One Piece RPG
O azul do infinito - Página 8 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Os 12 Escolhidos, O Filme
O azul do infinito - Página 8 Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 4:24

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
O azul do infinito - Página 8 Emptypor Wesker Hoje à(s) 2:53

» Jade Blair
O azul do infinito - Página 8 Emptypor Kylo Hoje à(s) 2:42

» Seasons: Road to New World
O azul do infinito - Página 8 Emptypor Ravenborn Hoje à(s) 1:26

» The Victory Promise
O azul do infinito - Página 8 Emptypor Akise Ontem à(s) 23:33

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
O azul do infinito - Página 8 Emptypor Fukai Ontem à(s) 23:27

» Kit Phil Magestic
O azul do infinito - Página 8 Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 21:25

» 10º Capítulo - Parabellum!
O azul do infinito - Página 8 Emptypor Marciano Ontem à(s) 21:12

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
O azul do infinito - Página 8 Emptypor Achiles Ontem à(s) 20:59

» II - Growing Bonds
O azul do infinito - Página 8 Emptypor War Ontem à(s) 20:36

» Xeque - Mate - Parte 1
O azul do infinito - Página 8 Emptypor Ceji Ontem à(s) 20:20

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
O azul do infinito - Página 8 Emptypor Fran B. Air Ontem à(s) 18:58

» Livro Um - Atitudes que dão poder
O azul do infinito - Página 8 Emptypor Quazer Satiel Ontem à(s) 17:28

» Galeria Infernal do Baskerville
O azul do infinito - Página 8 Emptypor Blum Ontem à(s) 17:16

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
O azul do infinito - Página 8 Emptypor Blum Ontem à(s) 16:48

» Hey Ya!
O azul do infinito - Página 8 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 16:25

» Blackjack Baskerville
O azul do infinito - Página 8 Emptypor Baskerville Ontem à(s) 16:21

» Cap. 2 - The Enemy Within
O azul do infinito - Página 8 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 15:07

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
O azul do infinito - Página 8 Emptypor Skÿller Ontem à(s) 15:07

» Mini-Aventura
O azul do infinito - Página 8 Emptypor Akaza Ontem à(s) 15:03



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 O azul do infinito

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : O azul do infinito - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

O azul do infinito - Página 8 Empty
MensagemAssunto: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 8 EmptySeg 21 Mar - 12:10

Relembrando a primeira mensagem :

O azul do infinito.

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Marinheiro Kyo. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Kyo
Capitão
Capitão


Data de inscrição : 28/03/2013

O azul do infinito - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 8 EmptyQua 1 Jun - 20:15


Correndo rumo ao alvo

Mya refletia sobre as informações que obtinha, ela começava a dialogar com o jovem garoto enquanto o mesmo a deixava intrigada com o que de fato poderia ter acontecido em seguida dizendo que poderia até fazer sentido no que havia sido dito.

De repente surge a ideia de irem até o esconderijo deles e tirar a limpo quem os havia contratado, após isto dá para perceber em sua face que esta possivelmente era a ideia definitiva.

Ela então manda que a mulher Hakao espere um pouco e em seguida a pergunta de onde seriam aqueles homens ou se ela sabia de alguém que teria a informação, neste momento seu semblante era sério, já a outra mulher que já parecia ser de idade olha para seu esposo e em seguida começa a falar.

Ela diz que já havia visto aquele símbolo e que ficava em um bar próximo da estação zepppelin, e por fim volta a andar junto a um homem que provavelmente era seu esposo, enquanto isto o garoto pensaria, “To vendo que essa missão mudou de rumo... ah que chatice”.

A jovem garota marine volta até o jovem garoto e se mostra pensativa e em seguida fala que segundo a testemunha, era um bar próximo da estação, em seguida diz que ainda era de manhã e que talvez pudessem pegar algum bêbado que soubesse de algo, em seguida diz que talvez pudessem ser caçadores pois ao seu entender faria sentido já que eles estavam em um bar, mas que era incomum fazerem algo desse tipo, por fim ela dizia para irem e resolverem isso de uma vez fazendo no fim um gesto com seus punhos enquanto acertava sua palma.

Em seguida ela chamou dois soldados dizendo para que a seguissem pois iriam atrás dos responsáveis, os homens por sua vez batiam continência e por fim todos iam rumo ao tal lugar, passado mais ou menos uma hora por fim chegavam no lugar, “Até que enfim chegamos nessa merda de lugar” pensaria o garoto, a entrada daquele lugar não era das melhores.

Ao terminar de descer as escadas e passar por um tipo de cortina escura, dava para notar um ambiente que parecia antigo, mesas que pareciam ser iguais a lemes de um navio, cadeiras surradas sendo a maioria quebrada e alguns bêbados, “É... o lugar parece ruim, mas poderia ser bem pior” pensaria o garoto Kyo.

Eis que a garota Mya grita dizendo que era a marinha e para não se mexerem, assim que pronuncia suas falas em voz alta, de inicio nada acontece, já que todos estavam chapados, “Hah, fico até imaginando esses caras tentando correr” pensaria por um momento.

Então um dos que estavam ali agilmente se levanta e começa a correr até sair pela saída dos fundos, em seguida é ouvido a garota dizer para que Kyo fosse atrás dele, nesse momento é o que o garoto faz o seguindo pela posta dos fundos.

Na saída observa o sujeito suspeito correr por um beco, a jaqueta do homem possuía um símbolo, porém ainda parecia ser indecifrável, eis que no meio da perseguição foi possível confirmar que era uma caveira pegando fogo, cada vez mais era possível se aproximar daquele que agora tinha se tornado o alvo do garoto até que chegaram perto de um muro bem alto.

O suspeito então acabou parando por causa disso e em seguida falou que não tinha nada a ver com isso, o garoto por sua vez pensaria, “Idiota, se não tem nada a ver com isso porque diabos correu? Não adianta dizer isso agora”, dava para perceber naquele homem já de perto que ele tinha pele bem escura, cabelo negro com uma parte loira e que não carregava nenhuma arma junto a ele.

Sabendo que não havia fuga o suspeito começava a ficar pressionado pela presença do garoto, no entanto em desespero acaba por empurrar um carrinho de lixo para cima do garoto e saltar pelo muro utilizando umas caixas para subir por completo o muro mesmo com algumas dificuldades, o carrinho de lixo por sua vez não foi dificuldade para o garoto.

“Um muro... isso não vai me impedir de ir até você” diria o garoto ao mesmo tempo que correria na direção do mesmo, utilizaria de sua aceleração para ganhar o máximo possível de velocidade junto a sua perícia em acrobacia para subir em alta velocidade aquele muro, em seguida na queda para o outro lado balancearia seu corpo e evitaria de cair de frente e sim cair em pé do outro lado com uma aterrissagem acrobática.

Em seguida utilizaria sua perícia em corrida em conjunto a sua aceleração para se aproximar definitivamente do alvo, mas não para uma abordagem suave, o garoto naquele momento já não tinha paciência para isto, então partiria para o ataque, caso chegasse a uma distância considerável do alvo utilizaria de um solavanco no corpo do mesmo, caso não fosse suficiente daria uma rasteira visando o desequilibrar.

“Você não... vai... escapar” pensaria o garoto enquanto partiria para cima do alvo, caso ele tentasse acertar o garoto, utilizaria de acrobacias misturadas com movimentos de boxe defensivos para desviar e caso fosse visto uma oportunidade de revidar no meio tempo utilizaria de golpes de boxe como Upper visando seu queixo de baixo para cima com a mão esquerda até Ganchos de direita para a esquerda almejando acertar seu a área de seu ouvido sempre utilizando no fim de suas acrobacias misturadas com movimentos de boxe para esquivas para direita, esquerda e para trás caso fosse necessário.

Caso ele resolvesse voltar a correr pensando escapar do garoto, voltaria a correr em sua direção em velocidade máximo e faria a mesma coisa feita acima de utilizar de solavancos e rasteira para não o deixar escapar.

Caso houvesse com ele alguma arma cortante, se manteria focado em o desarmar, ainda sim utilizaria de desvios para a esquerda, direita, e traz e em um momento em que o alvo parecesse vulnerável, iria com tudo para cima do mesmo e com todas as suas forças tentaria o desarmar.

Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : O azul do infinito - Página 8 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

O azul do infinito - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 8 EmptyQui 2 Jun - 1:39

~~ Narração ~~


Após esquivar-se do carrinho de lixo, Kyo observa o suspeito fugir para o outro lado do paredão e o jovem sargento totalmente despreocupado, pensava sobre o quão simplório seria aquele muro, pois suas habilidades permitiam correr pela superfície lateral e saltar por cima, como se fosse um ator de Hollywood.

O marine após cair com suas pernas flexionadas ao solo, percebe que o sujeito está alguns metros, ele parecia levemente mancar, explicava o grunhido do fugitivo, deveria ter caído de mal jeito. O homem demonstra um leve sorriso, algo como se estivesse pensando em sua fuga ter êxito. Porém ele ouve o barulho da queda de Kyo e num rápido movimento de cabeça seus olhos ficam arregalados, pois não acreditava que o marine havia conseguido lhe seguir. – Filho da p... Ele desespera-se e olha para as laterais do beco, pega um cano feito de metal e empunha como se fosse uma espada. – N-Não se aproxima! Eu to falando cara, se você vier eu vou ter que sentar esse cano na sua cabeça! Eu não quero mais problemas. Palavras tolas vinha do homem, pois além de fugir, atacar o marine e ainda ameaçá-lo, com certeza estava com graves problemas.

Algumas poças haviam sobre o solo feito de pequenos tijolos quadriculados. Alguns carrinhos de lixo haviam pelas laterais quase que encostando nas paredes, as casas e prédios que formavam o beco, provavelmente eram abandonados, haviam algumas entradas cujas portas estavam fechadas, porém apenas uma delas estava aberta. O suspeito tenta correr não dando oportunidade de Kyo falar, pelo menos agora! Ao entrar na construção a direita do fugitivo, Kyo poderia notar que o prédio estava ruindo aos pedaços, talvez não fosse uma boa ideia entrar, pelo menos não para o sargento, pois o suspeito estava sem alternativas. Não era um cenário adequado de lutar, mas talvez Kyo convencesse o homem com suas palavras ou talvez com os punhos, a decisão era do sargento! O que Full buster faria a seguir?



Histórico Kyo:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyo
Capitão
Capitão
Kyo

Créditos : 25
Warn : O azul do infinito - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 28/03/2013
Localização : -x-

O azul do infinito - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 8 EmptyQui 2 Jun - 2:58


Alvo cercado

O garoto acaba por conseguir se esquivar bem do carrinho de lixo, em seguida ao olhar bem conseguiu observar o alvo fugir pulando para o outro lado da daquele paredão, desafio aceito, o garoto totalmente despreocupado utilizando de suas habilidades correu pela superfície lateral e saltou por cima, digno de uma cena de filme de herói.

Do outro lado o jovem garoto marine caiu com suas pernas flexionadas ao solo percebendo em seguida que o sujeito está a alguns metros, ele parecia mancar levemente e isto explicaria bem aquele grunhido do fugitivo, ele provavelmente havia caído de mal jeito.

Enquanto isto o homem demonstrava um leve sorriso, provavelmente estava pensando que sua fuga tinha sido feita com êxito, no entanto logo o barulho do garoto volta a tirar sua sensação de segurança.

Num rápido movimento de cabeça os olhos do alvo ficam arregalados pois não acreditava que o garoto havia conseguido lhe seguir, tanto que ele chega a ponto de quase xingar o garoto enquanto parecia estar desesperado olhando para as laterais do beco.

Ele então acaba por pegar um pedaço de cano feito de metal e o empunha como se fosse uma espada enquanto dizia para o garoto marine não se aproximar, pelo seu tom de voz ele estava muito assustado, o que faria o garoto pensar, “Hah, é sério isso? Esse cara deve ter sido recrutado por aqueles malditos recentemente, ou tá escondendo algo”.

Aquelas palavras vindas daquele homem não significavam nada, pois além de fugir, atacar o garoto e ameaça-lo davam fortes indícios que aquele cara não era coisa boa.

Haviam algumas poças sobre o solo feito de pequenos tijolos quadriculados, naquela localidade haviam alguns carrinhos de lixo pelas laterais quase que encostando nas paredes, asa casa e prédios formavam um beco, havia a probabilidade de serem abandonados, haviam algumas entradas cujas portas estavam fechadas.

Porém uma delas estava aberta, logo o suspeito tenta correr não dando oportunidade para que o jovem garoto Kyo falasse algo, o garoto por sua vez seguiria o fugitivo, dentro da construção o garoto logo notaria que o lugar estava ruindo aos pedaços, algo bem velho.

Talvez não fosse uma boa alternativa entrar naquele lugar, mas era pior ainda para o suspeito, que estava sem alternativas, o garoto por sua vez vendo aquilo logo falaria, “Ei rapaz fujão! ou você se entrega aqui e agora e vem comigo se explicar o que diabos tá acontecendo nessa merda, ou mesmo que esse lugar caia eu te levo assim mesmo só que mais machucado do que você já tá!” a escolha do jovem garoto marine seria de tentar fazer o alvo se entregar por livre e espontânea pressão.

Caso o alvo resolvesse se render, a partir dali etária resolvido e o garoto diria, “Vamos voltar para o bar e você explica o que diabos aconteceu” nesse meio tempo ficaria atento a qualquer tentativa de escapar e caso o mesmo tentasse, o garoto iria para cima do mesmo fumegante com algum golpe de Boxe de impacto em sua cabeça o bastante para o fazer desmaiar, e o carregaria até o bar.

Caso o fugitivo não colaborasse, isto começaria a irritar o garoto, “Oh então quer dizer que você não vai se render, um lugar desse não vai me impedir de ir atrás de você e te pegar” o garoto iria fundo atrás do fugitivo, se manteria atento a duas coisas essenciais, possíveis movimentos do fugitivo, e na casa que praticamente estava caindo aos pedaços e caso algo começasse a cair no garoto, utilizaria de acrobacia mais aceleração para traz, frente, esquerda ou direita afim sair do alcance do que estivesse caindo, ao encontrar o fugitivo não pensaria duas vezes e utilizaria uma abordagem direta seguida de um Gancho de direita para a esquerda, e outro de esquerda para a direita, minimizaria seus saltos acrobáticos para super mini saltos acrobáticos o suficiente para desvios para a esquerda, direita e para trás afim de não fazer com que algo nesse meio tempo caísse encima dele visto o estado do lugar, caso fosse visto ser impossível utilizar coisas do tipo acrobáticas o garoto partiria para os movimentos de desvio de boxe para a esquerda, direita e para traz, se manteria dando golpes quando houvesse algum tipo de brecha até nocautear o fugitivo, e por fim o carregaria de volta para o bar.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Narração[N/A]:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : O azul do infinito - Página 8 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

O azul do infinito - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 8 EmptyQui 2 Jun - 22:41

~~ Narração ~~


Sem pensar duas vezes, Kyo persegue o suspeito adentrando no prédio abandonado. Logo ao entrar pode notar a estrutura caindo aos pedaços e o lugar completamente vazio. Havia quatro colunas de porte largo! Em uma delas estava o suspeito suando frio pelo medo de ser preso. O marine começava a falar, sua voz ecoa por dentro do local. Haviam algumas janelas com madeiras pregadas para evitar invasores, porém muitas estavam quebradas, pouca luminosidade entrava no local.

Durante alguns segundos o local ficava quieto, o homem parecia não querer se entregar, porém antes que Kyo começasse a procurar, o fugitivo responde ao marinheiro. – Vá embora! Eu não quero ser preso, não quero falar nada! Se eu falar algo, eles me matam! Ao termino de suas falas, Kyo poderia perceber a voz tremula do homem, o medo era algo bem obvio, mas o sargento parecia determinado a não escutar o suspeito. Os passos de Kyo podiam ser ouvidos e naquela situação o fugitivo não tinha outra alternativa a não ser combater o marinheiro e nesse momento, o homem saia de trás de uma das colunas e corre em direção a Kyo. – HAHHHHH! Ele gritava em plena fúria levantando o cano de metal para atacar o marine. Kyo esquiva com um salto acrobático para a lateral, deixando o suspeito acertar apenas o ar. O homem novamente ataca o marine que por sua vez esquiva para as laterais e para completar uma esquiva para trás. – Desgraçado... O fugitivo profere ao demonstrar estar ofegante e o sargento Buster sem delongas utiliza sua aceleração e estilo de luta, aplicando um belo gancho na mandíbula do rapaz, fazendo erguer-se para cima e cair sentado ao chão.

Ainda com dificuldades, o suspeito pega lentamente seu cano de metal e com arduamente coloca-se de pé. Ele limpa sua boca por estar sangrando e retira dois dentes quebrados, Kyo possuía uma força bem elevada. O marine não se continha, partia novamente para o ataque com um direto de direita, mirando o crânio do suspeito! No momento do ataque de Full Buster, o fugitivo empunha o cano de metal, porém seu corpo fraqueja e ele recebe o golpe em sua face, um estalo pode ser ouvido e obviamente o nariz do homem tinha-se quebrado. Caia ao chão totalmente nocauteado e Kyo pegava o homem e levava-o de volta até a taverna.

Ao chegar no local após uma caminhada, pode perceber a marinheira Mya prendendo alguns bêbados que também trajavam as jaquetas com as caveiras em chamas. – Kyo? Bom trabalho... vamos levar esses suspeitos para o quartel e deixar os interrogadores peritos cuidar disso! A garota profere ao deixar um sorriso escapar de seus lábios. – Você está bem? Ela termina de falar ao pegar um par de algemas e colocar no suspeito que Kyo trazia.



Histórico Kyo:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyo
Capitão
Capitão
Kyo

Créditos : 25
Warn : O azul do infinito - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 28/03/2013
Localização : -x-

O azul do infinito - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 8 EmptySex 3 Jun - 12:17


Captura completa

O jovem garoto não importava em como estava o estado daquele lugar, tudo que importava era capturar aquele homem que havia fugido, então sem pensar duas vezes o garoto persegue o suspeito adentrando o prédio abandonado.

Ao adentrar o local o garoto acabou por notar que a estrutura caindo aos pedaços e o lugar completamente vazio, haviam quatro largas colunas ali por perto, em uma delas estava o suspeito suando frio de medo de ser preso, o garoto marine por sua vez começou a falar, sua voz ecoa por dentro do local, haviam algumas janelas com madeiras pregadas para evitar invasores, algumas delas estavam até quebradas, naquele lugar entrava pouca luminosidade.

Durante algum tempo o local ficou quieto, aquele homem parecia não querer se entregar, antes que o jovem garoto iniciasse a busca por ele, o fugitivo responde ao garoto dizendo para ele ir embora, pois não queria ser preso e dizendo que não queria falar nada pois se falasse o matariam.

Terminando suas falas dava para perceber sua voz tremula, ele parecia estar com medo, mas isto não seria o suficiente, pois o garoto estava determinado a não escutar o suspeito e sim o capturar.

Os passos do garoto podiam ser ouvidos e naquela situação não haviam alternativas para o homem a não ser combater o jovem garoto, o homem então saiu de trás de uma das colunas e correu em direção ao garoto, enquanto corria ele gritava em plena fúria levantando o cano de metal para atacar o garoto.

Neste meio tempo o garoto esquiva utilizando de um salto acrobático para a lateral, deixando o suspeito acertar apenas o ar, o homem ataca novamente o garoto marine que por sua vez esquiva para as laterais e completa com uma esquiva para trás.

O fugitivo acaba por dizer algo enquanto demonstra estar ofegante, enquanto isto o garoto sargento sem delongas utiliza de sua aceleração e estilo de luta, aplicando um gancho na mandíbula do rapaz, fazendo ele se erguer para cima e cair sentado no chão.

Ainda com dificuldades, o suspeito pega lentamente seu cano de metal e com certa dificuldade coloca-se de pé, ele limpa sua boca por estar sangrando e retira dois dentes quebrados, provavelmente o garoto tinha colocado muita força naquele golpe, mas o garoto não se continha, partia novamente para o ataque agora com um direito de direita, marando no crânio do suspeito.

Naquele momento de seu ataque, o suspeito empunha o cano de metal, porém seu corpo fraqueja e ele recebe o golpe em sua face, um estalo pode ser ouvido e com certeza seu nariz se quebra, ele cai ao chão totalmente nocauteado e o garoto o pega o levando em seguida para a taverna.

“Ah maldito filho da mãe, me fazendo o carregar até lá, seria muito melhor se tivesse só me acompanhado” reclamaria em pensamento enquanto iria rumo a taverna

Ao chegar no local após uma caminhada o garoto percebeu que Mya estava prendendo alguns bêbados que também trajavam as jaquetas com as caveiras em chamas, até que em certo momento percebia a chegada do garoto, ela dizia que o garoto havia feito um bom trabalho, e que iriam levar os suspeitos para o quartel e deixar os interrogadores peritos cuidarem do resto.

Enquanto falava enquanto deixava um sorriso escapar de seus lábios, por fim ela pergunta se o garoto está bem, “Ah tudo certo, esse fujão correu bem pra longe, mas no fim o capturei e o trouce de volta para cá” falaria enquanto veria ela pegar um par de algemas e colocar no suspeito que o garoto havia pegado.

Em seguida diria, “Então... é isso, hora de voltar para o Quartel” seguiria a mesma até o QG de Loguetown, já no QG de Loguetown arrumaria um lugar para se sentar e descansar um pouco até que fosse possível saber sobre o resultado do interrogatório, enquanto isto pensaria, “Uffa, ainda bem que acabou, tava começando a ficar chato”.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Narração[N/A]:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : O azul do infinito - Página 8 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

O azul do infinito - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 8 EmptySex 3 Jun - 13:20

~~ Narração ~~


Os dois sargentos e os dois soldados levavam em torno de 3 suspeitos para o quartel, um deles provavelmente entregaria os responsáveis pelos ataques nos restaurantes, a missão em si não fora difícil, pelo menos a parte de Kyo, pois o garoto mostrava grande potencial. O fugitivo que Buster havia pegado, aos poucos recobrava a consciência e percebia estar preso por algemas junto com outros suspeitos. As correntes interligavam-se e fugir era praticamente impossível. Nada o homem falava, pois, sua boca e cabeça estava dolorida após receber os golpes do sargento.

A caminhada ao quartel era tranquila, todos estavam atentos a possíveis ataques, mas as ruas que os marinheiros transitavam estava bem movimentadas, seria difícil ocorrer um ataque surpresa, mas nunca se sabe. Kyo e Mya iam na frente conduzindo até o quartel, já os dois soldados iam pelas costas, averiguando os suspeitos. Demorava em torno de meia hora para chegar até no QG! Logo na entrada, alguns marines vinham e levavam os suspeitos para a sala de interrogatório, onde uma equipe especializada fazia sua parte. – Bom, vamos passar o relatório para o tenente Cruzis. Kyo? Acho que você não conhece ele ainda né? Imaginei, é porque ele também é o prefeito, então está sempre ocupado, mas é um homem bem justo. Ela dava um leve tapinha no ombro de Full Buster e ambos seguiam até a sala do responsável do quartel. – Tenente? É a Mya vim passar o relatório da missão! A jovem garota profere ao bater na porta do marine. – Pode entrar! A voz vinha de dentro e os sargentos adentravam no escritório de Cruzis. – Sargento Mya! Sargento Buster! Como estão? O tenente possuía um corpo atlético, cabelos lisos e longos e roupas de sua patente. – Tudo certo, conseguimos achar 3 suspeitos em um bar da cidade. Eles são de uma gang contratada para destruir os restaurantes. Se não foram eles, dirão quem foram pode ter certeza! Mya inicialmente bate continência e profere para o tenente compreender a situação. – Hm! Entendo. Muito bom, irei passar os detalhes da próxima missão, mas enquanto isso descansem, aqui está o pagamento mensal de vocês! Cruzis vinha em direção a Kyo entregando um pacote fechado com bellys, em seguida entregava para Mya também. – Dispensados! Ele profere após ouvir os detalhes de Mya e Kyo sobre os acontecimentos.

Ao sair da sala a jovem é chamada pelos soldados que haviam ajudado na escolta dos suspeitos, mas antes que ela siga até eles, ela profere ao sargento. – Kyo descanse, parece que a próxima missão é da pesada! Ao termino de suas falas ela esboça um sorriso e segue até os marines.



Histórico Kyo:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyo
Capitão
Capitão
Kyo

Créditos : 25
Warn : O azul do infinito - Página 8 10010
Masculino Data de inscrição : 28/03/2013
Localização : -x-

O azul do infinito - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 8 EmptySex 3 Jun - 14:27


Missão completada

Eram levados em torno de 3 suspeitos pegos para o quartel, era quase certeza que um daqueles homens entregaria os responsáveis pelos ataques nos restaurantes, de certa forma a missão não tinha sido tão difícil, pelo menos não para o garoto Kyo, que por sua vez mostrava grande potencial.

O fugitivo que o garoto havia pegado, aos poucos recobrava a consciência e percebia estar preso por algemas junto de outros suspeitos, as correntes interligavam-se e fugir naquele momento era praticamente impossível.

O fugitivo que o garoto tinha pego não falava nada, pois, sua boca e cabeça estava dolorida após receber os golpes do garoto sargento.

Enquanto caminhavam até o quartel, tudo parecia estar tranquilo, todos estavam atentos a possíveis ataques, no entanto as ruas em que os marinheiros passavam estavam bem movimentadas, ocorrer um ataque surpresa ali seria praticamente impossível, ou não, tudo poderia acontecer, o jovem garoto e Mya iam na frente conduzindo até o quartel.

Dois soldados iam pelas costas, averiguando os suspeitos, mais ou menos meia hora depois já era possível ver o Quartel General, logo na entrada, alguns marines vinham e levavam os suspeitos para a sala de interrogatório, onde uma equipe especializada fazia o seu trabalho.

Mya dizia em seguida para irem passar o relatório para o tenente Cruzis em seguida dizendo achar que não conhecia ele ainda, neste momento o garoto pensaria, “Não conheço o Tenente Cruzis? Pff essa missão secreta foi me dada por ele, como diabos eu não o iria conhecer?”.

Ela então deu um tapinha de leve no ombro do garoto que em seguida voltaria a pensar, “Ahhh, odeio quando fazem isso...” ambos seguiam então para a sala do responsável do quartel, a garota logo se apresentava como Mya dizendo em seguida que vinha para passar o relatório da missão já batendo na porta, de dentro do local uma voz os mandava entrar.

Ambos então adentravam o escritório de Cruzis, lá ele dizia o nome de ambos e os perguntava como estavam, o garoto assinalaria com sua cabeça de forma positiva e em seguida bateria continência, Mya por sua vez começava a dizer que estava tudo certo e que haviam conseguido achar três suspeitos em um bar da cidade e que eles eram de uma gang contratada para destruir os restaurantes finalizando dizendo que se não fossem eles, os mesmos diriam que seria.

Enquanto isto com uma certa sensação de dever cumprido ao completar a missão o garoto respiraria de forma mais aliviada enquanto pensaria, “Finalmente terminou, espero ter tempo de descansar”, em certo momento após a explicação de Mya o garoto começaria a detalhar seus acontecimentos e diria, “Tudo foi conforme o planejado, dentre os suspeitos um deles tentou fugir, mas não foi muito longe, e no fim o capturei e o trouxe de volta” finalizaria sua explicação, após isto Cruzis diz que irá passar os detalhes da próxima missão, mas não seria naquele momento e que era para irem descansarem, em seguida dizendo algo sobre o pagamento.

Então entrega para o garoto um pacote fechado com bellys, o garoto por sua vez pegaria o pacote com as bvellys, Cruzis também entrega um para Mya e em seguida diz que estão dispensados após ouvir os detalhes sobre os acontecimentos.

Saindo da sala a jovem é chamada pelos soldados que haviam ajudado na escolta dos suspeitos, mas antes que ela siga até eles, ela profere ao sargento que ele descanse, pois parecia que a próxima missão seria da pesada finalizando dando um sorriso e seguindo até os marines.

O garoto Kyo por sua vez começaria a andar rumo ao dormitório ao qual ele dormia e enquanto isto pensaria, “Hah muito engraçado, a tanto faz, o importante é que a missão foi cumprida com sucesso” finalizaria o seu pensamento, iria para o dormitório, deitaria em uma cama desocupada de preferência na que ele normalmente deitava, em seguida respiraria mais aliviado ainda sim com um pouco de raiva pelo seu alvo não ter se entregado.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Narração[N/A]:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : O azul do infinito - Página 8 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

O azul do infinito - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 8 EmptySex 10 Jun - 12:25

~~ Narração ~~


O jovem sargento seguia pelo corredor até o dormitório, levava alguns minutos e percebia o quartel movimentado, mas era lógico! O maior quartel do East na cidade que ocorreu a morte do rei dos piratas, como não estaria movimentado?! Ao entrar no dormitório, Kyo pode observar alguns soldados dormindo, provável que recém tivessem voltado de suas missões, assim como Full Buster.

Haviam diversos beliches, o local era amplo e não havia nome nas camas, poderia usar as que estivessem arrumadas. Kyo logo escolheu a que estava encostada na parede e com um suspiro o jovem conseguia descansar. Vida de marinheiro nunca foi fácil, porém Kyo estava recém na segunda patente, imagine ao subir para as outras, pois quanto maior a patente, mais difícil as missões e os inimigos.



Aventura Finalizada

Avaliação Sargento Kyo:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




O azul do infinito - Página 8 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 8 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O azul do infinito
Voltar ao Topo 
Página 8 de 8Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Polestar Islands-
Ir para: