One Piece RPG
First Chronicle - Página 4 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Making Wonderful Land a Real Wonder
First Chronicle - Página 4 Emptypor GM.Milabbh Hoje à(s) 14:27

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
First Chronicle - Página 4 Emptypor DarkWoodsKeeper Hoje à(s) 12:16

» X - A vontade de um Rei
First Chronicle - Página 4 Emptypor Kekzy Hoje à(s) 12:09

» [Mini-DarkJohn] O começo de algo
First Chronicle - Página 4 Emptypor DarkJohn Hoje à(s) 11:34

» Mess in Grand Line: The Red-Haired Arrived
First Chronicle - Página 4 Emptypor Akise Hoje à(s) 10:13

» LightPoint!Os herois e amigos se reunem novamente!
First Chronicle - Página 4 Emptypor Noah Hoje à(s) 08:53

» Cap 4: O Silêncio dos Inocentes
First Chronicle - Página 4 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 04:42

» [Mini- Yoru] Aula de kenjutsu!
First Chronicle - Página 4 Emptypor Yoru-san Hoje à(s) 04:00

» I - As rédeas de Latem City!!
First Chronicle - Página 4 Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 01:42

» Ficha Saito Hiraga
First Chronicle - Página 4 Emptypor Saito Hiraga Hoje à(s) 01:38

» X - Some Kind Of Monster
First Chronicle - Página 4 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:24

» Chapter I: Seafret - Oceans ♪♫♪
First Chronicle - Página 4 Emptypor Nolan Hoje à(s) 01:09

» [Ficha] - Koji
First Chronicle - Página 4 Emptypor Proto_ Hoje à(s) 00:24

» [MINI-Subaé] OXE! agora a aventura começa mesmo!
First Chronicle - Página 4 Emptypor Subaé Ontem à(s) 22:44

» A primeira conquista
First Chronicle - Página 4 Emptypor Nolan Ontem à(s) 22:01

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
First Chronicle - Página 4 Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 21:46

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
First Chronicle - Página 4 Emptypor Shogo Ontem à(s) 20:31

» [M.E.P-DarkJohn] O começo de algo
First Chronicle - Página 4 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 20:12

» Mini- aventura de Saito Hiraga
First Chronicle - Página 4 Emptypor Ryoma Ontem à(s) 20:10

» Hizumy Mizushiro Mayan
First Chronicle - Página 4 Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:54



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 First Chronicle

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 71
Warn : First Chronicle - Página 4 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

First Chronicle - Página 4 Empty
MensagemAssunto: First Chronicle   First Chronicle - Página 4 EmptyTer 19 Jan 2016, 16:41

Relembrando a primeira mensagem :

First Chronicle

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Anelise Silverburgh. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
anthic
Ciel Noir
Ciel Noir


Data de inscrição : 29/11/2013

First Chronicle - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle - Página 4 EmptySeg 01 Fev 2016, 15:27




Ser jogada no chão em um único movimento súbito realmente pegou Anne de surpresa. A ruiva passiva e envergonhada se tornava uma tirana que imobilizava os braços de Elise com uma facilidade sobrenatural. Ao invés de ficar irritada pela rápida troca de posição, um fogo imenso surgia em seu peito. Ao invés de olhá-la com medo, ardia de desejo, almejava o desafio. Quando Moira a ajudava a levantar, Anne se impulsionava um pouco mais do que deveria e se aproximava dela, sussurrando perto de seu ouvido. - Finalmente! Tava achando que esses marinheiros eram só papo e nada de ação! - Se afastava dela com um sorriso irônico emplastrado no rosto angelical. Praticamente dizendo 'vem e me faz para de me achar'.

Ficaria observando-a atentamente para pegar os indícios de alterações emocionais. "Tudo que precisava era um empurrãozinho... Hyahaha!" Soltava pequenas risadas abafadas enquanto caminhava junto da ruiva, seguindo-a até um quarto bem simples. Escutando o que ela tinha a dizer, Anne batia uma continência de uma forma tão adorável que parecia mais uma criança. Com um sorriso no rosto, ainda completava de forma condescendente. - Sim senhora~ - E antes que Moira pudesse tomar alguma ação, já começava a se despir, murmurando algum ritmo musical agradável aos ouvidos. A cada passo que dava em direção ao banheiro, uma peça de roupa era largada no chão, até que, nua, chegaria até a ruiva. Passaria o indicador sob o queixo dela, deixando a última mensagem antes de ir para o banho. - Vai vir me fazer ser sua subordinada?

Anne tomaria uma abordagem diferente dessa vez. Deixaria ser levada e manipulada por Moira, só que todas as suas ações visariam o 'quase'. Sempre deixar a ruiva quase satisfeita, quase plena, quase no comando. Minando aos poucos todas as resistências que ela tem, destruindo o orgulho de ser uma 'superior da marinha'. Causaria frustração por não conseguir chegar no ponto almejado e, toda vez que abrisse mão da dominância, por menor que fosse, Anne iria recompensá-la proporcionalmente.

Ao fim do processo, caso ocorresse ou não, colocaria as roupas da marinha, deixando o boné ligeiramente de lado, parecendo mais uma artista pronta para uma festa fantasia do que um soldado em si. Havia se tornado o sonho em carne de todos aqueles com clichê de mulheres no poder. E lavaria suas roupas suadas. Depois disso, se não tivesse mais nada pra fazer na marinha, voltaria na casa de shows.

Citação :
Posts: 15

Objetivos:
- Entrar na Marinha
- Completar 12 missões
- Adquirir vantagens Ambidestria e Temperamento Calmo
- Adquirir vantagem Boa Fama pelo ofício Artista - Melodia Escarlate
- Aprender as perícias Sedução e Hipnose
- Se tornar uma Popstar!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jugram
Civil
Civil
Jugram

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle - Página 4 4010
Data de inscrição : 24/07/2015

First Chronicle - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle - Página 4 EmptySeg 01 Fev 2016, 20:54

A ruiva observava, parada, Anne se aproximar. Aquelas curvas, aquela pele delicada, aquela boca, tudo isso deixava-a enlouquecida, algo perceptível mesmo que ela tentasse não demonstrar.

Quando a morena entrava no banheiro, chamando-a, Moira se dirigia na direção oposta. Pegava algumas roupas em seu guarda roupa, jogava-as na cama e ia para o banheiro apressada. Lá dentro, fazia em sua amiga coisas que ela nunca imaginava serem possíveis de fazer...

Um tempinho se passava. As duas saíam do banheiro. Moira estava vestida, mas com as roupas encharcadas e mais grudadas em seu corpo, denunciando todas as suas curvas. Anne estava nua e passando uma toalha em seu corpo para se enxugar. Se vestia. As duas permaneciam em silêncio.
-...Amanhã você começa suas tarefas... Entendido?

Anne saía. Ia em direção a casa de shows. Sem dificuldade, agora que sabia o caminho, chegava lá. O local, como de costume, estava não muito cheio e um músico tocava jazz no palco. O público parecia hipnotizado pela música tocada lá na frente. O "marinheiro" já não estava mais lá e o atendente da outra vez estava ausente no momento. O céu estava escurecendo e o clima ficando um pouco mais frio do que durante o resto do dia.

Spoiler:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
anthic
Ciel Noir
Ciel Noir
anthic

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle - Página 4 10010
Feminino Data de inscrição : 29/11/2013

First Chronicle - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle - Página 4 EmptySeg 01 Fev 2016, 22:16




- Hããã~ Você fica muito fofa quando tenta parecer toda durona!! Hyahaha~ - Respondia à ordem da ruiva, terminando de se arrumar. Aos poucos estava conseguindo domar a fera, e era uma sensação maravilhosa. Quando ia saindo do quarto, com seu rebolar incorrigível, fazia uma pose exageradamente chamativa na porta, empinando a bunda para Moira. - Te vejo amanhã, paixão. - Dava um tapinha de leve no glúteo e mandava um beijo para ela, saindo do quarto às pressas para evitar que armas afiadas fossem arremessadas na direção dela. "Ainda vou fazer fumaça sair daquela cabeça vermelha! Hyahihi!" Um tanto perdida nesses pensamentos, se deslocava mais distraída do que deveria até a casa de shows - que até então não sabia o nome. Era bom ter a referência para quando perguntassem no futuro.

Ao chegar lá, surpreendeu-se com um homem que tocava jazz no palco. A música audivelmente tinha algo diferente. Um charme inexplicável. Algo que Anne definitivamente não dispunha em seu arsenal. Uma energia que a compelia à prestar atenção naquilo, mergulhar em uma viagem e se deixar levar. Ignorando o ambiente. É claro que, nessa mente privilegiadamente deturpada, a primeira coisa que passava na cabeça dela eram as inúmeras utilidades que aquilo tinha. Não só para propagar a música, ela poderia alterar o estado emocional das pessoas e até mesmo ser usado em combate. Se conseguisse fazer um inimigo entrar em estupor por um segundo, já era o suficiente para lacrar o desfecho do embate. "Isso é maravilhoso!! Preciso... Preciso aprender a fazer isso!!" Aguardaria ansiosamente o término da apresentação e não conseguia senão perder-se nos recantos intrínsecos do que era tocado.

Inicio do Aprendizado de Hipnose


Finalmente quando o músico terminou de tocar a música, Anne imediatamente retornou a si. Percebendo o efeito que a melodia havia causado, não apenas nela, como nos demais presentes, decidiu aprender aquilo sob qualquer custo! Se, com sua música, ela fosse capaz de alterar a consciência das pessoas, qual seria seu limite? Como já havia se apresentado ali, conseguia ir para os fundos sem dificuldade, encontrando com o músico. - E-ei! Sua apresentação foi incrível!! - O homem era um negro entre seus cinquenta e sessenta anos. A cabeça ausente de fios e com um sorriso amigável que apenas músicos exprientes conseguiam esboçar. - Ooohohoho! Obrigado minha jovem! Mas eu já vi pessoas muito mais incríveis do que isso. Você mesma não é nada má, ohohoho! Além de ser um colírio para esses olhos cansados!

Anne abria um sorriso animado. "Então ele viu minha apresentação... Mas parece que o que eu produzo é tão superficial quando comparado à ele..." - Ahhh, que isso... Uhhh... Me paga um drink? - O sorriso permanecia no rosto, só que corava um pouco. Afinal, estava chamando um velho pra pagar um drink pra ela, qual era a lógica naquilo? Foi só depois de soltar as palavras que percebeu quão estúpidas elas pareciam. - Mas é uma honra! Há quantos anos não tenho a companhia de uma jovem, ainda mais tão bonita quanto você... Ohohoho!! - Ele fazia um sinal com a cabeça para o balcão, para o qual Anne seguia obedientemente. Sentados, ele fazia um sinal com a mão, e a atendente logo trazia dois copos, cada um com um líquido específico. Ele carregava um wisky vermelho escuro, enquanto Anelise recebia um copo bem trabalhado que parecia um sex on the beach.

Ele parava para observá-la por um momento, e logo soltava. - Uma jovem como você não iria chamar um velho caindo aos pedaços se não estivesse atrás de alguma coisa... Você quer aprender a fazer aquilo que eu fiz na apresentação, certo? - Devolvia o olhar com um sorriso amigável. "Direto... Gosto disso..." - É, bem, me pegou... Eu não sei como que você, sabendo fazer isso, continua nessa ilha sendo que poderia fazer multidões hipnotizadas com sua música! - Ele dava de ombros, e começava a dar umas batidinhas no balcão com a ponta dos dedos, em um ritmo agradável, só que, aparentemente, sem fundamento. - Eu aprendi muito tarde a fazer isso, e agora já não dá mais tempo de me aventurar por aí. E vendo um espírito tão jovem, acho que seria interessante passar isso adiante. E tamb-

Anne repentinamente sentiu um choque por todo o corpo, quase caindo da cadeira. Percebendo que ao lado do senhor, haviam 4 copos vazios, ao invés de um que ele estava bebendo. Olhou para ele sem entender muito bem o que havia acontecido. Só percebeu que ele havia parado de bater na mesa.- Ohohoho! Acordou? Ainda bem que sou um homem de princípios, sabe-se lá o que outra pessoa faria com uma belezura como você, desacordada. - A morena pigarreava, ajeitando suas roupas e se certificando que realmente nada estava fora do lugar. Preferia ficar em silêncio depois de ver aquilo. Estava espantada em quão facilmente entrou em hipnose, praticamente sem esforço algum. - O som não é nada mais do que um conjunto de forças que faz o cérebro identificar como alguma coisa. - Ele voltava a bater em um ritmo diferente de antes no balcão.- Só que para identificar essas coisas, ele precisa acessar outros locais para se 'lembrar' do que significam.

A morena começava a sentir um formigamento na pele que se transformava em uma sensação de queimação, até que cessava quando ele parava de bater na mesa. - Se você conseguir passar uma mensagem através do ritmo, do tom e da melodia, você consegue fazer transformações físicas em quem escuta. Quem me ensinou isso conseguia transportar emoções através do som, mas isso é algo que nunca consegui fazer. Ohohoho! A idade bateu com força... Mas se você estudar com afinco, tenho certeza que vai chegar lá... Aqui... - Ele tirava da bolsa que carregava um livreto com diversas anotações e notas musicais à mão. - Aí está tudo que meu mestre aprendeu, e me passou antes de falecer... Eu não posso te dar isso pois eu mesmo não terminei de estudar, mas pode ler para se familiarizar com as coisas. Daqui a pouco eu volto! - Ele se levantava, pagando os drinks e ia para os fundos da casa de shows.

Anelise, por outro lado, ficava tão focada que parecia esquecer da música alta ao seu redor. Ler aquele livro repleto de fórmulas musicais e dicas para alcançar o estado subconsciente das outras pessoas abria um novo horizonte para ela. E o melhor, as pessoas não precisavam estar prestando atenção para que funcionasse. Depois de quase duas horas lendo cada uma das páginas como se sua vida dependesse disso, começava a tentar criar um ritmo com a ponta dos dedos, deixando a sonoridade vibrar sob seu controle, tentando causar alguma reação na garçonete próxima à ela. O primeiro desafio era conseguir realizar os movimentos em si, afinal, não eram coisas que um iniciante de música fosse capaz de reproduzir. E ainda, fazer isso com perfeição. Qualquer desvio do ritmo era capaz de causar tudo a se tornar inútil.

O tempo passava voando. Cinco, dez, vinte, sessenta minutos. Anelisa bacutava incessantemente a mesa, buscando a sensação correta que queria passar - até então sem sucesso. Mudava a abordagem a cada nova tentativa, procurando o 'feeling' correto, que estava faltando. Aquele charme que separava um profissional de um expert. De repente, a garçonete soltava um suspiro, parando o que estava fazendo, parecendo distraída. "Ah! Calma!" Anne se afobava, perdendo o que estava fazendo, e a moça voltava a fazer sua atividade como se nada tivesse acontecido. "Calma... uhhh... O que eu estava fazendo..." Voltava a procurar a mesma sensação que estava repassando anteriormente. As primeiras tentativas não iam muito bem, afinal, não queria copiar o que havia feito - e sim entender como fazer. Não era uma máquina xerox multifuncional. Era ela mesma, autêntica. E queria transformar aquilo no jeito dela.

Aos poucos ia vendo que os efeitos iam se tornando cada vez mais pronunciados. A distração ia aumentando, até fazer pessoas pegarem no sono. A mesma sensação de queimação, via pessoas se coçando, se levantando, incomodadas, sorrindo, gritando euforicamente. Percebendo a alteração no público, o velho retornou, com um sorriso no rosto. - Você viu?? Isso é incrível!! - Anelisa parecia uma criança com um brinquedo novo. - Nada mal! Eu demorei alguns dias pra conseguir começar a fazer o que você fez em poucas horas... Agora é só pegar o que aprendeu e treinar, e treinar e aprimorar. Transforme isso em algo único, original. Só assim vai ser capaz de transcender o senso comum... - Ele pegava o livreto de volta, guardando na bolsa como um tesouro. Anne por outro lado se aproximava dele dando um abraço e um beijo na bochecha ressecada do velho. - Muito obrigada! Se um dia eu puder retribuir de alguma forma, é só dizer! - Seu sorriso contagiante ofuscava as luzes kaleidoscópicas da casa de shows. - Ohohohoho! Só quero ver o seu nome nas capas de todos os jornais e revistas, e saber que eu ajudei uma pequena jovem a se tornar uma estrela... Ohohohoho! Agora vá fazer o que você tem que fazer, esse velho precisa ir encontrar com a patroa antes que ela venha aqui e me veja com você, e eu acabe a 7 palmos abaixo da terra!! Ohohohoho! - E com isso ele ia embora.

Fim do Aprendizado


Finalmente havia conseguido atingir um novo patamar em suas habilidades musicais e estava satisfeita com aquilo. As implicações!! Só de pensar nisso sentia um calafrio percorrer pela sua espinha. A noite estava chegando e uma nova Anne queria sair da jaula para aproveitar. Só tinha um pequeno problema - estava presa ao pior encarceramento possível: o uniforme da marinha. "QUEM seria idiota o suficiente pra beber e ficar pelado com uma marinheira..." Imagens dos últimos dias de Anelise manipulando e aproveitando cada centímetro quadrado do corpo de Moira, que não só era uma marinheira, como tinha uma patente além da de um soldado. (Não que Anne soubesse qual era a patente, afinal, fazia mesmo diferença?). "Deixa pra lá... Sempre tem um pé cansado pra um chinelo velho..." Ainda na casa de shows procurava por algum organizador do evento. Tinha alguns detalhes que precisava deixar claro e algumas informações necessárias.

Perguntaria pelo local por quem poderia atendê-la. Caso não encontrasse, iria caminhar pela cidade para conhecer a vida noturna. Entretanto, caso encontrasse, estenderia a mão com um sorriso amigável, com a outra batendo uma continência desajeitada e amável - mais como brincadeira. - Tudo bem? Anne~ A Melodia Escarlate. - Se apresentar era sempre bom. Só que fazia isso seguido de uma risada empática e, no mínimo, envolvente e chamativa. Com um rosto capaz de destruir reinos e um sorriso destruidor de corações, era realmente difícil estar perto dela. De qualquer forma, agia naturalmente, continuando a falar. - Gostaria de saber como estão as preparações... Qual vai ser o dia e horário certinho... Se vocês tem músicos disponíveis para tocar o instrumental de partituras que eu fornecer... E claro, a roupa... Ah, tantas coisas... - Ajeitava o cabelo com as mãos, parecendo preocupada com sua estréia oficial no mundo da música. Se dissesse que não estava, seria mentira. Contudo, não era tudo o que ela fazia parecer.




Citação :
Posts: 16

Objetivos:
- Entrar na Marinha
- Completar 1 + 1 missões
- Adquirir vantagens Ambidestria e Temperamento Calmo
- Adquirir vantagem Boa Fama pelo ofício Artista - Melodia Escarlate
- Aprender as perícias Sedução e Hipnose
- Se tornar uma Popstar!

____________________________________________________



[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por anthic em Dom 06 Mar 2016, 20:49, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jugram
Civil
Civil
Jugram

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle - Página 4 4010
Data de inscrição : 24/07/2015

First Chronicle - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle - Página 4 EmptyTer 02 Fev 2016, 11:40

Após um período de aprendizagem, Anne estava feliz com seu "novo patamar de habilidades". Agora sua preocupação estava no seu show do fim de semana.

Uma garota estava no balcão. Tinha pele clara, olhos azulados, assim como seu cabelo, que tinha uma franja que cobria o olho direito. A jovem se aproximava da garota. Estendia sua mão, chamando a atenção dela.

- Tudo bem? Anne~ A Melodia Escarlate

A garota pegava a mão estendida. Pelo tom de sua voz, parecia não ser tão educada ou atenciosa quanto o rapaz que a havia atendido antes.

-Ah, sim, o Kaneki falou de você. Prazer. - Ela dizia, soltando a mão da jovem e ajeitando sua franja.

- Gostaria de saber como estão as preparações... Qual vai ser o dia e horário certinho... Se vocês tem músicos disponíveis para tocar o instrumental de partituras que eu fornecer... E claro, a roupa... Ah, tantas coisas...

-Bom, pelo que ele me disse, vai ser lá pelas 19h. Ele disse que ia chamar alguns músicos pra te ajudar e temos uma parte com figurinos lá nos fundos, então acredito que tudo já esteja acertado. Mais alguma coisa?

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
anthic
Ciel Noir
Ciel Noir
anthic

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle - Página 4 10010
Feminino Data de inscrição : 29/11/2013

First Chronicle - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle - Página 4 EmptyTer 02 Fev 2016, 14:30




Ao invés de encontrar o rapaz de antes, a única pessoa atrás do balcão era uma jovem de cabelos e olhos azuis. "É impressão minha ou ela não disse o nome dela?" Revirava os olhos internamente, mas mantinha o seu sorriso empático no rosto. Aguardava ela responder as perguntas, e Anne logo adicionava. - Ah! Que ótimo! Tem como me arrumarem papéis pautados? Hmmm... Se não tiver, em branco serve mesmo. Tenho que escrever as músicas para os colegas, né? E se importa se eu for ver os figurinos? É a primeira vez que faço uma apresentação assim e to meio nervosa, sabe? Quero que tudo fique o melhor possível... - O discurso era uma mistura de uma mulher energética e falante, com uma jovem insegura.

Iria para os fundos, procurar algum lugar isolado para que pudesse passar algumas horas transcrevendo as suas músicas em partituras de diversos instrumentos para os músicos poderem acompanhá-la no show. Para uma pessoa normal, seria um trabalho tedioso e cansativo. Para Anne, por outro lado, era uma satisfação. A cada nota escrita na página, sentia-a em seu corpo. Visualizava toda a melodia em sua mente e se permitia viajar com suas criações. Com ouvido absoluto e sinestesias, não via o mundo igual as outras pessoas. Só que era algo que guardava para si. Não escutava mais ou menos do que ninguém. Apenas a forma com que seu cérebro reconhecia a informação diferia enormemente das outras pessoas. Cantar e tocar suas músicas era mergulhar em um mar de cores que a levavam para longe desse mundo preto e branco direto à uma nova dimensão - a dela própria.

Terminando de escrever as músicas que vou deixar em segredo por não ter feito o playlist ainda, entregava os papéis à menina que ela não sabia o nome. - A-ah! Desculpe, as vezes sou meio distraída... Qual o seu nome mesmo? - Se ela não se apresentasse propriamente dessa vez, aí sim seria um problema de criação. Depois disso voltaria para os fundos dar uma olhada nas roupas que teria disponíveis, e então, munida de um violino e um arco, iria caminhando tranquilamente pelas ruas de Baterilla, procurando um local para tocar uma música e anunciar a sua apresentação.

Citação :
Posts: 17

Objetivos:
- Entrar na Marinha
- Completar 12 missões
- Adquirir vantagens Ambidestria e Temperamento Calmo
- Adquirir vantagem Boa Fama pelo ofício Artista - Melodia Escarlate
- Aprender as perícias Sedução e Hipnose
- Se tornar uma Popstar!

____________________________________________________



[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jugram
Civil
Civil
Jugram

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle - Página 4 4010
Data de inscrição : 24/07/2015

First Chronicle - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle - Página 4 EmptyQua 03 Fev 2016, 10:58


- Ah! Que ótimo! Tem como me arrumarem papéis pautados? Hmmm... Se não tiver, em branco serve mesmo. Tenho que escrever as músicas para os colegas, né? E se importa se eu for ver os figurinos? É a primeira vez que faço uma apresentação assim e to meio nervosa, sabe? Quero que tudo fique o melhor possível... -  

A garota não dizia nada. Só fazia um movimento com a cabeça, como se dizendo "siga-me". As duas iam até uma sala que parecia estar atrás do palco. Ouvia-se o som abafado da nova apresentação que estaria acontecendo. A atendente pegava alguns papéis pautados e uma caneta em uma estante no canto da sala. Essa sala tinha, além da estante, um sofá, algumas cadeiras, uma "geladeira" com bebidas e uma mesa com outras cadeiras ao redor.

-Pode usar isso. Quando tiver terminado, me avise que eu irei te mostrar os figurinos...

Passado algum tempo, as partituras estavam prontas. Anne levava-as até a atendente.

-A-ah! Desculpe, as vezes sou meio distraída... Qual o seu nome mesmo?

-Oh, é mesmo, eu esqueci de me apresentar. Meu nome é Touka... - Ela dava um sorriso apático após dizer seu nome, mas parecia até um pouco mais simpática do que no momento em que as duas se conheceram. -Ah, vamos olhar os figurino...

As duas chegavam a uma sala. Adentrando-a, se viam fileiras e mais fileiras de roupas, das mais diversas cores, dos mais diversos estilos. Algumas dobradas, outras penduradas em cabides. Haviam também sapatos, a maioria de cor escura. Anne via aquilo. Aparentemente, tudo estaria dando certo.

A jovem saia do local. Via uma placa, escrita "Big House of Shows". Um nome nada criativo para aquela casa de shows eu disse q não sou criativo.

Caminhava, olhando ao redor. Agora já estava de noite, as pessoas estariam voltando para a casa. Anne chegava a uma praça. Várias pessoas passavam por lá. Começava a tocar seu violino, objeto que agora era quase obrigatório estar com ela. Os que por ali passavam ficavam admirados. Paravam e começavam a assistir o show. Logo, a morena estava cercada por um mar de pessoas. Alguns jogavam moedas e notas para ela, mas todos pareciam extremamente concentrados no show que ela estava fazendo.

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
anthic
Ciel Noir
Ciel Noir
anthic

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle - Página 4 10010
Feminino Data de inscrição : 29/11/2013

First Chronicle - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle - Página 4 EmptyQua 03 Fev 2016, 15:12




Com tudo organizado na casa de shows, não tinha mais nenhum peso impedindo Lizzie de relaxar um pouco e viver a noite de Baterilla. E nada melhor do que chamar atenção de uma enorme multidão e ganhar alguns pontos com isso. Ser um anjo na visão das pessoas podia ter algumas repercussões positivas. - Meus amores, é uma honra estar aqui com vocês!! Essa é a última música, espero que ajude vocês a relaxar e encontrar forças para lutar! Que dê esperança para o futuro! - Colocando toda as suas forças, seus sonhos e emoções nesse momento. Anne entrava em um momento profundo de dedicação, tocando e cantando com todo o seu ser.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Don't look at me

Everyday is so wonderful, and suddenly, it's hard to breathe
Now and then, I get insecure from all the pain
I'm so ashamed

I am beautiful, no matter what they say
Words can't bring me down
I am beautiful in every single way
Yes, words can't bring me down, oh no
So don't you bring me down today

To all your friends, you're delirious
So consumed in all your doom, ooh
Trying hard to fill the emptiness, the peace is gone
Left the puzzle undone, is that the way it is?

You are beautiful, no matter what they say
Words can't bring you down, oh no
You are beautiful in every single way
Yes, words can't bring you down, oh no
So don't you bring me down today

No matter what we do (no matter what we do)
No matter what we say (no matter what we say)
We're the song inside the tune (yeah, oh yeah)
Full of beautiful mistakes
And everywhere we go (and everywhere we go)
The sun will always shine (sun will always shine)
But tomorrow we might awake on the other side

'Cause we are beautiful, no matter what they say
Yes, words won't bring us down, oh no
We are beautiful in every single way
Yes, words can't bring us down, oh no
So don't you bring me down today

Oooh, yeay yeay yeay
Don't you bring me down today
Don't you bring me down... humm, today


Terminando a música com um sorriso humilde, ofegante e empolgada. Dava uma reverência 'deixando' o chapéu da marinha cair, pegando ele no ar 'desajeitadamente', soltando uma risada envergonhada. Fingindo que não havia visto o dinheiro ali ainda, fazia uma expressão de surpresa, indo até o chão catando o dinheiro na frente de todas as pessoas. - E-eu não posso aceitar isso... Existem pessoas que precisam disso muito mais do que eu! Se alguém estiver passando fome, pode vir aqui pegar o dinheiro... Sei que não é muito, mas espero que ajude com alguma coisa... - Se alguém viesse pegar o dinheiro, daria um sorriso empático, entregando todo o dinheiro para a pessoa. Se a própria tivesse algum dinheiro, ainda tiraria do bolso dela um pouco para ajudar na quantidade. Se ninguém viesse pegar, colocaria ao lado do balcão onde estava em pé até então, para então subir novamente.

Olharia para o grupo, fazendo a iluminação refletir em seus olhos dourados, reforçando a imagem que ela estava querendo passar. - Meus amores, sou Anne, a Melodia Escarlate! Esse fim de semana, às dezessete horas, terá a minha primeira apresentação no Big House of Shows! Espero que possam me prestigiar lá! Contem para seus familiares e amigos, e vamos fazer essa data um dia mágico para Baterilla! Aguardo a todos lá! Beijos!! - Acenaria para o grupo, descendo e se dirigindo para o quartel. Se alguém a abordasse pedindo autógrafo, pararia e seria o mais educada possível, atendendo todos os pedidos que fossem plausíveis. Caso conseguisse chegar no quartel, iria procurar pelo seu quarto. Estava na hora de dormir sozinha, dar muito espaço para a ruiva não era uma boa ideia. Estava na hora de fazer ela sentir falta. Talvez alguns dias antes de encontrar com ela novamente.

Citação :
Posts: 18

Objetivos:
- Entrar na Marinha
- Completar 2 1 missões
- Adquirir vantagens Ambidestria e Temperamento Calmo
- Adquirir vantagem Boa Fama pelo ofício Artista - Melodia Escarlate
- Aprender as perícias Sedução e Hipnose
- Se tornar uma Popstar!

____________________________________________________



[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jugram
Civil
Civil
Jugram

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle - Página 4 4010
Data de inscrição : 24/07/2015

First Chronicle - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle - Página 4 EmptyQua 03 Fev 2016, 20:33

O público estava muito satisfeito com a apresentação. Aquele show de rua, por mais que fosse totalmente improvisado, foi um sucesso. A jovem, em uma demonstração de altruísmo, dizia que o dinheiro recebido devia ser dado para alguém que não tivesse. Ela até pensou em dar o seu próprio dinheiro para seja lá quem aparecesse, mas na sua troca de roupa acabou esquecendo de pegar o pouco dinheiro que trouxe de sua ilha. Uma criança, cujo gênero não era possível se definir, se aproximou. Estava bem suja e mal-cheirosa. Parecia viver nas ruas. Anne entregava seu chapéu para ela, que levava-o embora com um enorme sorriso na face.

Ela agora se voltava ao público. Só haviam a iluminação das ruas e a da Lua naquele momento, mas mesmo essa fraca luz parecia ser o suficiente para que todos ficassem impressionados com sua beleza.

- Meus amores, sou Anne, a Melodia Escarlate! Esse fim de semana, às dezessete horas, terá a minha primeira apresentação no Big House of Shows! Espero que possam me prestigiar lá! Contem para seus familiares e amigos, e vamos fazer essa data um dia mágico para Baterilla! Aguardo a todos lá! Beijos!!

Ela saía do local. O público batia palmas insandecidamente. Ela ia se afastando cada vez mais e a multidão ia se dissipando, ficando apenas duas figuras encapuzadas.

-Droga, eu tinha dito a ela que ia arrumar a divulgação...
-Não se preocupe. Acho que esse show acabou até nos ajudando.
-Será...?
-Quanto mais ela chamar a atenção, mais deles vão ver o show. Aí poderemos agir com mais facilidade. E será daqui dois dias, acho que ela conseguirá.
-... Certo...

Anne chegava ao quartel e se dirigia ao andar onde ficavam os dormitórios. Encontrava um que na porta estava uma placa com seu nome. Olhando nas outras portas, todas tinham placas com nomes escritos. Adentrando-o, via basicamente o mesmo que no quarto de Moira. Em sua cama estavam suas roupas usadas anteriormente nos treinos, mas agora pareciam limpas e secas.

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
anthic
Ciel Noir
Ciel Noir
anthic

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle - Página 4 10010
Feminino Data de inscrição : 29/11/2013

First Chronicle - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle - Página 4 EmptyQua 03 Fev 2016, 21:11




O anúncio havia sido um sucesso. A gratificação de ter o seu esforço, todo o trabalho duro e estresse acumulado de toda a sua vida, reconhecido por pessoas que nunca a haviam visto antes. Anne não era do tipo emotiva, se esforçava para manter uma máscara frígida que distanciava o seu verdadeiro 'eu' das pessoas. Por mais que derretesse a ruiva na cama, aquilo não era nada além de um ato - um passatempo efêmero que iria desaparecer assim que se cansasse. Levava a mão ao rosto, sentindo os lábios curvados para cima. Era um sorriso singelo, quase imperceptível. Só que essa era a verdadeira Anelisa. Por trás dessa mente maquiavélica, por trás dessa mulher manipuladora e dominante, estava uma adolescente. Que também sentia alegria e tristeza como todas as pessoas. Que também queria reconhecimento e sentia orgulho quando o conseguia.

A medida que se aproximava do quartel, o sorriso ia desaparecendo, só que as borboletas no estômago continuavam a se remexer intensamente. O frio da barriga que acontecia antes e depois de qualquer apresentação. Não queria perder aquilo nunca! Era o que a fazia querer tanto estar no palco. A adrenalina, as incertezas, a necessidade de se superar a cada momento, a cada apresentação. Essa seria a primeira de muitas que viriam no futuro e não deixaria isso escapar de suas mãos. Iria se esforçar ao máximo para que tudo desse certo. Não acreditava em Deus, em sorte, destino ou acaso. Cada um tinha a responsabilidade de fazer seu próprio caminho. E se aparecia um muro? Destrua-o!

Chegava ao seu quarto sem dificuldades, com uma placa exibindo seu nome não era difícil também. Era engraçado, ver uma placa escrito 'Anne'. Sem sobrenome, sequer o seu próprio nome estava registrado ali. Não resistia em soltar uma risada enquanto adentrava o recinto. "Se eles soubessem que sou filha da tal Claire Silverburgh... Imagino o que iam fazer... Um dia eu preciso descobrir o que aconteceu 17 anos atrás para que fizesse com que eles... Ugh..." Tinha vontade de gritar, uma raiva suprimida que parecia escalar o seu peito e querer se libertar para o mundo. Era uma órfã até alguns dias atrás. E as únicas informações que tinha eram as aparências, nomes e que eram inimigos da marinha.

Vendo as suas roupas limpas sobre sua cama, ia até elas, dobrando do seu jeito e colocando de lado. A apresentação era em dois dias, ainda não sabia quais seriam suas responsabilidades na marinha, mas queria usar esse tempo para anunciar o evento para mais pessoas e quem sabe fazer alguns marinheiros espalharem do show. E também precisava de informações sobre seus pais. Só que isso teria que esperar para um momento oportuno. Não era estúpida o suficiente para correr para um marinheiro para pesquisar duas pessoas esquecidas no tempo. Era só ligar os pontos e era estaria em sérios apuros. Já havia tomado banho antes de sair, então tirava o uniforme, e se tivesse um pijama, colocaria. Se não, ficaria com as roupas íntimas, e dormiria. "Amanhã provavelmente vão me chamar... Então melhor não ficar fazendo planos... Se não chamarem, melhor! Durmo até tarde! Hyahaha~" Com isso fecharia os olhos para se entregar à terra dos sonhos. No dia seguinte, acordando, colocaria o uniforme e se preparia para o dia.

Citação :
Posts: 19

Objetivos:
- Entrar na Marinha
- Completar 2 1 missões
- Adquirir vantagens Ambidestria e Temperamento Calmo
- Adquirir vantagem Boa Fama pelo ofício Artista - Melodia Escarlate
- Aprender as perícias Sedução e Hipnose
- Se tornar uma Popstar!

____________________________________________________



[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jugram
Civil
Civil
Jugram

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle - Página 4 4010
Data de inscrição : 24/07/2015

First Chronicle - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle - Página 4 EmptyQui 04 Fev 2016, 10:10

A jovem deitava, usando suas roupas íntimas. Virava-se de um lado para outro na cama. A emoção do show não a deixava facilmente, mas logo os seus olhos fechavam e o sono acabava a tomando por completo.

Acordava de manhã. O Sol entrando por uma janela e batendo em sua face. Mas não era isso o que a despertava e sim batidas em sua porta. Quando abrisse, veria aquele marinheiro que parecia ser conhecido por ela.
-Bom dia, soldado. Me pediram para te chamar para a distribuição de tarefas...

Se ela estivesse nua, esperaria até que ela se vestisse e depois a levaria ao térreo. Se ela estivesse vestida, só a levaria. Chegando lá, haveriam vários soldados, todos em posição de sentido diante de um enorme bárbaro.

-Atenção. Eu sou o capitão Ryoda. - Dizia em voz grave e alta. -Hoje é o primeiro dia de vários de vocês. Eu sou o responsável por esse QG e iremos distribuir as tarefas hoje. Façam uma fila e peguem os papéis com minha assistente.

Moira surgia de trás do homem, ficando ao lado dele, segurando vários papéis. Permanecia com sua falta de expressão e parecia ignorar os homens babando por ela.

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
anthic
Ciel Noir
Ciel Noir
anthic

Créditos : Zero
Warn : First Chronicle - Página 4 10010
Feminino Data de inscrição : 29/11/2013

First Chronicle - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle - Página 4 EmptyQui 04 Fev 2016, 11:29




- Já vai!! - É claro que essa seria a resposta ao escutar os sons de batida na porta. Por mais que tivesse tendências pervertidas, necessidade de dominancia e adorasse brincar com as emoções das pessoas, ainda tinha algum nível de amor próprio. Gostar de sexo e ser uma vadia eram coisas diferentes. Colocava o uniforme, demorava mais do que deveria se arrumando, ajeitando o cabelo e todas as outras coisas que mulheres fazem quando acordam. E ao abrir a porta encontrava o mesmo marinheiro que saiu de Centaurea Island com ela e achava estranhamente familiar. - Ah, tá... Lidere o caminho! - Estava de bom humor, e não era uma distribuição de tarefas cedo de manhã que iria atrapalhar isso.

Olhava para o rapaz mais uma vez, curiosa. Até que não aguentava e perguntava. - Então, eu te conheço de algum lugar? Eu lembro que te vi no navio vindo de Centaurea Island e desde lá eu acho que... Uh, sério, não lembro! Me ajuda! - Cerrava as sobrancelhas, tentando se lembrar de onde já havia visto ele. Conforme fossem chegando na distribuição de tarefas, falaria para encerrar. - Ah é! Daqui a dois dias, às 19 horas, vou me apresentar na Big House Shows! Conto com você lá, viu? - Dava um sorriso, batendo de levinho nas costas dele. - E avisa seus amigos! Vai ser o máximo, prometo!

Finalmente no térreo, via um grupo de soldados alinhados diante de um cara muito, muito grande. "Não é o meu tipo... E esses caras assim são geralmente uns trogloditas, eu gosto de carinho.. Humpf!" Aguardava na fila até ser a sua vez de pegar o papel. "Espero que essa ruiva não me coloque pra lavar banheiro... Ou pra ficar em trabalho burocrático, acho que os dois estão no mesmo nível..." Quando fosse sua vez de pegar o papel, observaria-a, curiosa, com seus olhos dourados cintilantes. Um sorriso misterioso e até mesmo apático seria o máximo que Moira tiraria dela naquele momento. Estava na hora de sofrer da 'indiferença' que ela exalava com tanto ardor. Queria a ruiva de quatro pra ela, quando quisesse. Observava os soldados ao redor, vendo o ardor em seus olhos para com a peituda. Apenas podia balançar a cabeça, desapontada. "Achei que ela foi pra cama bem fácil... Parece que na marinha só tem broxa..." Dava de ombros, quando fosse pegar o papel, e olharia para saber qual era sua tarefa.

Citação :
Posts: 20

Objetivos:
- Entrar na Marinha
- Completar 2 1 missões
- Adquirir vantagens Ambidestria e Temperamento Calmo
- Adquirir vantagem Boa Fama pelo ofício Artista - Melodia Escarlate
- Aprender as perícias Sedução e Hipnose
- Se tornar uma Popstar!

____________________________________________________



[Você precisa estar
registrado e conectado para ver esta imagem.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




First Chronicle - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: First Chronicle   First Chronicle - Página 4 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
First Chronicle
Voltar ao Topo 
Página 4 de 9Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Centaurea Island-
Ir para: