One Piece RPG
Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Xeque - Mate - Parte 1
Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Emptypor Ceji Hoje à(s) 19:35

» A Ascensão da Justiça!
Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 17:33

» Wu-HA!
Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Emptypor Oni Hoje à(s) 16:47

» Making Wonderful Land a Real Wonder
Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Emptypor Achiles Hoje à(s) 16:38

» [Mini-Saitoshiba] A Aventura está apenas começando
Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Emptypor Saitoshiba Hoje à(s) 15:45

» Caçadoras Eternas: Pesar Crescente!
Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Emptypor Alek Hoje à(s) 15:08

» Cap. 2 - The Enemy Within
Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Emptypor Takamoto Lisandro Hoje à(s) 14:21

» [Mini-Cadmo] Prelúdio
Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Emptypor Kiyomi1 Hoje à(s) 14:08

» [Mini - Moonchild] As a living shadow
Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Emptypor Ryoma Hoje à(s) 13:01

» Hey Ya!
Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Emptypor GM.Mirutsu Hoje à(s) 12:06

» Cap 4: O Silêncio dos Inocentes
Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Emptypor Akuma Nikaido Hoje à(s) 10:50

» [MINI-Subaé] OXE! agora a aventura começa mesmo!
Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Emptypor Mephisto Hoje à(s) 08:54

» Em busca da resistência
Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 05:30

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 05:09

» I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança
Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Emptypor Meursault Hoje à(s) 04:53

» X - Some Kind Of Monster
Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 22:59

» Primeiros Passos
Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 22:09

» Chapter I: Seafret - Oceans ♪♫♪
Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Emptypor Nolan Ontem à(s) 22:07

» Cortes e Tiros, resgate na ilha das aranhas!
Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Emptypor jonyorlando Ontem à(s) 21:19

» Alejandro Alacran
Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Emptypor Buggy Ontem à(s) 20:27



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Cap. 1 - Pirata bonzinho?!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 71
Warn : Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Cap. 1 - Pirata bonzinho?!   Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 EmptyQui 03 Mar 2016, 13:34

Relembrando a primeira mensagem :

Cap. 1 - Pirata bonzinho?!

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Milhouse Grunge. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Krapacius
Civil
Civil


Data de inscrição : 04/03/2016

Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap. 1 - Pirata bonzinho?!   Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 EmptyQua 01 Jun 2016, 16:16

Silada - I
Posts: 09 - Vício: 11/15



Krapacius estava tão agitado que seu parafuso folgou e devaneios começaram a vir a sua mente, em tom agitado ele falou ao vento como um doido que estava prestes a arrumar uma briga por um motivo que sequer existiu.

O clima estava ameno, mas aquilo não iria durar mto tempo, um vulto rápido apareceu perante Krapacius sem ele sequer saber de onde veio, e após prostrar-se diante dele o vulto ficou claro demais para se perceber o que era.

Um misto de animal com humano, algo muito louco que até os céus duvidariam se pudessem se abaixar para ver o que se passava ali. Krapacius ligou a imagem imediatamente ao que Vincent lhe falara e suspeitou que aquilo era exatamente o que ele encontraria.

-Se você chamar seus amigos... Eu irei chamar os meus... E nós somos muitos...

Aquela besta pareceu na frente de Krapacius, que se assustou.

- O que diabos é isso! - Krapacius deu um salto pra trás.

Krapacius analisa a situação muito confusa, era como mais uma das loucuras que aquela ilha estava prestes a aprontar.

- E mais essa agora... - Krapacius meditou enquanto girava seu parafuso.

-Tudo que eu quero é um duelo justo. Você tem direito ao primeiro golpe... Não pretendo lhe matar ou algo do gênero, apenas quero dar uma surra em alguém...Ele dá um salto para longe de Krapacius e cruza seus braços. – O que está esperando?

Krapacius olha pra a garota esquisitona e diz...

- Você ouviu, sem interrupções. - Ele diz pra garota com um sorriso no rosto - Aqui vai ser no mano a mano.

Krapacius estuda seu oponente, ele percebe que o mesmo era um Gorilla praticamente e possuía certa vantagem física, porém, ele poderia ter uma agilidade meio precária.

- Esse cara vai ser duro na queda... - Krapacius pensou - Eu estou atrasado, mas eu ja suspeitava que pessoas assim viessem até mim, Vincent me alertou. - Falou Krapacius.

Krapacius sabia que tinha agilidade elevada e então ele corre até o macaco em zig-zag para disfarçar suas intenções e para se aproveitar disso e tentar acertar um chute rodado direto em seu estômago. Caso acerta-se ele saltaria pra trás e ficaria alerta para que outros que pudessem sair das sombras não o pegassem desprevenido.

Se Krapacius fosse bloqueado, esquivado ou até acertado o alvo mas sem ele sequer mover-se com seu golpe, Krapacius tentaria usar seus braços para parar o golpe do inimigo de maneira que pudesse ser arremessado e tentar aterrissar no chão.

Após aterrissar ele ficaria atento para poder desviar do golpe do inimigo.

Off:
 

Histórico:
 

Objetivos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
gmasterX
Civil
Civil
gmasterX

Créditos : 11
Warn : Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2014
Idade : 21
Localização : Na minha casa,ué

Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap. 1 - Pirata bonzinho?!   Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 EmptySeg 06 Jun 2016, 18:12

Os ventos frios daquela noite gélida espalhavam o odor de adrenalina que dominava o campo de batalha. Os nossos protagonistas esperavam por seu destino ser traçado naquele lugar que parecia abandonado por deus. Uma prova do que foi constatado eram as feras que tinham ali, umas daquelas que ameaçavam Krapacius, ato insano, pois da maneira que fora colocada, tudo aquilo era apenas por “diversão”. Diversão aquela que poderia ser simplesmente mortal para os presentes, mas ele não se importava, parecia ter perdido sua humanidade junto de sua integridade física. Após soltar palavras vazias ao vento, o mutante riu.

-O que está dizendo? Estamos sozinhos aqui.

Com os reflexos de seus olhos de felino, ele acompanhou os movimentos de Krapacius que avançava com ferocidade para cima dele. O mutante parecia calmo e quando o primeiro golpe foi desferido o gorila lentamente se moveu para agarrar a perna de Krapacius, sua reação foi perfeitamente bem planejada, à medida que Krapacius via onde tinha se metido, já era muito tarde. Sua perna já estava envolvida pela gigantesca palma do mutante e com uma pegada firme, a ponto de fazer os ossos de o jovem estalar, ele o ergue e atingiu o chão com o corpo do jovem. Duas vezes foi o suficiente para abalar a consciência do jovem. Enquanto sentia dores em todo seu corpo, o jovem fora lançado para longe.

Na mesma cena estavam os jovem Milhouse e William. William que procurava por ajuda avistou o jovem Krapacius que estava sendo atacado e ao se aproximar pode ver claramente a investida do mutante. O jovem puxou sua katana e efetuou uma defesa perfeita, porem, quando William estava prestes a se afastar do monstro, ele acaba esbarrando no azarado Milhouse e ambos acabam rolando caverna adentro e caindo em outro caminho, caminho aquele que Milhouse não havia percebido. Só que esse caminho levara a uma queda de uns 10 metros. Por sorte, no final da queda havia uma poça com água o suficiente para evitar maiores danos.

Em seu caminho agora, havia uma parede de dez metros que parecia que ia desmoronar ao mais leve toque.  Havia apenas duas opções para a dupla: Se aventurar caverna adentro com poucos equipamentos ou aguardar e rezar pela vitoria de Krapacius para poder voltar.
Off:
 

Histórico do William:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Bejin no ombro:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
West
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
West

Créditos : 38
Warn : Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 8010
Data de inscrição : 12/03/2016
Localização : East Blue

Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap. 1 - Pirata bonzinho?!   Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 EmptySex 10 Jun 2016, 21:13

Willian ainda tentava entender tudo que estava acontecendo ao seu redor. Primeiro de tudo tinha sido atacado por algum tipo de gorila, ou leão, bem Will tinha uma visão acima do normal, mas naquele caso ele realmente não acreditava no que tinha visto. Ao bloquear o ataque inimigo, Will esbarrou em alguém e caiu em uma caverna, por sorte tinha agua no fundo, se não fosse isso provavelmente Will iria ter se machucado.
- Caralho, que merda foi essa

Will se levantaria, olhando para o alto, vendo da onde ele tinha caído, avaliando a altura. Depois iria ver se sua katana não tinha caído na agua, caso não estivesse na cintura, Will iria agachar e iria apalpar o fundo do poço ate achar sua katana, e assim que achasse iria colocar na sua cintura.
- Bem, no que foi que eu esbarrei?

Assim que visse o rapaz, Will iria ver se ele estava machucado ou algo do tipo, iria ficar com a mão na katana, afinal não conhecia a figura que estaria a sua frente.
- Se eu fosse você não tentaria nada idiota – diria Will com uma voz intimidadora com a mão na katana, não iria atacar, iria apenas tentar bloquear algum ataque, caso o estranho tente algum.
Will iria olhar novamente para a parede avaliando as suas condições, ate chegar a conclusão que escalar não seria uma boa ideia, o único caminho era seguir em frente.

Caso esteja muito escuro Will iria apalpar as paredes e caminharia apoiando na parede tentando evitar tropeçar nos obstáculos que aparecerem.
Will iria começar a caminhar pela caverna, tomando o máximo de cuidado possível, tentando não fazer muito barulho, não sabia se tinha algum animal la dentro.
- Escalar essa parede não e uma boa ideia, ele ta muito fragil, capaz de desmoronar tudo e enterrar agente aqui, mas não se preocupe,  se tem água aqui dentro, com certeza tem uma saída, e so seguir a agua, você vem comigo ou não? E outra coisa pode me chamar de Willian

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Krapacius
Civil
Civil
Krapacius

Créditos : Zero
Warn : Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 04/03/2016
Idade : 31

Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap. 1 - Pirata bonzinho?!   Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 EmptyDom 12 Jun 2016, 10:24

Cilada - II
Posts: 09 - Vício: 12/15

Krapacius estava em maus lençóis, visto que aquela criatura era por demais forte e ágil. Em sua investida louca ele atacou, mas não deu certo, a besta era forte demais e ágil demais para um ser humano combater, pelo menos não no nível atual que Krapacius se encontrava.

Arremessado no chão, Krapacius estava todo ao quebrado e até pensar parecia doer.

- E agora? O que fazer...

Krapacius começa a observar e tem uma ideia...

- Cabeça de felino... Ele só enxerga preto e branco... Tenho que aproveitar isso.

Krapacius procurava se arrastar até ficar em pé com certa dificuldade talvez, ele começa a distrair a aberração com seu falatório maluco, de modo que aproveita pra ir adentrando a mata quase que desapercebido e procurar se esconder, assim ele anda por ali se escondendo nas árvores e aproveitando a pouca acuidade em cores do bicho, contando que a noite o ajudasse também.

Ao adentrar a selva, ele tiraria seu jaleco e o colocaria em uma árvore para tentar enganar a criatura, ficando assim com sua camisa de tom mais escuro e camuflável. Procuraria andar abaixado e sem fazer barulho. Ele se esconderá até que a oportunidade suja e assim, ele entrará na caverna atrás de Milhouse, o quão rápido pudesse, pois certamente estava machucado o suficiente devido ao ataque da besta medonha dos infernos pretos.
OFF:
 

Histórico:
 

Objetivos:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milho
Civil
Civil
Milho

Créditos : 4
Warn : Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 10010
Feminino Data de inscrição : 18/02/2016
Idade : 25
Localização : East Blue

Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap. 1 - Pirata bonzinho?!   Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 EmptyDom 12 Jun 2016, 17:56

Entrada rápida e saída pela “esquerda”!
Posts: 015 | Vício 04/15

O “azarado” Milhouse ataca novamente! Além de atrapalhar Willian, ele acabou levando o mesmo para um buraco dentro da caverna, que jogou os dois dentro da água, depois de uma queda livre de dez metros. ”Que merda! Acho que me desesperei tanto que fiz xixi nas calças!”. O Grunge “apalpa” a água, evitando tocar no corpo do Willian, para sentir a “quantidade” de água. ”Caramba, se eu mijei tudo isso, eu esgotei a cota da minha vida”.

O jovem Navegador, ao se deparar com a escuridão da caverna, tentaria localizar o seu isqueiro. Secaria as mãos, em seu próprio blazer, para não estragar o seu isqueiro com as mãos molhadas e após isso, tentaria pegá-lo e acende-lo, para iluminar o local. ”E Deus disse, que haja luz”. Caso o seu isqueiro funcionasse, ele tentaria procurar um pedaço de madeira, que eventualmente tivesse tido o mesmo destino infeliz que ele teve há alguns momentos atrás. Se conseguisse localizar, ele usaria o isqueiro e a madeira para fazer uma tocha, como anteriormente ele fez. ”Uma tocha no capricho!. Se não conseguisse fazer a tocha apenas com a madeira, usaria seu próprio blazer para enrolar a madeira e fazer o fogo, para evitar que ele continuasse sem enxergar nada. ”Vou ficar com frio, mas pelo menos poderei procurar uma saída”. Caso, mesmo assim não conseguisse fazer a tocha, ele apenas manteria seu isqueiro aceso para continuar a enxergar, limitadamente. Caso o isqueiro não funcionasse, ele simplesmente começaria a esticar os braços e tatear com os pés, simulando com as pernas, o movimento que os cegos fazer com suas bengalas. ”Vamos, preciso dar o fora daqui”. Apenas a partir deste momento começará dar atenção ao que Willian falar. Provavelmente, coincidiria com o momento em que ele diz: “Escalar essa parede não e uma boa ideia, ele está muito frágil, capaz de desmoronar e enterrar agente aqui, mas não se preocupe, se tem água aqui dentro, com certeza tem uma saída, e só seguir a agua, você vem comigo ou não? E outra coisa pode me chamar de Willian. Então, Milhouse o fitaria, com uma cara meio espantada. ”Cara, eu provavelmente fiz esse cara cair aqui comigo”. Ele verificaria seus conhecimentos geográficos, para ver se seguir a água era realmente o melhor caminho. ”Deixe-me pensar a respeito... Essa água pode desembocar em algum lugar ou ela pode ser um resquício da água cristalina que se encontra lá em cima, então pode ser que não cheguemos a lugar algum”.

- Ah, oi, eu acho – Ele coçaria a cabeça, embaraçado – Eu sou Milhouse Grunge, mas pode me chamar de Mil – E não sei se é uma boa ideia, temos um “mini lago” – Faria as com as mãos – lá em cima e essa água pode vir de lá, o que quer dizer que não tem uma saída do outro lado, apenas a origem – Ele dá um leve sorriso.

Primeiramente, novamente, o Grunge tenta desvendar qual o tipo de caverna era aquela com seus conhecimentos geográficos. Tentaria, primeiramente, confirmar que aquela caverna não era uma caverna vulcânica, pois se não, ele tinha que sair dali o mais rápido possível. Caso fosse, ele pensaria: ”Nos ferramos!”

- Willian, temos que sair daqui – Ele engoliria a seco – Essa é uma caverna com lava!

Ele se aproximaria da parede e começaria a procurar pontos onde as paredes estivessem chamuscadas, para seguir para o lado oposto. Caso não fosse, ele tentaria verificar se é uma caverna de coral. Caso fosse, ele concordaria com a ideia de Willian de seguir a água, pois este era um tipo de caverna que era formado pelas ondas colidirem com a rocha. ”É como dizem: agua mole em pedra dura, tanto bate até que fura”. Ele sorriria.

- Willian, essa é uma caverna formada pelo bater das ondas na rocha, então há sentido na sua ideia de seguir a água – Ele acompanharia Willian, em seguida, iluminando o caminho.

Histórico:
 
Objetivos:
 

Off:
 

____________________________________________________

É isso mesmo, Convidado, eu voltei.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Capato
Civil
Civil
Capato

Créditos : Zero
Warn : Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 10010
Data de inscrição : 04/06/2016
Localização : E eu sei lá

Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap. 1 - Pirata bonzinho?!   Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 EmptySeg 13 Jun 2016, 16:58

Estaria mais uma vez parado, na frente do comercio que antigamente era meu, na realidade do meu pai, agora provavelmente estaria com uma placa de vende-se, por minha causa, por causa de minha insistência em arranjar encrenca os negócios da família, que passaram de geração em geração faliram, tudo em apenas uma geração, a minha geração, daria um suspiro longo e falaria em voz baixa para mim mesmo -Eu sou um belo de um gênio....- em um tom de voz sarcástica, após isso me aproximaria do provável cartaz de venda-se e o retiraria , o jogando no lixo mais próximo ou em algum bueiro, meu rosto não estaria nada amigável, assim como o sentimentos de raiva que ferviam em meu anterior, eu estava irritado, infelizmente o único culpado por isso era eu mesmo, minha memória era muito boa e cada passo que dava, minha mente era preenchida por memórias de meu pai, antes as memórias eram agradáveis, mas agora que meu pai estava morto, cada memória que tinha dele era como uma facada em meu coração, sentimentos de ódio, remorso, culpa,arrependimento e raiva se misturavam deixando um gosto ruim em minha boca, ”Tenho que sair dessa ilha antes que perca o resto de sanidade que me sobra” pensaria em minha caminhada.

Iria caminhar em direção a uma loja de armas, conhecia bem a ilha e acreditava que conseguia chegar em uma loja de armas sem muita dificuldade, meus passos seriam apressados, não queria perder muito tempo, queria sair dessa ilha o mais rápido possível, ”Mas antes, quem sabe essa ilha não possa ainda me ser útil” pensaria mudando minha rota, ainda estaria indo para uma loja de armas, mas dessa vez uma loja de armas caseira, onde fabricavam as armas que vendiam, ao chegar lá perguntaria, -Ola, você teria alguma pistola e munição para me vender? - minha voz sairia em um tom amigável, mas o meu rosto não estaria amigável, não mostraria um sorriso apenas manteria meu rosto fechado.

Se ele me desse, uma pistola e munição eu pagaria, nem que para isto fosse necessário gastar todo meu dinheiro, a pistola para mim seria um investimento a longo prazo, iria precisar dela para me defender, então não seria um dinheiro jogado fora, mas comprar uma pistola ali só seriam uma das coisas que planejava fazer, o mais importante seria o que verinha a seguir, ”Tomara que ele não me odeie como o resto da ilha” pensaria um pouco antes de falar -Você poderia me ensinar algumas coisas? Posso trabalhar para você como pagamento. - minha voz teria um tom serio e olharia em seus olhos enquanto falava.

Se ele se recusasse, iria dar a meia volta e sair do local, colocando minha arma na cintura do lado esquerdo, antes disso eu a recarregaria caso ela estivesse descarregada, guardaria a munição em meu bolso direito, antes que saísse completamente do estabelecimento, olharia para trás e falaria em um tom de voz seco pouco amigável, -Obrigado, por nada -, após isso sairia em busca de outra forja, ao chegar repediria a pergunta -Você poderia me ensinar algumas coisas? Posso trabalhar para você como pagamento. - caso ele também recusasse, eu iria em outra forja e repetiria a pergunta, iria aprender mais sobre a criação de armas, nem que para isso tivesse que visitar cada maldita forja dessa maldita ilha, caso alguém aceitasse me ensinar me permitiria dar um sorriso enquanto falava -Obrigado. -, enquanto esperava os ensinamentos uma duvida surgiria em minha mente, ”Irei sair daqui e deixar meu irmão só?” não era segredo para ninguém que eu não gostava dele, mas por outro lado eu também não o odiava, não tanto quanto aparentava odiar ”Se eu encontrar aquele maldito em algum lugar, faço o convite,” pensaria, sem querer admitir que queria ter ele como companheiro de viagem.



Objetivos:
[]Não perder nem uma parte do corpo.
[]Não morrer.
[]Conseguir uma pistola com munição.
[]Perder a desvantagem vicio por cigarros.
[]Aprender a Pericia Forja
[]Aprender a Pericia Engenharia
[]Virar amiguinho de todo mundo que ta na aventura principalmente do narrador

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] I [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Cotton Candy
Civil
Civil
Cotton Candy

Créditos : Zero
Warn : Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 10010
Feminino Data de inscrição : 07/06/2016

Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap. 1 - Pirata bonzinho?!   Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 EmptyTer 14 Jun 2016, 14:14

Abriria meus olhos, despertando-me pouco à pouco, sem demonstrar nenhuma pressa ou preocupação. ~ Uaaaaaah! ~ Bocejaria, espreguiçando-me no processo.

"Será que já chegamos em alguma ilha?"

Pensaria, levantando-me de seja lá onde eu estiver deitada, provavelmente em uma cama, de alguma das cabines do navio. Então começaria à caminhar, buscando sair de onde estiver, para respirar um pouco de ar puro.

Se de fato eu estiver no navio, o convés é o primeiro lugar que viria à minha mente, se encontrar alguém no caminho ou até mesmo no próprio convés, cumprimentaria.

-- Bom Dia. --

No convés, olharia para o céu, tentando observar se há nuvens e que horas são, também tentaria sentir o clima e olhar os arredores, para certificar-me se já estamos em terra firme ou se ainda estamos em alto mar.

"Não deve faltar muito agora." - É o que pensaria, caso ainda esteja em mar aberto.

"Finalmente chegamos!" - No caso do navio já estar ancorado em terra firme.

Se o navio ainda estiver navegando, aguardaria pacientemente a viagem prosseguir, me escorando na lateral do navio e ficando ali, buscando alguma distração, seja olhando para as ondas do mar, ou procurando diferentes formas de nuvens no céu.

O navio estando ancorado em terra firme, mostraria um grande sorriso, bastante empolgada para começar minha exploração. Procuraria o capitão do navio, para despedir-me.

-- Agradeço pela carona. Vou indo agora. --

Dito isto, correria para desembarcar do navio. Se não encontrar o capitão, diria a mesma coisa para qualquer outro tripulante, mas pedindo para ele dizer ao capitão também.

Assim que meu pé possivelmente tocar em terra firme, observaria o lugar por alguns instantes, atrás de algo que chame minha atenção. Pouco depois, começaria à caminhar, direcionando-me para alguma cidade que tiver em vista, ou seguindo qualquer trilha, entrando em florestas apenas se não houverem outras rotas.

Antes de começar minha jornada ali, tinha em mente estabelecer um ponto de descanso e comprar algumas coisas, por isso o desejo de encontrar uma cidade, após isto, poderia explorar a ilha livremente, ou ao menos isto é o que eu tinha em mente.

Se por uma eventualidade do destino, eu não acordar no navio, me espantaria, mas tentaria manter a calma e entender a situação.

"Espera ai, onde estou?"

Buscaria pistas que respondam minha pergunta, mas tentando ser cuidadosa, para não me complicar ainda mais.
Citação :
Off: Não sei fazer primeiro post ;-; Desculpa. Tentei continuar com base na minha história, em que eu peguei carona de Karate Island até Centaurea.
Voltar ao Topo Ir em baixo
gmasterX
Civil
Civil
gmasterX

Créditos : 11
Warn : Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 12/06/2014
Idade : 21
Localização : Na minha casa,ué

Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap. 1 - Pirata bonzinho?!   Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 EmptySex 17 Jun 2016, 12:56

Em meio aquela noite gélida de inverno, as folhas dançavam calmamente no vento. Vento este que acariciava a pele da jovem e bela Cotton. A luz da lua dava as boas vindas à jovem que ao abrir os olhos, percebe que suas roupas estavam cobertas por areia. Dando uma rápida olhada no cenário a sua volta ela poderia perceber que havia diversos pedaços de madeira espalhados pela praia onde estava. O que pudera ser visto em meio às águas era bem chocante: Os corpos dos tripulantes, todos mortos e sangue, quase se misturando a água. Ao tentar se localizar em meio a aquele novo ambiente, a jovem Cotton pode ver que estava rodeada por uma floresta. Era provável que lá dentro ela acabaria encontrando com o que acabou naufragando o navio e matando os tripulantes.

Na mesma ilha estava um jovem acabado e sendo perseguido por um enorme e agressivo gorila. Talvez fosse apenas um mutante incompreendido, mas naquele momento ele apenas parecia um animal que estava caçando. Seus olhos refletiam seu desejo, quebrar Krapacius em pedacinhos até que ele ficasse impossibilitado. Seu corpo asseava pelo sofrimento de Krapacius, por sorte ele se socou dentro da mata. O acaso acabou protegendo o jovem Krapacius, sua estratégia de confundir o mutante com sua visão limitada acabou não dando certo, pois o mesmo estava a usar seu olfato apurado para perseguir Krapacius, porém, ao deixar o seu jaleco para trás, ele também deixou grande parte do seu odor.

Antes que o mutante pudesse ver, Krapacius estava dentro da caverna, caindo naquele abismo. A escuridão ocultava o fim do caminho, uma queda que trazia o medo, a certeza que iria encontrar sua inevitável morte era algo que abalaria a qualquer um. Era bem provável que com todos aqueles ferimentos a sua morte viria com o impacto final, mas algo surpreendeu Krapacius, quando ele estava preparado para o beijo mortal do solo, um brilho azul fora refletido em sua face. O impacto fora suavizado pelo composto químico essencial pela vida. Por sinal, aquele composto foi essencial para Krapacius continuar vivendo.

Com a queda de Krapacius, voou água para todos os lados. Os nossos outros protagonistas que já estavam ensopados foram atingidos por uma rajada de água. Ali estava o amigo de curta data do jovem Milhouse, acabado, porém seria de grande ajuda.  Bem distante dali, Milhouse, Krapacius e William puderam ver uma luz no fim do túnel. Algo brilhava não muito distante. Era um brilho chamativo, porém traiçoeiro. Poderia ser uma armadilha. E agora? O que eles iriam fazer.

Enquanto o trio ternura estava sofrendo com a caçada que, a propósito, eles eram as presas. Um jovem estava no meio da cidade, à noite, presenciava a tristeza de uma perda, mas isto não é algo que se faça naquele horário e enquanto “eles” corriam à solta. A rua estava vazia... Não... Não é correto dizer isso...  Uma névoa preenchia a rua e fazia companhia a Edward. O Jovem estava pronto para se retirar antes que algo de ruim acontecesse, mas já era bem tarde, pois enquanto iniciava a sua caminhada, o jovem foi atingido no braço direito com um poderoso coice. A névoa cobria seu agressor, mas sua silhueta era algo incomum, sua postura e seu físico. O que parecia ser um mutante estava prestes a atacar novamente Edward até que algo o fez hesitar e recuar. Do outro lado da rua, estava um jovem de óculos com um olhar calmo e um temperamento mais calmo ainda. Escondendo parte de seu rosto em seu cachecol.

Seu olhar não era nada ameaçador para o jovem e inocente Edward, porém o comportamento da fera oculta dentre a névoa dizia o contrario.  Ao se colocar na cena, o jovem encarou Edward, sem mover seu pescoço, apenas seus globos oculares foram o suficiente, era como se ele disse-se que aquele esforço não valia apena, que Edward não era digno do mínimo de atenção que ele poderia dar. Como prova disso, o misterioso jovem de cachecol e óculos virou sua atenção para a fera que se colocava em posição de batalha. A névoa que cobria o monstro revelou o que já suspeitávamos, um humanóide com corpo de puma e cabeça de cão estava de pé, pronto para atacar novamente. Estava rosnando, queria sangue ou talvez dinheiro.

Estava atento a qualquer estimulo e mesmo que o jovem com cachecol estivesse aparentando desinteresse, ele deixava escapar uma intenção de ajudar. Edward estava desarmado, porém ia ser dois contra um. O que será que o jovem irá fazer agora?
Histórico do William:
 

historico do saco de pancadas. :
 

Historico da Cotton-chan:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Bejin no ombro:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
West
Caçador de Recompensas
Caçador de Recompensas
West

Créditos : 38
Warn : Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 8010
Data de inscrição : 12/03/2016
Localização : East Blue

Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap. 1 - Pirata bonzinho?!   Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 EmptyDom 19 Jun 2016, 20:08

Mill, que nome engraçado, pode me chamar Will – diria Willian dando uma leve risada
Will iria tatear a parede para ter um ponto de referência e não cair caso tropeçasse em alguma pedra ou coisa do tipo.
- Acho melhor a gente ir andando, estou vendo um fecho de luz la na frente, tomara que seja a saída

Will começava a caminhar caverna adentro quando alguma coisa ou alguém teve a sorte ou não de cair naquele caverna.  O Impacto jogou agua para todos os lados, molhando ainda mais Willian. Assim que possível Will iria sacar sua katana com a mão direita, não sabia se era um animal, ou algum inimigo, melhor prevenir, iria tentar dar alguns passos para trás até suas costas encostarem na parede da caverna, com isso iria posicionar sua katana a sua frente com as duas mãos.
- Quem está ai?

Gritaria Willian, tentando intimidar a pessoa que caiu ali.
Assim que o indivíduo se apresentasse Will iria guardar sua katana na bainha novamente.
- Muito bem, me chamo Will, acho melhor a gente ir andando antes que mais alguém caia de novo, la no fundo tem uma luz, e a nossa melhor chance, o que vocês acham?

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Capato
Civil
Civil
Capato

Créditos : Zero
Warn : Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 10010
Data de inscrição : 04/06/2016
Localização : E eu sei lá

Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap. 1 - Pirata bonzinho?!   Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 EmptyDom 19 Jun 2016, 22:55

Já era tarde da noite e uma estranha nevoa cobria a cidade, isso me faria dar um suspiro "Acho que não só vou encontrar uma lojas de armas amanha cedo...." pensaria desanimado, "Vou ir para casa e ir para uma loja quando estiver amanhe...." antes que pudesse completar meu raciocino sou atingindo por um poderoso coice, eu era cabeça quente e não era acostumado a levar desaforo para casa, então me viraria e falaria-Mas que merda você pensa que esta fazendo?? Quer mo....- pararia de falar assim que percebesse que a forma de quem me atacou não era humana, ele estava preste a me atacar novamente, eu estava desarmado, meu coração aceleraria de medo, "Eu vou morrer aqui? Atacado por essa coisa?? " foi a única coisa que veio em minha mente, sabia que tinha poucas chances de vencer ser estar armado, mas por sorte o animal recuou, não demorou muito para eu notar que o motivo do recuo era graças a um outro homem que se aproximava, ele não pareceu ameaçador, mas também não pareceu amigável.

Mas ele ser amigável ou não, não me importava, tudo que precisava saber é que graças a ele eu havia sido salvo e agora tinha uma oportunidade de pensar friamente o que fazer, "Normalmente eu iria tentar correr dessa criatura, já que não terei beneficio nem um em lutar contra ela, mas.... " pensaria enquanto me abaixava, tentando catar algumas pedras do solo com a minha mão esquerda , mas mesmo abaixado não tiraria os olhos da criatura"Não posso correr e deixar o cara que me salvou para trás, sem falar que esse animal me atacou, não posso deixar isso sair barato. " caso conseguisse catar as pedras ou não me levantaria, falaria sem desviar o olhar da criatura, pois sabia que a maioria dos animais predadores são traiçoeiros, atacam quando você vira as costas para eles, -Ei... Cara escroto, eu vou chamar a atenção dessa criatura para mim e você tenta pegar ela desprevinida- eu estava desarmado, talvez esse cara possuísse alguma arma, a melhor chance de ambos sairmos vivos era se eu agisse como isca enquanto ele pega a criatura desprevenida.

-Ei bicho feio!!!!! - falaria enquanto me afastava do estranho, que havia me ajudado a pouco, tentaria dar o contorno na criatura de modo que ela ficasse no meio de mim e do estranho, -Cai Dentro criatura nojenta!!!- falaria novamente tentando chamar atenção dela pra mim, tentaria jogar uma pedra com a mão esquerda nela, caso as minhas falas não fossem o suficiente para manter o foco da criatura em mim e também caso eu tenha alguma pedra, em todo caso não tiraria os olhos dela.

Caso a criatura atacasse minha cabeça em um movimento frontal, desviaria para direita, caso o golpe viesse das laterais, desviaria me abaixando, para logo em seguida correr na direção oposta da criatura 6 passos, para então encará-la novamente a espera de outro ataque, se a criatura atacasse meu peito, costas ou até mesmo a barriga, de forma frontal , tentaria desviar para esquerda, casso o ataque viesse das laterais tentaria esquivar para direita, se os golpes viessem visando acertar a parte inferior de meu corpo, de forma frontal tentaria desviar para direita, se viesse das laterais tentaria dar um pulo para trás.

Se sofresse algum golpe, tentaria aguentar a dor e continuar me esquivando, mas deixaria escapar de meus lábios -Droga!!!- , sempre estaria atento a minha volta, pra não sofrer nem 1 ataque surpresa, se tivesse sucesso em escapar dos ataques ou não, tentaria me afastar 7 passos, da criatura, para analisar as coisas, primeiramente queria ter mais informação sobre a criatura, como ela era, quantas pedras eu tinha e também se o humano que havia me ajudado possuía alguma arma, com isso em mente poderia pensar em um novo plano.



Objetivos:
[]Não perder nem uma parte do corpo.
[]Não morrer.
[]Conseguir uma pistola com munição.
[]Perder a desvantagem vicio por cigarros.
[]Aprender a Pericia Forja
[]Aprender a Pericia Engenharia
[]Virar amiguinho de todo mundo que ta na aventura principalmente do narrador


Off: malz post fraco.... não sei bem o que fazer....

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] I [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milho
Civil
Civil
Milho

Créditos : 4
Warn : Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 10010
Feminino Data de inscrição : 18/02/2016
Idade : 25
Localização : East Blue

Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap. 1 - Pirata bonzinho?!   Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 EmptyQua 22 Jun 2016, 09:00

Onde está a saída?
Posts: 016 | Vício: 05/15

O jovem Milhouse estava sempre enrascado. Agora, ele acabara recebendo outro jato de água em sua face. ”Puta merda, quem caiu agora?”. O jovem Krapacius “remolhava” o jovem, o fazendo passar a mão nas partes do corpo para tentar enxugar algumas gotículas, tentando evitar o inevitável, o resfriado que eventualmente ele teria por nadar em um lago gelado e agora, mais água por seu corpo. ”Vai bater uma gripe forte!”. Mas após este instante, ele podia ver uma “luz ao fim do túnel”. Ele um alívio, neste momento, ele nem queria mais saber o que ou quem caiu ali, ele já estava ficando de saco-cheio. Então, ao que parece, ele poderia ouvir o que Willian disse, zombando, de certa forma, de seu nome.

- Mill e Will, dupla dinâmica! – Disse ele, completando a zombaria de Willian.

Se Krapacius respondesse a pergunta a seguinte de Willian, ele se lembraria de que algo caiu na caverna, inclusive, o molhou novamente. ”É verdade! Alguém ou algo caiu! Será que é um monstro? Ah, a essa altura do campeonato, se ele quiser me matar aqui no escuro, eu não poderei fazer nada!”. Milhouse teria um momento de desespero, onde suaria frio. Apesar de sua visão aguçada, naquela escuridão, ele não poderia fazer nada. Sua respiração ficaria tensa e ele engoliria a seco, enquanto não houvesse resposta. Tentaria ficar o mais silencioso possível, tentando usar sua audição para detectar movimentos e se mover na direção oposta. Afinal, agora ele estava tão tenso que não lembrava mais a localização nem de Willian. Caso ouvisse a voz de Krapacius e pudesse detectar que é ele, ele se sentiria aliviado. ”Que alívio! Mas espera... Porque toda vez que eu encontro ele, o mesmo está apanhando, caindo ou voando? Acho que ele é um imã de aventuras!!, pensaria o garoto bonzinho enquanto suspira de alívio. Caso não houvesse resposta, ele ficaria imóvel e tentaria ser o mais silencioso possível, apesar de achar que essas bestas-feras farejam o medo.

- Krapa-chan, você de novo! É um alívio saber que está bem! – Falaria, se Krapacius se identificasse.

Por sua personalidade, Milhouse sentiria tanto alívio que abraçaria Krapacius, se conseguisse localizá-lo. ”Como é bom saber que minha morte não será agora!. Ao ouvir as palavras proferidas por Willian, concordaria, acenando com a cabeça, esquecendo que ele não podia vê-lo. Ele começaria a caminhar em direção da luz, lentamente, tomando cuidado para não cair naquela escuridão. Ao chegar em um lugar claro o suficiente para ler o mapa novamente, ele daria uma parada.

- Esperem um pouco, vou checar o mapa para ver se não temos mais nenhuma pista do tesouro! – Ele proferiria, pegando o mapa de seu bolso.

Ele olharia todas as partes do mapa. ”Esse mapa não pode me trazer até a porta da caverna e me deixar na mão!”. Se encontrasse alguma pista da localização do tesouro, seguiria até lá, cautelosamente, para evitar os perigos que houvesse em seu caminho. Caso encontrasse algum inimigo, Milhouse se afastaria. Priorizando defender seus companheiros, caso algum deles fosse atacado, o garoto se jogaria na frente dos golpes, mesmo que fossem golpes fatais. ”Nunca deixar ninguém pra trás e nem deixar machucarem os seus amigos”, passava um devaneio sobre a sua cabeça, com tom de juramento. Caso, após entrar na frente de alguns golpes ou mesmo incialmente, o inimigo atacasse diretamente Milhouse, ele se esquivaria, indo para trás, caso fossem golpes rasteiros, com um pulo. Caso fossem golpes horizontais, ele também pularia para trás. Se fossem golpes verticais ou diagonais, ele pularia para o lado oposto, a fim de evita-los. Caso fossem golpes visando à cabeça ou acima do toráx, o garoto abaixaria e se jogaria para o lado, com um leve pulo após abaixar, a fim de evitar se atingido por um primeiro golpe e um segundo golpe surpresa. ”Eu não posso apanhar de novo! Eu vou vencer!”. Enquanto ele prioriza defender os seus amigos e/ou esquivar dos ataques, ele analisaria os golpes do oponente, para ver se havia um padrão. ”O irmão da Hirume lutava apenas com as pernas, se eu tivesse percebido isso antes, talvez teria uma chance...”. Ele tentaria ver qual o ponto forte do inimigo, para ver se achava uma fraqueza.

Histórico:
 
Objetivos:
 

Off:
 

____________________________________________________

É isso mesmo, Convidado, eu voltei.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap. 1 - Pirata bonzinho?!   Cap. 1 - Pirata bonzinho?! - Página 6 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Cap. 1 - Pirata bonzinho?!
Voltar ao Topo 
Página 6 de 8Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Centaurea Island-
Ir para: