One Piece RPG
Casino Royale XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
Casino Royale Emptypor xRaja Hoje à(s) 19:19

» Cap. 2 - A New Day
Casino Royale Emptypor ADM.Tonikbelo Hoje à(s) 18:59

» [Ficha] Song
Casino Royale Emptypor MarionLRZ Hoje à(s) 18:39

» [LB] O Florescer de Utopia III
Casino Royale Emptypor Vincent Hoje à(s) 18:12

» Enuma Elish
Casino Royale Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 16:57

» Seasons: Road to New World
Casino Royale Emptypor Ravenborn Hoje à(s) 15:51

» Arco North Blue: Uma Odisseia no Santuário
Casino Royale Emptypor Thomas Kenway Hoje à(s) 15:36

» I - As rédeas de Latem City!!
Casino Royale Emptypor Felix Hoje à(s) 15:18

» Akira Suzuki
Casino Royale Emptypor ADM.Noskire Hoje à(s) 10:58

» Lurion
Casino Royale Emptypor ADM.Noskire Hoje à(s) 10:57

» O Legado Bitencourt Act I
Casino Royale Emptypor Ineel Hoje à(s) 04:15

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Casino Royale Emptypor Akuma Nikaido Ontem à(s) 23:54

» Livro Um - Atitudes que dão poder
Casino Royale Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 22:20

» Supernova
Casino Royale Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 21:56

» Hey Ya!
Casino Royale Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 21:55

» Cap.1 Deuses entre nós
Casino Royale Emptypor Thomas Torres Ontem à(s) 21:05

» The One Above All - Ato 2
Casino Royale Emptypor CrowKuro Ontem à(s) 19:44

» A inconsistência do Mágico
Casino Royale Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 19:27

» Vamos nos aventurar! Anjinhas me aguardem...
Casino Royale Emptypor GM.Muffatu Ontem à(s) 18:23

» As mil espadas - As mil aranhas
Casino Royale Emptypor jonyorlando Ontem à(s) 17:46



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Casino Royale

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 59
Warn : Casino Royale 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

Casino Royale Empty
MensagemAssunto: Casino Royale   Casino Royale EmptyQui 07 Jan 2016, 14:23

Casino Royale

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Troy Skyblazer. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : Casino Royale 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 29
Localização : Lvneel - North Blue

Casino Royale Empty
MensagemAssunto: Re: Casino Royale   Casino Royale EmptySex 08 Jan 2016, 02:49


This is the end...

É o começo? É o fim? Eu realmente não saberia te dizer, meu amigo. Na verdade, pra ser bem sincero até comigo mesmo, uma das poucas coisas que eu sei que posso te dizer com propriedade suficiente para que não esqueças nunca é o meu nome.

Skyblazer. Troy Skyblazer.

Dos afogados destroços da minha memória, o meu nome, a minha elegância, e as minhas habilidades de combater foram os melhores dos sobreviventes. É triste admitir isso, mas é penoso ser como eu. É quase que desesperador olhar dentro do poço das próprias lembranças e ver pouco mais do que uma página em branco com uma espécie de cursor intermitente piscando. E é mais complicado ainda quando não sente-se mal por isso.

Desde aquele dia - Naquela explosão - Eu me tornei alguém diferente. Um "algo" diferente. Uma verdadeira força da natureza incorporada em músculos e um sorriso um tanto quanto galanteador. O Jack me falou que, durante o meu sono, balbucio coisas como ir atrás de um hipotético irmão, que estabeleceu morada em um hipotético QG, de uma hipotética Grand Line. Será que eu tenho mesmo esse irmão? Será que isso é relevante mesmo pra mim? Será que valeria a pena encarar outros cabelos loiros, outros olhos brancos, e ver qual dos pares oculares que brilha mais? Eu realmente - Realmente - Não sei dizer.

Me espreguiço. Estalo os dedos. Estou nervoso, e não faço idéia de que horas são. Já faz um tempo desde que eu salvei o Agente Jack e os seus amigos daquela saia curta em que se meteram. Ele foi promovido depois daquilo, e me prometeu um emprego no Governo Mundial - Seja lá o que diabos isso signifique. Eu ainda nãos os vi de perto, mas um impulso incognoscitivo me faz ter plena certeza de que é para onde eu realmente devo ir.

Por mais que pareçam elitistas e chatos (e insistam em me chamar de Cair dos Céus, o que acho particularmente ridículo), eles se vestem bem e pagam o suficiente para que eu possa ter Vodkas Martini com uma frequência aceitável. Droga. Estou ansioso e ainda por cima lembrei de bebida. Não estou nem perto de uma abstinência real, mas a boca salivou furtivamente agora. Será que tem alguma bebida por aqui? Preciso, e vou, dar uma checada nos arredores de qualquer quarto - De qualquer espelunca - Em que eu esteja.

Caso alguém familiar chegue, com o Agente Jack ou os seus amigos, eu indagaria direta e friamente com uma sobrancelha ponderativa e arqueada - Senhor, eu gostaria de ter a vida toda, mas realmente não tenho. Essa entrevista, teste, ou sei lá o quê, sai ou não sai? - Repousaria meu corpo logo em seguida, encostando-me na parede e cruzando os braços esperando pela resposta.

Na hipótese de simplesmente não haver nenhuma aproximação esperada, iria partir para a ofensiva das atitudes. Buscaria em torno de si a melhor roupa que tivesse, dando preferência gigantesca à ternos e similares. Vaidosamente verificaria no espelho (Se este houvesse) a própria aparência, removendo alguma eventual imperfeição com ajeitares de cabelo e um pequeno aceamento fortuito. Uma vez que me considerasse apresentável, sairia em busca da instituição física que julgasse lhe colocar no trilho correto para o início de sua jornada rumo a Deus sabe o quê - Bom... Pelo pouco que Jack disse, o Governo é a Marinha e vice-versa... Então, pela lógica, talvez no Quartel poderiam me dar algumas indicações? - Respiraria fundo olhando o céu, buscando por uma resposta que com certeza não viria sozinha - Bom, acho que só tem uma forma de descobrir... - E me colocaria à caminho da sede da justiça local.


OFF:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Zed
Pirata
Pirata
Zed

Créditos : 42
Warn : Casino Royale 10010
Masculino Data de inscrição : 18/08/2011
Idade : 24
Localização : Chaos

Casino Royale Empty
MensagemAssunto: Re: Casino Royale   Casino Royale EmptySab 09 Jan 2016, 21:55

Skyblazer, que acordava em casa, ia à procura de bebidas e não demorou a encontrar algumas garrafas de vinho na adega. Enquanto bebia em uma taça, pode ouvir o som da porta abrir e logo então Jack aparecer. – Bebendo a essa hora? – Perguntou em um tom cínico enquanto de resposta teve apenas perguntas do já não mais tão jovem Troy.

- Eu vim justamente discutir a respeito, consegui um teste, se você conseguir resultados aceitáveis vai poder se tornar um agente. Não acho que isso seja tão difícil para você. – Mesmo em seus 30 anos, Troy ainda era considerado um prodígio, então aquelas palavras não eram vazias. Restava apenas a ele ser capaz de atingir tamanha expectativa. – Arrume-se. – Disse Jack enquanto esperou seu protegido terminar de se trocar.

Algum tempo depois, quando prontos, caminharam lado a lado pelas ruas que tinham pequenos flocos de neve cobrindo as superfícies, mas em uma altura desprezível. Chegando ao QG a dupla recebia comprimentos dos guardas embora não estivessem familiarizados com o rosto de Troy. Caminhando construção a dentro encontraram então outra pessoa, que parecia se vestir de forma semelhante a Jack, usando um terno impecável. – É dele de quem venho ouvido a respeito? – Jack confirmou com a cabeça enquanto o homem que aparentava estar pro volta de seus 45 anos analisava o aspirante a agente. – Qual seria seu nome? – Perguntou o estranho de cabelos originalmente escuros mas que aos poucos estavam se tornando grisalhos.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : Casino Royale 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 29
Localização : Lvneel - North Blue

Casino Royale Empty
MensagemAssunto: Re: Casino Royale   Casino Royale EmptySab 09 Jan 2016, 22:55


...Hold your breath and count to ten...

Brrr - Não podia deixar de sentir aquela gélida atmosfera perpetrar por todo o meu corpo - Não esperava que hoje fosse ser um daqueles dias em que o clima reflete exatamente aquilo que há em meu coração, Jack - Complementei enquanto caminhava lado a lado com meu mentor. Mas, será que eu devia chamar assim o homem a quem salvei? Bom, de toda forma ele estava me arrumando um emprego; o mínimo que eu poderia fazer era olhá-lo com algum respeito e admiração que, de fato, existiam dentro de mim.

Não tivemos grandes empecilhos em chegar ao quartel, e a estrutura física do local não era lá muito impressionante sob a minha ótica. Eu olhei pros lados e admirei o respeito dos funcionários dali. Se existe algo que eu consigo admirar é isso: Disciplina. Disciplina, atitude e respeito. Segui em frente respondendo com um aceno de cabeça aos cumprimentos, e me permiti ser guiado por Jack pelos corredores do local. Não demorou muito e encontramos um estranho que nos recepcionou.

Com um olhar tão analisador quanto o do meu novo conhecido, eu fiz minha própria análise sobre o homem. Seus cabelos grisalhos e indumentária peculiar denunciavam que fazia parte da mesma organização que o meu confrade Jack. Eu lancei um sorriso de meia boca para o estranho, quando o mesmo me indagou sobre meu nome.

Acho que se eu começasse te dando meu nome assim de graça, estaria iniciando meu trabalho de forma errada, não é? Ou o mistério e a proteção de informações não é parte do objetivo geral da coisa? - Um sorriso maroto e confiante se fazia desenhar no canto da minha boca - Mas, em você acho que posso confiar tais informações. Meu nome é Skyblazer. Troy Skyblazer. Eles me chamam de O Cair dos Céus por conta de algum feliz infortúnio passado aí; mas eu realmente não me importo com isso...

Coçaria o cabelo calmamente, sem desviar o olhar de dentro dos olhos do homem que, de certa forma, me entrevistava -...Com o que me importo de verdade agora é em fazer parte dessa organização. Estar inserido no Governo é passo primordial para que eu consiga meus objetivos; portanto, coloque uma pistola em minha mão e um alvo à minha frente, dê um passo para trás, e veja a mágica acontecer, meu caro... - Faria uma pausa, percebendo que eu é que não conhecia o homem agora - Perdão, com quem eu estou falando mesmo?

Uma vez com as apresentações feitas, seria hora de tomar atitudes para respaldar tanto falatório - Senhor, podemos ir direto aonde a ação reside? - Falaria endireitando-me dentro da minha roupa e forçando uma voz mais grave e séria. Ficaria atento às respostas que poderiam vir; pronto para seguir as instruções passadas, e ponderando quais tipos de testes poderiam estar por acontecer. Caso fosse guiado para alguma sala, acompanharia meu avaliador sem grandes ressalvas, apenas sempre muito atento para qualquer ameaça surpresa que pudesse surgir, visto que, naquele meio, essas coisas sempre poderiam ser esperadas.


OFF:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Zed
Pirata
Pirata
Zed

Créditos : 42
Warn : Casino Royale 10010
Masculino Data de inscrição : 18/08/2011
Idade : 24
Localização : Chaos

Casino Royale Empty
MensagemAssunto: Re: Casino Royale   Casino Royale EmptySeg 11 Jan 2016, 22:42

Após algumas palavras trocadas com o estranho, o mesmo pedia a Skyblazer introduzir-se, porém sua resposta fora inesperada, e isso ficou evidente no olhar do sujeito que se permitiu a trocar um sorriso discreto e breve com Jack. Embora logo em seguida tenha se apresentado propriamente o homem não deixou escapar aquela boa impressão inicial, isso se pudesse ser interpretada desta forma.

- Pois bem, vejo que é um homem direto, mas não vai haver muita ação pra você, ao menos não agora. – Pausou por um momento antes de prosseguir. – Antes de atuar em campo é necessário ensinar disciplina, e como um novato você tem de saber seu lugar e respeitar os mais experientes e de maior patente. – Explicou o superior antes de ser brevemente interrompido por Jack. – Não acho que disciplina vá ser um grande problema.

- Bom, isso vou ver com meus próprios olhos, agora se me der licença Jack... – Sua voz assumiu um tom mais severo, o outro engravatado apenas fez uma reverencia antes de se retirar deixando Troy com o que parecia ser seu superior. – Antes de ir para o campo você será testado de algumas formas, existem etapas, mas não precisamos de muitos detalhes agora. Como primeiro teste apenas quero que faça um favor para mim, bem simples na verdade. – De um dos bolsos do casaco ele retirava uma caixa, não muito grande, pouco maior do que a palma da mão. – Seu trabalho vai se entregar a caixa nesse endereço. – Disse entregando um papel com uma localização escrita. “Rua das gaivotas 84” – E quanto a arma que pediu, se voltar desse trabalho lhe será entregue uma apropriada. -

- Sabe onde fica? – Agora havia um sorriso leve no rosto do engravatado, parecia testar Troy com aquela pergunta. Quanto ao endereço ele era desconhecido em um geral, mas ainda assim O cair dos céus conseguiu reconhecer o bairro onde a rua estava localizada. Era um bairro mais ao norte onde ficava a zona mais suja e pobre da cidade. – Perguntas? – Perguntou então com aquele mesmo sorriso.

Assim que Troy tivesse a caixa em mãos, ele notaria que a mesma estava embrulhada em um papel que tornava impossível ver o interior sem deixar claro que havia sido violada. Em seu interior, embora sem ver nada, seria possível escutar um “tic tac” ecoar repetidamente.


OFF: Foi o endereço mais aleatório possível. Fiquei sem criatividade pra nomes e tu possivelmente precisaria perguntar a respeito então...

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : Casino Royale 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 29
Localização : Lvneel - North Blue

Casino Royale Empty
MensagemAssunto: Re: Casino Royale   Casino Royale EmptyTer 12 Jan 2016, 04:06


...Feel the earth move, and then...

Não foi preciso muito esforço para denotar o fato de que eu tratava ali não com um homem qualquer, mas, sim, com alguém de patente supostamente ainda superior do que do Jack – Não que isso seja lá grande coisa – Pensei, calado; em um misto de arrogância juvenil e realidade dura e cruel. Virando-me para meu confrade, acenei apenas brevemente com as sobrancelhas, como quem diz – “Pois é, né? Nos vemos depois...”

Voltando-me para o meu anfitrião, atentei-me na missão que era dada. Não posso negar que o sentimento de impotência e frustração por não estar imediatamente armado percorreu toda a existência de meu ser, mas logo foi substituído por uma série de rápidos raciocínios lógicos repletos da boa objetividade que, pouco a pouco, fazia-se uma marca registrada em mim – Bom, se ele não me dá uma arma, com certeza esse teste não deve ser exatamente aquilo que eu chamaria de combativo, nem nada do gênero… - Minha lógica seria transformada em realidade pelos atos seguintes do homem.

Recebi a embalagem, escutando o barulho ameaçador que tamborilava lá de dentro. Analisando o endereço ligeiramente familiar, escutei as últimas instruções do avaliador, acenando positivamente com a cabeça enquanto o mesmo falava – Se eu conheço? Eu sou O Cair dos Céus, cavalheiro. Realmente acha que existe alguma coisa na cidade que eu não conheça? - Menti, descaradamente. Se queria que o homem me contratasse, precisava mostrar a ele que era capaz não apenas no setor beligerante da coisa. Eu sabia que aquela instituição privilegiava os jogos mentais, a inteligência e a acuidade mental acima da força bruta e da insegurança enrustida dos guerreiros da geração atual.

A única pergunta que tenho é se você vai perceber que todo esse teste é uma grande perda de tempo agora, ou se vai deixar pra ficar impressionado com meu desempenho só depois, mesmo… - Utilizava de um combo entre minha boa aparência e temperamento calmo para passar uma autoconfiança que, no fundo no fundo, não estava realmente ali. Por dentro as inseguranças existiam, mas tal qual um piloto em meio a uma turbulência forte; eu precisava passar segurança total àqueles que me rodeavam, independentemente das circunstâncias.

Encerradas as cerimônias de entrega da missão, me colocaria em deslocamento para a saída, refazendo o trajeto que tinha feito há pouco na companhia de Jack. A minha mente brincava enquanto meus passos ecoavam ao chocar-se com o chão – Esse barulho deveria me intimidar? Pff… - Desdenhava – É óbvio que esse caixote se trata de um blefe para assustar um recruta novato. Não vou cair nessa… - Repetia mentalmente, tentando me convencer de que o que pensava era de fato a verdade; sem muito êxito, confesso.

Ao sair do Quartel, minha linha de ação seria bem prática. Eu vivi a minha vida inteira aqui, e por mais que não me lembrasse de uma boa parte do meu passado junto à minha tia, meu corpo respondia quase que instintivamente às sabedorias de rua que a vida de gatuno tinha me proporcionado. As perícias e habilidades, os contatos e conhecimentos, ainda estavam dentro do meu cérebro de alguma forma; e seria com eles que eu resolveria o impasse do endereço.

Traçando a rota mais curta entre aonde eu estava naquele instante e aonde o endereço aproximadamente se localizava, eu caminharia. Assistiria conforme a paisagem da cidade mudava, ficando mais e mais pobre, como era o lógico já que aquela região era de tal forma tão sucateada. A lógica sendo posta de lado, o fato da vizinhança não ser das melhores era o que mais poderia me ajudar. Sendo gatuno, eu sempre tive um contato mais estreito com o submundo, e havia chegado a hora de dar-lhe um uso prático.

Iria, caso existisse, ao ponto conhecido mais próximo dali. Um bar, uma espelunca qualquer em que conhecesse alguém, ou ainda um remoto posto de contato de tempos passados; não importa. Eu utilizaria da mais distante das memórias para buscar algum lugar aonde eu pudesse encontrar informações sobre a Rua das Gaivotas, nº 84. Se me lembrasse de um, iria para lá, adentraria o espaço da maneira mais furtiva possível e me colocaria à vontade. Se fosse um bar, pediria um conhaque forte e sem gelo. Caso fosse algum outro tipo de ambiente, agiria de acordo; sempre abordando o meu contato de maneira singela e discreta – Amigo… Preciso de uma informação simples… Aonde fica a Rua das Gaivotas, por aqui? Tem alguma coisa de interessante rolando por lá que eu não esteja sabendo?

No caso de não me lembrar de nenhum entreposto informacional que pudesse lançar mão, me focaria então em, após chegar o mais próximo possível do que eu achava que eram as coordenadas da missão, abordar algum civil local. Antes, faria questão de, em um local mais reservado (como um beco, ou similar) tirar a parte de cima da minha roupa, amarrando-a à cintura, emaranhar um pouco os cabelos, e sujar um pouco o rosto com a poeira local. Isso teria o objetivo de me mesclar melhor e ter maior chances de obter a simpatia dos residentes, assemelhando-me com sua realidade social ao utilizar meus conhecimentos de disfarce. Minha abordagem consistiria em:

Ahm, olá companheiro(a)… Olha, eu tô fazendo um bico aqui ajudando o correio local que, sabe né? É uma bosta… Mas enfim… Eu preciso saber onde diabos fica as ruas da gaivotas. Ou seria a rua da gaivota? Bem, não sei. Só sei que tem uma encomenda pra lá, e eu simplesmente não consigo achar a direção correta… Que tal cê me ajudar e dividimos a grana meio a meio? - Sorriria, quase que genuinamente.

Se, de qualquer uma das duas formas tivesse conseguido obter informações que me colocassem em direção ao meu objetivo, as seguiria de maneira receosa e atenta. Sempre com passos furtivos e silenciosos, apreensivo e de prontidão para alguma eventual falta de sorte, seguiria rapidamente buscando o número 84.

Se o encontrasse, analisaria o local antes de fazer qualquer ação. Caso não parecesse suspeito de forma nenhuma, apenas bateria na porta educadamente, esperando ser atendido. Caso contrário, faria uma volta na localidade, analisando os possíveis pontos de fuga/invasão e perigos iminentes. Se fosse o caso, utilizaria minha skillset de arrombamento para tentar invadir o local pelo ponto menos protegido/guardado; crente de que lá dentro estaria o primeiro sucesso em sua jornada rumo à glória!



Vantagens dos Ofícios escreveu:
Gatuno: Afinidade com o mercado negro, sabendo localizar locais de venda e troca de mercadorias e informações pelas cidades.
OFF:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Zed
Pirata
Pirata
Zed

Créditos : 42
Warn : Casino Royale 10010
Masculino Data de inscrição : 18/08/2011
Idade : 24
Localização : Chaos

Casino Royale Empty
MensagemAssunto: Re: Casino Royale   Casino Royale EmptyQui 14 Jan 2016, 02:20

Troy parecia confiante e seguro em frente ao superior, embora fosse apenas fachada. Por dentro sentia certa insegurança e tinha duvidas, mas não queria demonstrar acreditando que justamente era o que deveria ser feito para uma melhor pontuação naquele teste. O engravatado que lhe havia entregue o trabalho se divertia ao ver as reações do recruta, era como se soubesse exatamente o que se passava na cabeça de Skyblazer, talvez por já ter visto reações similares em outros candidatos.

Antes de sair o gatuno não hesitou em soltar um novo gracejo que facilmente podia ser confundida com arrogância. – Espero que isso não seja só da boca pra fora... – Disse na mesma tonalidade seria usada quando pediu para Jack se retirar.

O aspirante a agente partiu caminhando e vendo a discrepância que havia entre as proximidades do QG, onde tudo parecia mais organizado, limpo e imponente para as sujas e as vezes fedidas ruas do distrito mais pobre. Chegando na região pretendida, era o momento para achar a rua exata, procurou por algum lugar onde pudesse obter melhores informações, mas não encontrou nada que lhe fosse útil, então seguiu com seu outro plano.

Assumindo uma aparência mais suja e menos elegante pediu direções a um pedestre, um mendigo ao que aparentava que indicou sem rodeios e sem cobrar nada pelas informações. Seguindo pelo caminho indicado se aproximou cada vez mais do local pretendido, soube ao notar a placa com o nome da rua em uma esquina.

Caminhou pela rua procurando pelo número 84, pouco a pouco o número 534 ia se tornando menor a cada casa por qual passava. Chegando próximo a rua ouviu não tão distante um tiro, logo então outros dois. E de pouco em pouco mais e mais disparos eram efetuados, e a medida que iam atirando o som parecia estar cada vez mais próximo, como se os atiradores estivessem em constante movimentação e se aproximando cada vez mais.

Skyblazer se viu forçado a correr já que até mesmo passos e gritos podiam ser ouvidos, correndo os números desciam cada vez mais e então quando finalmente chegou ao prédio, vários apartamentos, aparentemente todos abandonados com exceção de um único onde havia luz no interior.

Quando subia as escadas para chegar ao segundo andar, onde a luz estava, ouviu os atiradores chegarem logo a esquina, bateu a porta algumas vezes mas sem perder a calma, e finalmente abria-se dando espaço para o aspirante a agente entrar.

Lá Jack estava sentando em uma cadeira tomando uma xicara de café enquanto havia outro engravatado atrás da porta. – Trouxe o pacote? – Perguntou com a boca escondida pela xicara.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : Casino Royale 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 29
Localização : Lvneel - North Blue

Casino Royale Empty
MensagemAssunto: Re: Casino Royale   Casino Royale EmptyQui 14 Jan 2016, 04:16


ஜ۩۞۩ஜ

...Hear my heart burst again...

Mas que… - Minha surpresa era impossível de ser escondida por trás de qualquer poker face que eu conhecia – Jack? M-mas… Como? Quer dizer que você também vai fazer parte do teste? Também vai querer me avaliar? - Deixava o queixo cair por uma fração de segundos, incerto sobre se o que sentia era mesmo surpresa ou raiva pelo fato do amigo não ter dado nenhuma pista sobre essa primeira fase – O que me obrigou a estragar uma bela roupa, e o meu belo rosto… Obrigadão ein… - Pensava, moderadamente irritado.

Caminhando vagarosamente em sua direção, busquei reparar também na companhia que estava ali conosco, próximo da porta – Ah, quase não vi você aí… Olá… Quem é você mesmo? - Cumprimentei brevemente, sem parar de andar. Prossegui, assim que ouvi a pergunta – Sim, é claro que trouxe o pacote, está aqui, está intacto… E ah! Se eu fosse você, tomaria cuidado. 90% de chances de ser um relógio velho, mas 10% de chances de irmos pelos ares caso você trema demais... - Arremessaria cuidadosamente a caixa em direção ao colo de Jack, munido de uma intimidade e falta de etiqueta que apenas dois bons amigos podem ter – E esse café aí? Tem rum dentro? Eu realmente poderia fazer uso de alguma bebida forte agora… Ou vai dizer que não viu que tem um diabo de um tiroteio rolando lá fora? - Faria um breve segundo de silêncio, perscrutando os arredores mais próximos por uma boa garrafa de qualquer coisa que contivesse algum teor alcoólico. Se encontrasse, me serviria sem pudores.

E, por falar nesse faroeste… Isso tem alguma coisa a ver conosco? - Me aproximaria de maneira cautelosa e furtiva de alguma janela que houvesse por ali, pelo cômodo, espiando por trás do máximo de cobertura que pudesse ter. Analisaria a rua, buscando mais informações; enquanto que minha mão direita ia em direção a um coldre que não existia, procurando uma arma que existia menos ainda – Puta que o pariu… Por que meu primeiro reflexo é sempre buscar uma pistola? - Pensava, calado, amargando a frustração de não ter uma boa companheira .45 ali pertinho para me passar segurança. Na ausência de uma arma de fogo, eu olharia o ambiente em busca de qualquer coisa letal que pudesse arremessar, priorizando objetos perfurantes e cortantes, como por exemplo uma faca que porventura estivesse próxima. Caso encontrasse algo, guardaria no cós da calça e levaria consigo para onde fosse; para assegurar que não estaria completamente indefeso em alguma… eventualidade futura.

Tendo os passos anteriores completados, voltaria minha atenção para Jack – Se importaria de começar a explicar um pouco? - Caminharia novamente pela sala, dessa vez buscando algum lugar aonde pudesse lavar o rosto, acertar os detalhes da indumentária e do cabelo, e, enfim, ficar apresentável novamente – Preciso mesmo ressaltar a ironia que é ter a minha primeira missão sendo algo como 'entregar uma caixa para alguém que estava lá quando me foi pedido para realizar a entrega'? Desembucha, Jack… O que tem por trás disso tudo? - Após lavar/limpar meu rosto, me sentaria para ouvir algumas explicações – E sinceramente, não existem fêmeas trabalhando nesse ramo? Estou com tanta saudade de uma bela mulher que tenho medo de esquecer como uma realmente se parece… - Retrucava, sempre brincalhão mesmo em meio à situações de evidente tensão.

Os próximos passos só poderiam ser dados com mais firmeza e segurança após saber do que tudo realmente se tratava, mas algumas coisas iriam ser tentadas independentemente do conteúdo exprimido pelo meu amigo-de-terno. A primeira coisa seria sempre ficar de olho na movimentação do outro possível agente que também estava ali. O meu interesse se dava em saber que tipo de armamento o mesmo trazia consigo, pois minha mente estratégica e gatuna por natureza gritava para que eu, na primeira oportunidade, me apropriasse daquela posição – Se esse cara ficar fora de combate por um minuto sequer, as armas e o posto dele serão mais úteis para mim do que pra ele, correto? Acho que não é necessariamente estranho que isso aconteça dentro de uma organização que trabalha tanto nos limiares do que é certo e errado… Se ele vacilar, me aproprio de tudo.

A segunda e mais importante demanda era acompanhar o andamento da possível ameaça que fosse aquela contenda lá fora. Caso alguém resolvesse, por exemplo, entrar no prédio em que estávamos, iria imediatamente me colocar de prontidão, indagando Jack mais uma vez – E aí, agora é a hora de pararmos de falar e agir, ou não?

OFF:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Zed
Pirata
Pirata
Zed

Créditos : 42
Warn : Casino Royale 10010
Masculino Data de inscrição : 18/08/2011
Idade : 24
Localização : Chaos

Casino Royale Empty
MensagemAssunto: Re: Casino Royale   Casino Royale EmptySex 15 Jan 2016, 06:19

O aspira não podia deixar de ficar surpreso ao encontrar o colega despreocupadamente esperando no local onde achara fazer parte de uma missão. – Estou ajudando no teste. – Respondeu de forma simples, já o outro agente apenas acenou com a cabeça como cumprimento sem apresentar-se. – Ignore ele. – Disse Jack. – No nosso ramo mesmo entre agentes costumamos ter discrição. – Voltando então ao assunto do pacote, Troy Skyblazer entregava-o a Jack.

- Sim, de fato não é uma bomba, alguns novatos as vezes acabam cedendo a pressão e abrem o pacote ou ficam assustados com a possibilidade de explosões. Mas normalmente quem chega a fazer este teste não costuma ser esse tipo de novato. – Abrindo o pacote retirou um relógio, que não marcava o tempo e sim era uma contagem-regressiva.

- Trinta e sete minutos sobrando, é um bom tempo. – Sem demonstrar muita importância Troy foi logo perguntando a respeito de álcool. Sim, seu vício. – Você ainda está em serviço. – Começou sério. – Mas tudo bem... – Tirando uma xicara e enchendo-a com o café, derramou um pouco do liquido que tirou de um cantil escondido no paletó e entregou ao confrade.

- Quanto ao tiroteio ali fora faz parte do teste. Aquele mendigo que mostrou a direção também. Bela tática de disfarce por falar nisso. – Depois de beber e procurar por um meio de arrumar sua aparência, agora suja. Limpou o rosto na pia do banheiro e arrumou o melhor que pode sua roupa. Ficou ao menos apresentável ao fim, quando voltou para falar algumas asneiras com Jack. – Não há ironia alguma, visto que isso não é oficialmente uma missão, estamos apenas testando sua capacidade de se tornar um agente. Ainda há mais algumas etapas, mas como já disse, não acho que terá problemas. – Tudo parecia quieto do lado de fora, e os dois cavalheiros já haviam terminado suas bebida. O segundo homem da sala permaneceu em silencio o tempo todo com os olhos escondidos por um par de óculos escuros.

- Bom, vamos voltar ao QG. Lá iremos Prosegur com a próxima etapa. A menos que tenha desistido. – Claro, não era o caso.

Se Troy não resolvesse impedir a volta do grupo ao QG, os três caminhariam pelas ruas, preferindo ir rapidamente ao centro da cidade onde se misturavam na multidão. Embora não houvesse perseguidor algum, ele certamente iria perder o rastro naquele momento.

Ao chegar, o sujeito calado iria separar do grupo enquanto apenas Jack e Troy retornariam ao mesmo homem com quem haviam anteriormente falado. Desta vez encontrando-se na academia do QG, onde ele conversava com uma mulher por volta de seus 25. A mesma usava um jaleco branco enquanto segurava uma prancheta.

- Parabéns Cair dos céus. – Disse com uma risadinha o homem grisalho. – Um tempo bom, mas achei que chegaria mais rápido já que disse onde sabia onde era o local. – Como o gatuno poderia ter suspeitado, aquele homem havia enxergado por detrás da aparência que Troy passava.

- Vejo que sabe obedecer a ordens, e sabe se virar pelo visto. Mas principalmente não é curioso demais para abrir o pacote, se tivesse feito seria eliminado na hora, mas agora o que testaremos é o seu corpo. – Olhando em volta haviam algumas maquinas de exercício de força para braços e pernas, uma esteira para correr com diversas velocidades, e também uma cadeira a uma certa distância de uma placa com várias letras de todos os tamanhos. Provavelmente para testar a acuidade visual.

- Sou Jessica, vou avaliar o seu desempenho fisico. – Apresentou-se a garota que parecia uma médica estendendo a mão em cumprimento a Troy. Jack discretamente tocou o companheiro para chamar sua atenção enquanto lhe sussurrou. – O que acha desta fêmea? – Brincou.


Vicio: 0/10

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Skyblazer
Soldado
Soldado
Skyblazer

Créditos : 13
Warn : Casino Royale 10010
Masculino Data de inscrição : 28/04/2014
Idade : 29
Localização : Lvneel - North Blue

Casino Royale Empty
MensagemAssunto: Re: Casino Royale   Casino Royale EmptySab 16 Jan 2016, 01:41


ஜ۩۞۩ஜ

...For this is the end...

Me deixei ser guiado de volta por Jack, aquele maldito salafrário… Que eu teimo em gostar e admirar tanto.

Faz-se necessário que se registrem nos arquivos a minha apreensão acerca de todo esse teste. Será que eles não viam que eu era simplesmente o homem mais apto que eles poderiam sonhar em conhecer? Poderíamos pular todo o drama e sabiamente adiantar o filme para a parte em que eu bebo drinks quentes com mulheres bonitas, em alguma praia ainda mais bonita de Cocoyashi Island, após um glorioso sucesso em alguma missão…

Mas acho que na vida real não funciona assim, não é verdade?

Quando voltamos, me deparei com o avaliador me parabenizando sarcasticamente. Deixei que ouvisse minha voz entremeada por um sorriso abafado – Ah, é, pois é… Eu tive que parar para tomar um café no meio do caminho, sabe? O cheiro estava realmente muito bom e não consegui resistir… - Fiz um gracejo desconcertado, propositalmente deixando evidente que era uma brincadeira - Me falaram, impressionados, que ainda faltavam 37 minutos… Me pergunto se isso é algum tipo de novo recorde, ou algo assim… - Completei, sorrindo discretamente. Existia um limiar entre a autoconfiança e a arrogância, e eu realmente não queria forçá-lo. Apesar de confiar muito em minhas próprias habilidades, não sou, MESMO, o tipo de homem que vende mais do que pode entregar - …Mas sim, Senhor! - Esbocei uma continência – Eu sei seguir ordens – Meu semblante, agora, era totalmente sério.

E você – Virei-me para Jéssica, lançando-lhe meu melhor olhar sedutor – Por que mente pra mim? Por que diz ser uma simples avaliadora, quando na verdade está evidente que és uma deusa em forma humana? Tsk Tsk… - Balançava a cabeça negativamente, sorrindo de canto de boca e sem tirar meus olhos dos dela – Isso não se faz com um homem. É crueldade, sabia? - Curvei-me, pegando a mão que estava originalmente estendida para um aperto e, rapidamente, virando-a e beijando-a suavemente; encarando sugestivamente a médica durante todo o processo.

Endireitando minha postura, me reergui; analisando a reação da garota. Com a minha mão direita busquei, na cintura, a faca que tinha tentado encontrar e guardar comigo no apartamento da Rua das Gaivotas; durante a fase do tiroteio. Se eu tivesse encontrado de fato tal objeto, rodopiaria meu corpo, respirando calmamente durante toda extensão do movimento, usando e abusando da minha mansidão e calmaria naturais, para, então, voltar-me para a região em que estava o quadro contendo as letras que, em teoria, serviriam para ser lidas.

Mirando no “A”, eu arremessaria a faca. Aquele arremesso carregaria consigo toda uma perícia digna de uma pontaria de atirador; mas mais do que isso, também a paixão de alguém que apostava tudo nos pequenos detalhes. Skyblazer significa isso: Se garantir. Atirar-se com paixão nas causas, sem ter medo das consequências. Aquele arremesso levava consigo a minha reputação, e exatamente por isso o realizaria com a maior dedicação possível; deixando que o objeto cortante deslizasse por entre meus dedos, que direcionavam a arma para o alvo preterido.

Na hipótese de sucesso, voltar-me-ia, frio, para Jéssica – O A é de Amor, sabia? E então... Passei no teste de visão? - Perguntaria retoricamente, dando uma piscadinha rápida com o olho esquerdo. No caso de falha, no entanto, tentaria uma saída pela tangente – Hmm, acho que não consigo fazer tão bem quando tem mulheres lindas por perto assistindo… - Falava, sem perder a oportunidade da cantada.

Quer que eu comece por algum aparelho específico? - Perguntaria, após o pequeno showzinho de momentos atrás. Seguiria, sem questionar, as determinações de Jéssica. Se ela quisesse que eu fosse para a área de levantamento de pesos, buscaria fazer alguns exercícios simples com pesos que soubesse que conseguiria manusear bem. Afinal de contas, não queria a vergonha de pegar algo grande demais e acabar tendo que precisar de ajuda para finalizar exercícios. Se o foco fosse a esteira, nesta me sentiria mais a vontade; já que velocidade sempre foi o meu forte. O fato é que daria o gás em todos os equipamentos e exercícios voltados à coordenação, flexibilidade e agilidade; em detrimento dos que avaliavam apenas a força bruta. O motivo era claro: Precisava deixá-los cientes de quais eram minhas características-chave; para que, só assim, pudessem visualizar logo que o meu biotipo era aquele que merecia andar com uma boa arma de fogo carregada no coldre.


OFF:
 

Ponto-Situação do Personagem:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Never Forget!:
 

ஜ۩۞۩ஜ
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Casino Royale Empty
MensagemAssunto: Re: Casino Royale   Casino Royale Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Casino Royale
Voltar ao Topo 
Página 1 de 5Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Budou Island-
Ir para: