One Piece RPG
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Emptypor Kiomaro Roshiro Hoje à(s) 18:06

» There's no good man in the west
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 17:45

» The Victory Promise
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Emptypor Apoo Hoje à(s) 16:58

» On The Top Of The World
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Emptypor GM.Kekzy Hoje à(s) 15:59

» Red Albarn e o Alvorecer de um Herói
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Emptypor GM.Doodles Hoje à(s) 15:22

» [Mini-Handa] Uma beleza preguiçosa
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Emptypor Handa Hoje à(s) 05:11

» Al mare!
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Emptypor Fanalis B. Ria Hoje à(s) 05:00

» Vermelho
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 04:15

» Ficha - Dylan Jones
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 02:31

» Dylan Jones
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 02:30

» [MINI - Gon Vinteluas] *SENHORAS E SENHORES!*
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Emptypor Bijin Ontem à(s) 22:16

» [MINI-Yahikko] - A partir do zero!
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 20:32

» Una Regazza Chiamata Pericolo
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Emptypor Vrowk Ontem à(s) 20:03

» Unidos por um propósito maior
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Emptypor madrickjr Ontem à(s) 17:22

» [MEP] 01 | Eco
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Emptypor DJ GBR Ontem à(s) 17:06

» [MINI - DJ GBR] 01 | Eco
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Emptypor DJ GBR Ontem à(s) 17:03

» A justiça não é cega!
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Emptypor Van Ontem à(s) 15:11

» Faíscas da Revolução
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Emptypor K1NG Ontem à(s) 13:46

» O Sapo Mágico
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Emptypor K1NG Ontem à(s) 13:15

» Apresentação 3 - Falência Abrasiva
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Emptypor GM.Furry Ontem à(s) 12:06



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 47
Warn : O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 1ª Rota - Karakui

O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Empty
MensagemAssunto: O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island   O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 EmptyQua 27 Jan 2016, 13:09

Relembrando a primeira mensagem :

O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Raiden Kobayashi. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Naruub
Civil
Civil


Data de inscrição : 26/01/2014

O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island   O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 EmptyQui 18 Fev 2016, 14:29

Capitulo 02 – A caçada

Eu me sento ao lado de Dellux, e começo a observar as pessoas envolta conversando assuntos sem importância. Enquanto tento descobrir informações sobre a tribo, Dellux discuti com um homem chamado Jackie. O forasteiro parece decidido a resolver o problema da falta de comida, mas Dellux não acredita que ele realmente possa fazer isso. Aproveito que Jackie está falando, e faço uma proposta para os dois. O forasteiro parece se animar com meu plano, mas Dellux continua relutante em nós deixar ir, então ele decide que vai nós acompanhar, mas alertando sobre as consequências que a tribo ira sofrer se nós falhamos. Volto a olhar as pessoas dentro da sala, e vejo que elas não podem sobreviver sozinhas. O futuro dessa tribo está nas minhas mãos, o que é bem engraçado já que eu sou um ex-mercenário.
Dellux recolhe três casacos enormes para ajudar contra a nevasca. Jackie se equipa com uma carabina, enquanto o índio possui sua machadinha, além do arco e flecha de reserva. Eu continuo com minha besta, e recebo alguns dardos para usar como munição. O problema é que não confio em equipamentos que não foram feitos por mim, então terei que verificar se tudo está correto.
Primeiro posicionarei a besta no solo, e aplicarei pressão, então desengancharei uma ponta da corda do entalhe, e levantarei a besta, retirando a ponta da corda do outro entalhe. Usarei a minha camisa para limpar os dois entalhes e retirar qualquer resíduo dele. Após fazer isso, eu pegarei a corda usada na besta e começarei a puxar para lados opostos, verificando a resistência e elasticidade dela. Terminado a limpeza dos entalhes, eu prenderei novamente uma ponta da corda em um entalhe, verificando logo depois se ela está presa corretamente dentro do entalhe. Então eu pressionarei a extremidade já amarrada da besta no chão, e inclinarei ela de forma que o entalhe vazio fica para cima e direcionado para minha mão dominante, eu então pressionarei a besta usando o pé, pisando na parte pontuda da arma, posicionando o pé próximo ao tambor, no lado oposto à extremidade já amarrada. Eu levantarei o tambor da besta, e deslizarei a mão dominante em direção ao mesmo, continuando pressionando com o meu pé. Quando a besta começar a se curvar, usarei a mão dominante para puxar a ponta com o entalhe vazio para frente. Por fim eu encaixarei a extremidade solta da corda no entalhe vazio, deslizando até o local, para fazer isso eu soltarei o tambor e usarei a mão dominante para prender a corda no segundo entalhe. Eu levantarei a besta e examinarei o entalhe, verificando se os laços da corda estão firmemente presos. Feito isso eu verificarei os dardos entregues a mim, observando o estado de cada uma, eu escolherei o que estiver em melhor estado e colocarei ele na besta, antes do fim de tudo, eu ainda irei mirar e verificar se a mira está calibrada, se não estiver, irei calibrar manualmente. No final de toda a verificação, irei me virar para meus companheiros e com um sorriso direi.
-- É que sempre prefiro usar equipamentos revisados por mim.
E assim Dellux, Jackie e eu nós dirigíamos até a saída, onde seriamos recebidos por uma rajada de vento gelado bem no rosto. Levantando o braço na altura dos olhos, eu irei começar a caminhar bem devagar pela neve. Já saindo da tribo, eu diria aos dois companheiros.
-- Precisamos saber para onde estamos indo. Dellux, você conhece esse lugar melhor que nós dois, então, poderia me informar qual é a área com maior incidência de lobos? O local tem que ser alto e possuir uma fonte de água aberta, pois é onde geralmente lobos fazem as tocas.
Após fazer a pergunta, irei parar de caminhar, esperando a resposta de Dellux. Se o índio conseguir lembrar de algum local com a descrição dada por mim, direi a ele com empolgação.
-- Então devemos ir para lá Dellux, mas em silencio, já que os lobos possuem uma audição muito boa. Vamos falar somente em último caso.
Agora se o índio não conseguir lembrar de um local com essa descrição, eu direi desapontado.
-- Dellux, você deve saber pelo menos para onde o outro destacamento foi, então vamos para lá.
Em ambos os casos, após o termino da discussão eu voltarei a caminhar, seguindo o índio o mais silencioso possível. Sei que não sou muito furtivo, mas tentarei ao máximo evitar fazer barulho. Eu usarei minha audição aguçada para procurar barulhos distantes de minha localização, e se algum desses barulhos parecerem de um animal quadrupede, levantarei a mão fechada na altura da cabeça. Simbolizado que é para parar, logo depois irei começar a caminhar devagar em direção a origem do som, e irei fazer um sinal com a mão para meus companheiros me seguirem. Caso não ouça nenhum som, e sim encontre pegadas ou pistas, eu seguirei caminhando por elas, sempre alerta a um animal selvagem próximo.
Off::
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Buggy
Coringa
Coringa
Buggy

Créditos : 16
Warn : O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 30/07/2015
Idade : 22

O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island   O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 EmptySex 19 Fev 2016, 19:27

A expedição estava pronto para ser iniciada. Raiden, trajado do enorme casaco de peles, armado de uma besta já testada e determinado a encontrar alimentos, acompanhava os dois homens. Fora do iglu, o vento inicial foi um golpe duro para Jackie e o mink, mas Dellux continuou impetuoso como sempre, peito para frente, barriga para dentro, e o queixo erguido. Já estava acostumado com o clima, e com as tempestades. Mas, pouco a pouco, os dois outros iam se acostumando com as rajadas congelantes de vento, e punham-se no ritmo do nativo.

Raiden comunicava-se com os outros com dificuldade, e parecia que, a cada vez que ele abria sua boca, sua garganta engolia um bloco de gelo. Em resposta, Dellux apenas um breve sinal com sua cabeça, mostrando uma direção, e insinuando para que seguissem-no. Visivelmente, o lobo deveria aprender a economizar suas energias naquele terreno inóspito, ou poderia cair de exaustão.

O nativo guiava os dois em meio do vento uivante e congelante, abrindo uma trilha na neve, que chegava aos seus joelhos. Cada passo era um desafio para Raiden; um esforço enorme devia ser exercido para empurrar o amontoado de neve e manter o equilíbrio do corpo. Jackie parecia fraquejar de vez em quando, assim como o mink, mas Dellux, imutável e rígido, mantinha sua postura e prosseguia, firme e forte. Ele nem parecia mais humano; estava mais para uma máquina.

Após horas avançando com toda essa dificuldade, Raiden parou de andar, assim como seus companheiros. Ele havia ouvido um som distante. Parecia algo de pesado, mais que o mink, arrastando neve e pisando com força no chão. O lobo logo fez sinal para que o sigam, e Jackie abriu um enorme sorriso satisfeito. Dellux, porém, parecia preocupado com algo, algo que era bem visível em seu rosto.

Alguns instantes depois, os três chegaram perto da entrada de uma caverna. Ela provavelmente estava tampada com neve há alguns minutos, mas algo havia a desenterrado. Lá dentro, havia uma luz fraca e instável iluminando o interior, e, saindo da caverna, pegadas guiando a um lugar além do horizonte.

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Naruub
Civil
Civil
Naruub

Créditos : Zero
Warn : O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 26/01/2014
Idade : 21
Localização : One piece

O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island   O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 EmptyTer 23 Fev 2016, 15:06


O clima em Fernand Ice Island é um dos mais difíceis que já enfrentei em toda minha vida. O meu treinamento de resistência não está me servindo muito, mas pelo menos não me faz vacilar tanto quanto o outro forasteiro. Dellux parece não ser afetado pelo frio intenso, e me pergunto se ele é mesmo humano. Enquanto caminho com eles, ouço um barulho diferente, em meio aos ruídos do vento. Faço o sinal para os dois humanos, e começo a caminhar em direção a origem do som.
A caverna não me parece um lugar onde uma alcateia de lobos faria sua toca, e a luz fraca dentro do local me confirma que pode haver um humano, ou outra espécie de ser pensante.
“Que estranho. Como pode haver luz dentro dessa caverna? Talvez alguém esteja se abrigando ai dentro. Mas como esse ser saberia que tinha que cavar nesse local para entrar na caverna?”
Ainda com várias perguntas não respondidas na minha cabeça, eu me virarei em direção aos meus companheiros, e farei um sinal para que entremos na caverna. Eu entraria primeiro pelo buraco, procurando ver a melhor maneira de entrar sem fazer barulho. Primeiro tentaria me arrastar para dentro, mas se a abertura estiver um pouco alta, tentaria pular para dento do lugar, rolando no chão ao cair, tentando assim abafar o som feito com minha queda. Estando do lado de dentro da caverna, eu levantarei minha besta em direção ao fundo da caverna, e esperarei meus companheiros entrarem. Se por acaso alguém aparecer de dentro da caverna, irei mirar para o peito do ser e direi.
-- Por favor, fique parado ai. Se você fizer qualquer ação ira morrer aqui e agora.
Se a pessoa não me obedecer, irei atirar duas vezes, e rolarei para a esquerda, tentando evitar algum possível contra-ataque de uma possível arma de fogo. Agora, caso a pessoa fique parada, eu irei perguntar.
-- Quem é você? E o que está fazendo aqui?
Se a pessoa falar, irei olhar para meus companheiros, como se perguntando se eu devo ou não abaixar a arma. Se eles consentirem, eu irei abaixar a besta, mas preparado para atirar se perceber uma ação hostil.
Agora, se não ver nenhuma pessoa na caverna, irei esperar meu companheiros entrarem e irei prosseguir, caminhando devagar pela caverna, aproveitando a luz fraca e se precisar, minha visão noturna para me guiar pela caverna. Se nessa caminhada, eu encontrar alguma pessoa, irei fazer a mesma ação que faria se encontrasse alguém na entrada da caverna. Se por acaso encontramos dois caminhos diferentes, tentarei ver o que parece ter sido usado mais recentemente, se eu não conseguir perceber qual foi usado por último, deixaria meus companheiros escolherem o caminho. Em todo caso, irei ficar atento aos barulhos dentro da caverna, tentando localizar algum ser pelo barulho de seu caminhar.

____________________________________________________

Spoiler:
 

Objetivo:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Buggy
Coringa
Coringa
Buggy

Créditos : 16
Warn : O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 30/07/2015
Idade : 22

O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island   O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 EmptyQua 24 Fev 2016, 17:42

Nenhum dos três escondeu sua reação ao descobrir a caverna escondida, que mais parecia um abrigo criado por pessoas. Dellux mordeu seu lábio e cerrou seus olhos, sua preocupação crescente era bem visível. Jackie, porém, abriu sua boca, estupefato, e logo fechou-a por causa do frio que invadira sua garganta. Ele parecia muito animado, como um explorador que encontrava um tesouro. Raiden estranhava tal descoberta, e ela apenas abria mais perguntas para o mink.

Logo, o pequeno grupo começou a adentrar o refúgio, sempre atentos e extremamente cuidadosos. Lá dentro, o vento havia cessado de castigar a pele deles, e o frio havia sido atenuado. Eles andavam lentamente, observando os cantos mais escuros do local. A primeira parte do abrigo era um longo e estreito corredor, mal iluminado, com apenas um pequeno lampião pendurado no teto. As paredes eram todas de terra, e a estrutura apenas não colapsava graças a algumas placas de ferro mal posicionadas, que não transmitiam uma grande sensação de segurança.

Percorrendo este corredor, Dellux e Raiden não pareciam muito felizes ou reconfortados, mas Jackie estava animadíssimo com esta exploração, a ponto de quase gritar de excitação. Não encontrava-se nada por lá, nem um pequeno rato ou barata. Em um certo momento, os três saíram em uma sala pequena e mais acolhedora, iluminada desta vez por algumas tochas espalhadas pelo local. No centro, havia um tapete circular, manchado com algo que parecia... sangue. Jackie cerrou seus olhões e abaixou-se perto da mancha, passou um dedo sobre ela e declarou:

Esse sangue já está seco... Foi derramado há um ou dois dias, creio eu.

Enquanto Jackie examinava as marcas de sangue, que também estavam presentes nas paredes, porém em menor número, Dellux analisava alguns facões que estavam pendurados no muro, além de algumas armadilhas enormes. Quase todas estavam manchadas de sangue, assim como os facões. Após um certo tempo, ele disse, assustado:

Esses equipamentos poderiam ser usados para ursos! Olhe só o tamanho dessas lâminas, e desses dentes!* Além do mais, o sangue nelas parece ser da mesma data que o no tapete. Provavelmente ele matou algum animal enorme por aqui, recentemente.

Quer dizer que há animais por essas bandas!

Enquanto eles discutiam, Raiden se aproximou de uma pequena mesa baixa, com alguns papéis sobre ela. Haviam alguns protótipos aos quais ele não conseguia compreender absolutamente nada. Parecia ter alguma relação com química, algo incompreensível para o lobo. Além do mais, via-se um pequeno bilhete escrito: "Não esquecer de repassar o líquido delta na carne." Na parede ao lado destes documentos, havia uma pintura rupestre, deveras estranha e perturbadora. Logo, Raiden se viu examinando-a, justo em frente dela.

Pintura:
 




*os dentes da armadilha, logicamente

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Naruub
Civil
Civil
Naruub

Créditos : Zero
Warn : O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 26/01/2014
Idade : 21
Localização : One piece

O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island   O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 EmptySex 26 Fev 2016, 11:07

O problema com essa ilha é que, mesmo com um clima dos infernos, ela é cheia de malucos como o Jackie. Fico espantado com a reação de animo dele com essa descoberta um tanto misteriosa. Enquanto caminhamos pelo subsolo, que mais parece que vai desabar em nossas cabeças, ele continua com essa excitação de explorador maluco que um dia ainda vai morrer por entra no lugar errado.
“Droga. Não pensei que esse cara fosse burro a esse ponto. Tudo que eu queria agora era uma bela banheira, rum e claro, muitas mulheres... Ruivas, loiras, morenas, não importa, claro que uma mink de minha espécie seria mais conveniente, mas quem se importa?”
Fico fantasiando o caminho todo, pensando em como fui bobo em me oferecer para essa missão idiota, quando podia ficar lá consolando as pobres moças mortas de fome. De repente me vejo em uma sala, e enquanto observo o meu arredor, Dellux examina um tapete, e julga que o sangue que está nele foi derramado a muito tempo atrás. Mesmo com o veredito do índio, sinto que esse não é um bom lugar para se ficar, e com o estado em que o local se encontra, qualquer outro morador dessa maldita ilha sairia correndo daqui, e com razão. Não é que eu seja um covarde, mas já me meti em encrenca demais por um só dia, e por pessoas que nem me importo.
Dellux se pronuncia em relação aos equipamentos dentro da sala. Por um instante olho para os itens, mas um bocado de papeis espalhados em cima de uma mesinha me chamam mais a atenção. Me aproximo e tento obter informações, mas não consigo entender nada do que está escrito, parece até que está escrito em outra língua de tão difícil. Deixo de lado os papeis, e olho para o lado, e tomo um susto enorme com uma pintura perturbadora. As várias mãos pintadas na tela passam uma energia sinistra, que já não me assusta, mas nesse momento me fascina com o mistério delas. Um pensamento passa na minha mente, e por pura vontade, tentarei retirar a pintura, enrolando ela logo depois. Logo depois me virarei para meus companheiros, e apontando para os equipamentos direi.
-- Esse equipamento não é coisa simples, deve ser de alguém bem inteligente. Por isso, vamos logo pegar um deles e sair daqui. O dono desse lugar pode aparecer aqui, e não queremos problemas, certo?!
Após dizer isso, irei esperar um deles se pronunciar. Se aceitarem levar algum equipamento, irei pegar um dos facões, o maior deles, e irei até uma das armadilhas, a que me parecer mais fácil de carregar, e então usarei o facão para ver se ela está armada ou não. Caso esteja armada, cutucarei a armadilha com o facão para desarma-la, e então tentarei levantar a armadilha, se eu conseguir segurar ela sozinho ótimo, mas se não, irei pedir a ajuda de Jackie para levar para fora. Então esperarei Dellux decidir o que irá levar, e logo após ele decidir, irei caminha levando o equipamento, com ou sem a ajuda de Jackie.
Agora se não aceitarem a proposta, caminharei para a “saída” da sala, e quando estiver nela direi.
-- Então vamos embora, não quero problemas com cidadãos dessa ilha.
Em todo caso, se alguém aparecer, de supresa ou não, se eu estiver carregando um equipamento ou não, tentarei pegar a arma e mirar para o adversário dizendo. – Poderia me dizer seu nome? Ou vou espalhar seus miolos para todo lado. Se eu não puder pegar a arma e mirar, tentarei deixar Dellux resolver o problema com palavras.
Caso eu entre em uma batalha, se eu estiver perto do inimigo, tentarei acerta um soco em seu estomago e um soco de direita para a esquerda. Se estiver longe, usarei a besta para atirar dois dardos no peito do inimigo. Em todo caso de batalha, tentarei desviar de golpes físicos desviando para a direita e acertando um soco de direita no rosto como contra-ataques. Se os golpes forem a distância, eu tentarei desviar indo uma hora para a direita e outra para a esquerda, alternando de forma aleatória para ele não reconhecer nenhum padrão.

____________________________________________________

Spoiler:
 

Objetivo:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Buggy
Coringa
Coringa
Buggy

Créditos : 16
Warn : O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 30/07/2015
Idade : 22

O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island   O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 EmptySab 27 Fev 2016, 15:17

Podia se firmar que Raiden estava intimidado com o abrigo. Tratava com repúdio a curiosidade e animação de Jackie, e lamentava ter proposto tal expedição. Ele observava a pintura, e, por algum capricho que havia aparecido em sua mente, o mink decidiu retirá-la da parede. Porém, quando ele a puxou para fora do prego, algo estranho foi revelado no muro: havia uma cavidade, provavelmente destinada a ser um tipo de maçaneta. O lobo apenas ignorou a descoberta e virou-se para os dois outros, aconselhando para que peguem os equipamentos e saiam do local.

Porém, Jackie, sempre curioso e atento, percebeu a deformação no muro revelada pela remoção da pintura. Ele rapidamente se aproximou da descoberta, ignorando todo o resto, e, lentamente, pôs seus dedos dentro do buraco. Fazendo um pouco de esforço, ele começou a empurrar a parede para o lado, como se fosse uma porta corrediça camuflada. Assim que ele descobriu a abertura escondida, Jackie começou a praticamente pular de alegria. Mais um segredo! Ele pensava, entusiasmado.

Dellux estava se preparando para pegar os utensílios do abrigo, quando viu a nova passagem. Ele já estava com um facão na mão e, assim que reparou no que estava lá dentro, ele soltou o objeto e se pôs de joelhos, cobrindo seu rosto. Jackie, quando olhou o interior da nova sala, pulou para trás, pôs sua mão sobre sua boca e arregalou seus olhos, aterrorizado. Curioso, Raiden, decidiu descobrir o que havia lá dentro, e se chocou tanto quanto seus companheiros. Era, sem dúvidas, uma das coisas mais horrendas que ele já vira.

Uma onda gelada saía da abertura, e as paredes da sala descoberta eram branquíssimas, exceto por algumas marcas de sangue. Pendurados por vários ganchos enferrujados, estavam corpos humanos, como carne de boi logo após o abatedouro. Os cadáveres estavam mutilados, esfolados, com pedaços de órgão suspensos do ventre de alguns. Era horrendo, uma verdadeira carnificina. Ao lado dos corpos, haviam talheres e um prato sujo de carne sangrenta; seria o que parecia?

Dellux, após se recobrar do choque, se aproximou devagar dos corpos, e, após examiná-los por alguns segundos, declarou, horrorizado:

Esse... esse é o nosso destacamento...

E foi neste momento que um barulho de porta se fechando ecoou, proveniente da entrada do abrigo.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Naruub
Civil
Civil
Naruub

Créditos : Zero
Warn : O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 26/01/2014
Idade : 21
Localização : One piece

O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island   O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 EmptyQui 03 Mar 2016, 17:27

A caçada por comida parece ficar cada vez mais perigosa. O risco de termos que entrar em uma batalha contra outro ser pensante é relativamente alto, mas Jackie parece não pensar nesse caso, mas pelo menos o Dellux tem juízo. A partida já está quase garantida, somente temos que levar os equipamentos para a vila do índio e eu estarei livre. É quando o explorador faz mais uma descoberta, para minha infelicidade. A pintura que retirei agora a pouco, por achar ela “interessante”, escondia uma porta, e Jackie está abrindo ela, mas por enquanto isso ainda não é de todo ruim.
Um odor chega as minhas narinas, um cheiro de podre, e enquanto eu tento descobrir de onde vem, Dellux cai de joelhos no chão, enquanto Jackie fica com uma cara de horror que me dá pena.
“Que diabos esses dois humanos acharam?”
Caminho até um local onde posso ver o interior da sala recém descoberta por Jackie, então entendo tudo. Uma das piores coisas que já vi em toda minha vida como mercenário. Corpos humanos mutilados de todas as formas diferentes, sendo suspensos por ganchos enferrujados, parecendo mais animais abatidos em um frigorífico. Não aguento olhar para os corpos, por isso tento olhar para o outro lado. Dellux é o primeiro de nós a ir até os corpos, e chegando perto deles, horrorizado pela crueldade a nossa frente, declara que os corpos são do destacamento enviado para buscar alimentos. É nesse momento que um barulho de porta se fechando ecoa no local. Sinto um frio subir por minha espinha, mas não falarei nada, apenas farei um sinal para meus companheiros permanecerem calados, e então eu irei me virar para o caminho que nos trouxe a essa sala. Examinando o local, tentarei achar um local onde possa ver a entrada para essa sala, e quem vem pelo túnel não possa me ver.
No momento que eu tiver visão da pessoa que se aproxima, irei atirar no peito dela duas vezes, tentando não fazer barulho para não alerta-la de meu ataque supressa. Se a pessoa conseguir perceber minha presença antes que possa atirar, se ela estiver relativamente perto de mim, e eu não tenho um grande risco de ser ferido por algum ataque da pessoa, irei tentar acertar dois socos no rosto da pessoa, e depois usarei minhas garras para tentar rasgar a garganta da pessoa. Se por acaso Dellux ou Jackie atacarem primeiro a pessoa, eu irei ficar afastado da briga, tentando achar uma brecha para acerta o inimigo, e se eu achar, irei atirar dois dardos.

off: Desculpa a demora e o post fraquinho. Tive que fazer uma viagem de ultima hora e não tive muito tempo, mas ja voltei.

____________________________________________________

Spoiler:
 

Objetivo:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Buggy
Coringa
Coringa
Buggy

Créditos : 16
Warn : O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 30/07/2015
Idade : 22

O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island   O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 EmptyDom 06 Mar 2016, 14:34

A descoberta horrenda era assombrosa para todos. Que doente poderia ser o culpado disso? Assassinar homens, manter seus corpos suspensos como bois em um abatedouro, e ainda comê-los! Era simplesmente horrendo, uma situação horripilante. Enquanto Raiden olhava a "geladeira", estupefato e enojado, conseguiu ouvir o som de uma porta se fechando. Era pesada, e a entrada havia sido tampada com delicadeza e calma, como se o ser que o havia feito não desejava emitir nenhum som. Por sorte, a audição desenvolvida do mink conseguiu discernir o barulho, diferentemente das de seus companheiros.

Ainda abalados pela descobertas, eles estavam chocados demais para se moverem, até que o lobo sacudiu seus ombros e lhes fez sinal para a entrada do abrigo. Dellux e Jackie entenderam na hora: o dono do local estava de volta. Os três se agacharam no canto da sala, cada um com sua arma em mão: o mink com a besta, Dellux com o arco e flecha, e Jackie com sua escopeta. Silenciosos como nunca, ouvia-se apenas a respiração desregulada dos três.

Após alguns momentos, um homem surgiu da porta, facão em mão e com uma armadura metálica e negra. No mesmo instante que ele pôs os pés para dentro da sala, vários projéteis foram em sua direção. Dois dardos, uma flecha e uma bala de escopeta. Todos estes acertaram o alvo, que caiu com um baque surdo no chão. Ele era uns dez centímetros maior que Raiden, e sua largura era tão grande quanto a de seus dois companheiros juntos. Ele estava tombado, imóvel, e não era possível saber se estava vivo ou não, por causa da armadura.

Dellux, repentinamente tomado pela raiva, pulou sobre o corpo e, seu machadinho em mão, batia incessantemente sobre o elmo, gritando como um louco. Enquanto ele descarregava a raiva em si, seu alvo finalmente se moveu, e, com o facão, cortou o peito do líder com força, fazendo-o tombar ao lado das armadilhas de urso, quase ativando-as. O ser misterioso então ergueu-se e, fazendo um sinal com suas mãos, disse, sua voz abafada, rouca e gravíssima:

Parem.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Naruub
Civil
Civil
Naruub

Créditos : Zero
Warn : O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 26/01/2014
Idade : 21
Localização : One piece

O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island   O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 EmptyQui 10 Mar 2016, 13:48

Os meus companheiros humanos não estão parecendo nada sensatos nesse instante. Como pode os dois ficarem parados assim. Fico nervoso com o estado que esses homens foram deixados, mas tenho que pensar em mim primeiro. Balanço o ombro deles e aviso sobre o som que acabei de escutar com um sinal, e finalmente os dois saem do transe. Nos agachamos em um lado da sala esperando nosso querido canibal. Enquanto ele se aproxima da sala, fico ouvindo a respiração desregulada dos meus companheiros, enquanto tento normalizar a minha o máximo que posso.
Um homem bem alto e forte aparece, com arma em punho e trajando uma armadura negra que me deixa com uma sensação de estar na era medieval, e não na era dos piratas. Todos nos atiramos no homem que cai no chão, Dellux por sua vez cheio de fúria pula no homem e começa a bater sobre seu elmo, tentando quebrar o mesmo e aliviar sua raiva como bônus. Por fim o homem misterioso consegue volta a si e acerta Dellux com força, levantando-se e pedindo para que nós não o ataque.
Meu corpo não me obedece, pois estou consumido pela raiva. Mirarei a mão do homem e atirarei nela. Ao acabar de fazer isso eu ficarei com a arma em punho, mirando o olho do homem, então perguntarei.
-- Por que fez isso com esses homens? O que é tudo isso? Vamos fale.
Esperarei a resposta do mesmo, atento a qualquer ação hostil dele. Se o homem se defender dizendo que não foi ele que fez isso com os homens, então eu perguntarei.
-- Então o que você está fazendo aqui, munido de arma e armadura?
Agora se o homem confirmar que foi ele que fez a ação, e não me der um bom motivo para isso, como descobrir a cura para alguma doença ou algo do tipo, atirarei nos olhos do maldito, bem no buraco do elmo. Se ele conseguir me convencer, não farei nenhuma ação, irei esperar a ação dos meus companheiros. Se o homem tentar me atacar com o facão, tentarei desviar para a esquerda, usando minhas garras para tentar cortar/arrancar a armadura dele. Tentarei também ver algum ponto fraco na armadura dele, para eu atacar ali. Se o homem atacar um de meus amigos, irei pegar um facão e cravar nas costas do homem.

____________________________________________________

Spoiler:
 

Objetivo:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Kenshin Himura
Cabo
Cabo
Kenshin Himura

Créditos : 9
Warn : O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 10010
Masculino Data de inscrição : 22/04/2012
Idade : 23

O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island   O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 EmptySeg 09 Jan 2017, 23:26

Após o homem misterioso aparecer, o pequeno grupo não esperava muito tempo e atacava o homem sem saber se o mesmo era o psicopata ou se era apenas um caçador local, ou alguém atrás de vingança contra a criatura que estava fazendo isso na ilha. O homem era derrubado pelo grupo, em seguida ele reagia em instinto de defesa e desferia um golpe no rapaz que estava em cima do mesmo, e em seguida gritava para que eles parassem.

Raiden se posicionava no local aonde ele pudesse ficar com a mira nos olhos do homem, e ao ouvir o pedido do homem para pararem, o mink iniciava algumas sequencias de perguntas.
- Por que fez isso com esses homens? O que é tudo isso? Vamos fale.

- Vocês devem saber muito mais do que eu, apenas estou à procura de minha irmã. O mesmo se levantava deixando seu facão no chão e estendendo as mãos de forma que mostrasse que não pretendia machucar o grupo.
-- Então o que você está fazendo aqui, munido de arma e armadura?

- Como falei, vim atrás da minha irmã, que está desaparecida a alguns dias, pessoas das vilas falaram que ela estava vindo nessa direção, e logo então ninguém mais a viu. Ele dava uma pequena pausa e observava a sua volta e via que tinha vários corpos pendurados como carne em um frigorifico. – Espero encontrar ela ainda viva!

- Espera que a gente acredite nessa tua história? Jackie falava antes de ser interrompido por um urro grotesco vindo do fundo da caverna. – Espero que acreditem em mim, porque estamos perdendo tempo enquanto falamos aqui, quem fez isso tudo deve estar vindo em nossa direção agora mesmo, após esse barulho todo. Aliás desculpa pelo golpe rapaz mas tinha de fazer alguma coisa, se não vocês iriam acabar me matando. Falava olhando para Dellux que apresentava um corte superficial no tórax.

- Deixa para lá, parece que temos coisas mais importantes para lidar! O rapaz falava se levantando. – Raiden o que faremos agora? Você que tem os sentidos um pouco melhores que os nossos, em um território como esse apenas você pode nos guiar, devemos sair daqui ou lutar contra aquilo que está por vim. Ao terminar sua fala o urro era escutado novamente só que estava mais próximo, e em meia a escuridão em volta da carne pendurada, Raiden conseguia ver um par de olhos vermelhos em meio a escuridão. Raiden e o grupo ficaram e lutarão ou sairiam para ter uma área de luta mais privilegiada? A decisão estava nas mãos do mink Lobo.

Off:
 

Homem na armadura:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Sempre estarão comigo:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.onepiecerpg.com/t33737-cla-shadows-league
Naruub
Civil
Civil
Naruub

Créditos : Zero
Warn : O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 9010
Masculino Data de inscrição : 26/01/2014
Idade : 21
Localização : One piece

O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island   O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 EmptyTer 10 Jan 2017, 03:31

O homem de armadura responde minhas perguntas, mas mesmo assim ainda acho que ele é um suspeito. Jackie parece também não confia nele, mas Dellux é um ingênuo, baixando a guarda para um possível inimigo, acho que ele ficou comovido com a pequena historinha do desconhecido.
“Isso aqui vai ficar complicado, cada vez mais estar aparecendo gente. Talvez eu deva “deixá-los” morrer lutando contra o que vier para cá... Não isso eu não posso, pois pensaram que fui eu que os matei, e eu ainda preciso do Dellux para outros objetivos, agora Jackie e esse outro eu não me importo, deixarei eles com a parte mais ariscada, assim morrem logo.”
O inimigo se aproxima a passos largos para nossa localização e não há maneira de fugir sem lutar, isso saiu de cogitação quando o primeiro urro foi ouvido dentro dessa caverna. Eu não posso guiar todos pelos tuneis até a saída, pois posso virar alvo rapidamente por estar na frente, terei que ficar atrás para me proteger. Após meu último raciocínio sobre a situação uma luz se abriu na minha mente, então o que resta a fazer é comunicar o meu plano aos meus “aliados”, mas o problema é que em meio a escuridão eu já consigo ver os olhos vermelhos do meu adversário, não terei tempo para explicar tudo direitinho.
-- Seremos obrigados a ficar e lutar, pois inimigo já estar aqui dentro! Você...- Digo apontando para o homem de armadura. -- Por favor, fique na frente da abertura que dá acesso a essa sala. Jackie, fique um pouco atrás dele na diagonal esquerda e use sua arma para acertar qualquer um que apareça! Eu ficarei na diagonal direita e Dellux ficará atrás para impedir que nos surpreendam! Quando todos estiverem prontos, caminharemos até a saída com essa formação, caso tenhamos que lutar, vocês sabem o que fazer!
O homem de armadura é o mais indicado a seguir na frente por ter uma defesa maior que todos nós, espero que ele não se recuse a cumprir minhas ordens, se não terei que tomar medidas mais drásticas, como usa ele como isca para podermos fugir. Enquanto espero a resposta de todos, eu decido que é mais que a hora de eu me preparar para o combate, mas não poderei seguir sem saber se minha besta estar realmente pronta para a ação, a pior coisa do mundo é você precisar de sua arma e ela travar.  Para impedir qualquer incidente com minha arma, eu irei tirar todos os dardos dela e vou verificar se algum estar danificado, e antes de coloca-los de novo, eu irei mirar para um lugar ao acaso e apertarei o gatilho, testando para saber se ele ainda estar funcionando, após isso colocarei os dardos de volta na besta e finalizarei calibrando a mira da arma. Possuindo a certeza que a besta estar pronta para o uso, e com resposta positiva ou não da minha equipe para o meu plano, eu irei me ajoelhar e mirar para a única entrada dessa sala, usarei meus sentindos aguçados para saber onde e quantos são os inimigos, então esperarei para decidi o que irei fazer.

Objetivos:
 
Histórico:
 
Off:
 

____________________________________________________

Spoiler:
 

Objetivo:
 

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island   O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O Começo - A Aventura em Fernand Ice Island
Voltar ao Topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Minion Island-
Ir para: