One Piece RPG
O amanhecer da Justiça XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
O amanhecer da Justiça Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 6:02

» Hey Ya!
O amanhecer da Justiça Emptypor GM.Mirutsu Hoje à(s) 2:56

» [MINI-ARTHURBRAG] COMEÇANDO UMA AVENTURA
O amanhecer da Justiça Emptypor Ryoma Hoje à(s) 2:55

» Enuma Elish
O amanhecer da Justiça Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 2:32

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
O amanhecer da Justiça Emptypor GM.Jinne Hoje à(s) 2:08

» [Ficha] Raveny Moonstar
O amanhecer da Justiça Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 1:38

» Raveny Moonstar
O amanhecer da Justiça Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 1:36

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
O amanhecer da Justiça Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 1:11

» Escuridão total sem estrelas
O amanhecer da Justiça Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 0:39

» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
O amanhecer da Justiça Emptypor Kiomaro Hoje à(s) 0:27

» Arco 5: Uma boa morte!
O amanhecer da Justiça Emptypor Kenshin Himura Ontem à(s) 23:58

» A inconsistência do Mágico
O amanhecer da Justiça Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 23:45

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
O amanhecer da Justiça Emptypor Furry Ontem à(s) 22:54

» Seasons: Road to New World
O amanhecer da Justiça Emptypor Volker Ontem à(s) 22:44

» Ain't No Rest For The Wicked
O amanhecer da Justiça Emptypor Hoyu Ontem à(s) 21:55

» I - O bêbado e o soldado
O amanhecer da Justiça Emptypor Domom Ontem à(s) 21:49

» Um novo tempo uma nova história
O amanhecer da Justiça Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 21:29

» Ruby Belmont
O amanhecer da Justiça Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:47

» Drake Fateburn
O amanhecer da Justiça Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:38

» Alipheese Fateburn
O amanhecer da Justiça Emptypor ADM.Noskire Ontem à(s) 19:10



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 O amanhecer da Justiça

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : O amanhecer da Justiça 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

O amanhecer da Justiça Empty
MensagemAssunto: O amanhecer da Justiça   O amanhecer da Justiça EmptyDom 10 Jan 2016 - 1:51

O amanhecer da Justiça

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Dazor Newgate. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dazor
Civil
Civil
Dazor

Créditos : Zero
Warn : O amanhecer da Justiça 10010
Masculino Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 24
Localização : Torino Kingdom - South Blue

O amanhecer da Justiça Empty
MensagemAssunto: 1º   O amanhecer da Justiça EmptyDom 10 Jan 2016 - 3:06


Yeah!


Os dias pacíficos para mim estavam acabando em Torino Kingdom. Era até estranho não ir direto para um árduo treino diário depois de anos acostumado a isso, mas minha forma atual era suficiente para começar minha busca por justiça. Olharia ao meu redor e gravaria na memória esta última imagem de calmaria de meu habitat e encheria meu peito com o ar da ilha que me acolheu tão bem por esse longo período, ao mesmo tempo que esticaria os braços para o alto, espreguiçando-me. Por causa dos objetivos perseguidos eu podia sentir que tempos turbulentos estavam por vir, mas isso não me amedrontava, na verdade era um estímulo a mais para minha busca. Qual seria a graça da vida se tudo fosse fácil? Um pouco de dificuldade acabaria por tornar essa estrada mais divertida. Ou não... Seguindo o famoso ditado "prepare-se para o pior e espere o melhor" à risca, o pontapé inicial de minha longa jornada seria dado.

O primeiro passo seria dirigir-me para a vila da ilha em que estava e ir atrás da tal famosa instituição intitulada "Marinha". Utilizando de minha audição privilegiada buscaria a direção da vila, já que esta seria a que pudesse ouvir mais vozes. Caso não conseguisse ouvir nada, começaria a andar e procuraria um animal amigável e perguntaria, mantendo sempre a pose e formalidade "-Olá caro amigo, eu ficaria deveras agradecido caso, por obséquio, o senhor pudesse me indicar a direção da vila.", com um sorriso formal diria, mas demonstrando boa vontade. Assim que descobrisse a direção do lugar que estava procurando, iria me dirigir a ele caminhando de forma calma e contida tentando organizar minha mente que estava inundada de pensamentos positivos, mas sem demonstrar animação e sem também perder a noção de meu redor, principalmente utilizando da audição, para identificar possíveis sons que pudessem indicar um risco para mim.

Caso conseguisse chegar até a vila, tiraria a poeira de meu sobretudo com as mãos, buscando transmitir a melhor imagem possível, e continuaria caminhando procurando agora visualmente marinheiros (já que seria fácil identificá-los por seus uniformes), um quartel-general ou mesmo um estande da Marinha. Se não encontrasse nenhum deles facilmente em minha caminhada, direcionaria meus passos para aglomerações de pessoas, pois poderia ouvir suas conversas e quem sabe encontrar informações da organização que estava procurando. Se alguém dissesse algo relacionado à localização de marinheiros ou algo do tipo, iria abordá-lo(a) tocando amigavelmente seu ombro e dizendo "-Olá, desculpe o incômodo, mas eu estava procurando uma possível base da Marinha ou até mesmo marinheiros. Você sabe me indicar onde posso encontrá-los?" Tentaria ostentar um olhar calmo e amigável para não assustar tal cidadão. Evitaria gestos bruscos e prestaria atenção na situação para não deixar detalhes do contexto passarem despercebidos. Minha esperança era a de que a reputação da instituição que estava a procurar fosse boa por estas bandas, de forma que fosse fácil concretizar minha busca.

Assim que encontrasse um agente da Marinha, seja na base ou na rua, iria perguntar tentando conter minha euforia "-Olá! Você poderia me informar onde eu poderia me alistar na Marinha? Com você eu posso fazer isso? Eu quero muito me unir a vocês!". Tentaria também não assustar tal pessoa para não ter meus planos frustrados tão facilmente. Era o início de minha jornada e começar com o pé direito seria no mínimo animador.

Histórico de Dazor:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Objetivos::
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Akuma Nikaido
Pirata
Pirata
Akuma Nikaido

Créditos : Zero
Warn : O amanhecer da Justiça 10010
Data de inscrição : 03/08/2012

O amanhecer da Justiça Empty
MensagemAssunto: Re: O amanhecer da Justiça   O amanhecer da Justiça EmptyDom 10 Jan 2016 - 15:05

Dazor era um ser um tanto quanto excêntrico. Não chegava a ser humano, pois seus traços felinos denunciavam sua metade animal. Mas estava longe de ser um leão, como seria de se supor por seus atributos marcantes. Ansiava melhorar o mundo, um desejo nobre, talvez tão nobre quanto o espírito animal que ele encarnava. Mas sabia não ser tarefa fácil. Torino Kingdom era uma ilha composta praticamente de natureza, bastante utilizada pelo Mink a seu favor durante esses árduos anos de treinamento. E agora sentia que deveria despedir-se.

Utilizando sua audição, tão privilegiada pela natureza, seguia um caminho na direção do centro da ilha. Era de lá, agora conseguia lembrar-se bem, que vinham as vozes humanas e, portanto, era de se esperar que lá fosse encontrada a civilização. Ou o mais perto que isso poderia chegar. Os habitantes de Torino, como Dazor bem pôde descobrir, cerca de meia hora mais tarde, pareciam mais selvagens que ele próprio. Conforme andava em meio aos habitantes da vila, o Mink ia bisbilhotando suas conversas enquanto procurava por algum possível marinheiro, mas, para seu infortúnio, nada via ou ouvia a respeito da informação que gostaria. Poderia passar horas andando mas nada encontraria, se assim o fizesse. Seria a fabulosa Marinha apenas um delírio ou uma peça que lhe fora pregada? Não parecia haver evidências para lhe auxiliar.

Um pouco longe de onde encontrava-se o Mink, uma pequena multidão, composta por cerca de 50 pessoas, aglomerava-se logo abaixo da árvore central. Algo deveria estar ocorrendo ali, mas, na posição em que estava, Dazor não conseguia captar bem o que acontecia. Mesmo assim, sua audição, tão apurada, ouvia algumas vozes falando. Captava algumas palavras soltas em meio ao que talvez fosse uma conversa.

- Precisamos... ajudar...preparativos... -

- Cauda... caçá-lo... -

- Ideia... pele... -

- Ataque... justiça... -

Palavras soltas essas que poderiam ter vários significados. Algumas talvez úteis a Dazor. Ou talvez fossem apenas desperdício de tempo. O que o Mink faria a seguir? Continuaria sua busca incessante por alguma informação da Marinha ou checaria o que estava acontecendo?
OFF:
 

Citação :
Dazor:

Posts: 1
EdC: 0
Ganhos: -x-
Perdas: -x-
Compulsão¹: 1/10
Compulsão²: 1/10

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dazor
Civil
Civil
Dazor

Créditos : Zero
Warn : O amanhecer da Justiça 10010
Masculino Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 24
Localização : Torino Kingdom - South Blue

O amanhecer da Justiça Empty
MensagemAssunto: 2º   O amanhecer da Justiça EmptyDom 10 Jan 2016 - 20:38


Careful


A vila estava bastante calma, para minha surpresa, entretanto, para minha infelicidade, não estava conseguindo encontrar e muito menos seguir os vestígios da Marinha. Como havia ouvido falar, tal organização era intitulada como a mantedora da paz e em um segundo de fantasia pensei "Será que se gritar por aqui que fui assaltado ou algo do tipo, Marinheiros viriam ao meu socorro e assim eu poderia me alistar? Não... isso seria muito baixo, mas é um artifício que pode ser útil em alguma hora..." No final do pensamento, quando estaria perto da multidão, conseguiria, através de minha audição aguçada, ouvir ao longe algumas palavras soltas, que para minha infelicidade não estavam diretamente relacionadas com a organização que eu buscava. "Será mesmo que não foi uma mentira que me contaram sobre essa tal 'Marinha'? Tudo bem que ouvi falar dela mais de uma vez, mas até agora nenhum rastro mínimo..." Um tom de desapontamento tomaria meu rosto nesse momento, mas segundos depois sacudiria a cabeça, renovaria os ares dos pulmões respirando fundo e estamparia em minha face uma expressão obstinada, ao mesmo tempo que pensaria "Não, vou procurar mais um pouco, não vou desistir assim de cara! Um pouco de persistência nisso é necessário."

Analisando as palavras que havia ouvido, parecia que alguém ou alguma coisa estava sendo caçada, os habitantes pareciam estar se preparando para algo. Por via das dúvidas, iria manter minha cauda escondida por baixo do sobretudo, para evitar mal-entendidos. Eu não me lembro de ter feito nada para irritar tanto assim as pessoas, então acreditava que não estavam me caçando e o que enfatizava isso era a palavra "pele" , já que minha não tinha nada de especial digno de ser citado. Mas a palavra que mais me chamou atenção foi "justiça". Será que havia algum malfeitor por aí e eles precisavam de ajuda? Esse poderia ser o início de minha aventuras, então averiguar isso poderia ser bem produtivo.

Não perderia completamente o foco de meu objetivo original, ainda buscando com a audição a palavra "Marinha" em conversas alheias, mas iria me dirigir para o cidadão que falava sobre um ataque e justiça. Me aproximaria dele olhando para os lados, caminhando devagar, como se estivesse perdido, com uma expressão de certa preocupação. Ao chegar perto, perguntaria a ele de forma que aqueles que estivessem por perto conversando também pudessem ouvir mas sem realizar alarde: "Olá senhores, como vão? Os habitantes daqui parecem preocupados e eu sou novo por essas bandas, aconteceu alguma coisa? Além do mais, vocês tem conhecimento de onde posso encontrar a Marinha? Tem um assunto importante que eu queria resolver com eles." diria com uma voz e sorriso amigáveis e escutaria com calma a resposta de meus interlocutores, tentando não esboçar expressões bruscas, por mais chocante que a história fosse, caso contada. Caso eles começassem a falar ou agir de modo suspeito, ficaria com a guarda alta e buscaria de forma sutil tomar distância de tais elementos. Se fosse mal recebido ou ignorado, me faria de desentendido e daria uma volta na grande Árvore que ficava no centro da ilha, buscando mais aglomerações de pessoas e mais informações úteis nas conversas alheias, sendo que agora me aproximaria, porém com sutileza, para entender melhor as palavras ouvidas.

Por mais remota que fosse tal possibilidade, caso encontrasse um posto da Marinha ou um Marinheiro, dirigiria-me a passos largos em sua direção e perguntaria sem muitas papas na língua "-Olá! Eu sou um grande admirador da Marinha e gostaria de me alistar. Eu posso realizar esse procedimento com você?", falaria ainda tentando conter a animação do momento. Seguiria as ordens de tal pessoa em caso afirmativo, de forma que me aproximasse do objetivo de adentrar a organização.

Histórico de Dazor:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Objetivos::
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Akuma Nikaido
Pirata
Pirata
Akuma Nikaido

Créditos : Zero
Warn : O amanhecer da Justiça 10010
Data de inscrição : 03/08/2012

O amanhecer da Justiça Empty
MensagemAssunto: Re: O amanhecer da Justiça   O amanhecer da Justiça EmptySeg 11 Jan 2016 - 11:51

Dazor, nesse instante, era a cara do desapontamento. O jovem jogara todas as suas fichas em encontrar a Marinha ali para alistar-se, mas a falta de menção à entidade deixava-o preocupado que pudesse ter sido ludibriado sobre sua existência. Somado a isso, o Mink ainda ouvia algo sobre caça e, para evitar que ele virasse o alvo, fazia questão de disfarçar sua cauda o máximo possível dentro do sobretudo.

O rei das selvas tentava manter a compostura e resolvia tentar a sorte com o homem que falara sobre justiça. Talvez não fosse exatamente o que procurava, mas já poderia ser um indício. Aproximando-se, como se estivesse perdido, certamente teria levantado muitas suspeitas pela forma como foi andando, mas todos estavam distraídos naquele instante com um discurso que, agora, o Mink poderia ouvir mais claramente.
- Juntos, somos mais fortes!! Com o coletivo, hemos de sobreviver a mais uma estação de fome!!! -

A população urrava ao fim da fala de sua líder, o que, certamente, era um barulho terrível para uma audição tão apurada como a do Mink. Parando por um momento por conta do choque sonoro, Dazor retomava sua aproximação "furtiva" e então puxava assunto com um dos homens próximos. Esse virava-se para o rapaz e, prontamente, respondia-lhe:

- A líder está prevendo mais uma estação com baixa comida para nós. Temos de estocar alimentos se quisermos sobreviver! E sobre a Marinha, converse com a chefe. Ela é a única que tem como contatá-los. -

E, em um único instante, o Mink obtinha duas respostas. Sabia agora qual o problema dos habitantes e também descobria, enfim, que a Marinha era real. Finalmente poderia se alistar? Ou ainda teria dificuldades com a etapa?
Citação :
Dazor:

Posts: 2
EdC: 0
Ganhos: -x-
Perdas: -x-
Compulsão¹: 2/10
Compulsão²: 2/10

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dazor
Civil
Civil
Dazor

Créditos : Zero
Warn : O amanhecer da Justiça 10010
Masculino Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 24
Localização : Torino Kingdom - South Blue

O amanhecer da Justiça Empty
MensagemAssunto: 3º   O amanhecer da Justiça EmptySeg 11 Jan 2016 - 16:12


Talk that Talk


Enfim era revelado o problema da ilha: escassez de comida. Realmente isso é um problema bem complicado. Comer é uma necessidade básica, a fome pode trazer o pior dos seres vivos num piscar de olhos e se a líder não conseguisse controlar a população, esta terra poderia se tornar um campo de guerra. Após um discurso de palavras fortes, um urro de confiança e credibilidade da multidão (que quase me ensurdeceu por sua força) mostrava que todos ali confiavam de verdade nas palavras que lhe eram ditas. Mas será que o futuro difícil que aquela ilha irá passar era culpa de alguém ou somente algo natural, devido ao clima ou algo do tipo? Ficar parado ali de forma alguma conseguiria respostas, por isso tive que perguntar a um dos cidadãos de lá.

Ao me aproximar e puxar conversa, nunca pensei que em uma frase eu poderia ficar tão alegre e bem informado: a Marinha realmente existia e enfim descobrira como chegar até eles! Nesse momento era difícil conter um sorriso, tanto que provavelmente eu já estaria ostentando-o sem nem mesmo perceber. Visto a gentileza do homem ao me responder, me passava a impressão que realmente aquela ilha era pacífica e deveras gentil. Tal fato colocava em dúvida minha permanência por aquelas bandas, não parecendo necessário, por enquanto, levar a justiça a ninguém por ali. "Será que eu deveria ir para outro lugar? Talvez... Mas primeiro vamos ao encontro dessa tal líder, para enfim entrar em contato com a Marinha." pensaria.

Buscaria não terminar a conversa por ali, então, ainda tentando manter um tom amigável caso meu interlocutor não tenha se despedido ou ido embora, falaria "-Entendi! A chefe parece ser uma pessoa bem influente aqui, certo? Todos parecem confiar nela! Eu gostaria de entrar em contato com a Marinha, então você poderia me dizer onde eu posso encontrá-la?", sempre tentando passar confiança em minhas palavras, já que aquela era minha real intenção. Se a conversa prosseguisse, eu escutaria com atenção as palavras do homem e as seguiria para encontrar a chefe da vila. Caso a conversa não acontecesse ou não fosse bem tratado, iria me despedir rapidamente acenando e com sutileza iria me afastar e caminharia na direção da voz que estava discursando, prestando mais atenção à medida que me aproximava de tal lugar, de forma que pudesse localizar com a audição aquela voz.

Se eu de alguma forma encontrasse a chefe da vila, iria me dirigir a ela com todo o respeito, humildade e sinceridade que fosse possível no momento, dizendo "-Olá, você é a chefe da vila? Como vai? É um prazer conhecê-la! Meu nome é Dazor Newgate e eu gostaria de me alistar na Marinha, mas me disseram que você é a única por aqui que pode entrar em contato com eles. A senhora poderia me ajudar? Se não posso encontrá-los aqui, existiria algum lugar onde eu poderia entrar em contato com eles mais facilmente?". Diria quase esboçando uma expressão facial digna dos felinos de fofura, que normalmente convence as pessoas, esperando com todas as forças uma resposta positiva. Observaria a chefe de cima a baixo, analisando seu corpo, vestes e prestando atenção em suas expressões. Essa era uma coisa que eu não poderia estragar, já que ela era minha única conexão com meu objetivo, portanto deveria ser gentil e esperar que ela simpatizasse por mim.

Histórico de Dazor:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Objetivos::
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Akuma Nikaido
Pirata
Pirata
Akuma Nikaido

Créditos : Zero
Warn : O amanhecer da Justiça 10010
Data de inscrição : 03/08/2012

O amanhecer da Justiça Empty
MensagemAssunto: Re: O amanhecer da Justiça   O amanhecer da Justiça EmptyQua 13 Jan 2016 - 8:53

A felicidade tomava conta do Mink que, com um amplo sorriso no rosto, falava novamente com o homem. O habitante tomava um certo susto ao notar os dentes afiados de Dazor, mas mantinha-se calmo, ao ver que o interlocutor apenas buscava manter mais da conversa.

- Ela foi quem fez o discurso. Se se apressar, ainda encontra ela na base da grande árvore. Se ela já tiver saído dali, procure-a na biblioteca, o maior prédio da ilha. Ela está quase sempre lá. -


E, de fato, a população começava a dispersar-se. Cada um sabia sua função e como teriam de agir para acumular comida. Lucy, a chefe, ainda encontava-se sob a árvore, conforme Dazor pôde conferir ao chegar lá. Conversava com uma criança que corria assustada ao ver o Mink aproximar-se.


- Olá, em que posso lhe ajudar, estranho? -


Lucy era bastante cordial, apesar de manter o rosto sério. Via o estrangeiro não como um amigo ou inimigo, mas uma possível fonte de ajuda ou ameaça. E, assim, ouvia a sua história.

- Entendo. De fato, eu tenho como contatar a Marinha e avisá-la de seu interesse, mas não temos marinheiros nessa ilha. Vou avisá-los de seu interesse, mas já aviso que o barco levará quase uma semana para chegar aqui, provavelmente. É livre para fazer o que quiser enquanto isso, desde que não perturbe meus cidadãos. Estamos muito atarefados atualmente. -

A líder realmente parecia saber do que falava, um alívio para Dazor. Ainda demoraria uns dias, mas, certamente, o rapaz teria seu contato com a Marinha. Seu objetivo inicial fora cumprido, mas o que faria agora durante o tempo de espera?
Citação :
Dazor:

Posts: 3
EdC: 0
Ganhos: -x-
Perdas: -x-
Compulsão¹: 3/10
Compulsão²: 3/10

OFF:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dazor
Civil
Civil
Dazor

Créditos : Zero
Warn : O amanhecer da Justiça 10010
Masculino Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 24
Localização : Torino Kingdom - South Blue

O amanhecer da Justiça Empty
MensagemAssunto: 4º   O amanhecer da Justiça EmptyQua 13 Jan 2016 - 16:59


21 Questions


Nesse encontro dois coelhos foram mortos de uma vez só: eu conseguira me encontrar com a líder da ilha e ela confirmara que podia fazer contato com os Marinheiros sobre o meu interesse. Por mais que eu tenha assustado a criança com quem ela estava conversando de forma totalmente não intencional ela ainda sim me atendeu com bastante presteza e atenção, o que me deixou com uma ótima impressão de sua pessoa. Mesmo não me conhecendo, no nosso primeiro encontro ela já iria me ajudar de bom grado com o que eu havia pedido. Em dias que o mal anda à solta tal atitude me deixava impressionado. "Ela foi muito legal comigo..." Pensaria ao final de suas palavras, "Mas mesmo assim não parece que poderei progredir em minha busca pela justiça ficando aqui."

Ainda buscando não finalizar nossa conversa e depois de pensar um pouco sobre o que fora me dito, eu diria com palavras firmes e sinceras, além de buscar esboçar humildade com a expressão facial "-Senhora Líder da Ilha, qual seu nome?" Esperaria ela me responder e então diria "-Eu gostaria de agradecer pela sua atenção e carinho pelo meu pedido, mesmo eu sendo um completo estranho para você. Mas eu me sentiria muito mal se você se sentisse responsável por mim em tempos que seu povo precisa muito mais de sua atenção. Eu ouvi falar há muito tempo atrás de uma ilha que fica perto da entrada de uma grande linha, seja lá o que isso for. Soube que lá tem uma cidade grande e então eu provavelmente iria encontrar a Marinha por lá. Eu queria combinar com a senhora o seguinte: se eu ajudar vocês de algum jeito nesses tempos difíceis no que vocês precisarem, você poderia arrumar um jeito de eu chegar nessa outra ilha, avisando os marinheiros de minha chegada, por favor? Sei que na hora do aperto uma mão a mais é sempre bem-vinda, então gostaria de ajudar no que puder! Eu ficaria envergonhado de receber ajuda e não retribuir, então peço que você pense com carinho e que, por favor, aceite minha proposta!" Diria de modo amistoso, de forma que demonstrasse o quanto eu gostaria que ela aceitasse tal proposta. Caso ela tentasse recusar ou esboçasse um expressão negativa, pensando eu não aceitar, eu, no mesmo momento, iria ficar de joelhos e prestaria reverência a ela com as mãos e cabeça no chão e diria "-Eu sei que você é uma boa pessoa, por favor eu peço com vigor que aceite minha proposta!" E ficaria assim, repetindo tais palavras, até ela aceitar ou sair, me ignorando. Caso ela aceitasse, diria com intensidade "-Obrigado, senhora! Você é uma ótima pessoa! Tem a minha mais pura gratidão! Em que eu poderia ser útil?", caso contrário, continuaria a insistir naquela posição de inferioridade, para que ela compreenda a força de meu desejo em ajudar e ser ajudado.

Se ela aceitasse meu pedido, eu ouviria o que ela teria a dizer com atenção e depois sairia daquele local antes de continuar qualquer tarefa. Uma vontade incrível surgia dentro de mim e eu tinha que supri-la de alguma forma naquele momento. E então, me afastando um pouco de onde estava e buscando não chamar tanta atenção, eu iria buscar alguma pedra no chão, algum metal ou um material duro que eu conseguisse carregar com as mãos e esfregaria minhas garras no objeto, de modo que tentasse afiá-las. Iria também pegá-lo e passar com intensidade em meus dentes, com o mesmo objetivo. Depois de alguns minutos realizando isso para minha vontade diminuir, iria voltar a me concentrar em minha situação atual, já que de qualquer forma eu deveria agir!



Histórico de Dazor:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Objetivos::
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Akuma Nikaido
Pirata
Pirata
Akuma Nikaido

Créditos : Zero
Warn : O amanhecer da Justiça 10010
Data de inscrição : 03/08/2012

O amanhecer da Justiça Empty
MensagemAssunto: Re: O amanhecer da Justiça   O amanhecer da Justiça EmptyQui 14 Jan 2016 - 11:24

Dazor sentia-se grato por estar diante de alguém tão gentil e bondosa como a líder daquela vila e, após ficar sabendo seu nome, o Mink pedia para que Lucy o usasse de alguma forma para auxiliar a vila.

- Lucy é o meu nome. E se quiser ser útil, é sempre bem-vindo. Seria tolice minha desperdiçar mão-de-obra quando toda ajuda é necessária. -


A mulher saía andando e, com um aceno, pedia a Dazor que a seguisse. Andavam até chegar em uma construção. Era um prédio retangular, não muito grande, mas quase tanto quanto a biblioteca da vila. Ao adentrarem o prédio, o felino notou várias prateleiras, algumas repletas dos mais variados tipos de alimentos, mas a maioria vazia.


- Como pode ver, estamos longe de nossa capacidade máxima de estocagem. E precisamos manter próximo da lotação máxima, ou teremos problemas. A casa que fica aqui ao lado é do açougueiro. Traga o máximo de comida que puder para cá, preferencialmente carne e ovos. Frutas e vegetais estragam muito rápido, mas podemos conservar melhor esses outros alimentos. Quanto mais carne trouxer, melhor. Especialmente se a carne for mais nutritiva. Existe uma espécime de pássaro que habita o topo dessa árvore capaz de nos alimentar por vários dias. Se conseguisse trazer um ou dois deles para cá, seria perfeito. Até sua pele e penas podemos usar. Vou informar a Marinha de que eles possuem um candidato para ingresso. Quando chegarem aqui, lhe informarei novamente. Obrigada pela ajuda. -


E, dizendo isso, a regente afastava-se. Assim como Dazor, que, imediatamente, corria para a entrada da floresta, onde utilizava uma pedra para afiar suas garras e dentes. Um ótimo preparo para o serviço que arrumara. Não muito digno, ser um matador, mas, ainda assim, um jeito de pagar pelos favores que conseguira.
Citação :
Dazor:

Posts: 4
EdC: 0
Ganhos: -x-
Perdas: -x-
Compulsão¹: 0/10
Compulsão²: 4/10


____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dazor
Civil
Civil
Dazor

Créditos : Zero
Warn : O amanhecer da Justiça 10010
Masculino Data de inscrição : 25/03/2015
Idade : 24
Localização : Torino Kingdom - South Blue

O amanhecer da Justiça Empty
MensagemAssunto: 5º   O amanhecer da Justiça EmptyQui 14 Jan 2016 - 17:41


I Know What You Want


Os ventos eram favoráveis aos meus planos já que conseguira combinar com a líder da vila um modo de de ajudá-los, em retribuição aos favores que iria receber. Num momento de rara desconfiança, pensaria "Mas... e se ela estiver simplesmente me enganando para que eu consiga comida para seu povo? Tudo bem que nossa relação foi de cordialidade, mas essa possibilidade não é inexistente... Fazer o que? Eu não tenho chances melhores atualmente, então ao menos ajudar esse povo, eu vou!", completaria o pensamento já caminhando em direção da enorme árvore.

Já naquele momento inicial, daria uma bela olhada naquela bela obra da natureza, analisando-a de baixo para cima, buscando detalhes, modos de subir e também buscando localizar onde as aves a serem caçadas poderiam estar. Em relação aos seres que eu tinha de encontrar, buscaria, olhando para o céu, identificá-los, já que para alimentar uma vila toda eles não deveriam ser pequenos e tentaria aprender um pouco sobre seu voo, sobre o modo que pousam e também, quem sabe, algo sobre sua relação com os semelhantes. Lucy havia me sugerido caçar uma dessas aves que são amplamente aproveitadas na ilha, mas não deu mais nenhum detalhe sobre elas. Nesse momento eu pararia minha caminhada e pensaria, com uma expressão pensativa escorando uma mão em meu queixo "Espera aí... Como o risco é proporcional ao lucro, o mais provável é que caçar esses pássaros seja difícil e perigoso, portanto, creio que seria melhor começar conseguindo comida aqui embaixo mesmo". Pelo fato da ilha ter uma cobertura florestal muito grande, o mais provável é que ainda haviam muitos animais por aí a serem caçados, então seria melhor começar por eles, recorrendo aos monstros voadores somente se minha busca térrea for falha.

Me dirigiria, então, direto para a floresta a passos largos, observando com atenção o ambiente, atento a possíveis seres que poderiam aparecer. Procuraria por todo tipo de animal ali, mas focando os mais amigáveis e inofensivos. Para estes, tentaria me aproximar com uma expressão amigável, mas mantendo uma postura bem ereta, ostentando um olhar nobre, dizendo sempre que encontrasse um "amigo", "-Olá, meu caro amigo! Não precisa se preocupar, não estou aqui para ludibriar-te!". Caso ele não fugisse e viesse ao meu encontro, diria com um tom de voz que buscava misturar seriedade e amizade. "Vossa senhoria poderia ajudar-me? Eu gostaria, por obséquio, que dissesse a mim, caso tenha ciência, onde eu poderia localizar algum animal grande e mau. Eu, o rei... quero dizer, Dazor, irei levar a justiça a ele, caçando-o para que possa ser útil na alimentação da vila, que está expressamente necessitada! O senhor(a) poderia auxiliar-me?". Se ele pudesse me ajudar, escutaria tudo o que tivesse parar falar, ostentando pompa, com a postura bem ereta e o peito quase que inflado. Se uma localização fosse dada, me dirigiria a ela sem pensar duas vezes, mas buscando ser furtivo para não assustar minha presa. Caso conseguisse ver um animal grande e realizando maldades, buscaria furtivamente um esconderijo e iria observá-lo buscando quaisquer tipos de detalhes, possíveis fraquezas, pontos expostos, seu modo de atacar, ou seja, qualquer tipo de informação útil que me ajude a abatê-lo. Eu iria andar pela floresta buscando por essas duas situações, ou até que me canse de andar sem ter nenhum progresso em minha busca ou se mais de uma animal me falasse que não seria feliz no que estava procurando, voltando, assim, para a vila.

Histórico de Dazor:
 

OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Objetivos::
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




O amanhecer da Justiça Empty
MensagemAssunto: Re: O amanhecer da Justiça   O amanhecer da Justiça Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O amanhecer da Justiça
Voltar ao Topo 
Página 1 de 3Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Torino Kingdom-
Ir para: