One Piece RPG
O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [Kit] Silver Ash
O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Emptypor rafaeliscorrelis Hoje à(s) 20:53

» O Log que vale Dois Bilhões de Berries
O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Emptypor Blum Hoje à(s) 20:48

» Seagull Newspaper - A alegria floresce em Parthenon.
O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 20:39

» O que me aguarda em Ponta de Lança? Espero que belas Mulheres, hihihi
O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Emptypor Pippos Hoje à(s) 20:09

» [mep] Luna
O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Emptypor lunabrag Hoje à(s) 19:46

» [mini-luna] Afiando
O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Emptypor lunabrag Hoje à(s) 19:44

» Tony Redstorm
O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Emptypor Dante Hoje à(s) 18:26

» Ep 1: O médico e o marinheiro
O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Emptypor Rangi Hoje à(s) 18:22

» 2° Versículo - Return in Peace!
O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Emptypor ADM.Kiodo Hoje à(s) 17:59

» Sonny Delahunt
O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Emptypor Shogo Hoje à(s) 17:31

» [FICHA]Zeus
O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Emptypor Thomas Torres Hoje à(s) 17:02

» Making Wonderful Land a Real Wonder
O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Emptypor Achiles Hoje à(s) 16:18

» Ler Mil Livros e Andar Mil Milhas
O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Emptypor Kyo Hoje à(s) 16:00

» Lilith BlackWater
O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Emptypor Skÿller Hoje à(s) 15:50

» Ato 157: Se eu quisesse tua opinião, Eu tirava na Porrada
O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Emptypor K1NG Hoje à(s) 15:04

» Ato III: Not Fast but Furious
O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Emptypor Yamazaki Raizo Hoje à(s) 14:36

» Pandamonio, Vol 1 - Rumo à Grand Line!
O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Emptypor DarkWoodsKeeper Hoje à(s) 12:16

» X - A vontade de um Rei
O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Emptypor Kekzy Hoje à(s) 12:09

» [Mini-DarkJohn] O começo de algo
O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Emptypor DarkJohn Hoje à(s) 11:34

» Mess in Grand Line: The Red-Haired Arrived
O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Emptypor Akise Hoje à(s) 10:13



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 O preço do Sangue - Começo!!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 8 ... 13, 14, 15, 16  Seguinte
AutorMensagem
Roy Collins
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Roy Collins

Créditos : 17
Warn : O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 23/11/2012
Idade : 23
Localização : East Blue - Loguetown

O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 EmptyTer 5 Jan - 0:03

Relembrando a primeira mensagem :

O preço do Sangue - Começo!!

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Civil Saitan Vlad. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Olá, Convidado seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Yami
Super Nova
Super Nova


Data de inscrição : 28/11/2011

O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 EmptyQua 4 Maio - 16:16

Mudança de planos.

Rumo à cidade do Início e do Fim.


Tudo, para nada. Não que a tarte havia sido uma perda completa de tempo... Mas não estava nem um pouco contente com a nova mudança de planos. Apertava o papel com certa fúria, mas não esboçando reação maior em minha face. Minha face não se alterava pela união de duas forças opostas. De um lado, estava frustrado sim. Havíamos pensado e tido o trabalho de colher informações e tudo havia sido inútil, mas também compreendia o quanto aquilo agilizava nosso serviço. Irmos para LogueTown e termos que acabar com o casamento fazia com que tudo tivesse que ser muito mais rápido, ou seja, uma ação muito mais direta do que planejávamos. Apoiava o papel na mesa com uma expressão quase morta, com meu olhar rubro e "caído" da mesma forma de sempre, repassando a carta em seguida para o próximo, até que todos lessem e tivessem suas próprias conclusões.

Ia pensando enquanto isso, ouvindo as palavras de Vlad e seu olhar animado pelo sangue. Olhava para ele, tentando pensar um pouco mais com a cabeça do que com os bolsos. - Só preciso de uma garantia maior que isso vá dá certo. Não me importo em arriscar minha vida, mas não pretendo ser preso. - Respondia, de forma direta e fria. - Mas a cabeça a premio ainda respira e a garota, ainda está longe de nossas mãos. A missão ainda está de pé. - Dizia, olhando para os outros, para ver se concordavam com a minha afirmativa. Muitos poderiam interpretar aquilo como a brecha para fugir de tudo aquilo ainda de mãos limpas, mas duvidava que os ruivos decepcionariam...

Esperava todos analisarem e darem seus votos ali. Obviamente eu preferiria que todos acompanhassem o plano, mas não julgaria caso resolvessem desistir agora. Apenas assentiria com a cabeça caso algum deles aproveitasse a brecha e fosse embora, dando assim um adeus ao ruivo do temporário grupo. Caso, porém, ficassem, sorriria de forma simples, acreditando por um momento que, talvez, apenas talvez, aquele grupo pudesse ser algo além daquele contrato... - Muito bem. O navio sairá às 22h, o que nos dá umas 4 horas para o horário marcado. Podemos tentar capturar mais um procurado por aqui nesse tempo disponível, caso achem que dê, ou podemos simplesmente ir e aguardar a hora chegar. - Dizia, dando as opções que estavam em minha mente agora.

De qualquer forma, LogueTown seria o próximo passo. A cidade do Rei dos Piratas, onde o fluxo de pirataria ainda era enorme. Apesar dos esforços da marinha, sabia que o lugar estava repleta de recompensas baixas e sonhos gigantescos. Talvez fosse um bom lugar para apanhar uma boa quantia em dinheiro e continuar avançando após ali. Era uma mina de ouro para os recém-chegados e, juntando com mais nossos outros tipos de serviço, sabia que nos daríamos bem na cidade do Início e do Fim. Era empolgante, ao mesmo tempo que era tão assustador. Sabia que o nosso futuro brilhava como moedas de ouro. Só esperava que não fosse moedas de ouro banhadas em nosso sangue.





Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hanzo
Civil
Civil
Hanzo

Créditos : Zero
Warn : O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 13/07/2012
Idade : 28

O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 EmptySex 6 Maio - 0:31



Mudança de Correnteza!!
Player: Kront X Aventura: 1 X Post: 24 X Posts sem fumar: 0 X Ficha: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Assim como um clima pode mudar repentinamente nos mares, nosso futuro também, ambos são incertos. Até o início da noite pretendíamos, a partir das informações adquiridas por Kamui e Aaron, causar um alvoroço no leilão de escravos que aconteceria mais tarde. Porém, um simples papel entregue pelo barman mudara tudo, à medida que os companheiros iam lendo começava a imaginar que era uma coisa completamente inesperada. Vlad sorria discretamente, já Aaron apertava bruscamente aquele papel com uma expressão indecifrável no rosto. Assim que o pegava em mão, entendia perfeitamente o que estava acontecendo. Sarah e sua filha estavam indo para Loguetown, aparentemente conseguira o casamento, aquilo que McGarden temia. O homem enviara, junto a carta, cinco passagens em um navio de confiança. O sentimento de poder estar sob um navio novamente trouxe uma sensação agradável, perdera as contas de quantos dias não navegava, isto estava começando a deixar-me deprimido.

~ Parece que temos um casamento para ir. Eu não quero perder essa festa por nada. ~ sorriria maliciosamente.

Vlad e Aaron concordavam comigo, a missão ainda continuava a mesma, somente a distância de nosso alvo mudara, tudo isto somente deixava a caçada mais interessante. Tínhamos quatro horas até o horário de partida para a Loguetown, o pequeno ruivo sugerira que gastássemos nosso tempo procurando algum pirata. Não achava isso uma boa ideia, além de achá-lo teríamos ainda que matá-lo, se fosse um fujão como Félix Barion as coisas poderíamos ficar complicadas. Qualquer atraso, a embarcação sairia sem nós e, se esse fosse o caso, estaríamos oficialmente desistindo do contrato.

~ Não acho uma boa ideia caçarmos mais alguém, quatro horas é pouca coisa. Se perdermos o navio, já era. ~ daria uma forte tragada no cigarro e expeliria a fumaça para o ambiente. ~ Por mim, iria até a embarcação. Nunca se sabe o que ou quem podemos encontrar até lá. A noite é escura e cheia de terrores. Assim como aqueles que nela habitam. ~ daria a última tragada no cigarro e o apagaria na mesa.

Dessa forma, ouviria a opinião dos demais companheiros ruivos e os acompanharia se fosse o caso. Ficara tão empolgado com a possibilidade de navegar novamente que não via a hora de ouvir o som das ondas, o cheiro característico dos portos, a infinidade azulada no horizonte e a visão de várias embarcações lado a lado onde cada uma tem sua própria história.



Histórico:
 


____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Midnight
Tenente
Tenente
GM.Midnight

Créditos : 72
Warn : O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2010
Idade : 23

O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 EmptyDom 8 Maio - 11:36


The guilty that devours
Its going to be your ruin
De certa forma já tínhamos um acordo para o plano, ou melhor, achava que estava tudo certo. Nosso plano seria provocar um incêndio naquele teatro e estaríamos feitos, que pena que não aconteceria assim, ao ver aquele garçom se aproximar com sua devida anunciação já tinha em mente que coisa boa não era – bingo !

Horas de planejamento e queimação de neurônios para nada, apenas ficava em um grande desgosto mas não reclamava, me deixava soltar um pouco mais na cadeira e pousava a mão sobre a espada passando o dedo pela empunhadura, sequer sacava mas passava perto desse desejo, pensava um pouco então na proposta lançada pelo outro assassino e minha resposta era obvia mas o que me preocupava eram outras coisas.

- Ei, vocês não acham que tem algo estranho nisso ? Um navio INTEIRO a mando dele e sequer um elemento ali que possa abrir a boca ? Vamos lá, dentre 300 homens com certeza um vai abrir a boca isso se o outro ruivo que estava com a gente já não tiver aberto antes, eu vou com vocês mas esse plano é muito mais suicida que o outro.

Dito minha opinião largava a espada segurando a empunhadura para o lado com certa força, um meio de soltar a frustração, estava animado com o plano em que poderia talvez cortar alguém com certa felicidade. “ Bem, não temos mais opções não é ? “ – Pois bem, já vamos para o navio ? Assim podemos ficar de olho nas coisas.





Template by [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

"Pague o preço do seu karma e aceite-o."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ravenborn
Illuminati
Illuminati
Ravenborn

Créditos : 56
Warn : O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 08/11/2014
Idade : 20

O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 EmptyQua 11 Maio - 16:28

To the Harbor!



- Muito bem. O navio sairá às 22h, o que nos dá umas 4 horas para o horário marcado. Podemos tentar capturar mais um procurado por aqui nesse tempo disponível, caso achem que dê, ou podemos simplesmente ir e aguardar a hora chegar. - Aaron dizia, uma vez que a maioria já tinha decidido que seguiriam com o contrato, que acabaria por levá-los até Loguetown. Como tinham de seguir Sarah para impedir o casamento arranjado que preparara para a filha, Stella, os ruivos não podiam perder muito tempo: o navio partiria às dez, e mesmo que ainda tivessem quatro horas até lá, eles teriam de preparar tudo que fosse necessário com rapidez. Do contrário, eles podiam acabar perdendo o navio, e isso significaria o fim do contrato - e dos dezoito milhões que faltavam da recompensa, é claro. Não acho uma boa ideia caçarmos mais alguém, quatro horas é pouca coisa. Se perdermos o navio, já era. Por mim, iria até a embarcação. Nunca se sabe o que ou quem podemos encontrar até lá. A noite é escura e cheia de terrores. Assim como aqueles que nela habitam. - Kront lembrava bem. Se tinham decidido seguir com aquilo, tudo o que menos poderiam querer seria colocar tudo a perder por causa de um simples atraso.

- Ei, vocês não acham que tem algo estranho nisso ? Um navio INTEIRO a mando dele e sequer um elemento ali que possa abrir a boca ? Vamos lá, dentre 300 homens com certeza um vai abrir a boca isso se o outro ruivo que estava com a gente já não tiver aberto antes, eu vou com vocês mas esse plano é muito mais suicida que o outro. - Kamui dizia, deixando clara a sua opinião. Ele não estava errado - de fato, os novos termos do contrato deixavam ele muito mais arriscado, apesar de que ele entendeu alguns pontos de maneira ligeiramente errada: no navio, haviam sim, pessoas de confiança de Michael. No entanto, eram apenas alguns poucos, que estavam lá para certificar-se de que os ruivos continuariam ou não a sua "missão", e prontos para receber as próximas ordens de seu mandante. - Pois bem, já vamos para o navio ? Assim podemos ficar de olho nas coisas. - ele finalizava, enfim, sugerindo que começassem a se mover logo. Agora, restava apenas a iniciativa: se queriam ir até o navio, o seu destino certamente era o porto de Shells Town, que abrigava todas as embarcações (ou sua maioria) que resolviam aportar na ilha, por qualquer que fosse o motivo.

E por falar no porto...

Um vampiro que carregava em suas costas belas asas negras caminhava na direção do mesmo, depois de deixar a loja na qual conseguira adquirir uma arma e munições sem o mínimo esforço - apenas utilizando-se de sua habilidade para manipular outras pessoas. Passava por todo tipo de gente enquanto caminhava na direção do local, e as reações pareciam ser sempre as mesmas; os mais pobres o olhavam como algo de outro mundo, e os mais ricos, estranhavam o seu par de asas ao mesmo tempo que invejavam as suas muito bem escolhidas vestes. Ao passar pelo centro comercial da ilha - que àquele horário já começava a atrair uma enorme quantidade de pessoas, que agora já não tinham mais medo de acabar se envolvendo numa confusão com um certo alguém. Os boatos se espalhavam rápido, e a maioria já sabia que Felix Barion tinha sido capturado e morto por caçadores de recompensas. Algumas pessoas ainda cuidavam de limpar a bagunça deixada pela batalha do dia anterior, algo que podia acabar chamando de leve a atenção do Nosferatu.

Uma vez que ele tivesse chegado ao porto, veria a grande quantidade de navios que se encontravam no mesmo - eles eram de todos os tipos, tamanhos e cores, além de que certamente cada um deles tinha uma finalidade diferente para estar aportado na ilha. Talvez fosse justamente essa diversidade e aleatoriedade que fizesse dos humanos uma espécie tão interessante - cada um deles era um ser único, que diferia em algo de todos os outros que existiam, mesmo eles sendo tantos a caminhar sobre a face da Terra. E por falar nessa diversidade, quando estivesse procurando por suas presas pelos arredores, com seus afiados olhos carmesim, ele poderia acabar vendo algo um tanto quanto...singular. Um, dois, três, quatro...quatro ruivos, com cabelos da cor da mais vermelha das chamas, todos juntos, como se estivessem ali reunidos pelo próprio destino. Vermelho, vermelho, vermelho, vermelho. Vermelho como o sangue que Vladimir ali buscava. Não podia ser uma coincidência, podia?


OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hanzo
Civil
Civil
Hanzo

Créditos : Zero
Warn : O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 13/07/2012
Idade : 28

O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 EmptyQui 12 Maio - 23:25



Rumo a Loguetown!
Player: Kront X Aventura: 1 X Post: 25 X Posts sem fumar: 1 X Ficha: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Todos concordamos com o prosseguimento da missão, o destino estava traçado para Loguetown e o objetivo continuava o mesmo, apesar de que não enxergava andamento no último citado. Pensamos e desenvolvemos juntos vários estratagemas, mas não tínhamos avanço para completar nosso objetivo. A vida de Sarah estava cada vez mais longe, em diversos sentidos da palavra.

~ Então...vamos até o porto. ~ levantaria da mesa e acompanharia o grupo para fora de Grand Drings.

Olharia sobre o ombro e respiraria profundamente. Seria essa a última vez que veria esta fachada? Não planejava voltar para Shells Town, a menos que tivesse um grande motivo para isso. Assim que saísse dessa ilha meu paradeiro para o bando de Keiichi seria desconhecida. Perguntava-me se já haviam partido da ilha também depois de sua procura malsucedida.

~ Pessoal... ~ esperaria um momento onde as pessoas ao redor não conseguissem ouvir minhas palavras enquanto caminhávamos. ~ ... vamos manter o teatro de nobre e seu servo lá em Loguetown? ~ indagaria se ainda iríamos manter o plano de aproximação da nobreza usando Vlad. ~ De uma forma ou de outra. Temos que arranjar um jeito de adentrar o casamento. ~ coçaria a têmpora esquerda.

Criar planos não era meu forte, o máximo que conseguia era encontrar e apontar os erros, fazer as perguntas pertinentes tentando fazer com que não fossemos mortos. Apesar de começar a simpatizar com os demais ruivos, ainda não eram pessoas me arriscaria para salvar. Nossos laços ainda não eram tão fortes assim.
Durante o caminho e quando estivéssemos na área do porto, ficaria atento movimentos e sons suspeitos. Quando ouvisse ou visualizasse algo em nossa direção, desembainharia a espada e tentaria bloquear o ataque com a mesma posicionada na diagonal.

~ C’mon. O que você quer? ~tentaria identificar o suspeito e o que pretendia.

Na possibilidade de não haver contratempos, acompanharia os demais à procura pelo barco. Parando para pensar, não fazíamos ideia de como ele era.



Histórico:
 


____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yami
Super Nova
Super Nova
Yami

Créditos : 37
Warn : O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 28/11/2011
Idade : 24
Localização : Far, Far Away ♫

O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 EmptySex 13 Maio - 0:40

O desejo por sangue.

Sangue de ruivo.

Kamui tinha razão, da sua própria maneira. Não tínhamos uma certeza absoluta de que era realmente o Michael que havia entregue aquela carta... Apesar que as informações que nela estavam fossem difíceis de serem ditas se não fosse pelo mesmo. - Também sinto o peso da lâmina sob nossos pescoços, Kamui... Sei que é desconfortável. - Cruzava os braços, tentando manter uma pose mais madura do que a minha aparência infantil conseguia produzir. - Mas, juntos, faremos de tudo para que nem uma gota do nosso sangue caia no chão. Tem a minha palavra nisso. - Engolia um certo seco. Eu realmente faria um sacrifício por eles? Sei que eram pessoas que lutavam pela mesma causa que a minha... Mas a minha vida valia a deles? Os pensamentos gritavam um sonoro "não", mas eu sentia que... Um dia? Talvez. Era estranho pensar em ter companheiros.

Sem mais delongas, assim que todos tivessem tomado a sua decisão de que iríamos seguir o fluxo do dinheiro, aproximaria-me do barman, entregaria-o B$10.000, tanto pelo favor prestado em entregar a carta quanto pelo seguinte favor pedido: - Peça a ele que aceitamos e que o esperamos no nosso destino. - E, dito isso, puxaria o capuz de minhas vestes, mas cobrindo apenas metade de minha cabeleira ruiva, deixando a franja de tons rubros ainda expostas para o mundo lá fora. E, desse modo, partiria do bar para o frio do fim de tarde de Shells Town. Primeiro ponto de muitos outros da nova vida... Ouvia Kront comentar sobre o tal disfarce nobre, deixando talvez a abertura para que Vlad falasse o que achava daquilo. Caso o mesmo ficasse quieto ou apenas falasse que achava melhor, eu complementaria. - Precisamos entrar no casamento sem causar alvoroço. Sendo um nobre, bastaria termos acesso a um convite, que Kamui pode cloná-los, e então todos entramos lá. Depois, basta armarmos o cenário ideal e ficarmos atentos para a primeira oportunidade. - Dizia, sem deixar de caminhar ou olhar para os lados.

Criar planos também não era o meu forte. Eu imaginava a ideia geral, mas quando o assunto se aplicava aos detalhes, eu era horrível. Uma habilidade que precisamos ter em breve... Muitos planos ainda virão. Pensava comigo mesmo. A habilidade de lábia com certeza seria extremamente útil, mas eu imaginava muitas outras no qual eu ainda poderia saber e ajudar cada vez mais no meu trabalho. Sacava o bilhete novamente no meio da caminhada, logo após termos avistado o porto e os navios que nele estavam. Observava os bilhetes em busca de informações de qual doca e qual navio que iríamos embarcar, sinalizando para os outros assim que soubesse tal informação.

Assim como Kront disse, a noite era escura e cheia de terrores, portanto tudo poderia vir a acontecer a qualquer instante. Com a adaga oculta em minha manga, não abaixaria a guarda nos últimos instantes da nossa estadia naquela ilha, principalmente agora que estávamos adentrando um território novo e com pessoas desconhecidas. Caso não houvesse interrupções até nossa chegada ao navio, entregaria os bilhetes a quem estivesse recolhendo-os, entregando os cinco de uma vez, mesmo que estivéssemos apenas em quatro. Como não queria jogá-lo fora e deixar o destino embarcar mais um passageiro, apenas entregava a ele sem dizer mais nada, entrando logo em seguida com o resto após a minha passagem. Caso, porém, algo nos interrompesse na entrada, ouviria o que tinha a dizer antes de entrar, ainda atento para que o sangue dele caísse muito antes do nosso, se fosse necessário.

E fora exatamente o que acontecia. De modo imediato, um homem de aparência vampírica, asas tão negras quanto petróleo e um sorriso tão falso e maligno quanto o próprio demônio nos abordava e nos chamava de "primos". O olhava de imediato, sentindo o peso das adagas já em minhas mãos, apenas sendo necessário mais um suave movimento para ela deslizar até meus dedos. Ouvia sua história sobre um vendedor morto por um grupo de assassinos, mas não deixando de observar suas outras características. Um nobre? Pensava comigo mesmo. V também usava roupas daquele tipo e o mesmo estava disfarçado... Seria outro como nós? Talvez alguém querendo uma fatia do bolo? Ou apenas alguém tentando bancar o esperto...?

Ouvia atentamente a história que ele havia elaborado que poderia nos causar problemas. De imediato, erguia ambos os ombros em sinal de indiferença. Meu rosto, pálido e frio, continuavam petrificados como de uma gárgula. - Isso não é problema nosso. - Diria, referindo-me a um possível morto pelo tal marinheiro inexperiente. - Somos inocentes. Não fizemos nada para acabar com a paz da cidade. - Minha lábia ativava-se naquele instante. Não estava falando tanta mentira, afinal de contas. A única coisa significativa que fizemos até agora fora caçar dois piratas. De acordo com as leis, ainda estávamos limpos. O serviço que sujaria nossas mãos estava partindo para LogueTown.

Ele sabia ser impotente. O homem dizia suas reais intenções e, como resposta a minha audácia reação, tentava-se mostrar intimidador. O ambiente que o mesmo criava era característico. Me sentia preso, amedrontado, fraco... Era essa a sensação de uma presa? Engolia um seco, sem mudar o estado de minha expressão. O lado bom de saber atuar era que eu podia ocultar também os meus medos. - A escuridão não é sua aliada. Você só adotou ela. Eu nasci dela, fui moldado por ela, eu só vi a luz depois de ter aprendido a matar. E só o que ela me fez foi me cegar. - Dizia, tentando rebatê-lo. Seu jogo de cintura era formidável... Uma habilidade tão natural - ou talvez até mais - do que o próprio Vlad.

O mesmo queria vir com a gente, seja lá para onde fossemos. Olhava para o responsável pela entrada de pessoas na embarcação e fazia um sinal com a mão para ele aguardar. Olhava agora para o homem de asas negras, aproximando-me dele com o olhar ainda gélido. - Me diga, "primo". Quantos já foram vítimas de suas palavras? - Esperaria que o mesmo falasse, para então prosseguir. Após sua resposta, o que possivelmente seria algo sarcástico como "milhares" ou uma negação, mentindo novamente sobre isso, continuaria. Dessa vez, o olhar vermelho-rubi que brilhava sob a luz do luar, como o sangue sujo do meu passado. - E quantas vidas suas mãos já levaram, "primo"? - Tal resposta poderia pegá-lo de surpresa. Talvez ele não esperasse que eu fosse tão direto assim. Após sua resposta, sendo possivelmente verdade agora que eu havia puxado as cortinas e forçado ele a me olhar diretamente, e não atrás de fantasias inventadas para enganar-me, perguntaria de novo: - E por que? - Referia-me ao motivo que ele precisou matar tais pessoas ou qual foi o motivo dele nunca ter matado ninguém.

Ouviria sua resposta. Esperaria algo mais diferente do que apenas um "eu estava entediado", "foi para me defender" ou "porque eu quis". De loucos que matam sem motivos já tínhamos o suficiente naquele grupo e juntar mais algum sociopata poderia desestabilizar as bases da união ruiva. Sendo o seu motivo um método mais racional de enxergar o mundo, assim como o método que todos ali matavam também - ou seja, com algum propósito maior - abriria passagem. - Vamos. Ainda temos uma viagem para conversarmos. - Sorriria.







Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Yami em Sex 20 Maio - 11:04, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
yaTTo
Soldado
Soldado
yaTTo

Créditos : Zero
Warn : O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 23

O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 EmptySab 14 Maio - 17:21



In the Speak Easy



Aquele dia se tornava cada vez mais interessante, dava um sorriso sincero de excitação, as pessoas com quem tinha contato anteriormente não eram tão divertidas quanto ao numero de barcos que se demonstravam a minha frente, cada um com um destino programado e muitas aventuras para seguir, porem não tinha qualquer ligação com qualquer um dele, ainda, então como escolheria em que tipo de embarcação seria meu transporte para uma nova vida de aventuras? Escolher ao avulso não me parecia uma escolha sabia, além do que alguns indivíduos em especial me pareciam claramente mais interessantes, um grupo onde todos possuem o mesmo tom de cabelo incomum, vermelhos como sangue, gargalhava comigo mesmo enquanto fazia pequenos barulhos com a boca – Tsc tsc tsc – De todas as pessoas que conseguia avistar não parecia existir alguém com maior tipo de excentricidade por aquele porto de fato, eu gostava daquilo, mesmo que no passado este par de asas que carrego comigo fossem as coisas mais comuns do mundo, naquele local elas pareciam se tornar algo diferente e ate mesmo cobiçado por onde quer que eu estivesse, os monstros tem que andar com os monstros, certo?  



Desceria do local onde me encontrava, calmamente estaria ao chão e ajeitaria minha aparência, não poderia utilizar de meus dons parecendo um empregado de meio período. Ajeitaria o colete, levantaria e centralizaria a gravata, com pequenos tapas tirava as sujeiras de minhas vestimentas que estariam possivelmente sujas por causa daquela zona portuária. Com um sorriso no rosto e a maior confiança que alguém naquele porto algum dia teve me aproximaria do grupo, não entraria em contato de imediato, claro, uma presença como a minha poderia os deixar desconfiados e quem dera ate mesmo amedrontados, não poderia fazer isso, não por enquanto. Procuraria pelo cheiro dos mesmos, qualquer coisa que poderia me ajudar em uma investida psicológica e quem sabe ate mesmo manipuladora, pelo que parecia a cidade estava um pouco inquieta, como sempre, então qualquer cheiro de sangue vindo dos mesmos seria uma evidencia que usaria para instigar a duvida e ate mesmo a desconfiança dos locais pois o que planejava iria ter a influencia dos mesmos. Procuraria também pelo cheiro de pólvora e metais utilizado em armamentos, não poderia simplesmente chegar, utilizar de minha lábia e não esperar por uma lamina enfiada em meu coração certo? Observaria também por elevações em suas vestimentas, afinal armas não são parte de nosso corpo, apesar de uns tratarem tanto quanto.

Após a medida previa analisaria o que estivesse com eles, armamentos de longo alcance eram de fato um tanto quanto amedrontador se estivessem portando um, adagas e armas de corte também era algo a se preocupar portanto iria sempre manter uma medida mediana em relação aos mesmos ate que estivesse no momento propicio ao que planejava. Iria aguardar ate que os mesmos estivessem perto o bastante de sua possível embarcação e como um gatuno me aproximaria rapidamente dos mesmos me colocaria ao centro e com meus braços me apoiaria em seus ombros - Olá primos como estão? - Um sorriso sarcástico seria desferido por mim, aqueles dentes pontudos e brancos eram revelados para os mesmos, olhos virados para o céu em busca de não demonstrar qualquer tipo de hesitação pelos mesmos. - Eu ouvi alguns boatos, parece que um pobre vendedor foi assassinado brutalmente por um grupo esses dias... - Falava calmamente, sempre com um tom sarcástico em minha voz. - E pelo que vejo vocês não são simples viajantes certo? - Olharia para o menor do grupo que no qual sentia o cheiro do armamento. - Seria um grande problema se alguém gritasse sobre um grupo de assassinos tentando fugir neste exato momento, talvez um marinheiro mais inexperiente acabasse por atirar em alguém em meio a confusão generalizada, que tragédia. - Viraria o rosto para o outro, estava ansioso para ver a reação daquele grupo, uma mentira descarada? Claro, porem eles poderiam se dar o luxo de ver todo aquele povo em meio a duvida e a incerteza? Dava um pequeno sorriso.

-Claro eu posso estar engano sobre isso, com certeza. - Retiraria a mão de um dos indivíduos e colocaria sobre o rosto fazendo um sinal de negação com a cabeça. - Porem vocês não acham que seria justo ajudar nesta jornada solitária de um pobre e ignorante homem? Uma saída desta ilha não seria nada demais para jovens e ricos como vocês certo? Primos. - A picada da cobra, ou melhor, do morcego era lançada, se iria ser bem efetiva iria depender apenas da reação dos mesmos.

Gargalhava, não por que estava feliz mas por que tinha encontrado alguém que tinha bolas o suficiente para contestar minhas palavras, estava intrigado e curioso. - Criança, você é engraçado. - Dara passos curtos enquanto alongava meu pescoço, iria me dirigir a frente do jovem tampando a luz do sol sobre o mesmo com meu corpo, sem mexer minhas pernas e movendo apenas a coluna iria colocar meus olhos um pouco acima dos dele sempre como se estivesse olhando de cima como um ser superior, abriria um pouco minhas asas para trazer a sensação de um ambiente mais fechado entre mim e o garoto de cabelos avermelhados - Quando se olha muito tempo para um abismo, o abismo olha para você. É isso que você quer em sua vida meu jovem? - Daria um sorriso demonstrando o par de caninos que carregava comigo, intimidar era uma de minhas principais habilidades e aquele garoto a primeiro plano não parecia ser afetado, teria que melhorar minha estratégia ou estaria perdendo meus poderes de vampiro. - Sei que você não deve ser qualquer moleque comum, porem uma vez que você abraça a escuridão não existe mais um caminho de volta. - Iria manter contato visual com o mesmo, olho no olho, as pessoas por instinto tendem a virar o rosto em meio a uma situação como essas, essa era a hora que eles declaravam a derrota. Aqueles olhos escarlates eram profundos, eles instigavam o incerteza, a angustia e quem sabe ate mesmo o medo.

- Não tenho desejo de responder suas perguntas, porem como sou eu o sujeito estranho acho que não tenho escolha hahahaha. - Retraia meu corpo, mantinha novamente um distancia normal entre nós - Me chamo Nosferatu Vladimir Dracula. - Fazia uma referencia padrão para todos, afinal não existia apenas um garoto metido ali, mas também pessoas que a qual deveria convencer. Não acho que deveria revelar do que me chamam por outras redondezas por enquanto, se não me conhecessem pelo nome não seria eu aquele que iria revelar minha identidade, iria brincar um pouco mais. - Não tenho certeza do numero de pessoas com a qual já utilizei de meus dotes... - Ficava agachado e com o cano da pistola começava a contar na superfície do solo, ação que não dava nenhum resultado. - Porem sabe... - Daria um sorriso sarcástico – Eu nunca matei alguém... - Olhava para o jovem de tapa olho - Não diretamente, se é que você me entende... - Iria me levantar e dar um grande sorriso enquanto colocava a arma em seu local apropriado. - Quando você me pergunta o porque, eu realmente não saberia lhe dizer. - Aquela talvez fosse uma rara exceção na qual falava a verdade, desde que se entendia por gente nunca tinha qualquer tipo de interação mais que nobre e plebeu, talvez fosse um problema de sua terra natal, me questionava sobre isso. - Acho agora justo de sua parte me deixar seguir nesta viagem não é? Ou melhor, vocês. - Dava um sorriso novamente puramente sarcástico. Liberada minha passagem iria simplesmente dar de costas ouvindo os conselhos de outro membro dos ruivos e iria na frente com um andar que mais parecia um palhaço do que um nobre.
Andar:
 

Histórico:
 

Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por yaTTo em Sex 20 Maio - 0:52, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Midnight
Tenente
Tenente
GM.Midnight

Créditos : 72
Warn : O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2010
Idade : 23

O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 EmptySab 14 Maio - 19:55


The guilty that devours
Its going to be your ruin
Todos ali tinham um novo destino, incluindo eu, isso poderia se tornar um total desastre ou então um ás de mestre tudo dependendo das nossas ações dali adiante afinal estávamos indo não só contra um nobre agora contra dois, o que dificultaria mais as coisas, sem delongar apenas me levantava indo junto ao grupo enquanto pensávamos no plano e quanto a Aaron acredito que todos ali sabiam o peso da lamina no pescoço, era de fato um plano suicida.

No caminho chegava a mesma conclusão que Aaron, deveria pelo menos tentar copiar o convite afinal só assim teríamos convites ao casamento ou então em ultimo plano entrarmos na organização do evento, de alguma forma. – Parece o mais viável. Comentava em um tom audível aos ruivos e mais adiante já estaríamos em frente ao porto, me atentava ao redor para tentar perceber alguma atitude estranha mas nada comentaria, afinal não tínhamos como não chamar atenção. Quatro ruivos sendo um deles um cara enorme e o outro uma criança, encontra-se no dia a dia .

Ao pegar o bilhete de Aaron já iria me aproximar da embarcação quando ouvia uma voz desconhecida a todos ali, virava então dando  de frente a mais um homem, e talvez por sorte de  algum superior, um não ruivo. De começo pensava em sacar a espada mas apenas deixava a mão pronta ouvindo o que o infeliz tinha a falar, as falas dele davam um certo teor de intimidação mas não para nós quatro ainda mais com Vlad no meio, ele não sabia o perigo que corria, entreolhava então os outros ruivos fazendo um sinal para que se calmassem.

- Bom, vamos deixar ele ir, mas na frente. Afirmava assim fazendo um sinal com a cabeça para que o novo “integrante” passasse e fosse na frente, obviamente que o plano não era deixar aquele cara chegar sem mais nem menos achando que era alguém mas ali não poderíamos fazer muito, já dentro do navio, a história seria outra, esperava que pelo menos o restante do grupo percebesse o mesmo.






Template by [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

"Pague o preço do seu karma e aceite-o."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ravenborn
Illuminati
Illuminati
Ravenborn

Créditos : 56
Warn : O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 08/11/2014
Idade : 20

O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 EmptySab 21 Maio - 0:21

To the Harbor! - II



- Olá primos como estão? - o vampiro iniciava a conversa com os desconhecidos que havia acabado de encontrar; um grupo de ruivos, caçadores de recompensas e de passagem paga para Loguetown no navio que partiria em algumas poucas horas. A sua natureza manipuladora não permitiria ao Nosferatu deixar passar uma tão grande chance. O diálogo começava a tomar rumo aos poucos, de maneira que só alguns momentos depois era que o nobre de cabelos negros revelava as suas verdadeiras intenções para com o grupo, durante a sua conversa com o mais jovem do grupo - Aaron. Eles falavam em frente ao homem que estava recebendo as passagens do navio no qual iriam embarcar, e, sinalizando para o mesmo para que aguardasse um pouco, o ruivo fez a sua pergunta: - Me diga, "primo". Quantos já foram vítimas de suas palavras? - dizia, direto e afiado como uma lâmina. Aaron já tinha notado que o vampiro tinha jeito com as palavras, e que não teria medo de usá-las como uma arma se fosse necessário. O seu jeito de coagir era um pouco semelhante ao de Vlad, apesar de que o assassino podia chegar a ser ainda mais dissimulado.

- Quando você me pergunta o porque, eu realmente não saberia lhe dizer. - o vampiro dizia, então, respondendo à última pergunta de Aaron. Não tinha sido exatamente o que ele esperava, e talvez essa resposta tivesse deixado o jovem um pouco hesitante quanto a deixar ou não Vladimir entrar no navio com eles. No entanto, foi nesse momento que V. tocou o seu ombro, sem olhar em seus olhos, o seu habitual sorriso falso no rosto. Dirigindo-se ao seu "xará", ele disse: - Talvez devesse escolher melhor as suas palavras, primo. Não é todo mundo que aceita andar ao lado de alguém que mata sem nem saber o porquê. - ele dizia, e então, aproximava um pouco mais o seu rosto do do Nosferatu. Olhava-o friamente nos olhos, com uma amistosidade claramente forjada presente em sua expressão. - Você pode vir, temos uma passagem sobrando. Mas é melhor que você tenha uma coisa em mente. - o seu sorriso deixava, então, escapar a animosidade por um breve momento. Um sorriso de alguém que já tinha tirado centenas de vidas; para Vlad, matar era como respirar. Os seus cabelos ruivos, junto aos dos outros três, pareciam brilhar à luz do luar. - Nenhum de nós está aqui de brincadeira. Se exagerar em alguma dessas suas gracinhas, pode ter certeza de que nós vamos reagir de acordo. - o seu sorriso de vendedor voltava, então, ao rosto, e ele se afastava, tirando a mão do ombro de Aaron.

- Vamos. Ainda temos uma viagem para conversarmos. - o jovem dizia, então, convidando o vampiro a entrar no navio. Todos entregaram as suas, Vladimir indo na frente - com um andar deveras estranho, por sinal - até que todos já estavam dentro da embarcação. Não devia faltar muito para as oito horas, de modo que ainda teriam de esperar um tempinho até que o navio zarpasse.

Uma vez que todos estavam lá dentro, o grupo poderia notar uma quantidade decente de pessoas na embarcação; o navio era bastante grande, e carregar mais ou menos uma centena de pessoas não seria uma tarefa complicada para ele. Ele era bem iluminado e haviam alguns funcionários aqui ou ali, cuidando da limpeza e de atender aos pedidos dos convidados. A verdade era que a entrada para aquele navio era bastante cara se comparada às de outros - uma cinco ou seis vezes a mais, no mínimo. Aparentemente, até mesmo os homens a mando de Michael gostavam de um pouco de luxo. Passado algum tempo, um homem de terno se aproximava de Kront e Kamui, que estavam próximos um do outro. - Ei, vocês dois. Sim, vocês. - ele se aproximava, uma expressão neutra no rosto. - Estão aqui a mando do Sr. Michael, não é? - ele perguntava em voz baixa, para que apenas os dois ouvissem. - Ele disse que era um grupo de ruivos, e que não teria como confundir...de fato. Hehehe... - ele dava uma curta risada, como que quebrando o gelo. Amistoso, ele olhou para os dois, e disse: - Me chamo Leorio. Estou junto de mais alguns aqui no navio, a mando do seu contratante. Ainda falta um tempo até sairmos, então tomem seu tempo. Se precisarem de alguma coisa, é só me perguntar. Ah, e quando já tivermos zarpado, chamem o grupo inteiro e venham até mim. Eu vou explicar os detalhes da missão de vocês. - ele explicou, se afastando novamente.

Aquela certamente seria uma noite, no mínimo, interessante...


OFF:
 

Leorio (Não eu não tenho criatividade pra nomes):
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hanzo
Civil
Civil
Hanzo

Créditos : Zero
Warn : O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 13/07/2012
Idade : 28

O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 EmptyQua 25 Maio - 21:57



Seres das Trevas!
Player: Kront X Aventura: 1 X Post: 26 X Posts sem fumar: 2 X Ficha: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Estranho ou excêntrico, não sabia qual a melhor palavra para qualificar aquele indivíduo que encontrávamos antes de chegar ao porto. Seja por seu andar ou pelas vestes que cobriam sua pele alva, não conseguia adivinhar onde se encaixava na sociedade de Shells Town, era muito ... diferente. O homem iniciava a conversação nos chamando por “primos”, tentava uma aproximação com uma conversa fiada com um tom de ameaça. Apenas conseguia pensar em duas hipóteses, ou ele queria nos roubar/matar ou queria ajuda, o que tínhamos ali para lhe oferecer? Aaron era aquele que tentava descobrir sua intenção para com nós e rapidamente conseguia tal feito, o homem queria uma “carona” para fora daquela ilha.
Olhando mais atentamente, percebia algo que não havia notado anteriormente, o estranho homem possuía um par de asas nas costas. Aqueles estranhos membros enegrecidos abriam lentamente enquanto cobria os raios solares que incidiam em Aaron, uma pequena sensação de frieza percorria minha espinha assim como meus pelos ficavam ouriçados. Certamente era uma pessoa intimidante, como inimigo seria um problema, mas como aliado...
Seu nome era Nosferatu Vladimir Dracula, ele respondia alguns questionamentos do pequeno ruivo e esperava a confirmação para nos acompanhar na viagem. Possuíamos uma passagem sobrando que pertencia a Gabriel, porém, seria vantajoso para nós aquele homem nos acompanhar até Loguetown? Não sabia ainda a resposta e duvidava que meus companheiros a tivessem.
Encarei Vladimir sem demonstrar qualquer emoção no rosto quando olhava em minha direção, o atirador dizia que não havia matado alguém diretamente, o que queria dizer com essas palavras? Seria um homem tão persuasivo assim a ponto de fazer com que matassem por ele?
Intrigado, acompanhava os demais até o interior da embarcação, aparentemente ainda não estava no horário para a partida, mas, não poderíamos perder a hora ou nossa missão iria por água a baixo.
O navio era maior do que imaginara, havia pessoas o suficiente para não chamarmos atenção indesejada dos tripulantes. Enquanto olhava para a boa iluminação do local, um homem abordara a mim e a Kamui, possuía negros cabelos espetados e um pequeno óculos arredondado. O homem sabia quem éramos e quem nos mandara, levava-me a crer que era um dos homens de McGarden. Leorio, como se chamava, explicava que estava junto a outros companheiros e, quando o navio zarpasse, deveríamos encontrá-lo para termos mais detalhe da missão.

~ Certo, nos vemos mais tarde. – diria a Leorio.

Voltaria em direção ao grupo e ficaria em frente e à sós com Nosferatu, enquanto os demais circulavam pela embarcação. Agacharia o suficiente para levar meus lábios a seu ouvido.

~ Vou ficar de olho em você. Estamos aqui para algo importante, se você estragar tudo ou se meter com um dos meus companheiros terá que se acertar comigo. – afastaria o rosto e olharia em direção a seus olhos escarlates. ~ Se você se acha um vampiro, fique sabendo que eu posso ser um demônio. – deixaria o homem e voltaria para o grupo.

~ Então... encontrei um dos caras de Michael. Quando chegar o horário vamos até ele para ter mais informações. ~ apontaria para o local onde Leorio adentrara anteriormente e seguiria junto aos demais quando a hora chegasse.

Respirava profundamente o ar puro do oceano e ouvia atentamente o barulho das ondas se chocando contra o casco do navio, era uma sensação nostálgica, não via a hora de zarpar. Tiraria os sapatos e ficaria com os pés descalços sentindo o piso lígneo e úmida do convés. Sinto-me em casa.


Histórico:
 


____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Midnight
Tenente
Tenente
GM.Midnight

Créditos : 72
Warn : O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2010
Idade : 23

O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 EmptyQua 25 Maio - 22:56


The guilty that devours
Its going to be your ruin
O “novo integrante” parecia ser o mais suspeito de todos na minha opinião, não só por se diferir do “quarteto ruivo” como também por não ter tido a melhor das abordagens, de qualquer forma parecia que o veredito já havia sido dado pelo baixinho e por Vlad, caberia agora apenas ficar de olho no novo elemento e em qualquer desvio apenas corta-lo.

“Não sei, acho que ele vai dar problema..não de algo assim mas algum problema relacionado a talvez o Kront ? “

Por um momento essa ideia era o ponto alto dos pensamentos mas havia algo a ser feito ainda, embarcava no navio e então adentrava naquele ambiente tomando um leve choque na troca, imaginava que sim talvez o navio onde fossemos seria um local um pouco acima da média todavia nada como o que estava pensando, havia  luxo demais naquele lugar. Isso me deixava um tanto  quanto incomodado, aquele ambiente não parecia ser algo condizente com nosso grupo, éramos amadores no mercado e não uma elite de assassinos renomada, passava os olhos por ali buscando as sombras ou os detalhes, algo que tirasse essa duvida que estava.

- Ei, vocês dois. Sim, vocês. -

“Que cara discreto” era o que pensava imediatamente ao notar que aquele cara estava falando com nós, e pelo jeito que chegava já dava para chutar que se tratava de algo relacionando ao contratante, ouvia então o papo daquele homem até que tomava ciência de quem ele era e que ainda tinha muita coisa por vir.

Me aproximava de Aaron a passos calmos até que tivesse a distancia suficiente para cochichar, esperava Kront informar sobre o caso e então prosseguia com minha observação ao pé da orelha do ruivo menor. – Agora é uma boa hora pra você fingir que é algum nobre, ou então arranjarmos algo falso sobre a marinha. Me afastava um pouco do rapaz e então começava a procurar, com certeza haveria pelo menos um marinheiro naquele navio e esperava que ele mostrasse sinais, observava, e esperava a brecha de algum infeliz oficial da justiça.





Template by [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

"Pague o preço do seu karma e aceite-o."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 14 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O preço do Sangue - Começo!!
Voltar ao Topo 
Página 14 de 16Ir à página : Anterior  1 ... 8 ... 13, 14, 15, 16  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Yotsuba Island-
Ir para: