One Piece RPG
Just Gecko XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Escuridão total sem estrelas
Just Gecko Emptypor K1NG Hoje à(s) 00:02

» Arco 4: Segredos enterrados em gelo!
Just Gecko Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 23:55

» Cap. 2 - The Enemy Within
Just Gecko Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 23:55

» Cap.1 Deuses entre nós
Just Gecko Emptypor K1NG Ontem à(s) 23:41

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
Just Gecko Emptypor K1NG Ontem à(s) 23:12

» [LB] O Florescer de Utopia III
Just Gecko Emptypor Kekzy Ontem à(s) 23:10

» Karatê Cindy
Just Gecko Emptypor Oni Ontem à(s) 22:49

» John Knudarr
Just Gecko Emptypor John Knudarr Ontem à(s) 22:42

» Seasons: Road to New World
Just Gecko Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 21:29

» [Ficha] James Howlett
Just Gecko Emptypor Lurion Ontem à(s) 21:26

» The Victory Promise
Just Gecko Emptypor Hooligan Ontem à(s) 21:07

» [FICHA] Sonny Delahunt
Just Gecko Emptypor Shogo Ontem à(s) 21:02

» The One Above All - Ato 2
Just Gecko Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 19:26

» Cap. 2 - A New Day
Just Gecko Emptypor ADM.Tonikbelo Ontem à(s) 19:03

» Bakemonogatari
Just Gecko Emptypor yaTTo Ontem à(s) 18:48

» ~ Acontecimentos ~ Cactus Island
Just Gecko Emptypor Kekzy Ontem à(s) 17:17

» Um Destino em Comum
Just Gecko Emptypor (Orochi) Ontem à(s) 17:08

» Xeque - Mate - Parte 1
Just Gecko Emptypor GM.Midnight Ontem à(s) 16:51

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Just Gecko Emptypor AoYume Ontem à(s) 16:42

» A busca da liberdade
Just Gecko Emptypor Thomas Kenway Ontem à(s) 15:23



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Just Gecko

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 59
Warn : Just Gecko 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Just Gecko Empty
MensagemAssunto: Just Gecko   Just Gecko EmptySeg 14 Mar 2016, 00:43

Just Gecko

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Gecko. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lince
Civil
Civil
Lince

Créditos : 12
Warn : Just Gecko 4010
Feminino Data de inscrição : 05/11/2013
Idade : 24
Localização : Baterilla - South Blue

Just Gecko Empty
MensagemAssunto: Re: Just Gecko   Just Gecko EmptyTer 15 Mar 2016, 00:32





1 - N0oB Gecko


Dia: X
Localização: Laboratório de E.E.

Ela fugiu???

O olhar de Galileu Nostrad não era o mais feliz. Principalmente por saber que cedo ou tarde ele teria que passar a informação para seu chefe: o renomado cientista Edgar Escher. Também conhecido por não ser uma das pessoas mais compreensivas do ramo. Na verdade, ele tinha pena dos agentes que tiveram que lidar com ele anos atrás quando o laboratório havia sido saqueado por revolucionários.

As mãos do assistente do cientista imediatamente foram as têmporas, massageando-as ao lembrar do ocorrido. O motivo de 7R não estar naquela facilidade era exatamente aquele maldito incidente. Se ela estivesse lá, ela estaria sendo monitorada assim como os outros. Mas eram 22 anos tarde para ele estar se arrependendo da decisão de E.E.

Bem, ela não fugiu exatamente. — tentava corrigir o agente que ficava cada vez mais nervoso. - Ela comunicou que ia embora e os pais dela não a mandaram ficar então aquele condicionamento dela de receber ordens não funcionou.

E eles deixaram uma mink de 22 anos simplesmente ir? — irritava-se cada vez mais Gal, que tentava tirar a mesma reação do agente que ficava mais vermelho.

Ela tem 22 anos senhor. — justificou o rapaz. — Na verdade, com aquele temperamento dela, não sei como ela não o fez antes…

E se calou perante o olhar fulminante do cientista que começava a folhear furiosamente o relatório escrito do rapaz, dando uma olhada reprovadora a cada página.

E você sabe para onde ela foi? — o olhar do homem era recriminador. “Ao menos isso você sabe?”

Sim, senhor. Ela pegou um zepelim para Micqueot no North Blue.

Micqueot? Aquela imbecil deveria saber que ilhas geladas não são boas para a espécie dela!

Não posso falar sobre isso, senhor. — respondeu o agente rápido, obviamente querendo dar o assunto como encerrado.

Vocês têm alguém em Micqueot que possa estar continuando o trabalho? — assim que Gal terminou a pergunta percebeu o quão estúpida ela era. O agente também o olhava com a sobrancelha arqueada perante estupidez. Se não bastasse a reação de ambos, o agente confirmou o óbvio.

É lógico, senhor. Estarão a postos assim que ela pisar em Micqueot. Se o senhor me permite? — indicaria o homem a porta.

Com um aceno da cabeça, Gal permitiu que o agente partisse. Provavelmente seria outro agente que ele lidaria no futuro, já que a maldita 7R havia mudado não só de ilha, mas de Blue. Dando novamente uma folheada no relatório, ignorou tudo que não dissesse sobre o estado físico e mental daquele espécime. No final, não havia nada de incomum com 7R comparado aos outros Rs, lógico, tirando sua personalidade. Pelo que ele ouvira, ela continuava a criatura insuportavelmente egocêntrica de sempre.

Descendo pelo longo corredor, Gal encontrou Escher que analisava através de um vidro algum espécime aleatório. Apontou para o relatório, mas E.E. parecia não tirar os olhos do que acontecia a sua frente.

Chegou o relatório de 7R. — após um longo tempo sem mais nada que um resmungo, Galileu resolveu continuar somente com o necessário. — Nenhuma mudança em seu estado físico ou mental. A única mudança é geográfica. — ao perceber um certo interesse do chefe prontamente concluiu. — Ela foi para uma ilha invernal. Aparentemente pelo relatório, ela pretende se juntar a Marinha.

Uhm, interessante. Até agora ela sempre ficou em ilhas quentes… Quando o novo relatório chegar, exponha outros membros do grupo R a situações frias para podermos comparar os dados.

Gal esperou por mais alguma coisa, mas depois de um minuto de silêncio do velho cientista que voltou a fazer seja lá o que fazia antes, desistiu. Com um grande suspirou ele entrou no arquivo de espécimes do laboratório abrindo a gaveta do grupo R. A pasta que puxou era um pouco diferente das outras, que só tinham um número e uma letra. Com total desinteresse ele colocou o relatório na pasta e a fechou sem olhar uma segunda vez.

7R “Gecko Armstrong”

Dia: X+1
Localização: Micqueot - North Blue
Sujeito observado: 7R - Gecko Armstrong

Qualquer pessoa teria pedido por informações, mas não Gecko Armstrong. Perdão, quero dizer, Gecko. Sim, aquela garota ruiva com algo mais era Gecko. Meio perdida, meio com frio, meio desejando ter pego mais dinheiro antes de decidir pegar um zepelin…

Ela não estava acostumada a lidar com berries. Quando pegou o dinheiro acumulado de sua mesada acreditou que 200 mil berries eram exatamente o que ela precisava para chegar a Micqueot e se estabelecer bem. Obviamente ela não contava que fosse gastar 100 mil com a passagem e mais 50 mil com agasalhos.

Agora, que esfregava de cinco em cinco minutos os braços em esperança de gerar um pouco do calor, percebia que não teria se importado em ter gasto os outros 50 mil com roupas mais quentes. Seu corpo de réptil parecia não reter o calor como as pessoas comuns e isso a aborrecia. Nunca admitiria que o corpo dela, mesmo com a mesma quantidade de roupas não se matinha tão aquecido como dos outros “comuns” que ela tanto desdenhava.

Sua língua bifurcada saiu de sua boca, um hábito detestoso, provando o ar que a rodeava lhe dando uma dica do que era aquela cidade: vinhos e uvas. Nada se comparava a Marineford na Grand Line, mas se Gecko teria que iniciar sua carreira como marinheira nos Blues, que fosse ali, em Micqueot.

Suas esclerais negras denunciaram o caminho de seu olhar que a princípio observara a estação em que se encontrava para depois ver as pessoas que a encaravam obviamente interessadas em sua figura estranha.

Gecko ergueu a cabeça, acima de reprovações, e andou com uma postura perfeita, digna dos anos de influência militar e ego exacerbado. Ela não encolhia perante nenhum dos olhares a ela dirigidos, alguém acima de reprovações.

Apesar de toda a pompa, não mudava o fato que ela continuava completamente perdida e com frio que mais incomodava do que apresentava algum risco. Shhhh… Sibilou lembrando mais uma cobra do que lagarto que era. Talvez tivessem colocando um pouco de cobra em seu DNA, mas isso era algo que a jovem não sabia… Preciso falar isso?

Seus olhos âmbar continuavam a procura de alguma placa que indicasse o caminho do Quartel General. Entretanto, a ausência das placas claramente não a impediria. Ou melhor, quando foi que algo a impediu de fazer algo?? Tá, muitas coisas, entretanto, não agora pelo menos. Ou isso eu imagino.

Se não tivesse um jeito de dela seguir sozinha para o QG, ela voltaria para dentro da estação, se é que não tinha se perdido quando tinha se afastado. Lá ela abordaria com seu jeito super gentil algum infeliz funcionário que cruzasse seu caminho, ou quem sabe, algum desconhecido na ausência de alguém da estação:

Ei! — sua voz era alta e seu tom autoritário, algo comum para alguém que tinha sido criada em ambiente militar, como eu disse, super gentil. Lógico, essa cordialidade não era tão comum para civis. — Onde posso encontrar o Quartel General da Marinha? — Assim que recebesse sua resposta ela assentiria, um misto de agradecimento e “estou nem aí”, e daria as costas imediatamente, seguindo as direções ditas por aquele que cruzou seu caminho. Que as forças do universo permitam que seja algo breve pelo bem do abordado.

A jovem de rebeldia tardia continuaria num andar num ritmo que mais parecia uma marcha até o Quartel General. Não sei se a ensinaram a andar de outro modo. É claro, seguiria se nada entrasse em seu caminho. Apesar que do jeito determinado que ela caminharia, se o obstáculo não fosse de fato alarmante, ela provavelmente não se daria ao trabalho de adiar seu grandioso destino para averiguar o que acontecia.

Se conseguisse chegar até o quartel General da Marinha o olharia de cima a baixo. Não difícil de adivinhar o motivo, afinal, o único lugar que era digno dela era Marineford, mas já que o destino não tinha sido muito favorável…

“Terá que servir…” Sorriria de canto, sua língua bifurcada novamente provaria o ar lhe trazendo a mensagem do que se encontrava ao seu redor. Ela não estava nervosa, ou pelo menos se dizia isso. Sua cauda balançava de um lado para o outro momentaneamente. Momentaneamente, pois sua mãe odiava aquele hábito e vivia a repreendendo por ele, assim que ela percebesse ou esbarrasse em algo ou alguém com ele imediatamente pararia.

Marchando, desfilando, com um sorriso nos lábios que era algo parecido com vitória e contentamento, ela se aproximaria do balcão de atendimento, se houvesse algum. Ou, quem sabe a algum marinheiro que estivesse ali presente.

Agora, ao contrário do momento perto da estação, sua atitude seria completamente diferente, pois algo lhe pesava em seus ombros. Ali tinha uma hierarquia e ela tinha que tomar cuidado com quem e como falava. Algo que anos de sermões do pai e irmãos tinham inserido profundamente em sua mente.

Senhor (a). — sua voz continuava alta e clara, entretanto, o tom de comando desaparecia, para algo estranhamente submisso. — Onde posso me alistar, senhor (a)? — breve, sem floreios. Era assim que tinha sido criada. Gecko olhava fixamente nos olhos de seu interlocutor, tentando não demonstrar nenhuma fraqueza.

Mas sejamos sinceros. Ela é Gecko e se existia alguma fraqueza ela própria a desconhecia.

Ela estava pronta para seguir as instruções e finalmente adentrar de fato aquela hierarquia e subir até onde seus pais não tinham chegado. Mas, como eu disse, ela é Gecko… Vai saber onde é que ela vai chegar?

Objetivos:
[ ] Conseguir um chicote
[ ] Entrar para a Marine
[ ] Lutar
[ ] Lutar um pouco mais
[ ] Quem sabe um procurado?
[ ] Aprender a Perícia: Meteorologia
[ ] Aprender a Perícia: Acrobacia
E quem sabe um pouco mais? - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -


OFF:
Olá!
Obrigada por me narrar! Tinha esquecido de colocar a mensagem antes x_x! Ainda estou começando a entender a personagem, então desculpe se ficou estranho ç_ç! Estou narrando ela como se eu fosse uma pessoa que está observando ela e sabe exatamente o que ela está pensando. Não é muito coerente, mas acreditei que seria mais divertido assim!
Pedi para ter lutar, pois sou péssima com elas e acho que tenho que aprender, então pode pegar pesado! Mas não tão pesado ‘desespero’ Espero que tenhamos uma boa aventura juntos!
See ya ♥


valeu @ cács!


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Lince em Ter 15 Mar 2016, 01:23, editado 3 vez(es) (Razão : Só mudei a posição do texto, coloquei a mensagem e arrumei um errinho >.<!)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milho
Civil
Civil
Milho

Créditos : 4
Warn : Just Gecko 10010
Feminino Data de inscrição : 18/02/2016
Idade : 25
Localização : East Blue

Just Gecko Empty
MensagemAssunto: Re: Just Gecko   Just Gecko EmptyTer 15 Mar 2016, 18:31

Dia X? Não... Dia D!

O frio de Micqueot parecia congelar os humanos que tinham seu sangue quentinho e suas peles coradas, além daqueles que estavam acompanhados, que se abraçavam procurando um calor maior para si. Para a Mink, a escolha foi infeliz. Aquele frio, provavelmente, poderia mata-la, afinal, seu sangue frio pode ser congelado. Ao descer do objeto voador, deu uma olhada para trás, ao sentir o frio, repensando se não era melhor voltar para “casa”. Mas não, a garota determinada saiu para iniciar sua carreira como marinheira nos Blues, em Micqueot. Mas, só de começar a andar por ali, já causou estranheza. Algumas pessoas se afastavam outra simplesmente paravam pra observá-la, afinal, um mink, ainda mais réptil, não é uma coisa que se vê todos os dias. O seu caminhar “militar”, fazia algumas pessoas caírem na gargalhada, pois conforme se movia, a sua cauda, balançava de um lado para o outro, pois era algo natural. Mas todos os olhares mudaram para um tom de desprezo misto com nojo, depois de ouvir o que ela disse.

— Ei! — sua voz era alta e seu tom autoritário, algo comum para alguém que tinha sido criada em ambiente militar. Lógico, essa “cordialidade” não era tão comum para civis.

Um senhor, já de idade, apoiado em sua bengala, se virou para responder a garota, mas já foi interrompido por outro “bradar”.

— Onde posso encontrar o Quartel General da Marinha? — Assim que o senhor passou as direções para a garota,  ela assentiu, um misto de agradecimento com “estou nem aí”, e daria as costas imediatamente, seguindo as direções ditas por aquele que cruzou seu caminho.

Já começara bem a sua fama na cidade, com encrencas. Se dependesse dos civis, a sua carreira na marinha teria descido pelo ralo naquele momento. Pena que não é... Ou será sorte? A vida prossegue. Olhou o quartel de cima abaixo, parecendo analisa-lo de cima abaixo, o que atraiu mais olhares zangados. “Terá que servir…”, é que ela pensou. Quando foi dar um passo, bateu de frente com um humano, com mais ou menos, dois metros de altura. Que a encarou e pareceu não gostar nada, nem dela “verificar a qualidade” do QG e nem do esbarrão. O brasão da marinha estava no peito do homem, então decidiu falar com ele.

— Senhor, — sua voz continuava alta e clara, entretanto, o tom de comando desaparecia, para algo estranhamente submisso. — Onde posso me alistar, senhor? — breve, sem floreios. Era assim que tinha sido criada. Gecko olhava fixamente nos olhos de seu interlocutor, tentando não demonstrar nenhuma fraqueza.

– Você?! SE ALISTAR?! GYAHAHAHAHAHA – Ele falou caindo em gargalhada e apontando para o galpão. A cara de “raiva” do mesmo desaparecia e ele continuava seu caminho. Todos no local começavam a rir junto.

O que ela faria agora? Alistar-se-ia? Sairia com o “rabo” entre as pernas? Tiraria satisfações com o grandão?

"Grandão":
 

Histórico do Lince:
 

Off:
 

____________________________________________________

É isso mesmo, Convidado, eu voltei.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lince
Civil
Civil
Lince

Créditos : 12
Warn : Just Gecko 4010
Feminino Data de inscrição : 05/11/2013
Idade : 24
Localização : Baterilla - South Blue

Just Gecko Empty
MensagemAssunto: Re: Just Gecko   Just Gecko EmptyQua 16 Mar 2016, 02:12





2 - Prideful Gecko

Dia: X+1
Localização: Quartel General de Micqueot - North Blue
Sujeito observado: 7R - Gecko Armstrong

Quando ela estava pronta para dar início ao seu mais glorioso destino se deu de encontro com algo que poderia ser muito bem ser descrito como uma muralha humana que se materializara a sua frente.

Dando um passo para trás, sem conseguir esconder a expressão zangada, Gecko provavelmente teria dito um muito mal-humorado “Olhe por onde anda!” se o homem não tivesse o símbolo da marinha estampado em seu peito.

Engolindo qualquer impropério que estava entalado em sua garganta ela perguntou, no tom adequado que seu pai lhe ensinara a falar toda vez que falava com um superior. Aparentemente o homem não sabia “porra” nenhuma de educação militar na visão da reptiliana que só ergueu a sobrancelha surpresa e desgostosa perante a reação do homem.

Você?! SE ALISTAR?! GYAHAHAHAHAHA

Surpreendentemente a garota lagarto sorriu de canto, encarando o homem com o seu mais profundo desprezo. “Patético.” Pensou antes de se dirigir ao balcão. “Como se um maromba desses pudesse me afetar.”

Bem, digamos que ele estava protegido por anos de lavagem cerebral da garota sobre seguir a hierarquia, mas se por acaso ele estivesse pendurado num desfiladeiro e Gecko fosse a única que pudesse salvá-lo… Era melhor que ele aprendesse a voar.

Esse é o problema de pessoas como Gecko. Mesmo ouvindo os risos ao seu redor nada afetava seu ego, suas costas mantinham-se eretas e orgulhosas, em nada seu olhar vacilava conforme ela se aproximava do balcão. Acima de reprovações.

Gostaria de me alistar. — diria ela a pessoa do balcão em seu tom normalmente direto e claro. — Quais são os requerimentos? — assentindo as palavras daquele que a atendia de forma a demonstrar compreensão, ela por fim diria. — Como devo proceder?

Se tivesse que preencher algo, o preencheria. Lembrando com cuidado de deixar seu sobrenome vago. Por ser uma Mink poderia dizer que não tinha um, por ser exatamente o que era.

Obrigada, senhor(a). — diria por fim, lacônica caso a explicação tivesse se dado por encerrada.

Caso ela tivesse que acompanhar alguém, ela assentiria com o olhar firme e seguiria seja lá quem lhe tivesse sido designado. É claro, nada poderia fazer se fosse o “maromba” de antes. Apesar de hierarquicamente superior a ela, e claramente maior que ela, isso não a intimidaria. Porém devo confessar que se fosse ele, Gecko provavelmente reviraria os olhos antes de seguí-lo.

E a cordialidade iria para o saco!

Objetivos:
[ ] Conseguir um chicote
[ ] Entrar para a Marine
[ ] Lutar
[ ] Lutar um pouco mais
[ ] Quem sabe um procurado?
[ ] Aprender a Perícia: Meteorologia
[ ] Aprender a Perícia: Acrobacia
E quem sabe um pouco mais? - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -


OFF:
E o medo??? kkkkkkkkkk
Brinks! Na minha visão a personagem é orgulhosa demais para ser afetada pelo comportamento do cara. Muito segura de si. Tipo, ela se tornou megalomaníaca justamente por seus pais tentarem a deixar forte contra esse tipo de humilhação. Mas até eu fiquei com dó dela ç_ç!
See ya =D


valeu @ cács!


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milho
Civil
Civil
Milho

Créditos : 4
Warn : Just Gecko 10010
Feminino Data de inscrição : 18/02/2016
Idade : 25
Localização : East Blue

Just Gecko Empty
MensagemAssunto: Re: Just Gecko   Just Gecko EmptyQua 16 Mar 2016, 21:45

Partiremos para o alistamento

A garota permanecia com sua “arrogância”, de certa forma. Entrava no quartel, querendo saber como se alistava. Mas devido ao escândalo que o grandalhão fez anteriormente, ela não precisou nem abrir a boca. O balconista, que estava terminando de rir, enxuga algumas lágrimas dos olhos e entrega o formulário a ela e diz para ela aguardar sentada, com o formulário preenchido.
Enquanto ela preenche, vão chegando mais alguns entusiasmados para se alistar também. Eles não deixam de encarar, com estranheza, a garota. A maioria evita até de sentar próximo a ela, pois não era comum Minks naquela região e era menos comum ainda, os repteis. Muitos até desacreditavam da existência deles. Mas um rapaz, com aparência de capitão apareceu.
- O alistamento vai demorar. Quem quiser ir embora e voltar depois, fique à vontade. – E deu as costas e saiu, sem dar brechas à perguntas.
O que ela faria agora? Iria embora e voltaria depois? Esperaria sentada? Seria um teste de paciência? Quais serão as próximas ações?
Histórico do Lince:
 

Off:
 

____________________________________________________

É isso mesmo, Convidado, eu voltei.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lince
Civil
Civil
Lince

Créditos : 12
Warn : Just Gecko 4010
Feminino Data de inscrição : 05/11/2013
Idade : 24
Localização : Baterilla - South Blue

Just Gecko Empty
MensagemAssunto: Re: Just Gecko   Just Gecko EmptyQua 16 Mar 2016, 23:13





3 - Stubborn Gecko

Dia: X+1
Localização: Quartel General de Micqueot - North Blue
Sujeito observado: 7R - Gecko Armstrong

Uma pessoa pode responder de várias formas a rejeição. Pode chorar, ficar com medo, se retrair, ir embora, procurar companhia, puxar conversa ou… Nem perceber o que estava acontecendo.

Gecko olhava com certa hostilidade e desafio para cada um dos candidatos, os analisando de cima a baixo. Eles se sentarem afastados dela, o que para a mink era um mero indício que eles estavam com medo dela e a consideravam uma adversária a altura, se já não estavam completamente derrotados.

Mas não era só o que ela fazia. Quando não estava encarando seus adversários com hostilidade, estava revisando pela milésima vez o formulário. Checando minuciosamente para não deixar nenhum indício de quem era sua família.

Eles eventualmente descobririam, o serviço de inteligência da Marinha era muito bom. Mas se ela pudesse adiar isso, para que pudesse ser tratada por quem era e não por quem são seus pais a princípio já estaria vitoriosa.

Foi quando um homem apareceu. O ar ao seu redor parecia ser de alguém alto na hierarquia. Era como se uma mensagem percorresse todo o corpo da reptiliana num aviso: Não faça merda!

O alistamento vai demorar. Quem quiser ir embora e voltar depois, fique à vontade.

“Como se eu fosse cair nessa!” Sorriria de canto desafiadora sem tirar os olhos do capitão que saíra tão rápido chegara. Aproveitando que não tinham pessoas ao seu redor, ela cruzou as pernas e usou os encostos das cadeiras vizinhas para apoiar os braços, lógico, se não tivesse ninguém sentado nelas. Obviamente se fazendo bem confortável.

Depois da recepção calorosa que tivera ao chegar ali, tudo parecia uma afronta contra a sua vontade. Pois para Gecko era lóooooogico que tudo estava relacionado a ela. A quem mais esses desafios se dirigiriam?

Com um sorriso satisfeito ela olharia para cada um daqueles que saísse. “Pessoas de vontade fraca!” Ignorando totalmente que ela não saia, pois não tinha nada mais para fazer naquela cidade já que tinha acabado de chegar e tinha que economizar dinheiro.

E por isso ela esperaria. O tempo que fosse. Obviamente ficando menos eufórica com o passar do tempo. Tentaria analisar aqueles que como ela escolheriam esperar de forma a se preparar para o caso de algum tipo de batalha.

Se algo estranho acontecesse durante a espera ela também ficaria atenta. Afinal, estaria ficando cada vez mais entediada se nada acontecesse.

Por fim, todo seu vigor retornaria assim que alguém voltasse e dissesse que o alistamento começaria. Prontamente se colocaria de pé, e animada seguiria as próximas ordens.

Objetivos:
[ ] Conseguir um chicote
[ ] Entrar para a Marine
[ ] Lutar
[ ] Lutar um pouco mais
[ ] Quem sabe um procurado?
[ ] Aprender a Perícia: Meteorologia
[ ] Aprender a Perícia: Acrobacia
E quem sabe um pouco mais? - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -


OFF:
O que vai rolar agora?? kkkkkkkk


valeu @ cács!


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milho
Civil
Civil
Milho

Créditos : 4
Warn : Just Gecko 10010
Feminino Data de inscrição : 18/02/2016
Idade : 25
Localização : East Blue

Just Gecko Empty
MensagemAssunto: Re: Just Gecko   Just Gecko EmptyQui 17 Mar 2016, 20:47


Após ouvir a palavra do marinheiro, alguns começam a se retirar talvez por preguiça de esperar, pressa ou apenas porque o horário do almoço se aproxima. Ela revisou umas quinhentas vezes o formulário para confirmar que tudo estava nos conformes e realmente estava. De tanto lê-lo, ela sente um leve sono, que a az titubear com a cabeça uma ou duas vezes. Após uma hora, restavam apenas alguns. Após três horas, restavam apenas dez. Após seis horas, restavam apenas cinco. Dores na coluna e nas juntas assolavam a garota, por estar tanto tempo sentada. Mas ela não parava de sorrir, encarando com um olhar desafiador todos que “desistiam”.

Parando para observar, ela viu três rapazes conversando. Talvez por isso, eles não tivessem desistido. Eles não estão vendo o tempo passar, perdidos em suas conversas. Mas um rapaz, sentado, encurvado, fazendo a mesma coisa que ela, chama a atenção. Eles têm longos cabelos loiros, os quais são um pouco levantados antes de cair, dando a impressão de um efeito capilar com laque. Seus olhos são verdes e eles demonstram um total desinteresse como se dissessem: ”Perda de tempo”. Ele dá uma leve espreguiçada, talvez para esticar os ossos. Os olhares se cruzam, da mink e do rapaz.

- E ai... – Ele a cumprimenta, com um tom de quem quer puxar assunto para que o tempo passe mais rápido.

Mas antes que ela pudesse respondê-lo, o capitão volta. Ele dá uma “leve” pigarrada para que todos, até os três que estavam conversando pudessem perceber a presença dele.

- Todos, me sigam. O Alistamento vai iniciar. Tragam as suas fichas e se certifiquem que elas não vão se sujar e que vocês não vão rasurá-las – Ele virou as costas e começou a andar para dentro do quartel general.


Após caminharem alguns metros, um prisioneiro sai correndo de um corredor lateral e dá um soco direto na face do capitão, o fazendo bater a cabeça na parede e cair desmaiado no chão. O alarme dispara e uma grade surge atrás de todos os “aspirantes” a marinheiro, deixando-os presos em um corredor de aproximadamente cinco metros de largura, sem portas. Apenas três corredores atrás do prisioneiro. Para a sorte ou azar, havia algumas armas penduradas numa parede, entre elas, um chicote, uma espada, um florete e um sabre. Isso significava duas coisas: Que os aspirantes a marinheiro poderiam lutar por suas vidas e que o prisioneiro poderia lutar pela dele. Os três, que anteriormente estavam conversando, correram contra as grades que se ergueram e começaram a gritar por ajuda, mas sem sucesso. O garoto louro se punha em posição de combate. E a garota, o que faria?
Garoto Loiro:
 

Histórico de Lince:
 

Off:
 

____________________________________________________

É isso mesmo, Convidado, eu voltei.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lince
Civil
Civil
Lince

Créditos : 12
Warn : Just Gecko 4010
Feminino Data de inscrição : 05/11/2013
Idade : 24
Localização : Baterilla - South Blue

Just Gecko Empty
MensagemAssunto: Re: Just Gecko   Just Gecko EmptySex 18 Mar 2016, 09:08





4 - Confronted Gecko

Dia: X+1
Localização: Quartel General de Micqueot - North Blue
Sujeito observado: 7R - Gecko Armstrong

Gecko quase dormiu! Duas vezes!

Talvez tivesse sido inevitável após 6 horas esperando, mas o que a jovem poderia fazer além de olhar com profunda satisfação e desafio cada um dos “fracos” que desistiam?

Toda a espera, no entanto lhe deu tempo para analisar aqueles ao seu redor. A dita “concorrência”. A maioria, entretanto foi embora antes das 3 horas. Por fim, restou um trio conversador que mais incomodava do que inspirava confiança e um loiro mais “na dele”.

Depois de 6 horas, qualquer pessoa que estivesse lá já seria considerada digna para a posição, mas Gecko não é assim tão boazinha. Para ela, o único que realmente parecia digno a se candidatar a posição era o loiro. Digno do alistamento, na visão dela, só seria, bem… Gecko.

E aí…

Pega desprevenida, a única coisa que a réptil fez foi erguer uma sobrancelha em descrença. ”Ele está falando comigo?” Mas antes que qualquer resposta mal educada, ou falta dela pudesse ser dita, a figura do homem que parecia ser o capitão adentrou o recinto.

Todos, me sigam. O Alistamento vai iniciar.Oh, boy! Era exatamente por isso que Gecko estava ali! Num pulo ela já se colocou a postos com a ficha na mão já um pouco desgastada pelo manuseio. — Tragam as suas fichas e se certifiquem que elas não vão se sujar e que vocês não vão rasurá-las.

Assentindo, Gecko dobrou a ficha a colocando no bolso interno de seu casaco. Da forma que ela estava empolgada, provavelmente amassaria o papel se tivesse que andar com ele em mãos. Sem hesitar ela se pôs a acompanhar o capitão mantendo uma distância considerada respeitosa, afinal, aquele não era o momento para errar.

A língua bifurcada dela começava seu tique nervoso novamente, saindo de sua boca e provando o ar e os cheiros que nele continham. Poderia ser que no fundo, bem no fundo mesmo, Gecko estivesse muito ansiosa. Mas não é como se ela fosse admitir uma coisa dessas, não é mesmo?

Entretanto algo aconteceu. Algo que nem nos meus piores pesadelos ou os de Gecko pudesse acontecer, não num momento tão importante da vida dela.

Em câmera lenta ela observou uma figura sair do nada e acertar com um soco a cabeça do capitão. Um soco daqueles provavelmente não o debilitaria muito, mas como uma bola de bilhar acertada no ângulo certo, a cabeça do homem bateu na parede para encontrar-se, por fim, no chão.

É… Shit happens.

Oficial no chão. — diria ela num murmúrio, ignorando completamente o barulho do aprisionamento que se seguia após o alarme.

Seu olhar foi automaticamente para o chicote na parede, seguido por sua mão que tentaria arrancar ele do seu suporte o manejando de imediato. Bem, se ela conseguisse tirá-lo de lá. Se não, não era a prioridade dela no momento.

Sem pensamentos, a réptil novamente colocava a língua para fora saboreando cada um dos cheiros do local. Inconscientemente ela tentaria diferenciar o cheiro daqueles que a acompanhavam do rastro que tinha acabado de deixar aquele que atacara o capitão

Com a arma em mãos, ela se aproximaria ferozmente daquele que devia estar os conduzindo para o alistamento. Outro indivíduo hostil poderia sair do corredor que acabara de sair o atacante do capitão. Era fundamental providenciar a sua segurança.

O atacante só seria prioridade da garota se ele resolvesse desistir de sua fuga e partisse para o ataque. No momento ela tinha que garantir a segurança daquele que tinha caído, afinal, não se pode deixar morrer o cara que vai ser seu novo chefe!

O lugar mais seguro seria atrás de todos eles se aqueles 3 “tagarelas” parassem de pedir ajuda e resolvessem fazer algo!

Ajudem. — a cabeça da mulher-lagarto indicaria o capitão num meneio da cabeça, conforme ela dava alguns passos além do corpo inerte, de forma a se colocar como um obstáculo. Se possível, seria muito mais agradável fazer isso com um chicote em mãos.

Era uma ordem clara: Ajude o capitão. Leve-o para trás. Puxem a porra do corpo dele de volta para a segurança! Se eles não entendessem… Bem, Gecko não tinha tempo para desenvolver a sua frase, principalmente se o atacante resolvesse lutar.

O loiro se colocava em posição para lutar, e ela faria o mesmo, deixando o chicote se desenrolar no chão, para em seguida açoitar o solo numa mistura de teste da arma e aviso. Sem o chicote, bem, era melhor ela arrancar aquela porcaria da parede ou da mão do infeliz que o pegou. Em ultimo caso, já falei que o rabo de Gecko tem dois metros? Não é o chicote mais eficaz do mundo, mas pelo menos ele poderia tentar desequilibrar o atacante atacando suas pernas como último recurso.

Eu até tento explicar como funciona a cabeça de Gecko, mas no momento o raciocínio acontecia em segundo plano junto de suas ações. O que realmente gritava em sua cabeça era algo do tipo: “Merda! Isso está ficando interessante!”

E ela tinha aquele sorriso provocativo nos lábios.

A mink não sabia se outras passagens haviam sido seladas. Talvez o criminoso tivesse alguma forma de fugir. Talvez eles estivessem presos com ele ali. As duas possibilidades eram igualmente problemáticas. E em nenhuma delas Gecko estava disposta a deixá-lo ganhar.

Se ele tentasse atacá-los, seu sorriso seria imenso, excitado. Entenda: 6 horas paradas, imbecis por toda parte, um cara mais ou menos confiável e outro apagado. Obviamente aquele era um exercício muito empolgante. Quase um aquecimento para o que ainda estava por vir.

Com o pulso firme ela buscaria fazê-lo pensar duas vezes em se aproximar ao realizar movimentos em oito com o chicote. Uma batida bem dolorosa aguardava aquele que entrasse no alcance de sua arma. É lógico, apesar de estar buscando ser bem rápida, o seu adversário poderia ser milagrosamente mais. Era por isso que a qualquer indício que ele estivesse buscando segurar a arma, Gecko mudaria a trajetória para açoitá-lo num movimento de cima para baixo para retornar o movimento em oito, só que dessa vez, no sentido inverso.

Aquela era uma medida paliativa. Ela buscava tempo para que aqueles as suas costas pudessem melhor se posicionar e quem sabe, com sorte, resolvessem revidar. Não que ela precisasse de ajuda, não A GRANDIOSÍSSIMA GECKO. Mas como eu disse antes, ela está tentando ganhar alguns pontos com a Marinha.

Bem, retornando ao problema, pelo soco, Gecko julgavas que o homem não tinha armas, porém se esse não fosse o caso, ser rápida poderia ser sua vantagem, principalmente se fosse algum tipo de arma de longo alcance. No lançamento de algum tipo de projétil, se seus olhos captassem sua trajetória, ela pularia para longe dela, tentando levar consigo alguém que pudesse igualmente estar em perigo. Ela ia tentar desviar de qualquer forma, mas mais seguro que o pulo seria para o lado certo se ela ao menos soubesse para onde o tiro estava indo.

Entretanto, se não fosse uma arma de longo alcance, manter o antagonista longe parecia ser a melhor alternativa. De novo, movimentos em em oito eram a melhor alternativa, tentando acompanhar o movimento do homem caso ele tentasse escapar por algum lado que seu chicote não alcançasse.

Mas se ele tentasse fugir... A presa havia sido estabelecida. A essa altura eu espero que Gecko tenha aprendido seu cheiro, se não, talvez fosse melhor que ela começar a correr atrás dele, tipo, agora! Tá, não tão agora. Ela ainda teria que se certificar que o Capitão estivesse de alguma forma vivo e seguro. Esse problema resolvido, ela podia começar a correr, ou correr e farejá-lo, que seria bem mais interessante.

Se em algum momento o homem estivesse ao longo de seu chicote, ela tentaria com um movimento envolver o pé do homem de forma a desestabilizá-lo e fazê-lo cair. Mas se não estivesse tão perto assim, ela deslizaria a arma pela parte do corpo do homem que estivesse ao seu alcance num açoite fugaz, porém eficaz.

Ahh! Se algum daqueles inúteis tentasse pegar o chicote antes da Gecko ou das mãos dela… Ela arrancaria das mãos de quem o fez com um olhar mortal sem pensar duas vezes.

Poderia ter sido uma história de amor, mas foi bem mais divertido.

Objetivos:
[ ] Conseguir um chicote
[ ] Entrar para a Marine
[ ] Lutar
[ ] Lutar um pouco mais
[ ] Quem sabe um procurado?
[ ] Aprender a Perícia: Meteorologia
[ ] Aprender a Perícia: Acrobacia
E quem sabe um pouco mais? - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -


OFF:
Curti XDD

Tantas possibilidades que nem sabia o que mais eu poderia colocar.

Não sabia se já começaria uma luta no próximo post, por isso, fiz alguns movimentos antecipados, espero não ter deixado chato demais x_x! Como eu disse, sou péssima pra narrar lutas. Se puder me dar algumas dicas e me avisar de algum erro, godmodes, eu agradeceria muito!! To tentando melhorar ò_ó!


valeu @ cács!


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milho
Civil
Civil
Milho

Créditos : 4
Warn : Just Gecko 10010
Feminino Data de inscrição : 18/02/2016
Idade : 25
Localização : East Blue

Just Gecko Empty
MensagemAssunto: Re: Just Gecko   Just Gecko EmptySex 18 Mar 2016, 18:12


— Oficial no chão. — sussurrou a garota.

Ela saiu correndo em direção o chicote que estava pendurado na parede e com um leve toque, ela o removeu da parede. Armada, tratou de correr para proteger seu oficial que estava no chão, tornando ela a pessoa mais próxima do inimigo.

— Ajudem. — a cabeça da mulher-lagarto indicaria o capitão num meneio da cabeça, conforme ela dava alguns passos além do corpo inerte, de forma a se colocar como um obstáculo.

Os mesmo a ignoraram e continuaram a gritar. Talvez isso a irritasse. Mas ela se concentrava, em proteger o capitão caído. Ela tinha aquele sorriso provocativo nos lábios. O prisioneiro continuava parado na frente dela. Não se mexia, apenas parecia estar decorando o movimento do chicote dela, já que ele era regular, movimentos em oito. O louro fez uma cara de estranheza, levantando suas sobrancelhas, vendo todo aquele esforço para proteger o capitão. Então ele levantou seus ombros e se sentou no chão. Fechou os olhos e... Espera! Ele está meditando? É exatamente isso!

- Eu sei que você pode resolver isso, vejo pela sua habilidade com o chicote – Ele simplesmente larga para a garota toda a responsabilidade sobre a proteção do prisioneiro.
Histórico de Lince:
 

Off:
 

____________________________________________________

É isso mesmo, Convidado, eu voltei.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lince
Civil
Civil
Lince

Créditos : 12
Warn : Just Gecko 4010
Feminino Data de inscrição : 05/11/2013
Idade : 24
Localização : Baterilla - South Blue

Just Gecko Empty
MensagemAssunto: Re: Just Gecko   Just Gecko EmptySeg 21 Mar 2016, 03:19





5 - Inconsequent Gecko

Dia: X+1
Localização: Quartel General de Micqueot - North Blue
Sujeito observado: 7R - Gecko Armstrong

Se ela achava que podia contar com ao menos alguém, agora ela sabia que não!

Não que ela precisasse. A notícia nem a abalo. Na verdade ela continuou fazendo o movimento em oito e como única indicação de que captara a mensagem, revirou os olhos. Não olharia para trás para comprovar o desertamento dos outros. Ele estava fixo no fugitivo que tentava acompanhar seu movimento super previsível, mas ainda assim não tão fácil de revidar.

Já que ninguém ia ajudar… “Posso começar!”

Um sorriso de canto sarcástico se formou nos lábios da reptiliana, conforme um brilho de excitamento iluminava seu olhar. Fazia tanto tempo que ela não lutava, mas aquela não era uma luta qualquer. Era uma luta real e isso a deixava ainda mais excitada.

Ela criaria então a continuação do movimento em oito quando este ascendesse, faria o chicote parcialmente subir sobre sua cabeça num circulo pegando impulso, para então descer em direção ao alvo numa diagonal fugaz, porém dolorida.

Agora vamos falar sobre chicotes.

Eles não causam ferimentos incapacitadores imediatos. São armas que podem até causar cortes, mas na verdade são instrumentos para causar principalmente duas coisas: dor e medo.

Se fosse uma espada que descesse contra o fugitivo, um acerto poderia ser a morte, mas um chicote só causaria uma coisa: dor. E Gecko sabia que apesar de sempre apreciar as longas sequências de golpes da mãe que levavam seus oponentes a exaustão física e mental, no momento o que ela precisava era uma finalização rápida.

Ou seja, ela não poderia desfrutar de todo o tempo do mundo para torturar o infeliz e colocar anos de prática finalmente em ação.

Aquele primeiro golpe tinha uma intenção: criar uma abertura. Uma abertura em especial para o pescoço do homem. Se ela fosse bem sucedida na criação dela, independente de acertar o homem ou não, Gecko miraria seu próximo golpe numa estocada com o chicote, que visaria envolver o pescoço da vítima. Correndo rapidamente na direção do homem para poder dar o alcance certo de sua arma enquanto atacava.

Bem sucedida, Gecko automaticamente puxaria com toda a força o chicote para baixo, levando perto de seu pé que se erguia justamente para pisar no chicote e forçar ou o alvo a se aproximar ou a ir de encontro ao chão.

O próximo passo de Gecko também seria sobre o chicote a frente, forçando mais uma vez o homem ou se aproximar, ou a ir ao chão. Automaticamente, Gecko enrolaria o chicote em seu braço conforme se aproximava.

Cada passo bem sucedido da jovem seria um tranco no pescoço de seu adversário, o sufocando.

Caso conseguisse se aproximar do homem o suficiente ela tentaria saltar sobre ele de modo a imobilizá-lo. Então envolveria seu pescoço com suas afiadas garras. Sua cauda automaticamente pousaria pesada sobre as pernas do homem

Que coisa estúpida para se fazer. — diria ainda sorrindo de canto. Então olharia para o loiro, o capitão e os outros possíveis recrutas. — E agora?

Mas o mundo não é perfeito.

Na visão de Gecko resolver aquilo num golpe era completamente possível, mas sabemos que o mundo não funciona assim. Por isso, já adianto que se não funcionar de primeira, a Gecko vai ficar sim surpresa, desagradavelmente surpresa ao ponto de perder aquele sorriso do rosto.

Entretanto, mesmo surpresa, não deixaria de reagir.

Se por acaso o homem conseguisse segurar o chicote, mesmo Gecko o movimentando com toda sua velocidade, ela o puxaria de imediato queimando a mão daquele que a segurasse se ele não conseguisse impedir o deslizar do chicote por sua mão. Dando certo, Gecko imediatamente estalaria chicote no chão, numa ameaça.

Seu foco voltaria para o pescoço, criar uma abertura para ele ao flagelar o seu adversário com golpes rápidos de seu chicote, novamente o movimento em oito enquanto Gecko tentava avançar na mesma velocidade que o adversário recuava, se é que ele recuava.

Ainda assim poderia ser que a reptiliana não tivesse sucesso.

Por estar em constante movimento, recuando e avançando conforme os movimentos de seu adversário, Gecko tinha um óbvio ponto fraco. Ela era a única idiota tentando proteger o capitão e seu adversário poderia usar isso contra ela.

Era por isso que ela começara a atacar e tentava acabar aquilo de forma rápida mesmo contrário a sua natureza. Ela avançaria, mas se homem de alguma forma conseguisse furar o bloqueio dela e chegar ao capitão, de forma a por exemplo, escapar de seu alcance e conseguir passar por ela, de forma até meio que desesperada, ela tentaria envolver algum membro do homem que estivesse ao seu alcance. Braço, perna, pescoço...

Qualquer membro mesmo! Para então puxar com toda a força que tinha para longe do capitão, ou pelo menos adiar seu encontro. Se conseguisse arrastar a uma distância aceitável, ela tentaria o mesmo movimento de que eu falei antes, andar sobre o chicote, etc…

O que seria diferente seria o membro. Se fosse uma perna não teria efeito nenhum, o melhor que ela podia fazer era desestabilizá-lo puxando a corda. Com sorte, se ele caísse ela poderia tentar subir sobre ele e ameaçá-lo com suas afiadas garras seu pescoço.

Se fosse a mão, andar poderia fazer ele se curvar, mas ela teria que de alguma forma imobilizá-lo o que poderia ser problemático, já que ele teria uma das mãos livres. Tendo essa problemática, Gecko giraria, tentando acertar a cabeça de seu alvo com sua cauda. Dessa forma, se a cauda fosse pega, poderia tentar golpeá-lo com seu joelho suas costas conforme sua mão já se aproximaria do pescoço do inimigo com suas garras.

Num mundo bem mais pessimista, mesmo tentando manter uma distância do seu adversário enquanto ainda era longínqua a chance de imobilização, Gecko ainda poderia ser atingida.

Se ele pulasse sobre ela, Gecko se ainda tivesse a mobilidade de seus braços buscaria envolver o chicote no pescoço do homem e puxaria para os lados, tentando sufocá-lo. Sem isso, tentaria usar suas afiadas garras para acertar qualquer coisa que poderia ter valor. Pescoços, olhos, boca… Enquanto seu rabo tentaria se colocar entre os dois de modo a lhe dar espaço para se movimentar.

É… Nada como nos treinos.

Objetivos:
[ ] Conseguir um chicote
[ ] Entrar para a Marine
[ ] Lutar
[ ] Lutar um pouco mais
[ ] Quem sabe um procurado?
[ ] Aprender a Perícia: Meteorologia
[ ] Aprender a Perícia: Acrobacia
E quem sabe um pouco mais? - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -


OFF:
Não sabia mais o que escrever ç_ç! Tentei finalizar nesse post, pq, vai se dou sorte =P


valeu @ cács!


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Just Gecko Empty
MensagemAssunto: Re: Just Gecko   Just Gecko Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Just Gecko
Voltar ao Topo 
Página 1 de 3Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Budou Island-
Ir para: