One Piece RPG
[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Bell Farest
[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Emptypor ADM.Noskire Hoje à(s) 19:25

» Helves
[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Emptypor ADM.Noskire Hoje à(s) 19:22

» Caçadoras Eternas: Almas entrelaçadas!
[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 18:53

» O Segredo de Um Ladrão
[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 18:11

» Art. 5 - The hunt is on
[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 18:10

» Cap.1 Deuses entre nós
[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Emptypor Thomas Torres Hoje à(s) 18:09

» The Hero Rises!
[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 17:21

» VIII - The Unforgiven
[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 17:10

» 11º Capítulo - Cataclismo em Skypeia!
[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Emptypor Far Hoje à(s) 16:17

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Emptypor K1NG Hoje à(s) 15:52

» Vol 1 - The Soul's Desires
[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Emptypor Arthur Infamus Hoje à(s) 15:41

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Emptypor Furry Hoje à(s) 13:22

» Seasons: Road to New World
[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Emptypor GM.Muffatu Hoje à(s) 10:55

» [FICHA] Sonny Delahunt
[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 10:10

» Sonny Delahunt
[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 10:09

» Capitulo II: Sangue e navalhas! O Golpe em Las Camp
[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Emptypor Oni Hoje à(s) 8:33

» Meu nome é Mike Brigss
[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Emptypor Oni Hoje à(s) 8:18

» Evento Natalino - Amigo Secreto
[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Emptypor Hisoka Hoje à(s) 3:24

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Emptypor Fukai Hoje à(s) 1:54

» [MINI-DoflamingoPDC] A pantera negra da ilha montanhosa
[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Emptypor Makei Hoje à(s) 1:53



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 [CF] Primeiros passos em uma nova estrada

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 10, 11, 12  Seguinte
AutorMensagem
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 68
Warn : [CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 27
Localização : 1ª Rota - Karakui

[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Empty
MensagemAssunto: [CF] Primeiros passos em uma nova estrada   [CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 EmptyTer 5 Jan - 12:08

Relembrando a primeira mensagem :

[CF] Primeiros passos em uma nova estrada

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) Civis Gregory W Ross, Kurihara L Riki e Yukimura Sanada. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Takashi Kiyoshi
Designer
Designer


Data de inscrição : 29/01/2015

[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: [CF] Primeiros passos em uma nova estrada   [CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 EmptySeg 18 Jan - 15:11







Takashi Kyoshi
O Atirador Psicopata



Diferente de antes que os marinheiros possuíam a vantagem, agora os criminosos é quem dominavam o lugar. A rua se encontrava deserta e apenas estavam presentes aqueles que formavam a confusão, era como uma arena de luta, uma luta que estava prestes a acabar.

  -PODEM VIR! HAHAHAHA! - Sorria a marinheira que parecia se divertir com a situação.

  Gregory, o primeiro boxeador, avançava na direção da mulher, que tentava um golpe baixo com o chicote, acertando-o na perna e logo após tentando outro alto, porém o mesmo conseguia segurar o chicote, ignorando a dor por causa das manoplas. A mulher agora não contava com o atirador para a proteger, percebendo então que aquilo não seria favorável para a mesma.

   -QUEBRA ELA, CABELO-CINZA!- Gritava o boxeador para o jovem de cabelos brancos.

  Bastou uma fala para que o menino até então ferido investisse na direção da mulher,efetuando um gancho na mulher, que graças a Gregory não conseguia escapar, sendo nocauteada. Apesar de desmaiada, Baker ainda achara que ela merecia mais, efetuando diversos disparos na mesma enquanto a mulher caía no chão.

  -Vocês...criminosos...Pagarão.No fim...morri...fazendo...o que... eu gosto!Ha...Ha...Ha...! - Dizia a mulher em seus últimos suspiros, enquanto demonstrava sentir dor e fechava seus olhos com um sorriso.

  Enquanto isso, Meiko rapidamente pegava a mulher do marinheiro e a engatilhava, apontando para o mesmo e dando ordens para que ele evitasse movimentos.Apesar do homem ter ficado imóvel, a jovem Kazumi retornava e cravava sua espada no peito do homem, que morria instantaneamente.

  -Marines merecem um destino muito pior... Da próxima não hesite em atirar. - Dizia a ruiva para a garota com um sorriso -Seu pé... Precisa de cuidados ou teremos que amputar.

  Após o final da batalha, os jovens se encontravam feridos a procura de uma médica, que era Kazumi. Ela observava seriamente o ferimento da menina, percebendo a bala alojada em seu pé. Assim como a menina, todos ali se encontravam feridos, alguns igualmente baleados, outros com cortes. No lugar não havia rum nem nada que pudesse servir de primeiros socorros. Caso fosse feito os primeiros socorros sem algo que fosse forte o suficiente como rum, a ferida poderia infeccionar, piorando o estado da menina. Dentro da loja de armas claramente haveria espadas e fogo, de alguma forma.

  -Precisamos tratar isso, mas sem um kit vai ser impossível, acho que é melhor cortar o pé fora. - Dizia a ruiva enquanto apoiava a menina em seu ombro e a ajudava a se levantar e andar.

  Dentro da loja, o lanceiro usava o balcão para bloquear a entrada abaixo  e procurava uma lança pelo local, porém todas estavam quebradas, talvez houvesse ocorrido em meio a confusão. Um esqueiro foi encontrado dentro das vestes da menina e com isso o menino estava pronto para se retirar da loja.

  Lá dentro tem um túnel com destino incerto. - Apontava o menino para o carpinteiro - Ai, rola aquela troca de favores? Eu preciso de um navio.

  -Sou Gregory W. Ross, o homem que se tornará uma lenda nos mares. Qual seu nome?Ah, lembrei agora. Carpinteiro, construa um navio para mim. - Dizia Gregory para o carpinteiro.

- Moleque, você não tem mais o que fazer não? Eu sou um Carpinteiro Assassino, em uma missão.Matar o dono de um estaleiro e também carpinteiro, que afundou a minha vida em um mar de trevas.Lá provavelmente tem bastante embarcações, se você quiser poderá rouba-la, Sr. Pirata! - Respondia o carpinteiro.

No momento, o carpinteiro começava a caminhar sozinho em direção ao porto, acompanhariam os criminosos ou ficariam ali e tratariam de seus ferimentos?


Tags
EDC: Atirador - ONDE: Wars Island - FUNÇÃO: Médico - POST: 004

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alek
Pirata
Pirata
Alek

Créditos : 1
Warn : [CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 09/06/2013
Idade : 22
Localização : Penumbra - 5ª Rota

[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: [CF] Primeiros passos em uma nova estrada   [CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 EmptySeg 18 Jan - 18:57




O Filho Único

"Chaotic."



~ Navio... Eu também preciso de um, aliás, posso navegar um. ~ Encararia os infames que se agruparam por ali, e haviam ajudado a pôr um fim ao embate. Fixaria os olhos em cada um deles, um a um, perguntando-me se poderia confiar em suas habilidades. - Você lutou bem antes. - Diria, virando-me ao boxeador que havia segurado o chicote da marinheira, erguendo a mão destra e cerrando-a em um punho, pondo-a erguida horizontalmente a frente de meu corpo, à disposição para que o garoto a tocasse, sentindo dor caso ele o fizesse. - Argh. - Tocaria ao ombro ferido com a outra mão, apertando-o como que para encerrar a dor e abaixando o braço após o cumprimento. - Acho que... - Olharia em volta, fixando aos olhos da ruiva que alertava quanto ao pé da outra garota.

- ... Todos nós precisamos de tratamento, pelo visto... E você? Se feriu? - Questionaria, com certo tom de preocupação em voz. Havia prestado atenção no que a garota dissera anteriormente, e de fato seria complicado executar qualquer tratamento sem ferramentas para tal. - Você sabe onde encontrar alcool e essas coisas? - Perguntaria ao boxeador loiro, enquanto que, após ouvir qualquer sugestão, lançaria a minha própria, direcionando-me à ruiva. - Deve ter algo útil na loja, podemos esperar se você quiser ir dar uma olhada.

De resto, esperaria que a garota fizesse o que muito provavelmente sabia fazer, e, ao ter o que precisasse, seguiria a sugestão de destino que fosse dada pelo loiro.








____________________________________________________

[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Falas da Mao
Falas da Aggy
Falas de Players Aliados
Falas de NPCs Aliados
Falas de Inimigos




RIP:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Wander
Pirata
Pirata
Wander

Créditos : 17
Warn : [CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2013
Idade : 22
Localização : Não sei :D

[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: [CF] Primeiros passos em uma nova estrada   [CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 EmptySeg 18 Jan - 19:21

- Não me mate, Daniella -

A adrenalina me ajudava a seguir em frente, com cabeça erguida, cenho franzido e olhos bem abertos, o rosto estampado com a fúria. Meu corpo estava rígido, e eu continuava buscando o fim da luta sem piedade. Mas quando a marinheira caia, meu espirito tremia e meu corpo arrepiava. Sim... derrotamos a sargento. Comecei a trilhar meu caminho na pirataria com grande estilo. Após a luta, apresentei-me ao outro boxeador e depois levei um fora do carpinteiro assassino, mas em troca recebi uma dica de como conseguir o que queria. Aquilo era bom... De certa forma, foi um bom começo.

- Olha... Quanto aos medicamentos, não sei onde consegui-los. Talvez em alguma loja medicinal. O álcool podemos encontrar em um bar... Conveniente, não? - Responderia calmamente ao questionamento do quatro-olhos, com um semblante sério.

Estava tão focado antes que, inesperadamente, pude enfim perceber com minha boa audição o canto de anjos no meio do campo de batalha. Com os olhos brilhando e boquiaberto, eu segui a voz e encontrei as duas com meu olhar. - QUE... - Meu corpo amoleceu e minha expressão mudou para o oposto do que estava durante o conflito. - ... LINDAS!!! - Me senti como um papel, com o vento me carregando até elas. Entrelaçaria meus dedos e iria até elas, saltitando como uma criança. Meus ferimentos ardiam, mas não tanto quanto a chama que havia acendido em meu peito. Estava empolgado e desejava ter aqueles aliados como companheiros, principalmente aquelas duas. - Ela se feriu nos ajudando? Droga, como não vi vocês lutando? Se eu tivesse visto, acabaria com qualquer lixo que tentasse tocar em vocês! RUMF! - Rosnava, com um olhar flamejante. - Agora... Quanto ao rum... Por que não vamos comemorar essa vitória em um bar? Lá poderemos cuidar dessa belezu... Quer dizer, tratar dessa garota. - Diria em um tom alto, para que todos ouvissem a proposta. Em seguida, riria sem motivo, tentando passar confiança para as senhoritas antes que elas me tachassem de pervertido, assim como todas as garotas que conheço em Briss.

Ao avistar o atirador seguindo sozinho ao porto, gritaria. - Ei, espera! Carpinteiro! Calma cara, por que não vem com a gente comemorar essa vitória num bar? Depois eu prometo que vou com você enterrar a cara desse estaleiro no chão! HAHAHA - Convidaria ele a se juntar a nós, afinal, se fossemos ser aliados agora, ele também deveria vir.

De qualquer forma, com ou sem o atirador eu iria até algum bar ou taverna que eu conhecesse em meu tempo convivendo na ilha, mas antes eu me aproximaria da garota com o pé ferido. - Sou o menos ferido... Então desculpa mas não posso deixar de te ajudar. - Passaria a mão esquerda em suas costas para envolver meu braço nessa região e depois apoiaria meu outro antebraço na dobra dos seus joelhos, e em seguida a ergueria. - YOSH! Vamos nessa. - Meus olhos cintilariam de alegria e estaria corado a partir daí. Morderia meu lábio inferior, contendo meu sorriso de alegria e então seguiria até o destino carregando-a em meus braços.

____________________________________________________

Falas
Pensamentos
Esquizofrenia (Fantasia)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] |[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

RIP:
 

Titulo Internacional:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Meiko Matsunaga
Civil
Civil
Meiko Matsunaga

Créditos : Zero
Warn : [CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 18/06/2013
Idade : 28
Localização : Baterilla

[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: [CF] Primeiros passos em uma nova estrada   [CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 EmptySeg 18 Jan - 23:28


Para minha sorte parecia te alguém ali que estava preparada para tratar do meu ferimento, uma estranha que chegou depois de a batalha ter terminado, e já chegou eliminando o marinheiro que eu havia derrotado.

-- Eu apenas não queria dar a chance dele fugir depois de eu errar... não sou lá muito boa com armas de fogo... – Eu falei em resposta ao que havia sido dito pela mulher, que logo se voltava para tratar dos ferimentos que eu e os demais ali haviam recebido durante o combate. Eu imaginava se ela era conhecida dos demais, principalmente se considerando que ela apareceu de lugar nenhum, era bem provável que eles fossem companheiros, talvez membros da mesma tripulação. Isso seria muito conveniente, uma vez que no momento eu estava mesmo procurando por um bando ao qual poderia me juntar. Eu apenas ficava parada enquanto ela me examinava,

-- Espera aí, como assim amputar? – Eu respondi ao que havia sido dito pela desconhecida, com uma expressão um pouco assustada e surpresa, realmente não esperava que um ferimento daqueles exigisse uma amputação. Se bem que já havia ouvido muitas histórias de piratas sem alguma perna, mão ou olho, e seria interessante criar um substituto. – Talvez eu possa fazer uma perna mecânica, com um rifle embutido... isso seria legal...  – Pensava em voz alta, já imaginando eu dando chutes e disparando rajadas de tiros contra os inimigos, até que este não seria um cenário tão ruim.

Não parecia que haviam achado as ferramentas que ela pediu para tratar do meu ferimento, então provavelmente não haveria a oportunidade dela me curar. Isso me deixava um pouco preocupada, afinal ela havia dito que se não tratasse logo poderia ter que cortar o membro fora, mesmo que este prospecto ainda me animasse um pouco. No final das contas ela me oferecia ajuda para ficar de pé e me locomover, enquanto o resto das pessoas ali discutiam o que fazer em seguida, e pelas suas apresentações eu podia imaginar que realmente pretendiam se tornar piratas, algo bem vantajoso para mim, se bem que um deles realmente parecia soar um pouco como um pervertido.

-- Acho que ir até um bar realmente seria bom... Imagino que deva ter rum para ajudar no meu machucado, e com o de vocês, claro... Ah, e me chamo Sofia Schwarz, futura pirata. – Eu dizia para estes, aproveitando para me apresentar, e para minha surpre sa um dos sujeitos avançava para mim,  e literalmente me erguia em seus braços, me carregando. Eu rapidamente me virava para e falava, com face vermelha de vergonha e de raiva também, pois até parecia que ele estava tirando proveito da situação. – Ei, calma aí, eu sei andar por conta própria, só estou com ‘um’ dos meus pés machucados, não precisa disso... E, eu vim aqui para comprar uma arma, uma foice... alguém aí não pegou uma na loja? – Falava, só agora me lembrando da razão de eu estar ali, ao mesmo tempo que tentava fazer o sujeito me descer, e depois seguiria com os demais, apenas depois de ter pego a arma que queria ali.    

____________________________________________________

- Fala - Narração - Pensamento - Outros –
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Akane Kazumi
Pirata
Pirata
Akane Kazumi

Créditos : Zero
Warn : [CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 05/01/2014
Idade : 23

[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: [CF] Primeiros passos em uma nova estrada   [CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 EmptyTer 19 Jan - 1:35


Uma grande reviravolta no final das contas. A jovem médica não teve que sujar as mãos, muito, já que os demais infratores haviam dado cabo de uma sargento apenas os 3 sem a ajuda dela e isso era admirável. Observou o homem de cabelos cinza enquanto ouvia as palavras da garota a qual examinava o pé e acabava por soltar um meio sorriso de canto enquanto a outra fantasiava sobre uma perna mecânica e armamentos que podiam ser embutidos na mesma.

- Não faço transplante de próteses mecânicas, lamento. Se amputar ficará sem pé, apenas. - disse ela friamente olhando para a ferida da garota e ficando de pé logo em seguida.

Olhava para os demais, vendo que o Carpinteiro já se distanciava dos outros enquanto foi surpreendida pelo tal Gregory que se aproximava tanto dela quanto da outra moça de forma completamente diferente da que havia mostrado antes, ao invés de um homem sério e forte que estava pronto para brigar agora ele parecia apenas um bobo apaixonado. Arqueou a sobrancelha encarando-o enquanto cruzava os braços ao ver que ele pegava sua paciente no colo. Pouco tempo antes havia falado sobre onde encontrar rum e ferramentas medicinais para tratar das feridas. Parando para analisar notou que a moça não era a única ferida, na verdade todos estavam feridos, inclusive ela. Ouvia então a voz do rapaz de cabelos brancos e o encarava mais uma vez.

- Fique tranquilo... Eu sou médica, minha prioridade é tratar vocês, depois cuido de meus próprios ferimentos. - disse fria, mas esboçando um sorriso de canto novamente enquanto mantinha os olhos fixos nos dele. - Mas Obrigada por se importar.

Ela concluiu a frase caminhando em direção à loja, tinha a intenção de adentrar o local primeiro e ver se encontrava algum kit de primeiros socorros, afinal toda loja deveria ter pelo menos um. Caso encontrasse guardaria consigo e usaria para cuidar dos ferimentos da outra garota assim que chegassem à algum lugar tranquilo. Talvez o tal bar mencionado por Gregory não fosse uma má ideia. Se não conseguisse encontrar o kit, sairia da loja da mesma maneira, ainda cogitando a tal passagem mencionada pelo outro rapaz, o tal túnel, mas guardaria para si por hora, tinha outras prioridades no momento.

- Mostre o caminho para o bar... Gregory. - diria ela passando pelo rapaz tomando a frente sem olhar para trás. - à Propósito, Shiroi-kun... Acredito que vocÊ seja o único que não tenha se apresentado ainda. - diria ela dirigindo a palavra ao rapaz de cabelos brancos sem se virar para olhar para ele, apenas pararia o percurso cruzando os braços abaixo dos seios.

____________________________________________________

Fala - "Pensamento" - Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryuza Ying
Pirata
Pirata
Ryuza Ying

Créditos : 13
Warn : [CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 05/02/2012

[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: [CF] Primeiros passos em uma nova estrada   [CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 EmptySeg 25 Jan - 16:41

Finalmente toda a confusão tinha sessado, a rua estava deserta e os arruaceiros enfim podiam respirar aliviados e pôr os pensamentos em ordem sobre o que havia acontecido ali. Seis indivíduos totalmente desconhecidos entre si, que devido a ambições individuais ou a históricos de vida acabaram por si unir para lutarem contra pessoas da lei. O resumo do acontecido era de 8 mortos, sendo dois inocentes vendedores de armas, cinco oficiais da marinha e um qualquer que havia causado toda a confusão. Os dois demais que deram início a briga estavam desmaiados no chão, inconscientes e feridos.
Dentre um grupo, uma Ceifadora sem foice com um dos pés baleado, um boxeador com um ombro ferido, também por uma bala, uma espadachim médica sem equipamentos para ajudar os demais, ferida de raspão na coxa direita por mais um projétil, outro boxeador, este por sua vez, tarado e não muito ferido. Por fim, um lanceiro desanimado, ferido na perna por uma lamina de espada.

O pervertido Gregory foi com todas... bem, não todas... As boas intenções, ajudar Sofia, ele já estava com a garota em seus braços a içando do chão quando a garota em um súbito susto reagiu. – Ei, calma aí, eu sei andar por conta própria, só estou com ‘um’ dos meus pés machucados, não precisa disso... – Antes que ela pudesse concluir sua frase Gregory devido ao esforço da luta e dos ferimentos recebidos, junto a resistência oferecida pela garota, acabou vacilando e deixando que a mesma caísse de seus braços de cara no chão... – E, eu vim aqui para comprar uma arma, uma foice... alguém aí não pegou uma na loja? – Dizia ela depois de se levantar mancando, tão perplexa com o que tinha acabado de acontecer que nem sabia ao certo como proceder a não ser concluir o que vinha dizendo.

Enquanto essa cena ocorria, Akane adentrava a loja de armas, saltando a vitrine destruída já que a porta estava sendo bloqueada pelo balcão... Estratégia esperta aquela... No interior do estabelecimento se estabelecia a total bagunça, cacos de vidros espalhados por todo o local, armas quebradas pelo chão, capsulas de balas etc... Fez uma rápida busca por um kit de primeiros socorros no local, mas só encontrou frustração, não havia nada lá que lhe pudesse ser útil, não tinha outra escolha a n ser ir para o tal bar.
Enquanto saía da loja, era seguida pelo lanceiro de cabelos ruivos, mancando com uma perna ferida, ele entregava uma foice à Sofia, olhava para todo o resto do grupo, com uma expressão apática, dava as costas e se retirava a passos lentos do local.

- hehehehehohohohoh... – Uma risada ecoava pela rua deserta, chamando a atenção daqueles que já se dirigiam para o bar mais próximo.
Um velho de bengala caminhava na rua, baixinho, meio corcunda, com uma capa cobrindo seu corpo e um capuz envolvendo seu rosto em trevas, mesmo àquela hora do dia, somente sua grande barba emaranhada e branca poderia ser vista pelos integrantes do grupo.
O velho passava por eles, ignorando todo o caos daquele local. – Vocês não deveriam sair por ai... Gritando seus planos... Após terem feito uma bagunça dessas... – Uma breve parada, naquele caminhar leitoso. – Os capas azuis estão vindo... – E seguiu o seu caminho, sem dizer mais nada.

Após aquela estranha situação, Kurihara, Akane e Sofia seguiram Gregory por alguns minutos até um bar em uma zona menos movimentada da cidade, a rua do bar mais se parecia com um beco, escura devido a construções que se estendiam de ambos os lados, com latas de lixo espalhadas pelos cantos, o odor desagradável de urina e bebidas que besuntavam o chão daquele local.
Ao adentrarem por uma porta típica de bares do velho oeste perceberam que, apesar do local onde estava localizado, o bar era melhor do que o esperado. Com cerca de uns 15 metros de lado a lado, e uns 10 da entrada até as paredes do fundo, com diversas mesas circulares espalhadas pelo meio do local, e mesas retangulares nos cantos, na frente deles era visível um grande balcão com uma grande seleção de bebidas atrás do mesmo. No balcão se encontrava um velho de cabelos grisalhos e aparência rude, limpando um copo com um lenço branco, o velho os encarava com olhos fumegantes.

O bar estava praticamente vazio, exceto por um grupo de 4 pessoas que se localizava num canto direito ao fundo, no escuro, conversando baixo entre eles. No lado oposto havia uma escadaria que levava para o primeiro andar, provavelmente a moradia do velho.


Olarr:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

>>narração<<
||pensamento||
::Minha fala::
**Fala da Fantasia**


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Wander
Pirata
Pirata
Wander

Créditos : 17
Warn : [CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 05/07/2013
Idade : 22
Localização : Não sei :D

[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: [CF] Primeiros passos em uma nova estrada   [CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 EmptySeg 25 Jan - 17:49


Embora tivesse posto minhas emoções de homem naquela ajuda, realmente me doía ter derrubado-a e depois ter que vê-la seguindo por si mesma até nosso destino. Me remoía por dentro, lamentando por não ser tão forte a ponto de segurá-la, se nem isso eu consegui, como eu esperava chutar a bunda dos comandantes da marinha? Era um sinal do além de que eu precisava me fortificar se quisesse ser mesmo um pirata lendário e pegador. Aquilo tudo era de certa forma vergonhoso para mim, mas fazer o que... Sempre fui ruim em ganhar o coração das mulheres. Mas era triste pensar que um anjo poderia ter criado ódio por mim.

Seguimos até o bar que eu lembrava e, quando entramos, encontrei um ambiente diferente do que eu esperava. Imaginava que seria um ambiente com mais frequentadores, com muita bebida e animação. Até o balconista parecia morto como o recinto, com sua aparência de terceira idade. Realmente não sei por que aquele foi o primeiro bar que me veio em mente para meu encontro com as duas moças.

- Procurem uma mesa, eu pegarei as bebidas. - Dizia, um pouco mais sério que antes. Os acontecimentos de antes e o clima inóspito daquele bar tinham me afetado de certa forma.

Seguiria lentamente até o balcão, tentando usar minha boa audição para ouvir a conversa aquele grupo no canto do bar, apenas por curiosidade. Em seguida, assim que estivesse em frente ao barman, ergueria a mão para cumprimentá-lo brevemente. - Duas garrafas de rum. - Seria direto e já colocaria o dinheiro necessário em cima do balcão. - Ei... Por acaso eu conheço você? Por algum motivo eu lembrei desse estabelecimento enquanto caminhava pelas ruas, talvez só uma memória vaga. - Perguntaria enquanto esperava pelas garrafas, assumindo uma postura séria, pois com minha má fama sempre é bom desconfiar das coisas. - Mais uma coisa... Sabe me dizer por que existem marinheiros na ilha? Se não me engano, o QG da ilha foi destruído há um tempo, e o capitão dele fugiu para Baterilla... - Questionaria, curioso para saber o que estava rolando na ilha. O velho não havia me contado nada sobre movimentações da marinha na ilha, o que me surpreendia ao ver aqueles marinheiros agindo de prontidão para conter a confusão formada por mim.  

Depois de conseguir qualquer resposta por parte do dono do estabelecimento, pegaria as garrafas e pediria por quatro copos, para então seguir até o grupo de baderneiros. Deixaria o rum e os copos em cima da mesa, entregando para que eles pudessem fazer o uso que quisessem. - Então... Como já disse várias vezes, me chamo Gregory Winterfell Ross. Poderiam me dizer pelo menos seus nomes? Estou curioso para saber sobre vocês... - Pegaria uma cadeira para me sentar junto deles, enchendo um dos copos com a bebida. - ... Principalmente o motivo de terem se envolvido com tudo aquilo. - Esperaria suas respostas enquanto bebia a primeira dose de rum em meu copo.

____________________________________________________

Falas
Pensamentos
Esquizofrenia (Fantasia)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] |[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

RIP:
 

Titulo Internacional:
 


Última edição por Wander em Qua 27 Jan - 2:13, editado 2 vez(es) (Razão : Por que sim.)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Akane Kazumi
Pirata
Pirata
Akane Kazumi

Créditos : Zero
Warn : [CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 05/01/2014
Idade : 23

[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: [CF] Primeiros passos em uma nova estrada   [CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 EmptyTer 26 Jan - 12:34





Minha busca pelo tal kit de primeiros socorros para o pé de Sofia tinha sido sem sucesso, por esta razão voltei frustrada, mas não me deixava abater por algo assim, apenas precisava dar um jeito de encontrar um e cuidar dos ferimentos dela antes ficassem piores e eu realmente tivesse que amputar seu pé, algo que eu não queria fazer, ainda que tivesse dito aquilo.

O cara da lança e o atirador deixaram o grupo, não sabia ao certo porque já que tínhamos trabalhado tão bem juntos, mas não importava, aos meus olhos notava que ao menos Gregory e o rapaz de cabelos brancos tinham planos interessantes, um queria ser um pirata, o outro mesmo que eu não tivesse visto muito sobre ele, passava um ar de inteligência, um homem estratégico e perspicaz ao ponto de se meter com uma sargento da marinha e ainda sair vivo. "Segurança, Autoconfiança excessiva e o jeito de um verdadeiro manipulador. Ta na cara que não presta, mas se é inimigo dos Marines, é meu amigo", pensava eu enquanto o observava.

A situação seguinte foi bem estranha e me deixou desconfiada. Aquelas palavras proferidas pelo velho deixariam qualquer um com bom senso assustado, mas eu não sabia o significado da palavra bom senso, pelo menos não sabia quando o assunto eram os "capas azuis" que presumia serem os mesmos malditos homens da lei que tanto se orgulhavam do que faziam. Resolvi apenas ignorar aquelas palavras, se os Marines nos queriam, que viessem nos buscar se conseguissem é claro.

Chegando ao bar mantive-me alerta, olhei disfarçadamente na direção das pessoas que estavam no canto direito no escuro tentando ver se conseguia distinguir a fisionomia de algum deles, mas não fiquei encarando por muito tempo. Visto que o lugar estava muito quieto e calmo, procuraria uma mesa para nós quatro e me dirigiria até lá, puxando uma cadeira e me sentando sem esperar pelos demais, cruzaria então os braços diante o peito e observaria discretamente os outros, sempre de canto de olho. Assim que Gregory chegasse com as bebidas me serviria de um copo e tomaria um gole, já não estava mais aguentando ficar sem álcool no organismo, precisava daquilo com urgência.

Olharia para meus recém-adquiridos companheiros e fitaria um por um antes de dizer qualquer coisa. Apenas sorriria de canto por um segundo e fecharia os olhos tomando mais um gole da bebida antes de responder à pergunta de Gregory.

- Akane Kazumi, de Baterilla. Simplesmente odeio Marines. - tomaria um gole da bebida após dizer isso. - Pais assassinados, torturada pelos defensores da lei, coisas do tipo se é que querem saber. Se uma confusão envolve Marines, não importa sua conduta ou como agem, não são dignos de confiança e por isso merecem a morte. - diria encarando Gregory por mais um instante com a mesma frieza de sempre antes de tomar mais um gole de bebida.

Concluiria minha frase desviando o olhar e passeando os olhos pela mesa alternando entre Sofia e o cabelo branco, estava curiosa sobre aqueles dois, já que a garota tinha entrado na confusão por acidente e ele tinha sido o grande arquiteto que havia gerado toda a trama. Sorri de canto aguardando as demais respostas enquanto ainda não deixava de pensar sobre os ferimentos deles. Assim que todos se manifestassem me levantaria da mesa e iria até o balconista do bar tranquilamente.

- Com Licença, sabe onde posso arranjar um kit de primeiros socorros na cidade? - diria o olhando nos olhos.

____________________________________________________

Fala - "Pensamento" - Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Objetivos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alek
Pirata
Pirata
Alek

Créditos : 1
Warn : [CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 09/06/2013
Idade : 22
Localização : Penumbra - 5ª Rota

[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: [CF] Primeiros passos em uma nova estrada   [CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 EmptyTer 26 Jan - 16:59




O Filho Único

"Chaotic."



Andávamos por uma parte da cidade que eu particularmente nunca estivera antes. Ruas fechadas, sujas e fedorentas. Em um dos cantos, um bar de entrada peculiar, o qual parecia ser o bar que Gregory tinha em mente. ~ Um gosto estranho.~ Se não fosse a situação, talvez eu nunca tivesse entrado em um local como aqueles. Durante boa parte da minha vida eu permaneci em casa, trancafiado junto de minha familia e brincando com os primos, ou mesmo ajudando no treinamento das futuras empregadas. Quando os di Lut morreram, fiz dos hotéis minhas residências, e nunca havia tido a oportunidade de adentrar num bar. Era um acontecimento único, e, porém, estranho.

Procuraria sentar à alguma mesa, verificando qual seria escolhida pelos outros companheiros e os acompanhando. Com a mão destra, puxaria a cadeira na direção oposta da mesa, conseguindo espaço para, em seguida, sentar, e só então me aproximar novamente da mesa. Manteria-me em silêncio, porém, deixando que os outros iniciassem suas conversas quando todos já estivessem acomodados. Manteria a mão destra por sobre o ombro esquerdo ferido, e tentaria não fazer tantos movimentos que me fizessem sentir a bala alojada.

- Bebidas? Hahah... Eu não... - Começaria, com um sorriso sem graça caso um deles chegasse trazendo bebida, mas não concluiria a frase. A verdade era que, apesar de nunca ter bebido algo de teor alcoolico antes, não iria querer acabar com o clima caso eles se sentissem mais à vontade bebendo.

Pegaria, portanto, um dos copos vazios, preenchendo-o com o líquido na garrafa e deixando o recipiente em frente ao meu corpo, à mesa, sem tocá-lo, apenas para me enturmar. Fitaria os novos companheiros aos poucos, conforme fossem se apresentando. Todos pareciam ser interessantes, principalmente o Gregory e a ruiva.

- Kurihara di Lut Riki. Se escreve com os Kanjis de Carvalho, Único, Rigidez e Poder - Começaria dizendo, ao fim das apresentações de todos os outros. - Único sobrevivente dos nobres di Lut, que viveram nessa ilha. Meu avô mantinha a família com tráfico humano, pelo visto. Os marinheiros estavam inclusos na lista de clientes. Mas o Governo deve ter visto na família um risco em potencial e os exterminou. Um cristão, com medo da punição de seu Deus, me salvou. O Medo me salvou, hahah. - Sorriria, achava engraçado como tudo aquilo soava irônico. Por fim, completaria. Tinha a intenção de passar meus pensamentos àquelas pessoas para saber se havia concordância de ideais. - O Medo move as pessoas. A destruição e a morte causam o medo...

Minha respiração ficaria ofegante, com batidas frenéticas e compassadas, então, levando a mão ao copo à minha frente - até então intocado - seguraria-o, entrelançando-o com a mão destra, erguendo-o e levantando aos lábios para descer boa parte do líquido de uma só vez pela garganta. O gosto horrível queimando meu interior, numa sensação mista de nojo e euforia, agitação. Pousaria, por fim, o copo sobre a mesa.

... - Vocês já ouviram falar do Senhor do Caos?









____________________________________________________

[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 >
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Falas da Mao
Falas da Aggy
Falas de Players Aliados
Falas de NPCs Aliados
Falas de Inimigos




RIP:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Meiko Matsunaga
Civil
Civil
Meiko Matsunaga

Créditos : Zero
Warn : [CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 10010
Feminino Data de inscrição : 18/06/2013
Idade : 28
Localização : Baterilla

[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: [CF] Primeiros passos em uma nova estrada   [CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 EmptyQua 27 Jan - 0:35


-- Ouch! – Eu falava, caindo de cara no chão quando me livrei da ‘ajuda’ oferecida por aquele sujeito, aquilo foi bem doloroso e eu esfregava o meu nariz com a dor, mas eu conseguia me erguer com algum esforço meio destrambelhada, usando o sujeito que me havia deixado cair como suporte uma vez que ele parecia parar em estado contemplativo por um momento. Parecia que mal havia encontrado algumas pessoas interessantes, e já iria se separar de algumas delas, não que realmente pudesse sentir tristeza com aquilo, mal conhecia os dois que saíram de cena, e provavelmente se estavam deixando o lugar desta forma não eram do tipo de pessoa que acharia agradável de qualquer forma, mesmo que um tenha sido bem gentil de me entregar uma foice, que usava como apoio enquanto andava.

Eu tentava manter o passo com o grupo à medida que seguiam para o tal bar, também pelo fato do aviso do velho homem, afinal não estava em condições muito propícias para lutar, e imaginava se algum deles conhecia aquele sujeito. O lugar aonde íamos parar era bem maltratado, sem dúvida um lugar que precisava de um pouco de água e sabão para ficar mais limpo, eu não podia deixar de pensar como alguns lugares da cidade podiam estar naquelas condições enquanto algumas pessoas mantinham mansões ricamente adornadas e jardins imensos bem cuidados, sem dúvida era o tipo de visão que me fazia borbulhar com raiva. Eu seguia através do lugar sujo com cuidado para não deixar meu pé próximo do chão, afinal não precisava ser uma médica para saber que deixar minha ferida perto de todo aquele lixo não era uma boa ideia. O bar em si não era algo tão horrível, até era bem cuidado se considerando a localização, mesmo que eu nunca fosse muito do tipo de frequentar bares para realmente saber se era melhor ou pior que os bares nas zonas mais nobres da ilha.

-- Não, obrigada, eu já sou distraída de costume, acho que beber não seria uma boa ideia. – Eu falei, enquanto me acomodava em uma cadeira na mesa escolhida pelo grupo, sentando com as pernas cruzadas para manter meu pé longe do chão e segurando a foice do lado direito um pouco torta, e recusando a bebida que o companheiro me oferecia, em parte imaginando se ele não estava tentando me embebedar, até o momento não havia me dado uma boa impressão. Eu olhava ao redor, reparando se as pessoas prestavam muita atenção no nosso pequeno grupo, principalmente considerando a forma como entrei no bar, com uma foice de muleta e pulando em um pé só, eu deveria ser uma visão bem incomum naquele lugar.

-- Nossa, vocês dois tem histórias bem melhores que a minha... – Eu digo, deixando os outros a mesa fazerem suas apresentações antes de prosseguir com a minha, e me sentindo um pouco tímida após ter ouvido a história dos dois, que realmente era um pouco mais dramática que a minha, imaginava. – Meu pai era um homem pobre, ele se apaixonou por uma mulher rica, eles fugiram e formaram uma família, minha mãe traiu ele com um amigo que era um pirata e queria ser um revolucionário... meu pai entregou o amigo para a marinha, e fugiu comigo e meu irmão deixando minha mãe sem nada em Baterilla. Depois meu irmão se apaixonou por alguém rica e poderosa, ela roubou a família e fugiu e pôs a culpa toda no meu irmão, que foi parar na prisão aonde deve estar apodrecendo, meu pai foi despedido, mas conseguiu outro emprego com ajuda de uma pessoa humilde, e eu decide me tornar uma pirata... – Eu dizia, enquanto o sujeito de cabelos cinzas tomava um longo gole de bebida, soltando tudo de uma vez só, sem fazer uma pausa para respirar, me pareceu um bom resumo para toda a minha vida, e preferindo não adicionar o evento recente envolvendo o assassinato de minha mãe... por mim.

– E, para mim, o medo é uma das formas usada pelas pessoas nobres e poderosas para dominar o mundo, e a marinha é uma ferramenta que usam para trazer esta ferramenta à tona, pelo menos é o que acho. – Completava minha apresentação, apenas deixando clara minha opinião em relação ao que os outros dois haviam dito antes, e então me virava para Kurihara imaginando se um só copo havia sido suficiente para ele ficar bêbado. – E não, nunca ouvi falar deste tal Senhor do Caos. Mesmo que o nome me pareça legal... – Falava, olhando enquanto Akane, que parecia ser a doutora de plantão na mesa, ia falar com o dono do bar, esperando que para procurar o que faltava para cuidar do meu pé, que ainda me incomodava um bocado.


____________________________________________________

- Fala - Narração - Pensamento - Outros –
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ryuza Ying
Pirata
Pirata
Ryuza Ying

Créditos : 13
Warn : [CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 10010
Masculino Data de inscrição : 05/02/2012

[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: [CF] Primeiros passos em uma nova estrada   [CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 EmptyQua 27 Jan - 12:57

O grupo de recém conhecidos chegava ao bar indicado por Gregory, que nem sabia o porquê de ter ido aquele local já que não se lembrava direito de como era, na verdade ele só tinha uma vaga lembrança de que ali havia um bar, não se lembrava de como era ou quem era o dono, nada do tipo.
- Procurem uma mesa, eu pegarei as bebidas. – Disse o líder temporário da expedição, e assim os demais o fizeram. Akane tomou a liderança indo até uma das mesas redondas acerca de uns 5 passos de distância do bar, e a uns 10 de distância dos outros presentes, que estavam no canto, conversando em em voz baixa, muito baixa, até mesmo para que a boa audição de Gregory pudesse perceber o que falavam.

Foi seguida pelo megalomaníaco Kurihara, que neste momento, já não possuía nada de bom em sua aparência, o tiro que havia recebido no ombro tinha aberto uma grande ferida por onde agora saia muito sangue, maior parte de sua roupa, agora possuía uma cor rubra, seu tom de pele branco, conseguira ficar ainda mais branco, a dor já se espalhava do ombro para as demais regiões do corpo, sua visão demonstrava turbidez. Se sentou sentindo um alivio por não mais precisar sustentar o peso de seu corpo com suas pernas.

Por último veio a distraída Sofia, aos tropeços enquanto mancava, sentou-se desajeitada, seu pé doía muito, latejava como se fosse explodir a qualquer instante, a caminhada fez forçada fez com que perdesse muito mais sangue do que teria perdido caso tivesse permitido que Gregory a carregasse, assim como o boxeador de cabelos brancos, ela também estava meio zonza, sem conseguir organizar os já desorganizados pensamentos.

A espadachim estava muito melhor que os dois demais, mas agora, devido ao sangue já ter “esfriado” em seu corpo, também começava a sentir incomodo na sua coxa direita, o ferimento sangrava, não tanto quanto os demais, mas o suficiente para sujar a sua perna. Ela observava os companheiros de mesa, os analisando, e chegava a conclusão de que precisavam ser tratados de imediato.

Enquanto isso, Gregory que se encontrava em frente ao velho barman, tinha a sua conversa na tentativa de reunir informações.
- Duas garrafas de rum. – O velho o encarava por alguns segundos, em seguida virava de costas e pegava, na estante de bebidas, duas garras opacas e se voltava entregando as bebidas. – 10mil berries... – Sua voz era rouca e severa.
- Ei... Por acaso eu conheço você? Por algum motivo eu lembrei desse estabelecimento enquanto caminhava pelas ruas, talvez só uma memória vaga. – O homem o encarava, continuando a limpar os demais copos da mesa, sem lhe dizer uma palavra sequer, Gregory podia perceber, além da grosseria do homem, que realmente o conhecia de algum lugar, mas não conseguia se lembrar de onde.
- Mais uma coisa... Sabe me dizer por que existem marinheiros na ilha? Se não me engano, o QG da ilha foi destruído há um tempo, e o capitão dele fugiu para Baterilla... – Finalmente havia conseguido tirar do homem aquela expressão severa, o velho sorria de forma sarcástica, abaixava a cabeça, escondendo o rosto por alguns instantes, e depois levantava, falando em voz baixa.
- Me surpreende alguém conhecido como você não saber do que está acontecendo na ilha... – Fungou o barman. – O QG da ilha será reconstruído. Depois de tanto clamor da população devido ao crescente crimes, piratas e revolucionários que se instalou por aqui... – Fez uma pausa e se curvou sobre o bar na direção do aspirante a pirata. ]– Mas isso é o que eles querem que a população acredite, a verdade, é que um nobre está vindo para a ilha, um dos grandes, a essa altura já deve ter chegado na verdade. Veio conhecer as beldades de nossas modelos, e a esposa dele, certamente veio PELOS modelos. Com sua influência ele conseguiu fazer com que a marinha e o governo mandassem homens de volta para cá, mais para a proteção desse nobre do que pela importância da ilha... – Voltou a posição normal.
- Idiotas! Esse cara já tem uma guarda própria enorme, os famosos capas azuis... – Dessa vez o velho não falava mais com Gregory, e sim com ele mesmo.
Conseguindo o que queria o boxeador loiro retornou para a mesa com a bebida e os copos, e 10mil B$ mais pobre, e assim, deram início às apresentações, iniciada pelo mesmo. Foi seguido por Kurihara, que começou a contar sua história, era perceptível o seu transtorno, sua voz rouca, sua mão começava a tremer, ele piscava os olhos fortes como se estivesse sofrendo com visões que não conseguia se livrar, o sangue em suas mãos lhe causava repulsa, como se não pertencesse a si mesmo, e sim aos seus parentes mortos, sua cabeça começou a doer, e com muita dificuldade, conseguiu concluir a história, mas ainda estava em choque.

Foi seguido por akane, que passou pelo mesmo, as memorias que vinham a sua cabeça, a frustração, o sentimento de impunidade e inferioridade, não tinha o que era necessário para salvar aqueles que amou, os sonhos que possuía, ideias fúteis de um futuro com a família, se misturavam com a dor da perda e o ódio pelos causadores daquilo. Estava a ponto de colapsar, mesmo com seu temperamento calmo tentando compensar isso, mas só conseguiu ser salva pelo sabor ardente do rum que descia por sua garganta, sua mão tremia tanto que derramou alguns gotas da bebida na mesa enquanto a levava até a boca de forma desesperada, babou ao ingerir a bebida, mas por fim se acalmou.

Sofia observava sem entender o que estava acontecendo, mas mesmo assim, prosseguiu contando sua história, agora meio acanhada, pela dor e sofrimento que seus mais novos companheiros haviam passado.

A médica por fim se levantou, tropeçando, e foi até o barman.

- Com Licença, sabe onde posso arranjar um kit de primeiros socorros na cidade? – O velho o encarava e depois olhava para trás dela, quase que apontando com os olhos, se akane se virasse, perceberia quem ela e seu grupo haviam deixado um rastro de sangue no chão do bar.
- Se você não percebeu mocinha... Isso aqui é um bar, não um centro de informações ou hospital... – A encarou fixamente e deu as costas indo até outro lado do balcão, se abaixando e pelo som, revirando algumas coisas. Retornou com coisas em sua mão e jogou sobre o balcão. – Vocês irão limpar a bagunça que fizeram. Isso é um bar da periferia, brigas e sangue são comuns, mas logo meus clientes vão chegar, e no início do dia. O bar sempre esta limpo.
Em cima do balcão se encontrava uma agulha curva com uma linha negra, esparadrapos, retalhos e pano branco, limpos, uma pinça e uma pequena tesoura cirúrgica.


histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

>>narração<<
||pensamento||
::Minha fala::
**Fala da Fantasia**


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




[CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: [CF] Primeiros passos em uma nova estrada   [CF] Primeiros passos em uma nova estrada - Página 5 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[CF] Primeiros passos em uma nova estrada
Voltar ao Topo 
Página 5 de 12Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6 ... 10, 11, 12  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: South Blue :: Briss Kingdom-
Ir para: