One Piece RPG
Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Unbreakable
Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Emptypor Ainz Hoje à(s) 15:32

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 14:42

» O Legado Bitencourt Act I
Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Emptypor SraVanuza Hoje à(s) 14:08

» Evento Natalino - Amigo Secreto
Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Emptypor Shroud Hoje à(s) 14:01

» Procura-se piratas no East Blue
Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Emptypor Ainz Hoje à(s) 13:58

» Miyuki Morningstar
Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 12:58

» Rumo aos novos mares ! Grandline me espera
Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Emptypor Faktor Hoje à(s) 11:13

» Construindo o Começo
Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Emptypor Ainz Hoje à(s) 09:24

» [FP] Kozuki Orochi
Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Emptypor Akagami Hoje à(s) 09:24

» [Mini - Polyn] Sorriso afetado.
Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Emptypor Layla Morningstar Hoje à(s) 03:00

» mini-aventura
Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Emptypor Layla Morningstar Hoje à(s) 02:01

» Bastardos Inglórios
Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Emptypor Kenway Hoje à(s) 01:06

» Nox I - Loucura
Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Emptypor Catuios Ontem à(s) 23:31

» Sons of Vermillion's Blood: Gênesis
Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 22:08

» Teleton Chronicles I: Retaliação
Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Emptypor Sakaki Ontem à(s) 21:34

» [ficha] Hinata Bijin
Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Emptypor Bijin Ontem à(s) 20:39

» Apenas UMA Aventura
Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Emptypor Van Ontem à(s) 20:35

» Cap. 1: Laços entrelaçados, as chamas da revolução se erguem!
Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Emptypor Wesker Ontem à(s) 20:07

» Buki Bijin
Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 19:02

» Arthas Mandrake
Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Emptypor ADM.Ventus Ontem à(s) 18:58



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Cap. 1 - We're back, bitches!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
Auron
Usurpador
Usurpador


Data de inscrição : 16/01/2012

Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap. 1 - We're back, bitches!   Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 EmptyDom 06 Mar 2016, 01:20

Izaya observava tudo aquilo de longe, os homens que brigavam se tratava de Toni e um outro misterioso rapaz. O falastrão era muito ambicioso e a todo custo ele queria roubar aquele barco, não importando se não tivesse alguém para guia-lo. Eles trocavam golpes de uma forma bem feroz e parelha, os socos se colidiam  e afastavam um do outro, era uma luta incrível.
Depois de uma bela troca de socos, Toni se afastava e revelava ser um pirata para aquele homem, que por vez logo ficou surpreso. -Humm, se voce é pirata... certamente tem um preço pela sua cabeça! Vamos lá, diga quanto é! - Dizia o homem com uma empolgação muito repentina.

Enquanto isso, Izaia se aproximava para ver o que estava acontecendo, ele seguia bem cauteloso até chegar bem próximo de ambos. Chegando perto ele conseguiu reconhecer seu amigo Toni, porém quando ele começou a falar, sua voz era ofuscada pelo grito dagarota mais jovem que chutava areia para cima. -PAREM!!!


Imediatamente o inicio daquela luta era parado, ambos lutadores olhavam para a garota que logo voltava a falar, apos consegui a atenção desejada. -Dalchock... Eu olhei os cartazes recentes no mural e não vi nenhum desse cara... Acho que ele é apenas um falastrão arruaceiro. - Ao ouvir isso, imediatamente Dalshock abaixava sua guarda e falaria com o Toni. - Você quase entra numa roubada, meu rapaz...- Dizendo isso, ele notava a presença de Izaya, apenas observando tudo. -O que você esta olhando? por acaso somos algum tipo de espetáculo para você?! Vocês dois, deem o fora daqui!!

Dizendo isso, Dalshock dava as costas e seguia em direção ao seu bote. -É melhor eu guardar isso aqui, antes que vocês tentem ser engraçadinhos e levem-o.-Ele pegava seu bote e arrastava até perto de sua casa, chegando la ele o amarrava com poderosos cabos de aço e entrava na casa. Sem Dalshock por perto, a mocinha voltava a falar -Vocês dois estão bem? Eu sou a Lizy, aquele grandão ali é meu irmão, peço desculpas pelos modos dele, ele é meio desequilibrado. - Dizia num tom de voz bem doce e sincero. -O que vocês fazem aqui? Talvez eu possa ajudar vocês...

Dalshock:
 

Lizy:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t12406-yoroshi-auron
Gina
OPRPG Facebook
OPRPG Facebook
Gina

Créditos : 13
Warn : Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 17/06/2011
Idade : 25
Localização : Bem atrás de você...

Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap. 1 - We're back, bitches!   Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 EmptySeg 07 Mar 2016, 13:56

- Ah, Toni, é você! Também errou de ilha? Diria, ignorando as falas do casal de irmãos por enquanto, as quais eu só teria ouvido em silêncio e sorrindo. Caso mesmo após eu ter dito isso Toni ainda não tivesse percebido que era eu, voltaria a chama-lo dizendo: "Sou eu, o Izaya!". Se resolvesse me abraçar, ou dar um aperto de mãos, como fizemos da última vez que nos reencontramos depois de termos passado um tempo separados, retribuiria qualquer que fosse o gesto afetivo que ele escolhesse usar.

Ouviria qualquer coisa que Toni tivesse para me dizer, e ao mesmo tempo começaria a deduzir o que havia acontecido ali na minha ausência e por que ele e o brutamontes estavam brigando. Como o tal Dalchock, como a Lizy o chamou, disse que amarraria o barco para caso Toni tentasse leva-lo, deduzia que era disso que se tratava, um assalto. Era bem a cara do meu capitão fazer isso, e também era típico dele não desistir só por que o grandão deu a discussão por encerrada. Com o Toni não tem isso de "quando um não quer, dois não brigam", com ele é "quando um não quer, esse um apanha até a morte".

Se o Falastrão me desse alguma orientação já de imediato dizendo algo como "vamos recuar", "vamos atacar", "mate-os", " prenda-os" e etc, tentaria acatar as ordens do capitão. Qualquer comando desse tipo, ou que tivesse um significado parecido com esses, eu acataria de prontidão, já iniciando meus movimentos. Se tivesse que lutar iniciaria o combate me abaixando rapidamente e esticando a perna esquerda, em seguida já girando o corpo em alta velocidade ao redor do meu próprio eixo, de modo a aplicar um chute rasteiro contra Lizy (ou contra o alvo que Toni tivesse me ordenado atacar se tivesse sido mais específico), visando atingir a parte detras das suas pernas/pés e a derrubar. Acertando esse golpe ou não, prosseguiria agora com um soco contra o pescoço (se a ordem fosse para matar) ou contra o estômago (caso a ordem do capitão fosse para capturar). O soco no pescoço poderia já finalizar a luta ali mesmo se fosse bem dado, e a pancada no estomago tinha chance de atordoar o inimigo, só se fosse perfeitamente executado, obviamente.
Se Toni em momento nenhum me desse uma orientação sobre o que fazer eu agiria por conta própria executando as mesmas ações citadas, focando em matar e não em capturar.

Sendo a minha "missão", dada por Toni, imobilizar o alvo: se conseguisse com o soco no estomago o atordoar tempo o bastante, seguraria seus braços com firmeza, tentanto paralisar o oponente com toda minha força. Se em qualquer momento, antes, durante, ou depois do combate alguém tentasse me atacar, fosse com um golpe ou com projéteis, tentaria evadir dos ataques usando toda a minha velocidade de movimento e talento natural de Aceleração, desviaria me movendo na direção paralela ao golpe. Se fosse um ataque vertical (cima para baixo e/ou baixo pra cima) desviaria saltando para um dos lados que parecesse mais favorável no momento. Se fosse horizontal (direita para esquerda e/ou esquerda para direita), esquivaria recuando alguns centimetros (ou metros se fosse preciso e possível) para trás, até estar fora do alcance do ataque. De um golpe em linha reta (de frente e/ou de trás), eu desviaria usando o mesmo motodo que dos verticais, me movendo para os lados rapidamente. Tão veloz quanto me fosse possível. Golpes diagonais esquivaria recuando, assim como dos golpes horizontais.
Se precisasse e conseguisse me desviar de algum ataque inimigo, aumentaria o sorriso que estaria sempre estampado em meu rosto e diria: - Sinta a Força de Aceleração.

Estaria atento não só ao meu inimigo, mas também aos que pudessem surgir de surpresa, e caso surgissem eu usaria as mesmas ações evasivas já citadas. Sempre prestando atenção ao terreno, para não me mover pra um lugar perigoso ou que limitasse os movimento, como contra uma parede ou pra dentro d'agua, por exemplo. Se o comando do Toni fosse para irmos embora, não executaria nenhum ataque por conta própria e me retiraria do local em sua companhia.



Citação :
Nº de Posts: 04
Ganhos: N/A
Perdas: N/A
Objetivos:
Spoiler:
 
Desvantagens:

  • Má Fama: O Metamorfo, pirata ex-procurado com uma recompensa de mais de 100 milhões, dado como morto a cerca de 1 ano.
  • Código do Caçador

Personagens Conhecidos:
PLAYERS:
 

NPC's Importantes:
 

NPC's Criados:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Pericias p/ Aprender:
Spoiler:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Tonikbelo
Tenente
Tenente
ADM.Tonikbelo

Créditos : 62
Warn : Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 24/11/2011

Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap. 1 - We're back, bitches!   Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 EmptySeg 07 Mar 2016, 22:39


A vontade de Toni era de acabar logo com aquele combate, precisava urgentemente daquele barco e como o homem não estava disposto a cooperar e vender uma carona até a ilha de Loguetown, o pirata teria de agir como um pirata e roubar aquele pertence. Ele iniciava um combate, o indivíduo se mostrava páreo, mas não que ele fosse forte e sim que estes anos afastado do que mais gostava de fazer acabaram deixando Toni desacostumado com as brigas e bem mais fraco do que já foi um dia. Ainda assim aquilo aparentava não ser um problema, ele ainda acreditava que poderia derrotar aquele pescador e conseguir o que tanto desejava, até que uma mulher chegava e nos mandava parar, fazendo com que o homem recuasse e perdesse o interesse naquela briga. ''Mas quem diabos é essa vadia?'' Ficava a se perguntar, vendo que ela tinha alguma influencia sobre aquele homem. ''Seria a esposa dele? Talvez ela saiba navegar... posso matá-lo e obrigá-la a me levar até Loguetown!'' Pensava.

Aquele era apenas um palpite para o falastrão, mas era bem provável que fosse verdade e como o homem começava a se retirar daquele local, era melhor que ele agisse rápido para por seu novo objetivo em ação, porém, antes que pudesse fazer qualquer coisa, uma voz não tão estranha soava. - Ah, Toni, é você! Também errou de ilha? Dizia. Aquela voz era única, não havia como se esquecer nem que se passassem séculos. Toni não esperava por aquilo, por isso se surpreendia e ficava um pouco pasmo por alguns segundos, até que finalmente se virava, correndo para abraçar seu velho companheiro. -IZAYA! Exclamava. O pirata estava muito feliz com aquele reencontro e por alguns instantes até esquecia o pescador e a sua esposa. -Seu maldito... como diabos você pode errar a ilha? Não foi aqui que nos conhecemos... Falava e fazia uma cara de zangado para o seu melhor amigo. -Eu estava agora mesmo atrás de uma embarcação para ir a Loguetown. Estou nessa ilha pois foi aqui que passei esses anos. Naquele momento ele se virava novamente para a mulher, era quando ele se lembrava que ainda tinha coisas a resolver. -Vocês dois estão bem? Eu sou a Lizy, aquele grandão ali é meu irmão, peço desculpas pelos modos dele, ele é meio desequilibrado. Dizia ela, finalmente se apresentando.

Toni não se importava muito com aquilo e de forma curta e grossa a respondia, mostrando como estava com tudo aquilo. -Foda-se! Ele lentamente se aproximaria dela, com seu típico sorriso sádico, até que estivesse próximo o suficiente para tentar agarrar o cabelo dela com uma de suas mãos. -Quem você pensa que é para tentar mandar em um pirata? Dizia e rapidamente tentaria puxar o cabelo dela pra baixo em direção a seu joelho, que ele ergueria para tentar acertar uma joelhada no rosto da mesma caso suas movimentações até aqui tivessem sido um sucesso. -Agora fique fora do meu caminho que eu ainda tenho assuntos a resolver com o desgraçado do seu irmão. Ele irritou aquele que será o rei dos piratas e eu não posso deixar isso passar em branco. E ah... agora que você está aqui, Izaya, você pode navegar com essa coisa e nos levar a Loguetown, já estou com saudades da Grand Line. Vamos matar aquele desgraçado!

O pirata agora tentaria se dirigir em direção a residência daquele homem, onde ao se aproximar da porta tentaria arrombá-la com um forte chute. -Apareça! Gritaria. Quando finalmente visse o homem, não perderia tempo em tentar avançar contra ele, avançando em ziguezague para tentar diminuir a precisão dos golpes adversários em relação a si e quando finalmente se aproximasse, tentaria fingir um soco com sua mão direita no rosto do oponente, apenas para tentar distraí-lo em relação aquilo, quando rapidamente recuaria seu golpe e usaria o joelho para tentar acertar a barrida daquele homem e rapidamente girar com seu cutuvelo erguido para o lado e assim buscando acertar aquele homem. Se preciso tentaria rapidos movimentos para os lados de forma a tentar se esquivar dos ataques do pescador, como poderia também tentar correr para se afastar do alcance dele. O pirata tentaria aos poucos ir observando a residência e ver se identificava alguma coisa como uma faca, ou qualquer outra coisa perfurante ou cortante, para que posteriormente utilizasse para tentar finalizar seu adversário.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Cor (#4aa2a4)
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Auron
Usurpador
Usurpador
Auron

Créditos : 6
Warn : Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 5010
Data de inscrição : 16/01/2012

Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap. 1 - We're back, bitches!   Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 EmptyQua 09 Mar 2016, 02:17

Os companheiros finalmente se encontravam, após uma pausa na luta provocada pela garota, Toni e Izaya tiverem um rápido dialogo que novamente voltava a ser interrompido por Lizy. Ela falava coisas  que não interessavam muito os jovens, Izaya se manteve calado porém após um palavrão, o falastrão avançou lentamente em direção a moça. Sua ingenuidade era algo admirável, e contribuiu para que a linda moça não percebesse as intenções daquele homem. Enquanto ele ia em sua direção, ele a puxava pelos cabelos e dizia algumas palavras, claramente ele achou um insulto a ação daquela jovem. Segurando o cabelo da moça, Toni puxava, guiando-a até seu joelho que durante a colisão arrancou um dente da moça e acabou quebrando seu nariz, com aquele golpe ela caia no chão, desacordada e sangrando bastante.

Ao ver a garota caída no chão, a mulher mais velha colocava suas mãos sobre o rosto, parecia não acreditar naquilo que via, as lagrimas tomaram conta de seu rosto e rapidamente ela fugiu para a cidade. Ignorada pelos malfeitores, seu alvo claramente era o Dalshock, o misterioso homem que acabava de entrar na casa. Toni voltava a falar algumas coisas para aquela garota que estava desmaiada na areia, sua ambição era insaciável e insana, por hora, diferente do Izaya que o seguia, talvez aguardando uma ordem.

-Apareça!- Gritava o falastrão.

Gritando isso, não demorou até que o Dalshock aparecesse. Ele chegava na porta e rapidamente via o que havia acontecido com sua irmã, a raiva nos olhos daquele homem queimava como brasas  de um incêndio, o sentimento de culpa tomou contra por um instante e rapidamente foi alastrado pela sede de vingança. -NÃAAAAAAAAO!!!!!!!!!! - SEUS MISERÁVEIS! VOCÊS IRÃO PAGAR POR ISSO!!!!!! - Gritando isso, Dalshock dava um incrível pulo acompanhado de uma joelhada, em direção a Toni, porém não obteve sucesso devido a rápida investida em zig-zag do Toni. O Alvo de Dalshock era claramente o Falastrão, pois ele tinha certeza que foi ele que havia agredido sua irmão, pois havia uma grande poça de sangue no local exato do joelho onde o rapaz acertou a moça. Dalshock voltava a atacar com joelhadas que eram colididas com joelhadas do Toni, porém Dalshock levou a melhor, pois as habilidades com as pernas do Toni não era equivalentes a de seu Oponente. Toni caia no chão, o impacto no seu joelho doía bastante, mas era uma dor momentânea e suportável, serviu apenas para desequilibra-lo e leva-lo ao chão. Dalshock seguia em direção a Toni, porém o seu maior erro foi esquecer seu outro inimigo, ele estava sedento por vingança que acabou esquecendo Izaya, que por vez, aproveitou a oportunidade para atacar por trás, desferindo uma rasteira naquele grande homem que logo veio ao chão, caindo 1m de distancia do Toni.

Aquela era a oportunidade de ouro do jovem, ele se preparava para da um soco mortal no pescoço de Dalshock quando de repente gritos de ordem foram ouvidos.

-Faça, e aqui será o seu tumulo..
-Afastem-se deles, ou iremos atirar.

Eram duas mulheres, gêmeas por sinal, ambas portavam um rifle que estava apontado para Izaya. Elas estavam a cerca de 7 metros da situação e novamente voltava a falar.

-Você tem a opção de não mata-lo e vim com a gente...
-Ou mata-lo e ir para o inferno junto com ele!

Caso aceitassem o "acordo" elas os algemariam e seguiriam por um caminho diferente da cidade.


Gemeas:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Badass Stars:
 

         
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



•Fala•#333366
•Pensamento•#336633
•Ação•#666666




Não Há Mudança Sem Violencia - Karl Marx  
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t12406-yoroshi-auron
ADM.Tonikbelo
Tenente
Tenente
ADM.Tonikbelo

Créditos : 62
Warn : Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 24/11/2011

Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap. 1 - We're back, bitches!   Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 EmptyQua 09 Mar 2016, 08:17


A luta com o pescador grandalhão não se saia tão bem para o lado de Toni, que não sendo um especialista em luta corpo a corpo e após tanto tempo sem combater, mostrava claramente que ainda levaria um tempo até voltar a sua melhor forma. Seu joelho doía, trocar golpes com aquele homem não fora uma boa ideia, mas por sorte ele tinha um companheiro. Izaya que até então apenas observava, aproveitava a oportunidade de derrubar aquele homem com um ataque pelas costas e quando se preparava para finalizar, mais mulheres apareciam dando ordem, fato este que irritava o falastrão.

-É?! Perguntava em tom de sarcasmo para as gemear. -Acontece que eu não sou de deixar as coisas pela metade... e não são vocês que irão me impedir... Terminaria de dizer e tentaria se levantar, ainda com um pouco de dificuldades por conta de seu joelho. -Izaya... deixa esse idiota comigo, apenas garanta que as vadias não me atrapalhem. Ordenava a seu imediato. ''É bom voltar a lutar ao lado do Izaya... hehehe... pena estar tão fora de forma. Espero que ao menos ele tenha se mantido bem durante esse tempo, aquela loira que vi nos jornais que costumava andar com ele parecia ser durona, ele precisaria treinar muito para acompanhá-la.'' Imaginava.

Naquele instante ele tentaria avançar outra vez contra o homem, esperando aproveitar a oportunidade de ele ainda estar caído para tentar agarrá-lo com suas mãos em sua garganta. Com força ele apertaria, tentando sufocar aquele homem e mandá-lo de vez para o inferno. -Como eu disse... não se brinca com piratas! Toni esperava que Izaya distraísse as mulheres para que elas não o atrapalhassem, mas caso eventualmente elas ainda assim disparassem na direção dele, ele tentaria rapidamente rolar para o lado e tentar utilizar suas mãos e toda a sua força para mover aquele pescador a sua frente, tentando utilizá-lo como escudo humano para os possíveis projéteis. Se preciso ele tentaria ainda se esquivar com saltos rolamentos para os lados, pois como era um acrobata, movimentos assim não seriam um problema. Se ele finalizasse o homem ou as mulheres fizessem esse trabalho por ele, seria a vez de agora tentar pará-las e por isso avançaria em ziguezague na direção das mesmas, utilizando essa estratégia básica para tentar diminuir a precisão delas sobre ele e ao se aproximar o suficiente, tentaria saltar na direção da mais próxima com uma voadora, pois imaginava que sendo elas atiradoras, sofreriam se ele levasse o combate para o corpo a corpo. Acertando seu golpe, ele tentaria rapidamente finalizá-la com um potente soco em seu rosto e se preciso voltaria a tentar se esquivar com os rolamentos, utilizando-se de toda sua agilidade e poder de aceleração para isso e, obviamente, esperando que seu aliado conseguisse derrubar a outra e evitar assim maiores problemas. ''Quem será que são essas mulheres? E porque diabos elas queriam que a gente fosse com elas? Será que foi aquela velha maldita que abriu o bico?"De qualquer forma estou farto dessa ilha, precisamos ir logo para loguetown antes que os problemas por aqui aumentem.'' Pensava.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Cor (#4aa2a4)
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gina
OPRPG Facebook
OPRPG Facebook
Gina

Créditos : 13
Warn : Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 17/06/2011
Idade : 25
Localização : Bem atrás de você...

Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap. 1 - We're back, bitches!   Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 EmptyQua 09 Mar 2016, 15:46

- Por que parariamos? Ele tem que morrer e queremos matá-lo. É perfeito! - Diria sorrindo após ouvir as exigências das duas meninas. E depois de ouvir a ordem do Toni tentaria me levantar e partiria para cima delas usando de toda minha aceleração para superar a pequena distância entre nós. Tentaria fazer isso alternando a direção do movimento para que não tivessem tempo de mirar com precisão, indo de um lado para o outro, mas sempre avançando.
Esperaria Toni começar a agir para só então iniciar minha investida. Isso por que antes disso elas estariam mirando em mim, mas quando ele começasse a atacar o brutamontes provavelmente a mira da arma das moças se moveriam para ele, me dando um único instante em que eu não seria o alvo das Armas delas. Entretanto esperava que não tivessem tempo de atirar contra Toni pois eu já correria contra elas, as forçando a tentar apontar os rifles contra mim novamente, só que como dessa vez eu estaria em um zig zag frenético, seria mais difícil para elas, poderiam acabar levando alguns segundos para mirar e era desses segundos que eu tiraria proveito para me aproximar. Foi o melhor plano que pude bolar, teria que servir.

Se eu acabasse sendo baleado em qualquer parte do corpo, mesmo em uma das pernas, tentaria continuar avançando o mais rápido possível ignorando a dor momentaneamente. Conseguindo diminuir o bastante a distância entre nós, me jogaria no chão de costas para baixo, deslizaria por baixo por entre as duas. Essa abaixada repentina talvez dificultasse ainda mais a obtenção de uma mira perfeita para elas, e quando estivesse na posição ideal usaria meus conhecimentos em Taekwondo para chutar a parte detrás dos joelhos de uma delas, tentando derrubá-la.
Tendo em vista que para fazer isso eu estaria bem próximo as duas, simultaneamente ao chute, tentaria segurar o rifle da outra irmã com as mãos e puxa-lo (ou empurra-lo) para fora da trajetória em que ela o colocasse, tentando evitar que conseguisse atingir a mim ou a toni com seus disparos. Tentaria puxar a arma das mãos dela, e se eu não conseguisse por ela estar puxando de volta me aproveitaria disso e usaria sua força contra ela, empurraria a arma em sua direção de supetão, fazendo assim a coronha da arma atingir seu estômago ou peito com força, para então mais uma vez tirar proveito da situação. No instante em que ela estivesse incomodada com a dor, puxaria novamente a arma de suas mãos com toda a força.
Conseguindo desarma-la, rapidamente usaria o Rifle como um porrete para atingir a irmã que chutei mais cedo, que deveria estar caída ao meu lado, na cabeça com a coronha da arma. Não conseguindo desarma-la, usaria os punhos para atingir a nuca dessa mesma irmã caida, esperando que o impacto a levasse a nocaute.

Me manteria atento a todo momento (antes, durante e após a investida) á ponta das armas de ambas, para evitar ficar na trajetória de qualquer disparo. Se me visse sendo alvo dos rifles, tentaria desviar pouco antes das inimigas puxarem o gatilho, da maneira que me fosse possível no momento, com movimentos sutis ou com movimentos maiores.
Também estaria preparado para golpes físicos de combate corpo a corpo ou de curta distância, tentaria me desviar deles usando uma estratégia parecida com a anterior.
Se por algum motivo elas conseguissem me agarrar e/ou imobilizar e ainda estivesse acordado, tentaria me debater para me desprender enquanto sorria dizendo: - Isso seria bem mais divertido se estivéssemos pelados.
Minhas ações ofensivas ocorreriam bem rapidamente, em poucos segundos, precisaria de toda minha velocidade e de toda a "Força de Aceleração" contida em mim para poder realizar todos os movimentos de ataque narrados no menor espaço de tempo possível, em questão de segundos. Se visse que seria impossível desviar de um disparo, tentaria bloquear/proteger a zona que estivesse sendo mirada usando o braço esquerdo como escudo. Visto que seria preferível um dano ao braço do que a cabeça ou órgãos internos.




Citação :
Nº de Posts: 05
Ganhos: N/A
Perdas: N/A
Objetivos:
Spoiler:
 
Desvantagens:

  • Má Fama: O Metamorfo, pirata ex-procurado com uma recompensa de mais de 100 milhões, dado como morto a cerca de 1 ano.
  • Código do Caçador

Personagens Conhecidos:
PLAYERS:
 

NPC's Importantes:
 

NPC's Criados:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Pericias p/ Aprender:
Spoiler:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Auron
Usurpador
Usurpador
Auron

Créditos : 6
Warn : Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 5010
Data de inscrição : 16/01/2012

Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap. 1 - We're back, bitches!   Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 EmptyQui 10 Mar 2016, 21:02

Toni era uma pessoa disprovida de sanidade, seus atos eram incrivelmente loucos e destemidos, para algumas pessoas, aquilo era algo admirável, porém naquela situação era um tanto quanto suicida . O falastrão ignorava a ordem e partia em direção do Dalshock, enquanto isso ordenava que Izaya cuidasse das mulheres.

Seu exerço de confiança quase custou um preço caro. Quando ele se aproximava uma das garotas começava a atirar loucamente em Toni, a cada tiro, ela tinha um recuo de pouco mais de 1,5 segundos e logo disparava um novo tiro, enquanto uma delas atirava, Izaya corria numa velocidade incrível, porém para seu azar, as garotas perceberam e cada um foi para um lado, com isso ele focou a que estava mais próxima. Ele avançava de forma feroz porem a garota usou uma habilidade que lhe deixou muito ágil. - MASTER CAITING! - Conforme Izaya ia em sua direção, ela saltava para trás enquanto disparava varias vezes, a agilidade de Izaya era incrível, e graças a isso  ele conseguiu desviar de 5 tiros, porém acabou sendo alvejado na perna e logo caiu no chão. Simultaneamente durante a luta de Izaya, a garota disparava duas vezes contra Toni, que num movimento rápido conseguiu rolar para trás e usando Dalshock como escudo. Dalshock recebeu aqueles dois tiros no lugar do falastrão, com isso, a garota ficava irritada e nervosa e logo apontava a arma para Toni. A mira estava apontada para sua cabeça e sem esitar, ela puxava o gatilho, porém algo acontecia, sua arma havia travado e isso foi a brecha perfeita para Toni avançar com toda sua velocidade, sua velocidade não era tão incrível como a do Izaya e ele também sentia um leve desconforto no joelho, porem não impediu que ele desse uma linda voadora de dois pés nos peitos daquela mulher. Ela caia no chão e sua arma fora do seu alcance, certamente seria o seu fim, porém era o seu dia de sorte, não dizendo o mesmo para os malfeitores. Toni levava um golpe/coronhada da outra garota que havia vencido o duelo, ela batia no mesmo usando seu rifle como um taco de baseball, a pancada foi tão precisa que levou Toni ao desmaio.

-Agora você vem comigo, seu lixo! Dizia  garota enquanto amarrava Toni com cordas.

Izaya estava ferido, ele havia levado um tiro na sua perna esquerda e estava caído na areia.

A garota que abateu ambos os bandidos, olhava em sua volta e via todos seus companheiros abatidos,  ela precisava levar Toni e Izaya, porem só tinha forca para carregar um .

-Ei aleijado, eu ja cuido de você - Dizendo isso, a garota daria um tiro dali mesmo na direção de Izaya, o tiro pegava de raspão na perna direita do metamorfo, porém a garota não percebeu, ela acreditava ter acertado o tiro em cheio.  

-Fique quietinho ai, você não vai a lugar algum!

Feito isso, ela jogou o Toni em suas costas e o carregou até um misterioso local.


Quando Toni acordasse, ele estaria dentro de uma sala escura, sozinho.Era possível ouvir alguém assobiando  pelo lado de fora.

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Badass Stars:
 

         
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



•Fala•#333366
•Pensamento•#336633
•Ação•#666666




Não Há Mudança Sem Violencia - Karl Marx  
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t12406-yoroshi-auron
Gina
OPRPG Facebook
OPRPG Facebook
Gina

Créditos : 13
Warn : Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 17/06/2011
Idade : 25
Localização : Bem atrás de você...

Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap. 1 - We're back, bitches!   Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 EmptySex 11 Mar 2016, 09:51

Permaneceria caído no chão até a gêmea que ainda estava de pé sumir da minha vista levando Toni com ela. Se levantasse antes disso ela podia acabar me vendo e notando que não havia acertado o segundo tiro em mim como imaginou. Uma vez que eu estivesse fora do seu campo de visão rapidamente tentaria me levantar usando a perna direita como base, enquanto pressionaria o ferimento de raspão para que ele não se agravasse por causa desse esforço. Caminharia até a outra gêmea, que ainda devia estar derrubada pela voadora do Falastrão, mesmo que mancando ou me arrastando com apenas uma das pernas, tentaria chegar até ela o mais depressa possível e então pegaria o seu rifle do chão. Lembro que quando Toni a atingiu ele a desarmou e era com essa arma que eu o resgataria.

Tendo conseguido obter o rifle, analisaria rapidamente com uma passada de olhos para checar se não havia sido danificado pela queda a ponto de não funcionar e em seguida iria conferir quantas balas ainda restavam no pente. Se houvessem menos de 3, voltaria ao corpo da gêmea e vasculharia tentando achar mais algumas balas, recarregando a arma de imediato. Se apesar das minhas tentativas não houvesse qualquer bala no rifle ou para carrega-lo, mesmo assim o levaria comigo, seria um bom blefe mesmo sem a munição.
Se a gêmea estivesse desmaiada ou ainda não tivesse se levantado por algum motivo, arrancaria suas poucas peças de roupa para fazer ataduras improvisadas amarrando meus ferimentos a bala para estancar o sangramento, a cutucaria com o cano da arma até ela acordar e/ou se levantar. Estando ela de pé desde o início, lhe apontaria a arma estando a 2 metros de distância e a faria me passar as suas roupas assim mesmo, para que pudesse fazer os "curativos" rústicos, sempre prestando atenção para puxar o gatilho a qualquer sinal de reação por parte dela.
Uma vez que estivesse devidamente "tratado" de meus ferimentos e que ela estivesse de pé nua ( ͡° ͜ʖ ͡°), permaneceria com ela bem na mira da minha arma e diria: - Eu sabia que isso seria bem mais divertido se estivéssemos pelados. - Estaria sorrindo de maneira irônica e confiante. - Muito bem Mary-Kate, meus parabéns, você foi promovida de "figurante" para "refém", e espero que em breve se torne uma "moeda de troca". Agora vamos lá negociar com a Ashley para recuperar meu capitão. Não tente nenhuma gracinha!

Tentaria fazer a gêmea Olsen caminhar na minha frente, a 2 metros de distância da ponta da minha arma, enquanto a manteria sob minha mira e com meu dedo no gatilho, segurando a arma com as duas mãos. Andaria logo atrás dela, tentando ignorar a dor e me locomover da melhor maneira possível, usando minha característica de Temperamento Calmo para conseguir lidar com a situação. Tentaria nos levar pelo mesmo caminho que vi a outra mulher levar Toni. Se a gêmea refém tentasse reagir de alguma forma, não pensaria duas vezes e usaria minha velocidade de reação e aceleração para puxar o gatilho e disparar contra ela, ou caso a arma não possuísse balas, usaria a mesma rapidez para lhe dar uma coronhada na cabeça e a afastar. Acreditava que outras pessoas não ousariam fazer nada contra mim, visto que eu a teria como refém, mas se fizessem, a executaria alí mesmo com a agilidade já descrita e apontaria a arma para o novo inimigo, já também disparando/coronhando em sua direção.
Esquivar de ataques com aquelas pernas seria difícil, mas se fosse necessário e mesmo após os movimentos anteriores ainda precisasse me desviar de algo, aplicaria toda a força na perna direita para me mover em uma direção propicia para realizar a esquiva, em seguida já desferindo mais um contra ataque no meu atacante.
Uma vez que estivéssemos diante do lugar em que Toni estava sendo mantido prisioneiro, berraria chamando pela outra gêmea, sem deixar de apontar o rifle contra a minha refém nem mesmo um segundo, e sem tirar meus olhos dela.





Off: Eu sou Adaptador então posso usar armas de fogo Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 1439049992


Citação :
Nº de Posts: 06
Ganhos: N/A
Perdas: N/A
Objetivos:
Spoiler:
 
Desvantagens:

  • Má Fama: O Metamorfo, pirata ex-procurado com uma recompensa de mais de 100 milhões, dado como morto a cerca de 1 ano.
  • Código do Caçador


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Pericias p/ Aprender:
Spoiler:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Tonikbelo
Tenente
Tenente
ADM.Tonikbelo

Créditos : 62
Warn : Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 24/11/2011

Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap. 1 - We're back, bitches!   Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 EmptySab 12 Mar 2016, 06:32


O plano de Toni se saia bem, e com a ajuda involuntária daquela mulher, derrotava o pescador utilizando-o de escudo para se proteger dos disparos. Era evidente que aquilo irritava a sua adversária e num momento de sorte, ele acabava conseguindo também a oportunidade de acertá-la com um poderoso golpe, mas, confiando que seu parceiro tinha feito a sua parte, acabava se distraindo e sendo atingido pela mulher. -Desgra... era o pouco de uma última palavra que dizia antes de desmaiar.

Quando finalmente acordava, uma dor de cabeça o atormentava um pouco. -Argh... que vadia... Murmurava. Ele não se sentia tão bem, mas percebia que havia passado algum tempo, mesmo que não sabendo quanto e o que aconteceu durante este período. O local em que se encontrava era escuro, ele tentava observar para ver se juntava algumas informações visuais caso conseguisse enxergar algo e também acabava por escutar um assobio. -Quem está ai? Onde diabos eu estou! Gritaria e logo tentaria ver se estava preso, amarrado, algemado ou diante de alguma condição que limitasse sua movimentação. ''Maldito Izaya... eu com uma perna dolorida tive que cuidar de dois enquanto o desgraçado não conseguiu sozinho dar conta de uma puta dessas... espero ao menos que o idiota ainda esteja vivo.'' Pensava.

Se alguém respondesse suas perguntas, ele tentaria ver se era a mesma mulher que lhe capturou e se fosse, não perderia tempo em atacá-la com sua língua afiada. -Sua vadia filha de uma puta! Desgraçada estúpida! Quem você pensa que é para tentar me dar ordens e ainda me trazer pra esse maldito lugar que fede mais do que essa sua suvaqueira que dá pra sentir de longe. Diga logo! Resmungava. Toni estava com muita raiva daquela mulher, pois sua vontade era de ir logo para Loguetown e agora tinha esse contratempo para resolver, fora o fato de estar em um local desconhecido e contra a sua vontade e também aparentemente sem o seu companheiro que mal havia reencontrado. Se por outro lado a pessoa que respondesse, se respondesse, não fosse a mulher que ele tinha visto antes de desmaiar, também não economizaria nas ofensas, mas não parecia ter muito interesse na presença de quem quer que fosse. -Seu(sua) idiota! Filho(a) de uma puta! Porque diabos eu estou aqui e onde está aquela vadia que me acertou? E o que diabos é esse lugar? Chame logo a rapariga que me prendeu porque eu tenho assuntos a resolver com ela e não vai ficar nada bom pro lado dela! Exigia. Ele não poderia fazer muita coisa se estivesse preso, porém, se estivesse solto tentaria se locomover pelo local e procurar por possíveis brechas para tentar escapar de onde quer que fosse aquilo, e, estando solto e aparecendo alguém que ele pudesse chegar até ele, não hesitaria em tentar avançar contra o mesmo utilizando toda a velocidade que possuía e tentar acertar um forte soco na boca da pessoa em questão, num típico ato de descarregamento de fúria.

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Cor (#4aa2a4)
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Auron
Usurpador
Usurpador
Auron

Créditos : 6
Warn : Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 5010
Data de inscrição : 16/01/2012

Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap. 1 - We're back, bitches!   Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 EmptyDom 13 Mar 2016, 23:38

Apesar de ter seguido as tolices de seu capitão, Izaya era um homem esperto, vendo que não havia sido atingido ele forjou um "falso desmaio"(Afinal, ficou deitado no chão, inerte) para poder se livrar temporariamente daquela garota. Acreditando ter acertado o tiro, logo a garota apanhava Toni que por hora estava desmaiado, e o levava para um local misterioso. Perdendo a mulher de vista, o metamorfo se levantava e começava a agir, ele caminhava lentamente, enquanto arrastava sua perna pela areia. Chegando no objetivo, ele tirava as roupas da mulher e tentava fazer uma especie de curativo, porém não obteve sucesso, afinal ele não dominava a arte da enfermaria, entretanto o curativo serviu para estancar o ferimento.

Finalizando isso, ele checava quantas balas haviam no rifle, era seu dia de sorte, pois haviam 10 balas, 3 segundos apos checar a munição da arma, a gemea despertava, ela olhava para Izaya que rapidamente apontava seu rifle e fazia algumas ameaças. Sem ter saida, a garota decide cooperar com o bandido. - Ok seu desgraçado, eu te levarei até la! Mas fique sabendo que la será o seu fim! - A garota estava completamente nua e seguia na frente do metamorfo, a garota era bem dotada de glúteos e rebolava de forma encantadora, rebolados que tirariam a concentração de qualquer homem.

Ao andar por alguns minutos, finalmente eles chegaram  no local, porém, pela ingenuidade do metamorfo, não checou a entrada antes de ir com a garota. Haviam homens armados por toda a parte e rapidamente apontaram suas armas para ele, enquanto ele permanecia apontando para ela. -QUEM É ESSE DESGRAÇADO COM VOCÊ?? ABAIXE A ARMA SEU FILHO DA PUTA! - Berrava um dos homens. O local era um galpão abandonado  e haviam 6 homens guardando sua entrada. 4 com armas de fogo e 2 com espadas.


Dentro do misterioso lugar, Toni acordava e gritava com um comportamento louco, totalmente grosso e hostil, tal comportamento que o levou até ali. Depois de muitos gritos e palavrões uma voz chegava naquela sala. Na porta daquele lugar, havia um pequeno espaço, uma especie de mini janelas com grandes, era possível ver uma pessoa olhar. -Acalme a fera e traga para minha sala. - Disse uma voz feminina. Apos dizer isso, uma pequena bombinha foi lançada dentro da sala, uma fumaça esverdeada engoliu aquela sala e aos poucos foi dando uma sonolência ao falastrão que no final de tudo, dormiu. Ao despertar novamente, ele se via amarrado numa cadeira de frente para um cara alto e loiro. - Eu quero apenas conversar com você...-Caminhava até Toni. - Irei te soltar para que fique mais a vontade, mas não tente nenhuma gracinha ou terá serias consequências! - Dizendo isso, o homem desamarrava o falastrão e iniciava uma pergunta.

-Quem são vocês? por que nos atacaram no porto da cidade?

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Badass Stars:
 

         
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



•Fala•#333366
•Pensamento•#336633
•Ação•#666666




Não Há Mudança Sem Violencia - Karl Marx  
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t12406-yoroshi-auron
Gina
OPRPG Facebook
OPRPG Facebook
Gina

Créditos : 13
Warn : Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 17/06/2011
Idade : 25
Localização : Bem atrás de você...

Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap. 1 - We're back, bitches!   Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 EmptySeg 14 Mar 2016, 11:22

Olharia de canto de olho para os 6 inimigos que me cercavam, sem mover a cabeça, me mantendo em posição de tiro contra as costas da gosto... Digo, gêmea. Estaria com um sorriso irônico e confiante mesmo nessa situação. - Isso é uma brincadeira ou nunca lidaram com uma situação com refém antes? - Daria mais uma corrida rapida de olhos a minha volta e então voltaria novamente meu olhar para a gêmea - Awnnnnnn, que fofo. É realmente a primeira vez de vocês? Então deixa eu explicar como funciona a situação com reféns: O cara apontando a arma pro refém é quem dá as ordens. Vocês podem até pensar "Ah, mas você está ameaçando matar uma amiga nossa, nós ameaçando matar você. Obviamente, dos caras armados, você é o único tendo a vida em risco aqui", mas a verdade é que: Morrer é fácil. Mas viver o resto da vida sabendo que sua companheira morreu com uma bala na cabeça, pelada, na sua frente e por sua culpa por que você não obdeceu as simples ordens do gentil pirata, isso é que é difícil. - Diria, sorrindo o tempo inteiro, o que eu esperava que deixasse aquele meu tom de voz ainda mais ameaçador. Provavelmente esse havia sido um discurso bem longo, mas faz parte de ser membro do bando do Falastrão. - Agora, dito isso acho que ficou óbvio qual de nós deve abaixar as armas. Quero que vocês ponham suas armas no chão e chutem devagar na minha direção, ou eu vou atirar na linda cabecinha gêmea dessa amiguinha de vocês. Vou contar até 3, e se não tiverem feito o que eu mando, ao fim da contagem regressiva, eu puxo o gatilho. - Ergueria o rifle até que ele ficasse apontado pra cabeça da refém, ainda mantendo a mesma distância dela pra que não tivesse chance de em algum movimento rapido a mulher me desarmar. - Um... Dois... Três. - Contaria lentamente, para dar a eles a chance de seguir minhas instruções, eles obedecendo ou não, faria a contagem até o final. Chegando no 3, seguraria o rifle com mais firmeza ainda e tiraria o sorriso do rosto, ficando serio. Tentaria levar o dedo para ainda mais perto do gatilho e me prepararia para disparar. - Opa! Espera aí, erro meu, essa não foi uma contagem regressiva, foi progressiva. - Falaria voltando a sorrir e quebrando a tenção, mas ainda apontando a arma pra ela. Caso ainda não tivessem se desarmado como ordenei, voltaria a contar, dessa vez de 3 até 1, em uma contagem regressiva correta, esperando que esse pequeno "susto" que dei neles os convencesse a me obedecer.

Tendo conseguido o que queria, ou mesmo não conseguindo mas caso não tentassem nenhuma ofensiva contra mim, passaria para as minhas próximas exigências. - Muito bem, quero negociar uma troca dessa pelada pelo meu companheiro. Eu sei que o clone dessa aqui trouxe ele pra cá, vocês devem saber quem é ele: Um metrô e oitenta, cabelos castanhos, não para de falar... Irei negociar a troca com a pessoa que sequestrou meu capitão, tragam a gêmea gorda. - A chamaria de gorda só de sacanagem. Sabia que se negociasse com a irmã da minha refém teria mais chances das minhas exigências serem atendidas graças ao vínculo emocional mais forte entre elas. Ela aparecendo pra negociar ou não, começaria a falar em voz alta para chamar sua atenção: - Sabe, dizem que todos temos em media 7 pessoas igualzinhas a nós em algum lugar do mundo, você está prestes a ter só 6. Liberte o Toni e eu te entrego sua cara-metade, daí vão poder voltar a ficar juntinhas como no útero da mamãe. Faça o que eu mando ou vai ter que completar suas próprias frases de agora em diante. - Brincaria com o fato das duas completarem as frases uma da outra no momento em que nos conhecemos. Terminaria com mais uma ordem. - Solte o Toni agora e não tente dar uma de espertinha, nenhum de vocês faça nenhuma besteira. Eu ainda tenho muitas piadas de gêmeos e não tenho medo de usar.

Se em algum momento qualquer um dos inimigos tentasse me atacar, executaria a refém a tiros no ato sem pensar duas vezes e o mais rápido possível, para em seguida já mover minha arma na direção do inimigo atacante e puxar o gatilho. Tentaria fazer isso ao mesmo tempo que com minha perna direita eu tentaria me esquivar de qualquer ataque que fosse, usando a parte superior do corpo para me impulsionar na direção da evasiva. Se fosse atacado seguidas vezes, voltaria a me esquivar usando as mesmas estratégias de movimentação, indo para a direção que parecesse mais propícia e vantajosa no momento, já apontando a arma contra o novo atacante e executando mais um disparo se possível. Se fosse, de algum modo, desarmado eu não seria idiota de tentar continuar lutando, me entregaria a eles em paz, mas se não demonstrassem querer me fazer prisioneiro e sim me executar imediatamente, me desviaria de suas tentativas de me assassinar usando os mesmos métodos já citados sempre tirando todo proveito de minha Aceleração.
Não havendo maiores problemas e com eles concordando em me entregar Toni, vivo, diria que ele deveria ser libertado antes de mais nada, e só quando eu o visse livre prosseguiriamos com as negociações, ainda precisava negociar as nossas condições de fuga ao fim da troca e não entregaria a gêmea antes de ter nossa passagem para fora dali assegurada por meus próprios métodos.



Off: Olha só esse post, cheio de falas Not Bad sou um orgulho pros Piratas Falastrões. Determinado!


Citação :
Nº de Posts: 07
Ganhos:
- Rifle (10 Balas)
Perdas:
- Ferimento a tiro na perna esquerda
- Tiro de raspão na perna direita.
Objetivos:
Spoiler:
 
Desvantagens:

  • Má Fama: O Metamorfo, pirata ex-procurado com uma recompensa de mais de 100 milhões, dado como morto a cerca de 1 ano.
  • Código do Caçador


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Pericias p/ Aprender:
Spoiler:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: Cap. 1 - We're back, bitches!   Cap. 1 - We're back, bitches! - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Cap. 1 - We're back, bitches!
Voltar ao Topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Conomi Island-
Ir para: