One Piece RPG
O azul do infinito - Página 5 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [MINI - Gates] O Pantera Negra
O azul do infinito - Página 5 Emptypor Gates Hoje à(s) 10:45 am

» [M.E.P] Joe Blow
O azul do infinito - Página 5 Emptypor Joe Blow Hoje à(s) 9:56 am

» [Mini-Aventura] Joe Blow
O azul do infinito - Página 5 Emptypor Joe Blow Hoje à(s) 9:55 am

» Livro Um - Atitudes que dão poder
O azul do infinito - Página 5 Emptypor gmasterX Hoje à(s) 9:54 am

» [M.E.P] Veruir
O azul do infinito - Página 5 Emptypor Veruir Hoje à(s) 8:16 am

» [Mini-Aventura] Veruir
O azul do infinito - Página 5 Emptypor Veruir Hoje à(s) 8:14 am

» Mise en place
O azul do infinito - Página 5 Emptypor arthurbrag Hoje à(s) 7:24 am

» I - A Whole New World
O azul do infinito - Página 5 Emptypor Makei Hoje à(s) 7:01 am

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
O azul do infinito - Página 5 Emptypor Skÿller Hoje à(s) 4:45 am

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
O azul do infinito - Página 5 Emptypor Licia Hoje à(s) 3:45 am

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
O azul do infinito - Página 5 Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 3:15 am

» Sidney Thompson
O azul do infinito - Página 5 Emptypor Zed Hoje à(s) 1:19 am

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
O azul do infinito - Página 5 Emptypor Fukai Hoje à(s) 12:49 am

» Seasons: Road to New World
O azul do infinito - Página 5 Emptypor Ravenborn Hoje à(s) 12:26 am

» Hello darkness my old friend...
O azul do infinito - Página 5 Emptypor Zed Hoje à(s) 12:09 am

» Phantom Blood
O azul do infinito - Página 5 Emptypor Licia Ontem à(s) 11:50 pm

» [M.E.P]Kujo
O azul do infinito - Página 5 Emptypor Kujo Ontem à(s) 11:42 pm

» [Mini-Aventura] A volta para casa
O azul do infinito - Página 5 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 11:30 pm

» Enuma Elish
O azul do infinito - Página 5 Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 11:07 pm

» Xeque - Mate - Parte 1
O azul do infinito - Página 5 Emptypor Ceji Ontem à(s) 10:22 pm



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 O azul do infinito

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : O azul do infinito - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

O azul do infinito - Página 5 Empty
MensagemAssunto: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 5 EmptySeg 21 Mar 2016, 1:10 pm

Relembrando a primeira mensagem :

O azul do infinito.

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Marinheiro Kyo. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Kyo
Capitão
Capitão


Data de inscrição : 28/03/2013

O azul do infinito - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 5 EmptySab 30 Abr 2016, 5:19 pm


Kyo? A segunda personalidade que decidiu ainda não querer ser desativada

Após levar aquele poderoso golpe, o garoto não se deixa abater, com grande persistência e força de vontade se levanta em seguida, enquanto observava a situação onde se encontrava, sua segunda personalidade pensou ter escutado aquela aberração falar algo, no entanto a fala vinda de outra pessoa, mais precisamente do capitão que comandava todos os piratas, não era para o garoto e sim para o outro Sargento, naquele momento, a sua segunda personalidade não estando acostumada a se manter ativa e no controle por tanto tempo ainda tentando se adaptar a aquilo tudo acha que estava falando com o garoto.

Em seguida se pronuncia em voz baixa, dizendo que aquela aberração até podia ser grande, mas que sua queda seria o seu fim, em seguida o garoto avançou em direção ao mink, utilizou de sua velocidade e agilidade naquele momento enquanto ativava mais uma vez sua técnica, falou então em voz baixa o nome de sua técnica.

Eis então que o garoto faz uso de sua melhor técnica até então, infelizmente não tinha alcance para atingir a cabeça do alvo em seu primeiro golpe, mas acaba atraindo sua atenção ao conseguir atingir sua barriga, assim que o mink agacha para tentar agarrar o jovem garoto utilizando de um salto misturado com movimentos acrobáticos consegue chegar em sua cabeça.

A criatura parece ficar bastante incomodada com isso começando em seguida a balançar a cabeça tentando derrubar o garoto que vendo isto se segura em ambos os chifres conseguindo se manter ali, em seguida o jovem Kyo desfere seu segundo soco contra a cabeça daquele Mink, o impacto parecia ter sido bem efetivo já que o havia feito parar de balançar, logo após isto o garoto escorrega pela face da aberração e tenta dar um soco em um de seus olhos, para ser mais preciso era no olho avermelhado que funcionava, infelizmente o garoto acaba errando o soco pois na hora o monstro se move para o lado e o ultimo soco feito pela técnica do garoto acaba acertando próximo aos olhos daquele Mink, mas ainda assim em seu rosto.

Daria para escutar um pouco mais adiante gritarem dizendo algo sobre vice capitão, o que de certa forma faria sentido já que esse inimigo era bem diferente das outras pessoas, pelo tom de seus gritos eles pareciam estar bem espantados, e com razão, estavam vendo um garoto bater em um monstro daquele tamanho.

Com essa sequência o garoto começa a cair pera o lado enquanto de o Mink começa a cair para trás, seus pés aos poucos se erguem do chão enquanto seu corpo vai inclinando para trás conforme sua caída vai se tornando eminente, o garoto ainda não parecia satisfeito com aquele resultado e então aproveita que todos os seus ataques haviam tido um pouco se sucesso e se agarra na mão daquele Mink, em um complexo movimento o garoto pega impulso e se lança para frente com o intuito de chegar na cabeça daquela aberração, enquanto isto o humanoide não chega a cair, ao invés disso ele começa a se estabilizar firmando seus pés no chão fazendo bastante força evitando que seu corpo continua a inclinar em seguida empurrando seu torço para frente erguendo um movimento forçado para frente, uma das dificuldades de ter todo aquele tamanho.

Da pra ouvir então aquele monstro dizer para o garoto parar, mas aquilo não poderia parar o jovem garoto naquele momento, quando o garoto começa a visar novamente acertar os olhos daquele Mink percebe que sua cabeça começa a vir na verdade em sua direção, por estar no ar não havia uma forma de esquivar daquilo, tenta então golpear o olho do humanoide e acaba sendo atingido por uma potente cabeçada antes de conseguir desferir seu golpe.

Em seguida ouvindo ele terminar sua frase enquanto o jovem garoto é lançado para longe, seu corpo vai quicando pelo chão a fora três vezes, “Hah hah hah” exclama o garoto enquanto quicava no chão, o garoto parecia não ter nem chance de se levantar quando de repente notou que o Mink fazia algo, enfiou então ambas as mãos no chão tão força que começava a rachar parte do solo, percebia que ele exercia grande força sobre aquilo, “Exibido de merda, fazendo coisas desnecessárias” pensava a segunda personalidade do garoto.

A pressão de sua força podia ser sentida ao longa até por Kyo, mas antes que ele pudesse terminar de fazer o que tinha em mente, o garoto consegue ouvir um grito se espalhar pela rua vendo de trás dele.

Tal grito dizia fogo num tom de artilharia e em seguida dá para ouvir vários grandes barulhos, balas de canhão estavam sendo disparadas em direção a aquele grande monstro, a primeira atinge a parede ao seu lado causando uma grande explosão sem seguida e espalhando uma grande e densa fumaça cinza pela área, logo após a segunda bala explode ao atingir o chão enquanto lança vários piratas longe.

Aquilo se tratava dos reforços e o garoto logo percebe isso, “Demorou mas chegaram” pensava o garoto enquanto via chegarem os reforços, logo após isto percebe vários marinheiros começarem a aparecer carregando espadas, rifles e até mesmo canhões começarem a avançar colocando pressão nos piratas, dava para ouvir o som de disparos constantes e de espadas se cruzando.

Enquanto acontecia isto, ao longe estava no fim da batalha de Tomahawk contra o capitão dos piratas, Tomahauk havia sido desarmado, ainda restava uma espada em sua mão, no entanto era complicado defender com apenas uma espada golpes de duas, e acaba sendo derrubado após levar um golpe na cabeça feito com o punho da espada de seu inimigo.

O jovem garoto escuta ao longe sonoramente alguém dizer para recuarem e voltarem para o navio, ordens dadas os piratas então começam a recuas subindo em seguida no navio um após o outro, alguns estava ficando para trás para deter o avanço dos marinheiros mesmo que não conseguindo direito e alguns conseguindo subir e invadir o convés do navio.

Em meio a isto dava para ouvir dizerem para não deixarem os piratas escaparem, Tomahawk parecia estar inconsciente e um marinheiro havia vindo o ajudar a se levantar, dava para perceber enquanto era ajudado que a maioria que conseguir invadir era jogada para fora.

“To bem to bem”, diria o garoto naquele momento enquanto se levantaria, o garoto naquele momento pareceria estar bem cansado, mas mesmo assim diria, “Vá ver como está o Tomahawk, ele está mais a frente” finalizaria então sua fala.

Ainda com sua personalidade ativa diria para os que estivessem manejando os canhões, “Atirem! Afundem esse navio! Não deixem que eles escapem!” Por mais que o garoto estivesse cansado, sua segunda personalidade ainda estaria enérgica e pareceria ainda estar longe de ser desativada.

Apenas ficava junto aos demais vendo o que aconteceria com o navio, não faria nenhum movimento precipitado, pelo menos não por enquanto.

Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ninon
Civil
Civil
Ninon

Créditos : Zero
Warn : O azul do infinito - Página 5 3010
Feminino Data de inscrição : 20/08/2014

O azul do infinito - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 5 EmptyDom 01 Maio 2016, 6:27 am



Procurado



Após receber a ajuda de um recruta, Kyo, agora de pé, responde.

- To bem to bem - E apesar de estar cansado, a segunda personalidade se mantêm no controle e parece cheia de energia. - Vá ver como está o Tomahawk, ele está mais a frente -

- Certo! - Diz o recruta, indo à procura do outro sargento.

Enquanto isto, mais marinheiros tentam subir no convés, mas eles continuam sendo lançados para fora. Chega um momento, em que a rampa de acesso é derrubada, e o navio finalmente começa à virar. Os canhões de rodinhas conseguem alcance para atingir o navio.

- Atirem! Afundem esse navio! Não deixem que eles escapem! - Exclama Kyo.

Os canhões começam à disparar, duas balas explodem ao atingir o convés, o terceiro atinge a lateral do navio. Porém, o navio continua à virar, quando fica na horizontal, começa à disparar com seus canhões. - FOGO! - Pode ser escutado, vindo do navio. O som a seguir é o de muitos disparos, os piratas tratam de mirar na artilharia da marinha, inclusive, uma explosão quase atinge Kyo, que estava próximo dos canhões de rodinhas, e que agora são destruídos. Eles também disparam contra a rua em geral. - Ahhhhh! - Os gritos de marinheiros vem de várias direções, vários começam à cair.

Spoiler:
 

Porém o navio logo termina de virar, o vento está forte, trazendo um constante balançar de velas, o que possibilita eles de zarparem imediatamente. Aos poucos vão se afastando, em uma tentativa de fuga. Mas antes que o navio possa afastar-se o suficiente, o capitão daquele navio solta um grito bem alto, para que todos possam ouvir.

- CONSIDEREM-SE COM SORTE, MARINHEIROS!!! UM MAR REALMENTE PERIGOSO ME AGUARDA, NÃO TENHO TEMPO A PERDER COM VOCÊS! GYAHAHAHAHA!!! -

Há bastante fumaça pela rua, além de uma construção em chamas, da qual alguns marinheiros tentam conter. Kyo tosse, devido à fumaça bastante presente no local. O sargento Tomahawk parece despertar, e logo se encontra com Kyo naquele campo de batalha.

- Como você está? - Pergunta ele, levando a mão até sua cabeça, na região em que foi atingido. - Maldição! Não acredito que fui derrotado por aquele pirata. - Reclama, irritado.

Eis que surge um marinheiro, bastante suado, ele apresenta um cartaz para Tomahawk e Kyo.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

- A-aquele pirata! Ele se chama Gorgon, há uma recompensa de vinte milhões pela cabeça dele! -

- Vinte Milhões?!? - Pergunta, aumentando o tom de voz, em um evidente espanto. Logo ele se vira para Kyo. - Nós temos ordens para eliminar possíveis ameaças, e este sujeito, é claramente uma grande ameaça, não podemos deixar ele fugir. Vamos atrás daquele navio. - Ele nem sequer espera uma resposta, e já começa à dar ordens aos outros soldados nos arredores.

- Atenção! Separem-se em três grupos. O primeiro cuida dos feridos e dos danos nos arredores, o segundo traga um navio de guerra e peça mais reforços, e o terceiro leve os piratas inconscientes para a prisão imediatamente! -

O navio pirata ainda pode ser avistado, mas vai ficando cada vez mais longe, sendo questão de tempo até sumir no horizonte, e infelizmente os atiradores não possuem alcance, alguns até disparam com seus rifles, mas não conseguem atingir o alvo.

Irá Kyo concordar com a ideia de perseguição, ou irá o jovem sargento trazer uma ideia diferente?

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Citação :
Aventuras que Narro:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras Pausadas:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Minhas Aventuras:

Em Breve
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyo
Capitão
Capitão
Kyo

Créditos : 25
Warn : O azul do infinito - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 28/03/2013
Localização : -x-

O azul do infinito - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 5 EmptyDom 01 Maio 2016, 10:44 pm


A escolha certa

O jovem garoto ainda com sua segunda personalidade ativa então ainda se recuperando do que havia ocorrido anteriormente recebe ajuda de outro marinheiro mais precisamente de um recruta, logo após se levanta.

Em seguida diz que está bem mesmo estando bastante casado pela luta que havia tido contra aquele grande Mink, o que não se podia dizer de sua segunda personalidade que parecia estar bem enérgica, tão enérgica que acaba dando uma ordem para que o recruta fosse ver como estava o outro Sargento que estava mais à frente.

O recruta logo confirma e em seguida vai à procura do outro sargento, enquanto isto acontecia mais marinheiros tentavam subir no convés e sendo lançados para fora logo em seguida, certo momento a rampa de acesso é derrubada e o navio começa a se mover, enquanto aquilo ocorria finalmente os canhões de rodinhas conseguiam alcance para atingir o navio.

O garoto em seguida grita para atirarem, afundarem o navio, não deixar que escapem, os canhões começam a disparar, três balas parecem acertar o navio aos olhos de Kyo, duas haviam atingido o convés e uma delas havia atingido a lateral do navio, infelizmente o navio continuava a virar, chegando na horizontal começa a disparar com seus canhões.

Uma grande voz gritava fogo ao qual o garoto conseguia escutar muito bem, a seguir dá para ouvir o som de muitos disparos, os piratas estavam mirando sua artilharia na marinha, uma explosão quase atinge o garoto, no entanto isto não importava, a frenesi daquela segunda personalidade pararia de antes estava sorrindo agora se manteria séria apenas olhando para aquele navio.

O navio por fim terminava de virar, o vento estava forte o que possibilitou que eles ganhassem rapidamente velocidade enquanto se afastava.

- CONSIDEREM-SE COM SORTE, MARINHEIROS!!! UM MAR REALMENTE PERIGOSO ME AGUARDA, NÃO TENHO TEMPO A PERDER COM VOCÊS! GYAHAHAHAHA!!! –

Gritaria o capitão, o jovem garoto quase não conseguia segurar aquela vontade de retrucar mas acabou não o fazendo naquela hora, passado aquilo o garoto tosse um pouco devido à fumaça que estava presente no local, quanto a Tomahawk ele parece despertar e em seguida se encontra com o jovem garoto.

- Como você está? - pergunta Tomahawk, naquele momento a segunda personalidade ia se retirando aos poucos enquanto sincronizava com a personalidade principal até que no fim o garoto responderia, “Não to bem nem mal, acharam que aquele bicho ia conseguir acabar comigo e bati bastante nele, espero que aqueles malditos pensem bem antes de quererem vir aqui ou me enfrentarem de novo” responderia o garoto.

Em seguida o garoto começa a ouvir sua reclamação dizendo não acreditar que havia sido derrotado por aquele pirata, “É... pelo menos conseguiu parar o avanço daqueles piratas malditos, se bem que se fosse possível seria melhor ter prendido todos eles” pensaria o garoto após ouvir sua reclamação.

Então surge um marinheiro que parecia bastante suado, ele apresenta então um cartaz que havia uma imagem de uma pessoa procurada dizendo que sua recompensa era de vinte milhões por sua cabeça, o jovem garoto percebe em seguida o espanto de Tomahawk e ele mesmo se espanta pensando, “Merda... esse maldito realmente tem uma recompensa alta, talvez eu devesse caça-lo” cogita por um momento em seu pensamento, “Não, melhor não, esses caras tem um nível superior, minha força ainda não é o suficiente” finaliza seu pensamento.

Ouve então dizer que eles haviam ordens de eliminar possíveis ameaças e que aquele sujeito era claramente uma grande ameaça e que não poderiam deixar que ele fugisse, e em seguida diz para irem atrás dele, ele estava afobado demais e acaba não esperando uma resposta concreta do garoto.

Tomahawk então começa a dar ordens a outros soldados nos arredores mandando se separarem em três grupos, o primeiro cuidaria dos feridos e dos danos nos arredores, o segundo para trazer um navio de guerra e mais reforços e por fim o terceiro para levar os piratas que estavam inconscientes para a prisão.

Enquanto isto o navio pirata se afastava, mas ainda podia ser visto, no entanto era questão de tempo até ele sumir no horizonte, os atiradores não possuíam alcance para o acertar mesmo que tentassem.

O garoto então iria se aproximar de Tomahawk e utilizando de sua eximia genialidade começaria a falar enquanto tentaria o fazer desistir daquela ideia maluca de os seguir, “Você viu do que eles são capazes certo? Viu que eles conseguiram incapacitar nossos canhões em um piscar de olhos, viu também um deles dizer -um mar realmente perigoso me aguarda-, você realmente quer arriscar a sua vida seguindo alguém como ele mesmo sabendo que o resultado final que você tanto espera não irá acontecer?” terminaria sua primeira fala.

Continuaria em seguida, “Tanto quanto você eu gostaria realmente de acabar com todos esses piratas, mas sei que se eu for agora nada de bom saíra disso” pausaria para pegar folego e em seguida continuaria, “Mas se você realmente quer ir fique à vontade, e te dou uma dica, tome cuidado com aquele bicho que eu estava enfrentando, ele é bem forte, mas é cego de um olho, se você conseguir acabar com o outro olho dele ele se torna inútil mesmo sendo grande e forte daquele jeito, pois da mesma forma que seu tamanho o dá forças também o atrapalha a fazer algumas coisas”

Começaria a andar em direção a equipe que estava levando os piratas para a prisão e ao dar alguns passos diria, “Ah quase me esqueci, não pense que estou com medo de ir atrás deles ou estou fugindo do meu dever, a proteção de Loguetown foi um sucesso e eles foram forçados a fazer uma retirada do campo de batalha, não pense que estou contra você, pois ao contrário disso estou torcendo para você acabar com aqueles caras” terminaria assim sua fala.

Em seguida andaria e começaria a ajudar o grupo que foi designado a levar os piratas para a prisão.      

OFF:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Narração[N/A]:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ninon
Civil
Civil
Ninon

Créditos : Zero
Warn : O azul do infinito - Página 5 3010
Feminino Data de inscrição : 20/08/2014

O azul do infinito - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 5 EmptySeg 02 Maio 2016, 11:15 am



Pós Batalha



Após saber da recompensa oferecida pela cabeça daquele pirata, o jovem Kyo até pensa em ir caça-lo, porém, após uma rápida reflexão, acha arriscado demais e concluí que é uma péssima ideia. Logo, Kyo tenta convencer o outro sargento, de também desistir da ideia. Mostrando que de fato, sua personalidade mais calma e inteligente está de volta.

- Você viu do que eles são capazes certo? Viu que eles conseguiram incapacitar nossos canhões em um piscar de olhos, viu também um deles dizer -um mar realmente perigoso me aguarda-, você realmente quer arriscar a sua vida seguindo alguém como ele mesmo sabendo que o resultado final que você tanto espera não irá acontecer? -

- Sou um marinheiro, e estou disposto à me arriscar tentando capturar aquele pirata! É muito melhor do que ficar aqui, de braços cruzados! - Responde, imediatamente.

- Tanto quanto você eu gostaria realmente de acabar com todos esses piratas, mas sei que se eu for agora nada de bom saíra disso - E após uma breve pausa, prossegue. - Mas se você realmente quer ir fique à vontade, e te dou uma dica, tome cuidado com aquele bicho que eu estava enfrentando, ele é bem forte, mas é cego de um olho, se você conseguir acabar com o outro olho dele ele se torna inútil mesmo sendo grande e forte daquele jeito, pois da mesma forma que seu tamanho o dá forças também o atrapalha a fazer algumas coisas -

- Eles tiveram a vantagem aqui, porém, em alto mar, o navio de guerra da marinha é muito melhor que o navio deles. Vamos derrota-los antes mesmo deles terem a chance de reagir. Não vou permitir que eles atravessem a Reverse Mountain e façam o que bem querem. - Afirma.

Antes de Kyo retirar-se, fala um pouco mais.

- Ah quase me esqueci, não pense que estou com medo de ir atrás deles ou estou fugindo do meu dever, a proteção de Loguetown foi um sucesso e eles foram forçados a fazer uma retirada do campo de batalha, não pense que estou contra você, pois ao contrário disso estou torcendo para você acabar com aqueles caras -

- Não se preocupe, eu cuido disto. - Após tais palavra, ele vai dar auxilio para aqueles que tentam conter o fogo de se espalhar, enquanto aguarda a chegada do navio que irá utilizar.

Já Kyo, vai dar apoio ao grupo de escolta dos prisioneiros. Houveram até que bastantes baixas, da parte dos piratas, afinal, há por volta de treze piratas inconscientes por ali, que agora estão sendo levados para o quartel. Kyo ajuda, levando um, que conseguiu erguer do chão sem muita dificuldade.

Tal grupo de escolta, atrai bastante olhares da população, conforme atravessam a grande praça, muito conhecida por ser onde o Rei dos Piratas foi executado. Não demora tanto para que consigam chegar no destino, o lugar encontra-se bastante movimentado, tanto da parte de marinheiros, quanto de civis, que estão do lado de fora, alguns reclamando, outros cobrando providencias. Após adentrar no quartel, Kyo chega na recepção.

- Pode deixar que eu levo este para a cela, sargento. - Diz um soldado, logo após bater continência.

Ele então apanha o prisioneiro trazido por Kyo. Ao lado deste soldado, está o sargento Doki, com um grande sorriso estampado em sua face.

- Cara, você está todo acabado. - Brinca, ironicamente, rindo um pouco. Mas não demora à continuar. - Mas deixando isto de lado. O tenente quer um relatório, assim que as coisas se acalmarem um pouco. Mas ele está ocupado e falou para deixar na recepção. Agora se o novato me dá licença, tenho assuntos mais interessantes para resolver. - Termina, passando ao lado de Kyo, rumo à saída do quartel, e ignorando qualquer coisa que Kyo possa vim à falar ou não.

Em meio à toda esta movimentação, nota-se o surgimento de Lin Ishi, ela aproxima-se de Kyo devagar, mas logo começa à falar, porém, parece esquecer de bater continência.

- É... Oi... Como você... Está? - Pergunta, com suas pausas de sempre. Ela parece preocupada.

Se tudo tiver dado certo no porto, neste momento o sargento Tomahawk deve estar partindo em um navio de guerra. Mas já que Kyo resolveu ficar, agora tem de se preocupar com outros problemas. Há uma correria de marinheiros, mesmo a recepção sendo grande, agora parece um local pequeno. A recepcionista tem um amontoado enorme de papéis para cuidar e está bem ocupada também.

O que Kyo fará agora, que está de volta ao quartel? Teria o jovem algo em mente? Ou irá descansar e esperar a poeira abaixar? Afinal, está bem cansado, e seu corpo não se encontra em seu melhor estado, pois foi uma batalha bem puxada, que exigiu bastante do jovem sargento. O lado bom é que não possui nenhum ferimento grave, com o qual realmente precise se preocupar.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Citação :
Aventuras que Narro:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras Pausadas:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Minhas Aventuras:

Em Breve
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyo
Capitão
Capitão
Kyo

Créditos : 25
Warn : O azul do infinito - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 28/03/2013
Localização : -x-

O azul do infinito - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 5 EmptySeg 02 Maio 2016, 7:34 pm


Voltando ao trabalho

O garoto então fica pensativo sobre a tal recompensa ao qual valia aquele pirata, em certo momento até pensa em ir à sua procura, porém, após uma rápida reflexão, acha que fazer isto seria muito arriscado e acaba por concluir ser uma péssima ideia, o garoto então decide por tentar convencer o outro sargento de também desistir daquela ideia maluca.

Começa dizendo sobre ver do que eles eram capazes, ver o quanto eles tinham conseguido incapacitar os canhões em um piscar de olhos, que um deles havia dito algo sobre ir a um mar muito perigoso, em seguida pergunta se ele iria realmente querer arriscar sua vida seguindo alguém como aquele cara mesmo sabendo que o resultado que tanto esperava não iria acontecer.

Ele então responde que era um marinheiro, e estava disposto a se arriscar tentando capturar aquele pirata dizendo ser muito melhor do que ficar de braços cruzados.

O garoto então retruca dizendo que tanto quanto ele também gostaria de acabar com todos aqueles piratas, mas sabia que se fosse naquele momento nada de bom sairia daquilo, daria uma breve pausa e em seguida continuava a falar dizendo que se ele realmente estava querendo fazer isto, que ele ficasse a vontade, em seguida o daria uma dica sobre aquele Mink ao qual havia enfrentado dizendo que ele era bem forte, mas é cego de um olho, se conseguisse acabar com o outro olho ele se tornaria inútil mesmo sendo grande e forte.

Em seguida Tomahawk diz que eles tinham a vantagem ali, porém no alto mar o navio de guerra da marinha era bem melhor que o navio deles dizendo em seguida que eles seriam derrotados antes mesmo de terem a chance de reagir, por fim diz que não iria permitir que eles atravessassem um lugar chamado Reverse Mountain.

O garoto logo se retira, mas antes lembra e fala algo, diz para que Tomahawk não pensasse que ele estava com medo de ir atrás deles ou fugindo de seu dever, a proteção de Loguetown havia sido um sucesso e eles haviam sido forçados a se retirar do campo de batalha, por fim diz para não pensar que ele estava contra Tomahawk, pois ao contrário disso estava torcendo para que ele acabasse com aqueles caras.

Logo após Tomahawk diz para não se preocupar pois cuidaria disso, após tais palavras ele vai dar auxilio para aqueles que tentavam conter o fogo de se espalhar enquanto aguardava a chegada do navio que iria utilizar.

O garoto Kyo por sua vez vai dar apoio ao grupo de escolta dos prisioneiros, havia tido bastantes baixa da parte dos piratas tendo por volta de treze piratas inconscientes por ali e agora estavam sendo levados para o quartel, o garoto então ajuda levando um que conseguiu erguer do chão sem muita dificuldade.

O grupo de escolta por sua vez atrai bastante os olhares da população conforme atravessavam a grande praça que era muito conhecida por ser onde o Rei dos Piratas havia sido executado, não demora muito até que consigam chegar ao destino, o lugar naquele momento parecia bastante movimentado, o que deixava de certa forma o garoto meio sem lugar, após adentrar o local finalmente o garoto chega na recepção.

O jovem garoto soldado então deixa o pirata com um soldado que havia falado e em seguida batido continência, e então apanha o prisioneiro trazido pelo garoto, ao lado do soldado estava Doki com um grande sorriso estampado em sua face.

- Cara, você está todo acabado. - brinca ironicamente rindo um pouco, “Hã claro, porque não era você que estava enfrentando aquele maldito bicho” pensaria o garoto naquele momento com sua cara séria, então Doki continua dizendo que o tenente queria um relatório assim que as coisas acalmassem um pouco, e que ele estava ocupado e disse para deixar na recepção, por fim diz que tinha assuntos mais interessantes para resolver, Kyo naquele momento não diria nada mas pensaria ainda sério, "Relatório?, independente de você me falar isso ou não eu iria fazer assim mesmo um relatório".

Em meio a toda aquela movimentação, o garoto consegue notar o surgimento de Lin, ela se aproxima do garoto devagar e logo começa a falar, no entanto parenta esquecer de bater continência.

Ele pergunta então como o garoto está, enquanto perguntava dava para perceber que sua faça era pausada, no entanto precisa, “To bem, só to me recuperando aos poucos daquele cara que eu enfrentei” responderia o garoto, logo após olharia para cima por um momento e pensaria, “Me pergunto se Tomahawk já partiu atrás daqueles piratas”.

Em seguida diria, “Lin, no momento estou com um pouco de pressa pois tenho de fazer um relatório, também tenho de aplicar um teste a um novato, e é aí que você entra, avise a ele que me espere no campo de treino”.

Em seguida arrumaria uma folha e alguma coisa ao qual ele pudesse escrever na folha com a mulher que atendia no balcão, pegaria com ela ou na mesa caso fosse dito a ele, em seguida iria para um lugar reservado começa a escrever seu relatório sendo no quarto ou na cantina.

-Relatório referente ao ataque dos Piratas-
Tudo começou mais cedo enquanto ainda estava o pátio, fomos avisados por um marinheiro que estávamos sob ataque, então fomos Tomahawk e eu defender o porto dos piratas, não houve problema no caminho até chegar lá, quando chegamos lá nos deparamos com uma confusão e tanta, tiros eram dados para tudo quanto é lado, haviam em base 30 ou mais piratas lutando contra os marinheiros na rua, Tomahawk foi para um lado ajudar na luta contra alguns enquanto fui pelo outro também com intenção de ajudar, Tomahawk estava conseguindo dar conta de muitos piratas e o mesmo aconteceu comigo, consegui   acertar vários deles, até que em certo momento apareceu um pirata estranho, esse deveria ter 3 metros ou mais de altura, tinha chifres musculoso e era peludo, praticamente uma aberração, vendo como era o tratamento dos piratas, ele parece ser o segundo em comando, esta tal aberração também é cega de um olho e seu olho que funciona é avermelhado, esta aberração possui uma força monstruosa, tão monstruosa que chegou a fazer em certo momento o chão e jogar muitos marinheiros longe, no fim quando os reforços chegaram os piratas recuaram e fugiram em seu navio antes utilizando seus canhões para avariarem nossos canhões que estavam apontados para eles, o Sargento Tomohowk resolveu ir atrás deles utilizando de um dos navios da marinha.
-Fim do Relatório-

Após finalizar seu relatório esperaria até que a recepção não parecesse estar lotada de pessoas e em seguida iria para lá, ao chegar lá diria, “Entregue este relatório ao Tenente e somente a ele, quando ele não estiver ocupado”, em seguida perguntaria, “Soube que tem um novato para fazer o terceiro teste, o de luta, qual é o nome dele?” em seguida respondendo ou não o garoto iria para o campo de treino.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Narração[N/A]:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ninon
Civil
Civil
Ninon

Créditos : Zero
Warn : O azul do infinito - Página 5 3010
Feminino Data de inscrição : 20/08/2014

O azul do infinito - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 5 EmptyTer 03 Maio 2016, 1:51 pm



Recado



Pouco após o encontro nada amigável, entre Kyo e o sargento Doki, Kyo encontra-se com Lin e escuta a pergunta dela, não demorando à responde-la.

- To bem, só to me recuperando aos poucos daquele cara que eu enfrentei -

Kyo fica em silencio por alguns poucos instantes, pensando se Tomahawk já partiu na caçada pelo pirata, mas logo volta à dar atenção para Lin.

- Lin, no momento estou com um pouco de pressa pois tenho de fazer um relatório, também tenho de aplicar um teste a um novato, e é aí que você entra, avise a ele que me espere no campo de treino -

- Tá... - Responde ela, mostrando um pouco de hesitação, talvez por nem sequer saber de quem Kyo está falando. Mas ainda assim, ela sai à procura do sujeito.

Enquanto isto, Kyo aproxima-se do balcão de atendimento da recepção, e vê que há algumas folhas em branco e uma caneta, separados daquele amontoado de papeis. A atendente não presta atenção em Kyo, então, após pegar o que precisa, Kyo retira-se, na busca por um lugar mais privado, onde possa concentrar-se enquanto escreve.

A cantina está movimentada, mas o dormitório não. Então, sentado em sua cama, Kyo começa à escrever seu relatório...




Algum tempo depois, termina de escrever, mas nota que a recepção ainda está muito movimentada, então, retorna ao quarto e fica descansando por trinta minutos. Agora, a recepção encontra-se mais tranquila, logo Kyo vai até a atendente e entrega a folha com seu relatório.

- Entregue este relatório ao Tenente e somente a ele, quando ele não estiver ocupado -

- Pode deixar, eu entrego. - Responde ela.

- Soube que tem um novato para fazer o terceiro teste, o de luta, qual é o nome dele? -

- Ele se chama Matt. Mas na verdade, devido ao ataque que o porto sofreu hoje, o teste dele foi adiado e ele já foi embora faz algum tempo. - Antes que Kyo possa dizer algo, ela volta à falar. - E eu fui instruída à te passar um recado. Basicamente, você está de folga amanhã, e você foi solicitado hoje no porto, não aquele que sofreu o ataque, e sim um porto menos utilizado, no sentido oposto da cidade. Não fui informada o motivo. -

Terminando de falar, ela volta à dar atenção para a papelada da qual tem de cuidar.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Citação :
Aventuras que Narro:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras Pausadas:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Minhas Aventuras:

Em Breve
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyo
Capitão
Capitão
Kyo

Créditos : 25
Warn : O azul do infinito - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 28/03/2013
Localização : -x-

O azul do infinito - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 5 EmptyTer 03 Maio 2016, 6:22 pm


Voltando ao trabalho(2)

O encontro entre o garoto e Doki havia sido inesperado e um tanto quanto nada amigável, o garoto já sabia do que ele era capaz, então ficava esperto sobre o que ele dizia, após isto o garoto encontra-se com Lin escutando em seguida sua pergunta.

Sua resposta não demora a vir e logo o garoto diz que está bem e que ainda estava se recuperando da luta contra alguém ao qual ele havia enfrentado, para ser mais exato era do Mink gigante que ele estava falando.

Em seguida o garoto fica pensativo, seu pensamento logo vai até o momento que Tomahawk havia dito que iria caçar os piratas e em seguida se pergunta se ele já havia partido na caçada dos piratas voltando em seguida sua atenção para Lin.

Diz então que está com pressa e devidamente ocupado e que precisa fazer um relatório também precisando aplicar um teste a um novato, em seguida diz para Lin avisar ao novato que o espere no campo de treino.

Responde então Lin mesmo com um pouco de hesitação, provavelmente ela nem sabia de quem o garoto estava falando, o que não fazia mal já que nem mesmo ele sabia direito por ter poucas informações, em seguida ela sai à procura do sujeito.

Enquanto isto o jovem garoto se aproxima do balcão de atendimento da recepção e avista algumas folhas em branco e uma caneta que pareciam estar separados daquele monte amontoado de papeis, o garoto então pega o que precisa e se retira na busca de um lugar mais privado onde poderia ter concentração para assim escrever.

A cantina parecia estar bem movimentada, no entanto o dormitório parecia um bom lugar para escrever, sentado em sua cama o garoto faz seu relatório.

Passado algum tempo o garoto termina de escrever, notando que a recepção ainda estava muito movimentada o garoto retorna ao quarto e lá descansa por alguns minutos, agora a recepção já se encontra tranquila em questão de movimentação, o garoto então vai até a atendente e entrega a folha com seu relatório.

O garoto logo pede para que entregue o relatório ao Tenente e somente a ele quando não estivesse ocupado, em seguida ela responde que entregaria.

Após isto o jovem Kyo diz saber que havia um novato para fazer o terceiro teste que seria o de luta e no final pergunta seu nome, em seguida ela responde que o nome do mesmo era Matt, e que na verdade devido ao ataque no porto o teste dele havia sido adiado e ele havia ido embora faz algum tempo.

Antes do garoto poder ao menos dizer algo ela volta a falar que havia sido instruída a o dar um recado, basicamente ele estaria de folga no próximo dia, e que ele havia sido solicitado no porto, não era aquele que havia sofrido o ataque e sim um menos utilizado no sentido oposto da cidade e que não havia sido informado o motivo.

Naquele momento o garoto ficaria com um pouco de dúvida em sua cabeça, “Me pergunto quem me solicitou a ir nesse posto” aquela dúvida martelava a cabeça daquele jovem até que ele resolveria perguntar, “Quem solicitou que eu vá neste lugar?” perguntaria o garoto.

Em seguida o garoto ainda estaria pensativo mas mesmo assim diria, “Hum... você consegue arrumar um mapa de Loguetown pra mim? Dessa forma fica mais fácil para me movimentar pela cidade mesmo não a conhecendo muito bem, se não tiver como me arranjar o mapa só me indique mais ou menos como faço para chegar lá”.

Caso ela conseguisse um mapa para o garoto ele o pegaria e se fosse dito quem o havia solicitado e caso não fosse Doki, ele arranjaria dois soldados para que o acompanhassem até o porto e iria para lá utilizando do mapa para se guiar no caminho ou mesmo sem mapa.

Caso fosse o Doki, o garoto ouviria e em seguida voltaria para seu quarto e descansaria.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Narração[N/A]:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ninon
Civil
Civil
Ninon

Créditos : Zero
Warn : O azul do infinito - Página 5 3010
Feminino Data de inscrição : 20/08/2014

O azul do infinito - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 5 EmptyQua 04 Maio 2016, 5:28 am



O Outro Porto



Kyo escuta tudo o que a atendente lhe diz. Logo, surge a dúvida e a curiosidade na mente do garoto, curiosidade sobre quem lhe solicitou, e tal pensamento fica martelando sua mente, até que este resolve perguntar.

- Quem solicitou que eu vá neste lugar -

- Não sei responder com exatidão. Enquanto o porto principal sofria o ataque, um grande navio da marinha ancorou no outro porto, trazendo bastantes marinheiros. Eles vieram até aqui, e um senhor de idade começou à conversar casualmente com o Tenente Cruzis, o que me faz pensar que ele talvez seja alguém importante. Este senhor solicitou sua presença lá, mas ninguém me explicou o motivo. - Termina, repousando o cotovelo esquerdo em sua mesa, e sua bochecha sobe a palma da sua mão esquerda.

Ainda pensativo, Kyo resolve levantar mais uma questão.

- Hum... você consegue arrumar um mapa de Loguetown pra mim? Dessa forma fica mais fácil para me movimentar pela cidade mesmo não a conhecendo muito bem, se não tiver como me arranjar o mapa só me indique mais ou menos como faço para chegar lá -

- Atualmente, estamos com alguns problemas, acho que você não foi informado, por ainda ser novo aqui... Alguém, ou algum grupo de pessoas, andam furtando mapas, armamentos e documentos do quartel, acredita-se que há envolvimento dos revolucionários, mas não há nada confirmado ainda. Então não, não tenho um mapa para lhe entregar, peço desculpas por isto, mas creio que você possa conseguir em alguma loja de antiguidades ou no próprio porto. E em relação as instruções, você já deve ter notado uma grande praça no centro da cidade, basta seguir sentido norte à plataforma de execução. -

Após conseguir bastantes informações, Kyo decide ir ao local, por Doki não ter sido mencionado na resposta da mulher. Kyo então chama dois soldados que encontram-se próximos da porta do quartel, conversando.

- O que? Ir ao porto menor? Tudo bem. - Diz um, o outro apenas confirma, com um balançar positivo de cabeça.

E assim, os três se retiram do quartel. Começam à perambular pela cidade, não demorando à chegarem no centro desta, local bem movimentado e enorme. Os soldados se mostram silenciosos, apenas observam a movimentação enquanto acompanham Kyo.

Seguindo rumo ao norte da ilha, saem da grande praça e entram em uma rua larga, bem extensa, pela qual vão seguindo. No caminho por esta rua, a única coisa que chama atenção, é um cemitério pelo qual passam. Mais um pouco de caminhada, e chegam em um pequeno porto, com quatro navios ancorados, três pequenos e simples, o último é um grande navio de guerra da marinha. Há bastantes docas neste porto, porém todas estão fechadas.

- Chegamos. - Fala um dos soldados que acompanhou Kyo até o local.

O navio da marinha encontra-se em horizontal e há uma rampa de acesso ligada ao mesmo. Já os outros três estão na vertical, sem rampa. Há seis marinheiros dialogando próximos da rampa. Eis que um nota a presença de Kyo, não demorando à aproximar-se.

- Olá, você por acaso é o sargento que foi encaminhado para cá? Porque se for, o tenente te aguarda no convés do navio. - Diz, permanecendo no aguardo de alguma resposta.

Sem contar a presença dos marinheiros, este porto, relativamente menor que o atacado, encontra-se bem vazio, e consequentemente é bem calmo. Dá para se sentir perfeitamente o cheiro do mar e de peixe, além de uma suave brisa. Mas não há nada que chame muita atenção pelo local, além do navio de guerra ancorado.


Cemitério:
 

Porto Menor:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Citação :
Aventuras que Narro:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras Pausadas:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Minhas Aventuras:

Em Breve
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyo
Capitão
Capitão
Kyo

Créditos : 25
Warn : O azul do infinito - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 28/03/2013
Localização : -x-

O azul do infinito - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 5 EmptyQua 04 Maio 2016, 7:33 pm


Voltando ao trabalho (3)

O garoto então escuta atentamente o que a atendente o falava e enquanto isto surgia uma duvidada, tal curiosidade começava a surgir sobre quem havia solicitado que ele fosse neste tal lugar.

Então o garoto logo tratou de perguntar sobre quem havia solicitado que ele fosse, a atendente em seguida responde que não sabia com exatidão quem era e que enquanto o porto principal estava sofrendo o ataque, um grande navio da marinha havia ancorado no outro porto trazendo bastantes marinheiros.

Disse em seguida que eles haviam vindo até o quartel general e um senhor de idade começou a conversar casualmente com o Tenente Cruzis, e em seguida disse que ele talvez fosse alguém importante, este senhor havia solicitado a presença do jovem garoto lá, e por fim disse que ninguém havia a explicado o motivo, por fim ela termina repousando o cotovelo esquerdo em sua mesa com sua bochecha sobe a palma de sua mão esquerda.

O garoto em seguida ainda com dúvidas de como chegar lá pergunta se havia alguma maneira de arrumar um mapa para ele se movimentar de maneira mais fácil por Loguetown e no final pedindo a informação caso não pudesse receber o mapa.

A mulher logo o responde dizendo que eles estavam com alguns problemas e que ela achava que o garoto ainda não tinha sido informado sobre isso por ainda ser novo no lugar, supostamente algum grupo de pessoas andava furtando mapas, armamentos e documentos do quartel e que ela acredita ter algo a ver com os revolucionários, mas que não havia nada confirmado ainda, por fim como resultado ela disse que não teria como arrumar um mapa ao garoto em seguida pedindo desculpa e dizendo que seria possível conseguir em uma loja de antiguidades ou no próprio porto, para finalizar sua fala ela diz por onde ir para chegar no lugar onde o garoto foi chamado.

Após conseguir bastantes informações, o garoto decide ir ao local, Doki não havia sido mencionado na resposta da mulher, e logo o garoto não tinha muito o que se preocupar, o jovem garoto então chama alguns soldados para o acompanhar para o caso de algo acontecer algum imprevisto.

Então ambos os soldados que se encontravam próximos da porta do quartel conversando são chamados, aparentemente visto que a resposta de um deles era positiva e o outro balança positivamente sua cabeça dá-se a entender que iriam junto.

Então os três se retiram do quartel começando assim à perambular pela cidade, não demora muito para que pudessem chegar no centro, local bem movimentado e enorme, enquanto o jovem marinheiro Kyo andava, ambos que estavam junto a ele se mantinham apenas observando a movimentação.

Seguindo rumo ao norte da ilha os três saem da grande praça e entram em uma rua larga e bem extensa pela qual seguem adiante, no caminho desta mesma rua a única coisa que chamava um pouco de sua atenção era um cemitério pelo qual passam perto, neste momento o garoto até chegaria a olhar para ele por um momento enquanto pensaria, "Mas que merda, olha o tanto de gente morta" mas em seguida voltaria sua atenção para o caminho, mais um pouco de caminhada e por fim chegam a um pequeno porto que por sinal haviam quatro navios ancorados, três eram pequenos e simples e o último era bem grande,  um navio de guerra da marinha, enquanto isto dá para perceber um grande numero de docas no porto, no entanto todas estavam fechadas.

- Chegamos. - Diz um dos soldados que haviam acompanhado o garoto até o local, naquele momento o garoto não falaria nada.

Enquanto isto dá para perceber que o navio da marinha se encontra em horizontal e há  uma rampa de acesso ligada a ele, o que não poderia dizer dos outros que estavam na vertical e sem rampa, haviam seis marinheiros dialogando próximos da rampa, quando o garoto ia se aproximando sua presença foi notada e por fim se aproximou o suficiente para dialogar.

- Olá, você por acaso é o sargento que foi encaminhado para cá? Porque se for, o tenente te aguarda no convés do navio. - diz um deles, e parece em seguida esperar uma resposta.

“Sim sim, sou eu mesmo, fui instruído a vir aqui pois alguém havia me chamado, e eles dois estão comigo” diria o garoto confiante no que estava dizendo enquanto começaria a andar em direção ao navio, subiria então a rampa de acesso e se dirigiria ao convés do navio, caso fosse complicado chegar ao convés pediria ajuda a um dos que viram com o jovem garoto afim de chegar lá rapidamente.

Ao chegar lá ficaria na espera de quem tivesse o chamado aparecer, caso já estivesse o esperando lá apenas esperaria que falasse algo.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Narração[N/A]:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ninon
Civil
Civil
Ninon

Créditos : Zero
Warn : O azul do infinito - Página 5 3010
Feminino Data de inscrição : 20/08/2014

O azul do infinito - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 5 EmptyQui 05 Maio 2016, 8:29 am



Uma Proposta e Uma Missão



Por um instante, Kyo para da caminhar e dá um pouco de atenção para o cemitério, surpreendendo-se com o tanto de lápides. Agora no porto, é abordado por um dos marinheiros daquele grande navio, e não demora à responde-lo.

- Sim sim, sou eu mesmo, fui instruído a vir aqui pois alguém havia me chamado, e eles dois estão comigo -

- Ótimo. -

O soldado então acompanha Kyo, até a rampa, pela qual ambos sobem, chegando assim ao convés do navio. Há cinco marinheiros ali no convés, um está limpando os grandes canhões próximos da proa, um outro está sentado em uma cadeira, checando alguns rifles, dois estão conversando, mais afastados, e um observando o mar. Não demora até um senhor de idade, trajando o uniforme da marinha, aproximar-se de Kyo. E o soldado que abordou Kyo instantes atrás, é o primeiro à se manifestar.

- Senhor, este é o sargento que veio do quartel. -

- Ohhh. Perfeito, perfeito. - Fala, enquanto parece avaliar o físico de Kyo. - Eu sou o tenente Uno, é um prazer conhece-lo, garoto. -

Após uma breve pausa, ele enfim começa à explicar o motivo de Kyo ter sido convocado ali.

- Serei direto com você. Eu vim da Grand Line, para resolver alguns assuntos de grande urgência aqui no East Blue. Depois de concluído, eu estava prestes à voltar para a Grand Line. Mas ai eu lembrei, de que estou precisando de um novo sargento, já que meu último deixou o cargo alguns meses atrás. Como eu já estava aqui por perto, resolvi ancorar e conversar com o Tenente Cruzis, para saber se ele tinha algum bom sargento para me oferecer. Ai ele me indicou você, dizendo que apesar de ser novato, é bastante promissor. - Ele para de falar, para respirar um pouco, mas não demora à continuar. - Eu não irei partir hoje, ficarei nesta ilha por alguns dias, talvez uma semana. Quero saber se você irá aceitar meu convite, e partir para a Grand Line comigo... Mas não se preocupe, sem pressão, você pode pensar por estes dias e me dar a resposta depois, garoto. -

Ao terminar de explicar, ele deixa um espaço de tempo, para que Kyo possa raciocinar e pensar. Só depois de algum tempo, que ele volta à falar.

- Mas por enquanto, você ainda está sobe o comando do Tenente Cruzis, e ele pediu para eu repassar uma missão para você. Me acompanhe. - Dito isto, Kyo e o tenente Uno vão até um canto do convés, afastados dos outros marinheiros, ele então prossegue com um tom de voz mais baixo e um olhar sério. - Ele quer que você investigue um popular restaurante da cidade. O motivo é simples, muitos restaurantes tentaram se estabelecer pela cidade, mas todos sofreram incidentes duvidosos, como incêndios, ataques, dentre outras coisas. Apenas este restaurante que eu citei, que nunca sofreu nenhum destes problemas. Por isso, Cruzis suspeita que há algum envolvimento ou ligação, entre os ocorridos e este restaurante... Mas ele quer que você seja discreto, que não use seu uniforme, e que tente levantar informações úteis, faça seu melhor, descubra o que está acontecendo. Ele disse também, que pode demorar o quanto for necessário para resolver o caso, durante o período não precisa se preocupar com suas outras tarefas no quartel. Como você é novo em Loguetown, dificilmente vão reconhecer que você é da marinha, o que é uma vantagem... Muito bem, este foi o recado que ele pediu para eu te passar, alguma dúvida? -

Finalmente o velho se aquieta. Ele fica esperando alguma reação da parte de Kyo, ou alguma resposta para sua pergunta. Apesar da idade, o velho se mostra bastante disposto e falante, além de ter uma boa memória.


Tenente Uno:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Citação :
Aventuras que Narro:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras Pausadas:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Minhas Aventuras:

Em Breve
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyo
Capitão
Capitão
Kyo

Créditos : 25
Warn : O azul do infinito - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 28/03/2013
Localização : -x-

O azul do infinito - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 5 EmptyQui 05 Maio 2016, 11:05 pm


O Restaurante

O garoto por um instante para de caminhar e presta um pouco de atenção naquele cemitério ao, era de se surpreender o tanto de lápides que lá havia. Já no porto o garoto é abordado por um dos marinheiros daquele grande navio e o garoto não demora a responde-lo.

O garoto logo diz que era ele mesmo que estavam falando e que havia sido instruído a ir ao local pois alguém havia o chamado e finaliza dizendo que os dois que haviam vindo como ele, estavam com ele.

Em seguida é respondido pelo marinheiro que lá estava e em seguida acompanha o jovem garoto até a rampa, depois ambos sobem chegando assim ao convés do navio, dá para se notar cinco marinheiros ali naquele convés, um está limpando os grandes canhões próximos da proa, outro está sentado em uma cadeira checando alguns riles, dois tão conversando mais afastados e um observando o mar, eis então que um senhor de idade se aproxima do garoto, já o soldado que havia abordado o garoto instantes atrás é o primeiro à se manifestar.

Ele então apresentar o garoto dizendo que ele havia vindo do quartel, logo o senhor retruca dizendo algo positivo enquanto avaliava o físico do garoto, “O que esse cara... tá fazendo?” pensaria o garoto enquanto estaria vendo o velho olhar para ele.

Em seguida ele se apresenta como Tenente Uno dizendo em seguida ser um prazer conhecer o garoto, em seguida da uma breve pausa e logo após começa a falar, - Serei direto com você. Eu vim da Grand Line, para resolver alguns assuntos de grande urgência aqui no East Blue. Depois de concluído, eu estava prestes à voltar para a Grand Line. Mas ai eu lembrei, de que estou precisando de um novo sargento, já que meu último deixou o cargo alguns meses atrás. Como eu já estava aqui por perto, resolvi ancorar e conversar com o Tenente Cruzis, para saber se ele tinha algum bom sargento para me oferecer. Ai ele me indicou você, dizendo que apesar de ser novato, é bastante promissor. - em seguida para de falar para respirar um pouco e em seguida continua a falar - Eu não irei partir hoje, ficarei nesta ilha por alguns dias, talvez uma semana. Quero saber se você irá aceitar meu convite, e partir para a Grand Line comigo... Mas não se preocupe, sem pressão, você pode pensar por estes dias e me dar a resposta depois, garoto. -

Ao ouvir o que o que aquele velho tenente havia dito em certo momento o garoto começaria a ficar um pouco incomodado com o tanto de falas daquele velho e pensaria, “Esse velho... fala demais, mas... ele disse algo interessante, essa tal de Grand Line... talvez eu devesse ir para lá algum dia, pelo que ele disse eu fui indicado pelo Tenente Cruzis, ainda não sei se é uma boa ideia ir com ele...” ficaria pensativo o garoto sobre ir ou não com ele para a Grand Line.

Em seguida ele volta a falar que o garoto ainda estava sobe o comando do Tenente Cruzis, e que Cruzis havia pedido para que ele repassasse uma missão e logo após para o acompanhar, logo o garoto e o Tenente Uno vão até um canto do convés um pouco afastado dos outros marinheiros e então prossegue com um tom de voz mais baixo junto a um olhar sério.

- Ele quer que você investigue um popular restaurante da cidade. O motivo é simples, muitos restaurantes tentaram se estabelecer pela cidade, mas todos sofreram incidentes duvidosos, como incêndios, ataques, dentre outras coisas. Apenas este restaurante que eu citei, que nunca sofreu nenhum destes problemas. Por isso, Cruzis suspeita que há algum envolvimento ou ligação, entre os ocorridos e este restaurante... Mas ele quer que você seja discreto, que não use seu uniforme, e que tente levantar informações úteis, faça seu melhor, descubra o que está acontecendo. Ele disse também, que pode demorar o quanto for necessário para resolver o caso, durante o período não precisa se preocupar com suas outras tarefas no quartel. Como você é novo em Loguetown, dificilmente vão reconhecer que você é da marinha, o que é uma vantagem... Muito bem, este foi o recado que ele pediu para eu te passar, alguma dúvida? -  o garoto ouviria tudo que ele tinha a dizer.

Por fora estaria calmo e sério, por dentro estaria pensando, “Finalmente uma missão, ficar sem fazer missão é chato” de certa forma é o que ele pensava sobre a tal missão de investigação de um popular restaurante.

Surgiria logo uma dúvida com o garoto e então ele começaria a falar, “Quanto a esse restaurante, você sabe onde fica sua localização e qual é o seu nome?”.

Daria um espaço de tempo para que ele pudesse responder e em seguida falaria, “Com relação a ir para a Grand Line, terei de pensar mais um pouco sobre isso” finalizaria sua fala.

Em seguida bateria continência e em seguida diria, “Preciso ir começar minha missão” mas antes de se quer começar a dar alguns passos perguntaria, “Tem mais alguma coisa a me dizer ou posso ir?” perguntaria, esperaria caso ele tivesse que falar algo e depois sairia, caso ele dissesse que não teria mais o que falar sairia, sairia daquele lugar se encontraria com os dois que haviam vindo junto a ele e voltaria para o Quartel General.

Lá no quartel general dispensaria os dois dizendo, “Isso é tudo por hoje, estão dispensados” e iria para o seu quarto e trocaria sua roupa de marinheiro e boné pela convencional de capa ao qual ele se vestia antes de entrar para a marinha e em seguida iria para este restaurante.

Chegaria, se tivesse uma fila esperaria e entraria, se não tivesse entraria, sentaria em uma cadeira que estivesse vazia e caso não fosse atendido esperaria, caso fosse atendido pediria o cardápio e enquanto fingiria ler o cardápio, se manteria atento a tudo que estivesse ocorrendo a sua volta.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Narração[N/A]:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




O azul do infinito - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 5 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O azul do infinito
Voltar ao Topo 
Página 5 de 8Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Polestar Islands-
Ir para: