One Piece RPG
Aquilo que corre em suas veias será seu fim. XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Os 12 Escolhidos, O Filme
Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Emptypor Fran B. Air Hoje à(s) 5:24

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Emptypor Wesker Hoje à(s) 3:53

» Jade Blair
Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Emptypor Kylo Hoje à(s) 3:42

» Seasons: Road to New World
Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Emptypor Ravenborn Hoje à(s) 2:26

» The Victory Promise
Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Emptypor Akise Hoje à(s) 0:33

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Emptypor Fukai Hoje à(s) 0:27

» Kit Phil Magestic
Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 22:25

» 10º Capítulo - Parabellum!
Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Emptypor Marciano Ontem à(s) 22:12

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Emptypor Achiles Ontem à(s) 21:59

» II - Growing Bonds
Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Emptypor War Ontem à(s) 21:36

» Xeque - Mate - Parte 1
Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Emptypor Ceji Ontem à(s) 21:20

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Emptypor Fran B. Air Ontem à(s) 19:58

» Livro Um - Atitudes que dão poder
Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Emptypor Quazer Satiel Ontem à(s) 18:28

» Galeria Infernal do Baskerville
Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Emptypor Blum Ontem à(s) 18:16

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Emptypor Blum Ontem à(s) 17:48

» Hey Ya!
Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 17:25

» Blackjack Baskerville
Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Emptypor Baskerville Ontem à(s) 17:21

» Cap. 2 - The Enemy Within
Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 16:07

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Emptypor Skÿller Ontem à(s) 16:07

» Mini-Aventura
Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Emptypor Akaza Ontem à(s) 16:03



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Aquilo que corre em suas veias será seu fim.

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 62
Warn : Aquilo que corre em suas veias será seu fim. 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Empty
MensagemAssunto: Aquilo que corre em suas veias será seu fim.   Aquilo que corre em suas veias será seu fim. EmptySex 8 Jan 2016 - 21:52

Aquilo que corre em suas veias será seu fim.

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Sagashiteru. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sagashi
Revolucionário
Revolucionário
Sagashi

Créditos : 3
Warn : Aquilo que corre em suas veias será seu fim. 3010
Masculino Data de inscrição : 17/01/2014
Idade : 18

Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Empty
MensagemAssunto: Re: Aquilo que corre em suas veias será seu fim.   Aquilo que corre em suas veias será seu fim. EmptyQui 14 Jan 2016 - 19:30

A CARTA

Aquela carta, aquela caligrafia que demonstrava claramente que foi escrito às pressas e bem forte, como se a mão do autor fosse a de um gigante: a carta só poderia ser vinda do meu pai. E aquele "PS" que tanto me chocava com belas palavras nunca dirigidas diretamente à mim, com uma doce e calma caligrafia de uma pessoa que claramente não era hiperativa, era quase certo de que era a minha mãe. Mas por que uma carta é escrita por duas pessoas, assim, e depois somem? Não fazia o menor sentido, pelo menos para mim, Sagashiteru, que não conseguia nem sequer esboçar uma expressão facial em relação à isso. Para mim tudo era confuso, porque em todas as situações da minha vida eu só raciocinava e dava certo, mas agora, não poderia mais raciocinar, porque nada se encaixava direito na minha mente. A última coisa que eu me lembro e que realmente me marcou era o fato de me deixarem sozinho e casa, quitarem todas as contas e simplesmente desaparecerem depois. Será que sabiam que iriam sumir? Talvez tenham me abandonado por ter feito algo de errado, mas, o que eu poderia ter feito de errado? Outra, me jogaram logo no dia em  que eu me sentia um adulto independente dos pais, logo no dia em que eu finalmente poderia "virar homem", como a sociedade costuma dizer. "Bom, chorar vai adiantar algo? Não. Também não adianta reclamar. Agora que sumiram, eu deveria agir como uma pessoa responsável, fazendo minhas próprias coisas sem atrasar minha vida por causa do acontecimento.

Embora confuso, continuava tranquilo, porque desde pequeno já tinha uma certa "afinidade especial com a paciência". Sempre tive esse temperamento calmo e essa postura de macho, com meu semblante sempre sério e centrado. Claro, o que esperar do filho de um marinheiro de alta patente? Tenho de agradecer aos meus pais pela a minha força e minha inteligência. Deixando meu passado para trás, num ato único, piscaria os olhos e chacoalharia minha própria cabeça, tentando me esquecer do assunto. Claramente era o início de uma nova vida, portanto, deixaria todo o passado para trás e recomeçaria, como se fosse uma fênix ressurgindo das cinzas. Sairia de minha casa, que eu provavelmente estaria, depois de ter "acordado de um pesadelo sem fim". Seguiria fielmente meus instintos e andaria em direção à um quartel general marinheiro, sempre tentando descobrir qualquer informação sobre meus pais. Caso venha a me encontrar com um atendente do quartel, apenas manteria minha postura e olharia fixamente em seus olhos, perguntando: - Meu nome é Sagashiteru. Silverlight Sagashiteru. Meu pai era de uma patente alta e foi para a Grand Line, não lembro exatamente qual, mas depois de ir, nunca mais o vi novamente, e recebi uma carta dele. Tem alguma informação dele? - Tendo fé numa resposta viável. Caso eu receba (ou não) a resposta, todavia, limparia minha garganta e diria, com os lábios tremendo: - Pois bem, g-gostaria de me tornar um marinheiro, meu senhor(a). - E aguardaria por uma resposta. Caso algo aparecesse em minha frente antes de eu chegar no QG, apenas analisaria a situação e evitaria brigas e/ou conflitos desagradáveis antes de ter um plano em mente. Em todos os casos e possíveis casos, eu apenas não iria querer me deixar levar por nada sem pensar antes.



OFF: Primeiro post é sempre o pior, os outros eu melhoro. Vamos lá, boa aventura ^^

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Meu amor:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : Aquilo que corre em suas veias será seu fim. 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Empty
MensagemAssunto: Re: Aquilo que corre em suas veias será seu fim.   Aquilo que corre em suas veias será seu fim. EmptyQui 14 Jan 2016 - 23:04

~~ Narração ~~


Era um dia como outro qualquer para os trabalhadores, agricultores, donas de casa e crianças que na rua brincavam, porém para Silverlight não era um dia banal, pois tinha decidido entrar para a marinha. O sol era o de sempre pelo fato da primavera predominar na ilha, o vento assoprava levemente enquanto o jovem caminhava sobre as ruas do porto das muralhas. Sagashiteru procurava por um quartel para se alistar, mas Dawn Island não tinha quartel e isso seria talvez um empecilho para o filho de um marinheiro.

Enquanto ele peregrinava sobre os tijolos pigmentados de algumas cores, via apenas estabelecimentos, trabalhadores, alguns viajantes e a imensa muralha que cobria as laterais do porto. Era o local mais movimentado da região, pois o restante era mais plantações e pequenas régios com aldeias. Outras ilhas tinham QG e Silver teria que sair de sua terra natal para seguir rumo ao alistamento e achar sua família. O porto tinha viajantes, talvez encontrasse alguém lá, mas será que lhe dariam alguma carona para próxima ilha? Poderia tentar e quem sabe não fosse seu dia de sorte!


Histórico:
 


OFF:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 


Última edição por Marciano em Sex 15 Jan 2016 - 23:27, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sagashi
Revolucionário
Revolucionário
Sagashi

Créditos : 3
Warn : Aquilo que corre em suas veias será seu fim. 3010
Masculino Data de inscrição : 17/01/2014
Idade : 18

Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Empty
MensagemAssunto: Re: Aquilo que corre em suas veias será seu fim.   Aquilo que corre em suas veias será seu fim. EmptySex 15 Jan 2016 - 20:52

QUARTEL-GENERAL

Se eu fosse arriscar a minha posição atual, eu diria que estava no centro de Dawn Island, minha terra natal. Pelo o que eu me lembro, eu nunca tinha usado uma bússola na minha infância, muito menos agora, até porque não tinha certeza do dinheiro que uma bússola valeria. Eu estaria incomodado, se não fosse a primavera que eu tanto adorava. Para mim, Dawn Island era perfeito por causa desse clima agradável, em que há vida crescente primaveril, digo, vida florida. Francamente, odiaria ter que viver num calor infernal do verão, com pessoas suando e piscinas mijadas como sempre costumava ver quando meu pai me levava para "praticar natação", mesmo nunca gostando de tal arte. Dizem que um verdadeiro marinheiro é aquele que caça tubarões com as próprias mãos e entra nas águas mais perigosas, mas pegar uma doença em águas infantis é outra história, tenho que dizer.

Peregrinando pelo centro, eu tinha uma leve impressão de que alguma coisa estava errada. Alguma coisa estava diferente do curso normal, mas eu não conseguia lembrar o...!!! "Tsh! Esqueci, droga!" - Não levaria muito tempo para que eu percebesse que em Dawn Island NÃO tinha um quartel-general. Esquecer algo tão óbvio e tão conhecido pelas pessoas chegava a ser vergonhoso para mim, mas tentaria manter a cabeça fria e sem demonstrar meu esquecimento para as pessoas que estivessem a minha volta, isto é, se tivesse alguém a pelo menos dois metros de distância de mim. Todavia, enfiaria as mãos nos bolsos para procurar algum dinheiro, e se eu estiver certo, deve conter uns cinquenta mil berry. Aquele porto era a melhor opção para mim, porque o que eu mais queria era um quartel. Queria encontrar meus pais a todo custo, embora talvez isso não fosse possível. Colocando o pessimismo de lado e estufando meu peito, caminharia com a postura reta e com os largos ombros em direção ao posto, colocando minhas mãos nos bolsos para não mostrar o quão grande elas eram para as pessoas. Procuraria por alguém que estaria cortando cordas ou que estaria usando roupas brancas e azuis, porque, é claro, isso era muito comum em ver em marinheiros ou navegadores.

Me aproximaria de tal ser, caso o encontrasse. Tentaria parecer o menos ameaçador possível, porém parecer uma pessoa séria, para que o "marinheiro" não me considerasse uma pessoa hostil, muito menos uma pessoa com fraquezas. Fui filho de um marinheiro, sei muito bem como isso funciona. Eu não tentaria relutar contra as vontades do marinheiro, dependendo das vontades, é claro. Diria, da forma mais calma possível: - Boa tarde, meu nome é Sagashiteru. Gostaria de pegar um navio para Loguetown, bom senhor(a). Há algum custo? Se não, por favor, me leve para lá. Digamos que adoraria ser alguém na vida. - E evitaria de dar sorrisos desnecessários. Só sorriria com uma piada do marinheiro ou alguma frase que ele tentaria ser engraçado. No entanto, se em algum momento ele dissesse "não", sem sugerir um preço antes, eu insistiria à ele. Se fosse "não" de novo, daria um sorriso de meia-boca e diria: - Resolvamos isso de forma justa, cavalheiro. Ficaria feliz em executar um duelo de flexões convosco. Quem fizer mais, vence. - Diria sem mostrar as mãos em segundo algum. Apenas mostraria as mãos quando o acordo fosse fechado, para que ele não percebesse minha força. Caso ele aceitasse, começaria fazendo flexões com as duas mãos, prendendo a respiração e soltando na hora de subir meu corpo, para ter a melhor constituição possível para o caso. Agora, se ele dissesse "não" para isso também, insistiria. Se nada desse certo, olharia o ser de pés à cabeça, prestando atenção em todas as suas características e roupas. Deduziria sobre sua vida.

Agora, se ele me deixasse embarcar, bem, subiria à bordo, tirando as mãos dos bolsos em seguida. Se custasse algo que estivesse dentro do meu orçamento, pagaria. Se custasse fora do meu orçamento, pediria por um desconto, alegando se tornar um futuro marinheiro. Se ele ainda não permitisse minha entrada, sairia de lá e vagaria pelas ruas de Dawn Island, em busca de uma loja de armas, para que eu possa preparar uma soqueira para mim antes de fazer qualquer coisa estúpida. De forma geral, me sentia contente em tomar uma atitude em relação ao desaparecimento de meus pais, claro, porque me sentia responsável e consciente de meus atos.



OFF: Esqueci que Dawn não tinha porto face palm 2 sou um menino muito sagaz

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Meu amor:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : Aquilo que corre em suas veias será seu fim. 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Empty
MensagemAssunto: Re: Aquilo que corre em suas veias será seu fim.   Aquilo que corre em suas veias será seu fim. EmptySex 15 Jan 2016 - 23:26

~~ Narração ~~


O jovem Saga tinha se lembrando que em sua terra natal não havia quartel da marinha, até um pouco constrangido parecia ficar. Ao colocar as mãos nos bolsos contava seus berris, mas era realmente apenas uns trocados. Ao decidir caminhar até o porto após se motivar, começava a caminhar e não demorava muito para chegar ao local. Aquele porto possuía muitos trabalhadores, mas também tinha aqueles que queriam ganhar a vida fácil, os famosos vagabundos, ficavam sentados com algumas placas vendendo ou comprando mercadorias. Lá tinha um navio da marinha parecia estar prestes a sair, Sagashiteru abordava um dos soldados mais experiente e puxava um diálogo com o homem, mostrando educação.

O marine ouvia e analisava o homem dos pés à cabeça até responder. – Esse navio é apenas para marinheiros, não pode conter tripulantes qualquer e o navio está indo para Conomi! Que bom que quer ser alguém na vida boa sorte. Terminava de responder e estava prestes a dar as costas, mas Silverlight insistia ao ponto de desafiar o marine que lhe olhava pensando, ‘se é louco cara? ’ Soltava um suspiro e respondia educadamente pelo fato de Saga ter sido com ele. – Poxa cara, infelizmente não posso, estamos com a carga atrasada, agora tenho que ir até mais! Ele subia a rampa adentrando no navio. Saga estava realmente sem sorte, pois não tinha como entrar no navio, talvez até tivesse, poderia tentar entrar escondido, mas se fosse pego seria preso, para ele que pensa ser marinheiro seria muita tolice. Um dos homens que estava sentado em uma cadeira de madeira ouvia a conversa e falava com Silverlight. – Ei psiu... quer ir para loguetown, posso te arranjar uma carona! Mas tem que rolar uma grana, o que acha? Ele terminava de falar ao olhar para os lados como se estivesse escondendo algo, ele usava roupas marrons e botas de cowboy junto de seu chapéu a moda antiga. Ele era um dos homens vida fácil ou melhor dizendo, vagabundo. O que o jovem de madeixas claras faria a seguir?


Histórico:
 


OFF:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sagashi
Revolucionário
Revolucionário
Sagashi

Créditos : 3
Warn : Aquilo que corre em suas veias será seu fim. 3010
Masculino Data de inscrição : 17/01/2014
Idade : 18

Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Empty
MensagemAssunto: Re: Aquilo que corre em suas veias será seu fim.   Aquilo que corre em suas veias será seu fim. EmptySab 16 Jan 2016 - 21:37

TOMADA DE DECISÃO

Não, eu não seria louco o suficiente para entrar num navio no qual eu não tinha permissão. Por mim, eu iria andando até Loguetown, o que é, teoricamente, impossível de ser feito. Praticamente sim, pode, mas eu teria de ser um monstro aquático, um tritão, um robô gigante com pernas, coisa que eu não sou, e mesmo assim, teria de nadar, e não andar. Eu não estava frustrado, porque era apenas um dos milhares de navios que eu poderia pegar para transporte, portanto, bastava procurar por outro navio. No entanto, era isso o que eu temia: Pegar um navio que não me levasse à ilhas, mas sim à morte. Um homem que vestia botas e roupas marrons, junto com seu chapéu oldschool, ofereceu-me uma viagem de ida para Loguetown. Nunca comentou sobre a volta. Se eu confiava nele? Bobagem, quero estar vivo pelo menos até ser um marinheiro. Claro, um homem de verdade arriscaria seu pescoço para ter o que quer, mas um homem sábio sabe que o que ele quer, ganhará, cedo ou tarde, tarde mas não nunca. Olharia o homem fixamente no chapéu, não nos olhos, porque os olhos ele pode esconder, o chapéu não. Usaria dessa minha visão todo o espaço que eu tinha, para fingir que não estaria analisando, porém, estando. "Botas marrons, provavelmente de couro. Com apenas um pano, pode limpar manchas de sangue sem dificuldade, e com um rasgo, fingir que não é dele. Não tenho certeza da rigidez da sola, mas, se for uma bota comum, um pisão com força pode quebrar um osso, dependendo do local desferido. Um chapéu à moda antiga, não é de costume ver alguém andando por aí com isso, mas toda a atenção trazida pelo chapéu pode ser anulada com as roupas marrons, provavelmente pode ser confundido com um xerife ou um mendigo, logo, as pessoas podem ver que ele está usando roupas normais para sua classe. Dentro das roupas pode ter armas, e se ele tem um barco e esconde isso, o barco foi roubado ou comprado ilegalmente. Se tem algum custo, ou ele é um aproveitador ou ele lucra levando as pessoas para os locais. Mas se ele lucra levando à todos, não há o porquê dele ter feito esse "psiu". Acho que minha decisão está mais do que clara." - Colocaria as mãos nos bolsos e curvaria minha coluna, levantando-me logo em seguida, como sinal de respeito ao homem, embora nunca tivesse visto o mesmo na vida.

- Muito obrigado, porém não. Agradeço à vossa gentileza, mas há de mim procurar por um amigo. Receio que ele esteja me esperando longe daqui, tentei fugir dele, mas não pude, porque a carga do honesto marinheiro estava atrasada. Bom dia ao senhor. - E me retiraria dali, virando de costas, na esperança de que ele não me atacasse. Caso me atacasse pelas costas e eu acabasse percebendo antes do golpe ser desferido, tentaria curvar minha coluna, jogar meu corpo para a esquerda e com a mão direita desferir um potente soco em seu queixo, na parte esquerda na mandíbula do homem, automaticamente erguerdo a outra mão (esquerda) para um direto em seu nariz, tentando acertar a parte cartilaginosa do mesmo. Recuaria e tentaria me desviar de seus golpes com a arma/mão utilizada. Claro, eu só faria isso caso ele me atacasse DE VERDADE, não faria se fosse só um tapa nas costas ou algo assim. Agora, se ele sacasse uma arma, errasse o tiro e eu percebesse, na maior velocidade possível, aplicaria uma cotovelada com o braço direito, visando atingir seu rosto e dando espaço para que, com a outra mão, eu retirasse a arma de seu corpo. Recuaria e jogaria a arma para longe, começando um verdadeiro duelo corpo-a-corpo, com a vantagem de boxeador obtida por mim.

Porém, se ele não fizesse nada e apenas me deixasse ir embora, eu sairia, andando calmamente em busca de uma loja de armas. Pensaria sobre como eu iria acabar indo para Loguetown e na minha futura patente de marinheiro, sendo honrado e respeitado por todos, embora esse pensamento fosse um tanto precipitado. Chegaria na loja, se houvesse uma, e adentraria ela, com os trocados nos bolsos. Procuraria por um possível vendedor e encaminharia minha palavra à ele: - Tens, vossa senhoria, uma soqueira? - Sem dizer o por quê de querer comprar uma. Temia que alguém fosse suspeitar de eu ser um pirata e acabasse reunindo pessoas para me confrontar, me batendo sem motivos. Se o vendedor tivesse soqueiras, forçaria um sorriso e pediria por uma, diminuindo o sorriso forçado logo depois. Se a arma estivesse com o preço dentro de meu orçamento, claro, pagaria pela arma e colocaria em mãos, colocando as mesmas nos bolsos para que a população não as veja. Se eu não tivesse dinheiro o suficiente, bem, suplicaria por um desconto. Se ele desse, pegaria a arma, se não, não. De qualquer maneira, me contentaria com a minha situação atual e sairia da loja. Assim que eu saísse, procuraria por portos que não fossem daquele rapaz de vestimentas marrons. E se eu encontrasse, perguntaria para onde o navio vai. Se fosse à Loguetown, iria embarcar. Se custasse algo e eu não tivesse dinheiro, sairia chateado do local e procuraria por algum marinheiro. Procuraria, perguntando para as pessoas, a fim de encontrar um. Se eu o encontrasse, diria: - Por favor, por gentileza, poderia me indicar um navio que saísse daqui e fosse para Loguetown? - Mantendo a cabeça fria, embora a situação fosse bem exaustiva para mim. Agora, no entanto, se no momento que eu encontrasse um navio para Loguetown e não custasse nada, embarcaria nele e não tentaria me socializar muito com possíveis pessoas dentro dele.



OFF: Tantas coisas pra fazer, tenho receio de fazer algumas e frustrações por não ter feito outras Aquilo que corre em suas veias será seu fim. 3551987972

Objetivos escreveu:

() Ir para Loguetown-East Blue
() Comprar uma soqueira
() Aprender uma perícia (irei decidir qual é no próximo post)
() Me alistar na marinha
() Completar uma missão da mesma

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Meu amor:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : Aquilo que corre em suas veias será seu fim. 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Empty
MensagemAssunto: Re: Aquilo que corre em suas veias será seu fim.   Aquilo que corre em suas veias será seu fim. EmptyDom 17 Jan 2016 - 23:42

~~ Narração ~~


O jovem gênio Sagashiteru analisava bem a situação, designava sua mente a raciocinar a proposta do homem desconhecido com vestes estilo à moda antiga. Silver respondia de forma muito educada e o homem continuava quieto no seu lugar, após isso o jovem se vira e começava a caminhar para longe dali, mas quando menos percebeu dois homens um de cada lado lhe cobriam com um saco feito de couro, tentar rasga-lo ou fugir era algo muito difícil.

Se passavam algumas horas e o sol que antes brilhava trocava de lugar com a lua, que por sua vez trazia a iluminação em seu turno... não só a lua, mas como os milhares de estrelas formando pontilhados sobre o vasto céu da noite. Saga abria vagarosamente seus olhos e percebia estar sentado próximo da borda do navio, mas talvez ele se perguntasse que navio? Alguns homens tocavam violão e cantavam próximo do mastro, mas a distância fazia o jovem não entender bem a cantoria. Um dos homens percebia que o jovem estava consciente e que se colocava de pé, começava a caminhar até Silver e dialogava. – Acordou garoto? HEHEHEHE, aproveite a viajem, pois chegaremos em breve na ilha de Loguetown. O homem terminava de falar enquanto se virava e tomava mais um gole de sua cachaça, pelo forte odor que saia de sua boca o jovem de madeixas brancas presumia a bebida alcoólica. – Há... O chefe quer falar com você na cabina é logo ali, seja educado o velho gosta dessas baboseiras. HEHEHEH! Terminava de proferir e voltava a cantar com seus colegas. O jovem gênio percebia a cabina após o homem ter apontado e ao seguir o caminho via a porta fechada, após bater o homem mandava entrar.

Poderia perceber uma grande cabine e algumas cabeças de ursos penduradas, tapete pele de onça em baixo da mesa de madeira robusta e um homem sentado atrás em sua cadeira. – Hóh... boa noite meu caro rapaz! Como está se sentindo? Espero que meus homens não tenham sido rudes com você! Me chamo Faileng e tenho certeza que queres saber onde está? Você está no navio Presas Branca, um navio de caçadores... um de meus homens me disse que você quer se alistar na marinha, não é verdade? Nós estamos navegando até Loguetown e caso queira se alistar lá existe um quartel... mas terá que seguir algumas ordens para pagar sua viajem! Ele terminava de falar enquanto mexia em uma pistola como se estivesse limpando-a e sentir prazer em tal feito, possuía cabelos, sobrancelhas e barba brancas.


Posts até Loguetown 01/04


Informações:
 


Histórico:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sagashi
Revolucionário
Revolucionário
Sagashi

Créditos : 3
Warn : Aquilo que corre em suas veias será seu fim. 3010
Masculino Data de inscrição : 17/01/2014
Idade : 18

Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Empty
MensagemAssunto: Re: Aquilo que corre em suas veias será seu fim.   Aquilo que corre em suas veias será seu fim. EmptySeg 18 Jan 2016 - 21:35

SEQUESTRO OU AJUDA?

Meu coração pulou para fora de boca quando soube que estava na borda de um navio. Embora eu tivesse certeza de que tinha sido orientado a falar com o capitão do navio, eu ainda estaria em choque e com a mente em outro lugar, seguindo, assim, roboticamente às ordens. O fato da lua estar tomando o lugar do sol na minha vista, me provava que estava de noite, também provava que me mantinham apagado o tempo todo, porque da última vez que olhei para cima, vi clareza, mas do tipo que não precisava de estrelas para ter total dela. Todavia, manteria-me calmo, porque era nesse tipo de situação que eu deveria estar. Chegando ao local indicado, me encontrava dentro de um tipo de lugar condecorado, sim, isso mesmo. Parecia que haviam dado todos os créditos adquiridos em aventuras naquele lugar: Haviam cabeças de ursos nas paredes e um tapete de onça. O homem atrás da mesa parecia ser dono de tudo aquilo, e me levava à pensar se eram realmente caçadores de animais ou de seres humanos. Afinal, não se leva uma pistola daquelas para caçar animais irracionais, ainda mais ursos e tigres. Fazer uma pergunta em relação à isso era uma faca de dois gumes, porque eu podia tanto me dar mal quanto me dar bem. Ele podia dizer que eram de humanos e logo em seguida atirar em meu rosto, ou então de animais e logo em seguida me dar uma roupa de couro animal, bem, isso dependeria do velho. O mesmo havia me dito que, para que eu possa pagar a viagem, eu deveria seguir algumas ordens. No entanto, quantas ordens seriam? Quais seriam? Isso me deixava um tanto indeciso, porque se eu dissesse sim, ele faria o que quiser comigo, se eu dissesse não, eu me tornava um pirata por não concordar em pagar algo já feito, e seria motivo de me matar, visto que era um caçador, embora eu não tivesse certeza do que caçasse. Bom, era mais sensato aceitar tal proposta. Outra, ele não parecia ser do tipo de velho que matasse sem piedade.

- Uma imaculada obra de arte, devo dizer. - Desviaria o assunto para as cabeças e o tapete antes de dar minha palavra final. - Presumo que devo aceitar a proposta. Não tenho muitas opções, afinal de contas. Dê-me vossas ordens: Vossa vontade é meu objetivo. - Logo, me ajoelharia e abaixaria minha cabeça, a fim de reverencia-lo. Levantaria-me e colocaria as mãos atrás das costas, e não nos bolsos, como forma de respeito. Aguardaria pelas ordens impostas pelo velho naquele gabinete mesmo, sem sair. Após ter as ordens em mente, apenas as seguiria, sem muitas hesitações, dependendo das ordens. Se envolvesse algo que me prejudicasse MUITO, como cortar uma mão fora, pular do navio e comer as algas de parte de baixo, ou então prestar favores sexuais ao velho, claro, me recusaria a fazer, nem se custasse uma luta ou minha própria morte. Teria em mente não as vontades das pessoas do navio, e sim meu futuro em relação à marinha. Era muita ansiedade sentida por mim, eu poderia até gritar e começar a cantar com a tripulação, mas meu rosto e meu corpo dizem não, enquanto minha mente diz sim. Chegaria ao local da ordem dada e começaria a fazer tal ato. "Loguetown, aqui vou eu, piratas que se cuidem!"

Buscaria olhar muito bem para o espaço do navio. As bandeiras, o convés, enfim, da proa à polpa. Tentaria entender as funções dos tripulantes dali e o modo de agir de cada um, claro, sempre mantendo minha postura de "pré-marinheiro" e tendo a melhor conduta possível com os piores deles. Aquele bêbado que anteriormente falara comigo poderia ser um incômodo, porque, pelo jeito dele, ele era encrenqueiro. Manteria sempre a mente calma, junto com meus temperamentos, sem me estressar demais com a tarefa imposta. Claro, não evitaria de colocar a mão na massa ou de fazer força, apenas evitaria de acabar tendo uma má reputação aos olhos dos tripulantes. A partir dali, daquele momento, eu começaria a me socializar mais, visto que tinha ordens do capitão e que possivelmente tinha seu reconhecimento como uma pessoa empenhada. O único impasse obtido por mim era: Sabiam que eu queria ir para Loguetown. Não paguei por viagem, não concordei em entrar no navio, mas me levaram mesmo assim. Seria isso um sequestro ou uma ajuda...?






OFF: Sobre o "condecorado", eu não quis dizer "decorado", quis dizer que o quarto em si era sagrado, tlgd? Norio

OFF²: Saiu bem curto e sem muitas ações porque não posso ainda saber das ordens do capitão. No próximo post sai melhor, desculpa aí :/

Objetivos escreveu:

(Em andamento) Ir para Loguetown-East Blue
() Comprar uma soqueira
() Aprender uma perícia (irei decidir qual é no próximo post)
() Me alistar na marinha
() Completar uma missão da mesma

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Meu amor:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 48
Warn : Aquilo que corre em suas veias será seu fim. 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 26
Localização : Na Monstrolandia...

Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Empty
MensagemAssunto: Re: Aquilo que corre em suas veias será seu fim.   Aquilo que corre em suas veias será seu fim. EmptyTer 19 Jan 2016 - 17:47

~~ Narração ~~


O jovem gênio ouvia atentamente as falas do homem, mesmo achando tudo aquilo muito estranho ele de certa forma agia mais estranhamente ainda ao concordar e reverenciar o homem. O velho fazia uma cara de surpreso e ao mesmo tempo pensativo como garoto. Após responder e concordar com as ações do homem, mesmo sabendo que não tinha muitas escolhas, ou melhor, dizendo, praticamente só tinha uma escolha, perguntava o que tinha que fazer e o homem lhe respondia em seguida. – Uhm! Educado você... Gosto desse tipo de atitude. Terás que limpar alguns compartimentos e arrumar algumas caixas, nada demais! Ele continuava a limpar sua pistola antiga enquanto fintava o garoto e a arma na sequência.

Logo em seguida o homem chamado de Faileng, puxava um den den mushi e ligava para um dos homens dele. Após alguns minutos um homem de porte alto adentrava na sala e apenas acenava a cabeça ao concordar em levar Silver aos locais de trabalho. O homem fazia um sinal para que Sagashiteru lhe seguisse e imediatamente o jovem ia. Após descer pelas escadas ambos os homens chegavam a um compartimento cheio de caixas, elas estavam totalmente desalinhadas e possuíam um porte grande. – Aí garoto! Me ajude a colocar todas as caixas do lado direito, coloque as maiores em baixo e as menores em cima, cuidado essa carga e valiosa. Após começar o trabalho, Saga mostrava fazer grande esforço para exercer a função, pois de fato algumas das caixas eram muito pesadas, algumas eram tanto que o homem ajudava o garoto. Ida vai ida vem, uma das caixas o futuro marine poderia notar um tipo de chorou bem baixinho, o homem não tinha percebido por estar alinhando do outro lado e Saga talvez ficasse curioso para abrir a caixa?


Posts até Loguetown 02/04



Histórico:
 

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Conquistas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sagashi
Revolucionário
Revolucionário
Sagashi

Créditos : 3
Warn : Aquilo que corre em suas veias será seu fim. 3010
Masculino Data de inscrição : 17/01/2014
Idade : 18

Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Empty
MensagemAssunto: Re: Aquilo que corre em suas veias será seu fim.   Aquilo que corre em suas veias será seu fim. EmptyQua 20 Jan 2016 - 23:10

"ESTÁ VIVO!"

Um choro vindo de uma caixa certamente não é normal. Não tinha certeza se o choro era grave, agudo, alto por causa do espaço, baixo mesmo... enfim. De primeira, eu já tinha certeza de que havia um ser vivo ali dentro, por causa do choro. Também sabia que era um ser vivo pesado, do tipo que poderia revidar golpes caso sejam desferidos. É claro, curiosidade é o que não me faltava naquele momento, afinal não é todo dia que se vê uma caixa chorando. Entretanto, uma espiadinha poderia revelar uma imensidão de histórias, tanto más quanto boas. Primeiramente, pegaria a caixa em mãos e a levaria até a metade do percurso, antes de parar de levar. Hesitaria em colocá-la no local indicado simplesmente pelo fato de ter algo chorando dentro. Talvez fosse uma boneca que chora e ri, ou então uma criança, ou então um animal, talvez até um pirata com a masculinidade duvidável. "Espere, isso se encaixa muito bem no sequestro...!" - E soltaria a caixa no chão, fingindo o melhor possível de assustado, mesmo não tendo experiências em atuar. Tentaria pensar de milésimos à poucos segundos, o suficiente para que não notassem que larguei de propósito. "Ele, ou ela, está chorando porque está preso numa caixa. Se está aí, é porque fora sequestrado, porque o choro dela mostra que ela não queria estar aí. Se foi sequestrado, foi levada à força ao navio. Aparentemente não há mais nenhum choro em caixas, porque se todas estivessem chorando, estaria fazendo barulho, gerado como se fosse uma platéia de um coliseu. Um som se junta ao outro, eu acho, fazendo ficar mais alto. Mas há outra teoria. Talvez em todas as caixas tenham pessoas mortas, ou animais mortos, e essa pessoa/animal, chorando, está viva, diferente das outras. Faileng limpava um revólver que, como anteriormente pensado, não era comum se ver para matar animais selvagens, portanto...! - Terminaria a linha de raciocínio por aí, com um grito.

- WAAAH! HÁ UM DEMÔNIO NESSA CAIXA! AJUDAI À MIM! - Pegaria a caixa de volta e correria com a caixa, estando pesada ou não, para perto de alguém que esteja perto de mim. A ideia era atrair o maior número de pessoas para caixa, porque talvez não soubessem sobre o estoque, ou então seria uma desculpa boa para caso soubessem: Eu não fazia ideia. Caso alguém chegasse para perto de mim e vesse a caixa, diria, sem esperar a pessoa dizer nada: - Ouvi lágrimas sendo derramadas por algum ente dentro desta caixa. Me sinto apavorado por dentro. Poderias tu me ajudar? - Esperaria que essa pessoa abrisse a caixa. Se a pessoa não abrisse, eu teria certeza de que essa pessoa ou era muito assustada pelo fato de eu ter dito sobre demônios ou essa pessoa poderia saber do assunto. Se ela sabe, várias outras pessoas no navio provavelmente também sabem. Talvez aquele ser esteja ali do mesmo jeito que eu estou, trabalhando num navio em troca de uma viagem que eu nem sequer aceitei. Isso pode ser considerado um golpe, pois em tribunais é só se dizer que estava trabalhando para pagar a viagem e sumiu sem deixar rastros. Seria muito fácil de se dizer, porque morto não testemunha, morto não fala, morto não tem voz ativa. Morto não prova nada.

Caso essa pessoa queira me atacar pelas costas por conta do acontecimento, ou que essa pessoa tente me acertar com o mesmo saco usado para me sequestrar, tentaria me jogar contra essa pessoa antes de desferir qualquer golpe, para que ela caia e revele todas as armas que tenha. Assim, me levantaria e me prepararia para lutar, sempre pensando antes de realizar qualquer ação. Agora, se essa pessoa "concordasse" com meu medo, eu iria levar à uma pessoa maior, sempre aumentando os níveis a cada vez que uma pessoa ficasse "com medo" igual à mim, até chegar à Faileng, o velho albino. Uma hora o ser sairia da caixa, por bem ou mau. Se ninguém viesse à mim, daria aquela espiada na caixa, abrindo-a e a jogando no chão, dizendo em voz alta que eu derrubei sem querer.






Objetivos escreveu:

(Em andamento) Ir para Loguetown-East Blue
() Comprar uma soqueira
() Aprender uma perícia (irei decidir qual é no próximo post)
() Me alistar na marinha
() Completar uma missão da mesma

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Meu amor:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Empty
MensagemAssunto: Re: Aquilo que corre em suas veias será seu fim.   Aquilo que corre em suas veias será seu fim. Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Aquilo que corre em suas veias será seu fim.
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Dawn Island-
Ir para: