One Piece RPG
O azul do infinito - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [M.E.P.] Bonny
O azul do infinito - Página 2 Emptypor Bonny Hoje à(s) 18:48

» [MINI-Bonny] FishBone!
O azul do infinito - Página 2 Emptypor Bonny Hoje à(s) 18:44

» [E.M] - Lista de Desafios e Prêmios
O azul do infinito - Página 2 Emptypor War Hoje à(s) 18:21

» [Ficha] Joe Blow
O azul do infinito - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 17:29

» Joe Kisame Blow
O azul do infinito - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 17:28

» Forxen Dalmore
O azul do infinito - Página 2 Emptypor Madrinck Dale Hoje à(s) 17:01

» (Mini-Aventura) Prólogo
O azul do infinito - Página 2 Emptypor Makei Hoje à(s) 16:35

» [M.E.P.] Yuki
O azul do infinito - Página 2 Emptypor Makei Hoje à(s) 16:34

» Mini-Aventura
O azul do infinito - Página 2 Emptypor Makei Hoje à(s) 16:33

» Cap.1 Deuses entre nós
O azul do infinito - Página 2 Emptypor Thomas Torres Hoje à(s) 15:45

» Um novo tempo uma nova história
O azul do infinito - Página 2 Emptypor new man reformed Hoje à(s) 15:27

» Cap. 2 - The Enemy Within
O azul do infinito - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 15:21

» Xeque - Mate - Parte 1
O azul do infinito - Página 2 Emptypor Ceji Hoje à(s) 15:18

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
O azul do infinito - Página 2 Emptypor Milabbh Hoje à(s) 15:14

» [MINI - Gates] O Pantera Negra
O azul do infinito - Página 2 Emptypor Gates Hoje à(s) 09:20

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
O azul do infinito - Página 2 Emptypor Handa Hoje à(s) 02:45

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
O azul do infinito - Página 2 Emptypor Misterioso Hoje à(s) 01:46

» Enuma Elish
O azul do infinito - Página 2 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 01:09

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
O azul do infinito - Página 2 Emptypor Narrador de Evento Hoje à(s) 00:32

» II - Growing Bonds
O azul do infinito - Página 2 Emptypor Vincent Hoje à(s) 00:23



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 O azul do infinito

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : O azul do infinito - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

O azul do infinito - Página 2 Empty
MensagemAssunto: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 2 EmptySeg 21 Mar 2016, 13:10

Relembrando a primeira mensagem :

O azul do infinito.

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Marinheiro Kyo. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Kyo
Capitão
Capitão


Data de inscrição : 28/03/2013

O azul do infinito - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 2 EmptyTer 29 Mar 2016, 23:47


O mar (5)

A situação parecia estar bem complicada, aquele homem desconhecido realmente havia caído na água que provavelmente estaria bem fria naquela noite ao qual só fazia ser pior para o garoto que não conseguia de certa forma uma visualização de onde o homem estaria.

Kyo então conseguiu arrumar uma boia e amarrar em uma corda, sua determinação só não era maior do que seu mal humor por estar fazendo aquilo e um bocado de raiva.

Para sua sorte, alguém parecia ter ouvido seu chamado, um marine havia aparecido respondendo aos gritos ao qual havia dado anteriormente, felizmente ele havia falado que avisaria ao piloto para dar a volta e em seguida saísse correndo.

Todos os preparativos pareciam ter sido feitos, o jovem garoto já estava pronto, ele conseguia então amarrar uma das pontas da corda na boia e a outra no parapeito do navio, devido aos poucos ferimentos ao qual ainda tinha, sentia um momentâneo incomodo seguido de adrenalina.

Os gritos do homem ainda podiam ser ouvidos, e foi justamente isto que ajudou o garoto que em seguida lançaria a boia em sua direção, infelizmente não parecia ser o suficiente para se aproximar do homem na água, o que causaria uma cara de desaprovação por parte do garoto.

Mas aquilo não era o suficiente para sua desistência, bravamente então o garoto se jogou ao mar junto a sua boia amarrada em uma corda após anteriormente a puxar de volta, ao cair na agua foi finalmente comprovado que estava muito fria, felizmente mesmo com os ferimentos era possível dar braçadas para ir em direção ao homem.

Por grande inconveniência a corda parecia ter chegado ao seu limite, “Haaaaaaa drogaaaaaaaaaa!” gritaria o garoto ao perceber que estava  ainda a uma distância considerável do homem, surpreendeu-se logo após ouvir mais um grito vindo daquele homem, parecia estar bem próximo, devido a agitação da água parecia ficar mais claro onde o homem em questão estava.

Sem pensar duas vezes o garoto desamarraria a corda da boia e em seguida utilizando de toda a sua força dando braçadas na agua iria em direção ao homem enquanto dizia, “Aguenta ai! Não desista! To chegando!”, tentaria ir o mais rápido possível.

Caso conseguisse chegar a tempo, com uma de suas mãos seguraria o homem e em seguida diria, “Consegue utilizar os pés? Me ajude a nos levar de volta ao barco, vamos.” Bateria então com os pés para ganhar um pouco de velocidade de volta ao barco, caso o homem afundasse e Kyo visse ser possível mergulhar, o faria para trazer o homem de volta a superfície e pegar novamente a boia segurando o homem na outra mão.

Caso não fosse possível desamarrar a corda e o garoto visse ser possível chegar ao homem sem ela, daria braçadas com força e bateria com força suas pernas ganhando impulso e um pouco de velocidade para chegar ao homem, conseguindo chegar ao homem agarraria o mesmo com uma de suas mãos e em seguida batendo com seus pés fortemente na agua e utilizando a outra mão para as braçadas faria o possível e o impossível para voltar ao navio, caso o homem afundasse e o garoto visse ser possível mergulhar, o faria para trazer o homem de volta a superfície segurando o homem  em uma de suas mão e batendo fortemente as pernas para se manter sem afundar.

Gritaria “Aqui! Estamos aqui! Aqui!” como forma de tentativa de saberem mais ou menos onde os dois estariam enquanto o garoto se esforçaria utilizando o que fosse possível de sua força e a de quem ele estivesse salvando se possível para se aproximar do navio.

Caso fosse efetivo no fim ajudaria o homem e a ele mesmo a chegarem no objetivo de subir novamente ao navio tomando cuidado para não ir de frente para o navio e sim ao lado do mesmo.

Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Degar
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Degar

Créditos : Zero
Warn : O azul do infinito - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 23/08/2015
Localização : Las Camp

O azul do infinito - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 2 EmptySeg 04 Abr 2016, 22:06


Kyo fez bem em soltar a corda e nadar o mais depressa possível para chegar ao homem. No momento em que estava salvou ao marine percebeu que ele já estava sem força, e se demorasse mais alguns segundos o bêbado não iria resistir a força do mar.  Kyo fez uma pergunta quanto a situação do homem, mas ele não respondeu devido ao cansaço, demonstrando que não teria como ajudar o Full Buster. Porém Kyo pode perceber que o barco já estava próximo a eles, e pode ouvir a voz do Sargento Jonhson, apesar de não ter entendido as palavras. Full Buster gritou como forma de tentarem localizar o local em que estava, e teve a sua confirmação quando uma luz forte iluminou o local onde estava. O barco se aproximava cada vez mais, e ao perceber isso o marine bêbado disse em momento de força: -Por favor não conte a eles que eu estava bêbado. Ninguém me viu bebendo além de você! O barco chegou próximo a eles, e muitos marines realizaram a locomoção dos dois para o convés.

Quando os dois estavam seguros no barco, o Sargento Jonhson chegou próximo dos dois e começou a falar com o marine que estava anteriormente bêbado. Pois aparentemente ele já estava normal, talvez devido ao susto que tinha tomado. -Soldado Marvis, um dos seus colegas me disse que você estava com uma garrafinha de bebida alcoólica. Se isso for verdade, mostra a causa de todo esse acidente. Pois uma pessoa que bebe não tem controle sobre o seu corpo, e eu sei pelo soldado que foi avisar para o barco retornar que o Kyo pulou na água para lhe salvar.  Todos os marines olhavam para o Sargento e o tal Marvis,  o clima parecia pesado no local. -Agora eu quero saber, é verdade ou é sua palavra contra a dele? Kyo você percebeu se ele estava bêbado? Se realmente você estava consumindo bebida alcoólica Marvis, você será expulso da marinha, além de ficar um tempo preso pela sua conduta inapropriada. Desta forma o futuro daquele homem estava nas mãos do Full Buster. Ele iria seguir as leis da marinha ou omitiria que o Marvis estava bêbado? Se Kyo falasse que ele estava embriagado, outros marines iriam jogá-lo em uma cela no mesmo momento. Porém se o Full Buster mentisse, o Marvis continuaria fazendo seu trabalho normal.
_________________________________________________________________________

Muitos dias se passariam depois daquele episodio. E os dias seriam normais e entediantes para Kyo, porém ele estaria curado de todos os seus ferimentos. Mas em uma manhã algum marine gritaria: LONGUETONW!!!! . Em poucos minutos o barco estaria atracado na ilha, e ao perceber isso, o Sargento Jonhson falaria para todos. -Façam suas tarefas por aqui, que mais tarde vai ser realizada uma inspeção por mando dos superiores. Vou até a base, e vocês vão ser coordenados pelo Cabo Carlos. Kyo, quero que você me acompanhe! O Sargento sairia do barco e partiria para a base da Marinha.
Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyo
Capitão
Capitão
Kyo

Créditos : 25
Warn : O azul do infinito - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 28/03/2013
Localização : -x-

O azul do infinito - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 2 EmptySeg 04 Abr 2016, 23:20


Loguetown

Aquela noite parecia conturbada, aquele tolo homem havia caído na agua por um descuido quase fatal de estar bêbado, francamente se o garoto não estivesse ali as chances de sua morte seriam bem maiores, uma situação dessas nunca havia ocorrido antes com o garoto.

Felizmente já na água conseguiu soltar a corda que estava amarrada na boia e por intermédio disto ir o mais rápido possível ao resgate do homem, acreditava-se no momento que o homem não iria aguentar muito, o jovem garoto havia tentado conversar com ele em algum momento a fim de uma possível comunicação com o mesmo, infelizmente ele acabara não respondendo.

No meio tempo o barco acabou se aproximando e logo após o ocorrido, um grito do Sargento poderia ser ouvido naquele meio tempo, “O que diabos esse cara acabou de dizer?” pensaria o garoto enquanto continuava seu resgate ao homem, por sorte do garoto, uma forte luz acabaria marcando o local onde o homem estaria, o que posteriormente ajudaria muito no resgate.

Enquanto mais se avançava no resgate, tudo parecia ir se resolvendo pelo caminho, em um certo momento, se pode escutar aquele homem dizer algo como um favor de não contar que ele estava bêbado, e dizendo que ninguém havia visto além do garoto, “Sabia, tava muito suspeito” pensou o garoto.

Eis que finalmente o homem e o garoto conseguiram voltar ao barco, havia muitos marines ajudando na locomoção dos dois para subir, já seguros no barco, o garoto percebeu uma movimentação, o Sargento estava chegando para falar com o marine que o jovem havia resgatado, “Qual é, pulei nessa merda de agua fria, nadei pra caralho com a porra da boia e você vai falar primeiro com esse cara?” pensou enquanto via o Soldado falar com o homem.

Ao ouvir um pouco mais o que o Soldado dizia, percebeu que haviam dito algo sobre uma garrafinha de bebida e por fim falar algo sobre o garoto e sobre ele ter pulado na agua para o resgatar, de repente  todos começavam a olhar para o garoto, “Hah que merda, pensei que seria uma viagem tranquila, ai esse mané resolve olhar a temperatura da água de perto, e agora, bem, me tornei o centro das atenções, que desnecessário” pensou o garoto “Pelo menos tive um pouco de ação, numa merda de água fria mas fazer o que” finalizou seu pensamento.

Em seguida era a vez de fazer as perguntas para o jovem garoto Kyo, “Lá vem...” pensou o garoto com sua cara natural e séria de sempre, ia ouvindo o que o Sargento iria dizendo e por fim dando uma bronca no cara, “Eu tava tirando um cochilo aqui por perto, quando acordei, me levantei e então vi esse homem, ele passou por mim e ocorreu um solavanco, provavelmente por causa das ondas, então ele caiu no mar, se ele estava carregando alguma coisa com ele, eu não vi, acredito ser apenas um acidente, talvez ele estivesse com sono ou algo assim” terminaria então sua explicação.

Aquele garoto não gostava de ir contra a marinha, mas naquele caso era de seu entender que aquilo serviria de lição para aquele homem nunca mais fazer coisas do tipo em seu trabalho novamente, perder um homem por algo daquele tipo era desnecessário, então o que era certo para o garoto naquele momento seria defender o homem, não o entregar, quem sabe futuramente ele não se tornasse um formidável aliado.

Dias iam se passando depois do ocorrido no mar, “De volta a chatice” pensaria Kyo com sua cara nada feliz, felizmente seu corpo já havia voltado ao normal, sem machucados e dores, podia se mover livremente, eis que passado muito tempo o garoto ouviu alguém gritar algo sobre a cidade a qual estavam indo, faltava pouco para chegar, “Finalmente essa viagem ta chegando ao fim, que tipo de cidade deve ser Loguetown?” pensaria o garoto, passado algum tempo enfim o barco chegou.

Ouviria então o Sargento dizer algo sobre inspeção por mando de seus superiores, “Agora é com aquele cara, não ajudei nem atrapalhei com relação ao que estava com ele, o que vai acontecer com ele dependerá apenas dele” pensaria o garoto e então ouviria em seguida o Sargento falando algo sobre o acompanhar, “Sim senhor” diria o garoto Kyo enquanto batia continência e em seguida o acompanharia rumo provavelmente da marinha, no caminho prestaria atenção no que pudesse não perdendo o foco de o seguir.

OFF:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Narração[N/A]:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Degar
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Degar

Créditos : Zero
Warn : O azul do infinito - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 23/08/2015
Localização : Las Camp

O azul do infinito - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 2 EmptyTer 05 Abr 2016, 19:36



Kyo em sua decisão sobre o futuro de Marvis, preferiu que o homem não fosse punido. Ele acreditava que seria uma grande e injusta sanção, constatando que seria também uma perda para a Marinha.  

Já com o navio atracado em Longuetown, Full Buster seguiu o seu superior Sargento Jonhson. As ruas de Longuetonw estavam movimentadas, mas não foi impedimento para que eles chegassem rápido na base da Marinha. Sargento Jonhson foi guiando Kyo no grande Quartel da Marinha. O Full Buster podia perceber que aquela base tinha muitas salas e muitos equipamentos. Andando ele notaria que naquele local era apenas mais um soldado, e que também haviam muitos sargentos, que davam ordens aos seus subalternos. Depois de um tempo eles chegaram até uma grande sala de recepção. Uma mulher de cabelos pretos e pele clara era quem estava com a função de secretaria. Em cima da porta da sala privativa era possível ver um placa com o nome “Tenente Cruzis”, a quem devia pertencer o cômodo. O Sargento Jonhson se aproximou da secretaria que vestia um uniforme da marinha e disse: -Sou o Sargento Jonhson, e gostaria de falar com o Tenente Cruzis. A mulher pegou o den den mushi, e depois de se comunicar com o Tenente, disse que os dois poderiam entrar, Jonhson puxou Kyo para adentrar com ele.  

O local era grande, mas tinha a aparência comum de um escritório da Marinha. Um marine com um grande rabo de cavalo preto e óculos escuro estava próximo da porta. Seu uniforme mais sofisticado indicava que ele era o Tenente Cruzis, e ele tinha manoplas em forma de leão sobre os ombros. Jonhson bateu continência para o seu superior e esperava que o Full Buster fizesse o mesmo. O Tenente falaria após os dois terem demonstrado o devido respeito: -Descansar! Vejo que chegou bem da longa viagem Sargento Jonhson. Vou mandar alguém fazer a inspeção no seu barco logo. E quem é o soldado? O Tenente parecia ser uma pessoa rígida, e olhava para Kyo com seriedade. O Sargento prontamente respondeu a pergunta do seu superior: -Este soldado é Kyo Full Buster senhor. E acredito que ele mereça um teste para que possa se tornar Sargento. Jonhson contou brevemente para Cruzis as realizações que Full Buster tinha executado. E o Tenente com a mesma expressão seria disse: -Fui informado por Shells Town sobre ele. E realmente ele merece um teste, ainda mais depois que você me disse que ele salvou esse tal soldado Marvis. Também fui informado que você ainda não recebeu o seu salário devido. Cruzis foi até a sua mesa e pegou um envelope, e jogou na direção do Full buster para que ele pegasse, e o Tenente se pronunciou novamente.  -Seu salário soldado. Agora assine aqui informando que você recebeu o seu pagamento. E nesse outro papel você tem a faculdade de assinar. Ele indica que você aceita participar do teste para sargento, e que concorda com todos os danos que pode ocorrer a você no exame para Sargento da Marinha. Você aceita soldado Kyo Full Buster? O Tenente falaria aquelas palavras com um tom firme e forte. Agora o garoto tinha a chance de se tornar Sargento, porém era preciso passar no teste que Cruzis citou.
Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyo
Capitão
Capitão
Kyo

Créditos : 25
Warn : O azul do infinito - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 28/03/2013
Localização : -x-

O azul do infinito - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 2 EmptyTer 05 Abr 2016, 20:35


Chegada em Loguetown

Anteriormente no resgate do homem que havia acidentalmente caído na agua, o garoto havia agido por impulso afim de o salvar, felizmente seus esforços não haviam sido em vão e no fim conseguiu salvar o homem, por fim acabou ajudando o homem duas vezes a não se dar mal.

Enfim um novo capitulo se iniciava agora em Loguetown, após o garoto ser chamado por seu superior começou em seguida a o seguir, enquanto olhava para os lados percebia como estava movimentado, “Caramba, tem muita gente” pensaria o garoto enquanto seguia o Sargento, não parecia ter muitos obstáculos até chegar na base.

Enquanto o Sargento o guiava por aquele lugar, dava pra perceber um grande número de salas e vários equipamento “Esse lugar parece ser bem grande, espero não me perder aqui, seria uma situação bem chata” pensaria Kyo no mesmo momento, muitas pessoas seriam notadas no caminho pelo garoto, ali naquele lugar ele um entre muitos.

Eis que o jovem garoto e o Sargento chegaram em um tipo de lugar onde recebiam pessoas, o jovem garoto continuava apenas observando enquanto via o nome Tenente Cruzis escrito encima da mesa, em seguida pode ser ouvido o Sargento se identificar e em seguida querer falar com esse tal Tenente Cruzis.

Em seguida o Sargento puxou Kyo para dentro junto a ele, “Ei calma ae cara” pensou o garoto enquanto era puxado, o lugar para onde o garoto e o Sargento haviam ido parecia ser bem grande mas com uma aparência normal, eis que uma pessoa desconhecida apareceu, provavelmente do jeito que estava seu uniforme ele era alguém importante.

O garoto via então o Sargento bater continência para aquele cara, para mostrar respeito faria o mesmo naquele momento, em seguida um diálogo seria feito, eles pareciam ser conhecidos um do outro, ao perguntar sobre quem era o garoto, o mesmo mantinha uma pose seria enquanto o Sargento explicava quem era ele.

Certo momento foi falado algo sobre fazer um teste para algum tipo de promoção e sobre pagamento, jogado na direção do garoto que pegaria o mesmo em seguida e guardaria em um de seus bolsos se fosse possível, em seguida seria pedido para que ele assinasse em algum lugar sobre ter recebido o pagamento, assinaria então o lugar que fosse pedido, em seguida sem pensar muito assinaria a outra folha sobre participar do teste.

Ao termino de assinar tudo que fosse necessário, o garoto olharia para o Tenente e em seguida diria, “Aceito, o que tenho de fazer?” diria o garoto.

Caso estivesse com sua manopla equipada não precisaria ir checar sua bagagem para a pegar e então apenas se preocuparia com o teste a ser feito para sua futura mudança de patente que não estaria tão longe de acontecer.

Caso estivesse sem sua manopla perguntaria, “Onde estão as minhas bagagens? Tem algo lá que preciso pegar” iria então até onde estivesse suas bagagens, pediria ajuda a alguém para chegar lá caso fosse preciso, chegando lá se equiparia com suas manoplas e em seguida iria fazer algo a respeito de seu teste.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Narração[N/A]:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ninon
Civil
Civil
Ninon

Créditos : Zero
Warn : O azul do infinito - Página 2 3010
Feminino Data de inscrição : 20/08/2014

O azul do infinito - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 2 EmptySex 22 Abr 2016, 16:15



O Teste



Tudo ocorre bem na sala do tenente, Kyo mostra respeito pelo mesmo, assim como o Sargento. A conversa se desenrola de forma muito boa para o soldado da marinha, que após receber a recompensa de seus trabalhos recentes, prestados à organização, recebe também uma folha, acompanhado de uma pena úmida, burocracia necessária para se tornar um sargento.

Kyo não pensa duas vezes em assinar o pedaço de papel, e se mostra bem disposto, pois assim que termina, já busca por mais informações.

- Aceito, o que tenho de fazer? -

É o que o jovem marinheiro pergunta, enquanto o Tenente recolhe o papel agora assinado. Ainda com uma postura séria, ele responde.

- Muito bem... Agora você deve esperar um pouco na recepção, logo te chamarei. -

Dito isto, o tenente aguarda que Kyo saia da sala, para ficar a sós com o sargento e provavelmente conversar sobre algo confidencial.




Caso Kyo acate as ordens e saia do escritório do tenente, levando consigo suas manoplas, praticamente já estará na recepção, local onde há uma atendente, que o recepcionou há poucos instantes atrás. Agora, provavelmente na recepção, um lugar espaçoso e com algumas cadeiras próximas da parede, Kyo nota que há apenas uma pessoa sentada nessas cadeiras, uma garota marinheira, ela parece pensativa, enquanto a atendente trabalha em uma papelada e atende alguns den den mushi.

O jovem precisa esperar, seja sentado ou de pé, e os minutos vão passando, o que pode trazer algum desconforto. A outra marinheira, que encontra-se sentada, agora não está mais distraída e pensativa, e sem muito o que fazer, puxa assunto com Kyo. Em relação à sua aparência, é pouca coisa menor que Kyo, mas aparenta ser poucos anos mais velha, embora ainda assim seja jovem. Usa o fardamento padrão da marinha e tanto seus olhos, quanto seu cabelo curto, possuem a coloração azul, porém, o cabelo é um azul escuro e os olhos um azul meio acinzentado.

- Ei. - Inicia, chamando à atenção do jovem. - Belas manoplas, imagino que você seja um bom lutador, estou certa disso? -

Da apenas o tempo de uma resposta, até o Sargento Jonhoson surgir e começar à falar com Kyo.

- Kyo, o tenente está lhe chamando. E à você também. - Diz, voltando suas últimas palavras para à marine que ainda encontra-se sentada. - E boa sorte no teste! - Completa, com um sorriso descontraído, embora seu olhar mostre uma certa ansiedade.

A marine se levanta e encaminha-se até a sala do tenente, sendo que, Kyo pode fazer o mesmo, afinal, nada está lhe impedindo.




Com o provável acato das ordens, por parte de Kyo, agora estará mais uma vez, no interior do escritório do Tenente Cruzis, o qual encontra-se sentado em uma cadeira bem confortável, observando alguns relatórios acima de sua mesa. Mas não demora nada, até o tenente pronunciar-se.

- Soldado Kyo e Nila, ambos vieram de bem longe e espero que tenham uma boa estadia aqui em Loguetown... Kyo, você veio apresentando resultados bastantes agradáveis recentemente, e acreditando que você já está pronto para subir um degrau, você fará o teste para se tornar um sargento. Diferente do teste que foi em sua admissão, na qual teve de realizar alguns treinos e tarefas simples, tal como uma luta, agora você está prestes à entrar em um cargo de mais responsabilidade, no qual terá a tarefa de treinar outros marinheiros, o que significa que você precisa ter ao menos um senso básico de liderança e comando. -

Após o discurso, relativamente grande, o tenente toma um copo d'água que repousa sobe sua mesa, para logo continuar e concluir o que tinha à dizer.

- Sendo assim, o teste para sargento, irá ver se você está pronto para ser um líder. Você irá comandar um pequeno grupo de marinheiros, em uma missão aqui em Loguetown, os detalhes dela encontram-se nesta folha aqui. -

Ele revela uma folha, mas não entrega de imediato para Kyo, antes ele começa à falar com a outra marinheira ali presente.

- Quanto à você Nila, pelo que fui informado, você se alistou e foi aceita também no quartel de Shells Town, porém, foi movida para cá simplesmente por excesso de pessoas, e não possui nenhuma experiência ainda como marinheira. Pois bem, você irá participar da missão liderada por Kyo, espero que se saia bem. -

- Entendido! - Responde ela, com bastante firmeza.

Após finalmente terminar, o tenente estende o papel com as informações da missão, na direção de Kyo, com o intuito de fazer com que este pegue, e só diz mais algumas coisas.

- Há mais dois jovens marinheiros que estão incluídos nesta missão, eles já aguardam a chegada de vocês no refeitório. Dispensados! -

Aquele seria o começo de uma prova nada fácil, na qual não só seria avaliado o desempenho de Kyo na tarefa, como também sua capacidade de liderança e comando, afinal, estava subindo na hierarquia e ao mesmo tempo que isso vá trazer muitas vantagens, também trará bastantes obrigações e deveres.

.
Folha:
 

Nila:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Citação :
Aventuras que Narro:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras Pausadas:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Minhas Aventuras:

Em Breve
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyo
Capitão
Capitão
Kyo

Créditos : 25
Warn : O azul do infinito - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 28/03/2013
Localização : -x-

O azul do infinito - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 2 EmptySex 22 Abr 2016, 17:44


O teste derradeiro começa

O jovem garoto parecia estar um pouco desconfortável naquele lugar enquanto ouvia o Tenente o dizer para esperar do lado de fora na recepção para em seguida ser chamado novamente, “Hah... francamente, to vendo que isso ainda vai demorar” pensara o garoto enquanto ia saindo daquela sala.

Junto as suas manoplas após sair da sala foi de encontro à recepção, tal lugar era bastante espaçoso, mas não parecia causar muito espanto ao que daria um breve suspiro ao sair, ao olhar para os lados acabou percebendo uma nova presença, alguém ao qual ele nunca havia visto antes.

Como parecia que iria demorar bastante, o jovem garoto optou por se sentar “Droga, porque tá demorando tanto?” pensaria enquanto estivesse indo em direção ao lugar para se sentar, com o passar do tempo o garoto começou a se sentir um pouco desconfortável com aquela espera justamente naquele lugar onde ele não conhecia sequer um pouco.

O tempo seguia enquanto o garoto estaria sentado naquela cadeira, eis que em certo momento a garota começou a puxar assunto, até aquele momento o garoto ainda não havia reparado nela, e então a partir do momento em que começou a puxar assunto rapidamente foi possível perceber alguns de seus aspectos como olhos e cabelos azuis.

“É o que tenho pra hoje...” responderia o garoto Kyo, a resposta seria dita em um tom meio descontraído e com cuidado para não parecer em um tom mais agressivo.

Eis que após terminar sua resposta enfim foi chamado pelo tenente, “Finalmente” pensaria enquanto daria um suspiro de leve, se levantaria em seguida voltaria para o escritório, enquanto dentro da sala era possível perceber alguns papéis encima da mesa, o que naquele momento não era de muita importância.

Ouvia então o que o Tenente ia falando, sua longa fala não parecia atrapalhar a atenção que o garoto daria a mesma, em seguida foi falando sobre o teste que o garoto teria de fazer e em seguida revela uma folha com o que era para fazer, na verdade aquele teste havia acabado de se transformar em uma missão, “Isso, finalmente vou fazer algo, ficar parado por ai é chato” pensaria enquanto mesmo parado e prestando atenção por fora estaria por dentro comemorando aquilo.

A folha ao qual era para entregar ao garoto foi segurada por mais um tempo enquanto ele falava com a garota que tinha o nome Nila agora conhecido pelo garoto ao ouvir anteriormente seu nome ser dito, finalmente as explicações havia sido finalizadas e tudo mais, e com isso o papel com que havia os detalhes da missão foi entregue ao garoto que sem pestanejar.

Ouviria então o Tenente dizer mais algumas palavras sobre dois jovens que também  estavam incluídos na missão e em seguida o dispensar, bateria então continência como sinal de respeito e em seguida sairia daquela sala com o papel em mãos, checaria então após sair e não ficar no caminho de quem precisasse passar em algum lugar mais tranquilo como um banco ou cadeira ao qual havia sentado antes o conteúdo daquele papel.

“Ameaça Noturna...  todas as noites e madrugadas... marinheiros que fazem  patrulha... atacados... alguém ou alguma coisa muito furtiva... houveram... uma ou duas mortes... maioria das vezes... saem com ferimentos... não se sabe a origem desses ataques... segundo os relatórios... tudo orquestrado por um único ser... além de furtivo, é bem ágil... usa uma adaga ou garras para atacar.... devido às avaliações dos ferimentos tratados” terminaria assim sua leitura completa da folha de preferência em voz bem baixa apenas para o garoto e mais alguém como aquela garota também pudesse ouvir.

“Hora de ir atrás dos jovens marinheiros mencionados pelo Tenente, ah que chato, nem sei como chegar lá” pensaria o garoto enquanto voltaria sua atenção a atendente e a perguntaria, “Onde fica o Refeitório?” caso fosse respondido seguiria em seguida para lá, caso conseguisse chegar lá em seguida procuraria os dois jovens marinheiros,  olharia para todos os lados a procura dos mesmos.

Caso os encontrasse sentaria junto aos mesmos e caso estivessem todos reunidos começaria a falar, “Me chamo Kyo e irei liderar o grupo atual para uma missão, mas antes de explicar o que teremos de fazer, gostaria de saber quem são vocês” diria diretamente para todo o grupo, em seguida ficaria na espera de que todos se apresentassem e falassem algo.

Em seguida começaria a explicar para o grupo sobre a missão, “É o seguinte, teremos que ir atrás ao que tudo indica de uma única pessoa, ainda não se sabe quem é essa pessoa e a única coisa que se tem certeza é que essa pessoa age de noite e de madrugada, já houve casos em que uma ou duas pessoas morreram, mas a maioria saiu apenas machucada, o relatório da missão também diz que essa tal pessoa é furtiva e bem ágil”

Pausaria então sua explicação e logo em seguida perguntaria, “Alguma dúvida sobre a missão?” deixaria espaço para que eles conversassem e perguntassem caso tivessem dúvida sobre algo.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Narração[N/A]:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ninon
Civil
Civil
Ninon

Créditos : Zero
Warn : O azul do infinito - Página 2 3010
Feminino Data de inscrição : 20/08/2014

O azul do infinito - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 2 EmptySex 22 Abr 2016, 20:16



O Grupo



Kyo bate continência, aparentemente conseguiu captar tudo o que o tenente lhe disse, pois prestou bastante atenção. Retirou-se do escritório, acompanhado de Nila, e foi sentar-se em uma cadeira na recepção, e a jovem sentou-se ao lado, prestando bastante atenção nas palavras de Kyo, que estava à ler o papel em voz baixa.

- Ameaça Noturna...  todas as noites e madrugadas... marinheiros que fazem  patrulha... atacados... alguém ou alguma coisa muito furtiva... houveram... uma ou duas mortes... maioria das vezes... saem com ferimentos... não se sabe a origem desses ataques... segundo os relatórios... tudo orquestrado por um único ser... além de furtivo, é bem ágil... usa uma adaga ou garras para atacar.... devido às avaliações dos ferimentos tratados -

- Parece uma missão meio perigosa. - Comenta. - Não que eu esteja preocupada. -

Kyo levanta-se e se aproxima do balcão, onde faz uma única pergunta à atendente.

- Onde fica o Refeitório? -

- Siga por este corredor à direita, vá até o fim dela, e vire para a esquerda. -

Com as instruções, tudo fica mais fácil, Kyo segue o caminho indicado, volte e meia passando por um ou outro marinheiro, ninguém que lhe chame atenção, enquanto que Nila, apenas o segue em silêncio. Não demora muito para chegar no refeitório, um lugar bem grande e com várias mesas bem compridas, repletas de cadeiras. Porém, não encontra dificuldades em achar seus companheiros ou subordinados de missão, já que o refeitório está quase que vazio, exceto por duas pessoas sentadas mais ao fundo, comendo lanches bem simples. O fato do lugar estar vazio, é que provavelmente não é horário de comer, e todo mundo está trabalhando.

Kyo senta-se em uma cadeira e junta-se à dupla, Nila faz o mesmo, e assim o grupo de Kyo está finalmente reunido. O jovem não demora à se pronunciar.

- Me chamo Kyo e irei liderar o grupo atual para uma missão, mas antes de explicar o que teremos de fazer, gostaria de saber quem são vocês. -

A primeira coisa que Kyo nota, é que não há ninguém muito velho no grupo, o que indica também que ali todos foram recrutados recentemente, ou quase isso, apesar, de ainda ser o mais novo ali, em questão de idade. A primeira à se apresentar, é Nila, sendo bem proativa e mostrando ter uma boa iniciativa.

- Eu me chamo Nila e tenho dezenove anos. Morava com minha mãe em Shells Town, mas as coisas não estavam indo tão bem, então me alistei na marinha por causa do salário e porque gosto de bater nos vilões. - Ela sorri de leve no final, sem mostrar os dentes, apenas formando uma pequena curva ao lado dos lábios, sempre mantendo uma certa seriedade.

A segunda à se apresentar, também é uma garota, ela tem uma pele clara, bem pálida, o que faz seu cabelo preto se destacar bastante, é mais liso e comprido que o de Nila, ela possui um olhar estranho, um tanto distante, como se estivesse pensando em algo, além de mostrar uma evidente preocupação. A única coisa que usa do uniforme, é o casaco, pois o restante de sua roupa é toda preta, o motivo, não se sabe.

- Eu... Me chamo Lin Ishi... E bem... É... Não há muito à se falar de mim. -

Ela fala com várias pausas, como se estivesse pensando em algo para falar, sem muito sucesso. Sua idade parece ser a mesma de Nila. Por fim, o último sujeito, um jovem de pele clara, não tanto como Lin, e de cabelo branco, se pronuncia, mantendo uma expressão de seriedade, um pouco aborrecido e sendo um tanto hostil em suas palavras.

- Só podem estar de brincadeira, você é o sargento que falaram que ia nos liderar? Você é bem mais novo que nós. Tsc... Eu já devia ter sido indicado para a promoção à semanas, e até agora nada. -

O primeiro momento do grupo não parece ser dos melhores, logo Kyo começa à explicar os detalhes da missão, do qual todos dão atenção. Quando termina de falar, o jovem aspirante à sargento, faz uma pergunta ao grupo.

- Alguma dúvida sobre a missão? -

O silêncio não dura muito. Novamente, Nila é a primeira à se pronunciar.

- E como faremos para capturar este alguém? Você tem algum plano? Porque eu não. -

- Se este cara só aparece de noite e de madrugada, então não há o que se fazer agora, pois ainda está de manhã, então vou ir para o campo de treino e depois descansar um pouco. De noite nós caça esse cara. - O sujeito de nome ainda desconhecido, levante-se da cadeira e nem espera Kyo dar suas ordens, começando à retirar-se do local, claro que o jovem ainda pode tentar impedi-lo, se achar necessário, afinal, o refeitório é bem grande.

Em meio à tudo isto, Lin fica em silêncio, apenas observando tudo e pensando em algo. Nila olha para o sujeito que está retirando-se do local e fala com ele.

- Ei, você não pode sair assim. -

Mas o sujeito apenas à ignora e continua caminhando mesmo assim.

.
Lin Ishi:
 

Sujeito:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Citação :
Aventuras que Narro:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras Pausadas:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Minhas Aventuras:

Em Breve
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyo
Capitão
Capitão
Kyo

Créditos : 25
Warn : O azul do infinito - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 28/03/2013
Localização : -x-

O azul do infinito - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 2 EmptySex 22 Abr 2016, 23:07


Conhecendo novas pessoas

Após ter lido aquela folha totalmente e saber do que se tratava, era a hora de ir procurar os demais integrantes do grupo que iria fazer a missão, então após o comentário de Nila e por não conhecer o lugar foi logo tratar de perguntar alguém onde ficava o refeitório, em seguida foi dito para ir pelo corredor à direita, ir até o fim e depois virar à esquerda.

Aquelas instruções facilitaram a vida daquele jovem garoto que após andar por um tempo sabendo onde tinha de ir acabou chegando no lugar, enquanto andava para chegar lá o garoto junto a Nila passaram por alguns marinheiros, Nila estava em silencio e o garoto percebia isso, “Certo momento pensei que ela era do tipo que fala sem parar, espero estar enganado” pensou o garoto enquanto andava.

Por fim ambos chegaram a aquele lugar, lugar grande cheio de mesas compridas repletas de cadeiras, não havia quase ninguém no lugar, olhando de um lado para o outro foi possível perceber rapidamente onde eles estavam “Ali estão eles” pensou ao avista-los e em seguida começou a ir em sua direção “Espero que nenhum deles seja chato de se lidar” pensou enquanto se aproximava.

Se sentou então juntando-se aos outros dois que estavam lá, percebeu que Nila havia feito o mesmo, o grupo estava enfim reunido, “Hora perfeita para uma apresentação formal e conhecer mais eles” pensou, logo após se apresentar e dizer algumas coisas e enquanto ouvia os mesmos, notou que todos eram bem jovens, se isso é bom ou não ele não sabia.

A primeira a se apresentar era Nila, 19 anos e morava com sua mãe em Shells Town, devido a alguns problemas se alistou na marinha e disse gostar de bater em vilões, “Interessante” pensou ao ouvir o que ela avia dito, em seguida foi a vez de Lin, ela não disse praticamente nada além de seu nome, “Hah... essa deve ser mais reservada, tanto faz, só o seu nome já basta” pensou o garoto após ouvir o que ela estava falando.

Eis que chegou a vez do último se apresentar, era um homem ou um garoto, não fazia muita diferença, começou a reclamar e dizer algo sobre ser indicado a uma promoção, enquanto ouvia, o garoto parecia estar muito irritado com sua conduta desrespeitosa, mas se mantinha apenas ouvindo o que ele estava dizendo.

Após o término apenas perguntou se tinham alguma dúvida, após um prévio silencio Nila fez sua pergunta, que foi retrucada em seguida pelo até então Sujeito que não tinha falado seu nome, por fim após falar o que tinha para falar e em seguida se levantou se mesmo esperar as ordens do garoto.

Ouviria então o que Nila diria naquele momento e em seguida ficaria de braços cruzados enquanto pensaria ainda sentado, “Sujeito chato, deveria fazer alguma coisa sobre isso... mas a prioridade agora é outra” pensado isto o jovem Kyo tornaria aquela situação feita por aquele cara totalmente irrelevante.

“A situação que ele mesmo se colocou é problema dele, temos um assunto sério para discutir agora, um plano para dar um jeito nesse cara que tá atacando os marinheiros” respiraria para pegar folego e em seguida diria, “Eu tenho um plano” em seguida daria uma pausa tempo o bastante para o caso de perguntarem qual seria o plano.

“O plano é bem simples e objetivo e espero que vocês concordem com ele, eu serei a isca, tentarei chamar a atenção desse cara, e quando ele vier para cima vocês surpreendem ele e damos um jeito nesse cara de uma vez por todas” daria novamente uma pausa tempo o bastante para falarem algo e em seguida voltaria a falar, “Sei que esse plano não é dos melhores, mas vale apena tentar” completaria dizendo.

Neste momento daria espaço para que tanto Nila como Lin falasse algo que elas precisassem falar e em seguida falaria, “Quando chegar a hora, fiquem atentas a tudo e a todos os lugares e pessoas suspeitas, essa pessoa é perigosa, e está por aí procurando sua próxima vítima, estão dispensadas, façam o que tiverem de fazer e a noite nos encontraremos na saída do QG para a cidade, não esqueçam de avisar a aquele cara que não quis se identificar sobre o que eu disse aqui".

Em seguida se levantaria e logo após começaria a andar na mesma direção ao qual aquele cara havia ido sem saber para onde estava indo, ele tinha falado algo sobre um campo de treino e o jovem garoto estava curioso para ir até esse lugar onde ele nunca tinha ido e pelo caminho conheceria mais lugares ao qual ele não havia visto antes, caso mesmo passando por vário lugares ainda não tivesse encontrado o tal campo de treino, perguntaria alguém “Onde fica o campo de treino?” e em último caso se não conseguisse dialogar com ninguém voltaria naquela mulher onde havia pedido informação sobre o refeitório e perguntaria, “Onde fica o campo de treino?”.

Chegando no campo de treino ficaria em um lugar ao qual não atrapalhasse ninguém de fazer nada enquanto ficaria olhando ao seu redor, caso aquele cara também estivesse ali por perto, cruzaria seus braços e apenas ficaria apenas observando tudo a sua volta.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Narração[N/A]:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ninon
Civil
Civil
Ninon

Créditos : Zero
Warn : O azul do infinito - Página 2 3010
Feminino Data de inscrição : 20/08/2014

O azul do infinito - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 2 EmptySab 23 Abr 2016, 01:10



Pátio



Apesar da ação negativa e indisciplinar de um integrante do seu grupo, Kyo o deixou de lado, não impedindo este de sair do refeitório. Enquanto isto, voltou sua atenção para o grupo, já tinha um pouco de opinião formada sobre cada um deles e agora era a hora de expor o seu plano.

Antes fala sobre o sujeito que saiu e depois anuncia que irá falar o que tem em mente, e assim o faz.

- O plano é bem simples e objetivo e espero que vocês concordem com ele, eu serei a isca, tentarei chamar a atenção desse cara, e quando ele vier para cima vocês surpreendem ele e damos um jeito nesse cara de uma vez por todas. -

Ambas as garotas pensam um pouco, mas logo Nila se manifesta.

- Me parece um bom plano, embora um pouco arriscado. Mas se você está disposto à ser uma cobaia, farei o possível para apoiar de longe. -

Lin Ishi não se pronuncia, mas balança a cabeça positivamente, provavelmente como um sinal de entendimento da missão.

- Sei que esse plano não é dos melhores, mas vale apena tentar - E após uma breve pausa, continua à falar. - Quando chegar a hora, fiquem atentas a tudo e a todos os lugares e pessoas suspeitas, essa pessoa é perigosa, e está por aí procurando sua próxima vítima, estão dispensadas, façam o que tiverem de fazer e a noite nos encontraremos na saída do QG para a cidade, não esqueçam de avisar a aquele cara que não quis se identificar sobre o que eu disse aqui -

- Entendido! E eu vou tentar falar com ele, quando encontra-lo. - Dito isto, Nila se levanta e logo retira-se do local.

Já Lin, volta à comer seu lanche, uma espécie de pão já pela metade, com algumas coisas dentro e suco. Kyo assim como Nila, vai embora do refeitório, e o primeiro lugar que vem à sua mente, para visitar, é o local de treinamento, mencionado anteriormente pelo sujeito de cabelo branco. Acontece que não encontra muita dificuldade para achar, pois retornando para a última bifurcação na qual teve de virar para a esquerda, agora segue pela direita, e ao fim deste novo corredor, vira à esquerda, chegando em uma porta, pela qual ao passar, se vê um pátio, ao lado de trás do quartel, onde há um grande espaço à céu aberto, embora limitado por muros.

Há diversos marinheiros treinando pelo local, alguns brigam entre si, como forma de treinar habilidades físicas, já outros atiram em alvos presos à bonecos de madeiras, alguns usam espadas de madeira e outros usam métodos mais exóticos, que confundem à mente de Kyo, além daqueles que apenas só se exercitam, com flexões ou caminhadas.

Em meio à tantas pessoas, Kyo de fato avista o sujeito da sua equipe, disparando com uma pistola contra alvos em bonecos, com bala falsa. Sua apontaria parece ser boa, apesar de não acertar sempre no centro, quase todos os tiros passam próximo disto. Kyo não tem chances de ir até ele, pois sente um leve tapa nas costas, que o empurra um pouco para frente, ao virar-se para trás, vê um cara saindo para o pátio. Este possui um cabelo roxos e olhos lilás, ambos bem chamativos, além de usar uma farda um pouquinho diferente das outras pessoas, embora continue seguindo o padrão da marinha.

- Você deve ser o garoto que ouvi falar. O tal do Sargento Jonhson me falou muito bem de você, disse que você está realizando o teste para ser um sargento. - Fala, em tom alto e descontraído, mas logo surge um sorriso um tanto sarcástico em sua face, ao prosseguir com sua fala. - Mas olhando bem de perto, você não parece ser alguém tão forte como imaginava, na verdade, parece ser apenas um jovem sonhador. Mas veja só que maravilha! Já que estamos por aqui, que tal um treino mano a mano, eu contra você? - Ele aguarda uma resposta, e isso chama à atenção de outros marinheiros nas proximidades.

Porém, Kyo nem sequer tem chance de responder, já que um outro marinheiro surge, este bem maior e mais musculoso, e fala com o de cabelo roxo, que esta abordando o jovem.

- Sargento Doki, estava te procurando por todo canto! O tenente mandou nós quatro nos reunirmos com ele, para a patrulha diária. -

- É verdade, me esqueci disto. Como isto é entediante, mas fazer o que né... - Ele olha para Kyo e prossegue. - Ei garoto! Vamos ter que adiar este treino, até outra hora. -

O homem da as costas para Kyo e retira-se, acompanhado do outro que mais parece um gorila, devido ao seu corpo malhado e seu tamanho. Aqueles que estavam prestando atenção na cena, voltam à seus afazeres e treinos, entretanto, um marinheiro qualquer aproxima-se de Kyo, é um homem moreno e mais velho, que tem o corpo em boa forma, embora não se destaque muito. Ele direciona algumas palavras para o garoto.

- Não se preocupa. O Sargento Doki é assim com todos os novatos, principalmente aspirantes à sargentos. Gosta de coloca-los para baixo e sempre busca uma forma de acabar com a imagem destes, para acabar com as chances de virarem sargentos, pois ele não gosta da ideia de aumentar ainda mais sua concorrência. Inclusive teve o caso recente daquele marinheiro, acho que o nome era Ryan, não tenho certeza, que estava quase sendo indicado para sargento, mas que o Doki tramou contra e o fez perder uma ótima chance. Se quer um conselho, fique longe desse sargento e recuse qualquer oferta dele, para não arranjar problemas, as reclamações em relação à ele são constantes, mas ele possui um dom muito valioso para a marinha e acaba saindo impune. - Com uma breve pausa, ele termina. - Bom, vou voltar para meu treino com espada, boa sorte em seja lá qual for seu teste. -

Com isso, o homem volta à treinar com uma espada de madeira, sozinho. Kyo fica ali no pátio, mas pode optar por ir para outro lugar ou até mesmo treinar. Apesar de que, se sente um pouco cansado, visto que não teve um bom descanso na noite anterior, quando ainda estava no navio. O clima local é bem agradável, bate um pouco de vento, mas não está nem frio e nem calor, o sol se mostra presente ainda assim, mas não incomoda nenhum pouco, e o cheiro de gramado é bem forte por ali.

.
Sargento Doki:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Citação :
Aventuras que Narro:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras Pausadas:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Minhas Aventuras:

Em Breve
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kyo
Capitão
Capitão
Kyo

Créditos : 25
Warn : O azul do infinito - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 28/03/2013
Localização : -x-

O azul do infinito - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 2 EmptySab 23 Abr 2016, 04:23


A missão

Deixar de lado o que o integrante masculino do grupo havia falado era o melhor a ser feito, tinham mais pessoas ali que estavam interessadas no que realmente importava, que era a missão que iria ser feita em pouco tempo.

E assim começou uma explicação básica do que seria feito, algo nada complicado e bastante simples, chamar a atenção do alvo e em seguida juntar encima dele e se possível o capturar ou dar um jeito nele de uma vez, pareciam concordar com o plano, afinal o jovem garoto seria a isca.

Continuou então sua explicação falando algumas coisas que seriam importantes enquanto agia naturalmente de certa forma no fim dizendo para avisarem ao cara que havia saído, por fim o garoto sai daquele lugar andando em direção ao local de treinamento, sem muita dificuldade não demora muito para chegar lá.

O lugar é bem aberto e tem muitos marinheiros treinando, alguns até estão brigando entre si com intuito de treinar suas habilidades físicas, naquele momento até o garoto presta um pouco de atenção e acha aquilo interessante “Hum... ótimo lugar para treinar, mas... como eu sou azarado deve ter uma pessoa bem chata por perto” também via alguns pessoas se exercitando de forma convencional com flexões e caminhadas.

Eis que ao longe o garoto avista o sujeito até então sem nome, ele estava disparando utilizando uma arma contra alvos, algum tipo de bonecos, com balas falsas, “Atirador!?” pensou o garoto, “Deve tá de brincadeira, pensei que esse cara era do tipo que resolvia tudo na mão, a não importa ele vai servir muito bem para a missão” finalizou seu pensamento enquanto via o sujeito atirando.

Enquanto resolvia dar alguns passos para se aproximar eis que o garoto sentiu um leve tapa em suas costas, quem poderia ser?, afinal o número de pessoas conhecidas ali era bem limitado, o cara parecia vestir uma farda um pouco diferente do habitual não mudava o fato de ele ter feito aquilo.

Ele então começou a falar, enquanto falava o jovem garoto Kyo pensava, “Que merda é essa cara, esse negócio de chegar dando tapa nas costas é algo chato e que incomoda, já não fui com a cara desse cara” terminou então seu pensamento quase no momento em que ele disse algo sobre um treino.

“Treino? Se tá maluco cara? To aqui me preparando pra uma missão junto a minha equipe e você vem me falar em treino?” Pensou junto a seu olhar afiado enquanto escutava, eis que em seguida alguém o veio chamar para alguma coisa, se deu para perceber então que na verdade ele era um Sargento.

Continuava com seu olhar afiado enquanto ouvia as últimas palavras daquele homem que não o agradava nem um pouco, “Idiota, da próxima vez que você me ver já terei me tornado um Sargento” pensou por um instante enquanto aquele homem dava as costas para Kyo.

Eis que alguém começou a falar com Kyo, ele parecia ser bem mais velho e moreno, falava algo sobre aquele Sargento se chamar Doki e ele pegar no pé de novatos, falou também de coisas erradas que aquele homem fazia e de armar para cima das pessoas pois não ele não gosta da ideia de aumentar sua concorrência e mais algumas outras coisas, “Fique tranquilo quanto a isso, não sou do tipo que arrumaria confusão ou confiaria em um cara como aquele, muito menos aceitar qualquer oferta feita por ele” diria o garoto já com sua opinião formada sobre aquele cara não ser boa companhia.

“Eu poderia treinar aqui, mas não acho uma boa ideia já que a próxima missão está perto de começar” pensaria e em seguida iria de encontro com aquele velho senhor que havia dito aquelas coisas antes e em seguida começaria a falar, “Ei você deve conhecer bem aqui,  sabe de algum lugar onde eu poça descansar um pouco? A viagem até aqui demorou muito” perguntaria ele, caso fosse respondido o lugar Kyo iria até esse lugar descansar até que a noite chegasse.

Caso não fosse respondido, o jovem garoto perguntaria a outra pessoa sobre onde ficaria um lugar para descansar como um dormitório ou algo do tipo onde se pudesse descansar e iria até o lugar para descansar até a chegada da noite, caso fosse preciso, iria até aquela mulher que anteriormente havia o indicado um lugar, e pediria informação de onde estaria o quarto onde foi deixado suas bagagens e descansaria lá se fosse possível até que chegasse à noite.

Quando chegasse à noite, Kyo se levantaria, se arrumaria um pouco, se equiparia com sua manopla e iria para o ponto onde ele deveria se encontrar com o restante do grupo, a saída do QG para a cidade, caso ele tivesse chegado cedo, arrumaria um lugar para esperar que os mesmos chegassem, assim que chegassem perguntaria, “Estão prontos?” enquanto ajeitaria sua manopla, sua última ação seria esperar para ver o que o resto da equipe iria dizer.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Narração[N/A]:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




O azul do infinito - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O azul do infinito   O azul do infinito - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O azul do infinito
Voltar ao Topo 
Página 2 de 8Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Polestar Islands-
Ir para: