One Piece RPG
First Chronicle - Página 6 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [MINI - Kani]
First Chronicle - Página 6 Emptypor Makei Hoje à(s) 00:25

» 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!
First Chronicle - Página 6 Emptypor Yami Hoje à(s) 00:10

» As Raízes do Vigilante Lucífugo
First Chronicle - Página 6 Emptypor Hisoka Ontem à(s) 23:41

» Onde terra e mar se encontram, o início da jornada!
First Chronicle - Página 6 Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 21:53

» [Mini-Aventura] - Oaridã.
First Chronicle - Página 6 Emptypor Terasu Ontem à(s) 21:17

» [M.E.P]Toph
First Chronicle - Página 6 Emptypor Toph Ontem à(s) 21:07

» Making Wonderful Land a Real Wonder
First Chronicle - Página 6 Emptypor Achiles Ontem à(s) 21:05

» Apresentação 7 ~ Falência Premeditada
First Chronicle - Página 6 Emptypor Furry Ontem à(s) 20:36

» Hinata Bijin
First Chronicle - Página 6 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 20:30

» Cap 4: O Silêncio dos Inocentes
First Chronicle - Página 6 Emptypor PepePepi Ontem à(s) 19:59

» X - Some Kind Of Monster
First Chronicle - Página 6 Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 19:41

» Caçadoras Eternas: Pesar Crescente!
First Chronicle - Página 6 Emptypor Alek Ontem à(s) 19:34

» [MINI-LEO GREYWOLF] O início
First Chronicle - Página 6 Emptypor Mephisto Ontem à(s) 19:13

» nova aventura
First Chronicle - Página 6 Emptypor duduzinx Ontem à(s) 18:54

» nova aventura
First Chronicle - Página 6 Emptypor duduzinx Ontem à(s) 18:41

» [Mini-Saitoshiba] A Aventura está apenas começando
First Chronicle - Página 6 Emptypor Saitoshiba Ontem à(s) 18:30

» I - Vós que entrais, abandonai toda a esperança
First Chronicle - Página 6 Emptypor Achiles Ontem à(s) 18:10

» MINHA FICHA
First Chronicle - Página 6 Emptypor Mephisto Ontem à(s) 18:06

» Mini - Casslol
First Chronicle - Página 6 Emptypor casslol Ontem à(s) 17:36

» Right Punch, Left Punch!
First Chronicle - Página 6 Emptypor Razard Ontem à(s) 12:04



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 First Chronicle

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 71
Warn : First Chronicle - Página 6 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

First Chronicle - Página 6 Empty
MensagemAssunto: First Chronicle   First Chronicle - Página 6 EmptyTer 19 Jan 2016, 16:41

Relembrando a primeira mensagem :

First Chronicle

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Anelise Silverburgh. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
anthic
Ciel Noir
Ciel Noir


Data de inscrição : 29/11/2013

First Chronicle - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle - Página 6 EmptyQua 10 Fev 2016, 12:46




Ver um grupo de populares batendo em um homem só por ter sido acusado de tarado realmente é algo que expande a visão de mundo de uma garota. Existem certas coisas que podem ser feitas, mas não devem. Essa era uma delas. O que Anne percebeu naquele momento era que... As coisas eram mais fáceis do que pareciam, dada a abordagem correta da situação. Por mais que ela fosse uma marinheira e tivesse uma espada atrás dela, e ainda, o homem caído no chão - nada disso importava. Tudo que as pessoas conseguiam ver era uma jovem com uma aparência divina que havia sido absurdamente violada por um estranho. A circunstância dizia tudo. E, com isso, capturou o primeiro criminoso sem muito esforço. - Muito obrigada pela ajuda! - "E por me poupar o trabalho de ir atrás dele!" Garantia que nada disso saia dos seus pensamentos. - Ele irá encontrar a justiça. - Sorria para todos, e continuava. - E para os que apreciam uma boa música, amanhã à noite, às 19h, vou me apresentar na Big House of Shows! Anne, a Melodia Escarlate! Vai ser o máximo! Conto com a presença de vocês lá! - Claro, tinha que vender o seu peixe antes que a multidão dispersasse.

Com o dever cumprido e as coisas mais ou menos ajeitada, ainda tinha tempo para fazer algumas coisas. - Ah, claro... Mas era só isso? - Cerrava as sobrancelhas por um momento, mas logo esboçava um sorriso em seguida. Entretanto, aquilo parecia muito estranho. Diversos assaltos em uma parte da cidade e tudo isso sendo causado por um único homem, e ainda, foi facilmente capturado. "As vezes eu to procurando o Sol no céu estrelado... Mas..." Com a ponta dos dedos, para não ter mais contato com esse 'rotulado unicamente por ela' pervertido, mexia no manto preto do homem para dar uma olhada melhor nele. Ver se portava alguma arma, para pegar pra ela, se tinha coisas que fossem suspeitas ou que indicassem que ele era um ladrão, assassino ou qualquer coisa do gênero. Se tivesse coisas interessantes e que a marinha não fosse precisar, pegaria pra ela, claro. Colocando na mochila como se nada tivesse acontecido de errado.

Assim que terminasse de fazer isso, viraria para o homem em questão e começaria um diálogo. - Hum... Então... Qual o seu nome? - Aguardaria ele responder, mas se não quisesse falar nada, continuaria. - Queria entender por que um rapaz digno e capaz como você estava roubando em uma cidade fortemente protegida pela marinha como essa... - Tentava observar as expressões que ele fizesse. - Bem, não é como se isso realmente importasse... Vamos comparar as pegadas com as da sua bota, o tecido com sua roupa... E ainda temos o fato de que você correu de um soldado em processo de investigação, as coisas não parecem boas pra você. Se começar a se explicar, quem sabe? - Fazia a expressão pensativa, como se ela realmente fosse uma detetive e quisesse se aprofundar nesse 'mistério'. No fundo, estava entediada nesse processo de andar pra lá e pra cá. A Diva dentro dela estava ficando cada vez mais forte.

Citação :
Posts: 25

Objetivos:
- Entrar na Marinha
- Completar 2 1 missões
- Adquirir vantagens Ambidestria e Temperamento Calmo
- Adquirir vantagem Boa Fama pelo ofício Artista - Melodia Escarlate
- Aprender as perícias Sedução e Hipnose
- Se tornar uma Popstar!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jugram
Civil
Civil
Jugram

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle - Página 6 4010
Data de inscrição : 24/07/2015

First Chronicle - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle - Página 6 EmptyQua 10 Fev 2016, 21:23

- Hum... Então... Qual o seu nome? Queria entender por que um rapaz digno e capaz como você estava roubando em uma cidade fortemente protegida pela marinha como essa... Bem, não é como se isso realmente importasse... Vamos comparar as pegadas com as da sua bota, o tecido com sua roupa... E ainda temos o fato de que você correu de um soldado em processo de investigação, as coisas não parecem boas pra você. Se começar a se explicar, quem sabe?  

O homem ficava em silêncio. Parecia não querer se defender das acusações. Ela "revistava-o", tirando algumas carteiras, todas com um pouco de dinheiro nelas, uma faca e um revólver em suas roupas. Anne guardava tudo em sua mochila. Yuki não dizia nada sobre a ação da garota. Ou não havia visto isso ou simplesmente fingia não ver.

Os dois chegavam ao QG.
-Fique aqui. Eu vou interrogá-lo. Mais tarde a gente se fala, certo? - Yuki sorria enquanto dispensava a moça. Depois disso, caminhava, indo a uma sala no andar de cima e fechando a porta de metal.



-Droga, ela quase acabou com você...
-Nah...- Ele dizia com um pouco de dificuldade. -Ela só me fez tropeçar.
-Bom, mas o plano deu certo de uma forma ou outra. Acredito que até amanhã você já esteja bem.
-Ok, doutor.

A sala de interrogatório era totalmente fechada. Não haviam câmeras e nem janelas ali para que ninguém visse as torturas ou coisas assim a que os interrogados eram submetidos. Era o local perfeito para uma conversa que ninguém gostaria de ouvir.

-Deu muito trabalho colocar aquela missão falsa no meio das de verdade. E ainda convencer aquele babaca a trocar de missão comigo...
-Bom, agora eu estou infiltrado. Vai ser amanhã mesmo?
-Sim. Deixarei uma chave com você. E tome isso. - Ele entregava um mini den-den mushi Dane-se, não lembro como escreve isso para o homem. -Quando eu der o sinal, você vai começar a rebelião, certo?
O homem dava um sorriso um tanto quanto ameaçador.
-Certo...

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
anthic
Ciel Noir
Ciel Noir
anthic

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle - Página 6 10010
Feminino Data de inscrição : 29/11/2013

First Chronicle - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle - Página 6 EmptyQua 10 Fev 2016, 23:47




Lucro! Pegar a pistola, adaga e ainda ganhar o dinheiro de diversas carteiras realmente fez com que aquela viagem valesse a pena. "Quem rouba de ladrão, merece o perdão. Certo?" Sorria, colocando a pistola no quadril, a adaga nas botas e o dinheiro no bolso. Estranhava um pouco o fato do seu 'companheiro' de missão ignorar totalmente o que ela estava fazendo. Não que a mesma desgostasse de receber esse tipo de benefício ao fazer as suas coisas. Só que se ela estivesse no lugar dele, ou estaria garantindo que ela devia algo em troca de ignorar isso, ou então obrigá-la a dar metade de tudo. Na pior das hipóteses ele ainda iria dedurar o que estava sendo feito. Só que realmente não parecia que esse era o caso. Ela fazia questão de devolver as carteiras para o bolso do homem. - Aqui está... A gente não quer que não tenha provas em você de que é um ladrão, certo? - Comentaria, enquanto devolvia o que era devido.

Observaria se tinha alguma marca especial na pistola ou na adaga que pudesse identificar como se fosse dele, ou de qualquer pessoa em especial. Seria terrível se ela fosse incriminada pelo... criminoso. Caso estivesse, simplesmente deixaria com ele para que Yuki resolvesse. Caso contrário, lucro! Quando chegavam ao QG, ele dizia para que ela ficasse ali para que ele pudesse fazer o interrogatório. "Poxa... Finalmente achei que íamos poder fazer aquela história de 'bad cop, good cop' dos romances policiais... Acho que deixa pra próxima vez né..." Dava de ombros, vendo-o levar o rapaz para o andar de cima. - Ele não quer que eu fique aqui esperando... Né?... Hunf! - Ignorando totalmente o rapaz - não é como se tivesse um histórico positivo com subordinação - ia atrás da ruiva para reportar a missão.

Procuraria pelo prédio, mais desfrutando de um 'tour' pelo ambiente do que pela seriedade de querer encontrá-la. Observaria o layout do local, vendo as salas e onde ficava cada coisa. Se a encontrasse no caminho, bom. Caso contrário, teria que perguntar onde que Moira estava. Sim, desse jeito. Não seria senhora Moira, sargento, tenente ou peituda das galáxias. Quando se tem certa quantidade de intimidade, esse tipo de formalidade se torna irrisória. A não ser na cama, aí é legal ficar tirando sarro de uma posição de poder - especialmente quando a 'poderosa' em si está amarrada à cama. Regozijava-se à memória por alguns segundos antes de focar no que estava fazendo. - Eeei Moira! - Envergonhar a superior caso tivesse alguém perto? Objetivo de vida alcançado. - Eu e o Yuki capturamos o assaltante que você disse... Ele tá na sala de interrogatório com o Yuki! E não esquece do meu show amanhã! Muah!! - Dizia de longe, caso a visse. E antes que pudesse receber uma ação disciplinar ou que ela pudesse 'explodir' de raiva em sua indiferença, saia do ambiente, indo para o seu quarto. "Ahh... Nada pra fazer nessa cidade... Amanhã podia chegar logo! Ai que nervoso!!" Quem sabe dar uma volta pela cidade... Ou pegar outra missão, essa pareceu bem fácil...

Citação :
Posts: 26

Objetivos:
- Entrar na Marinha
- Completar 2 1 missões
- Adquirir vantagens Ambidestria e Temperamento Calmo
- Adquirir vantagem Boa Fama pelo ofício Artista - Melodia Escarlate
- Aprender as perícias Sedução e Hipnose
- Se tornar uma Popstar!

Ganhos:
- Violino
- Alistamento na Marinha
- 1 Missão Completa
- Uniforme da Marinha
- Botas lvl 1
- Espada lvl 1
- Pistola lvl 1
- Adaga lvl 1
- Dinheiro das carteiras

Perdas:
- Boné da marinha

Relações:
- Moira: Ruiva de corpo voluptuoso que possui cargo na marinha mais elevado que Anne. Está em uma amizade colorida com a mesma, em que ambas não sabem onde é que se situam nessa relação. É fria, distante e orgulhosa.
- Yuki: Marinheiro que Anne tem uma relação distante, realizou uma única missão com ele.

____________________________________________________



[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jugram
Civil
Civil
Jugram

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle - Página 6 4010
Data de inscrição : 24/07/2015

First Chronicle - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle - Página 6 EmptySex 12 Fev 2016, 11:11

Anne verificava a pistola e a adaga. Ambas não tinham nenhuma identificação. Pareciam seerem armas comuns e sem dono.

Assim que era deixada por seu parceiro, começava a andar pelo QG. A maioria das salas pelas quais ela passava estavam fechadas. As poucas que estavam abertas eram de coisas sem graça, como uniformes ou comida. Só a de armas que parecia mais interessante, mas o acesso era impedido pelo atendente que outrora havia falado com ela.

- Eeei Moira! Eu e o Yuki capturamos o assaltante que você disse... Ele tá na sala de interrogatório com o Yuki! E não esquece do meu show amanhã! Muah!! - Dizia, encontrando-a no corredor. Ela estava cercada por alguns marinheiros. Todos olhavam a jovem, dando sorrisos amarelos diante da forma que ela falava com sua superior. Moira corava um pouco.

-Ok, pode deixar...

Anne se virava e saia da frente do grupo. Saia do QG, percebendo que não tinha mais nenhuma tarefa. Parava em frente ao portão principal. Ao redor, via várias pessoas caminhando. Também via algumas casas, das mais diversas cores e tamanhos. Aparentemente, o QG ficava na área residencial para prover mais segurança aos cidadãos.

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
anthic
Ciel Noir
Ciel Noir
anthic

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle - Página 6 10010
Feminino Data de inscrição : 29/11/2013

First Chronicle - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle - Página 6 EmptySex 12 Fev 2016, 18:03




Não tinha absolutamente nada pra fazer naquela cidade. Não estava tarde e o tédio monumental recaia sobre seus ombros como uma onda avassaladora, tirando sua paz de espírito. - Argh!! Achei que saindo de casa as coisas iam ser mais interessantes... Até agora... - Revisava rapidamente os acontecimentos e percebia que falar aquilo era uma injustiça. O encontro inesperado com Moira no navio foi, definitivamente, um bônus. Sem contar que entrou na marinha, contra todas as expectativas. Mal havia chegado, já conseguiu um show só dela, aprendeu hipnose e ainda conseguiu facilmente capturar um criminoso. Muito facilmente. "Espera..." Tão facilmente que... Parecia suspeito.

A sua parte do cérebro para lidar com assuntos sérios começava a funcionar - limpando as teias de aranha e repondo o óleo nas engrenagens enferrujadas - para ter uma ideia de como estava sendo ignorada. "Pelo que estava escrito, foi mais de um assalto... Então porque a marinha não foi atrás antes? Baterilla tem muitos soldados disponíveis..." Começava a caminhar novamente para aquele mesmo beco que encontraram as pistas antes. "Chegamos lá e... Tudo estava muito na cara!" Queria uma nova visão, tentar sair de dentro do fosso que as pessoas chamavam de mundo, queria ver o céu como um todo. Entender as coisas como as outras pessoas não eram capazes de fazer. Não tinha muitas esperanças de achar nada, afinal, ela era uma cantora! E não uma detetive de um romance policial. Sem contar que faltava um parceiro gostosão estilo Brad Pitt que flertava com ela a cada passo. Algo muito importante - pelo menos para Anne.

Tentaria olhar com um pouco mais de carinho. Entender o que aconteceu. Havia tecido rasgado, só que haviam sinais de luta? Encontraram pegadas, só que... Haviam mais pegadas além das do criminoso? "Pelo que Yuki disse, o último crime foi ali... Então... Ugh! Minha cabeça tá começando a doer..." Revirava os olhos, exasperada. Se isso não desse em nada, pelo menos teria tentado fazer alguma coisa. Depois de ir até o beco para ver se achava algo suspeito, iria para o bar caindo as pedaços que foram anteriormente. "O Yuki entrou aqui e... Depois de algum tempo o outro cara saiu apressado. Hum..." Dessa vez, ao invés de esperar para ver o que acontecia, entraria no bar para ver o ambiente e começar a entender mais o que aconteceu.

Citação :
Posts: 27

Objetivos:
- Entrar na Marinha
- Completar 2 1 missões
- Adquirir vantagens Ambidestria e Temperamento Calmo
- Adquirir vantagem Boa Fama pelo ofício Artista - Melodia Escarlate
- Aprender as perícias Sedução e Hipnose
- Se tornar uma Popstar!

Localização:
- Baterilla

Ganhos:
- Violino
- Alistamento na Marinha
- 1 Missão Completa
- Uniforme da Marinha
- Botas lvl 1
- Espada lvl 1
- Pistola lvl 1
- Adaga lvl 1
- Dinheiro das carteiras

Perdas:
- Boné da Marinha

Relações:
- Moira: Ruiva de corpo voluptuoso que possui cargo na marinha mais elevado que Anne. Está em uma amizade colorida com a mesma, em que ambas não sabem onde é que se situam nessa relação. É fria, distante e orgulhosa.
- Yuki: Marinheiro que Anne tem uma relação distante, realizou uma única missão com ele.

____________________________________________________



[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dragonmbr
Civil
Civil
Dragonmbr

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle - Página 6 5010
Masculino Data de inscrição : 01/04/2013
Idade : 24
Localização : Casa da mãe joana

First Chronicle - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle - Página 6 EmptyQua 24 Fev 2016, 10:19

NARRAÇÃO


Nossa queria protagonista estava ficando entediada e falou com ela mesma - Argh!! Achei que saindo de casa as coisas iam ser mais interessantes... Até agora... - em um tom triste, devido ao fato de não ter nada para fazer, Analise começou a lembrar da missão, e acabou chegando a conclusão de que tudo havia sido fácil demais, com isso em mente, resolveu investigar novamente o local do crime, quando estava saindo do QG da marinha um dos guardas, ia interromper Anelise e perguntar por qual motivo estava saindo, mas antes que pudesse fazer alguma coisa, um dos amigos dele o repreendeu, falando que Analise era a amante da tenente e que era melhor não mexer com ela, mas tudo isso aconteceu sem que Análise tivesse conhecimento.

A caminhada, até o local do crime não foi tão longa, durante o percurso Anelise recebeu vários olhares de desejo, vindo da maioria dos homens que cruzaram com ela, mulheres olhavam com inveja sua beleza e também foi capaz de ver uma mulher brigando com o marido devido a ele ficar muito tempo encarando a bunda de Analise, assim que chegou no beco, notou que havia mais pegadas que anteriormente, Anelise se esforçou para entender o que tinha acontecido na zona do crime, se tivesse algum conhecimento em rastreio, iria identificar qual pegadas era mais recentes e também notaria se teve de fato uma briga ou não só pelas pegadas, mas infelizmente esse não era um conhecimento que nossa pobre cantora tinha, acabou perdendo 30 minutos da sua vida naquele beco fedendo a urina.


Após ver que suas tentativas de analisar o terreno não foram frutíferas Analise resolve ir para o bar, onde o criminoso foi capturado, Ao entrar no bar viu que apesar de simples o bar era bem freqüentado, havia 10 mesas, todas lotadas, o bar era escuro, a luz do sol só entrava pela porta, o resto do bar era iluminado por velas, mas as velas não iluminava tudo, deixava vários lugares escuros no bar, mas pelo visto os clientes não ligavam para isso, muito pelo contrario pareciam que gostavam pois os lugares onde havia mais fluxo de pessoas eram os cantos escuros, havia 3 lugares disponíveis no balcão, bastava sentar no banquinho, em uma parede estava vários cartazes de procurado, em cima do balcão pendurado no teto, havia uma lousa, em letras grande estava escrito, “ Jogo da Morte”, a baixo do titulo havia vários nomes de pessoas, mais a baixo vários pauzinhos que variavam de pessoa em pessoa, Anelise notou que o nome Zed só avia um pauzinho.


A maioria dos clientes ali estavam armados, com armas de fogo, adagas, machados e diversos outros tipos de armas, a maioria daquele local parecia bem forte, dentre eles o que mais chamou atenção foi um homem musculoso de dois metros de aproximadamente 40 anos carregando dois machados enormes na suas costa facilmente e um senhor de idade,de aproximadamente 70 anos, utilizando uma mulher de cabelos pretos como banco, essa mulher tinha o rosto bonito, mas o corpo estava cheio de machucados e estava magro como se não se alimentasse direito, em seu pescoço havia uma coleira, uma certa hora caiu uma migalha de pão no chão que o velho consumia e a mulher levou rapidamente para boca comendo como se a comida fosse fugir.

-Olha só quem voltou, a marinheira, cantora que foi "molestada"....- Anelisa foi pega de surpresa, a voz vinha detrás dela, era um som de voz amigável, Deixou bem destacada a palavra “molestada” como se ele soubesse que ela havia mentindo, quando Anelisa se virasse para ver qual era a fonte da voz notaria que vinha de um jovem de aparência agradável, ele segurava um como de cerveja e bebia um pouco logo em seguida esticando o mesmo copo para Anelisa oferecendo assim a bebida para a mesma, falando enquanto faz o movimento -Você pode beber ou esta em serviço? - Embora disfarçada a intenção do jovem era clara, ele queria saber o que Anelisa estava fazendo ali, Anelisa já o tinha visto antes, ele na multidão quando prenderam o suspeito, embora Anelisa não pudesse se lembrar se ele bateu ou não no suspeito.

Enquanto conversava o Homem de dois metros carregando os machados se aproximou do balcão e falou -Me dé mais duas garrafas de rum!! - A voz alta do mesmo chamou a atenção de Anelisa e também a da maioria do bar, o Atendente era um homem de 1,80 m também músculo, mas não tanto quanto o brutamonte de dois metros, -Desculpas, mas não posso te vender mais rum enqua...- o atendente falou, sua voz faltava confiança e antes que pudesse vender tudo o homem de dois metros pegou o pescoço do mesmo e trouxe para próximo o encarando, atente olhou na direção de Anelisa suplicando com os olhos.

Anelisa era da Marinha e era dever dela ajudar os civis, o bar ficou em silencio, Com exceção do jovem que havia oferecido uma bebida para Anelisa, -Pague o que você já deve e te daremos mais rum....- Todos os olhos do bar se voltaram para o jovem, que após uma pequena pausa voltou a falar com um sorriso branco e inocente no rosto-Ou você vai querer confusão? - na mesma hora o brutamonte soltou o pescoço do atendente e botou um saquinho de dinheiro na balcão, falando -Aqui tem mais do que o suficiente pelo o que devo e pelas duas garrafas de rum, fiquem com o troco como desculpas pela confusão - Agora a voz do brutamonte estava mais baixa e podia notar uma nota de medo na mesma, com o dinheiros em mãos o atendente deu as garrafas para o brutamonte que voltou para a sua mesa, o atendente apenas deu um olhar de gratidão para o jovem e em poucos segundos o bar voltou ao normal com varias conversas aleatórias e sem sentido.

-Desculpe por isso, alguns costumam pensar que podem tudo depois que bebem um pouco, as vezes temos que mostrar quem não podem. - novamente o sorriu, os dentes deles eram perfeitamente brancos, e ele ficava atraente quando sorria, mas algo no sorriso dele fazia Anelisa ter um pouco de medo -Bem do que exatamente esta atrás? - perguntava o jovem, pondo um fim a enrolação.




off: espero que tenha ficado bom Pai do ano
e outra pode interagir com o que eu já narrei... mas acho que voce já sabia disso Fu feliz


Jovem que te deu a pinga:
 

____________________________________________________

Link(s) da(s) Ficha(s):[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


tédio....:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
anthic
Ciel Noir
Ciel Noir
anthic

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle - Página 6 10010
Feminino Data de inscrição : 29/11/2013

First Chronicle - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle - Página 6 EmptyQua 24 Fev 2016, 14:19




Frustrada por ter perdido preciosos minutos de sua vida em todo o processo de sair do QG, ir até o beco e investigar, e não alcançar nenhum resultado. Anne gostava das coisas prontas, resolvidas. Não depois, ou, quiçá, amanhã. Queria o controle pra ontem! "Haaaa~ Isso realmente foi uma enooooorme perda de tempo! Se eu soubesse tinha ficado lá no QG atiçando aquela ruiva que chove e não molha!" Ia em direção do bar, se esforçando para não fazer algo que era praticamente instintivo para ela - rebolar enquanto caminhava. "Não é que ser desejada seja ruim... Mas esse bando de pervertidos! Argh! Que nojo... Quando eu era criança até sonhava nessa história de um príncipe em um cavalo branco me levando para um castelo..." Chegando próxima do bar, parava por um momento e dava um sorriso diabólico. "Não é que eu não queira que isso aconteça... Só que agora ele viraria meu bonequinho de luxo, e eu tomaria o rei da rainha! Hyahaha!"

Chegando no bar, percebia que ele era mais espaçoso e movimentado do que imaginava. Todas as mesas estavam ocupadas e só podia ocupar um dos lugares no balcão. Passava os olhos pelas pessoas do local e não podia, senão ficar secretamente alarmada! Todos estavam armados e não pareciam lá muito fracos. Havia um quadro escrito deadpool 'Jogos da Morte', com diversos nomes escritos - não fazia ideia do que se tratava. Maso O que mais chamava sua atenção era um velho sentado em uma mulher, literalmente. "Uh... Gosto é individual né..." Dava de ombros ao ver aquilo. "Como que a marinha deixa um lugar desses ficar aberto no meio da cid- Hm?" Sua atenção era tomada repentinamente por um rapaz bonito e educado. Só que ver seu sorriso causava um calafrio nela como se centenas de placas vermelho-neon em shift e fonte máxima gritando 'perigo' em sua mente. Tão rápido quanto a surpresa surgiu, desapareceu em seu rosto. Um sorriso misterioso e incomparavelmente atraente surgia em seu rosto, aceitando o copo de cerveja e tocando lentamente nos lábios, desfrutando do líquido em silêncio enquanto fechava os olhos.

Graciosamente apoiava o copo no balcão, fitando-o. Estava prestes a responder, quando era interrompida pelo velho de antes. Um desgosto surgia no peito de Anne apenas por estar próxima dessa pessoa asquerosa, mas mantinha sua expressão agradável e de fácil aproximação. Estava na marinha? Sem dúvidas! Era uma marinheira? Jamais. Nunca será. "Não é problema meu. Não é como se a marinha não soubesse desse lugar. Se eles quiserem tomar alguma providência, que eles mesmos façam isso." Assistia toda a cena se desenrolar diante dela, tomando lentos goles da cerveja como se estivesse presenciando um filme, entretida. Ao mesmo tempo que ficava aliviada por não ter que assistir o brutamontes causando problemas, a sua suspeita de anteriormente era confirmada quando o jovem causou o velho a recuar sem dificuldades. O perigo. A adrenalina. O coração acelerado como se o mundo estivesse prestes a acabar e sua vida estivesse por um fio. O sorriso de Anne aumentava ao ver o ruivo atraente diante dela. "Finalmente alguém interessante pra brincar!"

Com a pergunta dele, apoiava um cotovelo no balcão, repousando o rosto na mão enquanto seu tronco pendia para frente. Isso fazia com que seu decote meio comportado ficasse um pouco mais chamativo. Sua pele alva, perfeita e que dava a impressão de ser aveludada ao toque ficava cada vez mais aparente ... até que... parava de se movimentar, justo no ponto crítico. - Então... - Sorria, chamando a atenção do jovem para o rosto dela. E com a mão livre, faria um movimento com o indicador para tirar a atenção dele do decote - caso ele estivesse perdido por ali. - Essa cidade é meio parada, estava procurando por algo interessante pra fazer. Nada de marinha ou nada disso. Sou só uma garota entediada, conhecendo o ambiente... - Recuava na cadeira, removendo a visão do decote, enquanto ajeitava seus cabelos lisos atrás da orelha e ficava levemente avermelhada, como se fosse a primeira vez que estivesse tentando fazer aquilo.

Fitaria-o por mais um momento antes de continuar. - E quanto ao que aconteceu mais cedo... Sabe... Nós, mulheres, precisamos saber nos defender. Hyahaha! - Piscava o olho direito e soltava uma curta gargalhada, que soava como sinos celestes em uma harmonia grandiosa. - A verdade é que estou entediada... Você me parece alguém que conhece as coisas por aqui... Tem alguma recomendação? - Esboçava um sorriso inocente, virando o rosto um pouco para o lado. Se qualquer outra pessoa a visse naquele momento, acharia que era uma ovelha andando em direção às patas do lobo. Mas aquele jovem parecia diferente. Quem sabe ele não iria acompanhá-la em alguma aventura mais interessante. Mostrar a ela locais aos quais não teria acesso normalmente.

Citação :
Posts: 28

Objetivos:
- Entrar na Marinha
- Completar 2 1 missões
- Adquirir vantagens Ambidestria e Temperamento Calmo
- Adquirir vantagem Boa Fama pelo ofício Artista - Melodia Escarlate
- Aprender as perícias Sedução e Hipnose
- Se tornar uma Popstar!

Localização:
- Baterilla

Ganhos:
- Violino
- Alistamento na Marinha
- 1 Missão Completa
- Uniforme da Marinha
- Botas lvl 1
- Espada lvl 1
- Pistola lvl 1
- Adaga lvl 1
- Dinheiro das carteiras

Perdas:
- Boné da Marinha

Relações:
- Moira: Ruiva de corpo voluptuoso que possui cargo na marinha mais elevado que Anne. Está em uma amizade colorida com a mesma, em que ambas não sabem onde é que se situam nessa relação. É fria, distante e orgulhosa.
- Yuki: Marinheiro que Anne tem uma relação distante, realizou uma única missão com ele.

____________________________________________________



[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dragonmbr
Civil
Civil
Dragonmbr

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle - Página 6 5010
Masculino Data de inscrição : 01/04/2013
Idade : 24
Localização : Casa da mãe joana

First Chronicle - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle - Página 6 EmptyQui 25 Fev 2016, 09:04

[
NARRAÇÃO


Anelise viu no jovem do sorriso estranho uma oportunidade para brincar, Então... falou Anelise se abaixando tornando seu busto avantajado ainda mais chamativo, ela notou que o jovem olhou para o busto dela sem se preocupar em desviar o olhar quando ela o encarou, - Essa cidade é meio parada, estava procurando por algo interessante pra fazer. Nada de marinha ou nada disso. Sou só uma garota entediada, conhecendo o ambiente... - Falou novamente Anelise colocando seus cabelos para trás da orelha levemente avermelhada, novamente Anelise fitou o Jovem sorridente, ele estava olhando agora para os olhos delas, olhos profundos capazes de seduzir homens de coração fraco apenas com uma olhada, mas esse jovem não tinha um coração fraco,em seus olhos Anelise não encontrou nada, somente a imagem do próprio rosto refletida.

- E quanto ao que aconteceu mais cedo... Sabe... Nós, mulheres, precisamos saber nos defender. Hyahaha! - o Jovem se permitiu dar uma leve risada, e o seu sorriso deixou de dar calafrios em Anelise, o sorriso dele parecia mais natural agora, - A verdade é que estou entediada... Você me parece alguém que conhece as coisas por aqui... Tem alguma recomendação? - o jovem garoto responde de imediato-Esse é um bar onde caçadores de recompensas freqüenta, nos vendemos mais informações do que cerveja... - enquanto falava isso o jovem olhou para trás, fazendo Anelise seguir seu olha, dois homens estavam fazendo uma competição de quem bebia mais, havia vários copos vazios em cima da mesa e após beber um copo, o homem gordo de 30 anos caiu da cadeira no chão, ele havia desmaiado, quem ganhou foi um magrelo de 20 anos, que aparentava ser fraco, tudo que ele ganhou foi mais um copo de cerveja e gritos de comemoração, sem falar de um tapa nas costa “amigável” que para Anelise parecia mais um soco.

-Bom pelo menos gostaria de poder dizer isso.... - Anelise notou uma gota de suor na testa do Jovem, -De qualquer modo me chamo Jack e sou o dono desse bar, e você é? -, Jack perguntava, após Anelise responder ou não Jack novamente voltaria a falar,-Se é informação que você quer eu posso te dar, mas é claro que vai ter um custo... -Enquanto falava Jack estendeu ambas as mãos e pegou no busto de Anelise e deu uma apertadinha-Pra começar como conseguiu esses dois? -após aperta os peitos de Anelise ele mudou de humor subitamente, começou a bater a cabeça com força no balcão em sua frente, era possível ver lagrimas em seus olhos e uma e sua testa sangrava um pouco devido as batidas na cabeça, ainda seria possível ver uma aura de depressão em torno do mesmo -Se eu tivesse essas duas melancias eu teria todos os homens do mundo aos meus pés....o mundo é tão injusto....por que tive que nascer homem...T.T -.


Enquanto estava depressivo um homem entrou no bar correndo, ele era um jovem de aproximadamente 20 anos, estava suado e com a respiração pesada, todos do bar olharam para ele e para a lousa que estava em cima do balcão, -O Zed morreu - o garoto falou assim que tomou fôlego, nesse momento Jack que estava triste a poucos segundos atrás com agilidade de um gato subiu no balcão e gritou -EU GANHEI DE NOVO!!!!!! -, as lagrimas em seu rosto haviam parado de escorrer, e o machucado em sua testa havia magicamente sumido, ele estava tão animado que dava pulos de alegria em cima do balcão, o resto do bar não estava tão animado assim, era possível ouvir, “gay de merda”, “esse desgraçado ta roubando só pode”, “ veado sortudo”, “Mas que merda” entre outras coisas que são censuradas devido ao horário, Mas mesmo com todos esse xingamentos Anelise não notou nem um sinal de ódio verdadeiro.


-Agora um minuto de silencio pelo Nosso grande amigo ZED, eu nunca vi homem mais doido e com coragem durante toda minha vida!!! -, o bar ficou em silencio, mas após 4 segundos o próprio Jack cortou o silencio e falou -Hoje a bebida é por conta da casa!! -. Todos no bar se animaram e fizeram um brinde gritando com toda as forças de sua garganta “POR ZED”, após isso Jack sentou no próprio balcão ao lado de Anelise balançando suas pernas que não alcançavam o chão, ele parecia alegre.





off:Não fiz poha nem uma nesse post, só enchi linguiça To nem aí!


Jovem que te deu a pinga:
 
[/quote]

____________________________________________________

Link(s) da(s) Ficha(s):[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


tédio....:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
anthic
Ciel Noir
Ciel Noir
anthic

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle - Página 6 10010
Feminino Data de inscrição : 29/11/2013

First Chronicle - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle - Página 6 EmptyQui 25 Fev 2016, 14:19




Saber que aquele era o centro das informações de caçadores de recompensa fazia todo o ambiente brilhar em uma nova luz. Menos o velho pervertido que sentava em uma moça. Ele permaneceria como um verme desprezível, independentemente de quantas novas informações descobrisse. - Jack, é? Prazer, pode me chamar de Anne. - Voltava a tomar um gole da cerveja que ele havia dado, quando era surpreendida com um par de mãos se aproveitando do descuido dela. Um calafrio passava em sua coluna, enquanto uma fúria tenebrosa tomava conta do seu corpo. "Jack. Vou me lembrar do seu nome." Não é como se desgostasse de ter seus seios sendo apalpados, no momento certo. Só que aquilo se tornava uma chance. Ficava em silêncio, deixando ele bater a cabeça no balcão enquanto descontava toda a sua viadagem frustração.

Quando estava prestes a iniciar a conversa, alguém corre dentro do bar avisando que um tal de Zed havia morrido. "Tipo... E daí? Quem liga pra esse tal de Zed... Se ele morreu é porque era um imbecil incompetente... Aaahhh! Esse quadro é pra apostar.... Se eu soubesse tinha apostado também, olha esse nome... Era óbvio que não ia muito longe, humpf!" Dava de ombros, no fim, ela havia lucrado novamente. A primeira cerveja havia sido dada por Jack, e agora a segunda era por conta da casa. No mínimo ela iria sair dali com 2 copos tomados e nenhum gasto. E no máximo... Jack ficaria em suas mãos. O observava ao lado dela, balançando as pernas, alegremente. Fitava-o com um sorriso empático e inocente. Com o indicador puxava o queixo dele gentilmente para que seus olhos se cruzassem.

O sorriso aumentaria um pouco, exalaria um pouco de ar e daria de ombros. - Jack, amorzinho... Você sabe o que fez, né? - Apoiaria no balcão novamente, deixando os seios apoiarem no balcão para saltarem ainda mais aos olhos. - Não só você se aproveitou dos seios de uma estrela musical, você se aproveitou de uma marinheira. Então você me deve ... informações - Mostrava o indicador e o dedo médio, fazendo um sinal de 2. Aguardaria ele falar alguma coisa do tipo '2 informações', mas se não falasse nada, continuaria, com um sorriso malévolo estampado em sua face perfeita. - Dois anos de informação de graça. Mas não precisa ficar preocupado, não vou ficar muito tempo aqui nessa cidade. - Dava um impulso para se sentar no balcão ao lado dele, e apoiaria a cabeça no ombro dele. Se não fosse possível, apenas ficaria sentada.

Observaria o bar por mais um momento, e voltaria a falar, quase sussurrando. - Mas eu vou facilitar a sua vida. Me ajude com um problema simples e eu conto sua dívida como paga. - Respirava lentamente, tranquila e pacífica. - Aconteceram alguns roubos nessa região e o criminoso foi pego nesse bar. Supostamente de caçadores de recompensa. Tudo foi muito simples, muito fácil. Você não saberia de algo a mais sobre o homem que a gente capturou não, né? E nem sobre a situação... Sabe... - Se levantaria, pegando o rosto dele com as mãos e aproximaria bastante do rosto dela. O mesmo sorriso angelical esboçando a doçura dos céus, só que dessa vez era o suficiente para causar o coração de qualquer um tremer de medo. - Eu tenho um concerto pra apresentar amanhã, e eu realmente espero que nada dê errado. Você vai me ajudar com isso! Né? Até te arrumo um ingresso pra área VIP, olha o lucro! - Começaria a balançar as pernas, cantarolando alguma melodia agradável, aguardando pela resposta dele.

Citação :
Posts: 29

Objetivos:
- Entrar na Marinha
- Completar 2 1 missões
- Adquirir vantagens Ambidestria e Temperamento Calmo
- Adquirir vantagem Boa Fama pelo ofício Artista - Melodia Escarlate
- Aprender as perícias Sedução e Hipnose
- Se tornar uma Popstar!

Localização:
- Baterilla

Ganhos:
- Violino
- Alistamento na Marinha
- 1 Missão Completa
- Uniforme da Marinha
- Botas lvl 1
- Espada lvl 1
- Pistola lvl 1
- Adaga lvl 1
- Dinheiro das carteiras

Perdas:
- Boné da Marinha

Relações:
- Moira: Ruiva de corpo voluptuoso que possui cargo na marinha mais elevado que Anne. Está em uma amizade colorida com a mesma, em que ambas não sabem onde é que se situam nessa relação. É fria, distante e orgulhosa.
- Yuki: Marinheiro que Anne tem uma relação distante, realizou uma única missão com ele.

____________________________________________________



[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dragonmbr
Civil
Civil
Dragonmbr

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle - Página 6 5010
Masculino Data de inscrição : 01/04/2013
Idade : 24
Localização : Casa da mãe joana

First Chronicle - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle - Página 6 EmptySex 26 Fev 2016, 10:17

NARRAÇÃO


Anelisa não gostou muito de ter seu busto acariciado, mas viu nisso uma oportunidade para ter Jack na palma de suas mãos, e subiu no balcão ficando ao lado de Jack colocando a cabeça no ombro do mesmo, -Jack, amorzinho... Você sabe o que fez, né? - não ele não sabia, isso ficou claro, pois seus olhos expressavam curiosidade, e Anelisa poderia jurar que estava vendo um sinal de interrogação em cima da cabeça do Jack, . - Não só você se aproveitou dos seios de uma estrela musical, você se aproveitou de uma marinheira. Então você me deve ... informações - Jack deu uma risada curta já sabendo na onde Anelisa queria chegar, ela fez um sinal de 2 com sua mão e falou - Dois anos de informação de graça. Mas não precisa ficar preocupado, não vou ficar muito tempo aqui nessa cidade. - Jack ficou serio, colocou a mão direita no queixo e analisou a Anelisa das cabeças aos pés e depois disse com a voz seria , -não acredito que voce vale tanto...... seus peitos são um poucos caídos, e agora que olhei bem você esta ficando gorda, mas como gostei de voce vou te dar duas informações -, após falar Jack da uma risada, deixando claro que não passava de uma brincadeira, mas se Anelisa se mostrasse chateado por isso Jack falava ainda rindo, -Desculpe....hahahah, seu corpo na verdade é maravilhoso.... - Após falar isso Anelise voltaria a ver a aura depressiva em volta de Jack, mas essa aura não duraria muito.

-Anne eu realmente gostei de você, acho que podemos nos divertir juntas, então vamos lá me diga o que quer saber, vou te dar de graça como prova de nossa amizade. -, vendo de que de algum modo avia conseguindo o que queria, Anelise falou -Aconteceram alguns roubos nessa região e o criminoso foi pego nesse bar. Supostamente de caçadores de recompensa. Tudo foi muito simples, muito fácil. Você não saberia de algo a mais sobre o homem que a gente capturou não, né? E nem sobre a situação... Sabe... - Jack colocou a mão direita no queixo novamente, seus olhos estavam fixos nos da Anelisa mas ao mesmo tempo pareciam distantes, como se estivessem mergulhados em pensamentos, seu rosto continuava com o sorriso, após dois segundos Jack alargou o sorriso e começou a falar -Pra começar, segundo minhas fontes o marinheiro veio da mesma ilha que você, o bandido não é dessa ilha, mas não sei de que ilha ele era antes, quando o marinheiro entrou aqui, não pareceu que o marinheiro estava atrás de suspeitos, pois foi direto para o encapuzado, que saiu correndo assim que o viu, o encapuzado passou do lado do marinheiro, mas o marinheiro nem tentou parar ele, e o resto você já sabe... - Jack sorria com o sentido de missão comprida, mas do nada ele bate na palma da mão com a mão direita e fala eufórico -HÁ,lembrei!!!!!... Antes de sair o encapuzado chamou o marinheiro de Marcos - Assim que ouviu o Nome Marcos Anelise se lembrou de onde conhecia o marinheiro, o nome que ele havia dado para ela antes era um nome falso.





off: malz post curto, e como a historia é sua achei melhor voce narrar de onde conheceu ele Fu feliz


Jovem que te deu a pinga:
 
[/quote]

____________________________________________________

Link(s) da(s) Ficha(s):[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


tédio....:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
anthic
Ciel Noir
Ciel Noir
anthic

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle - Página 6 10010
Feminino Data de inscrição : 29/11/2013

First Chronicle - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle - Página 6 EmptySex 26 Fev 2016, 22:14




Ao escutar a lista de 'defeitos' que seu corpo possuía, Anne se contentava a manter um sorriso alegre, aguardando ele terminar de falar. Se tinha algo em que ela tinha confiança era em sua aparência que, até então, permanecia incomparável até às mulheres mais belas já vistas. Dava de ombros, quando ele retornava ao seu momento depressivo e aguardava, pacientemente, as informações chegarem até ela. E quando chegavam damn, eram uma bomba. "Posso confiar no que ele disse?" Observava os olhos dele com cuidado, procurando qualquer indicação de que estivesse mentindo. Só que escutar o nome 'Marcos' realmente acionava alguns neurônios dormentes. "Ah! Lembrei! Esse rapaz era de Centaurea Island!" Revirava os olhos e suspirava por mais tempo do que deveria. - Haaaaaaaaaaaaaaah~ Isso vai me dar uma dor de cabeça...

Se aproximaria em um movimento rápido do rosto de Jack, tentando dar um selinho no canto da boca dele. Passando o indicador no pescoço até a ponta do queixo. - Brigada, Jack! Te vejo depois? - Piscaria um dos olhos, permitindo que suas iris douradas cintilassem com a luz. - Agora preciso resolver um problem...ão... Argh! Ser da marinha é um saco, toda essa estupidez de dever cívil e código moral. Você entende né? - Estremecia ao pensar que iria fazer algo em prol de outra pessoa, conquanto logo contentava-se ao lembrar que talvez isso atrapalhasse o seu concerto. "Nada pode estragar minha apresentação! Humpf!" Saltava do banco e iria, em passos rápidos em direção ao QG. Precisava conversar com Iara, urgentemente.

Teorias de conspiração tinham alguns efeitos sobre a mente das pessoas. Por um momento, parecia que tudo e todos estavam mentindo e iam contra ela... Hum, não é como se Anne já não agisse desconfiando de qualquer um a todos os momentos. Só que agora pareciam ser capazes de pular no pescoço dela a qualquer momento. Evitaria ruas vazias, tomando a rota mais populosa, mesmo que fosse a mais longa até o QG. Ignoraria qualquer um que tentasse falar com ela no caminho, e se alguém a interrompesse iria gritar. Sim, gritar. Nada mais efetivo em uma cidade que a cada 5 habitantes, 6 são marinheiros. Caso conseguisse chegar no quartel da marinha sem problemas, iria imediatamente atrás da ruiva. - Ei, viu a Iara por aí? A ruiva, rainha do gelo... E tal? - Perguntaria na recepção pela superior e amiga colorida.

Caso recebesse as direções, iria direto, caso contrário, teria que continuar a perguntar e procurar pelo prédio. Se conseguisse encontrá-la, a puxaria para algum lugar em que elas ficariam a sós, sem outras pessoas escutando a conversa. Claro que, aproveitaria para 'acidentalmente' tocar algumas partes sensíveis do corpo voluptuoso da ruiva. Mas nada que uma risada sem graça não desculpasse. E então falaria de suas descobertas. - Iara, meu anjo... Lembra a missão que eu disse que eu completei mais cedo? Parece que o cara se deixou ser capturado, e que o tal Yuki, que foi comigo, na verdade chama Marcos. E ele veio de Centaurea Island, de onde você estava coordenando o transporte daquelas caixas. E o prisioneiro também é de fora da ilha. Pelo que eu descobri, os dois se conhecem e o ladrão foi preso de propósito... E agora? - Olharia para ela questionante. Simplesmente porque... Anne não era uma marinheira. Havia descoberto a trama diabólica de... alguma coisa. Agora passava a bola para quem quisesse resolver.

Citação :
Posts: 30

Objetivos:
- Entrar na Marinha
- Completar 2 1 missões
- Adquirir vantagens Ambidestria e Temperamento Calmo
- Adquirir vantagem Boa Fama pelo ofício Artista - Melodia Escarlate
- Aprender as perícias Sedução e Hipnose
- Se tornar uma Popstar!

Localização:
- Baterilla

Ganhos:
- Violino
- Alistamento na Marinha
- 1 Missão Completa
- Uniforme da Marinha
- Botas lvl 1
- Espada lvl 1
- Pistola lvl 1
- Adaga lvl 1
- Dinheiro das carteiras

Perdas:
- Boné da Marinha

Relações:
- Moira: Ruiva de corpo voluptuoso que possui cargo na marinha mais elevado que Anne. Está em uma amizade colorida com a mesma, em que ambas não sabem onde é que se situam nessa relação. É fria, distante e orgulhosa.
- Yuki/Marcos: Marinheiro que Anne tem uma relação distante, realizou uma única missão com ele.
- Jack: Uma biba maravilhosa que coordena um bar de caçadores de recompensa em Baterilla. Bestie de Anne.

____________________________________________________



[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




First Chronicle - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle - Página 6 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
First Chronicle
Voltar ao Topo 
Página 6 de 9Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Centaurea Island-
Ir para: