One Piece RPG
I - Warcraft XwqZD3u
One Piece RPG
I - Warcraft XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» All we had to do, was cross The Damn Line, Elise!
I - Warcraft Emptypor King Hoje à(s) 19:23

» Vou te comer
I - Warcraft Emptypor Scale Hoje à(s) 19:19

» Drake Fateburn
I - Warcraft Emptypor CrowKuro Hoje à(s) 17:06

» I - Justiça: Um compromisso obstinado!
I - Warcraft Emptypor Hammurabi Hoje à(s) 16:01

» A HORSE WITH NO NAME
I - Warcraft Emptypor Skÿller Hoje à(s) 14:40

» Pandemonium - 9 Brave New World
I - Warcraft Emptypor CrowKuro Hoje à(s) 14:32

» Vol 2 - The beginning of a pirate
I - Warcraft Emptypor GM.Milabbh Hoje à(s) 13:58

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
I - Warcraft Emptypor GM.Muffatu Hoje à(s) 11:09

» Steps For a New Chapter
I - Warcraft Emptypor Achiles Hoje à(s) 10:14

» Um novo recruta: o nome dele é Jack!
I - Warcraft Emptypor Arrepiado Hoje à(s) 08:30

» Em Busca do Crédito Perdido
I - Warcraft Emptypor PepePepi Ontem à(s) 23:55

» A Ascensão da Justiça!
I - Warcraft Emptypor CaraxDD Ontem à(s) 23:28

» II - Growing Bonds
I - Warcraft Emptypor Subaé Ontem à(s) 23:05

» O som das ondas é o meu chamado... Adeus, meu filho!
I - Warcraft Emptypor Takamoto Lisandro Ontem à(s) 23:04

» O catálogo continua, Baterilla a cidade da beleza
I - Warcraft Emptypor maximo12 Ontem à(s) 22:20

» Ep 1: O médico e o marinheiro
I - Warcraft Emptypor TerryBogard Ontem à(s) 22:18

» Viagem
I - Warcraft Emptypor Rangi Ontem à(s) 20:11

» I did not fall from the sky, I leapt
I - Warcraft Emptypor Moonchild Ontem à(s) 19:46

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
I - Warcraft Emptypor Fran B. Air Ontem à(s) 18:41

» 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!
I - Warcraft Emptypor Yami Ontem à(s) 18:24



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 I - Warcraft

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 77
Warn : I - Warcraft 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : Fishman Island

I - Warcraft Empty
MensagemAssunto: I - Warcraft   I - Warcraft EmptyTer 05 Jan 2016, 18:51

I - Warcraft

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Saigyouji Yuyuko. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
yaTTo
Soldado
Soldado
yaTTo

Créditos : Zero
Warn : I - Warcraft 10010
Masculino Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 23

I - Warcraft Empty
MensagemAssunto: Re: I - Warcraft   I - Warcraft EmptyTer 05 Jan 2016, 21:24



Their Aspirations



Havia finalmente chegado ao ultimo teste para se tornar uma valquíria, deveria retornar em segurança para sua ilha natal. Apesar de parecer uma tarefa simples e objetiva a garota não a via assim, e não era por nada, muitas garotas com a sua idade chegaram neste ponto e por ele ficaram. Contos de jovens que desapareciam depois de sua missão ou que chegavam faltando membros de seus corpos eram de fato comuns dentro do templo do saber, porem a musicista não se importava muito com isso, se ela tinha um objetivo, que não teria como fugir, iria o fazer mais rápido que com seus instrumentos poderia realizar. Parada em meio ao desconhecido ela observava o ambiente e permanecia estática ate que um sorriso se revelava em sua face - Pelo jeito as coisas continuam as mesmas, não é? Hahahahahaha - Loki demonstrava sua expressão característica e seu sorriso debochado e autarquista. - Pé direito para frente e o esquerdo o acompanha não é muito difícil.  - A jovem se mantinha em movimento agora, porem não era seu andar normal, seu jeito simples se transformava em algo despojado de classe. Seus olhos afiados procuravam, ou melhor, desejavam o caminho traçado pelos deuses em sua busca.

O astuto chegava a sua conclusão, iria ele encaminhar a garota em busca de uma loja de armas. Como de praxe não desejava conseguir ajuda de nenhum tipo de pessoa a sua volta, para Loki ser ajudado era como ter sua honra insultada e assim foi, deixando para trás os passos tímidos de garota ela se transformava em um ser veloz e corria por entre as possíveis pessoas e caminhos que ali estivessem até encontrar qualquer tipo de indicação de uma loja de armas, uma placa com símbolos ou simplesmente armas em vitrines já seria o suficiente para atrair sua atenção. Claro, ele não tirava os olhos e ouvidos das pessoas pelas quais passava, ele sabia que não portava qualquer tipo de item de valor e conseguir qualquer investimento para o futuro dos seres inferiores seria de vital ajuda para aquele projeto de valquíria em sua missão. Encontrando o local desejado ele se voltava a entrada, iria observar toda arquitetura do ambiente, apesar de parecer um ser ardiloso os seres superiores nunca tiveram qualquer tipo de contato com o mundo inferior e tudo aquilo era muito diferente dos que antes tivera visto antes. Sentiria o cheiro e se pudesse até mesmo o gosto. Logo um pequeno choque em sua cabeça, mesmo que estivesse sendo dominada por um de seus Deuses ela ainda continuava ativa em algum lugar de sua mente e sabia tudo que era realizado e até sentia os mesmos. Naquele momento uma nova divindade entrava no local de Loki - Eu sou Gerda, tenho um pedido a lhe fazer - Gerda agora assumia o papel, loki pareceu irritado, naquele momento ser inteligente era essencial pois em que lugar do mundo uma garota de pouca idade conseguiria uma arma sem levantar qualquer tipo de suspeitas? Loki era esperto, mas Gerda com certeza era mais inteligente. Conseguindo localizar o vendedor suas palavras desejavam ser acertadas para não estragar tudo logo no começo. - Infelizmente não disponho de muitos meios, contudo estou em uma jornada em busca de algo de vital importância. - Sua feição facial tentava invocar um pouco da beleza de Freyja, uma tentativa inutil, Freyja pareceu rir em seu interior. - Você teria como me fazer um belo desconto por uma de suas pistolas? - Aquela frase não vinha mais da mais inteligente, mas da mais sensual de suas personificações. Freyja assumia o papel de convencer aquele homem, uma tarefa fácil para a deusa da conquista certo? Ela iria utilizar de toda sua técnica de hipnose e ilusionismo junto de sua sensualidade, os olhos de uma criança podem ser muito fatais sendo atiçados de maneira correta. Ela desejava adquirir aquele armamento junto de suas respectivas balas de forma fácil e gratuita, um feito incrível não?

Conseguindo o que queria ela novamente se voltava ao mundo onde estava, colocaria sua nova aquisição guardada em um pequeno compartimento de seu vestido que deixava impossível a visão de pessoas ao redor. Agora finalmente teria sua fase de preparação concluída e estava pronto para sua aventura, ou quase isso. - Instrumento... - Aquela voz não partia de nenhuma de suas divindades, apesar de ser raro a garota pode a qualquer momento voltar a sua personalidade original, contudo prefere deixar que as outras realizem seu trabalho, a unica exceção onde ela resolvia demonstrar sua vontade era quando o assunto era musica. Mesmo sendo uma pessoa tímida e que não fala muito sua afeição pela musica era grandiosa e nela se encostava. Novamente se postava a buscar pela loja de instrumentos musicas, seus olhos estavam reagindo a seus sentimentos e estavam cada vez mais sérios e determinados. Conseguindo achar a loja de armas novamente Freyja tentava tomar sua frente, apenas tentava - Eu quero fazer isso sozinha - Exclamava a jovem e se mantinha em seu lugar. Adentrando na loja de instrumentos ela iria analisar cada material ali encontrado, seus olhos percorriam pelos possíveis instrumentos, observando seus acabamentos como também seus aspectos mais que físicos, mas sim emocionais para a mesma. Gostava tanto dos instrumentos de cordas como os de sopro e naquela oportunidade uma possível flauta poderia muito bem ser seu próximo amigo por enquanto. Antes que outra personificação desejasse se intrometer em seu negocio, ela logo retirava o valor necessário pelo instrumento simples e daria rapidamente para o vendedor agradecendo com um balanço de cabeça.

Sairia da loja rapidamente, conseguira tudo aquilo que desejava para começar sua aventura em busca de se tornar uma valquíria. Agora teria que arranjar algum dinheiro, apesar de ter asas em suas costas voar não era a melhor opção ate porque não poderia utiliza-las. Mas onde seria possível conseguir dinheiro rápido? Agora Loki voltava novamente a assumir seu corpo, ele sabia exatamente o que fazer - Iremos caçar. - O sorriso que estampava em sua face era de alguém que parecia ter disposição para matar em busca de seu objetivo. Rapidamente seu corpo começava a andar em direção do que aquela entidade estava em busca.
Objetivos e OBS :
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ninon
Civil
Civil
Ninon

Créditos : Zero
Warn : I - Warcraft 3010
Feminino Data de inscrição : 20/08/2014

I - Warcraft Empty
MensagemAssunto: Re: I - Warcraft   I - Warcraft EmptyQui 07 Jan 2016, 23:02

O Javali Negro


A difícil tarefa da jovem garota finalmente se inicia, havia sido lançada em uma ilha totalmente desconhecida, apesar disso, Saigyouji não mostra hesitação ou medo, apenas faria o que precisava ser feito, então uma de suas personalidade assumi o seu corpo, mostrando um sorriso enquanto diz algumas palavras, este é Loki. A garota começa a se mover, com o objetivo de encontrar uma loja de armas, mas as coisas não seriam tão fáceis como pode imaginar, percebeu que não se encontra em uma cidade, e sim em um imenso campo verdejante, que se estende até o horizonte, tanto para trás e quanto para ambos os lados, exceto para frente, já que adiante pode se ver claramente algumas montanhas. A paisagem verde é muito linda e o clima bastante agradável, o chão é repleto de flores de diversos tipos e o céu permanece bem azul, possui apenas algumas poucas nuvens que escondem o sol, a única coisa que a garota consegue ouvir com sua audição é o cantar dos pássaros que habitam aqueles vastos campos, adiante também consegue ver o que parece ser um pequeno lago ou rio que vai em direção à um conjunto de montanhas mais a frente.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Mas a garota nem sequer tem chance de seguir em frente ou decidir um novo rumo a seguir, pois percebe algo se aproximando, vindo da sua esquerda, ao prestar mais atenção vê que é um animal selvagem, um javali adulto, de pelagem preta e com um par enorme de presas não comum. Ele encara Saigyouji a aproximadamente dez metros de distancia, mantendo-se silencioso, não parece ser um javali qualquer, já que seu corpo é repleto de cicatrizes vermelhas, cortes que parecem antigos. A jovem garota também escuta outro som estranho, ruídos, mas não consegue identificar de onde vem ou o que é, isso deixa a situação mais tensa, combinado com aquela aparência intimidadora do javali.

Mas um assovio quebra o silencio que antes parecia inquebrável, um sujeito surge bem ao lado de Saigyouji de maneira extremamente furtiva, a garota pode até se surpreender, pois ele surge de uma maneira tão repentina, que nem mesmo alguns animais mais sorrateiros seriam capazes, sendo que até então não havia nenhum sinal de humanos no alcance do horizonte, por ser uma terra plana o surgimento deste indivíduo torna as coisas mais misteriosas ainda. Este sujeito encontra-se a apenas dois metros a direita de Saigyouji, é alto, algo por volta de 1,75 metros, suas vestimentas parecem simples, porém bem tático, com bastantes bolsas e coisinhas úteis, em relação a cor, o vermelho fica se destacando, mas o que também pode chamar atenção é o seu cabelo arrepiado de cor branca e a pistola alojada em sua mão direita. O sujeito dispara duas vezes em direção ao javali, o animal se mostra bem ágil e atento, corre desviando de ambos os tiros e se afasta do local de modo acelerado. - Droga! - Lamenta o atirador desconhecido, ao ver que errou. - Fugiu mias uma vez... - Ele então guarda sua pistola no coldre, preso na cintura e se volta para Saigyouji.

- Você está bem? - Ele parece bem descontraído e mostra um olhar desinteressado ao visualizar a jovem, não parece estar muito interessado em quem é a pequena garota, ao invés disso rapidamente volta seu olhar para a direção em que o javali fugiu e fica concentrado no horizonte, como se estivesse aguardando algo.


Javali:
 

Atirador:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Citação :
Aventuras que Narro:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras Pausadas:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Minhas Aventuras:

Em Breve
Voltar ao Topo Ir em baixo
yaTTo
Soldado
Soldado
yaTTo

Créditos : Zero
Warn : I - Warcraft 10010
Masculino Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 23

I - Warcraft Empty
MensagemAssunto: Re: I - Warcraft   I - Warcraft EmptyQui 07 Jan 2016, 23:58



Hohoemi no Kage



A sua volta nada encontrava que lhe lembrasse qualquer sinal de vida humana, ela estaria em uma ilha deserta? Imaginava a mesma enquanto Loki ainda perambulava por entre as flores sobre o campo até que algo chamava-lhe sua atenção. Um javali que não parecia muito amistoso fitava a garota e a mesma respondia, um movimento inconsciente, Loki tentava retirar sua pistola e se demonstrava uma ação inútil - Tsc - Bravejava o mesmo enquanto reparava a falta da existência de uma. Analisava o ser a sua frente, tinha vencido em um combate um veado a algum tempo, porem um javali era com certeza um ser mais astuto e feroz. O corpo do mesmo demonstrava marcas de batalha, talvez fossem de brigas por territórios com outros de sua mesma especie, ela imaginava. Contudo algo chamava sua atenção, um novo som, um conhecido som, era com certeza o som de um tiro que ia em direção do animal que escapava com exatidão. Não foram tiros ruins, ela pensava, talvez aquele animal era realmente algo com que ela não deveria lidar, por enquanto.

Ao seu lado um homem surgia, um ser de estatura e porte físico normal, porem suas roupas deixavam a jovem um pouco incomodada. Em sua ilha natal as pessoas apenas utilizavam três tipos de vestimentas e aquelas não eram nem de longe parecidas com as armaduras de batalha dos homens. - Onde você aprendeu a atirar? Em um circo? - Loki demonstrava seu sorriso característico enquanto dava pequenos risinhos ao observar a falta de pontaria do homem, ele queria ver as coisas em movimento. - Me arranje uma pistola e algumas balas que eu trago a cabeça daquele animal fraco para você. E não vai custar mais que uma quinquilharia se posso dizer assim. - Suas palavras tentavam incitar o jovem a lhe emprestar uma arma, não tinha qualquer tipo de defesa no mundo inferior e com certeza os demônios estariam esperando por essa oportunidade.

Conseguindo a arma analisaria ela o astuto, veria como eram suas propriedades e se não eram muito diferentes das armas encontradas em sua terra natal. Verificaria o peso, o formato e como eram feitas as munições. Tudo em ordem apenas colocaria as munições e com a arma ainda em punho se postava para o serviço - Eu não sou muito conhecedora das artes do rastreamento... - Falava Gerda naquele momento, apesar da ação de caçar ser muito apegada ao físico, o mental era talvez ainda mais importante. - Você me parece um habitante local, poderia me mostrar o caminho? - Requisitava pela ajuda do mesmo, apesar de loki não ser alguém atencioso com as pessoas Gerda exercia essa função. - A proposito qual o seu nome? - Talvez aquele fosse a pessoa que lhe ajudaria a sair daquela incógnita e ir adiante em sua jornada.

Não conseguindo realizar seu desejo por uma arma ela iria se mostrar interessada em abandonar aquele local rapidamente, apesar de ser uma lutadora criada pelo templo do saber lutar desarmada era contra uma das grandes regras e não poderia continuar naquele ambiente inóspito sem poder se defender. - Poderia pelo menos me indicar onde poderei achar a parte civilizada rapidamente? -

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ninon
Civil
Civil
Ninon

Créditos : Zero
Warn : I - Warcraft 3010
Feminino Data de inscrição : 20/08/2014

I - Warcraft Empty
MensagemAssunto: Re: I - Warcraft   I - Warcraft EmptySex 08 Jan 2016, 01:35

A jovem Saigyouji fica um tanto incomodada com as vestimentas do atirador, e mediante a situação, Loki não deixa de ser sarcástico. - Onde você aprendeu a atirar? Em um circo? - Essas perguntas são ignoradas pelo sujeito, que não da tanta atenção para a garota.

- Me arranje uma pistola e algumas balas que eu trago a cabeça daquele animal fraco para você. E não vai custar mais que uma quinquilharia se posso dizer assim. -

- É mesmo? - Ele mostra um pequeno sorriso, enquanto continua a fitar o horizonte. - Primeiro me insulta e depois pede minha arma? Isso é engraçado, vindo de uma tampinha que nem você. Como se uma criança fosse capaz de lidar com o famoso javali negro. -

Talvez a abordagem da jovem não tenha sido uma das melhores, e vendo que não teria o que desejava, a garota não vê outra alternativa a não ser deixar o lugar, mas antes faz mais um pedido ao sujeito. - Poderia pelo menos me indicar onde poderei achar a parte civilizada rapidamente? -

O sujeito coça a cabeça com os dedos da mão esquerda, enquanto inclina a cabeça para o lado, olhando em direção das montanhas.

- Há civilização após aquelas montanhas, porém é uma viagem um tanto exaustiva e perigosa, não que eu esteja preocupado com sua segurança, mas para sua sorte minha casa também fica naquela direção, então vou lhe guiar por parte do caminho, porém o restante você vai ter que se virar. -

Ele começa a caminhar com as mãos nos bolsos, indo na frente, Saigyouji vai acompanhando, pois aquele ambiente parece incomoda-la, ainda mais por estar desarmada, vão seguindo o lago por alguns instantes, mantendo-se em direção ás montanhas. Conforme foram se aproximando, a visão que antes estava encoberta por algumas nuvens vai se revelando, aparentemente há uma única casa no meio de todo aquele campo, casa da qual os dois não demoram a se aproximar.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Uma residência simples, feita de tijolos, com duas janelas e uma chaminé, além de telhado. Também há uma chamativa rota estreita que leva para o conjunto de montanhas, que agora não parece estar tão longe. O atirador e a garota param diante da casa.

- Ei tampinha, é só seguir por esse caminho e atravessar as montanhas que você vai sair exatamente na única cidade dessa ilha. Porém o frio que vai ter que enfrentar não é muito agradável, fora os vários perigos que você vai ter que enfrentar. - Apesar de negar, ele parece estar um pouquinho preocupado com a segurança da garota. - Também há outra alternativa, você pode circular as montanhas, ao invés de atravessa-las, porém isso irá levar mais tempo, a vantagem é que é uma opção mais segura... -

O homem se encosta na parede da casa, ao lado da porta, cruza os braços e observando Saigyouji fala mais algumas coisas.

- Você disse que é capaz de atirar melhor que eu, se puder me provar eu posso concordar em lhe dar uma arma, afinal mancharia minha fama mandar uma garota indefesa como você para uma jornada tão perigosa. - Ele retira a pistola do coldre e estende a mão direita, lançando o desafio à garota. - Acerte o alvo na chaminé e a arma vai ser sua. - Ao prestar atenção, é possível notar uma pequena garrafa acima da casa, equilibrada na ponta da chaminé, o motivo dela estar ali que é o mistério. O homem fica no aguardo da decisão que a jovem vai tomar, aparentando estar até mesmo um pouco ansioso.

Logo adiante, já no começo da rota, a região montanhosa começa, e diferente de onde estão, bem mais a frente, parece ser bem frio, inclusive, conforme foram se aproximando até agora, já deu para sentir uma pequena mudança climática.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Citação :
Aventuras que Narro:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras Pausadas:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Minhas Aventuras:

Em Breve
Voltar ao Topo Ir em baixo
yaTTo
Soldado
Soldado
yaTTo

Créditos : Zero
Warn : I - Warcraft 10010
Masculino Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 23

I - Warcraft Empty
MensagemAssunto: Re: I - Warcraft   I - Warcraft EmptySex 08 Jan 2016, 03:15



Kaze No Uta



A jovem não se rendia as respostas do homem, até porque sem suas personalidades exibidas ela não abria a boca por muito tempo. O caminho em busca de civilização se mostrava um tanto quanto mais rebuscado do que ela gostaria que fosse, porem seus objetivos eram mais fortes do que apenas um pequeno caminho tortuoso. Caminhava junto do homem, sempre atrás, apesar de o mesmo parecer sincero em suas palavras Loki ainda articulava suspeitas sobre o mesmo e parecia recolher sua presença. Chegavam cada vez mais perto das montanhas, apesar de que pareciam estar perto ao alcance de um simples toque a realidade era um pouco mais dura, teria que dar muito mais que alguns passos cansados.

Chegavam a casa do caçador, um local simples e de fácil acomodação pelo que ela percebia. Utilizavam de rochas e um material diferente para criar suas moradias e aquilo chamava sua atenção, em sua terra natal a unica matéria prima para esse tipo de investimento são a madeira e as copas de arvores. Conseguia avistar mais ao fundo a rota que deveria seguir mais a frente, contudo algo chamava sua atenção novamente, pelo jeito o atirador não era tão mal como Loki esperava, um sentimento de descontentamento surgia em sua mente. Ela recolhia a arma lhe entregue para o desafio, contudo aquelas mãos não eram mais controladas pela garota tímida e que não falava nada desde sua partida a pouco. - Eu poderia estourar seus miolos agora sabia? - Ela apontava a arma para a cabeça do homem e o sorriso do embusteiro Loki se mostrava presente - Estava brincando - Retirava a mira assassina e a dirigia para um alvo mais fácil como também inofensivo.

Sua mira agora era posta sobre o objeto e se concentrava em sua mira, fazia sua respiração acertar o mesmo ritmo de seu coração, sentia o vento que fazia no local, iria o analisar, qualquer tipo de vento mais forte ou mais fraco podem modificar a trajetória de uma bala perfeitamente posicionada. A força e a inteligencia ali se faziam juntos, Loki tinha cumprido seu trabalho e agora era o momento de Thor agir. Fechava seu olho esquerdo e com o olho direito mirava bem no meio da garrafa, colocava um pouco mais para cima para equilibrar com a queda da mesma e como um assovio da morte apertava o gatilho e lançava sua bala. Atingindo seu alvo propriamente dito ela voltaria a seu estado neutro, nenhuma de suas personificações tinham muito a fazer por ali por enquanto. Com cuidado e ate mesmo temerosa segurando a arma a entregaria para o homem esperando que a entregue formalmente, um tipo de ritual que tinha em sua terra natal, mas que para talvez aquele povo do mundo inferior não poderiam entender.

Recebendo a mesma de volta a colocaria em um local seguro junto das balas e estava no momento de partir em sua jornada. - O-o-o....Obrigada - Sua voz temerosa e inocente se revelava e com passos curtos mantinha seu caminho em direção ao que levaria pela forma mais fácil de completar sua missão, teria que chegar o mais rápido possível de volta em casa ou talvez não tivesse um povo a quem governar. Caso não recebesse a arma por falha de seu tiro iria agradecer do mesmo jeito a gentileza do homem e seguiria pelo mesmo caminho, não é porque tem o que temer que iria fazer naquele momento.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ninon
Civil
Civil
Ninon

Créditos : Zero
Warn : I - Warcraft 3010
Feminino Data de inscrição : 20/08/2014

I - Warcraft Empty
MensagemAssunto: Re: I - Warcraft   I - Warcraft EmptySex 08 Jan 2016, 20:35

Em frente à pequena casa, Saigyouji recebe a pistola, e controlada por uma de suas personalidades, a jovem aponta tal pistola em direção da cabeça do sujeito e diz algumas palavras.

- Eu poderia estourar seus miolos agora sabia? - O sujeito parece não ligar muito para a ameaça, visto que apenas continua com os braços cruzados e encostado na parede. - Estava brincando - Ele suspira fechando os olhos e cochicha algumas palavras. - Eu não seria morto tão fácil... -

A garota trava sua mira na pequena garrafa acima da casa, Thor assumiu o controle e faz todo um ritual, para acertar o seu alvo, sincronizando-se com o ambiente facilmente, e enquanto o vento assopra seu lindo cabelo, o som de um disparo ecoa pelos vastos campos. Um tiro certeiro, a jovem vence o desafio acertando o alvo em cheio, a garrafa cai dentro da casa, o atirador observa atentamente, embora não pareça tão surpreso. Saigyouji agora assumi seu estado natural, então tenta devolver a arma, mas o sujeito de fato não entende e apenas recusa.

- Fique com ela, vai precisar. Você atira bem, mas tome cuidado, não fique tão confiante. -

- O-o-o....Obrigada -

A jovem então guarda sua pistola recém-adquirida e parte em direção das montanhas, pegando a rota que lhe foi indicada como a mais rápida, se mostra bastante determinada enquanto segue em frente, e aos poucos vai se distanciando da casa. Conforme vai subindo aqueles morros e se aproximando das montanhas, percebe que elas não são feitas de neve como aparentou de longe, são montanhas normais, apenas algumas possuem o topo branco, mas tirando isso, foi tudo uma ilusão de ótica. Ao olhar para trás, a garota vê que o sujeito está parando de lhe observar e adentrando na pequena casa, agora restava continuar seu caminho, a estreita estrada acaba no que parece ser o começo de um caminho por entre as montanhas, algo como um tipo de vale ou coisa do gênero, Saigyouji segue por esse caminho, que é a sua única opção.

A caminhada por entre as montanhas se estende mais do que a garota imaginava, passa por volta de uma hora ou duas horas de caminhada, era difícil dizer com exatidão, o solo duro de pedra não ajuda muito e as pernas da jovem vão começando a ceder aos poucos, fora a a fome que surge se tornando um incomodo. Em compensação, o clima não é tão ruim, mas o cansaço vem a tona com força total, algo que claramente é um problema que precisa de solução, porém outra eventualidade acontece, o caminho parece chegar ao fim e agora só há como prosseguir caso escale alguma das montanhas que lhe cerca. Mas após observar bem, a jovem encontra a entrada do que parece ser uma extensa caverna de baixa iluminação, em uma das montanhas, mas é claro que escalar continua sendo uma opção viável, porém um tanto perigosa já que a jovem não possui habilidade em alpinismo.


Spoiler:
 


Seja lá qual escolha a garota tomar, nenhuma parece ser totalmente segura e o cansaço vai aumentando cada vez mais. Alguns ruídos vem do interior da caverna, mas não da para se identificar o que exatamente é, só que são ruídos estranhos.

Citação :
Arma Adquirida:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Revolver Simples
Dano: 10
Atributos: +1 Acerto
Level: 1
Mãos: 1
Ocupação: 1w
Quantidade de disparos: 8 balas (Mas você só possui 5 balas agora)

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Citação :
Aventuras que Narro:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras Pausadas:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Minhas Aventuras:

Em Breve
Voltar ao Topo Ir em baixo
yaTTo
Soldado
Soldado
yaTTo

Créditos : Zero
Warn : I - Warcraft 10010
Masculino Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 23

I - Warcraft Empty
MensagemAssunto: Re: I - Warcraft   I - Warcraft EmptySex 08 Jan 2016, 23:07



Kyuujitsu no Shifuku



A jovem recebia a pistola, como esperado a guardava em um local seguro e começava sua jornada. Pelo caminho ela esperava chegar um pouco mais cedo do que achava, um engano, andava por um tempo que nem mesmo sabia o quanto. Seus pés começavam a doer e seu corpo começar a ficar ofegante, contudo como esperava de uma geografia montanhosa estava esperançosa que o calor não fosse um problema, mesmo que não tivesse qualquer indicio de neve onde estava. Em pequenas pausas periódicas ela descansava um pouco e a fadiga de seu transporte ate aquele local finalmente se mostrava, fome e sede eram apenas o começo. Chegava ao que aparentava ser um grande paredão de rochas íngremes, escalar não era uma opção, não para ela. Analisava o ambiente, não poderia lhe ser indicado um caminho que não daria em lugar nenhum e assim concluía o mistério, a sua frente uma caverna de um cunho suspeito e amedrontador.

Afastava-se da entrada - Ainda não, devemos utilizar da sapiência. Primeiro acharemos comida e água depois retornaremos para nosso caminho. - Exclamava Gerda com seu tom inteligente, porem caçar não era nada muito familiar para aquela pessoa, talvez desejasse aprender um pouco mais sobre isso com o homem, mas agora a oportunidade tinha passado - Tsk - Bravejava a garota. Iria analisar o ambiente em que estava, pelo que via até aquele momento não existiam muitas arvores e tudo era mais parecido com um grande campo com exceção daquelas montanhas de cunho diferente. Será que realmente existia uma civilização ou aquele homem atrás era o único e brincou com uma pobre criança indefesa? Loki parecia irritado e sorridente ao mesmo tempo, era hora de agir.

Tentava com passos lentos não chamar muita atenção e se esgueirava por entre as possíveis vegetações locais em busca de pequenos roedores ou arvores que pudessem lhe render qualquer tipo de alimentação, seja por carne animal, ovos ou até mesmo seivas. Contudo procuraria primeiramente por um rio, lago ou qualquer nascente que lhe conseguisse retribuir um pouco de água doce para se livrar da sede. Conseguindo a água iria tentar achar qualquer tipo de objeto natural que conseguisse armazenar um pouco da mesma, não muito, mas o suficiente para pelo menos um dia, não sabia se aquele era um gigante continente ou uma pequena ilha e teria que garantir sua sobrevivência. Conseguindo ou não a água iria atrás da alimentação, iria preferir por coisas que não necessitassem de sua munição, observava que tinha poucas balas no cartucho e elas seriam de vital importância para o futuro.

Conseguindo ou não tudo que desejava iria se meter a entrar na caverna, tentar manter seu mesmo tom de serenidade e agilidade que atribuía a personalidade de Loki era lei naquele momento. Iria sempre antes de seguir em frente se manter perto das paredes e de qualquer tipo de cobertura que conseguisse esconder pelo menos um pouco de seu corpo. Antes de qualquer curva iria colocar apenas sua cabeça para fora e retirar rapidamente tentando ver se algo perigoso estava lhe esperando. Estando tudo certo ela prosseguiria avançando. Caso um inimigo surgisse seja ele humano ou animal era o momento de pensar em uma nova estrategia.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ninon
Civil
Civil
Ninon

Créditos : Zero
Warn : I - Warcraft 3010
Feminino Data de inscrição : 20/08/2014

I - Warcraft Empty
MensagemAssunto: Re: I - Warcraft   I - Warcraft EmptySab 09 Jan 2016, 15:02

Após um bom tempo de caminha, a situação se complicou, a jovem viu que a rota aparentava ter chego ao fim, mas não demorou para encontrar uma caverna, que talvez seja a continuação do caminho, mas o estado da garota não era o dos melhores, então Gerda assumiu seu corpo, e com sua inteligência definiu um bom plano a ser seguido, na verde bem simples, procurar por alimento e água antes de adentrar naquela estranha caverna, agir com mais paciência é a sua sugestão, pouco depois, Loki se manifesta, aparentando ter suas dúvidas em relação à dica que o atirador de antes deu, imaginando se de fato há civilização nesta direção ou se não foi tudo uma mentira.

Saigyouji então começa sua procura por alimento, se move de maneira sutil e atenta, mas apesar de ser um lugar relativamente grande, não há árvores ou sinal de vida animal, apenas algumas plantas rasteiras não comestíveis e rochas, quanto a água, consegue escutar o som de uma possível rio correndo, mas não consegue achar o local exato, pois as montanhas que lhe cerca impede a jovem de seguir o som. A única coisa que Saigyuouji consegue encontrar de útil e após bastante procurar, é uma ave não tão pequena e nem tão grande caída no solo, entre os matos, está morta e com um ferimento que parece recente, cortes, mas bastante profundas, algo feito por um outra animal ao que tudo indica, o estranho é que tirando este ferimento, não há nenhum sinal de mordida ou coisa do tipo, deixando o pássaro em bom estado apesar de tudo. A jovem então apanha o ave, mas não o come e apenas mantêm ele em suas mãos, enquanto agora sim se direciona para a caverna, na qual não hesita em adentrar.


Spoiler:
 

Carregando a ave morta, Saigyouji vai se aprofundando cada vez mais naquela caverna escura, fica próxima da parede e acaba encostando um pouco, é quando sente que estas paredes são bastante úmidas e até mesmo um pouco geladas, os ruídos que antes escutou não parecem mais existir, exceto por um, que ecoa por toda a caverna após a jovem já ter caminhado uns vinte metros.

~ Crack ~

Mas após isso, o silêncio continua a prevalecer e a garota chega a uma bifurcação, observa ambos os caminhos e vê que os dois são totalmente parecidos, porém, de um desses caminhos, vem um som familiar, a fome e sede não deixa a jovem raciocinar perfeitamente e ela segue nesta direção por instinto, que é o caminho da esquerda, e conforme vai avançando e se envolvendo mais na escuridão, o som vai ficando mais próximo e aos poucos vai dando para identificar o som de água, tal como o cheiro, os passos aceleram e por fim se depara com um buraco grande, por onde vê água caindo constantemente, uma cachoeira.

Spoiler:
 

~ Crack ~

O som de antes se repete, mas dessa vez um pouco abafado pelo som alto da cachoeira, ao olhar para trás, Saigyouji nota que algo vem se aproximando, escuta passos bastante apressados repetidas vezes, ficando cada vez mais alto, o que indica que algo está vindo correndo de modo acelerado, mas seja lá o que for, ainda não chegou onde a garota se encontra e vem de forma descontrolada, por isso, ela ainda tem um pouco de tempo para pensar no que fazer, adiante, a água caindo exerce bastante pressão atmosférica, todos aqueles sons misturados e o cansaço que a garota sente, podem acabar resultando em um certo desconforto, mas ela precisava ser forte se um dia quisesse ser uma valquíria.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Citação :
Aventuras que Narro:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Aventuras Pausadas:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Minhas Aventuras:

Em Breve
Voltar ao Topo Ir em baixo
yaTTo
Soldado
Soldado
yaTTo

Créditos : Zero
Warn : I - Warcraft 10010
Masculino Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 23

I - Warcraft Empty
MensagemAssunto: Re: I - Warcraft   I - Warcraft EmptySab 09 Jan 2016, 17:08



Russian Bodyguard



Seus esforços resultavam em encontrar um pássaro ferido por algo cortante, não era um banquete mas para quem não tem uma lanterna, um vaga-lume já é mais que o necessário. Mas o que poderia ferir um pássaro daquela maneira? Ela se intrigava um pouco, mas não era aquele momento em que iria deixar seus novos pequenos medos interferirem. Colocava o animal entre suas roupas, um local onde poderia armazenar pequenos objetos ou até mesmo uma presa morta. Como planejado adentrava na caverna, seus passos lentos procuravam pelo inesperado, as paredes estavam frias e sentia um arrepio passando por seu corpo. Talvez aquela não fosse a melhor ideia que tinha em muito tempo, talvez ter ido pelo caminho mais fácil e demorado fosse a melhor das opções. Ela caminhava por um tempo até se deparar com algo que lhe prendia por algum tempo, chegava a uma encruzilhada. Seus ouvidos sem prestar muita atenção já a levavam para um caminho sem volta, seus ouvidos também capitavam um barulho mais atrás, talvez algum animal selvagem porem não dava muita atenção.

Com passos mais rápidos finalmente chegava a fonte do barulho da água, um gigantesco buraco com uma cachoeira que parecia ir com velocidade, engolia em seco, novamente o barulho estranho atrás e ela começava finalmente a se preocupar com isso. Olhava para sua pistola, apenas cinco balas, talvez não fosse o bastante. Voltava-se novamente para a cachoeira e seu corpo pareceu amolecer, não por muito tempo, um sorriso característico se mostrava presente - Ora ora, não conseguia andar e agora não sabe pular? Que tipo de valquíria é essa? Talvez você não estivesse pronta afinal. - Loki assumia o corpo e começava com seus deboches. Andava de um lado para o outro fazendo pequenos barulho com a boca como se estivesse chateado com a mesma.

Olhando para trás ela conseguia ver algo finalmente se aproximando, o tempo estava acabando e sua decisão teria que ser feita. Aproximava-se do buraco e tentava olhar para baixo para ter alguma noção do que estaria encarando caso optasse por pular. - Uma boa vista não é? - Loki ria - Você nem vai sentir quando cair. - Ela ficava com metade do corpo para fora do buraco, segurava-se apenas pelas mãos. - Você não pode fazer isso. - Gerda assumia e erguia-se do buraco impedindo a ação de seu companheiro apressado. - Você está louco? Não podemos pular, iremos morrer! Escute a razão! - Ela sacava a pistola e apontava para o corredor escuro da caverna, ela teria que lutar. - Não escute essa covarde, vamos pule. - Loki assumia novamente e se dirigia ao buraco. A garota parava, as personalidades pareciam briga por controle - Parem com isso! - Gritava uma voz forte, as personalidades sabiam quem era e respeitavam. - Vocês parecem duas crianças brigando, nosso pai Odin ficaria furioso com isso. - Thor revelava-se e toda aquela confusão para qualquer um que estivesse de fora veria uma criança louca falando consigo mesmo em tons de voz diferentes. - Vamos criança decida. - Agora finalmente a dona daquele ser finalmente assumia o controle e parecia calma diante daquela situação. - Eu...é... - Sua voz tímida demonstrava sua falta de confiança apesar. - Vamos fazer os dois... - Dizia ela, erguia a pistola e apontava para o que estava por vir. Thor assumia o comando, para situações onde a mira era extremamente necessária aquela era sua vez de agir - Vamos lá... -

O espaço era pequeno e o que quer que esteja vindo não teria qualquer meio muito eficaz para escapar daquele local, ela teria que utilizar de sua vantagem de distancia pois ela se encontrava na mesma situação. Iria esperar até ter um pouco mais de visão de seu perseguidor, se fosse um animal selvagem ou um humano não importava iria analisar seu tamanho e velocidade. Não poderia ser muito grande visto que a caverna não tinha lá grande espaço para o mesmo. Se fosse do tamanho aproximado do javali que vira antes iria apontar para a direta do mesmo e esperaria por um momento em que fosse apropriado, concentrava-se, ouvia o som da cachoeira e a deixava lavar seus pensamentos desnecessários para aquele momento. Fazia sua respiração ir de acordo com seus batimentos, batimentos estes que tentava concentrar em um ritmo lento e uniforme. O momento chegava, logo dava o primeiro tiro, porem não o único, atirava para a direta do animal e em um mesmo movimento uniforme realizava mais dois em uma tentativa de trazer sua arma da direta para a esquerda. Três tiros ao todo, um na direta, um no meio e um na esquerda. Ela não desejava dar qualquer chance de esquivas laterais e com velocidade jogava sua arma da mão direta para a esquerda que mirava e atirava para cima tentando prever um possível salto.

Caso toda aquela saraivada de tiros não conseguissem completar seu objetivo esperaria pela ultima chance, iria esperar até que o animal estivesse bem próximo e tentaria um ultimo tiro na direção onde o mesmo estaria seguindo, esperava que talvez ele achasse que as munições estivessem acabadas por ali, dava um pequeno pulo para trás apoiando-se nas bordas do buraco. Se com todos esses tiros não fossem o suficiente para vencer seu inimigo só teria uma coisa a fazer - Que assim seja - Falava Loki ao largar as rochas, virava-se de costas esperando ver o que a estava perseguindo até o momento em que pulava - Orrevuá - Falava sentindo a possível ação da gravidade levando seu pequeno corpo para baixo em conjunto da água. Mesmo que não soubesse nadar tinha conhecimento que cair igual uma pedra não era a melhor opção viável então tentava manter seu corpo junto esperando pelo impacto da água. Sendo uma cachoeira que obviamente não teria começado naquele instante com certeza uma possível formação de água o bastante para assegurar sua sobrevivência a acolheria, talvez não gentilmente, mas seria o suficiente. Iria tentar sempre manter sua cabeça acima do nível da água e analisar o ambiente a seu redor, iria ter o cuidado de não deixar sua arma cair, perder o máximo que conseguia até agora não parecia muito esperto.

Observando tudo aquilo iria tentar nadar do jeito que achasse mais fácil possível, talvez a correnteza estivesse forte e ir para a borda não seria a melhor opção. Então tentaria se manter com a cabeça acima da água e como um cachorro iria tentar se manter no curso do mesmo até sua foz, talvez fosse o mar ou quem sabe algum local civilizado.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




I - Warcraft Empty
MensagemAssunto: Re: I - Warcraft   I - Warcraft Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
I - Warcraft
Voltar ao Topo 
Página 1 de 3Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: West Blue :: Toroa Island-
Ir para: