piece RPG
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Mao di Lut Ima
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Emptypor Alek Hoje à(s) 04:24

» Evento Natalino - Amigo Secreto
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Emptypor K1NG Hoje à(s) 04:18

» [Mini] Albafica Mino
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Emptypor Albafica Mino Hoje à(s) 03:42

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Emptypor Dante Hoje à(s) 02:53

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 00:30

» One Piece RPG Awards 2020
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Emptypor ADM.Tonikbelo Hoje à(s) 00:00

» Vol 1 - The Soul's Desires
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Emptypor Arthur Infamus Ontem à(s) 23:55

» VIII - The Unforgiven
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 23:31

» BOOH!
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 23:06

» [LB] O Florescer de Utopia III
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Emptypor Vincent Ontem à(s) 22:56

» Mess in Grand Line: The Red-Haired Arrived
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Emptypor Revescream Ontem à(s) 22:33

» O Samurai
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Emptypor K1NG Ontem à(s) 21:30

» Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Emptypor Oni Ontem à(s) 21:28

» Cap.1 Deuses entre nós
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Emptypor Tensei Ontem à(s) 20:00

» Julian D'Capri, das Mil Espadas
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 19:55

» Carregada de Culpa / Amanhecer em Prata
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Emptypor Adrian/Vampiro Ontem à(s) 19:28

» The One Above All - Ato 2
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 19:01

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Emptypor jonyorlando Ontem à(s) 17:47

» Cap IX ~ Esperança ~
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 16:34

» A Ascensão da Justiça!
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Emptypor K1NG Ontem à(s) 16:27



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 EmptyQua 23 Mar 2016, 11:50

Relembrando a primeira mensagem :

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) civis Marciano e Far. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte


Data de inscrição : 15/09/2014

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 EmptyQua 15 Jun 2016, 02:46

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

~ A Morte é apenas o começo! ~

O porto parecia vazio, supostamente parecia uma boa opção atraca-lo nele, já que para atracar em outro lugar seria mais complicado e demoraria mais tempo também, pelo menos para o navegador. A chuva ficava mais intensa, mas para o tritão era algo prazeroso, porém para os tripulantes talvez nem tanto. “Preciso buscar mais conhecimento... eu recebo todo o poder da Deusa, mas preciso utilizar com sabedoria, como um velho tritão falou uma vez: não adianta possuir músculos de ferro se não souber utiliza-los. ” Howker ainda estava parado, pensativo sobre diversas coisas que havia feito, porém Ray começava a falar sobre a atual situação, chamando a atenção do gigante carpa.

O piloto okama dialogava com o gigante que se mantinha quieto ao continuar a observar o porto. Estava vazio, talvez pelo horário? Pela tempestade? Não sabia ao certo, mas era estranho não estar cheio de marines, pois provavelmente as ilhas seriam avisadas pelo marine mandante, após a saída dos piratas de Las Camp! Era possível afirmar que ainda estavam cuidando dos desastres que Masimos havia deixando na cidade, mais uma vez vinha a ideia de que explodir a prefeitura, foi algo bem pensado. “Hmm! Se o quartel de Las Camp já avisou as ilhas mais próximas sobre o que ocorreu lá, devo presumir que o quartel de Ilusia já sabe de nossa chegada, mas provavelmente demorará alguns dias para notarem a gente na ilha! Mas caso eles não saibam, o tempo poderá ser maior, porém irei me precaver com o tempo mínimo, para não ser pego desprevenido! ” Titã demonstrava-se pensativo enquanto mantinha os braços cruzados até decidir quais seriam seus próximos passos. – Ray? Preciso que consiga um mapa detalhado da ilha! Irei até o centro da cidade em busca de informações! Voltarei dentro de algumas horas. Se mais alguém quiser vir, fique a vontade! Proferiria para que o piloto entendesse, terminaria suas falas virando sua cabeça para fintar os tripulantes e observar se mais alguém quisesse acompanhar o tritão.

Após sair da embarcação pela rampa que interligaria o porto, seguiria seu caminho e como de costume, seus passos seriam calmos junto de sua personalidade. Observaria o cenário ao seu arredor, supostamente não havia pessoas nas ruas, mas caso houvesse, o tritão estaria cagando e andando para ela. Andaria pelas ruas e manteria seu foco nas placas dos estabelecimentos, algo que parecesse uma biblioteca ou livraria. Na hipótese de não achar, continuaria a caminhar no meio da chuva sem importar-se até achar o que buscava. Porém se tivesse encontrado adentraria no local cuidando para não bater sua cabeça logo na entrada por ser literalmente alto e em seguida observaria o local a sua volta. Se alguém lhe desse as boas vindas como o dono do local ou o vendedor, Masimos responderia como de costume. – Estou em busca de livros com conhecimentos, pode ser sobre engenharia, mecânica, lógica, física e etc! Possui algum gênero assim? Terminaria de falar ao fintar a todo momento o humano, deixaria seus olhos avermelhados chocarem-se com o representante.

Titã havia orquestrado todo um plano perfeito, porém diversos imprevisto e erros ocorreram quase estragando tudo, algo natural normal. Todavia se o tritão obtivesse mais conhecimento, menor seriam as chances de erros ocorrerem. Masimos possui diversas habilidades corporais, ainda é o escolhido da Deusa da Morte recebendo grande poder físico dela, porém conhecimento era algo que ele teria que buscar por ele mesmo, ainda mais para conseguir realizar suas ambições.


Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Far
Pirata
Pirata
Far

Créditos : 53
Warn : 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2015
Idade : 23
Localização : Your worst nightmare

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 EmptyQua 15 Jun 2016, 17:22

Rain can wash away the guilt

O grupo enfim chegava até Ilusia, a recepção não era das melhores com a tal tempestade estourando logo ao chegar no porto, a chuva caía forte a medida que Bell acordava de seu cochilo se levantando e anunciando sua chegada na ilha. O clima local não era dos melhores para sentir-se acomodado com a chuva, mas de fato também não lhe incomodava, afinal aquela tempestade repentina retirava a possibilidade de uma emboscada por parte da marinha. As gotas encharcavam as vestimentas do espadachim, que por sinal apenas retirava o prendedor balançando o cabelo molhado de um lado para o outro como se aceitasse as condições do tempo, observaria os arredores buscando sua sacola e tomaria em mãos pronto para desembarcar.

Antes de qualquer movimentação dos tripulantes, Ray se pronunciava sobre os habitantes da ilha, explicando que provavelmente não seria possível encontrar pessoas na rua devido ao temporal. Provavelmente ele até estava certo, mas Bell não era uma pessoa comum e não se importava nada com isso, na verdade chegava a ser algo positivo, visto que exploraria a ilha sabendo que não precisava tomar cuidado com marinheiros ou gente bisbilhoteira no seu encalço. Por outro lado, havia uma incerteza sobre as lojas, não conseguia deduzir se estariam todas fechadas devido aos imprevistos, ou se alguém poderia continuar aberto a clientes, afinal de contas comerciantes são imprevisíveis quando se trata de lucro. Masimos também parecia compartilhar dos mesmos desejos de Bell, planejando ir até o centro da cidade para recolher informações.

- Estou indo para lá também! Então... Não me esperem para o jantar. Responderia Bell, ironizando logo em seguida.

A intenção de Bell no momento era observar os estabelecimentos da ilha, e quem sabe encontrar algo de interessante para gastar o dinheiro que obteve, o caminho por enquanto cruzava com o de Masimos e isso era bom, visto que teria um aliado poderoso ao seu lado. Mesmo não sabendo o verdadeiro objetivo do tritão, seguiria com ele estrada a dentro, deixando nas mãos do destino o que estaria por vir daqui para frente. Não possuía um local fixo em mente, portanto caso Masimos encontrasse a biblioteca ou livraria que buscava, adentraria com ele no local revirando os livros, e por algum momento chegava a lembrar-se da quantidade de livros espalhados no cofre, com escritas sobre os mais diversos assuntos. Antes não havia raciocinado sobre isso, mas agora julgava ser interessante, quem sabe encontrasse algo para juntar com o aprendizado que obteve com Kawasaki, tornando as coisas mais interessantes ainda.

" Pensando bem, aquele tal de Suzuki tinha uns movimentos bem interessantes. Ele desviou da minha espada como se não fosse nada, sera que aprendeu isso em um circo? Não, isso não importa. Mas deve ter algo por aqui que fale mais sobre esse tipo de coisa, mas Hmm.. Como se chama mesmo?" Pensava Bell, raciocinando como poderia tirar proveito dos livros naquele ambiente.

- Você tem algo aí sobre circo? Não, não... Falava aproveitando-se da deixa de Titã para fazer seu pedido, mas logo percebia que esse não era o assunto específico que desejava, balançando sua cabeça e negando suas próprias palavras. Algo sobre acrobacias, é isso que eu quero! - Completaria, aguardando a resposta.

Logo balançaria todo seu corpo, tentando tirar o excesso de água que pesava sobre suas vestimentas, alisava todo o cabelo para trás formando uma espécie de rabo de cavalo, e prenderia novamente para evitar que lhe atrapalhasse.

Histórico:
 

Thank's [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________


Fala (#B22222 - FireBrick)
Pensamento (#4682B4 - SteelBlue)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alê
Narrador
Narrador
Alê

Créditos : 2
Warn : 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 12/07/2015
Idade : 21
Localização : Farol - Grand Line

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 EmptyQui 16 Jun 2016, 22:30

O tritão estranhava todo aquele silêncio humano e a aparente “calmaria” do local que deveria ser movimentado. A chuva por mais que aparentasse acabar a qualquer momento chorava por suas gotículas e gritava por seus raios.

– Ray? Preciso que consiga um mapa detalhado da ilha! Irei até o centro da cidade em busca de informações! Voltarei dentro de algumas horas. Se mais alguém quiser vir, fique a vontade! – solicitou o tritão.

Bell, por sua vez, tinha uma pequena bipolaridade em termos de opinião. Por mais que achasse que a chuva atrapalhou seus planos para a ilha, naquele momento, ela também ajudou a “combater” uma possível emboscada da marinha.

- Estou indo para lá também! Então... Não me esperem para o jantar... – respondeu ironicamente o tatuado.

Masimos, como de costume, andava calmamente para sair da embarcação, o após, Bell o acompanhava. Masimos procurava algum resquício de livraria ou biblioteca. Bell buscava algum lugar interessante para gastar o dinheiro que havia, “por sorte”, ganhado recentemente.

Ao decorrer do caminho, os estabelecimentos se encontravam fechados. Joalherias, restaurantes, algumas tabernas e tudo mais. “Problemas comunicativos” poderiam ser lidos em uma placa no caminho.

Por fim, bem escondida, se encontrava uma pequena lojinha de caráter hippie onde poderiam ser encontrados diversos artigos místicos e sobrenaturais. Dentro se encontrava uma senhora, vendedora, que tinha aparência hippie, provavelmente.

Na lojinha encontravam-se livros, armas, objetos, suportes e todas essas coisas secundárias, claro, com um estilo bem peculiar ao visto comumente por todo o mar.

– Estou em busca de livros com conhecimentos, pode ser sobre engenharia, mecânica, lógica, física e etc! Possui algum gênero assim? – questionou o tritão à mulher.

- Você tem algo aí sobre circo? Não, não... Algo sobre acrobacias é isso que eu quero! – exclamou Bell.

- Hiahahaha! Quanta animação para um dia nebuloso... Vocês não me são estranhos... Acho que já os vi, em outra vida talvez... Mas vocês irão sofrer, bastante futuramente, porem irão alcançar seus objetivos. Procurem algo que queiram, acho que temos ambas as alternativas, só precisam encontrar aí... – falou a mulher.

Podiam se ver alguns livros empoeirados junto a alguns objetos abstratos. Livros de Biologia, matemática, armas, estátuas, decoração, enfim, de tudo podia ser ver.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


SUPER IMPORTANTE:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 EmptySex 17 Jun 2016, 15:49

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

~ A Morte é apenas o começo! ~

Apesar de toda aquela chuvarada que para alguns humanos frescos seria algo que lhes incapacitariam de sair ou fazer seus deveres, para a raça evoluída tritão era como algodão doce caindo do céu, pois é, os tritões são picas. Bell havia acompanhado o tritão, talvez não fosse um desses humanos frescos, porém sua expressão não demonstrava muita alegria, todavia isso não importava muito para Masimos.

Durante seu trajeto em busca de alguma loja contemporânea ou biblioteca, Titã apenas observava estabelecimentos fechados, algo relativamente normal, pois como argumentei antes, a maioria dos humanos eram frescos. Possivelmente achavam que a chuva derreteria eles, pois não havia explicação, quem sabe fosse vagabundagem mesmo, era apenas uma chuvinha de verão e por causa disso fechavam suas lojas, na opinião do tritão, isso era coisa de fresco. Após levar algum tempo caminhando, apenas deliciando-se sobre aquele céu chuvoso, deixando um ar silencioso entre Bell e Masimos, por fim o tritão localiza uma pequena loja Hippie. Howker havia perguntado para a velha senhora do estabelecimento sobre o que buscava, o espadachim tatuado também buscava conhecimento, isso mostrava que o mesmo sabia de seus pontos fracos e assim como Titã, tinha objetivo de aprender mais para assim aprimorar seus dons, algo relativamente inteligente. “Uhm! Realmente, um humano inteligente. Pode ser um bom aliado, apesar de não possuir a mesma crença! ” Pensaria após ouvir as falas do espadachim. Titã não possuía amigos, pois sua cidade natal estava em guerra, era quase impossível de fazer amizades. No campo de treinamento por ser único de sua espécie na época, praticamente não conseguia fazer amizades também. Sua raça sempre dificultou muito para socializar com os humanos, porém desde que avistou Bell, sentiu uma aura diferente, talvez o instinto de Masimos realmente estivesse certo, apesar dos conflitos que ambos tiveram pela exaustão continua na prefeitura, ainda sim permanecia respeito entre ambos.

A velhota começava a falar algumas coisas intrigantes e místicas ao mesmo tempo, aquilo cultivou a atenção do tritão. “Já nos vimos em outra vida é?! Hmm...” Howker pensaria ao termino das falas da mulher. – Iremos sofrer é? O significado da palavra “sofrer” apenas insinua algum tipo de dor física ou moral não especificada, acredito ser algo relativamente normal para os humanos, mas enfim... terminaria de falar mostrando novamente suas falas arrogantes, pois não havia compreendido as falas da velha, talvez fosse apenas uma senhora gagá?! Caminharia até as prateleiras em busca de algum livro que lhe fornecesse um grau maior de conhecimento, algo que seria muito bem aproveitado futuramente.

Enquanto seus olhos avermelhados monstruosos percorriam os livros da estante, seus ouvidos quase se tamparam para qualquer fala alheia, apenas focaria no que era de fato importante momentaneamente, suas pupilas chocavam-se com um livro mesmo empoeirado o nome de fato chamava muita atenção.  “A Lógica de um Rei Enigmático... Interessante! ” Pegava o livro e abria de imediato. Lá dizia o nome do autor e o resumo do livro, mas Titã nem gastou seu tempo para ler, focou instantaneamente na primeira página do livro. O livro continha a história de um rei, um rei que era conhecido como “o estrategista enigmático”. O rei descobriu diversas maneiras de decifrar enigmas e ainda criar os seus próprios, isso na história lhe deu grande vantagem, pois seu reino estava em guerra! Quanto mais o tritão lia, mais era puxado ao conteúdo do livro. Decifrar, criar, moldar e adaptar-se, tudo isso o rei dizia em sua história melancólica, era realmente incrível as maneiras que o homem utilizava. Apesar de parecer algo simplório, o rei havia ganhado a guerra usando estratégias e logica, mas não era apenas isso que lhe proporcionou vitória na guerra, sua mente extremamente intelectual, utilizou ambas habilidades para criar planos infalíveis, assim como dizia o contexto.

Nem sabia ao certo quanto tempo havia passado, Masimos havia entrado para dentro do livro até que por fim, terminava de ler. Ele pegou o livro e aproximou-se da senhora. – Qual o valor do livro? Irei leva-lo! Terminaria de falar ao pegar o dinheiro do seu bolso e entregar para a velhinha hippie. Nem se importava com o valor, estava empolgado com a história, poderia simplesmente pegar o livro e sair como bem entendesse! Mas para que? Se poderia pagar e sair sem qualquer estorvo até porque, estava evitando conflitos desnecessários, apesar de calamidades sempre percorrerem ao lado de Masimos. – Bell? Achou o que precisava? Falaria ao terminar de pagar a mulher e olhar o estabelecimento até fintar o espadachim. – O que acha de passar em uma da taverna e beber algo bom? Acredito ter visto um anteriormente. Titã terminaria de proferir ao observar a mulher e ouviria a resposta do humano tatuado.


Histórico:
 

OFF:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Far
Pirata
Pirata
Far

Créditos : 53
Warn : 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2015
Idade : 23
Localização : Your worst nightmare

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 EmptySex 17 Jun 2016, 19:15

A new Discover
Passavam-se alguns minutos andando na chuva, encharcando todos os pertences assim como o corpo do espadachim, e isso era realmente incomodo visto que não possuía nenhuma roupa extra para se trocar, mas o tritão não parecia se importar com isso, provavelmente por já estar acostumado com a sensação de estar molhado o tempo todo. Entretanto isso não vem ao caso, o que realmente importava era a pequena loja Hippie que encontravam no caminho, que em meio a todos os estabelecimentos grandes da ilha era a única que permanecia de porta abertas para clientes, enquanto todos os outros se escondiam. De fato a chuva era forte, e a tempestade atingia toda aquela região, mas ali de fora não parecia ser algo tão mal assim, afinal de contas conseguia caminhar tranquilamente até o destino almejado.

A lojinha parecia ser repleta de crenças e misticismo, algo que Bell não estava nem um pouco interessado em obter conhecimento, mas lá também estava armazenado uma quantidade razoável de livros e objetos. Ainda sem possuir plena certeza de que estavam no lugar certo, o espadachim logo após o tritão questionava a senhora sobre a existência de algum livro com conhecimentos em acrobacia, mas tudo que recebia em resposta era misticismo, nem sequer recebia a localização dos livros sendo forçado a procurar novamente. Mas já estava acostumado com essas coisas, então enquanto Masimos ainda meio confuso respondia a velha, o espadachim se concentrava um pouco nas estantes buscando pelo livro em uma possível ordem alfabética.

- Olha aqui sua velha, eu não sou Mãe Dináh, você não é Mãe Dináh, então só cale a boca e me deixe procurar. - Responderia arrogantemente a senhora, após ela se pronunciar sobre o seu futuro, enquanto nem sabia onde os seus próprios livros estavam.

Sendo assim voltaria para a busca, passando a mão sobre os livros um a um até que encontrasse o que procurava, não possuía um título especifico em mente, mas qualquer coisa relacionada a acrobacias serviria para Bell. Assim que encontrasse, folhearia rapidamente buscando imagens e caso não encontrasse suspiraria voltando até a página inicial, colocaria sua sacola no chão e sentar-se-ia ali mesmo focado apenas no conteúdo do livro. No conteúdo, muitos movimentos interessantes eram citados, inflando a imaginação do espadachim com diversos usos para aqueles movimentos novos, possíveis golpes, além da importância em batalha de modo geral. Mas não se continha apenas a leitura, buscava praticar ali no local, mesmo que de maneira precária enquanto fazia duas coisas ao mesmo tempo, acabava sendo divertido.

Assim que terminasse o livro, o que pretendia fazer antes de Masimos, andaria até o canto do local e praticaria um pouco mais, dando algumas cambalhotas inicialmente antes de seguir para os mortais, algo que havia sido explicado muito bem. Independente de como se saísse, sabia que não estava completamente treinado naquela arte, por isso planejava comprar o livro para levar consigo          e treinar um pouco mais, agora que já possuía o conhecimento necessário para isso. Conseguia ver o tritão fazendo o mesmo, e isso só confirmava ainda mais o que gostaria de fazer, levando o livro até o balcão e colocando-o ali em cima.

- Vou querer esse. - Afirmava convicto de sua decisão, esperando a cobrança.

Entregaria o pagamento enquanto o tritão se pronunciava, Masimos agora dava a ideia de seguirem até uma taverna e beber algo, mas aparentemente estava tudo fechado e Bell ainda possuía seus afazeres para resolver. Olharia mais uma vez o ouro que possuía dentro da sacola, queria conferir melhor a quantidade, mesmo sem saber o valor comercial dele, parecia ser algo substancial que lhe renderia um certo lucro a mais. Parecia que chegava a hora do caminho dos dois se separar, Bell fitava o tritão contente com a viajem até ali, mas pronto para seguir uma nova direção e resolver suas pendencias.

- Ihh, não vai dar não. Ainda tenho que me livrar desse ouro... - Afirmava, levantando a sacola e mostrando-a para Masimos. - Ei vovó, parece que ta tudo fechado por aqui. Sabe de algum lugar, que possa estar aberto e que compre ouro? Ou pelo menos um lugar para passar a noite? Questionaria a velha, esperando que ela não tivesse levado para o lado pessoal os comentários anteriores, afinal de contas havia recebido lucro com os dois algo que não deveria ser muito recorrente, pois aquela loja não parecia ser um lugar muito movimentado mesmo em um dia regular.

Histórico:
 

Thank's [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________


Fala (#B22222 - FireBrick)
Pensamento (#4682B4 - SteelBlue)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alê
Narrador
Narrador
Alê

Créditos : 2
Warn : 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 12/07/2015
Idade : 21
Localização : Farol - Grand Line

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 EmptyDom 19 Jun 2016, 13:50


– Iremos sofrer é? O significado da palavra “sofrer” apenas insinua algum tipo de dor física ou moral não especificada, acredito ser algo relativamente normal para os humanos, mas enfim... – respondeu arrogantemente Masimos às palavras da mulher.

Por mais que a situação fosse intrigante para Masimos, ele não deixou sua arrogância de lado e, sobrepondo-a, ele respondeu e agiu da maneira que sempre fez, agora com uma diferença, ele começou a provar ao mundo que o que sempre afirmou era de fato verdade, que ele era o mensageiro da morte, o filho pródigo da “Deusa da Morte”, o emissário da dor e do caos.

- Olha aqui sua velha, eu não sou Mãe Dináh, você não é Mãe Dináh, então só cale a boca e me deixe procurar... – bradou Bell.

- Belas palavras... Você me parece certo do que diz... Embora seja estranho, eu trabalho com coisas estranhas, gosto disso! Hihahaha! – gargalhou a senhora após as palavras de Masimos.

Olhando a prateleira de livros, Masimos não se importou muito com as palavras da mulher, estava apenas focado na busca dos livros. “A Lógica de um Rei Enigmático... Interessante!”, esse título aparentou chamar a atenção do grande tritão.

Após algumas singelas folheadas, o homem-peixe tomava a decisão que aquele seria o que estava procurando e imediatamente o pegou. Evolução... O tritão almejava isso, crescer e adaptar-se ao mundo, se tornar um novo ser, uma nova força, física e psicológica, com esses anseios a grande criatura caminhava até o balcão da humilde e exótica lojinha.

– Qual o valor do livro? Irei leva-lo! – perguntou retoricamente o tritão já tirando o dinheiro do bolso.

- Bem, esse é um belo exemplar, boa escolha, são 500.000 B$! – falou a mulher recolhendo o dinheiro.

- Vou querer esse! – afirmava Bell chegando logo em seguida.

- Muito bem! Esse custa 500.000 B$! – afirmou a mulher recolhendo o dinheiro total.

– Bell? Achou o que precisava? O que acha de passar em uma da taverna e beber algo bom? Acredito ter visto um anteriormente. – questionou Masimos indo em direção à saída do estabelecimento após comprar o exemplar.

- Ihh, não vai dar não. Ainda tenho que me livrar desse ouro...  Ei vovó, parece que está tudo fechado por aqui. Sabe de algum lugar, que possa estar aberto e que compre ouro? Ou pelo menos um lugar para passar a noite? – questionou o tatuado a mulher.

- Bem, não sei bem, não sou dessa época, procure por alguma placa pela ilha... – falou a mulher entrando no interior da lojinha.

A chuva aparentava diminuir, porém a noite chegava, as luzes lentamente erram acesas, algumas pessoas já antigas começavam a sair, porém desconfiados, talvez com a presença do pessoal ou com a tempestade que estava a vir nos próximos dias, mas um clima tenso pairava sobre o local.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


SUPER IMPORTANTE:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Far
Pirata
Pirata
Far

Créditos : 53
Warn : 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2015
Idade : 23
Localização : Your worst nightmare

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 EmptyDom 19 Jun 2016, 20:44

unfinished business
Os assuntos na velha loja haviam sido tratados, não era o melhor ambiente para leitura e até um pouco incomodo, com todas aquelas coisas sobrenaturais e místicas, mas fora o suficiente para aprender o necessário através do livro a respeito de acrobacias. O tritão por outro lado também aparentava ter descoberto coisas novas, e assim como Bell comprara um livro para si, chegando a chama-lo para irem até uma taverna que havia encontrado, porém o jovem espadachim ainda possuía seus assuntos para tratar. Sendo assim, quando as comprar eram concluídas e a chuva abaixava sua intensidade, Bell sairia da loja assim como Masimos, mas dessa vez seguindo seu próprio caminho entre as grandes ruas de Ilusia.

Entretanto agora que a chuva havia diminuído e a tempestade estava dando uma trégua, os habitantes de Ilusia começavam a mostrar suas caras novamente, de certa forma isso acabava atrapalhando os planos do espadachim. Quer dizer, isso tudo era bom pois sem chuva os estabelecimentos voltariam a ser abertos, mas vendo de outra perspectiva os marinheiros também estariam livres para rondar o local, podendo complicar um pouco sua estádia ali. De qualquer forma, apesar de estar cansado ainda acreditava estar disposto o suficiente para lidar com alguns marinheiros se fosse caso, e por isso prosseguia caminhando normalmente, a procura de um estabelecimento comercial que esteja interessado na compra de objetos de ouro.

Acreditava que o tempo fora demasiado curto para terem um retrato de sua face, ao menos entre os civis, e quem sabe, com um pouco de sorte, até para os marinheiros. No entanto como precaução deixaria seu cabelo cobrindo um dos olhos, não era muita coisa mas o acontecimento em Las camp era recente, na melhor das hipóteses uma pequena modificação física fosse o suficiente para ganhar algum tempo. Estava preparado para o combate de qualquer modo, apesar de querer evitar isso ao máximo, afinal de contas não estava em suas melhores condições. Mas deixando de lado precauções, observaria por todo canto buscando a tal loja que tanto desejava para concluir o exaustivo dia, caso realmente não encontrasse por sua conta se aproximaria de um cidadão qualquer para lhe questionar.

- Ei, sabe onde tem uma joalheria por aqui? - Perguntaria, sabendo que uma joalheria seria algo relativamente mais fácil de se achar, e provavelmente não se recusariam a comprar ouro para produzir suas peças.

Quando finalmente encontrasse o estabelecimento, abriria um sorriso malicioso típico de alguém que está prestes a lucrar ainda mais, até porque não possuía interesse algum em ouro, ele apenas serviria para garantir uma quantidade maior de dinheiro. A ideia do espadachim sobre os valores dos objetos era bem vaga, e não possuía conhecimento em comércio mas sabia que peças de ouro não deveriam ser tão baratas, e isso era animador. Logo adentraria o local, já colocando sua sacola sobre o balcão, talvez fosse de se estranhar e até assustador alguém com suas características adentrar naquela loja, portanto se isso ocorresse afastar-se-ia um pouco levantando as mãos enquanto se esclarecia.

- Ou, ou calma lá. Eu só vim até aqui fazer uma venda comum, tenho certeza que tenho algo de seu interesse. - Diria ao primeiro atendente que visse, se aproximando lentamente da sacola.

Assim, independente da reação do atendente, abriria a sacola retirando lá de dentro o saco com dinheiro que Masimos havia lhe dado, colocaria ele no chão, assim abrindo a sacola melhor para que o responsável da loja pudesse dar uma olhada melhor nos objetos. Esperaria pela confirmação de quem quer que fosse, aguardando fazerem uma proposta para seus itens, pois queria saber o quanto pensavam em pagar. Não estava completamente seguro de que um valor alto lhe fosse oferecido, mas ainda tinha esperanças de que não seria uma mixaria, afinal de contas havia dado um certo trabalho para pegar tudo, ao menos antes de saber sobre o cofre.

- Então, quanto dão neles? - Falaria ansioso se demorassem, ao mesmo tempo aproveitando-se para obter informações. - A propósito, onde posso encontrar uma hospedaria aqui perto? - Questionaria coçando a cabeça, até porque precisava de um local para dormir enquanto estivesse na ilha, pois o barco pirata já não era mais seguro estando no porto, onde havia visto com clareza uma base da marinha.

Histórico:
 

Thank's [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________


Fala (#B22222 - FireBrick)
Pensamento (#4682B4 - SteelBlue)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 EmptySeg 20 Jun 2016, 16:13

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

~ A Morte é apenas o começo! ~

A velha novamente argumentava palavras sem sentido, apesar de aguçar a curiosidade de Titã, o tritão não quis prolongar o assunto, pagou o valor livro que por sinal era um valor alto, porém mesmo assim não se importou em pagar o preço já que não havia necessidade em guardar dinheiro. Masimos havia perguntado se o espadachim teria interesse em passar em alguma taverna, porém o humano tatuado queria se livrar daqueles objetos de ouro para render mais uma grana. Bell havia perguntado para a mulher que parecia uma cigana, um local que comprasse ouro! Mas a resposta sem qualquer conclusão era dita pela velhinha. Titã apenas ouviu em silencio a conversa.

A noite havia chegado, o sol com seus raios solares era trocado pela lua e seus raios lunares, as nuvens brancas também trocavam de lugar pelos milhares de estrelas brilhantes. A chuva parecia ter diminuído, não que importasse para Masimos já que o tritão era de uma raça adaptada a estar molhada. “É uma bela noite! Talvez os soldados da marinha comecem suas rondas?! Eu havia visto um quartel da marinha em frente ao porto, provavelmente não seria uma ideia sensata em voltar para lá! ” Titã demonstrou-se pensativo ao sair da pequena loja hippie. Parecia que algumas pessoas transitavam pelas ruas de Ilusia, os olhares desconfiados e apavorados eram demonstrados para o tritão e o espadachim. Para Masimos aquilo era insignificante, eram pessoas com intelectos inferiores, humanos que não compreendiam a presença do escolhido da morte. O tritão já estava acostumado com tais olhares já que sua raça sempre era vista com ódio ou repulsa.

Masimos não possuía nenhum destino especifico no momento, enquanto parado o tritão cruzou seus braços, ainda segurando o livro que havia comprado e pensou em quais seriam seus próximos passos levando sua mão direita ao queixo como se estivesse segurando-o, sua forma de costume quando está raciocinando. “Seria uma ideia sensata realmente não voltar para o porto, já que o posto da marinha se encontra lá... pensando nessa hipótese terei que arrumar um mapa da ilha, para facilitar o conhecimento sobre o território! Por enquanto irei acompanhar Bell, já que se mostrou um bom aliado! ” Terminaria de pensar ao ver o humano iniciar sua caminhada, imediatamente caminharia ao seu lado não se importando com os outros humanos. Assim que o espadachim encontrasse o local para vender seus objetos, Masimos adentraria também no estabelecimento, cuidaria para não bater a cabeça e observaria o interior do lugar enquanto Bell conversava com o atendente.

Após Bell falar com o homem e o mesmo lhe responder, Titã olharia para o sujeito e perguntaria. – Você tem o mapa dessa ilha? Se tiver, qual é o preço? Terminaria de falar ao aproximar-se do homem lentamente como de costume. Talvez tivesse que ficar com seu tronco inclinado para frente já que sua altura era desprivilegiada.  


Histórico:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alê
Narrador
Narrador
Alê

Créditos : 2
Warn : 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 12/07/2015
Idade : 21
Localização : Farol - Grand Line

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 EmptyTer 21 Jun 2016, 23:21

Preocupado com o prosseguimento de sua estadia em Ilusia, Bell caminhava pela ilha que, por mais que ainda respingasse, já estava voltando as suas ações naquele frio início de noite ou entardecer.

Algumas pessoas limpavam ou observavam o estado de seus pertences mais robustos, que não puderam ser levados para o interior da residência  por seu tamanho, peso ou utilidade.

Era noite, muitas lojas ou tentas continuavam fechadas, o perigo era iminente. Por mais que precisassem de dinheiro, o perigo de um grupo rebelde, anarco-terrorista que havia supostamente chegado de Las Camp assombrava a população, mesmo que em sua maioria não conhecesse o rosto dos sujeitos.

- Ei, sabe onde tem uma joalheria por aqui? – questionou Bell após caminhar alguns metros sob fim de chuva.

A senhora em questão demorou pra responder. A mesma olhava para o rosto de Bell como se o conhecesse de algum lugar, mas não lembrava. Enquanto o espadachim falava, a senhora confirmava tudo com a cabeça, embora não soubesse do que está falando.

- A maioria das lojas e tendas estão fechadas... Mas se quiser, você vai, enrola a direita, após isso entra em um corredor via única e ao lado direito encontra uma loja do tipo... – respondeu a moçoila.

Enquanto isso, após Bell retirar-se, foi a vez de Masimos. O tritão rumou e saiu da tenda. Caminhando pela ilha, o tritão mergulhava em seus pensamentos, o fazendo esquecer alguns segundos da realidade o qual passava enquanto seguira Bell.

Ambos homens buscavam saciar suas vontades, mas o tempo não ajudara. A ronda noturna era feita  na ilha. As passadas dos marinheiros eram ecoadas naquele silêncio. Em questão de minutos, os homens chegariam ali no local.

Após caminharem alguns metros, o a dupla de criminosos se deparou com um local onde aparentava ser a loja de jóias, bolas, com placas de jóias e um nome na entrada ficava fácil de não se enganar, a não ser se fosse um completo distraído.

- Ou, ou calma lá. Eu só vim até aqui fazer uma venda comum, tenho certeza que tenho algo de seu interesse. A propósito, onde posso encontrar uma hospedaria aqui perto?  - falou Bell ao soltar sua sacola de ouro no balcão, assustando o velho vendedor.

Após tal ato, Bell retirou o dinheiro que Másimos havia dado e mostrou ao velhote todo ouro que tinha ali. O homem estranhou de cara, tanto ouro requintado, não comum em lojas daquelas, mas logo voltou ao semblante sério pôs seu óculos e sentou novamente.

- Bem, com isso tudo, você consegue 500.000 B$, julgando é claro que para uma mercadoria roubada, já é muito, ladrões de Las Camp. Antes de tudo, acalmem-se, não tenho nada contra o que fizeram, nem gostava muito daquela ilha, mas pelo que me ofereceram, é isso que posso pagar. Hospedaria... Seguindo em frente e à esquerda, você acha alguns quartos para aluguel... Olhe aqui... - respondeu o homem mostrando um mapa da ilha que tinha guardado abaixo do topo do balcão.

– Você tem o mapa dessa ilha? Se tiver, qual é o preço? – questionou o grande monstro ao senhor.

- Sim, tenho outro modelo, porém é um pouco antigo, mas para vocês, novatos na ilha, não terão muitos problemas... Pegue-o por minha conta! - falou o homem entregando o mapa à Masimos.

A chuva estava vegetando, ou seja, quase morrendo, parando. As pessoas encaravam a dupla de fora da lei, mas não faziam nada, ignoravam e voltavam para suas vidinhas.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


SUPER IMPORTANTE:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 EmptySex 24 Jun 2016, 02:30

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

~ A Morte é apenas o começo! ~

Após adentrar na loja, Bell negociava com o homem os objetos de ouro que por sinal valiam uma boa grana, todavia dinheiro não era problema para o tritão. O velho homem parecia ter reconhecido os piratas, Titã por um momento lhe fintou, não estava com medo, apenas ficou alerta para qualquer ato inesperado. Mas as negociações seguiam tranquila e o homem parecia não se importar com a presença deles, talvez tivesse acostumado com piratas ou ladrões. O homem dizia que o mapa seria por sua conta, talvez a forte presença de Titã e seu ar enigmático pressionasse o vendendo, ou quem sabe o homem fosse apenas simpático, todavia nada disso importava. Após pegar o mapa, Masimos abria-o e observava por cima, apenas para ter uma ideia da localização atual e das proximidades. – Bell! Pode ir na frente, irei dar mais uma olhada nessa loja. A hospedaria fica aqui! Olharia o local no mapa e mostraria para Bell, facilitar sua busca e até mesmo para quando Titã decidisse ir até lá.


Inicio de perícia: Interrogatório


Após a saída do espadachim, o vendedor ficou observando o tritão analisar o mapa. O homem possuía feições de meia idade, sua pança e barba malfeita demonstravam ser desleixado, porém era um excelente comprador, mas isso não era só o que ele fazia. – Ei? Você é um tritão né? Soube o que você fez em Las Camp... não gosto muito da marinha também, eles dizem fazer justiça, mas são um tudo corrupto. Sabe, eu já fui um pirata a muitos anos atrás, porém me aposentei. Se tiver interesse, eu posso te ensinar a interrogar e obter informações quando quiser, para um pirata é fundamental! Masimos até então, não estava dando muita bola para a conversa fiada do sujeito, porém a última frase do homem instigou sua atenção.– Interrogar? Isso deve ser simples! Masimos proferiu ao fintar o homem no balcão. – Sério que tu achas mesmo? Que tal fazermos uma aposta? Vou te dar um prisioneiro e você tenta obter a localização do baú dourado! O homem aproximava-se do tritão demonstrando um leve sorriso. – Uhm... não existe motivo para eu fazer isso! Se não existe motivo, porque faria? Falava enquanto fechava seu mapa e guardava dentro do livro que havia a pouco comprado. – TEHEHEHE! Se tu diz que sabe, me prove! Por isso que eu disse para fazermos uma aposta! Se tu não souberes interrogar eu te ensino, porém terá que matar o homem já que eu não tenho mais forças para isso. Se você souber interrogar, eu pago sua estadia na hospedaria, o que me diz? O homem argumentava e fazia sentido suas palavras! Apesar de Titã compreender a jogado do homem, o tritão instantaneamente raciocinou que o sujeito queria descobrir a localização do tesouro, porém sabia que deixar o prisioneiro vivo era o mesmo que pedir para morrer futuramente, por isso barganhava com Masimos.

Mesmo o tritão sabendo o que realmente o vendedor queria, talvez ele estivesse certo num ponto, ter tal pericia beneficiaria muito os próximos passos do gigante tritão. – Hmm... entendo! Conseguiu minha atenção, continue! O homem fazia um sinal após abrir uma porta que ficava próximo do balcão, fazia um sinal para Masimos lhe seguir. Após alguns segundos andando, titã percebe que entra dentro de um porão, apesar do local estar pouco iluminado, a escada e o aspecto das paredes, afirmava o local. – Veja, ele está dormindo ainda. Esse cara é conhecido como caçador de tesouros, vamos, a aposta está de pé ainda. TEHEHEHE! O vendedor profere ao atirar um tipo de toca que escondia o rosto do homem.

Uma luz no teto iluminava o homem na cadeira que após alguns tapas do vendedor recobrou sua consciência, porém mantendo-se quieto. Masimos observou as roupas do sujeito e de fato parecia um caçador, alguns itens eram chamativos, prováveis lembranças de suas caçadas mais vantajosas. – Então... me diga onde está o baú dourado, e eu evito de lhe causar dor? Falava ao parar na frente do homem e manter-se ereto. O caçador olhava apavorado para a aparência de Titã, porém desviava e continuava calado. – Não, não cara! É você realmente não sabe interrogar, venha cá vou te explicar como funciona. O vendedor profere com uma voz baixa ao chamar Titã para próximo de si. – Existem 3 etapas para interrogar uma pessoa e obter o que você deseja. 1: Você utiliza perguntas simples para deixar bem claro o que você quer, a maioria nega falar nessa parte e então você parte para a 2 etapa que é, tu trabalhar com o psicológico do interrogado, por exemplo: utilizar palavras mais ofensivas, porém em nenhum momento perder o controle da situação, mostre estar calmo e mexa com as emoções do interrogado. Nessa parte alguns falam, porém ainda sim tem aqueles que resistem... daí passamos para a etapa final. Nessa parte todos falam, pois tu continua com as duas etapas, ou seja, tu continuará a perguntar e a pressionar mentalmente e emocionalmente, e então usará o contato físico. Nessa parte final, tu vai usar maneiras que causem dor, porém sempre mantendo a primeira e segunda etapa ativa, pois o interrogado toda vez que sentir dor mental e corporal, aos poucos vai entregando-se ao cansaço e consequentemente acaba falando! O vendedor parecia realmente entender o que fazia e literalmente Masimos não sabia como extrair informações precisas, tal pericia ajudaria em muito futuramente, para conseguir informações no momento que precisasse. – Hmm... entendo! O tritão profere ao aproximar-se do caçador que estava preso na cadeira. Titã puxava outra cadeira que estava encostada em uma das paredes e sentava-se em frente ao interrogado, sua presença corporal deixava bem claro sua raça. “Não parece difícil interrogar, preciso apenas fazer perguntas objetivas, algo claramente fácil para mim. Controlar meu temperamento, isso não parece ser difícil, já que raramente perco o controle, mostrar estar no controle, isso para mim é muito simples e por final utilizar dor física e mental! Interessante. ” Estava pensativo durante alguns segundos enquanto encarava o homem a sua frente, poucos sabem que o silencio é uma arma fatal e Titã usava até isso para obter a informação do homem.

- Me diga onde está o baú? E acabamos com isso! Masimos profere ao quebrar o silencio e perceber o caçador suar frio no local. O homem parecia resistente, continuava a não falar nada, talvez pensasse que se falasse algo, sua morte seria certa, obviamente estava certo, mas o problema não era morrer! O problema era a dor que viria antes de sua morte. Titã então tirou lentamente largou seu livro no chão junto com suas manoplas e aproximou seu tronco para frente, diminuindo a distância entre eles enquanto agarrou suas mãos deixando em baixo do queixo e apoiou seus cotovelos nas pernas. – Diga de uma vez... se não arrancarei a pele de seus braços lentamente! Não se preocupe... não irá lhe matar, mas a dor é inimaginável, acredite! Profere ao encarar ainda mais de perto o sujeito que aos poucos começa a esboçar medo, os olhos avermelhados do tritão realmente penetravam na alma do caçador. Titã já estava na etapa dois, havia avançado muito rápido, o vendedor olhava para o tritão e fazia um sinal, chamando sua atenção, Howker levantou-se e seguiu até o vendedor. – Cara, você está se precipitando, não faça a mesma pergunta várias vezes, tente modificar as palavras, porém deixando o mesmo significado objetivo! O vendedor falou com uma voz baixa, Titã ficou durante alguns segundos pensativos até que voltou a sentar-se em frente ao interrogado. – Se você dizer a localização do Baú, quem sabe evite ser torturado e ainda receba uma parte do valor?! Titã tentou extrair a informação de uma maneira mais versátil, o vendedor fez um sinal de positivo com o dedo, mostrando que Masimos havia seguido seu conselho. O caçador olhava para o tritão apavorado com a enorme estrutura física do homem carpa, porém não falava nada, mostrando não ter interesse na oferta.

Havia começado com perguntas objetivas e agora já era hora de passar para etapa dois! Mexer com o psicológico do caçador, por sorte possuía habilidade de psicologia, talvez isso facilitasse tal parte interrogativa. Masimos por um momento ficou em silencio, apenas encarava o interrogado, tentando ler a mente do homem, tal pressão no ambiente quase fez o sujeito ter um ataque cardíaco, suava frio até que sua voz pode ser ouvida. – Por favor deixe eu ir embora, eu não sei de nada! O homem se pronuncia pela primeira vez, o vendedor caminhava até encostar-se na parede atrás do prisioneiro. O dono da loja fazia um sinal de positivo como se insinuasse que Masimos estava indo conforme ele havia explicado até porque não havia mistério algum, apesar que requer paciência para aprender tal perícia.

A etapa dois basicamente fazia perguntas objetivas mantendo uma pressão emocional, apelando mais para ofensas e ameaças. – Ainda vai continuar negando seu verme? Estou perdendo a paciência! Titã profere ao dar uma porrada na face do humano que por sinal desmaiava com o golpe. – Calma cara... tu tá extrapolando nas etapas, siga elas com calma! Masimos olhou para o vendedor com uma expressão irritante. – Tsc... já estou aborrecido com esse inútil! Ele não fala nada, isso é perda de tempo, como sabe que ele realmente tem informações? Titã profere fintando o dono da loja. O homem pegava um balde de água e aproximava-se da cadeira do interrogado. – É simples! Ele é um caçador, um caçador que se preste conhece quase todos os tesouros perdidos ou achados! Ele sabe de algo, nem que seja alguma informação sobre o paradeiro..., porém ele não fala por achar que vai morrer, então como ele sabe que vai morrer, é mais fácil ele não contar... ta ligado! O vendedor posiciona o balde para jogar no caçador, porém para pôr um momento. – Lembra do que falei? Fique no controle, tu tá perdendo a paciência, eu sei que é um porre fazer isso, mas depois que tu dominar, ficará mais fácil de interrogar, agora respire fundo e continue. Ele jogava o balde com água acordando o interrogado que demonstrava estar apavorado. O tritão fechava seus olhos e respirava fundo assim como fora lhe dito, os batimentos cardíacos aos poucos iam ficando mais lentos junto de sua respiração. – Vamos fazer um acordo! Me conte onde está o baú ou quem sabe dele e eu prometo que não lhe matarei! Terminava de falar tocando o tórax do sujeito, bem no coração, causando uma forte impressão de poder, como se dissesse: eu posso lhe matar facilmente. O caçador parecia pensar, porém a resposta era desagradável. – Já falei, eu não sei de nada... pegaram o cara errado eu juro! Sua face transmitia insegurança e Titã após avaliar a situação havia percebido que o interrogado escondia algo.

Após algum tempo pressionando o interrogado, o vendedor faz um sinal para o tritão avançar para última etapa e obter a informação do sujeito. Masimos então aproveita como o caçador estava amarrado pelas mãos nas guardas da cadeira e os pés na parte de baixo, leva sua mão agarrando no dedo do interrogado e vagarosamente começa a pressionar para cima. – Diga de uma vez seu verme... onde está o baú, se não responder, quebrarei seu dedo! O homem fazia gestos negativos. – Já falei, eu não sei cacete. Ao termino de suas falas Titã pressiona com força e um estalo pode ser ouvido e junto um grunhido do caçador. O tritão havia quebrado o indicado do caçador, porém mesmo assim o homem relutava perante as perguntas objetivas de Howker. “Tsc... esse humano está abusando da sorte! ” Masimos pensou enquanto segurava o dedo médio. – Você possui dez dedos, ou seja, dez oportunidades para contar o que sabe! Um já foi, se chegar até o ultimo e você continuar negando, realmente não terá utilidade e morrera, mas é claro... de uma maneira bem dolorosa! Howker profere fintando o caçador a todo momento e mexendo com o psicológico do sujeito, que por sinal estava borrando de medo. – Onde está o baú? O tritão questiona pressionando para cima o dedo do interrogado. – Cara já falei, por favor pare, não sei onde tá. O prisioneiro suava intensamente, apesar de não estar calor lá dentro. Masimos novamente pressionava o dedo para cima até escutar outro estralo, ou seja, mais um dedo havia sido quebrado e outro grunhido do interrogado se escutava.

O tritão partia para o dedo anular e pressionava lentamente para cima enquanto continuava a encarar o interrogado. – Dois dedos já foram, provavelmente seus tendões foram destroçados, se levar tempo demais para cura-los, perderá o movimento dos dedos... pretende continuar a negar? Titã profere ao pressionar o outro dedo para cima, ele tentava manter a calma, mas era realmente árduo de fazer. O tritão perdia a paciência com seres inferiores. – Por favor, pare... eu já disse várias vezes que eu não sei desse baú. Novamente outro estralo do dedo pode ser ouvido, o tritão dessa vez perdia a calma e pegava dois dedos de uma só vez. – Você está me aborrecendo demais, talvez se eu encurtar o tempo, você fale de uma vez! O vendedor fazia sinal para Masimos respirar, pois estava perdendo a paciência novamente e para administrar um interrogatório precisava manter a postura firme e calma. Howker respirava lentamente, tentando manter sua postura enquanto o caçador parecia já exausto com tanta pressão mental e dor física. – Ta bom cara, ta bom... eu falo! Já acharam o baú dourado, foram outros caçadores. O homem fazia uma pausa tentando respirar. – Quais caçadores? Qual local? O tritão profere ao pressionar um pouco mais os últimos dois dedos da mão esquerda do interrogado. – Calma cara, calma... são de uma gang e eles estão num navio no porto, tem um símbolo de dragão em verde negritado. Titã ao ouvir as falas do homem, pressiona com força e quebra os dois dedos finais e o grunhido do prisioneiro era estrondoso. – Não está mentido para mim? Se estiver... talvez eu deva ser mais bruto?! O caçador balançava a cabeça enquanto deixava lagrimas percorrer suas bochechas, ele esperneava na cadeira mostrando muito dor.

Masimos coloca suas manoplas e pega seu livro enquanto caminha até o vendedor e profere. – Você ouviu! Ele parece não estar mentido! Titã vira seu pescoço e da mais uma encarada no caçador, porém o mesmo parecia tentar mexer os dedos, mas estavam totalmente mole e mexiam sem qualquer destreza. – Uuuhmm... ele parece não estar mentindo mesmo! Nada mal para cara! Você tem talento, tenho pena dos seus adversários. O dono da loja profere ao pegar uma faca e dirigir-se até o calçador e cortar-lhe a garganta. – Como prometido eu te ensinei como interrogar, livre-se do corpo! Porém o tritão já estava subindo as escadas. – Tsc... isso me cansou, mas foi um bom treinamento, aprendi sem qualquer problema, não é a toa que sou o escolhido da morte! Terminava de proferir ao sair da loja.



Fim de Perícia: Interrogatório


O tritão lembraria do local que havia mostrado para o espadachim e seguiria até o local, provavelmente já haviam se passado algumas horas e a noite poderia estar em seu pico. Assim que chegasse na hospedaria, tentaria adentrar no local e avistar algum atendente. – Quero um quarto! Falaria observando todo o lugar, analisando se havia coisas suspeitas ou interessantes.


Histórico:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 


Última edição por Marciano em Ter 05 Jul 2016, 02:57, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Far
Pirata
Pirata
Far

Créditos : 53
Warn : 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2015
Idade : 23
Localização : Your worst nightmare

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 EmptySex 24 Jun 2016, 19:37

back to sleep
A tal velha que Bell havia encontrado no meio do caminho já lhe olhava de uma maneira estranha, talvez percebesse algo errado, e isso era apenas algo a mais para se tomar cuidado, mas no final ela acabava por ser útil, entregando a localização desejada da joalheria. De fato não esperava que deixassem de lhe reconhecer após seus crimes em Las camp, mas realmente não pensava que seria tão cedo, de qualquer modo não possuía certeza de que era realmente isso, poderia ser apenas uma coincidência. Sendo assim, caminhava até o local indicado e lá Masimos e o espadachim encontravam uma bela placa demonstrando a veracidade nas palavras da senhora, e sem mais delongas Bell adentrava o estabelecimento solicitando a venda de seus objetos.

Surpreendia o vendedor com sua chegada repentina, mas logo ele se recompunha abrindo o jogo com relação aos itens de ouro que o aventureiro havia lhe oferecido, concluindo que seus pensamentos sobre reconhecimento estavam corretos. Claro que entregando aqueles objetos era como se mostrasse o roubo que havia realizado, mas era apenas questão de tempo até ter seu rosto estampado pelas ruas, e consequentemente mais incomodo com pessoas desconhecidas. Quem sabe marinheiros, ou até mesmo caçadores? Não importava no momento, estava preparado para o que o destino colocaria no seu caminho, Las Camp havia lhe ensinado bastante, mas agora deveria ter um caráter mais cuidadoso do que jamais foi.

- Nada mal velhote, você negocia bem afinal de contas, aceitarei seus 500 mil berries. Mas... Lembre-se nunca estivemos aqui. - Respondia a proposta do vendedor, dando alguma gargalhadas em seguida, mas procurando manter o sigilo de sua estadia na tal hospedaria.

Conseguia realizar a venda do ouro e ainda receber um dinheiro decente por isso, sua tarefa naquela loja havia acabado e não possuía mais nada para fazer lá, Masimos por outro lado aparentava estar interessado em um mapa. Por sinal recebia o tal mapa como cortesia, Bell não sabia muito bem o porque, mas isso não importava, apenas verificava a localização da hospedaria no mapa onde os mesmos haviam apontado. Devido ao seu conhecimento em geografia, não havia problemas em entender as indicações, muito pelo contrário Bell as decifrava facilmente onde estavam e até onde deveria chegar, algo que em questão de tempo facilitaria muito. Logo o tritão pronunciava algumas palavras, falando que ainda possuía interesses ali e queria observar melhor a loja, o espadachim por sinal não via problema algum nisso, logo concordava colocando os 500 mil berries junto ao restante do dinheiro e erguendo-a sobre seu ombro.

- Tudo bem. Vou indo lá! - Afirmava, virando-se de costas enquanto acenava com a mão em um sinal de despedida.

Bell então seguiria diretamente para o local onde supostamente estava a hospedaria, sempre tomando cuidado com os seus arredores, buscaria observar constantemente o fluxo de pessoas e identificar se alguma delas estivesse lhe seguindo por muito tempo. Caso isso acontecesse, pararia por alguns segundos em um lugar qualquer e esperaria por sua movimentação, aguardando que sumisse de vista para prosseguir. Não estava interessado em um combate por agora, apenas gostaria de descansar sem ser incomodado por visitas inesperadas. Quando de fato chegasse no estabelecimento, entraria pela porta chamando atenção de quem quer que estivesse lá cuidando das hospedagens, direcionar-se-ia até o sujeito e sem medo colocaria a bolsa no chão para um diálogo melhor, tentando evitar suspeitas.

- Por acaso você tem um quarto para que eu possa passar a noite? - Questionava esperando por uma resposta positiva, afinal de contas era o único lugar que conhecia com esses serviços na ilha.

Caso a resposta fosse positiva, pegaria a chave do quarto, e se solicitado já pagaria, porém caso não pedissem deixaria para pagar no fim de sua estádia, seguindo para o local que o atendente indicasse. Entretanto se por algum motivo não fosse possível lhe aceitar, ofereceria o dobro do que geralmente é cobrado para que abrissem uma exceção, claro que não era o que planejava, mas julgando pelo horário não encontraria um lugar mais adequado. De qualquer forma se tudo desse certo, e finalmente chegasse ao seu quarto com privacidade, despiria suas roupas molhadas estendendo em um cabide ou algum canto que fosse propício para isso. Em seguida buscaria por um pano para secar seus cabelos molhados pela chuva, e caso encontrasse utilizaria rapidamente, antes de deitar na cama e cair no sono a espera de um novo dia e uma nova jornada.

Histórico:
 

Thank's [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________


Fala (#B22222 - FireBrick)
Pensamento (#4682B4 - SteelBlue)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 9 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!
Voltar ao Topo 
Página 9 de 10Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Las Camp-
Ir para: