One Piece RPG
O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Blue Guardian! Luca o soldado da justiça!
O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Emptypor Noah Hoje à(s) 13:22

» salve salve
O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Emptypor DFoolZ Hoje à(s) 13:19

» [MINI-Kujo]
O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Emptypor Kujo Hoje à(s) 12:57

» Cap.1 Deuses entre nós
O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Emptypor Thomas Torres Hoje à(s) 12:39

» Escuridão total sem estrelas
O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Emptypor K1NG Hoje à(s) 11:25

» [M.E.P - TurtleSpeaker] My Way
O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Emptypor TurtleSpeaker Hoje à(s) 11:18

» [MINI-TurtleSpeaker] My Way
O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Emptypor TurtleSpeaker Hoje à(s) 11:12

» [Ficha] Joe Blow
O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Emptypor Joe Blow Hoje à(s) 11:00

» Seasons: Road to New World
O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Emptypor ADM.Tidus Hoje à(s) 10:20

» Sorte ou Azar? Uma Ascensão Pirata!
O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Emptypor Quazer Satiel Hoje à(s) 10:19

» Xeque - Mate - Parte 1
O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Emptypor GM.Muffatu Hoje à(s) 10:03

» Apresentação 6 ~ Falência Bombástica
O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Emptypor Furry Hoje à(s) 9:40

» O catálogo continua, Baterilla a cidade da beleza
O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Emptypor maximo12 Hoje à(s) 7:28

» [Mini-Aventura] A volta para casa
O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Emptypor Fiest Hoje à(s) 6:27

» Voltei, Dattebayo
O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Emptypor Joe Blow Hoje à(s) 4:32

» [E.M] - Gostosuras e Travessuras
O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Emptypor Ineel Hoje à(s) 3:25

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 3:04

» Primum non nocere
O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Emptypor Misterioso Hoje à(s) 1:48

» [LB] O Florescer de Utopia III
O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 1:46

» ブルーベリーパイ ~ Blueberry Pie
O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 1:30



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 O preço do Sangue - Começo!!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 7 ... 11, 12, 13, 14, 15, 16  Seguinte
AutorMensagem
Roy Collins
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Roy Collins

Créditos : 17
Warn : O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 10010
Masculino Data de inscrição : 23/11/2012
Idade : 23
Localização : East Blue - Loguetown

O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Empty
MensagemAssunto: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 EmptySeg 4 Jan - 20:03

Relembrando a primeira mensagem :

O preço do Sangue - Começo!!

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Civil Saitan Vlad. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Olá, Convidado seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Yami
Super Nova
Super Nova


Data de inscrição : 28/11/2011

O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 EmptyQua 16 Mar - 23:45

O dinheiro com cheiro de lixo.


Ouvir aquelas palavras me faziam ranger os dentes. Eu, Aaron, uma das pessoas mais calmas e serenas que tive a capacidade de conhecer... Perdendo o controle por meia dúzia de palavras. Eles tratavam a vida como se fosse brinquedos e ver a felicidade do nobre em saber que adquiriria bons escravos me dava... Nojo! O dinheiro daqueles homens cheiravam a lixo e a sua pessoa a muito pior do que isso. Respirava fundo, afastando o olhar deles, mas mantendo os ouvidos atentos. Era importante não perder nenhum detalhe sequer. Foco, Aaron... Uma casa de leilões. Muitos nobres reunidos... É a oportunidade que procuramos. Pra que atacar um nobre e causar um medo nessa comunidade aos poucos se TODOS podem ficar em pânico ao mesmo tempo? E caminharia juntamente a Kamui, após o seu sinal indicando para que eu o acompanhasse, mas não sem antes fizer um sinal de "espere", aguardando mais um pouco ali.

Esperaria para ver quais seriam os próximos passos daqueles homens, se continuariam a falar algo mais importante ou se apenas sairiam dali para se preparar para o grande evento futuro. Após confirmar isso, partiria junto com Kamui, ainda frustrado pelo que ouvi, mas mantendo-me sã para simplesmente não ir até eles e esfaqueá-los em plena praça pública. Me aproximaria do outro ruivo, observando também os arredores para comprovar o sigilo e, apoiando-me na parede, colocaria-me a pensar. - São muitos no mesmo lugar. Criar um caos não é difícil... Quase um ataque terrorista. Criar o medo em todos eles de uma única tacada, sem precisar que o medo se espalhe aos poucos. - Tentaria fazer ele compreender minha ideia, para então também elaborar em como utilizá-la.

- Talvez se V estiver entre eles e bancar o herói e salvá-los de todo o massacre... Isso geraria uma fama instantânea pra ele e muito mais chance de termos nosso plano mais bem sucedido. - Dizia, ainda pensativo. Quando a pergunta sobre os nobres veio, respirava fundo, rangia os dentes novamente e me acalmava. Era difícil ter que lembrar do passado. - De duas, uma: ou eles farão uma grande festa, para exibir seus bens comprados, comemorar pelo que adquiriram e jogar na cara dos outros que conseguiu algo melhor - o que, normalmente, é o objetivo deles, ou irão apenas cada um para o seu canto, caso o comércio seja ilegal. Eu aposto na primeira. Nobres nunca perdem a chance de esfregar seus bens na cara dos outros... - E, com isso, acabava gerando uma segunda oportunidade na minha cabeça: a pós-compra. A maioria dos nobres reunidos, embebedados e ocupados demais para sequer terem noção do que acontece... Seria uma oportunidade boa de usar as bombas. - Vamos. Ainda há mais tempo para investigações. Tome nota disso, será uma boa coisa a ser dita para os outros. - E, com isso, partiria dali para um local mais agitado junto com Kamui, querendo ainda mais informações de outros nobres que nos pudesse ser útil.







Histórico:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luna
Agente em Treinamento
Agente em Treinamento
Luna

Créditos : Zero
Warn : O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Banido10
Masculino Data de inscrição : 22/12/2011
Idade : 25
Localização : Lvneel - North Blue

O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 EmptyQui 17 Mar - 10:59

Marquês Von Ninguém.



O primeiro resultado advindo de minha escolha era no mínimo inicialmente infrutífero, porém, mesmo naquele horário matinal em que praticamente apenas os comerciantes e feirantes estariam acordados pela cidade, encontrava em uma praça com as cores da marinha uma cena um tanto quanto interessante. Veja bem, é preciso separar aqui bem as linhas de raciocínio para as possibilidades e conjuntos provindos de um panorama como aquele que nos era apresenta, havia ali uma dupla de homens, um praticamente trajado de maneira semelhante a mim e outro com ar desesperado, como se dependesse de algo em posse do maior que o deixava para trás como a quem deixa um animal abandonado. Foi tudo muito rápido.

O momento inicial era o de um servo que implorava ao patrão algum bem ou favor e rapidamente em um segundo momento tornava-se um ato de violência gerado por uma provável negação, ameaça ou impotência enrustida em uma medida desesperada de alguém que nada possui a perder. Cogitei em menos de dez segundos uma infinidade de possibilidades, poderiam ser patrão e servo, agiota e devedor, parentes ou até mesmo desconhecidos, um pedinte ofuscado por um sonoro não vindo de um transeunte. Não obstante, o que de fato importava era que enquanto cogitava todas as possibilidades e motivos que levariam a conversa para àquele desfecho, o homenzinho partia para por fim a vida do grandalhão ou muito provavelmente com no mínimo um conhecimento no manuseio da arma, feri-lo gravemente e em meio a tudo isso, apenas esperei.

A lâmina cortava o ar, era eminente o seu destino e aquilo causava-me certo grau de ansiedade, observei e observei até que o ferimento fosse causado para então, degustando aquela sensação de prazer ao ver o sangue do homem jorrar de seu corpo, gritar com voz consternada uma palavra com tom de ordem e controle absoluto adquirido apenas mediante anos de treinamento ou nesse caso, uma boa atuação. - SERBEROS!! - Era a deixa para que Kront agisse e agilmente aniquilasse aquele pingo de gente, enquanto o espadachim fosse de encontro ao pequeno homem, realizaria meu papel de nobre e de maneira ágil, quase que preocupada, iria em auxílio do homem ferido, aproximando-me do mesmo e abaixando-me enquanto sacando um dos lenços de ceda por entre os esconderijos de minhas vestes, rapidamente continuaria com voz agora mais controlada. - Você está bem? Tome, pressione isso no local para estancar o sangramento. - Daria o lenço fino previamente enrolado para o mesmo como se nada o valor imaginário do mesmo representasse para mim e olhando em direção ao pequeno homem, ordenaria. - NÃO MATE!! - Uma vez o pequeno sendo dominado, direcionaria minha atenção novamente para o homem maior. - O que há na cabeça desse verme para atacar alguém de nossa estirpe? - Perguntaria incrédulo envolvendo-o já em minha rede de mentiras. - Estou aqui a apenas uma semana e já houveram dois ataques contra nobres, essa ilha é um recanto de criminosos!! - Me levantaria de maneira abrupta assim como meu tom de voz naquele momento. - Faremos desse vermezinho um exemplo, um EXEMPLO!! - Olharia incrédulo para o homem ferido e com voz um pouco mais calma, cumprimentaria o mesmo com uma breve lisonja, quase imperceptível, feita geralmente apenas por dúvida de grandes nobres referente a importância de desconhecidos, mais precisamente, algo feito por pessoas importantes a pessoas desconhecidas com aparência nobresca, apenas para casos de o estranho possuir um cargo superior ao seu na hierarquia nobiliárquica. - Marquês das terras desertas de alabasta, descendente de Von Drakul, Von Herald, Von Rholgo e outras oito gerações de minha casa. Von Vladimir. - O cargo escolhido era preciso, alguém não tão importante, quanto um duque, mas também não tão esquecido quanto um barão, conde ou visconde.








Objetivo:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Você não me vê na batalha?
É claro que estou lá, veja só o terror e o medo neles.


||Legenda||

|- "Roxanne - Intervenção" - |
|~Roxanne - Pensamentos~ |
|Roxanne - Fala|


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ravenborn
Illuminati
Illuminati
Ravenborn

Créditos : 29
Warn : O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 10010
Masculino Data de inscrição : 08/11/2014
Idade : 20

O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 EmptySex 18 Mar - 16:03

Getting things started.



Como o próprio Vladimir pensara, uma fração de segundo antes de acontecer, tinha sido tudo muito rápido. Num momento, o homem mais alto, que parecia ser um nobre, falava de maneira autoritária com o baixinho, negando-o qualquer que tivesse sido o seu pedido - que, muito provavelmente, era relacionado a dinheiro. No outro, no entanto, esse mesmo homenzinho sacou uma faca de suas vestes, como se já estivesse esperando por aquele momento; como se já soubesse que as suas súplicas seriam rejeitadas. O nobre, por estar de costas, não fazia ideia do perigo que se aproximava, mas Vlad também não se importou de alertá-lo - ele queria apreciar a cena que viria logo a seguir, para só então dar início ao seu plano maquiavélico, preparando-se para fazê-lo no momento certo. Kront, por sua vez, também não se moveu - por mais que ele talvez quisesse fazê-lo, não era a decisão mais inteligente a se tomar, uma vez que ele estava representando um servo ali, e deveria seguir as ordens de seu amo. Em seguida, assim como se esperava, a faca apunhalou as costas do homem mais alto, fincando-se em sua carne e fazendo-o sangrar. - Argh! Mas que diabos!? - o homem gritou de dor, tomado pela surpresa. Foi só então que a dupla começou a agir. Aquele era o momento perfeito.

- SERBEROS! - Von Vladimir deu a ordem, sem precisar de mais uma palavra. Vendo que a posição do velho era desfavorável, tudo o que o pseudo-guarda-costas teve de fazer foi puxar o braço que segurava a faca - para evitar outra punhalada - e acertá-lo com força na nuca, o que foi suficiente para desacordar o plebeu. Vlad se aproximou do nobre que sangrava, oferecendo-lhe um dos lenços que havia comprado para que ele colocasse em seu ferimento. Depois de um tanto quanto resumido discurso de indignação quanto ao que vinha acontecendo na ilha nesses últimos dias, Vlad finalmente se apresentou com a sua identidade falsa e inteligentemente tecida apenas para momentos como aquele. - Tsc. Eu agradeço, meu bom Marquês. Quem sabe que fim isso teria tido se não fosse por você e seu cão terem intervindo. - o homem pressionava o lenço contra o ferimento, que felizmente não era grave, e se levantava com um pouco de dificuldade. O seu "insulto" a Kront saiu como se fosse a coisa mais normal do mundo, também. Nobre, como nascera, nunca tinha aprendido a respeitar os seus servos. Por que, então, o faria agora? - Eu me chamo Ivan. Lorde Ivan, dono do comércio de exportação e importação de bebidas alcoólicas daqui de Shells Town. É um prazer conhecê-lo, mas ao mesmo tempo, uma tristeza vê-lo chegar na ilha em meio a uma situação como essa. - ele suspirou, meio irritado. - Esses plebeus estão se achando no direito de começar a nos desrespeitar. Agora, se puder me dar licença, eu retirar-me-ei para tratar disto. Se nos encontrarmos novamente, senhor Marquês, terei certeza de agradecê-lo apropriadamente. - ele disse, e foi embora do local. Aquela pequena "boa ação do dia" de Von Vladimir certamente repercutiria entre os nobres, e facilitaria ainda mais a execução de seu plano.

Quanto a Aaron e Kamui, no entanto, os dois ainda estavam na região do centro de Shells Town, buscando algumas informações a mais. Eles se moviam com cuidado, mas da maneira mais natural possível, para que não parecessem suspeitos demais - como haviam discutido anteriormente, também, nunca fixavam o olhar numa mesma pessoa por tempo demais, pois isso entregava muito facilmente as suas intenções. Porém, por mais que caminhassem pelo local mais movimento daquele horário do dia, e que prestassem muitíssima atenção em qualquer conversa que parecesse minimamente importante, estava sendo bastante difícil encontrar alguma informação útil. Todo nobre que ouviam cochichar falava sempre da mesma coisa - o maldito leilão. Depois de alguns muitos minutos de procura, porém, eles finalmente se depararam com algo que ainda não tinham ouvido, ao escutarem uma conversa entre dois velhos que vestiam roupas aparentemente caríssimas - ou seja, nobres. - Não se esqueça de comprar a sua entrada com o vendedor, na Grand Drinqs. Eles não vão deixar ninguém sem uma daquelas entrar! - um deles dizia. Isso significava que, para adentrar no teatro no momento do leilão, seria necessária uma entrada, e aparentemente, alguém as estava vendendo na taverna que os ruivos tinham visitado mais cedo. Ali estava uma informação bem útil. Agora, restava aos dois saber bem como usá-la. Aos poucos, o tempo começava a passar. Quanto será que faltava até terem de se encontrar na taverna do mercado negro de novo?


OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Gracias Sr. Volker pelo Tutorial

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yami
Super Nova
Super Nova
Yami

Créditos : 35
Warn : O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 10010
Masculino Data de inscrição : 28/11/2011
Idade : 24
Localização : Far, Far Away ♫

O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 EmptySeg 21 Mar - 22:54

Rede de Sujeira


O tempo passava e o assunto do leilão era o único que se falava por aquela área. Era impressionante como eles falavam isso de forma tão aberta e, sem sequer precisar de muito esforço, sabia praticamente que toda a população nobre da ilha estaria lá. Era o nosso palco. Era a nossa deixa. No final, ouvia a informação mais importante de todas: como chegaríamos até eles. Grand Drink's. Feito. Olhava para Kamui e, com um movimento de cabeça, indicaria para ele me seguir, dizendo em voz baixa em seguida. - Acabamos aqui. - E então me colocaria a andar, olhando em volta com certa cautela. Ser seguido, em qualquer situação, era ruim, mas ser seguido em missão e após adquirir certas informações era ainda pior.

No caminho, manteria o silêncio reinando. Kamui também havia de ter escutado o que eu ouvi e, por isso, deixava o silêncio ser o nosso momento de reflexão. Precisávamos pensar nos melhores planos para o grande evento da noite. Após uma boa caminhada, tendo a certeza de que não fomos seguidos, começaria a dialogar com Kamui agora. Queria montar um plano com ele antes de jogarmos as informações aos outros. - V conseguirá os ingressos com facilidade no bar. Esse ponto não temos problema. A questão é o que faríamos por lá... - Instantaneamente, a imagem das bombas me vinham a mente. Não. Essas são para Sarah. Pensava. Fogo era a próxima ideia em mente. Locais assim, normalmente, eram provisórios e, por isso, era comum o uso de tendas e equipamentos de baixa qualidade - ou seja, facilmente inflamáveis. Mas estamos falando de um evento de porte nobre... Não deve ser tão banal assim. Mas, ainda assim, a ideia do fogo parecia a mais atrativa.

Ouvia o que Kamui tinha a dizer também, pesando sua ideia para ver a taxa de sucesso que poderia haver. - Eu pensei em um incêndio, sendo dito quem foi quem fez e o motivo. V, no meio dos nobres, agiria como herói, salvando todos daquele circo em chamas. Apenas precisaríamos fugir e, então, eles cuidariam do resto. - Refletiria. Até poderíamos comprar algumas coisas com os itens que tínhamos, caso fosse necessário, mas eu acho que era fácil conseguir os materiais que necessitávamos. - Quanto tempo ainda temos até o encontro com eles? - Perguntava, calculando o tempo que tínhamos livres para fazer algo produtivo. Caso ainda faltasse um bom tempo para que fossemos para o bar, andaria pela cidade em busca de algo mais interessante. Algo que pudesse nos ajudar em nossas missões e que estivesse ao meu alcance.






OFF:
 

Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Midnight
Tenente
Tenente
GM.Midnight

Créditos : 61
Warn : O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2010
Idade : 23

O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 EmptySab 26 Mar - 8:47


The guilty that devours
Its going to be your ruin
Com o tempo passando tinha conseguido mais informações, a maioria inútil, mas uma delas se destacava da multidão e se tratava exatamente do local aonde conseguiriam suas entradas para o leilão, estava certo, eu e Aaron poderíamos adentrar pelos fundos mas era fundamental para V adentrar da forma mais cortês possível afinal estaria na cena de um poderosos nobre. Consentia com a opinião do garoto e logo seguia o mesmo indo até o local aonde escolhera, provavelmente estavam se afastando para evitar que fossem seguidos por outros.

No local escolhido pelo ruivo começava a pensar no plano, o que deveriam fazer e como, isso seria vital e ao mesmo tempo extremamente perigoso, queria primeiro ouvir a opinião do garoto. O plano dele parecia bom e concordava com o fato de V conseguir os ingressos sem mais problemas mas a questão estava no que iriamos fazer e como.

- Um incêndio é uma boa ideia, mas  o problema é como vamos entrar lá para fazer isso..talvez se conseguirmos conhecer alguém da equipe que vai trabalhar nisso ou então arranjarmos uma forma de entrar antes, isso seria mais complicado e só conseguiríamos se um de nós fingisse ser muito importante..hmm..talvez marinheiros ?

Não tinha passado tanto tempo desde que tinham iniciado a missão e ainda tinham bastante tempo para conseguir mais informações ou pré arranjar seu plano. – Bom, ainda nos resta algumas horas então podemos ir até o bar para conseguir informações ou então tentarmos conseguir algo lá dentro do teatro. Seguiria então Aaron aonde decidisse ir e tomaria atenção dobrada para ver se não estavam sendo seguidos, seja na luz ou nas sombras.



Template by [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

"Pague o preço do seu karma e aceite-o."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ravenborn
Illuminati
Illuminati
Ravenborn

Créditos : 29
Warn : O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 10010
Masculino Data de inscrição : 08/11/2014
Idade : 20

O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 EmptyQua 6 Abr - 18:28

Burn.



As buscas dos dois ruivos mais jovens acabaram por render algumas informações importantes quanto ao leilão de escravos que haveria no teatro, mais tarde, ainda naquele dia. Há pouco, tinham ouvido também sobre o local aonde seriam vendidas as entradas para o evento, graças às bocas grandes dos vários nobres que haviam naquela cidade - era algo como a maior concentração de gente podre por metro quadrado dos Blues, quem sabe. Com tudo aquilo em mãos, restava à dupla apenas pensar em alguma maneira de provocar uma "perturbação" que deixasse aquela gente em perigo para a entrada triunfante de Vlad, ou seja, realizar o trabalho que lhes tinha sido atribuído. O primeiro a dar uma ideia foi Aaron: - Eu pensei em um incêndio, sendo dito quem foi quem fez e o motivo. V, no meio dos nobres, agiria como herói, salvando todos daquele circo em chamas. Apenas precisaríamos fugir e, então, eles cuidariam do resto. - ele disse, pensando bem em cada detalhe. O plano ainda era algo improvisado àquela altura, mas um incêndio muito provavelmente se provaria uma arma poderosa para causar o pânico que eles queriam.

Kamui pareceu concordar com a ideia do fogo; não obstante, ainda haviam algumas coisas que tinham que resolver antes de colocar aquilo em prática: - Um incêndio é uma boa ideia, mas  o problema é como vamos entrar lá para fazer isso..talvez se conseguirmos conhecer alguém da equipe que vai trabalhar nisso ou então arranjarmos uma forma de entrar antes, isso seria mais complicado e só conseguiríamos se um de nós fingisse ser muito importante..hmm..talvez marinheiros ? - ele falou, em resposta. Sim, a entrada deles no local também era um ponto muito importante a ser levado em conta, já que eles não eram, oficialmente, acompanhantes de Von Vladimir. Provavelmente, para que tudo corresse da maneira que eles planejavam, a dupla teria de pensar em uma outra maneira de ir até o evento. De preferência, de penetras. Enquanto conversavam em voz baixa, inaudíveis para o restante dos transeuntes, os dois continuavam a caminhar, sempre atentos aos seus arredores e a qualquer coisa que chamasse a atenção - quem sabe eles não poderiam encontrar algo de útil por ali, não é mesmo?

Foi aí que, enquanto passavam por uma das áreas um pouco mais abertas do centro, os dois ruivos se depararam com uma cena um tanto quanto incomum; talvez nem tanto, naquela parte da cidade, mas artistas de rua certamente não eram algo que você via em qualquer lugar. Um homem usando o que parecia ser uma fantasia atuava junto a uma mulher numa espécie de peça, provavelmente algo de enredo simples e rápido, para que as pessoas ali pudessem assistir sem perder muito tempo ou acabar perdendo o interesse. As suas expressões faciais e seu tom de voz impressionavam, de modo que ele fazia parecer que realmente estava sentindo cada uma daquelas emoções que representava - o que poderia acabar lembrando Aaron um pouco do seu "professor", que tinha uma habilidade parecida com a atuação. Após o fim da rápida apresentação, ele se curvou para a pequena platéia, e recebeu em sua cartola vários trocados, aparentando estar feliz com o resultado. - Muitíssimo obrigado, senhoras e senhores. Espero que apareçam de novo para a próxima apresentação de Bill Cipher! - ele falava, o seu tom de voz soando muito amigável e bem-humorado.

Mas quem é que podia dizer que isso era realmente verdade?


Bill:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Gracias Sr. Volker pelo Tutorial

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hanzo
Civil
Civil
Hanzo

Créditos : Zero
Warn : O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 10010
Masculino Data de inscrição : 13/07/2012
Idade : 28

O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 EmptySex 8 Abr - 11:48



O Coadjuvante!
Player: Kront X Aventura: 1 X Post: 21 X Posts sem fumar: 3 X Ficha: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



O aço já oxidado pelo tempo encontrava a carne do pobre nobre fazendo com que o sangue rubro o manchasse, era um movimento que poderia ser evitado, porém, esta não era a intenção de meu novo mestre. Somente após o grito de dor do velho homem, recebia a ordem para interferir. Uma apunhalada foi o suficiente para fazer o agressor desmaiar, era um pobre patético. “V” aproximava-se do ferido e apresentava-se, era um excelente e convincente locutor. As palavras que Lorde Ivan utilizava para se referir a mim eram nada aprazíveis, erguia a sobrancelha e engolia em seco seu comentário, tinha que controlar meus sentimentos o máximo possível, mas, era difícil. O Lorde era um dono de comércio de bebidas para exportação e importação, deveria ser influente o suficiente para aumentar os comentários do novo Marquês que chegara na cidade.

~ Essa nossa ação será suficiente para deixá-lo mais conhecido aqui. ~ diria depois da saída do nobre. ~ Eu quase coloquei nosso plano a perder agora há pouco. ~coçaria a cabeça. ~ Minha capacidade de me passar por outra pessoa é bem limitada “V”. Acho que temos um tempo até a hora marcada. Sabe o melhor lugar para observar pessoas atuando? Creio que será essencial para nosso plano eu melhorar essa capacidade. ~ indagaria ao falso nobre.

Posteriormente a sua resposta, acompanharia o cúmplice até o possível local onde encontrasse esse tipo de pessoa. Em uma certa ilha, quando ainda estava no bando de Keiichi, encontramos uma grande plêiade. Eram artistas de diversas partes do mundo que possuíam habilidades circenses e lutavam como verdadeiros piratas, um membro desse grupo até mesmo entrou no bando depois de certos acontecimentos.
Caminharia sempre a direita de Vlad e apoiando a mão no cabo da espada, exatamente como um fiel cão-de-guarda. Se encontrássemos tais artistas, aguardaria em pé um pouco próximo observando seus movimentos e atuações. No momento em que um deles se afastasse, e tivesse percebido anteriormente que era realmente bom naquilo que fazia, aproximaria com Vlad para explicar minha intenção.

~ Você é um artista incrível. ~ exclamaria se meu mestre não o abordasse antes. ~ Eu estou precisando aprimorar minha capacidade de atuação e .... pensei em aprender com alguém realmente bom nisso. ~ diria coçando a bochecha com o dedo. ~ Podemos pagar por isso. ~ olharia para o Marquês em súplica. Moveria os lábios com uma frase sem som “Eu pagarei em dobro”.

Para o narrador:
 

Histórico:
 


____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Yami
Super Nova
Super Nova
Yami

Créditos : 35
Warn : O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 10010
Masculino Data de inscrição : 28/11/2011
Idade : 24
Localização : Far, Far Away ♫

O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 EmptySex 8 Abr - 12:16

Aluno e Meste

Atuação!


Todas as peças estavam alinhadas. As informações, já recolhidas, o plano, já traçado. Agora era questão de tempo até as engrenagens começarem a se mover e todas as peças começarem a se mover. E imaginar que todo aquele trabalho era ainda a primeira etapa do plano chegava a cansar... Mas era uma etapa necessária. V precisava dessa fama para com os nobres antes de chegarmos até Sarah e Stella. - Ainda temos mais algum tempo antes de irmos nos encontrar com os outros... O que quer fazer com o tempo extra? - Perguntava, antes de ver a apresentação que ocorria em nossa frente.

Eu conhecia o tipo, mas nunca havia visto a atuação para outro propósito como aquele. O homem sabia se expressar e usar as palavras, assim como V, mas era claro a mentira em suas palavras. Não pela atuação que, muito pelo contrário, estava impecável, mas sim pelo local no qual se apresentava e a situação na qual estava. Ele demonstrava sua arte - o que muitos considerariam como natural - de forma impecável. Ia diminuindo o ritmo da caminhada conforme observava-o, até parar e fazer um sinal para Kamui também parar. - Acho que sei o que farei. - E, de forma discreta, tiraria do bolso B$500.000 e entregaria para o ruivo. - Tome. Use com sabedoria. Me encontre no ponto de encontro no horário marcado. - E, me afastando, começaria a chegar próximo ao artista, que acabava a sua performance por ali.

A verdade é que eu não havia sequer pensado em como abordar aquilo. Eu era terrível com as palavras e minha vergonha era algo que me travava demais. Aproximaria-me com a aparência de criança na qual o meu visual demonstrava, não chamando atenção demais, porém o suficiente para não ser ignorado. Abria a boca sem emitir som, como se eu estivesse ainda pensando no que deveria ser dito. - Poderia me ensinar? - Diria, de forma direta. Assim ele não vai entender, Aaron. - A mentir e atuar. Poderia me ensinar? - Apesar da vergonha e da aparência inocente, meu olhar carregava consigo a sabedoria de um ancião, encarando-o nos olhos, como verdadeiros homens faziam. Leria suas feições, sua reação e seus pensamentos quanto a mim e o que deveria fazer.

O homem provavelmente poderia negar, inicialmente, até mesmo alegando de que sua arte não deveria ser compartilhada assim. Sem demora, diria em um som baixo, apenas para que nós ouvíssemos. - Eu posso pagar. Apenas quero saber. - Dizia, tentando agora, além de ter a sua atenção, ter também o seu interesse. O preço poderia variar e, como eu ainda tinha boa parte dos lucros, não seria um grande problema pagar por aquilo. Aceitaria caso o preço fosse de meio milhão para baixo, indo junto com o mesmo para o lugar que ele sugerisse, onde poderíamos conversar com melhor concentração. Dessa forma, passaria com o mesmo o tempo que fosse necessário para que todo o dinheiro tivesse sido bem gasto, não havendo dúvidas de que a lição havia sido aprendida. Buscaria evitar as falhas que eu vejo comumente nas pessoas que mentem. Eu convivo há muito tempo com V e sei os sinais que seu corpo faz quando mente e, por isso, buscaria evitar tais sinais ao máximo.

Com tudo feito e o dinheiro entregue, agradeceria ao artista em um simples abaixar de cabeça, para em seguida me afastar e nunca mais vê-lo. Havia sido um fantasma que havia surgido e também seria um fantasma que havia sumido após ter o que queria, pois agora era a hora das peças começarem a se mover. Já deve estar na hora... Os outros não devem demorar. Pensava, caminhando agora para o ponto de encontro.







Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Midnight
Tenente
Tenente
GM.Midnight

Créditos : 61
Warn : O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2010
Idade : 23

O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 EmptyDom 10 Abr - 15:20


The guilty that devours
Its going to be your ruin
Aquele plano que antes parecia tão infalível e perfeito agora já não se mostrava tão perfeito assim, ainda haviam muitos buracos a serem preenchidos por parte das duas equipes e tinha ficado incumbido a mim e Aaron tomarmos partes em como realizar o gatilho para o plano, pois bem, não tínhamos outra opção não é ?

Já tínhamos as informações suficientes e agora faltava a ação, para tal efeito eu e o outro ruivo voltávamos do local aonde tínhamos concluído o plano e era nesse meio período que algo captava a atenção do menor, para mim não passava de uma apresentação falsa de circo mas para o outro algo havia chamado a atenção, talvez ele realmente tivesse herdado a forma de pensar de V, já que até na falsidade os dois se combinavam.

Dado o sinal do outro pegava então discretamente o dinheiro e apenas abaixava um pouco a cabeça concordando com o novo plano, agora só restava achar alguma coisa para fazer, girava então seus calcanhares procurando entre a multidão algo que lhe chamasse a atenção e bingo ! Estava fácil.

“Aquilo pode vir a se útil.”

Talvez o que iria fazer não seria a melhor das opções mas ainda sim era uma, resolvia seguir aquele garoto, talvez aquele homem fosse o levar para onde houvessem mais artistas e lá poderia achar alguma coisa interessante, não ficaria tão próximo da dupla mas ainda sim com a distancia suficiente para segui-los.[/color][/b]




Template by [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

"Pague o preço do seu karma e aceite-o."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ravenborn
Illuminati
Illuminati
Ravenborn

Créditos : 29
Warn : O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 10010
Masculino Data de inscrição : 08/11/2014
Idade : 20

O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 EmptyQua 13 Abr - 18:26

Act.



- Poderia me ensinar? - Aaron dizia, dirigindo-se ao artista de rua que tinha encontrado não havia muito tempo enquanto caminhava pelo centro de Shells Town junto a Kamui. Bill Cipher, como tinha se apresentado, mostrou-se deveras experiente na arte de atuar e fingir enquanto fazia a sua apresentação, mas naquele momento em específico, ele mostrou dúvida em seu olhar. Obviamente, não tinha entendido o que diabos o garoto queria dizer com aquilo. Aaron repetiu, sendo mais específico: - A mentir e atuar. Poderia me ensinar? - o ator então o fitou nos olhos, mastigando aos poucos a informação que tinha acabado de receber, pensando no que teria levado aquele menino a perguntar tal coisa. Como não achou nenhuma hesitação ali, ele deu um sorriso talvez não tão sincero, mas certamente interessado.

- Ora, ora, ora, garoto. Ficou interessado? - ele dizia, enquanto parecia ler cada detalhe na linguagem corporal e na expressão de Aaron, com o seu único olho à mostra. - Sabe, eu fico feliz em saber que você gostou da atuação. Mas...você entende se eu disser que é algo que eu não posso sair ensinando pra todo mundo, não entende? - ele continuou, dirigindo um meio sorriso para o ruivo. Aaron, no entanto, estava decidido quanto àquilo, e já tinha se preparado de antemão para uma situação como aquela: - Eu posso pagar. Apenas quero saber. - como sempre, ele era bastante direto, já que não gostava muito de ficar conversando demais. O forte do garoto era outro. No entanto, o fato dele ter tocado no assunto do pagamento pareceu trazer um brilho diferente ao olhar de Bill. - Pode pagar, é...? - ele fitou-o novamente, mas, dessa vez, com um sorriso próximo ao maquiavélico no rosto. - Se é o caso, então a história é outra. Venha comigo, vou te mostrar um lugar. Conversamos sobre o preço quando chegarmos lá. - ele disse, começando a andar, Aaron logo atrás dele.

Kamui seguiu os dois a uma distância segura, por sua vez, interessado no que aquilo poderia acabar virando. Depois de caminharem por um tempo, o grupo chegou até uma parte um pouco menos movimentada do centro, aonde, junto a Bill, adentraram numa espécie de garagem que devia pertencer a uma das casas daquele local. Lá dentro, no entanto, a única coisa que não havia eram carros: havia um homem pintando vários quadros idênticos, seguindo um modelo que estava pregado à parede, uma mulher contando bolos de dinheiro (roubado) e até mesmo uma outra que separava várias jóias (falsas) sobre uma mesa de madeira. Ficava claro para qualquer um que chegasse ali que o lugar não era muito...normal. - Tirem suas próprias conclusões se quiserem, garotos, mas o que nós queremos é dinheiro. E se vocês têm dinheiro... - ele disse, dirigindo-se aos dois ruivos que o tinham seguido até ali. - ...então nós podemos fazer um acordo. Você disse que queria aprender a atuar, a mentir, não disse? - ele falou, se aproximando de Aaron. - Me dê quinhentos mil, e eu te ensino tudo o que você precisa saber. Quando sair daqui, vai perceber o quão útil isso é, não importa onde ou quando. Se bem que como você vai usar isso já não é problema meu. - ele alargou um pouco o sorriso, e então, estendeu a mão para o jovem ruivo. - E então, o que acha? - ele fez sua proposta.

Uma vez que Aaron aceitou a proposta, apertando a mão de Bill, ele viu um sorriso de satisfação por mais um negócio bem feito aparecer no rosto do homem. Antes de começar a ensinar ao garoto, no entanto, o manda-chuva daquele lugar falou com Kamui, que ainda estava por ali, parecendo interessado pelo que via ao seu redor. - E você, se também estiver interessado em alguma de nossas..."artes"...sinta-se livre pra pedir a algum deles pra te ensinar. O preço é o mesmo, e eu garanto que não vai se arrepender. - ele disse, e logo, o espadachim se dirigiu até o homem que estava fazendo a pintura dos quadros. Falsificar aqueles itens daquela maneira e, então, vender cada um deles...certamente era uma fonte de grana fácil. Sem demora, as aulas ilícitas tiveram início naquela garagem, longe dos olhos e ouvidos das multidões que ainda caminhavam pelo centro. Um pouco mais tarde, os resultados certamente se mostrariam bastante satisfatórios para os "alunos" Aaron e Kamui. Agora, no entanto, eles precisavam se focar em aprender.

Não tão longe dali, Vlad e Kront tinham acabado de "salvar" um nobre de um ataque de um velho armado com uma faca, o que, provavelmente, já seria um começo com o pé direito para fazer a fama do Marquês Von Vladimir, que chegara havia não muito à ilha junto ao seu fiel guarda-costas, Serberos. - Essa nossa ação será suficiente para deixá-lo mais conhecido aqui. - Kront começou, e em seguida, coçou um pouco a cabeça. - Eu quase coloquei nosso plano a perder agora há pouco. Minha capacidade de me passar por outra pessoa é bem limitada “V”. Acho que temos um tempo até a hora marcada. Sabe o melhor lugar para observar pessoas atuando? Creio que será essencial para nosso plano eu melhorar essa capacidade. - ele sugeriu, certo de que aquilo se mostraria importante em alguma ocasião no futuro, em especial em momentos como esse, no qual ele estava se passando por outra pessoa.

Mediante uma sugestão de Vlad, então - este que o dissera em meio à sua habitual forma de falar, contando um pouco sobre como sabia daquilo e como Kront faria bem em lembrar - os dois ruivos continuaram andando, mas dessa vez, na direção de uma área mais ao centro da ilha. Com certeza, se estivessem atrás de artistas de rua, aquela seria a melhor de suas opções - afinal de contas, esse tipo de pessoa só conseguia lucrar um pouco se estivesse em um local movimentado, já que quanto mais pessoas estivessem por ali, mais chances eles têm de ganhar alguns trocados. Depois de passar um tempo considerável andando, eles começaram a notar como a concentração de pessoas aumentava pouco a pouco, até que finalmente chegaram no que parecia ser o centro. Ainda levou um pouco mais de tempo até que a dupla finalmente encontrasse um grupo de artistas de rua fazendo uma apresentação - havia várias pessoas ao seu redor, observando atentamente o que parecia ser uma espécie de peça. Eles observaram os atores fazerem a sua parte com perfeição por alguns minutos, até que, uma vez que a apresentação tinha chegado ao fim, Kront não perdeu muito tempo para se dirigir até um deles:

- Você é um artista incrível. Eu estou precisando aprimorar minha capacidade de atuação e .... pensei em aprender com alguém realmente bom nisso. Podemos pagar por isso. - ele falava com um dos homens, que devia estar nos seus vinte e poucos anos, dono de uma pele morena e cabelos prateados. - Ah, então você tem interesse em atuar? - ele pareceu feliz com a ideia, o sorriso em seu rosto mostrando a mesma o agradava bastante. - Se você quiser, nós podemos te ajudar, sim. Atuar não é tão difícil quanto parece, sabe? Com alguns truques e um pouquinho de prática, não demora muito pra você conseguir fazer com perfeição, se aprender tudo direitinho. Vem, vou te apresentar ao pessoal. - ele falou, trazendo Serberos até o restante do grupo de artistas. No final das contas, eles decidiram que o pagamento ficaria por quinhentos mil para que eles o ensinassem por algumas horas - tudo feito com o dinheiro que estava com Vlad - e os momentos que se passaram a seguir foram cheios de informação nova e bastante útil para Kront. Ele tinha que se dedicar um pouco ali, se quisesse aprender aquilo com perfeição. Afinal de contas, atuar podia ser algo muito importante dali pra frente. Ele tinha que fazer aquilo do jeito certo!


OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Gracias Sr. Volker pelo Tutorial

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

.
Voltar ao Topo Ir em baixo
GM.Midnight
Tenente
Tenente
GM.Midnight

Créditos : 61
Warn : O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2010
Idade : 23

O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 EmptyQui 14 Abr - 9:42


The guilty that devours
Its going to be your ruin
O garoto, ou melhor Aaron, parecia que tinha jeito para a coisa..isso colocava em cheque a vontade que Kamui tinha de mata-lo e talvez não valeria apena matar ele ali para ver o quão longe Vlad iria, uma pena mas tinha que admitir, aquele ruivo poderia ser útil. Depois de ter seguido caminho com o artista e com Aaron iam em direção até uma casa especificamente em uma garagem.

“Ótimo, estamos no grupo de fracassados “

Quando adentrava  minha opinião mudava totalmente, aquele lugar não se tratava de um grupo de fracassados mas sim de um grupo peculiar, joias falsas, dinheiro rolando por ali, tudo aquilo parecia ser um tanto quanto interessante mas o que mais chamava a atenção era um homem que sentado em seu banco copiava vários quadros de forma idêntica, uma verdadeira replica de um objeto, não dava sequer atenção para o dono daquele grupo picaresco e só voltava a ouvi-lo quando o mesmo propunha um acordo para nós dois.

“ 500 mil para aprender algo assim ? Parece uma troca justa”

Mais tarde tinha também a talvez “honra” de ter a palavra do artista diretamente a sim e quanto a proposta apenas o respondia secamente. – Sim. Agora livre dos outros dois podia me concentrar no que me interessava, ia diretamente para o velho e então indagava o mesmo sobre a aula, aceito como aluno pela bagatela de 500 mil B$ começava então meu aprendizado.

Falsificar arte se tratava de um procedimento interessante, ainda mais quando as aplicações para tal eram infinitas, falsificar um crachá, um acesso, uma digital talvez ? Haviam infinitas possibilidades quando  se tratava de copiar alguma coisa, aquela arte era simplesmente a arte da copia não limitada apenas para a arte, talvez até dinheiro era uma opção a ser falsificada, o que importava era que nosso leque de oportunidades havia sido ampliado.

Terminado o período de ensino agora só me restava reunir com Aaron e pelos meus cálculos estávamos beira a hora de encontrarmos Vlad e o outro rapaz...ah sim Kront, por fim apenas esperava que o ruivo aparecesse na garagem e com a cabeça faria um sinal para que seguissem para fora, seguiria então rumo ao bar notando também que o dia estava em seu fim.

- Tenho um plano, agora que eu sei copiar as coisas vai ficar um pouco mais fácil, sabemos também aonde serão vendidos os ingressos do teatro, podemos conseguir um e falsificar para que eu e você entremos, talvez podemos também arrumar de alguém que trabalhe lá mas com certeza a segurança vai estar bem mais forte se formos por esse caminho. A parte chata é claro é que alguém vai ter que fingir que está interessado em comprar ingressos, ou seja, fingir ser um nobre..ou é você..ou é Vlad.

Deixava com que essas falas fossem audíveis apenas para nós dois, mas de fato era esse o melhor plano que poderia ter pensado com a conjuntura atual.




Template by [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

"Pague o preço do seu karma e aceite-o."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: O preço do Sangue - Começo!!   O preço do Sangue - Começo!! - Página 12 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O preço do Sangue - Começo!!
Voltar ao Topo 
Página 12 de 16Ir à página : Anterior  1 ... 7 ... 11, 12, 13, 14, 15, 16  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Yotsuba Island-
Ir para: