One Piece RPG
O azul do infinito - Página 4 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [M.E.P] Joe Blow
O azul do infinito - Página 4 Emptypor Joe Blow Hoje à(s) 09:56

» [Mini-Aventura] Joe Blow
O azul do infinito - Página 4 Emptypor Joe Blow Hoje à(s) 09:55

» Livro Um - Atitudes que dão poder
O azul do infinito - Página 4 Emptypor gmasterX Hoje à(s) 09:54

» [M.E.P] Veruir
O azul do infinito - Página 4 Emptypor Veruir Hoje à(s) 08:16

» [Mini-Aventura] Veruir
O azul do infinito - Página 4 Emptypor Veruir Hoje à(s) 08:14

» Mise en place
O azul do infinito - Página 4 Emptypor arthurbrag Hoje à(s) 07:24

» I - A Whole New World
O azul do infinito - Página 4 Emptypor Makei Hoje à(s) 07:01

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
O azul do infinito - Página 4 Emptypor Skÿller Hoje à(s) 04:45

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
O azul do infinito - Página 4 Emptypor Licia Hoje à(s) 03:45

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
O azul do infinito - Página 4 Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 03:15

» Sidney Thompson
O azul do infinito - Página 4 Emptypor Zed Hoje à(s) 01:19

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
O azul do infinito - Página 4 Emptypor Fukai Hoje à(s) 00:49

» Seasons: Road to New World
O azul do infinito - Página 4 Emptypor Ravenborn Hoje à(s) 00:26

» Hello darkness my old friend...
O azul do infinito - Página 4 Emptypor Zed Hoje à(s) 00:09

» Phantom Blood
O azul do infinito - Página 4 Emptypor Licia Ontem à(s) 23:50

» [M.E.P]Kujo
O azul do infinito - Página 4 Emptypor Kujo Ontem à(s) 23:42

» [Mini-Aventura] A volta para casa
O azul do infinito - Página 4 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 23:30

» Enuma Elish
O azul do infinito - Página 4 Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 23:07

» Xeque - Mate - Parte 1
O azul do infinito - Página 4 Emptypor Ceji Ontem à(s) 22:22

» Ain't No Rest For The Wicked
O azul do infinito - Página 4 Emptypor Hoyu Ontem à(s) 22:00



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 O azul do infinito

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : O azul do infinito - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

O azul do infinito - Página 4 Empty
MensagemAssunto: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 4 EmptySeg 21 Mar 2016, 13:10

Relembrando a primeira mensagem :

O azul do infinito.

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Marinheiro Kyo. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Kyo
Capitão
Capitão


Data de inscrição : 28/03/2013

O azul do infinito - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 4 EmptyQua 27 Abr 2016, 19:12


Missão Completa

O confronto enfim havia acabado, por mais que o garoto ainda não se desse muito bem com o cara do cabelo branco, os dois tinham feito um bom trabalho, no fim o oponente havia acabado ficando inconsciente devido a uma pancada levada pelo jovem de cabelo branco.

Então eis que o jovem de cabelo branco começa a questionar sobre a missão, naquele momento o garoto já estava muito cansado, mas mesmo assim responde que o alvo era a missão, em seguida após outra pergunta sobre amarrar o inimigo o garoto logo responde que sim, deveriam o amarrar, mas que primeiro deveria fazer algo.

Começa então uma checagem do que havia com o inimigo, o garoto consegue pegar praticamente tudo o que estava com o alvo tendo no fim da checagem por volta de 7 armas que o garoto não conhecia direito o que eram.

Por fim o inimigo estava totalmente neutralizado, “Uff, e pensar que esse maldito tinha tanta coisa guardada” pensaria o garoto ao término da checagem, o plano a seguir seria algo que o jovem mesmo havia dito anteriormente em um de seus questionamentos sobre o que fazer com o alvo.

Uma corda seria necessária para que pudesse ser amarrado, o garoto não tinha consigo uma corda, muito menos algemas para prender o alvo, “Merda, tenho que lembrar de conseguir algo para prender esses bandidos” pensaria por um momento injuriado por não ter nada do tipo naquele momento.

O garoto então perguntou ao cara de cabelo branco se havia com ele alguma corda para que pudessem amarrar o inimigo, infelizmente ele não tinha, como o garoto também não tinha o jeito era procurar alguma  em algum lugar por ali, havia ali por perto um cômodo que parecia estar em reforma, por sorte o garoto acabou encontrando, “Ainda bem que encontrei, seria complicado levar esse cara sem estar amarrado” pensaria de certa forma aliviado por ter encontrado.

Enquanto amarrava o alvo, o garoto escuta então o que o jovem de cabelo branco tinha a dizer sobre ir a algum lugar, dava para perceber que ele segurava um papel, provavelmente havia checado enquanto o garoto tentava achar uma corda para amarrar o alvo, o jovem garoto então diz que estaria tudo bem em ele ir, além disso o daria uma missão extra de achar o restante do grupo.

Se deu para perceber então que agora o jovem de cabelos brancos parecia ouvir o que o garoto falava, parecia ser um grande avanço, “Sabia que cedo ou tarde esse cara ia acabar me ouvindo” pensaria o jovem por um momento enquanto vê o garoto de cabelo branco tomar distância dele e do alvo.

O garoto precisava erguer o criminoso para o levar consigo para o QG, em certo momento se teve um pouco de dificuldade em fazer isto, no entanto com um pouco de esforço acabou sendo possível e em seguida começou a sair daquele lugar.

Por sorte não havia acontecido nada com Lin e ela estava o esperando do lado de fora, ao perguntar se o garoto estava bem, acabou não sendo respondida devidamente e o garoto apenas disse que eles iriam voltar para o QG naquele momento, percebia em seguida que ela havia balançado a cabeça positivamente.

Seguindo pelas ruas escuras o garoto utilizava de sua noção exata do tempo, “Hum... deve ser por volta de uma e trinta e cinco agora” pensaria o garoto enquanto andava referente a quantas horas seria, as ruas ainda pareciam bem vazias e o garoto não sabia por onde ir por não conhecer a cidade tão bem.

Por sorte Lin estava com ele, ela parecia conhecer bem a cidade, sendo assim ela passa a guiar pelo caminho, no fim após andar um pouco os dois se encontram de frente para o QG, enquanto o garoto chegava ele percebia que os portões iam se abrindo como se tivessem notado a chegada do garoto.

Dentro do quartel era possível notar pouca movimentação, “Hah, deve ser pelo horário” pensaria o garoto ao perceber a pouca movimentação, ao chegar a recepção logo se deparou com um Sargento, esse era desconhecido, sua aparência era de cabelo bem comprido e preto e rosto relativamente jovem, mas por alguma razão parecia não ser o que era aos olhos do garoto e por fim um crachá que constatava e ele ser o Sargento.

O garoto então disse que o alvo havia sido capturado com sucesso, em seguida aquele Sargento disse que o Tenente havia o citado seu nome em algum momento, “Espero que tenha dito coisas boas sobre mim” pensaria naquele mesmo instante, logo após continuaria a ouvir o que ele tinha a dizer, logo ele disse algo como bom trabalho e em seguida faz um sinal chamando alguns marinheiros e em seguida os diz para o levar para uma cela.

Finalmente o jovem garoto teria um pouco de descanso, Lin então puxa Kyo para um lado onde ele pudesse sentar em um dos assentos, “Ei ei ei calma ai, ai” diria o jovem garoto naquele momento onde parecia arder um pouco enquanto ela passava aquele tipo de pomada em seu rosto enquanto o garoto esperava que fosse dito algo.

Eis que o Sargento retorna e diz que quando o restante do grupo retornasse, o Tenente queria que o garoto fosse a sua sala prestar algum tipo de relatório verbal sobre a missão, em seguida após o recado ser passado ele rapidamente se retira, enquanto isto Lin continua a tratar os ferimentos do garoto, ela parecia se mostrar bastante atenciosa naquele momento mesmo sendo uma pessoa bem reservada, o garoto ainda fazia uma cara de dor quando doía um pouco.

Após bastante tempo Lin enfim termina de tratar o garoto e seus machucados, ela parecia ter boa habilidades médicas e o garoto percebe isto na hora, então o atirador de cabelos brancos enfim aparece, ele parecia estar ofegante e o garoto percebeu naquele momento que ele estava sozinho, “Droga, o que será que aconteceu?” pensaria o garoto naquele momento.

O garoto então começa a ouvir o que ele tinha a dizer, falava sobre algo inesperado, havia uma casa no endereço indicado, Nila estava lá e não tinha sido muito amigável, e que ela tinha o atacado e fugido, o lugar estava todo destruído e que havia papéis sobre marinheiros espalhados por todos os cantos, “Me pergunto se ela está sendo influenciada ou está fazendo isso por vontade própria” pensaria o garoto e em seguida continuaria a ouvir o que ele tinha a dizer falando sobre ela não ter contado toda a sua história no dia anterior no refeitório.

“O que eu faço agora nessa merda? Dois integrantes estão aqui comigo, uma idiota resolveu se rebelar e atacou um integrante do grupo, isto é, se esse cara estiver falando a verdade, ele não me disse nem o nome” pensaria o garoto enquanto ainda estava sentado, “A que se dane, não é problema meu, a missão era só caçar um cara e ela está completa, e ela tá completa” finalizaria seu pensamento enquanto se levantaria decidido a entrar na sala para começar seu relatório, mas antes diria, “Lin, veja se o garoto de cabelos brancos precisa de alguma ajuda com algum ferimento” em seguida daria um passo em direção a porta e então se lembraria, “A, quase me esqueci, você ainda não me disse seu nome, e estou muito curioso para saber qual é, então diga-me, qual seu nome?” Terminaria perguntando isto, em seguida esperaria o suficiente para que ele pudesse dizer e em seguida dizendo ou não seguiria entrando na sala do Tenente.

Abriria a porta e em seguida ao entrar a fecharia, de frente para o Tenente bateria continência e em seguida se aproximaria um pouco mais, caso fosse pedido para que ele sentasse ele o faria, caso não fosse pedido ele o faria em pé mesmo.

“A captura do criminoso que estava atacando e matando alguns marinheiros foi um sucesso, na medida do possível quase todos do grupo ajudaram com o que podiam, o atirados com sua boa percepção ajudou a encontrar rapidamente o alvo e a imobilizá-lo, Lin mesmo não tido participado da luta ajudou com os ferimentos, ela parece possuir talento para isso, quanto a mim, ajudei o atirador a mobilizar o alvo, ele não parecia ser tão forte, como dito na página que me foi entregue e constatado por mim, sua habilidade era se manter no escuro e atacar de longe utilizando lâminas que eram lançadas no alvo e que faziam cortes e eram puxadas novamente por ele, cheguei a ser cortado algumas vezes por elas, felizmente nenhum corte foi grave” terminaria então o seu quase completo relatório, mas não pararia por ali.

“Você deve estar se perguntando o porquê de eu não ter mencionado a segunda integrante mulher do grupo chamada Nila, eu não a mencionei pois em nenhum momento da missão ela esteve junto ao grupo, não sei dos detalhes mas o atirador foi até um local e disse ter a encontrado, além disso ele disse que Nila havia tentado o atacar sem motivo e em seguida fugido, sinceramente eu não faço a mínima ideia do que pode ter acontecido, sugiro que você converse com o atirador do grupo para saber mais detalhes do que pode ter ocorrido” em seguida por fim terminaria seu relatório por completo apenas esperando então que o Tenente falasse algo.

Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ninon
Civil
Civil
Ninon

Créditos : Zero
Warn : O azul do infinito - Página 4 3010
Feminino Data de inscrição : 20/08/2014

O azul do infinito - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 4 EmptyQui 28 Abr 2016, 00:48



Promoção



Os ferimentos de Kyo parecem bem melhores, agora só necessitaria de algum tempo para ficar em perfeito estado novamente, e um bom descanso. Kyo escuta tudo o que o atirador lhe diz, o que lhe faz pensar em diversas coisas e ficar se perguntando o que fazer por alguns instantes, mas o garoto consegue chegar a uma decisão, levanta-se e se pronuncia.

- Lin, veja se o garoto de cabelos brancos precisa de alguma ajuda com algum ferimento -

Ela balança a cabeça positivamente, em sinal de entendimento.

- A, quase me esqueci, você ainda não me disse seu nome, e estou muito curioso para saber qual é, então diga-me, qual seu nome? - Pergunta Kyo, se virando para o atirador.

Ele demora um pouco à responder, mas devido ao cansaço, acaba por ceder.

- Ryan... Eu me chamo Ryan. -

Lin começa à tratar dos machucados dele, enquanto que Kyo, vai até a sala do tenente, abre a porta, entrando discretamente, e a fecha após sua entrada. Bate continência e aproxima-se da mesa do tenente, ele está sentado, lendo algumas coisas, mas para de ler ao ver Kyo.

- Sente-se. -

Kyo se senta, assim como instruído. E logo começa à passar o relatório, dizendo exatamente tudo o que ocorreu. O tenente presta atenção, parece interessado, ainda mais quando Kyo começa à contar sobre Nila.

- Entendo, entendo... - Ele da uma pausa, ficando pensativo, pouco depois se levanta e começa à falar.

- Você fez um bom trabalho capturando o criminoso. Eu não citei, mas dei a tarefa para um marinheiro, de observar você, para avaliar seu desempenho como líder. Ele me deu o relatório dele pouco antes de você entrar. - Ele pausa. - Quanto ao caso de Nila, devo dizer, que para testar todo seu potencial como líder, eu coloquei três integrantes problemáticos na sua equipe, creio que você tenha notado isso. Porém, a ação que a marinheira Nila tomou é totalmente inesperado, me pergunto o porque dela ter atacado um companheiro, e mais do que isso, me pergunto o que ela fazia naquela lugar. Eu desejo saber que lugar é este, iremos mandar alguns investigadores, então sim, quando você sair, quero que fale para o marinheiro Ryan entrar. -

Ele da uma pausa, aproxima-se de Kyo e toca no ombro deste.

- Você fez um bom trabalho garoto. Quanto ao relatório do marinheiro que lhe observou. O que ele disse não foi tão satisfatório, sua nota em liderança foi cinco. Porém, seu desempenho na missão foi excelente, então meus parabéns, você será promovido para a patente de Sargento! -

Ele então pega um monte de folhas, e entrega à Kyo, junto de uma caneta.

- Preciso que assine todos esses papéis, não se preocupe, é apenas burocracia. A sua oficialização como Sargento vai ocorrer ao amanhecer, você também será instruído à seus novos deveres, como treinar novatos e aplicar testes para aqueles que desejam ingressar na marinha. Então vá descansar um pouco e esteja pronto bem cedo, será um longo dia. -

Antes que Kyo possa sair.

- Quase ia me esquecendo! - Ele vai até sua mesa, abre uma gaveta, e após pegar algo, aproxima-se de Kyo. - Aqui está, uma pequena recompensa e um pequeno simbolo que prova seus recentes trabalhos. - Ele entrega um saco com 20.000 berries e logo em seguida prende uma medalha no uniforme de Kyo. - Dispensado soldado. -


Medalha:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Citação :
Aventuras que Narro:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras Pausadas:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Minhas Aventuras:

Em Breve
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyo
Capitão
Capitão
Kyo

Créditos : 25
Warn : O azul do infinito - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 28/03/2013
Localização : -x-

O azul do infinito - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 4 EmptyQui 28 Abr 2016, 02:44


Sargento

Os ferimentos do garoto enfim pareciam estar melhores, tudo por causa da garota chamada Lin que parecia entender bem desse tipo de coisa, o garoto então daquele momento em diante parecia estar bem, mas ao mesmo tempo não estava bom por completo, precisava descansar um pouco para se recuperar por completo.

Atentamente o garoto então escuta o que o atirador diz a ele falando sobre o resultado de sua busca falando sobre coisas que faziam o garoto pensar bastante, após um tempo por fim o garoto decide e então vai em frente.

Antes de mais nada o garoto pede para Lin que veja se o garoto de cabelo branco precisa de alguma ajuda, percebe em seguida um balançar de sua cabeça que provavelmente seria um sim, o garoto então dá um passo e logo em seguida se lembra de algo, ele não sabia o nome do atirador ainda, por isso acaba o perguntando.

Ele demora um pouco para responder e o garoto espera pacientemente pela resposta, no fim ele acaba cedendo e então responde dizendo que seu nome era Ryan, o garoto então começa a andar em direção a sala enquanto Lin cuidava de Ryan.

O garoto então abre a porta da sala do tenente e logo após adentra o local a fechando já lá dentro, o garoto logo percebe que o tenente estava lendo algo e em seguida sua atenção volta para o garoto.

Então começa uma longa explicação do que havia ocorrido falando sobre a captura ter sido um sucesso, que quase todos do grupo haviam ajudado no que podiam, Lin havia ajudado com ferimentos, que ele e o atirador agora conhecido por Ryan haviam se juntado para mobilizarem o alvo, que tipo de armas o alvo utilizava.

No entanto não era só isso, havia a parte da garota chamada Nila, o garoto de cabelos azuis então explicava que ela praticamente não havia aparecido e que o atirador havia relatado que ao encontrar Nila ela havia tentado o agredir sem motivo e em seguida fugido, o Tenente parecia ter se interessado muito pela segunda parte do relatório.

O garoto de olhos castanhos então percebe que o Tenente havia falado algo sobre ter entendido e em seguida se levantado e logo após começou a falar que o garoto havia feito um bom trabalho capturando o criminoso e que  tinha dado uma tarefa a um marinheiro para que observasse o seu desempenho como líder, “Fico me perguntando como diabos alguém conseguiu nos seguir naquela escuridão... a tanto faz” pensaria o garoto naquele momento, o relatório havia sido entregue pouco antes de o garoto entrar na sala.

Ele explicou então que havia colocado três integrantes problemáticos em sua equipe crendo que o garoto havia notado isto, “É notei sim... mas acabou não dando tanto problema quanto pensei que daria” pensaria o garoto após ouvir aquilo, em seguida continuando sua explicação ele disse que o que Nila havia feito era completamente inesperado se perguntando o porquê de ela ter atacado um companheiro de equipe e se perguntando o que ela fazia naquele lugar, em seguida diz que iria mandar alguns investigadores para o lugar e em seguida adere ao que o garoto havia falado de conversar com Ryan sobre o ocorrido.

Após o ver dar uma pausa em sua fala o mesmo começa a falar sobre o relatório do marinheiro que havia o observado dizendo que não havia sido tão satisfatório, o garoto pensou naquele mesmo momento, “Claro, com dois integrantes que não ouvem o que você fala e saem por ai acabaria assim mesmo” continuando assim a ouvir o que ele ia dizendo, sua nota de liderança havia sido cinco, “Ah, não tá tão ruim assim” o garoto pensaria ao ouvir a nota.

Seu desempenho por outro lado havia sido excelente, eis que então veio a notícia, o garoto iria ser promovido para Sargento, é dado então algumas papeladas para o garoto assinar, aquilo seria mais ou menos como algo burocrático, o garoto então assinaria o que fosse necessário com a caneta que havia sido entregue a ele.

Em seguida era falado que a oficialização ocorreria ao amanhecer e que ele seria instruído a seus novos deveres como treinar novatos e aplicar testes para aqueles que desejassem ingressar na marinha dizendo em seguida pede para o garoto ir descansar, o garoto então se levanta e após dar alguns passos ouve o Tenente falar que havia esquecido de algo, o garoto então espera, o tenente então entrega um saco com uma quantia em dinheiro para o garoto que pegaria sem reclamação, em seguida prende uma medalha ao uniforme do garoto e por fim o dispensa.

Naquele momento o garoto bateria continência e logo após abrira aporta daquela sala, sairia e a fecharia já do lado de fora, iria até onde Ryan estaria e em seguida falaria, “O Tenente mandou que eu te falasse para entrar na sala dele, deve ser algo sobre a integrante do grupo Nila que enlouqueceu ou algo assim”.

Após isto começaria a andar em direção a seu quarto, o garoto precisaria se recuperar pois estava ainda não muito bem, deteria quando encontrasse seu quarto e começaria a dormir, encontrar seu quarto não seria difícil já que havia ido lá antes, não ligaria para ninguém naquele momento e apenas dormiria.

Na manhã do dia seguinte acordaria se arrumaria o máximo que pudesse e em seguida sairia do quarto e iria até a recepção, perguntaria em seguida, “Me falaram ontem sobre um lugar que tenho de ir para minha oficialização como Sargento, onde tenho de ir?” terminaria perguntando e em seguida iria para o lugar, lá faria o que fosse necessário para que o garoto subisse então para a patente de Sargento.  

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Narração[N/A]:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ninon
Civil
Civil
Ninon

Créditos : Zero
Warn : O azul do infinito - Página 4 3010
Feminino Data de inscrição : 20/08/2014

O azul do infinito - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 4 EmptyQui 28 Abr 2016, 07:38



Piratas!



As coisas na sala do tenente ocorrem bem, e a noticia de que será promovido para sargento, muito agrada Kyo. Após receber algumas recompensas, devido ao seu esforço e trabalho duro, o garoto bate continência e retira-se da sala. Se encaminha para a recepção, onde Lin e Ryan estão.

- O Tenente mandou que eu te falasse para entrar na sala dele, deve ser algo sobre a integrante do grupo Nila que enlouqueceu ou algo assim - Fala para Ryan.

- Okay. -

Recado dado, Kyo não perde tempo, segue pelos corredores do quartel, até chegar no dormitório. Por conhecer o caminho, o garoto não encontra dificuldades em chegar no lugar, e já vai direto para sua cama, que novamente está vazia. Kyo se deita, e apesar de não estar com muito sono, seu corpo está cansado, então, eventualmente acaba por adormecer.






Horas se passam, e o descanso se mostra muito reconfortante. Após a madrugada acabar, Kyo desperta, dessa vez consegue rapidamente identificar que está no dormitório, o que não ocorreu na primeira vez que dormiu ali. Por ter dormido a tarde toda no dia anterior, acabou por não dormir muito, conseguindo acordar bem cedo, assim como foi instruído à fazer.

O garoto então se dirige à recepção, agora que já está de manhã, os corredores estão bem mais movimentados, volte e meia passa por algumas duplas de marinheiros, que estão sorridentes e conversando, tudo parece bem tranquilo por ali.

- Me falaram ontem sobre um lugar que tenho de ir para minha oficialização como Sargento, onde tenho de ir? - É o que Kyo pergunta, para a moça da recepção.

- Creio que seja no pátio. - Responde ela, sorrindo discretamente para Kyo.

O garoto caminha na direção do pátio, que é outro local já conhecido pelo mesmo, portanto, rapidamente chega lá. Quando sai para fora, o sol bate em sua face, se mostrando bem presente, mesmo que tenha acabado de nascer.

Kyo avista o Tenente Cruzis logo adiante, e outros 6 marinheiros alinhados. Consegue reconhecer alguns, outros não. Dentre os que consegue reconhecer, está incluso o Sargento Doki, o sujeito musculoso que foi chamar o sargento Doki no pátio, no dia anterior, e há também o sargento que recepcionou Kyo de madrugada. Dentre as que não conhece, há três mulheres, todas ocupando o mesmo cargo dos outros três sujeitos.

- Você chegou bem na hora, Kyo. - Diz o tenente, assim que vê o garoto aproximar-se. - Eu reuni todos os sargentos daqui de Loguetown, para que vejam o mais novo sargento da corporação. - Após uma breve pausa, ele prossegue. - Durante a madrugada, eu já liguei e avisei que você estava sendo promovido, os papéis que você assinou já oficializaram tudo. Agora você só precisa fazer o juramento de proteger os civis, custe o que custar, e cantar o hino, apenas por formalidade. -

Kyo, visando adquirir a promoção, junta as pernas e fica com o corpo reto, então realiza os juramentos básicos, algo que todo marinheiro conhece, e em seguida canta o hino. Os outros sargentos batem continência, Doki com um sorriso sarcástico bem largo em sua face.

- Muito bem, meus parabéns, você agora é oficialmente um sargento! Contamos com seu trabalho duro daqui em diante. O Sargento Tomahawk vai lhe dar instruções das suas novas tarefas e obrigações, o restante de vocês podem voltar para suas tarefas! -

Após dizer isso, o tenente balança a cabeça positivamente para Kyo, e retorna para o interior do quartel, à passos largos. Os outros sargentos se dispersam com mais calma, aos poucos vão se retirando. O sargento Tomahawk é aquele que recepcionou o garoto na madrugada anterior, este mantém uma expressão de seriedade na face, sem mostrar muitas emoções, enquanto carrega duas katanas embainhas e possui um liso cabelo preto, que é bem comprido.

- Parabéns pela promoção. Você já deve saber, que agora vai ter de treinar os novatos e aplicar testes de admissão. Inclusive, podemos começar agora pela segunda opção... Hoje cedo chegou um garoto que começou à fazer o teste de alistamento, ele passou pela primeira etapa, na qual teve de fazer uma tarefa simples de limpeza, e acabou de concluir a segunda parte, na qual realizou um treino, agora falta a terceira parte, na qual tem de lutar com um avaliador que seja no mínimo sargento. Então... Acha que está pronto? - Passado alguns instantes, tempo suficiente para uma resposta, fala mais um pouco. - Ah, não sei se o tenente lhe falou, mas agora você pode mudar um pouco seu uniforme, não muita coisa, apenas alguns detalhes, além de que tem algumas vantagens, que antes não tinha. Mas vamos deixar isso para depois. O garoto está te esperando na sala de testes. -

Porém, antes que possam sair do pátio, um marinheiro chega no local correndo, ele para e se escora na parede, bastante ofegante, cansado e quase sem fôlego. Quando consegue se recuperar um pouco, puxa o ar para os pulmões e começa à falar.



- É TERRÍVEL!!! - Exclama, com os olhos arregalados e mostrando um evidente pânico. - PIRATAS!!! TEM PIRATAS ATACANDO O PORTO!!! -

- O que?!? -

De repente, um outro marinheiro surge, este vem correndo de encontro com Tomahawk, está bem apressado, mas pelo menos não grita.

- Senhor! O tenente mandou o senhor e o sargento Kyo, irem verificar o que está acontecendo, e neutralizar possíveis ameaças! Ele já enviou outros soldados para o local. -

- Entendido! - Fala, com bastante firmeza e confiança.

Tomahawk franzi as sobrancelhas, mas não parece perder a calma, começa à correr para a entrada e saída do quartel. E posteriormente para o porto.

A manhã de Kyo começa bem turbulenta, assim como sua nova vida de sargento.


Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Citação :
Aventuras que Narro:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras Pausadas:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Minhas Aventuras:

Em Breve
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyo
Capitão
Capitão
Kyo

Créditos : 25
Warn : O azul do infinito - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 28/03/2013
Localização : -x-

O azul do infinito - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 4 EmptyQui 28 Abr 2016, 19:33


De volta a ação

Tudo parecia ocorrer bem em conjunto com a notícia de que o jovem garoto iria ser promovido à sargento, o que agradava muito ao garoto mesmo tendo aquele seu mal humor, o garoto acabou recebendo algumas recompensas pelo seu esforço e trabalho duro, bate continência então e em seguida sai do lugar.

Anteriormente o tenente havia dito para que o garoto avisasse ao garoto de cabelo branco chamado Ryan, então o garoto logo se tratou de fazer isto dizendo a Ryan que o tenente havia falado que o avisasse para entrar pois queria falar com ele, e que o assunto provavelmente seria sobre Nila.

Após dar seu recado o garoto então segue pelos corredores do quartel até que chegasse ao dormitório, o garoto já conhecia o caminho, então não havia muitas dificuldades em chegar, sua cama já estava o esperando e mesmo que ele não estivesse com tanso sono, seu corpo parecia exausto, isto acabou fazendo com que o garoto adormecesse com o tempo.

Aquele descanso parecia ter vindo em ótima hora e de certa forma parecia ser bem reconfortante, a madrugada ia acabando e o garoto por fim ia acordando, dava para perceber que aquele era o mesmo dormitório ao qual havia começado a dormir anteriormente, felizmente o jovem garoto havia conseguido acordar bem cedo como havia sido instruído a fazer.

Como não sabia onde seria o lugar e havia um lugar onde ele poderia se informar sobre o QG o garoto logo faz isto e vai à recepção, pergunta então sobre qual lugar ele teria de ir para a oficialização como Sargento, logo é respondido sobre ser no pátio.

“Qual é a dessa mulher rindo pra mim? Ela acha que eu não percebi isso?” pensaria o garoto com cara de desconfiança enquanto ia se afastando em direção ao pátio, a ida até lá parecia ser tranquila já que o garoto conhecia o local e acaba chegando lá rapidamente.

Saindo pra fora o sol bate em sua face, “Hagh que merda esse sol” reclamaria em pensamento sobre o sol ter batido em sua face, o garoto logo avista o Tenente e mais alguns marinheiros alinhados, seis marinheiros para ser mais exato, junto ali estava o Sargento Doki, o sujeito musculoso que havia chamado Doki anteriormente no pátio no dia anterior, o Sargento que havia recepcionado o garoto de madrugada e mais três mulheres ao qual o garoto ainda não conhecia.

O tenente então diz que o garoto havia chegado em boa hora, diz em seguida que havia reunido todos os sargentos de Loguetown para que vissem o mais novo sargento da corporação, “Hã Sargento? A é mesmo, a promoção” pensou por um momento e logo continuava a ouvir o que o Tenente tinha a dizer, ele havia ligado e avisado que o garoto havia sido promovido e os papéis que ele havia assinado oficializaram tudo, só faltava fazer o juramento de proteger os civis custe o que custar e cantar o hino.

Visando adquirir sua promoção junta suas pernas e fica com seu corpo reto, realiza os juramentos básicos, algo que ele conhecia e em seguida canta o hino, após o término diz que o garoto é oficialmente um Sargento e que todos de agora em diante contavam com seu trabalho duro daquele momento em diante, em seguida diz que o Sargento Tomahawk iria lhe dar instruções de suas novas tarefas e obrigações.
Por fim o garoto vê o tenente balançar sua cabeça como um sinal positivo e retornar para o interior do quartel a longos passos, os demais Sargentos vão se retirando enquanto o garoto vai vendo tudo a sua volta até que fica o garoto e Tomahawk, pouco conhecido mas que já havia o recepcionado anteriormente.

Ele então parabeniza por sua promoção e logo após fala sobre os novos deveres do garoto em treinar novatos e aplicar testes de admissão falando até sobre começar pela segunda opção que seria aplicar testes de admissão, o recruta em questão já havia passado pelas duas primeiras etapas e agora só faltava a última que era a luta contra um avaliador com patente mínima de Sargento perguntando por último se o garoto estava pronto, “Fiz algo parecido para entrar na marinha, já tenho uma noção do que tenho de fazer, sim acho que posso dar conta disso” responderia a pergunta de Tomahawk.

Tomahawk em seguida fala sobre a questão do uniforme, que agora poderiam ser feitas algumas mudanças no uniforme dizendo também ter algumas vantagens, ótima informação para o garoto, procuraria saber mais depois, por fim disse que o garoto estava o esperando na sala de testes.

O garoto então por fim ia saindo do pátio quando de repente algo inesperado acontece, o garoto percebe um marinheiro chegar correndo e em seguida escorar na parede enquanto parecia estar bastante ofegante, cansado e quase sem fôlego, ao ver aquela situação o garoto logo pensaria, “Que pressa, aposto que ocorreu alguma confusão por aí” o marinheiro por fim recuperava seu folego.

Logo indagava gritando por piratas, ele parecia estar em pânico, em seguida completava dizendo que piratas estavam atacando o porto, o garoto que acabara de ouvir aquilo pensaria, “Piratas? Mas que merda, esses Piratas não dão sossego mesmo” reclamaria em seu pensamento, em seguida percebe a chegada de outro marinheiro, esse já parecia não estar tão aterrorizado quanto o outro.

Ele logo diz que o tenente havia mandado Tomahawk e o garoto Kyo irem verificar o que estava acontecendo e neutralizar possíveis ameaças, disse também que tinha enviado outros soldados para o local, “Primeiro dia como Sargento e acontece isso, que coisa” pensaria o garoto enquanto começaria a correr na mesma direção onde Tomahawk iria, utilizaria de sua corrida e aceleração para tentar nivelar velocidade tentando correr quase na mesma velocidade que Tomahawk sem tentar o ultrapassar.

Manteria atenção enquanto correria a sua frente, direita e esquerda, utilizaria caso fosse necessário de sua acrobacia para movimentação e possíveis desvios para trás, esquerda ou direita em possíveis ataques surpresa no caminho, caso fosse também necessário o garoto utilizaria de suas mão equipadas com manopla para possíveis defesas corporais em ataques com lâminas, chutes, socos, caso fosse agarrado utilizaria de potência máxima em sua força para tentar se safar tendo como plano B utilizar o próprio corpo do inimigo contra ele mesmo fazendo solavancos de esquerda para a direita chegando até a pisar em seu pé caso fosse necessário utilizando logo após de acrobacias para tomar distância.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Narração[N/A]:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ninon
Civil
Civil
Ninon

Créditos : Zero
Warn : O azul do infinito - Página 4 3010
Feminino Data de inscrição : 20/08/2014

O azul do infinito - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 4 EmptyQui 28 Abr 2016, 22:07



Alvoroço!



Kyo diz estar pronto para aplicar o teste, e já se encaminhava para o local, quando foi interrompido por aqueles marinheiros, que chegam trazendo péssimas noticias. Após as ordens serem dadas, Tomahawk começa à correr rumo ao porto, Kyo faz o mesmo, se mantendo ao lado do outro sargento, mesmo que sentindo que possa ultrapassa-lo na velocidade de corrida.

Não demora muito, para chegarem no quarteirão do porto. Conforme vão se aproximando do local, notam uma constante movimentação, diversas pessoas correndo no sentido oposto, para se afastarem do porto, todas em pânico, o que também atrapalha Tomahawk e Kyo, pois as ruas estão bem cheias.

- Ahhhhhhhhh! - - Socorrooo! - - Piratas!!!! -

Os gritos vem de todos os lados, seja quem for que está no porto, está de fato criando um alvoroço. Quando a dupla chega no local, avistam uma fileira de marinheiros, disparando com seus rifles. Adiante, há muitos outros, cruzando espadas com os piratas citados anteriormente. Logo da para se notar que são diversos piratas, mais de trinta no mínimo.

Marinheiros:
 

Há um grande navio ancorado, e conforme os piratas vão caindo, por serem atingidos por balas ou cortados pelas espadas, mais vão desembarcando. Mas uma figura notável atrai mais atenção. Um homem no convés do navio, bem na ponta, ele empunha duas espadas bem chamativas, não usa camisa, apenas uma calça azul claro, com bolinhas azuis escuras, uma capa vermelha com borda branca e um chapéu pirata, com uma caveira amarela desenhada na mesma, que também pode ser avistada na bandeira do navio.

Capitão:
 

O sujeito possui bastantes músculos, e dá um grito que todos podem ouvir, com uma voz bem máscula e grave.

- ATAQUEM!!! DERRUBEM TODOS MARINHEIROS!!! VAMOS ESPALHAR O CAOS POR ESTA CIDADE!!! GYAHAHAHAHAHAHA!!! -

- Ayyy!!! - Todos os piratas acatam as ordens, e continuam à se espalharem pelo porto.

Aquele provável capitão do bando, salta do navio, caindo no centro de um monte de soldados armados com espadas. Ele então abre um largo sorriso, citando algumas palavras, que Kyo não escuta devido à distância, e então realiza um movimento, tudo o que Kyo vê, é diversos soldados indo parar longe, com cortes por todo seus corpos.

Com o apoio do capitão, os piratas rapidamente conseguem eliminar a linha de frente dos marinheiros. A linha de trás, composta a maior parte de atiradores, continuam à disparar, mas já temem o avanço daqueles piratas e alguns parecem querer recuar.

- Vá chamar reforços! - Fala Tomahawk, para um recruta que encontra-se no local, tremendo de medo. Este por sua vez, começa à correr na direção do quartel.

Tomahawk saca suas duas katanas, espadas bem diferentes daquelas que o pirata que está causando toda aquela confusão possui. E parte para o apoio dos atiradores. A situação está bem complicada, e não se sabe quanto tempo irá demorar para chegar mais reforços. O que o mais novo sargento fará, diante de uma situação totalmente desfavorável e em uma evidente desvantagem numérica? Não percam.


Mapa:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Citação :
Aventuras que Narro:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras Pausadas:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Minhas Aventuras:

Em Breve
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyo
Capitão
Capitão
Kyo

Créditos : 25
Warn : O azul do infinito - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 28/03/2013
Localização : -x-

O azul do infinito - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 4 EmptySex 29 Abr 2016, 00:33


Kyo? Quem será que realmente se juntou a batalha?

O jovem garoto dizia já estar pronto para aplicar o teste e já estava praticamente indo para o local quando do nada foi interrompido pelos marinheiros que haviam chegado trazendo notícias não tão boas, após dizerem que ordens de ambos irem para o campo de batalha havia sido dada, Tomahawk toma iniciativa e começa a correr rumo ao local, o garoto que também estava ouvindo rapidamente começa a também correr na mesma direção se mantendo ao lado do outro sargento enquanto sentia não poder ultrapassa-lo em sua velocidade de corrida.

Pouco tempo depois de sua saída do Quartel General ambos chegam no porto, ao se aproximarem naquele momento é notado pelo garoto uma constante movimentação, um número considerável de pessoas estava correndo no sentido oposto com o intuito de se afastarem do porto enquanto estava em pânico, aquele tumulto atrapalhava a movimentação do garoto e Tomahawk, “Ah droga, tem muita gente aqui, não dá pra andar direito” pensava o garoto.

Em meio a aquilo muitos gritos eram escutados de todos os lados referentes a pedidos de ajuda, gritos e citando o nome piratas, depois de passar pelo tumulto que havia sido formado ambos enfim chegam ao porto, dava para perceber que havia uma fileira de marinheiros disparando com seus rifles e mais adiante haviam outros cruzando espadas contra os piratas, “Ah merda, olha esse tanto de pirata, deve uns trinta no mínimo ali” pensava o garoto enquanto parecia impressionado por aquele tanto de piratas.

Um grande navio estava ancorado e o garoto conseguia ver bem onde ele estava, mas sua preocupação agora era o número de piratas, “O pior nem é essa estimativa, quando um é acertado mais aparecem” pensava enquanto via aquele número de piratas não diminuir, do nada então o garoto escuta alguém ao longe dizer algo, essa pessoa dizia para atacarem e derrubarem todos os marinheiros e que iriam espalhar o caos por Loguetown escutando em seguida um som vindo de todos os piratas.

A uma distância considerável via alguém saltando do navio, provavelmente este era o líder, dava pra ver que ele estava caindo no meio de um monte de soldados armados com espadas e em seguida abrindo um largo sorriso e em seguida citando algumas palavras e em seguida fazendo uma movimentação, nesse momento o garoto vê muitos soldados indo para longe com o possível impacto, não dava para ver ao certo mas eles pareciam ter muitos cortes.

Apoiados por seu capitão, o garoto via aqueles piratas tomando iniciativa e eliminando a linha de frente, a linha de traz ainda se mantinha ativa e atirando nos piratas, o garoto então escuta Tomahawk gritar para um recruta ir chamar reforços, em seguida vê o recruta começar a correr em direção ao quartel general.

Logo vê Tomahawk sacar suas armas e em seguida partir, o garoto vê que ele parte para apoiar os atirados de um lado, aquela situação estava frenética, o garoto via o que acontecia enquanto pensava no que fazer.

“Eu vou... agh agh agh agh” no momento que havia decidido e estava começando a falar que iria rumo a direção de onde o outro Sargento estaria uma interferência começa na mente do garoto enquanto ele colocava a mão a frente de sua testa que cobria até um pouco seus olhos, ela não demora mais que segundos para acabar, no entanto quando acaba uma surpresa surge, “Hah, achou que ia ficar com toda a diversão?” exclamaria o garoto, mas não era bem o garoto, seus olhos estavam mudados, sua segunda personalidade havia tomado controle de seu corpo, “Eu já sei pra onde você estava indo, mas eu não irei para lá, aquele Sargento sabe se cuidado, iremos para o outro lado” o garoto agora sendo controlado por sua segunda personalidade e escolhera então a ir pelo outro canto.

Pegaria impulso então o garoto e utilizaria de sua aceleração e corrida e pegaria o máximo de velocidade possível, caso passasse perto de alguma parede em sua ida a utilizaria para pegar impulso e em meio a isso diria, “Blue Beast” e utilizando de corrida, aceleração, luta de rua, seu estilo de boxe em conjunto a sua dupla personalidade miraria em três alvos com a técnica tentando os acertar, acertando ou não o garoto utilizaria de suas acrobacias e pularia e desviaria do que fosse preciso, em meio a isso tentaria dar golpes como socos mirando na cabeça e no queixo dos alvo mirando de baixo para cima, caso visse que seria acertado estivesse perto de ser acertado e não funcionado seu desvio com acrobacia, utilizaria de suas manoplas para aparar o golpe e continuaria a utilizando de suas acrobacias como modo de desvio para a esquerda, direita, para trás ou para cima a esquerda, direita ou trás.

Tomaria cuidado para não ser acertado por tiros de nenhum dos lados, ficaria o máximo possível sem estar no campo de visão dos atiradores, caso resolvessem juntar no garoto, o mesmo utilizaria de pulos de acrobacia para desviar para os lados ou para algum lugar favorável, caso fosse agarrado em algum momento, utilizaria de sua força para tentar sair do agarramento e em seguida voltar a utilizar de sua habilidade de acrobacia misturado com sua aceleração para ser o mais veloz possível com pulos e tudo mais para a direita, esquerda, trás e frente.

Em meio a aquilo sua segunda personalidade mantinha aquela risada estranha, mas desta vez não dava gritos de nenhuma forma, ela parecia desta vez estar mais ciente do que estava acontecendo do que antes.

OFF:
 

Técnica Utilizada:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Narração[N/A]:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ninon
Civil
Civil
Ninon

Créditos : Zero
Warn : O azul do infinito - Página 4 3010
Feminino Data de inscrição : 20/08/2014

O azul do infinito - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 4 EmptySex 29 Abr 2016, 03:24



Um difícil oponente surge!



Diante de toda aquela confusão, Kyo observa tudo com bastante atenção, e estava pronto para ir dar apoio ao sargento Tomahawk. Porém, começa à ter uma interferência em sua mente, algo parece tentar tomar o controle do seu corpo, possuí-lo, e inclusive tem sucesso.

- Hah, achou que ia ficar com toda a diversão? -  Exclama, com seus olhos já azulados. - Eu já sei pra onde você estava indo, mas eu não irei para lá, aquele Sargento sabe se cuidado, iremos para o outro lado - É o que a segunda personalidade diz, para a primeira, já no controle do corpo.

Kyo avança em grande velocidade, na direção daquela multidão. Ao passar pelos marinheiros, percebe um bloco caído no meio da rua, o que não é bem uma pedra, mas que serve perfeitamente, para que Kyo pegue impulso, citando o nome de sua técnica no processo.

~ Blue Beast ~

Já chega atingindo um pirata com um poderoso soco da esquerda para direita, que combinado com o impulso que pegou, acaba por nocautear o alvo. Mas não para por ai, atinge outros dois piratas, com socos similares, sem a vantagem do impulso, mas com força suficiente para derruba-los, embora ainda se mantenham conscientes.

Acaba por entrar no meio daquela multidão. Escuta constantemente o som de tiros, vindo de ambos os lados, mas nenhuma bala vem em sua direção. Mas não pode se dizer o mesmo dos espadachins piratas, que logo se atentam à notável presença do sargento iniciante.

- Peguem ele! - Grita um pirata.

Seguido disto, vários partem para cima do garoto, um tenta acerta-lo com um golpe de espada, verticalmente, que fica no vácuo, atingindo a lâmina do chão, devido à uma esquiva acrobática que Kyo realiza para o lado, golpeando em seguida, o queixo deste pirata, um golpe que ergue o inimigo do chão e posteriormente o lança para trás, derrubando-o no chão.

Um outro tenta atingir Kyo pelas costas, mas o garoto mostra ter bons reflexos, virando com um soco direto na face deste inimigo, lançando-o para trás e derrubando outro no processo. Alguns piratas começam à ficar irritados, outros passam à temer Kyo.

- Aquele maldito é bom... - Comenta um.

Apesar de tudo, o terceiro oponente logo surge, aproxima-se correndo e efetua um ataque horizontal com sua espada, da esquerda para a direita, mas Kyo consegue esquivar-se, saltando para trás. O garoto então avança para fazer sua sexta vítima, numa tentativa de atingi-lo com um soco na cabeça.



Seu soco de fato atinge algo, mas não é a cabeça do pirata, e sim algo duro, escuro e semi coberto por uma pelagem cinza, parece uma barriga. Ao erguer um pouco sua cabeça, Kyo nota um ser enorme na sua frente, por volta de três metros de altura, um ser que definitivamente não é um humano. Os piratas animam-se com a chegada deste novo ser.

- VICE-CAPITÂO?!?!? Ha! Agora aquele moleque não tem mais nenhuma chance. - Comenta um, em voz alta.

- Acabe com ele! - Torce outro.

- Esmague-o! - Exclama um terceiro.

Aquele ser, de estrutura colossal comparado aos humanos, chifres, corpo malhado e aparência intimidadora, se mantêm quieto, apenas observando Kyo, com um olhar penetrante, mesmo que apenas com um olho.

Aquela nova aparição acaba por distrair bastante Kyo. O ser ergue seu braço direito, fechando seu punho e então desfere um poderoso soco, mirando no torso de Kyo. O garoto não consegue se esquivar, devido à distração e surpresa repentina, mas tenta defender-se no último instante, com uma tentativa de bloqueio, usando suas manoplas. Entretanto, aquele humanoide possui bem mais força que o garoto, lhe atinge e o arremessa para trás, longe o suficiente para se colidir com um dos atiradores da marinha, derrubando ambos no chão.

- Eeeeeeee! - O grito de comemoração vem da maioria dos piratas, que avançam e começam à dizimar os atiradores. Alguns destes marinheiros começam à recuar.

O grande humanoide começa à caminhar à passos lentos e pesados, na direção de Kyo, que ainda está caído no chão.

Enquanto isto, o sargento Tomahawk consegue abrir caminho até o capitão daqueles piratas.

- Acha que pode me derrotar? GYAHAHAHAHAHA! - Zomba do sargento, novamente com sua risada bem alta.

Porém, Tomahawk parece não ligar, mantém sua postura séria, e avança na direção do pirata, ambos começam à trocar constantes golpes de espadas, chocando umas nas outras. Sem descanso e em grande velocidade, continuam nessa disputa, afastando qualquer outro pirata daquele duelo.

Enquanto isto, Kyo tem maiores preocupações, o vice capitão daquele bando, parece que será um grande obstáculo no seu caminho. Os aliados se reduziram à apenas Tomahawk, que está ocupado lutando mais adiante. Kyo encontra-se cercado por piratas bem no começo da rua, embora eles pareçam estar querendo ver o mesmo ser esmagado pelo humanoide, portanto, apenas assistem, com largos sorrisos.

Por enquanto, nenhum sinal dos reforços. E a situação parece complicar cada vez mais. Como Kyo liderá com a situação? E como fará para vencer, aquele poderoso oponente?


Humanoide:
 

Status:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Citação :
Aventuras que Narro:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras Pausadas:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Minhas Aventuras:

Em Breve
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyo
Capitão
Capitão
Kyo

Créditos : 25
Warn : O azul do infinito - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 28/03/2013
Localização : -x-

O azul do infinito - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 4 EmptySex 29 Abr 2016, 15:36


Kyo? A segunda personalidade aterrorizante

O garoto observa com bastante atenção o que estava acontecendo, ele estava praticamente pronto para ir ajudar o sargento Tomahawk, no entanto sem aviso prévio ou qualquer outra coisa sua mente começa a sofrer mudanças, era sua segunda personalidade tentando tomar controle de seu corpo, e inesperadamente consegue.

Sarcasticamente após tomar o controle ela pergunta se ele iria ficar com toda a diversão, neste momento ela já havia tomado o controle e os olhos do garoto haviam ficado azulados, em seguida diz que sabia para onde ele estava indo, mas não iria para lá, e que aquele Sargendo sabia se cuidar, então decide ir para o outro lado, dizendo então para a primeira personalidade.

O garoto então avança com grande velocidade na direção da multidão, passando pelos marinheiros percebe um bloco caído no meio da rua, não era bem uma pedra mas servia perfeitamente para o que ele queria fazer, o jovem garoto então utiliza da mesma para pegar impulso logo citando o nome de sua técnica secreta no processo.

Ativa assim a técnica Blue Beast e chega assim atingindo um pirata com um poderoso soco de esquerda para a direita combinado com impulso que havia pegado, acaba então nocauteando o alvo e não para por ai pois logo após atinge mais dois piratas com socos similares só que agora sem impulso, mas sua força era suficiente para os derrubar ainda que os mesmo se mantivessem conscientes.

Ao entrar no meio da multidão o garoto escuta o som de vários tiros vindo de ambos os lados mas por sorte nenhuma bala vinha em sua direção, não poderia ser dito o mesmo dos espadachins piratas que haviam visto o garoto.

Gritavam em algum momento com o intuito de alguns piratas tomarem sua atenção para o garoto, em seguida é justamente o que acontece, vários partem para cima de Kyo, um tenta acerta-lo com um golpe de espada na vertical ficando logo no vácuo devido ao garoto esquivar utilizando de sua acrobacia o lado, logo após golpeia o queixo do pirata, golpe potente este que ergue o inimigo do chão o lançando para trás e o derrubando no chão.

Outro pirata tenta o atingir pelas costas, devido a ter bons reflexos vira com um soco direto na face do pirata o lançando para trás e derrubando o outro no processo, com sua movimentação prejudicando os piratas, os mesmo começam a ficar irritados, alguns até passam a temer o garoto fazendo até com que um comentasse algo referente ao garoto ser bom.

O terceiro oponente então surge, se aproxima correndo do garoto e efetua um ataque horizontal com sua espada da esquerda para a direita, felizmente o garoto consegue esquivar do ataque enquanto saltava para trás, em uma tentativa de o atingir com um soco em sua cabeça o garoto então avança.

Seu soco realmente era para atingir a cabeça de um pirata, mas não é o que acontece, ele acaba acertando algo que parecia ter grande resistência e ser coberto por uma pelagem cinza parecendo uma barriga, ao erguer um pouco sua cabeça o garoto vê o que era, tinha por volta de três metros de altura e definitivamente não era um humano, “Ótimo, quem foi que convidou o projeto de demônio pra festa?” pensaria naquele momento.

Os piratas pareciam se animar com a chegada daquela aberração o chamando de vice capitão dizendo que o garoto não teria a menor chance, outro dizia para o monstro estranho acabar com o garoto, já outro dizia para o esmagar.

Aquele ser de tamanho consideravelmente alto, com cifres, corpo malhado e aparência estranha para o padrão dos humanos parecia ter um olhar penetrante mesmo que com apenas um olho.

Aquilo parecia ser o bastante para distrair o garoto mesmo que por um curto momento, que é o suficiente para seu avanço e em seguida com seu braço direito, fechando seu punho desferir um poderoso soco no garoto mirando em seu torso, não conseguindo esquivar devido a sua distração e surpresa repentina acaba sendo acertado, por efeito disto é jogado bem longe chegando a colidir com um dos atiradores da matinha derrubando ambos, "Hah" sairia sonoramente de sua boca ao colidir com um atirado.

Escuta ao longe o grito que parecia ser de comemoração da maioria dos piratas enquanto avançavam e começavam e dizimar os atiradores fazendo até alguns marinheiros recuar.

Percebe então que o grande humanoide começa a caminhar em sua direção enquanto ainda estava caído no chão, logo a aberração pergunta se o garoto achava que poderia derrota-lo dando uma risada bem alta no fim de sua fala.

O garoto estava sozinho e ainda por cima cercado de piratas, mas o maior problema na verdade seria aquela aberração, já que os demais pareciam apenas querer assistir o que aquele monstro iria fazer.

Se levantaria então enquanto olharia para aquele monstro e diria enquanto manteria aquela risada amedrontadora junto a seus olhos azuis, “Se eu acho que posso te derrotar? Você pode até ser grande, mas sua queda será o seu fim aberração” diria em voz baixa e em seguida manteria sua atenção a seu redor, mas focaria sua atenção na aberração.

Desde seu primeiro passo começaria a correr em velocidade máxima em sua direção, ativaria em seguida sua técnica dizendo em voz baixa, “Blue Beast”, visaria todos os golpes na aberração, utilizaria do primeiro golpe para tentar chamar sua atenção e em seguida utilizaria de sua acrobacia e movimentaria até que chegasse encima sua cabeça onde caso ele tentasse se balançar o garoto seguraria em seus chifres para se assegurar de não sair daquele lugar, caso a aberração tentasse acertar o garoto, o mesmo utilizaria de suas manoplas para aparar o golpe, caso tentasse o agarrar utilizaria de sua força em potência máxima para tentar sair do agarramento, enquanto encima de sua cabeça gastaria os dois golpes restantes na região de sua testa e na região de seu único olho que funcionava.

Em meio caso estivesse para cair utilizaria de sua acrobacia para segurar em um de seus longos braços para tomar impulso e em seguida iria de encontro a sua face, desta vez caso não tivesse conseguido acertar o seu olho que funcionava ou tivesse o acertado e tivesse surtido pouco efeito o faria agora, caso tivesse conseguido acertar seu olho que funcionava  e tivesse surtido efeito tirando sua visão, focaria em sua testa e em meio a seus dois olhos, em meio a isto se seguraria novamente em seus chifres.

Se manteria lá o maior tempo que pudesse, como dito anteriormente utilizaria de esquiva se movendo para a esquerda, direita, frente e trás e desviaria de possíveis ataques, quanto a possíveis agarramentos utilizaria de esquivas misturadas com acrobacias e caso um golpe fosse mesmo o acertar utilizaria de sua acrobacia e pularia no momento certo em um de seus braços fazendo movimentação e voltando em seguida para sua cabeça, caso em algum momento ele ficasse irritado e tentasse cair de costas o garoto se manteria a frente de seus chifres visando não ser derrubado, caso em algum momento  a aberração ficasse irritada e resolvesse dar de cara no muro o garoto se manteria na parte de trás de seu chifre visando não ser acertado e tomar dano pelo impacto do muro.

Para o plano B caso não conseguisse se manter em sua cabeça o garoto utilizaria de acrobacias misturadas com sua velocidade quase que instantânea e desviaria para a esquerda, direita trás e caso fosse necessário utilizaria de acrobacia e pularia para segurar em um de seus braços para sair de algum golpe potente que o faria voar para longe e voltaria para o chão onde misturaria seus golpes com sua habilidade de acrobacia e velocidade enquanto visaria acertar socos em sua face, olhos, em meio a seus olhos, e sua testa.

Técnica Utilizada:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Narração[N/A]:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ninon
Civil
Civil
Ninon

Créditos : Zero
Warn : O azul do infinito - Página 4 3010
Feminino Data de inscrição : 20/08/2014

O azul do infinito - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 4 EmptySab 30 Abr 2016, 00:59



Surgem os Reforços



Mesmo após levar aquele poderoso golpe, Kyo não se deixa abater. Se levanta, observa a situação em que se encontra, a segunda personalidade pensa escutar o mink falar algo, quando na verdade, a fala vem do capitão daqueles piratas, e que nem é direcionada à Kyo e sim ao outro sargento, Tomahawk. Isto mostra, que a segunda personalidade não está acostumada em se manter ativa e no controle por tanto tempo, ainda está se adaptando à tudo aquilo. Com uma risada amedrontadora, se pronuncia em voz baixa.

- Se eu acho que posso te derrotar? Você pode até ser grande, mas sua queda será o seu fim aberração -

Kyo então avança na direção do mink, fazendo total uso de sua velocidade e agilidade, enquanto cita algumas palavras em voz bem baixa, que ninguém escuta, além dele mesmo.

~ Blue Beast ~

E mais uma vez, Kyo faz uso de sua melhor técnica até então. Não tem alcance para atingir a cabeça do alvo alvo no primeiro golpe, mas realmente consegue atrair a atenção do grandão, após atingi-lo na barriga. Quando o chifrudo se agacha, para tentar agarrar o marinheiro com sua mão, Kyo dá um salto, misturado com movimentos acrobáticos, assim conseguindo chegar na larga cabeça do oponente.

De fato, a grande criatura se incomoda com isto, e começa à balançar sua cabeça, numa tentativa de derrubar Kyo. Porém, o sargento da marinha se segura em ambos os chifres, e consegue se manter ali. O jovem desfere seu segundo soco contra a cabeça do humanoide, bem forte, que o faz parar de balançar. Em seguida, Kyo escorrega pela face do mink, e tenta um soco no olho avermelhado do mesmo. Porém, a criatura move-se para o lado, e o último soco energizado pela técnica de Kyo, acaba por acertar apenas próximo do olho, mas ainda assim em seu rosto.

- VICE-CAPITÂO!!! - Exclama os piratas, espantados com a cena.

Com essa sequência, Kyo começa à cair para um lado, enquanto que o humanoide, começa à cair para trás, seus pés aos poucos se erguem do chão, e seu corpo vai se inclinando para trás, conforme vai caindo. Mas Kyo não se mostra satisfeito, aproveitando que todos seus ataques tiveram um pouco de sucesso, se agarra na mão do humanoide, e em um movimento complexo, pega impulso e se lança para frente, com o intuito de chegar até a cabeça do oponente, mas o humanoide não chega à cair, ele estabiliza os pés no chão e fazendo bastante força, começa à evitar que seu corpo continue à inclinar-se. Logo, empurrando seu torço para frente, vai erguendo-se, em um movimento forçado para frente.

- PARE... - Uma voz bem grossa e ameaçadora surge, vinda do humanoide.

De repente, quando Kyo estava indo na direção da cabeça do mink, vê que na verdade, a cabeça dele que está vindo na sua direção. Não tem chances de se esquivar, por estar no ar, ainda tenta golpear o olho do humanoide, mas é atingido por uma potente cabeçada, antes de conseguir desferir seu golpe.

- ... DE ME ATACAR!!! - Completa, exclamando bem alto e irritado.

O garoto é lançado longe, espantando os telespectadores, seu corpo quica três vezes no chão, antes de parar no meio da rua. Não tem nem chance de tentar se levantar, quando já nota o mink fazendo algo, ele enfia ambas as mãos no chão, tão forte que começa à rachar parte do solo. - Aaarrrrrrrrr! - Ele começa à exercer toda sua força, mesmo longe, Kyo pode sentir a pressão exercida por ele.

Mas antes que ele possa terminar de fazer, seja lá o que tinha em mente. Um grito se espalha pela rua, vinda detrás de Kyo.

- FOGO! -

Balas de canhão são disparadas e vão na direção do grande mink, a primeira atinge na parede, ao lado do mesmo, causando assim uma explosão e espalhando uma densa fumaça cinza pela área. A segunda bala explode ao atingir o chão, lançando vários piratas longe. - Ahhhhhh! -

Reforços:
 

Kyo então percebe que se trata dos reforços, que finalmente chegam ao local. Vários marinheiros começam à aparecer, carregando espadas, rifles e até mesmo canhões. Começam à avançar, colocando pressão nos piratas. O som de disparos são constantes, assim como o de espadas se cruzando.

Enquanto isto, o duelo de Tomahawk contra o capitão daqueles piratas, chega ao seu fim, pois, durante a troca de golpes constantes, com um belo movimento, o pirata consegue desarmar o sargento, atingindo a espada deste e arremessando-a longe. Claro que, Tomahawk ainda possuía uma espada em mãos, mas fica difícil defender-se dos golpes de duas, ainda mais por não ser experiente em Ittoryu. Acaba por ser derrubado, após levar um golpe na cabeça, que o pirata dá com o punho de sua espada.

- Eu adoraria continuar esta briga. Mas parece que a situação complicou, vocês tem umas arminhas bem perigosas por aqui. - Fala, provavelmente se referindo aos canhões de rodinhas e aos rifles, mas ainda com um grande sorriso estampado na face. - RECUAR! TODOS PARA O NAVIO! -

Após as ordens serem dadas, os piratas de fato começam à recuar, subindo no navio um após o outro, por uma rampa de acesso, que dá no convés. Alguns piratas ficam para trás e tentam conter o avanço dos marinheiros, mas o esquadrão é bem grande e alguns passam, começando à invadir o convés do navio, trocando golpes com os tripulantes, assim que conseguem subir. O grande Mink retorna ao convés do navio, junto da maioria dos piratas, o capitão também sobe, porém, os marinheiros também vão subindo, o que atrapalha eles de partirem.

- Não deixem que eles escapem! - É algo constantemente dito, pelos marinheiros que encontram-se na linha da frente.

Enquanto isto, o sargento Tomahawk permanece inconsciente. Um marinheiro ajuda Kyo à levantar-se.

- Você está bem? - Pergunta ele, preocupado.

Kyo pode sentir o cansaço se mostrar bem presente. Apesar de agora estarem em uma relativa vantagem, aquele bando pirata possui dois poderosos integrantes, e aqueles que tentam subir no convés, pela rampa de acesso, acabam por serem derrotados assim que pisam no navio. E já é possível se ver a ancora sendo puxada. Os canhões de rodinhas, encontram-se bem para trás, estão se aproximando lentamente, e por enquanto não possuem alcance para atingir o navio. O que Kyo fará?


Atualização do Mapa:
 

Status:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Citação :
Aventuras que Narro:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras Pausadas:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Minhas Aventuras:

Em Breve
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyo
Capitão
Capitão
Kyo

Créditos : 25
Warn : O azul do infinito - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 28/03/2013
Localização : -x-

O azul do infinito - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 4 EmptySab 30 Abr 2016, 17:19


Kyo? A segunda personalidade que decidiu ainda não querer ser desativada

Após levar aquele poderoso golpe, o garoto não se deixa abater, com grande persistência e força de vontade se levanta em seguida, enquanto observava a situação onde se encontrava, sua segunda personalidade pensou ter escutado aquela aberração falar algo, no entanto a fala vinda de outra pessoa, mais precisamente do capitão que comandava todos os piratas, não era para o garoto e sim para o outro Sargento, naquele momento, a sua segunda personalidade não estando acostumada a se manter ativa e no controle por tanto tempo ainda tentando se adaptar a aquilo tudo acha que estava falando com o garoto.

Em seguida se pronuncia em voz baixa, dizendo que aquela aberração até podia ser grande, mas que sua queda seria o seu fim, em seguida o garoto avançou em direção ao mink, utilizou de sua velocidade e agilidade naquele momento enquanto ativava mais uma vez sua técnica, falou então em voz baixa o nome de sua técnica.

Eis então que o garoto faz uso de sua melhor técnica até então, infelizmente não tinha alcance para atingir a cabeça do alvo em seu primeiro golpe, mas acaba atraindo sua atenção ao conseguir atingir sua barriga, assim que o mink agacha para tentar agarrar o jovem garoto utilizando de um salto misturado com movimentos acrobáticos consegue chegar em sua cabeça.

A criatura parece ficar bastante incomodada com isso começando em seguida a balançar a cabeça tentando derrubar o garoto que vendo isto se segura em ambos os chifres conseguindo se manter ali, em seguida o jovem Kyo desfere seu segundo soco contra a cabeça daquele Mink, o impacto parecia ter sido bem efetivo já que o havia feito parar de balançar, logo após isto o garoto escorrega pela face da aberração e tenta dar um soco em um de seus olhos, para ser mais preciso era no olho avermelhado que funcionava, infelizmente o garoto acaba errando o soco pois na hora o monstro se move para o lado e o ultimo soco feito pela técnica do garoto acaba acertando próximo aos olhos daquele Mink, mas ainda assim em seu rosto.

Daria para escutar um pouco mais adiante gritarem dizendo algo sobre vice capitão, o que de certa forma faria sentido já que esse inimigo era bem diferente das outras pessoas, pelo tom de seus gritos eles pareciam estar bem espantados, e com razão, estavam vendo um garoto bater em um monstro daquele tamanho.

Com essa sequência o garoto começa a cair pera o lado enquanto de o Mink começa a cair para trás, seus pés aos poucos se erguem do chão enquanto seu corpo vai inclinando para trás conforme sua caída vai se tornando eminente, o garoto ainda não parecia satisfeito com aquele resultado e então aproveita que todos os seus ataques haviam tido um pouco se sucesso e se agarra na mão daquele Mink, em um complexo movimento o garoto pega impulso e se lança para frente com o intuito de chegar na cabeça daquela aberração, enquanto isto o humanoide não chega a cair, ao invés disso ele começa a se estabilizar firmando seus pés no chão fazendo bastante força evitando que seu corpo continua a inclinar em seguida empurrando seu torço para frente erguendo um movimento forçado para frente, uma das dificuldades de ter todo aquele tamanho.

Da pra ouvir então aquele monstro dizer para o garoto parar, mas aquilo não poderia parar o jovem garoto naquele momento, quando o garoto começa a visar novamente acertar os olhos daquele Mink percebe que sua cabeça começa a vir na verdade em sua direção, por estar no ar não havia uma forma de esquivar daquilo, tenta então golpear o olho do humanoide e acaba sendo atingido por uma potente cabeçada antes de conseguir desferir seu golpe.

Em seguida ouvindo ele terminar sua frase enquanto o jovem garoto é lançado para longe, seu corpo vai quicando pelo chão a fora três vezes, “Hah hah hah” exclama o garoto enquanto quicava no chão, o garoto parecia não ter nem chance de se levantar quando de repente notou que o Mink fazia algo, enfiou então ambas as mãos no chão tão força que começava a rachar parte do solo, percebia que ele exercia grande força sobre aquilo, “Exibido de merda, fazendo coisas desnecessárias” pensava a segunda personalidade do garoto.

A pressão de sua força podia ser sentida ao longa até por Kyo, mas antes que ele pudesse terminar de fazer o que tinha em mente, o garoto consegue ouvir um grito se espalhar pela rua vendo de trás dele.

Tal grito dizia fogo num tom de artilharia e em seguida dá para ouvir vários grandes barulhos, balas de canhão estavam sendo disparadas em direção a aquele grande monstro, a primeira atinge a parede ao seu lado causando uma grande explosão sem seguida e espalhando uma grande e densa fumaça cinza pela área, logo após a segunda bala explode ao atingir o chão enquanto lança vários piratas longe.

Aquilo se tratava dos reforços e o garoto logo percebe isso, “Demorou mas chegaram” pensava o garoto enquanto via chegarem os reforços, logo após isto percebe vários marinheiros começarem a aparecer carregando espadas, rifles e até mesmo canhões começarem a avançar colocando pressão nos piratas, dava para ouvir o som de disparos constantes e de espadas se cruzando.

Enquanto acontecia isto, ao longe estava no fim da batalha de Tomahawk contra o capitão dos piratas, Tomahauk havia sido desarmado, ainda restava uma espada em sua mão, no entanto era complicado defender com apenas uma espada golpes de duas, e acaba sendo derrubado após levar um golpe na cabeça feito com o punho da espada de seu inimigo.

O jovem garoto escuta ao longe sonoramente alguém dizer para recuarem e voltarem para o navio, ordens dadas os piratas então começam a recuas subindo em seguida no navio um após o outro, alguns estava ficando para trás para deter o avanço dos marinheiros mesmo que não conseguindo direito e alguns conseguindo subir e invadir o convés do navio.

Em meio a isto dava para ouvir dizerem para não deixarem os piratas escaparem, Tomahawk parecia estar inconsciente e um marinheiro havia vindo o ajudar a se levantar, dava para perceber enquanto era ajudado que a maioria que conseguir invadir era jogada para fora.

“To bem to bem”, diria o garoto naquele momento enquanto se levantaria, o garoto naquele momento pareceria estar bem cansado, mas mesmo assim diria, “Vá ver como está o Tomahawk, ele está mais a frente” finalizaria então sua fala.

Ainda com sua personalidade ativa diria para os que estivessem manejando os canhões, “Atirem! Afundem esse navio! Não deixem que eles escapem!” Por mais que o garoto estivesse cansado, sua segunda personalidade ainda estaria enérgica e pareceria ainda estar longe de ser desativada.

Apenas ficava junto aos demais vendo o que aconteceria com o navio, não faria nenhum movimento precipitado, pelo menos não por enquanto.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Narração[N/A]:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




O azul do infinito - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 4 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O azul do infinito
Voltar ao Topo 
Página 4 de 8Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Polestar Islands-
Ir para: