One Piece RPG
O Último Samurai - Cap I - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Os 12 Escolhidos, O Filme
O Último Samurai - Cap I - Página 2 Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 05:24

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
O Último Samurai - Cap I - Página 2 Emptypor Wesker Hoje à(s) 03:53

» Jade Blair
O Último Samurai - Cap I - Página 2 Emptypor Kylo Hoje à(s) 03:42

» Seasons: Road to New World
O Último Samurai - Cap I - Página 2 Emptypor Ravenborn Hoje à(s) 02:26

» The Victory Promise
O Último Samurai - Cap I - Página 2 Emptypor Akise Hoje à(s) 00:33

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
O Último Samurai - Cap I - Página 2 Emptypor Fukai Hoje à(s) 00:27

» Kit Phil Magestic
O Último Samurai - Cap I - Página 2 Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 22:25

» 10º Capítulo - Parabellum!
O Último Samurai - Cap I - Página 2 Emptypor Marciano Ontem à(s) 22:12

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
O Último Samurai - Cap I - Página 2 Emptypor Achiles Ontem à(s) 21:59

» II - Growing Bonds
O Último Samurai - Cap I - Página 2 Emptypor War Ontem à(s) 21:36

» Xeque - Mate - Parte 1
O Último Samurai - Cap I - Página 2 Emptypor Ceji Ontem à(s) 21:20

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
O Último Samurai - Cap I - Página 2 Emptypor Fran B. Air Ontem à(s) 19:58

» Livro Um - Atitudes que dão poder
O Último Samurai - Cap I - Página 2 Emptypor Quazer Satiel Ontem à(s) 18:28

» Galeria Infernal do Baskerville
O Último Samurai - Cap I - Página 2 Emptypor Blum Ontem à(s) 18:16

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
O Último Samurai - Cap I - Página 2 Emptypor Blum Ontem à(s) 17:48

» Hey Ya!
O Último Samurai - Cap I - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 17:25

» Blackjack Baskerville
O Último Samurai - Cap I - Página 2 Emptypor Baskerville Ontem à(s) 17:21

» Cap. 2 - The Enemy Within
O Último Samurai - Cap I - Página 2 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 16:07

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
O Último Samurai - Cap I - Página 2 Emptypor Skÿller Ontem à(s) 16:07

» Mini-Aventura
O Último Samurai - Cap I - Página 2 Emptypor Akaza Ontem à(s) 16:03



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 O Último Samurai - Cap I

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : O Último Samurai - Cap I - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

O Último Samurai - Cap I - Página 2 Empty
MensagemAssunto: O Último Samurai - Cap I   O Último Samurai - Cap I - Página 2 EmptySeg 07 Mar 2016, 16:39

Relembrando a primeira mensagem :

O Último Samurai - Cap I

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Jack Shuusuke. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Vytror
Civil
Civil


Data de inscrição : 10/10/2014

O Último Samurai - Cap I - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Último Samurai - Cap I   O Último Samurai - Cap I - Página 2 EmptyDom 20 Mar 2016, 01:50

O Último Samurai



Enquanto Jack andava os seus trinta minutos até o destino que Blake planeara, ele guardara sua nova espada no seu cinto negro à volta da sua parte de cima do uniforme dada pelo líder da célula Caine, de forma a que não caísse. Jack enquanto andava por aqueles becos, ficava maravilhado como algo assim que nunca tinha visto existia na sua cidade, Jack estava determinado e pela primeira vez tinha feito uma amizade desde os acontecimentos à 5 anos atrás. Enquanto andavam Jack pensava:

»Uhm...será que eles aceitaram-me ou é algum tipo de teste para ver a minha lealdade? Droga, estas coisas não podiam ser mais formais? Por exemplo: PARABÉNS, Bem-vindo ao nosso exército super secreto revolucionário, você é agora nosso soldado e será promovido por estes patentes se fizer as missões.«

Jack após pensar isso só esfregava a mão na parte de trás do cabelo como estivesse aborrecido, mas parara, e prosseguira a seguir Blake.

Quando chegaram ao local suposto, deu-se uma volta no estômago de Jack, ele não sabia porquê mas dava uma certa impressão a Jack, no que lhe despertou mais interesse pelo local, eles subiram até ao último andar do edifício, lentamente, sem pressas.

No momento que chegaram ao último piso, Jack reparara em 3 pessoas, um garota de cabelo rosa no qual achara a garota muito bonita, e o quanto ela era estranha e agressiva, um homem velho que parece um cowboy, que lhe parecia ser de confiança por uma estranha razão, pela voz, transmitira-lhe confiança, e um homem grande no qual intimidava um pouco Jack portanto tentou não olhar muito para ele. A garota  aproximou-se de Jack de uma forma muito constrangedora e começara-o a encarar, ele encarava-a de volta com o mesmo olhar que a garota o mandava.

De seguida ouvira Blake a contar que ninguém se interessara pelo seu nome, Jack até achou piada pois nem ele sabia se Jack era o seu verdadeiro nome, só os seus verdadeiros pais sabiam, e ele nem sabe quem são ou se ainda estão vivos, o nome de Jack foi dado pelo seu Sensei, que o dera de nome de Jack devido a um samurai muito famoso que fora mestre do Sensei, que se chamava Jack, mas toda a gente o chamava de Samurai Jack. O seu Sensei só manteu o seu verdadeiro apelido, Shuusuke, que nunca ouviu falar de ninguém que tinha esse nome, mas que era a única pista que tinha de qual era seu verdadeiro nome e origem, mas isso, não era de sua preocupação. O facto de ninguém querer saber o seu nome o agradava, Jack não sabia o porquê, mas o agradava.

A sua cabeça voltara ao lugar quando ouviu o homem da clava a falar de um Dojo de Espadachins, já que o seu era o único que existia em Dawn Island, depois começou a ouvir Blake a falar: - Alguns anos atrás, alguns de nossos aliados e outras pessoas que não tinham ligações com nós mas que eram contrárias às vontades dos nobres foram assassinados e nenhuma prova foi deixada para trás. A explosão foi nossa última tentativa de descobrir quem eles eram. Um dojo inteiro subordinado cegamente aos nobres não é nada bom, mas é nossa última missão nessa ilha, façam os preparativos. Jack ficaria pálido, seus olhos azuis arregalariam, daria vontade a Jack de gritar como queria no dia que seu Sensei morreu, Jack tinha tantas questões sobre o Homicidio, e tinha ali na sua frente a oportunidade.

Jack então iria voltar ao seu estado normal, e contaria tudo à equipa sobre os acontecimentos caso o deixassem contar, se não o deixassem Jack iria tentar só dizer a Blake, e caso Blake não deixasse, iria conter para si próprio e deixar a história desenrolar. Caso desse certo Jack então diria: - Alguns anos? 5 anos faz hoje, como eu sei? Pois bem, eu pertencia a esse Dojo, era o Dojo do meu Sensei e Colegas, em um certo dia, nós tinhamos acabado o treino e decidimos entre todos nós quem iria cozinhar e buscar os ingredientes à mercearia, quem ficasse com o pedaço de bambu mais pequeno iria, eu sempre tinha olho para a coisa e escolhia o mais pequeno, bem, continuando, eu fui buscar os ingredientes, demorei 30-45 minutos, quando voltei, o Dojo estava cheio de marcas de cortes, sangue por todo lado e corpos dos meus colegas mortos fora do Dojo, e mais uns quantos dentro do dojo, e mesmo do meu sensei. -Jack iria fazer uma pequena pausa devido à dor que era contar a história do Homicidio, mas então iria continuar a falar. -Estranhamente, em 30-45 minutos já havia lá a Marinha a tapar os corpos para o funeral. Após de contar a história, Jack iria fazer outra pausa, para ver se ninguém o interrompia com perguntas, caso alguém o fizesse, ele iria pedir que esperassem mais um pouco para falar dizendo -Por favor eu ainda tenho umas coisas para dizer. Caso o deixassem falar ele iria continuar, caso o insistissem em interromper ele iria se calar. Sem distúrbios na conversa Jack iria finalmente perguntar: -Vocês sabem algo sobre os Assassinos do meu Sensei e Colegas? Têm algum suspeito? E porque só estão a investigar isto agora? Jack sabia que seria desleixado contar sua história assim, mas ele confiara na equipa e não sabia porquê, provavelmente era o charme da garota de cabelo rosa que afetara um pouco Jack, ou talvez pelo bom humor de Blake, havia algo na equipa que fazia-o sentir bem, e só tinha passado uns quantos minutos com eles e horas com Blake.

Objetivos:
 

OFF:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jarok
Civil
Civil
Jarok

Créditos : Zero
Warn : O Último Samurai - Cap I - Página 2 10010
Data de inscrição : 13/03/2012

O Último Samurai - Cap I - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Último Samurai - Cap I   O Último Samurai - Cap I - Página 2 EmptyQui 24 Mar 2016, 13:20

O Último Samurai

- Trecho V: Preparações para a batalha



Ao ouvir a palavra "dojo" Jack ficou imediatamente pálido e nervoso, talvez até mesmo um pouco confuso ao escutar uma revelação que esperava a tanto tempo.

- Alguns anos? 5 anos faz hoje, como eu sei? Pois bem, eu pertencia a esse Dojo, era o Dojo do meu sensei e Colegas, em um certo dia, nós tínhamos acabado o treino e decidimos entre todos nós quem iria cozinhar e buscar os ingredientes à mercearia, quem ficasse com o pedaço de bambu mais pequeno iria, eu sempre tinha olho para a coisa e escolhia o mais pequeno, bem, continuando, eu fui buscar os ingredientes, demorei 30-45 minutos, quando voltei, o Dojo estava cheio de marcas de cortes, sangue por todo lado e corpos dos meus colegas mortos fora do Dojo, e mais uns quantos dentro do dojo, e mesmo do meu sensei.

- Você fala demais. - o homem com a clava e o escudo falou, após os quatro escutarem atentamente ao que ele falava, fazendo com que o clima ficasse um pouco mais pesado.

- Faz mais ou menos esse tempo sim, mas você entendeu errado. - a garota disse. - Esse dojo foi criado apenas dois anos atrás, reunindo os assassinos dos nobres para que eles treinem e condicionem jovem aprendizes para continuarem seus trabalhos.

- Resumindo, - disse Blake, apontando para cinco quadras adiante - aquele dojo é uma fachada para que os nobres sempre tenham seus devotos súditos assassinos.

- À propósito, - o cowboy falou - todos sentimos muito pelo o que aconteceu com você, mas não pense que isso significa algo no exército revolucionário. A maioria dos nossos soldados passou por coisas semelhantes, piores ou do mesmo nível.

- Quantos vamos enfrentar? - Blake perguntou, dirigindo a pergunta para o primeiro que a respondesse.

- Mais ou menos trinta "novatos", mas só seis alvos que realmente importam. Aqueles que começaram a onda de assassinatos. - o cowboy informou, tirando um pequeno bloco do bolso de sua calça. - Horik "O Vendaval", que é o líder do dojo e luta com uma glaive; Os irmãos Nejire, dois usuários de adagas que lutam como uma só pessoa; Kudou "A Sombra Sutil" Shungaku, como o nome sugere é o principal assassino deles e aparentemente usa algum tipo de arma exótica; Manan Al Fayami, conhecido como "O círculo de fogo", usa uma espécie de cimitarra de folha larga; e, por fim, houve a menção de um aprendiz sem renome que parece ser uma promessa.

- Isso será realmente uma loucura. - o rapaz do escudo falou. - Exceto pelo aprendiz todos os outros teriam cartazes de recompensa substanciais se não fossem protegidos pelos nobres.

- É uma missão digna de ser a missão de despedida. - Blake concluiu.

Alguns bons minutos se passaram e, com eles, o pôr-do-sol se aproximou. A garota - que descobriria se chamar "Ellie" -  havia desmontado seu Handcannon e limpava peça a peça, cuidadosamente; O cowboy, de nome "Johnny", verificava suas pistolas e sua corda; o rapaz, "Thracor", vestia a armadura que estivera dentro do embrulho ao lado, bastante semelhante à armadura de Caine, somente mais velha e com um elmo.

Nesse meio tempo, Blake começou a explicar algumas coisas para Jack.

- Nós lutamos em conjunto. - ele começou. - Mas como é impossível preparar você para esse tipo de luta, decidi que você será o responsável por lutar contra o aprendiz se for necessário. Entenda: essa será uma luta de um nível maior do que você conhece e você ainda não recebeu o "batismo". - não se dignou a explicar o que significava. - Não podemos nos dar ao luxo de lutar por muito tempo nem de chamar muita atenção; os nobres mandaram mais homens e fugir não será uma possibilidade, então eu e Johnny vamos nos infiltrar no prédio e nocautear os aprendizes. Isso certamente fará com que os alvos venham para fora.

- Se tiver alguma pergunta ou se precisar se preparar mentalmente a hora é agora. - o rapaz continuou. - Logo que anoitecer nos colocaremos a caminho.

Com armas ocultas e chamando a menor atenção possível, eles sairiam do prédio em grupos. Incrivelmente sem fazer ruído mesmo com a armadura completa, exceto pelo elmo escondido por baixo de um manto, Thracor seguia na frente, seguido de longe por Blake e Johnny. Por fim, ainda mais atrás, Jack deveria seguir a garota de perto.


Histórico:
 

____________________________________________________

Objetivos:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vytror
Civil
Civil
Vytror

Créditos : Zero
Warn : O Último Samurai - Cap I - Página 2 4010
Masculino Data de inscrição : 10/10/2014
Localização : East Blue - Conomi Island

O Último Samurai - Cap I - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Último Samurai - Cap I   O Último Samurai - Cap I - Página 2 EmptyQui 24 Mar 2016, 22:49

O Último Samurai


Jack quando ouvira que tinha percebido mal, tinha ficado envergonhado e desapontado, pois esperava que seria altura da sua vingança, mas estava enganado, então ele corou, sua cara tinha ficado de um vermelho, que parecia a magma de um vulcão, então decidira ficar a ouvir o resto da missão, no qual estava interessado pois era num dojo. Começara a ficar excitado também, pois podia encontrar algum espadachim forte para lutar com. Seria um dos primeiros passos para várias coisas, como ser o Melhor Samurai e para entrar no Exército por completar uma missão.

Decidira então voltar à realidade e ouvir o que o Velho Cowboy dizia, após o Cowboy dizer que havia mais de 30 "novatos" seu coração começara a bater muito depressa, Jack não sabia se era excitação para ir combater e provar sua força, ou pois estava com medo, ele não sabia então simplesmente continuou a ouvir o Cowboy até ao fim.

Todos começaram a preparar-se para a Missão que iria ter começo durante a noite, Jack observava a equipa de Blake, que era agora a sua, tudo acontecera em um dia, conseguiu alcançar o cúmulo da felicidade. Jack então limpava sua Katana com um pano simples para tirar qualquer sujidade que contia nela.

» Que pôr-do-sol lindo... Mesmo inspirador para antes de uma missão e matança... O que eu estou a fazer nos Revolucionários? Eu não sigo os Ideais deles, bem, eu nem sequer tenho Ideais sobre atualidade, Não sei nada sobre Piratas, Marinha ou do Governo Mundial, eu nem sequer sabia que havia um exército revolucionário. Mas isto está a ser agradável por enquanto, posso combater, estar entre várias pessoas« -Ao pensar isso olhara para Johnny que se preparava para a missão ao ver se estava tudo bem com as pistolas e se a corda estava em condições, olhara para Thracor que estava a começar a vestir uma armadura, que lhe parecia bastante forte, olhara para Ellie a desmontar a sua Handcannon para ver limpar e ver se estava em tudo condições para a batalha, sempre que Jack olhava para ela começava a ficar vermelho, e quando ela olhava para ele, Jack desviava rapidamente o olhar para sua espada para não ser constrangedor, afinal, ele estava ali para vingar-se, tornar-se mais forte, e criar amizade, não criar um laço romântico.
»Jack, simplesmente esquece, tens de concentrar em outras coisas, tens um combate que deve estar para vir, tens de estar concentrado para o que vier, para proteger os teus companheiros... Será que são meus companheiros? Quer dizer, Blake salvou a minha vida... mas será que os outros aceitam-me?« - Os pensamentos de Jack sobre a equipa foram interrompidos por Blake que começara a falar, no qual Jack prestava atenção.

Quando Blake acabara de falar, Jack refletia sobre as palavras que lhe tinha dito, ficara animado pois iria combater contra o aprendiz que tanto queria, mas ficara mais nervoso devido às palavras "luta de um nível maior", ficara mais curioso devido ao tal Batismo que não sabia o que era e nem suspeitava minimamente. Ele achara o plano de Blake bom, bem, na verdade já achara tudo o que Blake fazia de bom, ele via nele um grande líder, amigo, e alguém que podia confiar, pois ele fazia piadas que animavam o clima da situação, explicava tudo e tinha boas táticas, ele conseguira fazer Jack respeitar e gostar dele em poucas horas, tinham planeado um tática boa, silenciosa e rápida de forma a que não venha mais ninguém e que possamos acabar isto rápido, mas tinha uma falha, pois caso eles não eliminassem todos os novatos e tivessem algum problema de encontrar os vários alvos ao mesmo tempo poderia dar à morte deles, e caso ninguém da equipa soubesse ainda poderiam entrar pelo Dojo a dentro e encontrar o mesmo destino.

Então Jack iria perguntar a Blake se podia dar a sua opinião sobre a sua tática, caso ele negasse, Jack aceitaria e começaria a meditar para controlar o seu nervosismo, medo e excitação, e transforma-la em Energia para o combate, caso Blake aceitasse sua opinião, Jack diria -Bem, nós não temos 100% a certeza de que não irão encontrar alguns dos alvos enquanto fazem a vossa limpeza aos aprendizes, então, eu acho que seria uma boa ideia, montar uma linha de código, como um enigma, por exemplo, nós não sabemos como estará o céu quando formos ao ataque, mas se estiver céu limpo, podemos utilizar um vidro e a luz da Lua para montarmos o nosso código, assim podendo dizer se está tudo livre, se tem algum alvo à frente ou algo do género, caso o céu esteja nublado, podemos tentar imitar sons de animais, por exemplo, o som do pato seria que estava tudo limpo, o som de uma ave seria que estava um alvo à frente, e o som de um grilo que tinham sido comprometidos, se não gostar dessa tática, podemos fazer tática por movimento de mãos, mão cerrada - Inimigos por perto, mão aberta - área limpa , mão com o polegar para cima - tudo tinha corrido bem, mão com o polegar para baixo - missão comprometida, assim podemos evitar mais baixas e teremos um maior controle sobre a área da missão - acabaria com um grande sorriso na cara à espera de um sinal de aprovação de Blake, caso fosse aprovado, Jack iria dizer -Muito Obrigado por ouvir e aceitar o plano, e começaria a Meditar, caso não fosse aprovado, Jack iria dizer -Desculpe pelo incómodo, só achei que seria uma boa tática, mas obrigado por ouvir - Acabando com um sorriso para não demonstrar aborrecido por ter sido recusado.

Caso tudo corresse como planeado, Jack iria seguir Ellie sempre a agarrar sua Katana que tinha recebido de presente para não fazer barulho, pois quando anda-se sem agarrar a Katana, normalmente começa a bater na perna e fazer barulho, e iria sempre a espreitar pelo canto do olho para ver se não apareceria nenhum inimigo por trás que soubesse já da missão deles, e como teria a agarrar sempre a Katana, poderia fazer um ataque no inimigo de forma a feri-lo ou pior, mata-lo, Jack iria seguir todas as ordens que Ellie mandasse, ou de qualquer outro membro da equipa, pois eram mais experientes e tais ordens podiam dar um bom rumo à missão. Caso algum membro da equipa os mandassem parar, Jack iria parar de imediato e observar à volta à procura de algum indicio de perigo, e então iria ouvir quem o tinha mandado parar tinha a dizer. Caso alguém aparecesse inesperadamente perto dele e da Ellie, Jack iria desembainhar a espada muito rápido com o polegar da sua mão esquerda pois ele já teria a mão na Katana pronta para desembainhar, e daria um ataque na vertical no inimigo de forma a que não pudesse sequer gritar para comprometer a missão. E se tudo corresse bem, Jack só iria continuar a manter-se perto da Ellie à espera que seu alvo aparecesse para o eliminar.

Objetivos:
 

OFF:
 

____________________________________________________


""From one thing, know ten thousand things"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Amor posto à prova:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jarok
Civil
Civil
Jarok

Créditos : Zero
Warn : O Último Samurai - Cap I - Página 2 10010
Data de inscrição : 13/03/2012

O Último Samurai - Cap I - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Último Samurai - Cap I   O Último Samurai - Cap I - Página 2 EmptySex 25 Mar 2016, 03:47

O Último Samurai

- Trecho VI: O Fim de um longo dia e o início de uma longa jornada



Bastante atento ao ouvir às estratégias de Jack, Blake simplesmente respondeu:

- Não se preocupe com isso. - ele sorriu. - Eu e Johnny já fizemos coisas desse tipo há bastante tempo. Vamos conseguir nocautear os aprendizes lá dentro, mas se não conseguirmos pegar todos eles não serão um problema. - colocou a mão no ombro do espadachim. - Mas mantenha suas táticas em mente, pois um dia certamente precisará delas. E esse dia chegará em breve. O Exército Revolucionário tem um grande apreço por diversidade.

Conforme anoitecia, o policiamento patrocinado pelos nobres aumentava, fazendo com que os poucos "plebeus" nas imediações do começo da zona nobre retornassem para onde não seriam hostilizados. Felizmente, aquele movimento faria com que chegassem próximo ao dojo sem incidentes, os três escondendo-se em um beco logo à frente do dojo enquanto o cowboy e o rapaz de capuz cinzento se esgueiravam pela escuridão e escalavam o prédio de três andares como se fosse a coisa mais simples do mundo, mantendo um silêncio absoluto.

- Jack, escute. - Thracor dirigiu-se à ele. - Aqueles dois farão a primeira parte do serviço bem rápido, mas isso provavelmente vai virar uma luta de uma escala bem barulhenta com a mesma rapidez. - expirou com força pelo nariz. - Não peço que se afobe tentando derrotar seu adversário, mas lute com o fato de que estamos um território hostil sem ninguém para nos dar cobertura. Quando tudo acabar, siga o primeiro de nós que estiver consciente, pois temos a rota de fuga preparada.

Se prestasse atenção, ele poderia ouvir o ruído seco de corpos caindo no chão. Como o homem da armadura dissera, do nada o teto do dojo explodiu sem fogo ou pólvora, como se uma rajada de vento houvesse arrancado o último andar de dentro para fora. Junto àquilo, Blake saía voando, aterrissando no prédio ao lado, enquanto Johnny enroscava sua corda em uma saliência do andar inferior e se balançava até a rua, enrolando-a novamente ao redor de seu corpo com apenas uma sacudida.

- Essa é a nossa deixa. - o guerreiro falou, correndo em direção ao dojo, escudo ogival na mão esquerda e clava na direita, sendo seguido pela garota, que tratava de engatilhar sua arma, empunhando-a com as duas mãos.

Arrombando a porta do dojo de dentro para fora, um homem alto, de pele marrom e cabelos espetados saía enraivecido, com uma glaive na mão direita e vestindo um kimono branco com a metade superior direita cortada. Atrás dele saía um garoto de cabelo comprido amarrado em um rabo de cavalo, empunhando uma katana comum e vestindo um kimono negro. Pelo buraco do teto, aparecia um homem de cabelos negros espetados em todas as direções, com a metade inferior de seu rosto oculto por um tipo de lenço; em suas mãos uma arma extremamente incomum se fazia visível; cada uma era duas pequenas meia-luas de metal afiada em toda a extensão da borda e com as pontas presas uma na outra.

Do lado dele, duas figuras raquíticas levantavam-se afetadamente, uma de cabelos rosa e outra de cabelos roxos; seus rostos eram quase cadavéricos e pareciam cheios de sede de sangue; sem camisetas, eles pareciam estarem molhados, como se estivesse saindo do banho. Saltando do topo do prédio em frente ao dojo, o mesmo prédio adjacente ao beco no qual estiveram esperando, um homem sem camisa e com pele cor de bronze, com um corpo largo e uma grande barriga, com apenas uma pequena trança saindo da parte de trás de sua cabeça, aterrissou pesadamente na rua, com uma cimitarra comprida e larga em sua mão direita.

Todos estavam presentes e a batalha iria começar. Com uma confiança e convicção impressionante, o jovem aprendiz lançou-se contra Thracor, que já assumira a vanguarda. Nem mesmo se preocupando em usar o escudo, o homem desviou o simples corte vertical, fazendo o rapaz avançar para dentro da formação dos revolucionários, próximo à posição de Jack.

De forma quase perfeitamente sincronizada, Johnny assumiu posição do lado direito do defensor, de armas em punho encarando as duas figuras cadavéricas, que lambiam suas adagas de forma pervertida. Na esquerda, Ellie tinha o homem da cimitarra na mira. Sobre o teto parcialmente destruído do dojo, o homem que portava aquelas armas estranhas encarava Blake. Thracor, por sua vez, tinha seu adversário decidido por eliminação e todos os quatro pareciam saber de quem seus adversários seriam antes mesmo da luta começar.

Percebendo isso, o aprendiz avançou na direção de Jack - que estava atrás de todos seus amigos -  com o mesmo corte vertical que aplicara no guerreiro. No entanto, do ponto de vista do espadachim, o ataque era bem mais forte e rápido.

Naquele ínfimo espaço de tempo, minutos pareceram transcorrer até que, em uníssono, eles avançaram. Agora restava ao samurai dar tudo de si para não ser morto, acertar suas contas com os assassinos e se libertar para continuar buscando seus sonhos.


Histórico:
 
Dica:
 
OFF:
 

____________________________________________________

Objetivos:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vytror
Civil
Civil
Vytror

Créditos : Zero
Warn : O Último Samurai - Cap I - Página 2 4010
Masculino Data de inscrição : 10/10/2014
Localização : East Blue - Conomi Island

O Último Samurai - Cap I - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Último Samurai - Cap I   O Último Samurai - Cap I - Página 2 EmptySex 25 Mar 2016, 13:28

O Último Samurai



Jack ouvira o que Blake tinha dito, e sentia-se como um tolo, e ficara bastante vermelho de novo e com raiva de consigo própria, mas então lembrara-se do sorriso que Blake dera e as palavra que disse a seguir que fora bastante reconfortante. Então decidira começar a meditar, Jack precisaria para conter seus sentimentos para a batalha, pois provavelmente seria uma batalha de um nível superior que Jack não estava pronto, como Blake dizia.

Jack pusera-se em posição para meditar, de joelhos e pôs a mão direita sobre a esquerda e conectou os dois polegares na zona do umbigo dele, e então fechara os olhos, Jack tentara conter sentimentos e libertar a energia, mas não conseguia pois as palavras de Blake sobre a luta ser superior infiltrara-se na sua mente.

»Droga.... Não consigo me concentrar... Será que estou preparado? Se eu morrer logo na primeira missão será uma vergonha para Blake e equipa. Eles dariam-me um funeral ou iriam-me deixar no campo de batalha? Eu ainda não sei como o Exército age, será que eles são frios e só querem mudar o governo não interessa como ou será que são todos como Blake?«
Jack parara de pensar em tais questões que o fazia sentir medo, ansiedade, nervosismo e começara a relembrar-se nas reconfortantes palavras de Blake. »...Como assim o dia chegará em breve? O Blake elogiou-me? Gostou das minhas táticas? Ele disse indiretamente que vou ter futuro no Exército?« Tais palavras reconfortaram bastante Jack e conseguiu focar-se no que tinha de fazer e começara realmente a meditar.

Já tinha anoitecido, Jack só conseguia olhar para o céu, ele tinha uma fascinação pela noite, como conseguia ser tão bonita, se ele tivesse mais um dia no seu dojo, ele provavelmente estaria a Treinar para ficar mais forte para sua vingança e para os inimigos que iria encontrar pelo caminho ou a descansar enquanto tocava sua flauta de Bambu, Jack então apercebera-se e pensara para si. »DROGA. Esqueci da minha flauta no Bambu... Oh merda, bem, terei de fazer uma nova ou comprar outra«.

Jack tinha voltado à realidade, e tentara concentrar-se agora, ele olhara para a zona onde eles estavam, sempre atento para possíveis inimigos, e então reparara que havia menos civis e muitos mais guardas, Jack ficou preocupado com isso pois assim Johnny e Blake teriam mais trabalho, mas Jack confiara neles e que eles fariam um bom trabalho. Então Jack voltou a olhar para a sua equipa e reparou que Blake e Johnny já tinha desaparecido, então decidira olhar à volta para ver onde eles tinham ido, quando olhou para cima viu-os a escalar o prédio que nem macacos, Jack ficara com a boca aberta, será que se fosse para o Exército Revolucionário e recebesse treinamento se houvesse ficaria assim também? Jack impressionado disse bastante baixo

-...Já sei como Blake conseguiu aparecer de lado nenhum quando me salvou.

Quando Blake e Johnny desapareceram de sua vista, Thracor começara a falar com ele, Jack escutara todo o plano e as dicas com atenção, pois caso já tivesse eliminado o seu alvo ele não saberia fazer, mas Thracor lhe dera instruções para o que fazer. Jack acenou com a cabeça para dizer que tinha entendido tudo, quando acabara de acenar a cabeça só conseguiu ver o dojo a explodir e o Blake a aparecer do prédio do lado.

Thracor tinha falado com Jack mas ele não ouvira o que ele disse pois estava distraído com a aterrisagem de Blake e então Thracor começara a correr em direção ao dojo, juntamente com Ellie atrás, então Jack decidira também seguir, pois provavelmente ele teria lhe dado ordem para correr e não ouvira. Jack observou a porta do Dojo a abrir-se e cada um dos alvos a sair. Jack ficou curioso por quantos é que sairam e como eles eram, Jack olhou em volta e percebeu que o da pele marrom era o Horik pois ele utilizava uma glaive e pois tinha cara de líder do sitio, tinha uma cara que era bastante assustadora, mesmo a seguir de Horik viu o aprendiz que não tinha nome, que utilizava uma Katana, Jack ficou logo ainda mais interessado, e soube logo que aquela era o seu alvo, então Jack decidira só olhar para ele a não ser que mais alguém aparecesse, mas, saíram mais duas pessoas que pelas armas que empunhavam, percebeu que o da máscara era o Kudou, e por olhar para ele, parecia ser uma pessoa muito misteriosa.

Ao lado dele surgiram duas pessoas, um dos individuos com cabelo rosa e outro com cabelo roxo, pareciam pessoas que estavam ansiosas para matar alguém, então Jack os identificara como os irmãos Nejire, e mal eles surgiram, em frente ao Dojo tinha aparecido mais um individuo com uma cimitarra, assim identificando-o como o Manan.

Quando Jack reparara a batalha já tinha começado, o Espadachim já se tinha atirado contra Thracor que tinha defendido o seu ataque e assim o atirando para perto de Jack e dentro da formação da equipa de Blake, Johnny tinha escolhido os Irmãos como adversário, Ellie tinha Manan como adversário sobre sua mira, Blake tinha o Kudou como adversário e Thracor iria contra o líder, no qual fazia muito sentido, tudo parecia muito balanceado nos combates, sem ser Ellie, que parecia estar em vantagem.

No momento que Jack voltou a prestar atenção o espadachim estava a ir contra si fazendo-lhe um ataque vertical, mas muito mais rápido e forte, então, antes mesmo de o espadachim fazer-lhe o ataque, Jack tentaria já desembainhar sua Katana e defender o ataque vertical, sendo a defesa um ataque na horizontal, assim as espadas enfrentando um confronto no qual o que tinha mais força vencia, caso Jack não conseguisse tirar a sua espada a tempo, Jack iria desviar-se para um dos lados, e assim iria desembainhar sua Katana e tentar acertar nos pulsos pois o seu inimigo iria estar com os pulsos expostos devido ao ataque na vertical, se o inimigo voltasse a lançar um ataque na vertical, Jack tentaria defender na horizontal, mas se lançasse um ataque na horizontal iria abaixar-se e tentar acertar-lhe na perna, sempre a olhar para os olhos do adversário, tentando não se distrair com a luta em volta dele, e tentar despachar a sua batalha o mais rápido possivel.

OFF:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________


""From one thing, know ten thousand things"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Amor posto à prova:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jarok
Civil
Civil
Jarok

Créditos : Zero
Warn : O Último Samurai - Cap I - Página 2 10010
Data de inscrição : 13/03/2012

O Último Samurai - Cap I - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Último Samurai - Cap I   O Último Samurai - Cap I - Página 2 EmptyDom 27 Mar 2016, 20:44

O Último Samurai

- Trecho VII: A luta se inicia



Uma vez que os adversários avançaram uns contra os outros, a situação ficou caótica. Não demorou muito para que a cidade acordasse, trazendo uma miríade de sons com o vento. Na esquerda de Jack, Manan encostou um isqueiro em sua espada, fazendo com que a mesma pegasse fogo devido a ação de algum líquido inflamável. Em seguida, ele deu um forte impulso na direção de Ellie e girou verticalmente sobre sua espada, voando de encontro a atiradora. Certamente aquilo justificava seu alcunha.

Na direita, Johnny atirava ao mesmo tempo nos irmãos, que desviavam dos tiros e atacavam o cowboy em conjunto, tendo suas adagas bloqueadas pelas pistolas. No teto semidestruído do dojo, Blake e Kudou faziam uma luta diferenciada, cada um evitando o ataque do outro antes que o ataque pudesse se iniciar completamente. E, por fim, no chão, Thracor bloqueava os fortes deslocamentos de vento provocados por Horik, diminuindo a distância e forçando-o a uma batalha corpo-a-corpo.

Todavia, Jack não percebia direito a maior parte disso. Pego um tanto de surpresa em sua própria luta, ele defendia com sucesso um forte ataque vertical com seu próprio ataque horizontal, sendo apenas arrastado um pouco para trás, visto que o aprendiz lançara todo seu corpo no golpe. Sem hesitação, o rapaz continuou atacando, girando e lançando um ataque horizontal contra o samurai.

Pego de guarda baixa, pois achara que poderia escapar daquele ataque se esquivando ao se abaixar, Jack se obrigou a bloqueá-lo com uma improvisada junção de braço+espada, defendendo-se do ataque, mas sofrendo todo o impacto quando estava com pouco equilíbrio, fazendo com que girasse e caísse de costas no chão, não sofrendo muito dano, mas ficando bastante vulnerável.

- Levante-se, inimigo dos nobres! - o rapaz bradou. - Meu nome é Murayoshi Hogure e, esta noite, serei seu algoz!



Histórico:
 

____________________________________________________

Objetivos:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vytror
Civil
Civil
Vytror

Créditos : Zero
Warn : O Último Samurai - Cap I - Página 2 4010
Masculino Data de inscrição : 10/10/2014
Localização : East Blue - Conomi Island

O Último Samurai - Cap I - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Último Samurai - Cap I   O Último Samurai - Cap I - Página 2 EmptySeg 28 Mar 2016, 01:24

O Último Samurai




Jack olhara pelo canto dos seus olhos enquanto lutava, estava caótico, dava para reparar que muita gente da cidade já tentava espreitar o que acontecia. Jack olhara para a sua esquerda pelo canto do olho, sem virar a cabeça para o inimigo e vira algo que nunca tinha visto na sua vida. Uma espada a pegar fogo, ele viu o tal assassino ir contra Ellie com um forte impulso, mas Jack tentara voltar-se a concentrar no combate,pois não queria ver o resultado, pois tinha medo que Ellie podesse ter morrido, mas Jack olhou pelos cantos dos olhos para a direita, no qual via Johnny a lutar contra os irmãos. Jack ficara preocupado quando vira os irmãos a desviar dos tiros e a tentar atacar o Cowboy, mas quando viu-o a bloquear as adagas com as pistolas, sabia que não se precisava de preocupar.

Jack encontrara Blake a lutar, mas não olhara muito pois vira que Blake se estava a safar, e portanto foi rapidamente distraído pelo facto de Thracor estar deitado no chão, pensava que ele estava ferido, mas quando o viu a bloquear mais um ataque, ficou aliviado.

Jack ainda estava surpreso de quão rápido entrou em combate. Em um momento estava em posição com a equipe e 20 segundos depois, Thracor tinha defendido um ataque do Jovem e agora ele vinha na sua direção ataca-lo, mas, teve sorte e conseguira defender o ataque do Espadachim ao atacar ao mesmo tempo, no que era um tática que muitos Samurais utilizavam. Mas a técnica não funcionou perfeitamente pois devido ao peso que o Espadachim impôs no ataque, fez Jack recuar deslizando com os pés pela terra. Jack ainda a tentar desviar-se dos ataques rápidos do espadachim, tentou-se abaixar para ver se desvia-se dos ataques, mas foi em vão pois não fez efeito e só obrigou Jack a fazer um bloqueio improvisado, no que fez Jack perder o pouco equilibrio que tinha fazendo-o girar e caíndo de costas.

Jack enquanto estava no chão só conseguira ouvir - Levante-se, inimigo dos nobres! Meu nome é Murayoshi Hogure e, esta noite, serei seu algoz! - Ouvindo isso Jack só conseguira pensar para si próprio.

» Murayoshi Hogure... que velocidade e força absurda que esse Jovem tem, eu nem sequer ouvi falar do nome dele alguma vez na minha vida«.

Jack então levantaria-se o mais rápido possível voltando a empunhar a Katana nas duas mãos, e então iria dizer se o oponente lhe desse oportunidade de falar -Ainda bem que me falais o teu nome, pois eu gosto de saber o nome de quem eu vou derrotar - Dito isto Jack iria esperar por uma reação prevísivel do inimigio, pois o objetivo de Jack era provoca-lo. Caso o espadachim desse uma investida contra Jack fazendo um corte vertical, Jack iria desviar-se para um dos lados, e então faria um corte horizontal no estômago, pois estaria destapado caso Jack se desviasse, se o Espadachim viesse com investida e tentasse um corte vertical, Jack iria tentar defender verticalmente também, de forma a que as espadas cruzassem, assim tentando mandar um impulso para cima, fazendo que o oponente desequilibra-se e deixa-se uma abertura para Jack fazer um corte vertical de cima para baixo da cabeça até aos pés. Se o oponente não lhe desse oportunidade de falar e fosse-o atacar, Jack iria defender o ataque vertical com uma defesa horizontal por cima da cabeça, de forma a que deixasse o estômago com abertura, de forma a empurrar a espada do oponente para cima e fazer um corte diagonal do ombro esquerdo do adversário para baixo. Mas se o oponente fizesse horizontal, Jack simplesmente tentaria defender aquele ataque com uma defesa vertical para pensar outra maneira de derrotar o adversário

OFF:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________


""From one thing, know ten thousand things"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Amor posto à prova:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jarok
Civil
Civil
Jarok

Créditos : Zero
Warn : O Último Samurai - Cap I - Página 2 10010
Data de inscrição : 13/03/2012

O Último Samurai - Cap I - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Último Samurai - Cap I   O Último Samurai - Cap I - Página 2 EmptyQua 30 Mar 2016, 02:11

O Último Samurai

- Trecho VIII: De frente com a morte



Ao redor da troca de golpes entre Jack e Murayoshi, a luta pegava fogo entre aquelas figuras notórias para o nível de um Blue. Ellie parava a investida de Manan atirando precisamente na ponta de sua espada, lançando um projétil com força o suficiente para anular a força da investida; em seguida, lançava uma rajada de tiros de potência menor, que o espadachim bloqueava com violentos cortes em chamas.

- VAMOS ACABAR COM ELES UM A UM! - Horik bradou, convocando seus companheiros para atacar Thracor.

De imediato, os outros 4 saltaram em direção ao guerreiro que, ao contrário do que se poderia imaginar, os ignorou, avançando contra o homem da glaive com seu escudo. Ao mesmo tempo em que eles resolveram focar Thracor, Ellie lançou uma espécie de granada de ar, que explodiu imediatamente aos pés de Manan, lançando-o para longe do guerreiro. Johnny, por sua vez, laçou os dois irmãos com facilidade, lançando-os ao chão. Saltando para o chão com tanta facilidade quanto seu oponente, Blake chutou-o para dentro do dojo, sumindo da vista de seus amigos. Jack, entretanto, nada percebeu além de uma tênue mudança no caos da batalha.

- Ainda bem que me falais o teu nome, pois eu gosto de saber o nome de quem eu vou derrotar.

- Um plebeu sujo como você não é capaz de derrotar uma mosca. - Murayoshi retrucou. - Eu, entretanto, em serviços aos honoráveis nobres do país de Goa, obliterarei qualquer inimigo que ouse maculá-los, de qualquer forma que seja. - as convicções do espadachim, apesar de extremamente distorcidas, eram fortes na mesma proporção.

Para ele, não havia tempo para mais conversas e, em seus olhos, era possível ver a fúria de alguém que tinha muita determinação no dever que cumpria. Com o mesmo forte impulso do primeiro ataque, ele investiu com uma estocada, novamente pegando o samurai de guarda baixa, dessa vez cortando-o do lado direito do abdômen, somente por que os instintos fizeram com que Jack acabasse por desviar da trajetória original do golpe.

Rapidamente, o espadachim emendou um golpe vertical. O espadachim, apesar da dor causada por seu mais novo ferimento, bloqueou o ataque movendo sua espada verticalmente, de cima para baixo. No entanto, devido a bem sucedida união entre a força de Murayoshi e a energia que lhe era drenada conforme o sangue escorria por sua perna, ele viu sua perna direita ceder, fazendo com que seu joelho atingisse o chão.

Percebendo que sua força não seria o suficiente para completar aquele golpe, Hagure chutou o espadachim no peito, lançando-o novamente de costas no chão. Segurando sua espada com o gume para cima, o espadachim correu em direção ao samurai, virando a espada com a ponta para baixo e erguendo o punho sobre sua cabeça, com a intenção de empalar o samurai no chão de paralelepípedos.

Pela primeira, Jack encarava a morte nos olhos e somente se ultrapassasse seus limites seria capaz de passar através daquele obstáculo.



Histórico:
 
Dicas:
 

____________________________________________________

Objetivos:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vytror
Civil
Civil
Vytror

Créditos : Zero
Warn : O Último Samurai - Cap I - Página 2 4010
Masculino Data de inscrição : 10/10/2014
Localização : East Blue - Conomi Island

O Último Samurai - Cap I - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Último Samurai - Cap I   O Último Samurai - Cap I - Página 2 EmptyDom 03 Abr 2016, 18:39

O Último Samurai


Jack sentiu a espada do seu adversário a espetar-se na lateral do abdómen, sentiu a lâmina fria de aço atravessada em si, ele não sentiu dor de ser cortado,de a lâmina estar dentro do corpo dele, mas sim pela razão que a lâmina saiu. Ele não conseguira imaginar que tinha sido atingido e que a dor era assim tão aguda, pois nunca tinha sido atravessado por uma arma antes, nem mesmo a cozinhar seus bons cozinhados. Durante o segundo ataque do Espadachim, Jack fez uma defesa bem sucedida feita verticalmente, Jack sentia-se bem por ter conseguido defender, mas devido à sua ferida lateral que escorria de sangue, faltou-lhe força e seu joelho direito pousou-se no chão, que servia de apoio para ter força para defender o ataque. O Espadachim dera-lhe um chute no seu peito, fazendo-o cair, Jack já não estava a gostar disso pois já tinha caído duas vezes devido à sua falta de atenção e força, ele tentava-se levantar, mas todas suas forças eram inúteis pois o Espadachim já tinha avançado, e quando reparara ele já estava perto de si, quase espetando a espada em si.

Era agora o momento, superar os seus limites ou morrer, a espada quase a tocar em seu corpo de forma a que se espetasse-o era o final para Jack, ele não tinha nenhuma maneira de evitar isso, se tentasse atacar com a espada, o mais provável era o Espadachim espeta-lo antes que ele o espetasse. Jack só conseguia pensar-se para si próprio, enquanto tentava não focar-se na dor que sentia no lado direito do seu abdómen.

»...Eu estou quase morto...QUE PATÉTICO QUE EU SOU! Eu nem fui capaz de fazer uma missão com o exército, se eles tiverem a ver isto eles vão ver-me erguido no chão, quase a morrer, eles provavelmente vão deixar-me morrer por ser tão fraco... Eu não posso desistir... Eu não posso desistir até vingar o meu sensei... EU NÃO POSSO«- O pensamento passaria para a realidade e então Jack acabaria sua frase a gritar - EU NÃO POSSO DESISTIR! - e então com isso tentaria dar um chute com a perna esquerda com as forças restantes na perna esquerda do adversário, assim fazendo-o atrapalhar e tirar a espada apontada para o seu corpo para assim poder se levantar e preparar seu próximo ataque. Caso o adversário tentasse ataca-lo antes que ele pudesse fazer algo, Jack iria tentar rapidamente agarrar a lâmina da Katana, iria sair provavelmente com graves ferimentos nas mãos, mas o mais importante era agora sua salvação, o objetivo de agarrar a lâmina com as mãos, era poder atrasa-la para desviar a cabeça e fazer a espada espetar no solo, assim podendo dar um ataque com a perna de forma ao inimigo desequilibrar para poder voltar à posição para preparar seu próximo ataque. Caso o inimigo fizesse alguma coisa antes que Jack podesse, mas ainda desse tempo para algo, Jack tentaria rolar para o lado esquerdo assim não tendo de fazer força com o seu abdómen no lado direito, e então faria um ataque nas pernas do adversário com sua katana, horizontalmente. Se não conseguisse fazer nada, então Jack iria aceitar o ataque do Espadachim, assim não perdendo sua Honra de Samurai, pois ter morrido em batalha e nunca ter sido atacado nas costas.

OFF:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________


""From one thing, know ten thousand things"

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Amor posto à prova:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




O Último Samurai - Cap I - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Último Samurai - Cap I   O Último Samurai - Cap I - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O Último Samurai - Cap I
Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Dawn Island-
Ir para: