One Piece RPG
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» A primeira conquista
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Emptypor Rangi Hoje à(s) 05:10 am

» Bitch Better Have My Money
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Emptypor Kylo Hoje à(s) 03:54 am

» Pequeno Gigante
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Emptypor Teo Hoje à(s) 12:53 am

» Um novo recruta: o nome dele é Jack!
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Emptypor Teo Hoje à(s) 12:53 am

» Vol 1 - The Soul's Desires
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Emptypor Arthur Infamus Ontem à(s) 11:47 pm

» VIII - The Unforgiven
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Emptypor GM.Alipheese Ontem à(s) 11:41 pm

» Art. 4 - Rejected by the heavens
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 11:28 pm

» [MINI-*Kan Kin*] *Uma vida de merda*
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Emptypor Shideras Ontem à(s) 11:25 pm

» [MINI-Koji] Anjo caído
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Emptypor Makei Ontem à(s) 10:53 pm

» [M.E.P] Koji
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Emptypor Makei Ontem à(s) 10:52 pm

» ZORO
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Emptypor Makei Ontem à(s) 10:52 pm

» The Hero Rises!
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Emptypor Achiles Ontem à(s) 09:03 pm

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Emptypor Furry Ontem à(s) 08:16 pm

» 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 07:46 pm

» Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Emptypor Kiomaro Ontem à(s) 07:08 pm

» Um Destino em Comum
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Emptypor Jean Fraga Ontem à(s) 06:59 pm

» Kit - Jinne
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Emptypor GM.Jinne Ontem à(s) 01:17 pm

» [LB] O Florescer de Utopia III
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Emptypor GM.Midnight Ontem à(s) 01:07 pm

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Emptypor Fran B. Air Ontem à(s) 01:05 pm

» Meu nome é Mike Brigss
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Emptypor Oni Ontem à(s) 10:27 am



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty23/03/16, 11:50 am

Relembrando a primeira mensagem :

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) civis Marciano e Far. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Levy
Civil
Civil


Data de inscrição : 22/10/2015

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty01/04/16, 05:22 pm

~ Narrador ~
3. O caminho das armas....

Este é realmente um dia interessante para a maioria da população do comércio de Las Camp. As pessoas saindo de sua rotina, mudando seus caminhos apenas para acompanhar mais uma briga entre a marinha e algum marginal. Ora, os tempos são difíceis, e cada vez mais piratas e revolucionários estão a se opor ao regime por “direito” estabelecido – o povo não ligava – eles tinham sobre o que falar pelo resto do dia e isso bastava. Mas como a vida não esta ganha, trabalhar ainda era a única opção, razão pela qual apenas aqueles grupos de jovens desocupados permaneceram na rua, entre eles começava a se destacar um certo tipo de pessoas armadas, um deles carregava um enorme garrafão o qual mantinha nas costas seguro por seu braço direito, não daria dez passos sem tomar um gole de seu conteúdo. Os outros eram mais soturnos, pareciam ter um olhar mais prático, e com tiros para o ar um deles fez a todos os expectadores dispersarem-se em segundos. Eram quatro, cada qual tinha vestes bastante singulares, mas havia um sobretudo cobrindo-as o que os deixava menos chamativo, a maioria tatuados até o rosto, andavam de forma despreocupada, arrastada, mas uma certa aura conflitante pairava sobre o grupo.

***

O tritão assumiu a sua posição de vantagem, eram cinco, mas não lhe causaram qualquer problema, a não ser agora, quando agarrados a ele o faziam cambalear. O mesmo afastou as pernas e plantou os pés firmando a postura, queria girar, mas havia cerca de oitenta quilos em cada perna, pois os marinheiros o agarravam, a princípio parecia que não ia dar certo, até que o óleo de sua pele contribuiu para que as mãos deles escorregassem, a natureza lhe foi generosa, ao menos para certos tipos de perigos. O mais forte manteve-se agarrado a roupa de Masimos, que por mais pegajosa que fosse ainda permitia que um soldado com bastante força física se segurasse, o mesmo agarrava pela gola na parte da frente passando o braço por cima de seu ombro. Com a outra mão ele começou a socar uma vez que não era possível manter uma chave como pretendia, os socos na cabeça eram mais efetivos, principalmente aqueles que acertaram a lateral, ainda assim, depois que o tritão conseguiu girar usando do máximo de sua força e aceleração, o homem foi arremessado e Masimos terminaria no chão caindo sentado, uma certa dor de cabeça que o deixaria com uma tontura passageira, nada preocupante. Enquanto deveria se apoiar no chão para se levantar, todos os marinheiros demonstravam sinais visíveis de estafa, nenhum estaria morto ainda, mas talvez houvessem necessidades mais urgentes.

Bell estava tendo um dia típico, passando despercebido, conhecendo a cidade, recolhendo as coisas de seu interesse, e presenciando uma cena de batalha, o momento foi oportuno, entrou na loja e o atendente estava mais preocupado com a agitação lá fora, pediu para ver várias espadas, chegou a mostrar o dinheiro para o homem, então após continuar a observá-las como se fosse de fato as comprar, aproveitou o momento de distração causado pelo giro do tritão e conseguiu esconder uma das espadas dentro de suas roupas, sim o feito foi extremamente grosseiro, o lugar era visivelmente volumoso, mas o atendente estava com toda sua atenção presa lá fora, ao sair da loja sem nada comprar certamente que foi notado por Masimos, já que as pessoas que estavam por ali abririam caminho para a criatura indo na direção da mesma loja. O monstro ali não cabia para entrar, mas Bell o reconhecia, até pela ajuda involuntária, e o aplaudiu ainda sorrindo enquanto daria as costas para a loja e para o monstro que parado logo a frente do lugar exercia uma arte obscura de “falar sem dizer.” Não se preocupe, não receberá dinheiro por isso, mas a Deusa da morte saberá de sua contribuição... com isso lhe será garantido uma vida repleta de prazeres, ore, agradeça e sempre anuncie seu nome, para quando você morrer, possuir uma outra vida excepcional!

Havia certeza nas falas do tritão, mas o atendente da loja não conseguia nada lhe responder, e tremendo, lhe daria o que tivesse, até que um cara saiu de dentro da loja, era um capanga contratado apenas para defender o lugar, aparentemente ele dormia, mas foi acordado pelas palavras do tritão. Ele se colocou na frente da porta apontando uma escopeta, seu olhar baixo, barba por fazer e chapéu. Filho, eu vou abrir o seu peito se você não recuar, estou avisando. O tom sereno demonstrava um temperamento calmo do homem que estava pronto a atirar.

O espadachim teria chegado onde queria, mas havia quatro homens subindo a ladeira depois de mandarem as pequenas multidões embora com tiros para o alto, e um deles se interessou pelo jovem. Ei malandro, qualquer um pode ver essa espada aí na sua roupa, sabe usar essa merda? O boxeador também os percebeu, e eles chegaram rápido, a pergunta agora mudava, quem são esses caras, e o que fariam os dois protagonistas que brevemente se reconheceram....

Citação :
OFF: Masimos, rapaz posta com calma, você pode fazer tudo que desejar se for escalando cada coisa, dizendo como e para aonde iria para encontrar o que precisa, se você reler seu post vai entender o que estou falando. Bell sua escrita é bem tranquila de seguir, acho que posso te dizer pra continuar pelo mesmo caminho, mas imagino que sua personalidade seja mais "forte" do que o que você esta representando até agora. Vlw, fui. ^^


Última edição por Levy em 04/05/16, 10:26 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty02/04/16, 12:10 am

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~ A Morte é apenas o começo! ~

Conseguia enfim derrubar aqueles humanos pegajosos, pareciam carrapatos grudados, além de sua pele escorregadia lhe dar vantagem, sua força de gigante também proporcionava vigor físico para assim concluir seu giro monstruoso. Caminhava em direção a loja de armas e percebia um homem baixo magro e com olhos vermelhos, parecidos com os de Masimos. Tatuagens eram bem aparentes, um humano intrigante. Logo o homem saia do local, não dando muita bola para a criatura a sua frente, talvez estivesse acostumado com tritões ou não ligasse de fato.

Apesar da maioria dos humanos mostrarem ódio por Howker sem ele ter feito qualquer coisa, sua raça não era muito agradável aos humanos. Titã pouco se importava com o que pensavam, pois quem não fosse forte ou corajoso, não teria proposito em dar atenção. Lá estava o gigante tritão diante a loja de armas, o dono tremia perante a presença da criatura marinha, algo obviamente normal, apesar do tatuado não dar a mínima geralmente as pessoas correm de medo do tritão, talvez o humano de olhos vermelhos fosse meio insano ou louco de pedra. Howker estava prestes a pegar o que precisava, porém, um homem aparentemente carregando uma escopeta aparecia na porta e mirava o gigante dizendo que atiraria se Masimos não recuasse, parecia que tiraram o dia para encher o saco do apostolo da deusa da morte. “Hun... parece que não é meu dia de sorte! Ele parece calmo e decidido a atirar se eu me aproximar. “ Titã ficou pensativo após ouvir as falas do homem, porém não se mexeu, ficou estagnado no local olhando fixamente o humano.

Howker levou a mão em seu queixo robusto coberto por covinhas e mostrou-se pensativo até dialogar com o homem. – Me diga... gosta de dinheiro? Lhe darei duas opções... Se Você baixar sua arma, ganhará 50.000 berris agora, o dinheiro que atualmente carrego comigo, tenho certeza que o dono da loja não lhe paga perto desse valor, fora que ainda precisa arriscar sua vida diariamente. Ele aparenta ser rico, isso só mostra o quanto ele não lhe dá valor! Não precisa confiar em mim, poucos tendem a confiar nos tritões, não tenho motivos para lutar com você, mas se optar pela segunda opção... o combate? Apenas antecipara sua morte, mas antes disso terei certeza em tortura-lo de maneiras que você jamais escutou em sua ridícula vida! Então para não haver uma luta desnecessária, eu lhe pago, você vai embora, e esse encontro nunca aconteceu! O que acha? Falaria com sua expressão séria, com certeza seria difícil de aquele humano acreditar nas falas do gigante, mas para afirmar o que proferia, lentamente levaria sua mão até seu bolso e pegaria o dinheiro abrindo a mão e demonstrando para o homem que falava a verdade. Masimos não tinha motivos para lutar com aquele humano, parecia estar em desvantagem, mas nada que sua aceleração e seus conhecimentos de anatomia, não matassem rapidamente aquele sujeito, mas para que usar a brutalidade se poderia usar a inteligência.

Havia lutado contra os marines, pois eles haviam começado, eles haviam intimido o gigante a sair da ilha, tal tolice não poderia ser tolerada. Se o humano optasse por aceitar a oferta, Masimos entregaria o dinheiro para o homem e continuaria com seu objetivo, pegar uma arma que pudesse lhe ser útil e alguns utensílios visados anteriormente. Caso o sujeito negasse ou tentasse enganar ao pegar o dinheiro e ficasse ali apontando aquela arma para o tritão carpa, Howker então não teria opção, teria que mostrar como era o inferno para o humano. Provavelmente o gigante não estaria muito longe do segurança, usaria sua aceleração para tentar busca-lo agilmente, visando agarrar no cano da escopeta e numa tentativa louca puxar o mais rápido e forte possível para desarmar o humano ou caso ele continuasse a segurar, faria um balanço para cima e desceria tentando fazer com que o humano se chocasse com chão. Se o homem tentasse atirar enquanto Howker agarrasse sua arma, o tritão usaria sua aceleração para movimentar-se seu tronco para as laterais e esquivar dos tiros ou pelo menos minimizar os danos. Se tivesse desarmado ou feito o sujeito ser atingido no solo, quebraria seus pulsos inicialmente, usaria um ágil movimento para destroçar seu carpo, um osso que liga o antebraço com a mão. Perderia completamente os movimentos dos dedos, nesse instante, Masimos pisaria na perna do humano, visando acertar a tíbia da panturrilha. Provavelmente pela força e peso de Titã seria fácil quebrar o local. Fazendo assim impossibilitar qualquer tipo de fuga, pelo menos era meio obvio.

Deixaria o homem agonizando de dor, voltaria a quebrar a entrada do estabelecimento, pegar o que queria e voltar até o segurança, agacharia próximo dele e falaria em um tom baixo. – Posso não parecer, mas sou um ser de palavra... deveria ter escolhido a primeira opção! Terminaria de falar ao tentar agarrar o úmero do braço e pressiona-lo lentamente. Howker faria o homem gritar mais e mais até usar a força necessária para quebrar o local agarrado. Após isso levantaria e observaria o homem. – Você me desafiou, e com isso é desafiar a própria deusa da morte... sua alma será um presente a minha amada, diga a ela que Masimos lhe enviou! Terminaria de falar ao deixar os dedos de sua mão direita retos e rígidos, deferiria um golpe extremamente forte direto no coração do homem, caso sua mão penetrasse a carne e sentisse o coração do sujeito, tentaria num ágil movimento arranca-lo. Observaria o órgão ainda fresco, com uma expressão prazerosa.


Histórico:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Far
Pirata
Pirata
Far

Créditos : 53
Warn : 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2015
Idade : 23
Localização : Your worst nightmare

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty03/04/16, 03:21 pm

Starting Life
Bell acabara de conseguir uma espada sem gastar seus preciosos berries, no entanto ao tentar sair do local na busca de piratas e sua recompensa acabara se encontrando com alguns homens encrenqueiros, não ligava muito para aqueles indivíduos seriam perda de tempo e talvez nem possuíssem uma recompensa pelas suas cabeças. De fato o espadachim estava em desvantagem numérica que não poderia ser suprida tão facilmente, até porque os tais homens estavam armados e haviam acabado de atirar, porém levar desaforo embora não era algo que Bell cogitava e certamente o haviam feito no momento em que o diálogo se iniciou, talvez o estranho soubesse dessa característica do jovem ou apenas era outro tolo orgulhoso ao ponto de provocar um confronto sem motivo algum.

- Espada? Ah claro eu tenho uma bem grande aqui no meio das pernas! HAHAHA. Pode pegar nela se quiser, não se acanhe.

Aproveitando-se do sarcasmo, enquanto respondia ao mesmo nível da pergunta feita, Bell falava sem muita preocupação, claro que sabia que poderia se comprometer com esse comentário e dificilmente lhe deixariam ir embora. Pensando melhor não cogitava que o tal homem seria covarde o suficiente para chamar seus comparsas, mesmo sendo rude lhe parecia um tanto quanto orgulhoso e provavelmente não perderia uma chance de se vangloriar, se o pressuposto do espadachim estivesse certo poderia se aproveitar disso para conseguir uma luta mais favorável. De qualquer modo Bell não contava com que as coisas ocorressem exatamente como estava planejando mentalmente, exatamente por isso daria alguns passos para trás para observar a movimentação de seus alvos caso realmente ainda estivessem interessados em um combate.

Ao se afastar o espadachim já esperava que a luta iria se iniciar em breve, portanto já observava seus arredores procurando por qualquer lugar que pudesse se esconder, para o caso de algum dos inimigos sacar armas de fogo. Quando localizasse procuraria aproximar-se o máximo possível antes de iniciar qualquer movimento de combate, quanto estivesse perto o suficiente sacaria a espada colocando-a em posição horizontal abaixo aos olhos e cerca de 30cm distante de seu corpo. Esperaria a movimentação inimiga antes de iniciar seus passos, caso fosse ameaçado a ser atacado com armas se jogaria imediatamente no abrigo procurando anteriormente, no entanto se o homem partisse para cima de Bell manteria sua espada na posição horizontal esperando a aproximação, enquanto isso observava atentamente tentando encontrar o estilo de combate do indivíduo com sua visão aguçada. Para ataques cortantes voltaria a espada de modo vertical, colocando-a a frente para bloquear enquanto jogaria seu corpo para o lado contrário ao ataque diminuindo o impacto o máximo possível, no entanto caso fossem ataques destrutivos continuaria com a espada na posição horizontal empurrando a arma ou os punhos do homem contra ele mesmo com a espada e ao mesmo tempo jogando seu corpo contra o ataque para minimizar danos.

Quando encontrasse uma brecha nos golpes do inimigo, se nenhum dos outros homens demonstrasse atacar, ergueria sua espada com as duas mãos se deslocando em direção ao inimigo para aplicar um golpe cortante na posição horizontal da esquerda para a direita, buscava acertar o tórax buscando levar a espada até a parte central do peito. Logo voltaria a espada na vertical aplicando um outro golpe de baixo para cima visando acertar toda a parte central do corpo, e aplicar o máximo possível de dano, apoiaria também a sola de seu calçado na parte não cortante da espada para caso fosse atacado durante a realização do ataque conseguisse aguentar o impacto do golpe ao invés de ser jogado ao chão, ou no caso de não ser atacado a tempo pelo indivíduo utilizaria seu pé como uma forma de impulsionar ainda mais a espada aplicando mais força do que apenas suas duas mãos poderiam lhe fornecer.

Independente do resultado de sua investida, buscaria retornar e observar novamente o local para recolher as informações, Bell buscaria sempre estar atento com os mínimos detalhes e não pretendia nem um pouco ser morto naquele local, além de honrar sua dignidade. Não fazia ideia do porque estava lutando, mas agora já havia começado e não poderia parar sem algum resultado.

- Ei, Já cansou? HAHA. Espero que ao menos tenha uma recompensa pela sua cabeça, se não apenas estou perdendo tempo com você.

Off:
 

Histórico:
 

Thank's [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________


Fala (#B22222 - FireBrick)
Pensamento (#4682B4 - SteelBlue)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Levy
Civil
Civil
Levy

Créditos : Zero
Warn : 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 4010
Masculino Data de inscrição : 22/10/2015

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty04/04/16, 05:34 pm

~ Narrador ~
4. Bando da Raposa Bêbada....

As autoridades de Ilusia Kingdom ainda amaldiçoam a existência desses piratas, mas o bando da “Raposa Bêbada”, alcunha do líder Kawasaki que sempre carrega um enorme garrafão consigo, já tinha uma certa má fama adquirida devido aos crimes cometidos naquele lugar. De lá eles partiram em fuga depois de terem causado um bom caos e de matarem vários marinheiros.

***

Las Camp sempre atraiu todo tipo de gente, as oportunidades saltam a vista, de um lado um enorme tritão já havia colocado um pequeno grupo de marinheiros abaixo e tinha o cano de uma arma apontado para seu abdômen o separando de “sua” manopla e o que mais pudesse encontrar de útil naquela loja, não há como negar a força da criatura roxa, do outro lado um jovem espadachim se via em meio a uma confusão da qual “não pediu” para estar envolvido, só não havia percebido que suas ações é que o colocaram nessa situação, não demonstrar medo diante do tritão, e aparentemente ter acabado de roubar uma boa espada em meio a toda essa confusão. Duas qualidades apreciadas, coragem e sagacidade. Força, coragem e sagacidade, coisas que qualquer um gostaria de possuir.

***

Masimos avaliava a situação, a mente do tritão raciocinava uma maneira de lidar com o homem a frente da porta de entrada, ofereceu dinheiro, ofereceu uma saída diplomática, ou como bem pensaria, uma oportunidade daquele ser não se machucar no processo. O homem estava imóvel e a conversa do grandão chamou sua atenção, não que estivesse pensando em aceitar a proposta – pois não estava – mas talvez pelo fato curioso de a criatura ter dinheiro para comprar alguma das coisas que pudesse querer, mas em vez de pagar o preço, estava tentando corromper um funcionário de confiança. O homem estava para responder alguma coisa, e no mesmo instante, miolos e sangue foram espalhados pela porta, chegando, respingando por toda a vidraça ao lado enquanto um homem aspirava a fumaça do tiro vindo da escopeta de cano cerrado que segurava com apenas uma das mãos. É mais fácil fazer assim grandão. Hahahaha! O homem ria, logo a frente do tritão, não havia apreço pela vida das pessoas em sua face e o atendente da loja que por um instante se sentiu seguro desmaiava por cima do balcão como uma “flor de okama” sem vida. Masimos tinha muita coisa que assimilar acontecendo diante de seus olhos, mas ouviria quando chegou sorrateiramente o homem que carregava um enorme garrafão. Segura essa, peixão! Um soco foi desferido por sua mão esquerda, e por reflexo Masimos teria bloqueado, sentiu a força do golpe, a mão do homem ainda tremia segurada pela mão do tritão, não era algo normal.

Sim! Sim! Sssssiiiimmm!!! Você é forte monstro! Junte-se a meu bando, e terá tudo que sempre sonhou, pois eu sou Kawasaki e serei o rei dos piratas! Huahauahauhaauhua!

O caminho estava aberto, mas agora havia um cadáver na porta, teria de destruir um pouco a faixada da loja, e se abaixar para caber ali, se o fizesse teria a disposição o único par de manoplas tamanho extra grande, havia um barril que serviria para armazenar água, mas haviam outras coisas que poderia considerar levar do lugar. O cara que matou o guarda já o havia pulado e assaltava o caixa da loja, logo depois foi entrando e procurando por coisas úteis nas diversas prateleiras.

Bell estava bem ao lado de tudo, apenas alguns metros da loja de armas, e certamente teria percebido o que aconteceu a sua volta e na frente daquela loja. Principalmente depois de dar alguns passos atrás e de preparar-se para um ataque iminente sacando a espada, seu inimigo não portava armas de fogo, mas se ainda desejasse poderia se atirar para dentro de uma loja de souvenires tendo apenas de transpassar uma vidraça, havia um sorriso malicioso no rosto do bandido que possuía algumas adagas em volta de sua cintura e não perdia tempo em avançar contra o espadachim depois de ouvir o insulto. O inimigo sacava as adagas no último instante para desferir um ataque cortante direto, procurando a garganta de Bell, ele era ágil movimentando-se de forma estranha abaixando a parte superior de seu corpo até a linha da cintura, isso escondia o movimento até o último instante, mas não passou despercebido pelo olhos afiados do espadachim que bloqueou o ataque movimentado-se para o lado contrário. O gatuno ainda girava em seu próprio eixo buscando um maior impacto de seu segundo ataque agora horizontal no abdômen do jovem espadachim, mas este que pretendia atacar acabou por bloquear com o início do movimento de ataque, defendendo-se com a espada e segurando-a com as duas mãos apoiada com o pé, a força que o movimento lhe proporcionou mandou o braço de seu atacante todo para trás provocando a brecha de que necessitava para golpeá-lo por duas vezes, e se o cara não fosse tão flexível e usasse movimentos circenses, teria acertado, pois o homem se esquivou para trás usando o topo da cabeça contorcendo as costas com habilidade para apoiar o corpo girando duas vezes para trás e terminando o movimento abaixado e com uma cara surpresa. Maldito, você queria me matar!? Você é dos meus. Huhauahuhaaa! O homem se recompunha e guardava as adagas. Junte-se a nós, e você terá Las Camp a seus pés no fim do dia!

Ei, Já cansou? HAHA. Espero que ao menos tenha uma recompensa pela sua cabeça, se não apenas estou perdendo tempo com você.

Duas perguntas sem resposta, Masimos aceitaria levar alguém ao reinado, acho que não, mas há muito no que o tritão certamente poderia estar pensando agora. Bell poderia descobrir se o bando tinha uma recompensa mais tarde, mas pela luta deveria imaginar que sim, eles não eram um bando de idiotas, pois se todos ali forem tão complicados de lidar quanto esse gatuno, bastariam dois se juntarem para que estivesse perdido. A pergunta agora seria como lidariam com esse infame grupo, e o que estariam dispostos a arriscar....

Citação :
OFF: Tá tranquilo, tá favorável, façam como quiserem, sei exatamente como isso vai se desenvolver em quaisquer dos destinos que vocês escolherem, o próximo post será uma transição, francamente eu não quero narrar vocês dois em caminhos separados, não é pra isso que se joga em grupo, mas não se preocupem, saberei administrar as coisas para que ninguém se torne aquilo que não gostaria de ser. Vlw. ^^

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Levy em 04/05/16, 10:27 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty05/04/16, 12:33 am

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~ A Morte é apenas o começo! ~

Muitos dizem que criaturas grandes, fortes e violentas são literalmente burras ou indomáveis. Não que não seja verdade, porém apenas existe exceções, pessoas ou seres que nascem predestinados a serem únicos, pode ser em aparência, habilidade, personalidade ou até mesmo em sua convicção. Mas tal pensamento poderia se contradizer ou evoluir com a presença de Masimos, um ser meio homem e meio peixe, uma aparência extremamente estranha, cuja as poucas pessoas entenderiam a evolução natural de tal raça. Masimos além de sua aparência monstruosa, possui uma personalidade bem única, uma convicção forjada com medo e solidão... medo é algo que basicamente conviveu durante anos de sua infância e adolescência, tempos de guerra geram essa sensação continua. Howker foi salvo pela Deusa da morte, pelo menos é o que sua mente insana pensa, muitos achariam esse ser colossal louco, aterrorizante e violento. Bom, louco a maioria é.… aterrorizante de fato o tritão é por ser incompreendido pela maioria e violento depende muito da situação e seu humor.

A oferta parecia tentar o homem, pois Masimos não queria lutar novamente, ainda mais com uma arma apontada para ele. Aquela proposta não era por medo ou preguiça pelo combate, era apenas uma maneira de corromper a alma do homem até porque, Howker teria que criar alguns seguidores para que pudessem espalhar suas crenças, pudessem multiplicar a fé na deusa. Porém antes que o homem pudesse responder a proposta, seus miolos eram esparramados para todo lado, dava para ver o cérebro do homem, para aqueles que tinham uma boa visão, assim como o tritão. Uma voz era ouvida, um homem com cheiro de bebida alcoólica, parecia carregar o liquido consigo, era um bêbado apenas? Para a surpresa de Masimos o homem profere ao atacar do nada o gigante. Mas a defesa do gigante era sem dúvidas abençoada e logicamente era pela sua amante, a deusa portadora das almas vagantes.

O homem voltava a falar, o reles humano tinha a audácia de atacar o ser roxo, após sentir a habilidade de Masimos, começava a elogiar, logico que Howker entendeu a jogada do homem, queria testar a força do tritão, porém ele havia cometido um grande erro. A testa do tritão se franzia, um olhar de repulsa era intensificado, não por ter sido atacado, mas sim pelo bêbado ter matado o segurança da loja. “Tsc... além de matar o homem que estava prestes a ser convertido para acreditar em minha Deusa, ele tem a ousadia de me atacar?! ” Provavelmente muitos atacariam agora, a raiva é a portadora do poder, é a fonte que fornece o impulso de loucura, porém isso poderia ser burlado se possuísse um certo controle emocional. “Hmm... pensando bem, vou usar esses homens, podem ser úteis afinal de contas! ” Howker ficava pensativo até andar alguns passos para frente, utilizaria alguns socos na parte de cima e com isso destruí-la para poder adentrar no estabelecimento. O dono havia desmaiado, facilitando o processo. Pegaria o par de manopla e colocaria no mesmo instante, pegaria o barril amarando-o em sua cintura, daria uma chacoalhada para ver se teria algum resíduo de água. Pegaria o que mais tivesse e sairia da loja. Seu corpo estaria meio inclinado, voltaria a ficar ereto e olharia para os homens que lá estavam.

O gigante tritão se aproximaria do bêbado e usaria sua inteligência ao invés de seus punhos até porque, seus objetivos poderiam ser facilitados. – Kawasaki certo? Vocês são piratas correto? O que acham de uma aliança para dominarmos essa cidade? Tenho um bom plano, com a ajuda do seu bando poderemos facilitar o processo, o que acha, futuro rei dos piratas? Poderia perceber um sorriso amigável, mas o real motivo dele era que Masimos jamais seria comandando, não havia necessidade de ter habilidades em manipulação para influenciar aquele homem, pois ele de fato era audacioso e não pensava a frente, dizer que vai virar o rei dos piratas é fácil, mas verdadeiras convicções são forçadas pela alma, através de um simples olhar é possível enxergar a determinação de sua crença.

Se o pirata demonstrasse interesse nas palavras de Howker, o tritão voltaria a proferir. – O plano na verdade é bem simples, ouvi dizer que existe uma prefeitura na cidade, sua aparência é rosa, informação conseguida de um humano dessa região. Ao lutar contra alguns marines, percebi que existe um quartel nessa ilha também... claro que deve haver muitos marines no local, seria tolice combate-los de frente apesar de nosso número ser menor a força é bem alta! Primeiro passo seria dominarmos a prefeitura, pois ela é um dos símbolos mais forte no comando, seria fácil dominar lá, pois não deve haver marines ou seguranças fortes, mesmo se tiver algum, vamos estar em vantagem! Ao conquistar a prefeitura, fazemos o prefeito de reféns, nesse momento a marinha irar tentar negociar... usando dinheiro ou barganhar alguma coisa! Então, negociaremos, pediremos para eles saírem da ilha... caso eles não façam o pedido, começaremos a matar alguns reféns, claro que se for o caso teremos que ter cautela, não basta sair matando sem traçar um objetivo. Se tudo for como estamos discutindo, provavelmente a marinha irá pedir que liberemos os reféns, daremos a palavra e liberaremos alguns para eles notarem que existe verdade nas falas, porém mesmo que eles saem da ilha em seus navios, acredito que no quartel iram ficar alguns, para um plano B... Kawasaki aí você e seu bando entra, irão explodir o quartel, acredito que curtiram essa parte?! Mesmo se ficar alguém lá dentro, morrerá pela explosão, mas existe um, porém... se a marinha negar a saída, precisaremos improvisar, poderemos colocar explosivos em algumas casas e comércios e caso eles neguem mesmo com a morte de civis, poderemos causar uma onda de desastres mais intensa, mas o problema é, onde conseguiremos explosivos prontos? O que acha? Não quero que pense que estou lhe dando ordens, quero que pense se você e seu bando seguirem meu plano, poderão tomar as riquezas e tudo mais para vocês mesmo! Howker proferiria em um tom baixo para que apenas eles escutassem, enquanto isso observaria a sua volta mostrando estar atento a possíveis pessoas tentando escutar. – O que eu ganho com isso? Apenas um passe livre para poder andar sem me preocupar em ser atacado! Falaria para intensificar seus objetivos, mas é claro que havia muito mais, porém a parte do plano era colocada na mesa, mas Howker não falaria o que faria após ter exito em sua conquista, é claro que não falaria todas suas intenções até porque, primeiro iria tirar aqueles que comandavam a cidade do trono para assim obtê-lo e denominar como território do tritão, esperaria a resposta do homem para tentar entender o que ele acharia.


Histórico:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Far
Pirata
Pirata
Far

Créditos : 53
Warn : 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2015
Idade : 23
Localização : Your worst nightmare

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty05/04/16, 05:14 pm

Heads or Tails
Bell havia acabado de batalhar brevemente com um dos integrantes do bando pirata, os tais cercavam o espadachim sem motivo algum, deixando-lhe em uma situação um tanto quanto complicada, entretanto preocupação não era um adjetivo aplicável ao jovem. Ao ver que o utilizador de adagas a sua frente estava guardando suas armas, Bell voltaria sua atenção para o que estava acontecendo bem ao seu lado, até porque um homem havia acabado de morrer e um tritão gigante estava conversando com um dos homens do tal bando pirata. Julgando pela força do homem, após o golpe aplicado em um gigante o fazendo sentir pressão de um mero humano, aquele deveria ser o capitão desse bando, provavelmente quem viria a seguir como imediato seria esse outro que lhe atacara há pouco.

De fato era um grupo bem forte, que não poderia ser subestimado, entretanto Bell passaria a ouvir as palavras do tritão perante ao presumido capitão do grupo, no intuito de analisar proposta do gigante antes de tomar uma decisão perante ao homem a sua frente. Embainhando novamente sua katana, dessa vez prenderia a bainha em sua calça para facilitar o movimento de retirada da espada, enquanto se voltaria para o grandalhão esperando concluir sua frase explicando seu plano. Bell não possuía muita intenção de se meter e uma grande confusão, como o gigante estava falando, procurando invadir a prefeitura, porém via em toda essa complexidade uma oportunidade de capturar alguns piratas com recompensa do próprio bando, não pretendia ajuda-los e muito menos ser comandado mas ainda assim poderia descolar algum dinheiro com o roubo da prefeitura de lambuja.

- Ei, ei O que esse tritão está falando faz sentido! Estou cagando para você ou para seu capitão, mas se puder descolar algum dinheiro no caminho posso pensar no assunto.

Apontava para o tritão enquanto referia sua palavra ao utilizador de adagas a sua frente, sem se importar se o homem ficaria irritado ou não com o comentário, Bell já esboçava um sorriso cínico em cada palavra que saia de sua boca. Todo o momento manteria sua mão esquerda segurando a espada, para poder retira-la rapidamente caso necessário, imaginava que não seria atacado devido o interesse dos piratas em recebe-lo na sua tripulação, afinal já havia mostrado sua sua personalidade anteriormente e ainda assim recebeu um convite por parte do indivíduo. O jovem espadachim ainda não possuía certeza de que seguiria caminho com o bando, nem de que queria lutar até o final com aquele homem, nessa incerteza que uma ideia lhe surge a cabeça, por mais infantil que fosse seria algo infalível para sanar sua indecisão.

"Eu não tenho muita opção por aqui, mas vamos deixar que a moeda resolva isso. Nada que uma partida de cara ou coroa não resolva HAHA, se cair cara eu vou com esses caras e tento a sorte com uma recompensa, se cair coroa ... Bom, a porrada vai comer!"

Com esse pensamento Bell colocaria a mão direita em seu bolso arrancado uma moeda, prepararia a mesma entre seus dedos e a lançaria com o dedão apostando seu destino na sorte, provavelmente as pessoas ao seu redor não fariam a mínima ideia do que estava acontecendo, mas ainda assim continuaria com o seu jogo. Caso a moeda caísse com a parte de "cara" voltada para cima em sua mão, daria um suspiro aceitando um destino sem muitas surpresas colocando a moeda novamente no bolso. Soltaria em seguida a mão de sua espada olhando para o tal homem das adagas, já preparado para acompanha-lo junto aos demais em sua jornada durante algum tempo e evitar demais confusões por hora.

- Tudo bem, posso seguir caminho com vocês.

Por outro lado se a moeda caísse com a parte "coroa" voltada para cima ou o homem ficasse zangado pelo comentário anterior a moeda e esboçasse intenção de luta, Bell fortaleceria ainda mais o seu sorriso retirando a espada de sua bainha para continuar a batalha. Partiria imediatamente para cima do seu alvo, ainda veria o bando como inimigo, dessa vez já tendo uma base da movimentação e estilo de combate do oponente. Correria em direção ao homem, com a espada na horizontal perpendicular ao seu corpo, visando levar a espada até a parte da cintura porém já esperando uma reação do alvo, soltaria a mão esquerda da espada utilizando-a para bloquear movimentos das mãos e consequentemente bloqueando-o de utilizar uma de suas adagas, a outra adaga esperava que sua espada fosse o suficiente para bloque-la de levantar e utilizando-se da velocidade atingida empurra-la contra o corpo do inimigo. Esperava que se não acertasse o oponente, ele se utilizaria da mesma esquiva anterior abaixando a parte superior de seu corpo, dessa vez estaria em um posicionamento mais favorável podendo utilizar-se de uma rasteira nos pés do indivíduo tentando deixa-lo jogado ao chão. Caso tudo isso desse certo Bell finalizaria com uma estocada, em seu peito visando o coração, não possuía muito conhecimento anatômico porém o suficiente para saber teoricamente a posição no lado esquerdo do órgão. No entanto caso o homem pulasse ao invés de se abaixar, Bell esperaria em baixo do alvo para lhe aplicar uma estocada ao cair, talvez não fosse tão efetiva quanto o golpe no chão porém ainda assim era um bom plano e esperava executa-lo o melhor possível.

Off:
 

Histórico:
 

Thank's [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________


Fala (#B22222 - FireBrick)
Pensamento (#4682B4 - SteelBlue)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Levy
Civil
Civil
Levy

Créditos : Zero
Warn : 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 4010
Masculino Data de inscrição : 22/10/2015

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty07/04/16, 01:04 pm

~ Narrador ~
5. Cara ou Coroa....

A essa altura os marinheiros derrotados estavam saindo de cena, aproveitando que a ameaça roxa tinha sua atenção voltada para a loja de armas e para seus novos "amigos". Se por um lado poderíamos estar presenciando uma dura batalha onde tritão e espadachim acabariam se aproximando para tentar sobreviver a um bando formado, por outro haviam planos que poderiam ser discutidos antes dos ânimos se exaltarem. E quem pode contradizer o destino que as vezes se resume a escolhermos um dos lados da mesma moeda.

***

Howker tinha mesmo muitas razões para aniquilar um bêbado com ilusões de grandeza, mas além de ser cansativo, demorado e arriscado, acreditava que poderia usar aqueles peões que sua Deusa teria mandado, afinal, ela está olhando por ele não é mesmo? Bem, digamos que sim para concordar com a loucura, ou aceitemos essa crença, seja como for, o tritão resolveu abrir a entrada da loja com socos, pegou uma manopla, um barril de cinco litros vazio criado para outra finalidade, mas que serviria para armazenar a água que desejava, e se quisesse teria levado corda, cigarros e charutos. Não havia kit de primeiros socorros ali.

O aparente líder do bando concordava com a cabeça bem rapidamente, talvez nem tivesse prestado muita atenção, mas quando Howker desatou a falar do plano teria visto o homem babar praticamente dormindo em pé. Talvez achasse que isso era desrespeito, mas o homem que tinha matado o segurança da loja sairia dela colocando panos quentes, finalmente concordando com o plano. Sim, grandão! Você parece bom nessas coisas de planejar, gostei do seu plano. Ele se aproximava com um sorriso no rosto e abraçava seu capitão acordando-o. Vamos Kawa, nós temos uma cidade para conquistar! Hahaha! E vamos pelo topo, yohohohoho! Para prefeitura meu rei.

Bell fazia um juízo bem apurado da situação, não sentia a pressão de antes, e pôde observar todo o desenrolar da conversa entre o capitão e seu mais novo aliado, o poderoso tritão roxo, concluindo que seu adversário seria o imediato. E parece mesmo que o espadachim tem uma certa queda para o dinheiro fácil de um furto, ou quem sabe até de um roubo. Ainda que não tivesse intenção de ajudar piratas, pensava que poderia conseguir uma boa grana com a invasão da prefeitura, ou pegando esses caras num momento mais oportuno, quem sabe no mano a mano.

Ei, ei. O que esse tritão está falando faz sentido! Estou cagando para você ou para seu capitão, mas se puder descolar algum dinheiro no caminho posso pensar no assunto.

Howker podia ouvir bem as palavras do espadachim tatuado, possivelmente poderia estar pensando que já tinha um fã, pois dele recebeu aplausos logo antes, e agora estava sendo reconhecido por seus planos, mas nesse momento o jovem Bell desejava por fazer uma escolha baseada na sorte, e arrancava do bolso uma moeda comum. (1) Cara, com um suspiro, estaria seguindo com o bando para a prefeitura, possivelmente procurando não se misturar muito. (2) Coroa, com um sorriso, estaria avançando na direção do cara das adagas sacando a espada de forma graciosa e posicionando-a na horizontal perpendicular preparando um bloqueio para uma das adagas com a mão livre e um ataque na altura da cintura do homem. E se o fizesse seria uma troca, ambos sairiam feridos, já com a rasteira não teria sucesso, pois não possui conhecimentos abundantes sobre outras artes marciais, e pareceria lento aos olhos de um acrobata ligeiro, razão pela qual seria acertado por mais uma estocada da adaga de seu adversário sem que pudesse finalizá-lo como gostaria.

Mas a moeda é quem decidirá....
Quantidade aleatória (1,2) :
1

E se não houver luta, seria uma visão encantadora ter seis "monstros" atravessando o gramado da prefeitura, enquanto o bêbado tomava um gole de seu enorme garrafão, um generoso que o faria parar de tremer a mão esquerda. Yohohoho! Chegamos, vamos ao massacre! E naquele lugar, também conhecido como "Casa Rosada", um de maior destaque e importância da cidade. Possuía espaços amplos, abertos, havia uma enorme fonte na entrada, haviam bandeiras, haviam pilares, havia austeridade naquele lugar como em nenhum outro que todos ali já visitaram.

Citação :
OFF: Vamos ver, se eu não digitei o código errado da moeda kkkkk, se sim de noite eu revejo, Howker você só se enganou numa coisa, quem matou o segurança foi um dos capangas, o que porta uma escopeta, não o líder que tentou te acertar. Bell vejamos para onde te leva sua sorte. Lembrando é claro que você pode ignorar o resultado e fazer o que quiser. Vlw senhores! ^^

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Levy em 04/05/16, 10:28 pm, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty07/04/16, 06:21 pm

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
~ A Morte é apenas o começo! ~

O tritão arrumava suas manoplas por não estar acostumado a usa-las, mexia em seu pequeno barril, estaria supostamente amarrado em sua cintura e havia algumas outras coisas que tinha pegado, como uma corda ainda enrolada, amararia do outro lado de sua cintura e alguns charutos dentro de seu bolso, provavelmente poderia degusta-los quanto tivesse dominado aquela cidade completamente.

Tudo estava indo de acordo com os planos de Howker, o homem bêbado mal tinha respondido, parecia estar quase dormindo e naquele momento Howker apenas olhou friamente a aparência daquele humano e palavras radiantes em pura determinação passaram-se em sua mente. “Sorte sua que será útil a mim, porque se não estaria diante aos pés implorando por misericórdia, você será um bom presente para minha amada, você jamais será o rei dos piratas, pois para isso você precisaria ser o mais forte do mundo e para isso se concretizar... teria que me matar, pois eu vou me tornar o mais poderoso dos mares! ” Um homem começava a concordar com o tritão, elogios ainda foram ditos, nesse momento aquela expressão horripilante e impiedosa que Masimos estaria demonstrando pela falta de respeito do bêbado, virava um sorriso soberbo, mostrando ter gostado das falas do homem, mesmo que tivesse matado o segurança sem motivo algum.

Nesse meio tempo o espadachim de olhos avermelhados quase iguais a de Howker, profere concordando com as falas também do tritão, chamou a atenção de Masimos, pois sua aparência diferenciada para humanos e seus olhos que pareciam não temer a morte, haviam cativado o gigante, mesmo que apenas momentaneamente. – Ah proposito, me chamo Masimos Howker... você possui olhos afiados garoto, parece não temer a morte, como se chama? Kyahahahahaha! O gigante carpa falaria ao impactar suas pupilas no humano tatuado, deixando uma risada maléfica sair e ao mesmo tempo mostrar um sorriso bem macabro. Muitos diriam não temer a morte, mas palavras sem ter o conhecimento de tal sensação, são simplesmente fajutas. O fato é que, apenas aqueles que tiveram diante a morte, poderiam afirmar realmente não temer ela, pois muitos afirmam não ter medo de morrer, mas a pergunta é, já esteve em uma situação de morte? Realmente pessoas falam como se fosse algo simplório ou impossível, mas literalmente estar diante a morte é refletir sobre suas ações, como muitos já disseram ter a vida passada durante seus olhos por estarem prestes a morrer, esses seres que conseguiram sobreviver mesmo que por sorte ou benção da Deusa da Morte, simplesmente são criaturas especiais, seres que nasceram com um dom oculto, Masimos era um deles e por não temer a morte e ainda cortejá-la e almeja-la, literalmente não possuí qualquer medo, pelo simples fato de achar que irá ser o mais poderoso dos mares e nesse momento poder reivindicar o próprio trono dos deuses e alcançar sua amada, mas até lá, ele possui um longo caminho e disso ele sabia muito bem.

Após ouvir as falas do humano, Masimos olharia em volta e observaria o estado que estaria as pessoas caso algum estivesse pela região, voltaria a olhar o bêbado e falaria. – Então pirata Kawasaki... pode ir na frente, eu cuido da retaguarda... ah proposito como se chama? Inicialmente suas falas seriam direcionadas para o capitão, mas ao terminar faria uma pergunta para o homem que havia matado o segurança e elogiado Howker pelo seu plano.


Histórico:
 

OFF:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Far
Pirata
Pirata
Far

Créditos : 53
Warn : 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2015
Idade : 23
Localização : Your worst nightmare

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty08/04/16, 09:35 pm

I see what's mine and take it
O destino enfim havia tomado sua decisão, a moeda havia caído com a parte de cara voltada para cima, eliminando o espirito de luta em que Bell se encontrava no momento, portanto o espadachim manteve por mais algum tempo sua espada embainhada guardando a luta para outro momento mais oportuno. No entanto a ideia de invadir a prefeitura, mesmo que lhe favorecesse com riquezas, não era algo que lhe beneficiaria muito, pensando futuramente, pois o jovem já era procurado por seus conterrâneos na Grand Line após alguns de seus atos, e ser caçado também por marinheiros era a última das coisas que Bell iria querer no momento.

" Bom, se eu for seguir esses caras, vou precisar de uma máscara ou também vou passar a ser procurado. Não, eu não quero lidar com marinheiros sendo um inconveniente na minha jornada, ao menos não por agora."

Com isso em mente, aproveitar-se-ia da loja já invadida a sua frente para buscar pela tal máscara requisitada, parecia ser mais fácil do que procurar em outro lugar e talvez até precisar se separar do grupo para isso. Poderia não ser o melhor lugar para se procurar algo do gênero, mas esperava encontrar algo para pelo menos usar no momento, precisaria de algo apenas para esconder sua identidade e não passar a ser um alvo da marinha. Logo, começaria a buscar com os olhos no chão da já destruída loja, observaria também nas estantes e prateleiras do local, assim como todas as gavetas para ter certeza de que acharia o melhor item possível antes de deixar o local, se possível buscaria por uma máscara de sorriso pois se encaixava melhor em sua personalidade, mas encontrando outra qualquer pegaria do mesmo jeito.

De qualquer forma, encontrando a máscara ou não, buscaria brevemente por uma touca ou capuz próximo para esconder também seus cabelos, não que fosse algo completamente necessário ou urgente, mas de fato lhe ajudaria a manter a discrição. Caso não encontrasse a máscara ou a touca/capuz arrancaria a camisa do atendente da loja, utilizando-a para tapar as parte amostrar seja elas qual fossem após a busca pelos itens, colocando-a apenas presa dos cabelos caso achasse a máscara, colocando-a enrolada ao rosto caso achasse apenas a touca ou colocando-a como um todo na face apenas deixando os olhos de fora para cobrir tudo.

Tendo em mãos o necessário para seguir em frente, se atentaria as palavras do tritão enquanto colocava o que havia adquirido em seu rosto. O gigante parecia estar interessado em Bell, não por completo, mas suas ações provavelmente haviam gerado ao menos uma curiosidade no tal homem. Bell também havia se identificado com o grandalhão, talvez não tanto quanto ele, mas sua luta contra o grupo de marinheiros foi, de fato, honorável assumindo todos os méritos da vitória, assim como seu plano que também não era nada mal, por esses motivos o jovem acabara recebendo uma liberdade maior de conversar com o indivíduo do que com outros estranhos.

- Não temer a morte? Hmm... talvez, prefiro que a morte venha aos outros do que a mim. Meu nome é Bell, ainda não me falou nada sobre o seu, mas tanto faz parece que estamos indo direto para a prefeitura.

Independente da resposta do tritão, arrancaria de seu bolso seus preciosos cigarros e seu isqueiro acendendo um deles após posiciona-lo em sua boca, tragando a fumaça com uma vontade sem igual, em seguida seguiria com os piratas para a prefeitura continuando a aproveitar seu cigarro no caminho, agora com todas as preparações feitas não tinha mais o que temer, seus aliados eram de fato poderosos, mesmo que não lhe agradasse o fato de permanecer com eles por um período indeterminado de tempo, estava mais confiante em ter sucesso com o plano estabelecido. Dependendo de como acontecesse o desenrolar do plano, Bell poderia não chegar até o fim dele e acabar levando um dos piratas para receber sua recompensa, essa era a ideia principal na cabeça do espadachim, no entanto caso fosse favorável estava disposto a mudar de ideia e receber mais dinheiro do que simplesmente entregar um fora da lei ao QG da marinha.

Histórico:
 

Thank's [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


____________________________________________________


Fala (#B22222 - FireBrick)
Pensamento (#4682B4 - SteelBlue)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Levy
Civil
Civil
Levy

Créditos : Zero
Warn : 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 4010
Masculino Data de inscrição : 22/10/2015

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty09/04/16, 08:38 pm

~ Narrador ~
6. A invasão...

Masimos tomava posse do que precisava e por pouco não colocou sua raiva na frente da razão atacando o capitão soneca, reação natural também seria, mas se concentrou no plano e podemos dizer que havia respeitado o espadachim Bell mais do que aos outros por razões óbvias, algo que certamente era mútuo, por mais estranho que pudesse parecer. Se alguém estivesse prestando atenção notariam que um dos piratas permanecia calado o tempo todo, e nada fez além de seguir, se portava alguma arma estava dentro do sobretudo e imperceptível.

Ah proposito, me chamo Masimos Howker... você possui olhos afiados garoto, parece não temer a morte, como se chama? Kyahahahahaha!

Bell respondia logo depois de sair da loja de armas com a camisa que furtou do atendente amarrada na cabeça de forma a deixar apenas os olhos a mostra, era mais do que suficiente para sua ideia de não ser identificado enquanto estivesse andando com esses piratas. Um bom plano se misturar a eles até saber se valiam a pena e conseguir levantar um capital. O único que lhe interessava realmente era Masimos, sua força já havia sido provada mais cedo diante dos marinheiros.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Não temer a morte? Hmm... talvez, prefiro que a morte venha aos outros do que a mim. Meu nome é Bell, ainda não me falou nada sobre o seu, mas tanto faz parece que estamos indo direto para a prefeitura.

E de fato chegariam lá, a menos que alguém tivesse uma ideia melhor, afinal quem rezou essa missa foi o tritão, os outros apenas concordaram, porque afinal, ninguém tinha nada tão elaborado, aquilo que chamasse mais atenção ou brilhasse mais acabaria ditando o ritmo desses quatro. O mais idiota era o capitão, certamente mais capitão que idiota, quero dizer, mais idiota do que capitão - todos sabiam certo - mas escondia alguma coisa, seus olhos, quem olhasse em seus olhos certamente entenderiam o que estou dizendo.

E o sol que já estava no alto do céu e iluminava toda a Casa Rosada, na parte central da ilha, a prefeitura parecia ser um prédio antigo, colunas e teto alto, que por incrível que pareça ainda sobrava espaço para o tritão de quatro metros esticar os braços sem tocá-lo. Kawasaki foi o primeiro a entrar correndo como se fosse uma criança, no hall de entrada havia um tapete vermelho daqueles que te contam uma história, ninguém ligaria pra isso provavelmente, mas estava lá para quem desejasse olhar. Logo depois estavam balcões de metal separando as pessoas dos funcionários, eram duas salas do mesmo tamanho sem porta de separação, lugar amplo, dois corredores, um a direita e outro a esquerda levariam às outras salas destinas ao serviço interno - gabinetes, anfiteatro, plenário, banheiros, almoxarifado, arquivo geral - tudo no primeiro andar. E ainda havia um segundo andar a explorar, e quem sabe o que mais num prédio antigo como esse.

É claro que ninguém sabia o que estava a sua frente, cada passo sempre é algo novo, e a primeira reviravolta no destino foi de um cara que estava logo depois das colunas da entrada, que depois de um soco de Kawasaki acabou desacordado e foi lançado como se fosse um saco de batatas atirado para fora do caminhão, caindo aos pés de Masimos. Era um cara formal, no velho estilo segurança de ser, vestia calça e camisa, dispensando o paletó e a gravata. Os outros integrantes do bando foram entrando e seguindo por um dos corredores, enquanto Kawasaki espancava mais dois já dentro da sala de recepção, o jeito de lutar irregular era cômico, mas imprevisível, os funcionários do lugar ou choravam ou se atiravam ao chão, o que nos leva agora a pergunta fundamental. O que farão primeiro Masimos e Bell?

Yohohohohohohoho! É um bom dia para quebrar crânios!

Citação :
OFF: nada ^^

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Levy em 04/05/16, 10:28 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty11/04/16, 01:10 am

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

~ A Morte é apenas o começo! ~

O sol iluminava aquele belo dia, apesar de não ser tão belo para alguns, pois Las Camp estava com seus dias contados ou melhor horas contadas. Masimos andava com os piratas formando uma poderosa aliança, apesar do poder ser quase todo dele ou ele achar isso, mas enfim... o importante era que, o tritão achava que sua Deusa havia ouvido suas preces. “Logo, logo dominarei essa ilha! Colocarei meu símbolo nessa cidade em homenagem a minha amada. ” Enquanto pensava e caminhava até a prefeitura, seus passos mesmo sendo lentos eram largos, um fator vantajoso de sua enorme estrutura. Howker caminhava como um rei, como um conquistador ou imperador, o fato era que, sua pose ereta, firme e destemida causava uma impressão de superioridade, por achar que era abençoado pela morte, sim! Por achar que era um ser único, também! Mas o maior fator era sua autoconfiança, sua personalidade intelectual e ambiciosa. Não é todo dia que você acha um ser gigante preparado para virar o mais poderoso dos mares.

Era avistado a prefeitura, pois sua grande estrutura de cor a rosada era impossível de se confundir. O pirata Kawasaki já saia correndo visando sentar o cacete em alguns no estabelecimento, não que estivesse errado, mas teria que esperar um pouco. “Hmph... esse idiota não pensa? Apesar de ser útil, é um completo burro! Hmm, de qualquer maneira, precisamos tomar posse desse lugar, claro que a força bruta é essencial. ” O tritão gigante ficou pensativo ao olhar para o humano nocauteado aos seus pés. Masimos pegou pela parte da panturrilha do humano e foi arrastando-o como um saco de lixo até entrar dentro da prefeitura e começar a falar imediatamente. – QUIETOS HUMANOS! Estamos tomando o controle da prefeitura, se eu perceber alguém se mexendo isso ocorrera! Ao termino de suas falas, Masimos levanta o homem pela perna e com sua outra mão, agora usando as suas belas manoplas, apertaria o joelho do homem com a intenção de quebra-los, fazendo um possível barulho e deixando um ar aterrorizante no local. – Agora se entenderam... acenem com a cabeça... aglomerem-se num único lugar para que eu possa avistar a todos! Ainda estaria segurando o homem pela perna, era bem provável que a aparência do tritão deixasse suas falas mais intensificadas.

Enquanto possivelmente os humanos se juntassem, Titã tentaria avistar o homem espadachim e chama-lo se estivessem longe, se estivesse perto falaria em um tom mais baixo. – Bell estamos numa parceria, se você me ajudar, eu te ajudarei, assim todos ganhão... se puder vasculhe toda a prefeitura, ficarei aqui cuidando dos reféns e a entrada! Se achar alguém, faça o que quiser! Falaria fintando o espadachim destemido, não tentando dar ordens, mas como o plano era do gigante, claro que ele colocaria as cartas na mesa até porquê, seria complicado o tritão tentar vasculhar a prefeitura com seu tamanho avantajado.  Após a saída de Bell, Howker tentaria avistar o pirata da escopeta e ao encontrar proferiria. – Bell irá fazer uma varredura nas outras partes... eu cuidarei dos reféns e da entrada, precisamos de explosivos pelo menos uns cinco? Acha que é possível conseguir? Falei com Bell e ele vasculhará o restante da prefeitura, preciso que fale com seu capitão e peça para ele dar uma ajuda, se haver mais alguém escondido ou tentando fugir, ele pode fazer o que quiser, já temos muitos reféns aqui! Enquanto Masimos dialogava com o sujeito, tentaria analisar o outro pirata que até agora nada tinha dito, poderia ele ser um especialista, quem sabe?! Todavia Howker estava atento a todas as possibilidades. Se em qualquer momento enquanto conversava, alguém tentasse fugir, Masimos usaria sua aceleração para alcançar o fugitivo e utilizaria um soco na parte da nuca e apaga-lo.

Na hipótese te todos os funcionários estiverem juntos, Masimos acertaria na têmpora do homem que estaria segurando pela perna com a intenção de nocauteá-lo, olharia para ter certeza e largaria caso tivesse êxito. Logo após largar o homem, o tritão pegaria sua corda e enrolaria todos os reféns fazendo um círculo único, mesmo que tivesse espremendo, não importava, queria apenas ter certeza da possiblidade de não haver movimentos. – O ser de maior autoridade desse lugar, quem é? O chamado prefeito atual, vamos respondam? Titã proferiria após enrolar todos num único círculo. Tentaria pressionar os indivíduos para saber quem afinal era o prefeito, sua visão e audição sempre alertas, se ninguém falasse, tentaria observar comportamentos, expressões e olhares demonstrando grande pavor, não que levasse a algo verídico, porém todo e qualquer detalhes faz a diferença.


Histórico:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: 1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!   1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu! - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
1º Capitulo: É melhor Reinar no inferno do que servir no Céu!
Voltar ao Topo 
Página 2 de 10Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Las Camp-
Ir para: