One Piece RPG
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» On The Top Of The World
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Emptypor Ceji Hoje à(s) 21:32

» A justiça não é cega!
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Emptypor Van Hoje à(s) 20:27

» Capítulo I: Meu nome é Cory Atom! Filho de Kouha Atom
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Emptypor Kiomaro Roshiro Hoje à(s) 18:06

» There's no good man in the west
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Emptypor PepePepi Hoje à(s) 17:45

» The Victory Promise
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Emptypor Apoo Hoje à(s) 16:58

» Red Albarn e o Alvorecer de um Herói
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Emptypor GM.Doodles Hoje à(s) 15:22

» [Mini-Handa] Uma beleza preguiçosa
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Emptypor Handa Hoje à(s) 05:11

» Al mare!
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Emptypor Fanalis B. Ria Hoje à(s) 05:00

» Vermelho
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 04:15

» Ficha - Dylan Jones
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 02:31

» Dylan Jones
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 02:30

» [MINI - Gon Vinteluas] *SENHORAS E SENHORES!*
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Emptypor Bijin Ontem à(s) 22:16

» [MINI-Yahikko] - A partir do zero!
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Emptypor ADM.Tidus Ontem à(s) 20:32

» Una Regazza Chiamata Pericolo
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Emptypor Vrowk Ontem à(s) 20:03

» Unidos por um propósito maior
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Emptypor madrickjr Ontem à(s) 17:22

» [MEP] 01 | Eco
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Emptypor DJ GBR Ontem à(s) 17:06

» [MINI - DJ GBR] 01 | Eco
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Emptypor DJ GBR Ontem à(s) 17:03

» Faíscas da Revolução
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Emptypor K1NG Ontem à(s) 13:46

» O Sapo Mágico
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Emptypor K1NG Ontem à(s) 13:15

» Apresentação 3 - Falência Abrasiva
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Emptypor GM.Furry Ontem à(s) 12:06



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Rebirth! Quebrando o gelo

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 8 ... 13, 14, 15  Seguinte
AutorMensagem
Roy Collins
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Roy Collins

Créditos : 17
Warn : Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 23/11/2012
Idade : 22
Localização : East Blue - Loguetown

Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 EmptySeg 04 Jan 2016, 17:26

Relembrando a primeira mensagem :

Rebirth! Quebrando o gelo

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) Civis Yoshikatsu Nnoitra e Shimizu Hikari. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Olá, Convidado seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Van
Soldado
Soldado


Data de inscrição : 31/10/2011

Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 EmptyQui 03 Mar 2016, 20:28

Todos os ânimos estavam exaltados no momento, logo que Krieg  levou Edgar ao chão, ele parou de resistir, algo estranho para o homem, mas que apenas o manteve sem fazer nada desnecessário. Um lona logo caiu sobre os dois que podiam sentir palmadas grandes e o fogo se exaurindo  e já não se queimavam mais, o que queimava naquele momento era a mistura de emoções no peito da pequenina Hikari, rugia como um leão, dava para perceber que ela tremia de raiva e até mesmo lágrimas se formavam em seus olhos, com todo seu tamanho não estava para brincadeiras.

Edgar se arrastou e permaneceu sentado, ouviu a garota e a respondeu, aquilo não parecia ir acabar bem quando a sede de sangue e o senso de que não poderia cometer o mesmo erro de tirar a vida de alguém que ameaça quem ela protege, a faziam ter a sede de sangue. O primeiro dardo cortou o ar e passou próximo entre Kireg e Leon, cravando na madeira entre as pernas de Edgar, nesse instante o ruivo foi rápido e tomou a arma da garota que insistia em querer puxar o gatilho, ao pondo de que ele teve de forçar e ela cair sentada ao chão. Agora foi a vez dele falar e ele começou no mesmo tom dos dois, antes de voltar a falar normalmente, Krieg apenas observava, mas quase ninguém ali percebeu o que Ada estava a fazer, estavam presos no debate e não demorou para Edgar sentir a sola da bota dela em seu peito, uma vez forte o fazendo perder o ar e a segunda mais fraca, já vendo Leon tirando ela dali. Sua ferida não voltou a abrir, mas doía e precisaria de uns segundos para recuperar o fôlego.

O alto ruivo amarrou as mãos de Edgar para trás e o deixou ali sentado, Krieg apenas acenou com a cabeça, demonstrando que iria ficar de olho dele, ele preferia não se intrometer muito no que estava acontecendo, afinal aquele foi o grupo que corrigiu seu erro, agora eles teriam de se resolver por si só. Leon encostou no mastro e continuou suas perguntas, cabia agora a eles responderem ou não.

Também ali, mas totalmente indiferente ao que estava acontecendo, uma figura peculiar ficava quieta, apenas ouvindo e observando. Depois de todos falarem, ele chamou suas atenções, não por que queria, mas pela forma que agia, ele tomou o esfregão e o balde, meio desengonçado começou a lavar aquele álcool do chão, ele parecia viver em um momento totalmente diferente a eles que o observavam até ouvirem ele falar do céu.
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.youtube.com/ocanilbr
Oni
Pirata
Pirata
Oni

Créditos : 10
Warn : Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 19/01/2013
Idade : 22
Localização : Bahia império nagô

Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 EmptySex 04 Mar 2016, 13:42


   


Bíblia Sagrada! (Em Construção)




Laços.



Ouvia com atenção as palavras de cada uma das pessoas ali. Aparentemente, elas haviam matado em legítima defesa, embora que realmente não se importassem com a vida dos criminosos. Mas seriam elas realmente pessoas ruins? A situação em que o padre estava dizia que não...

Naquele momento, estava preso por um homem em boa condição física - diferente dele mesmo - e em desvantagem numérica. Ainda assim, Leon teve a decência de tirar a arma da mão da garota que iria atacá-lo em um ataque de raiva. Seu plano foi por água abaixo no momento em que apagaram o fogo, e agora já não tinha chances. E aquilo era mais do que óbvio. ''Eu estou completamente indefeso.. Se eu for assassinado em alto mar e lançado daqui ninguém nunca vai poder sequer desconfiar deles.. Eu tenho certeza que todos sabem disto, mas, ainda assim, estão apenas me amarrando.. Talvez eu tenha me enganado sobre as pessoas desse navio...'' pensava, enquanto via o debate acalorado deles. ''Talvez eles realmente sejam boas pessoas...''

Um pé afundou sobre a ferida em seu peito e suas costas bateram no chão. - PUTA!! - berrava como um impulso, até perceber o que estava fazendo. - PERDÃO PELA BOCA SUJA... PERDÃO.. berrava de novo, mas o pé voltava a doer em seu corpo. Segurando o ar com força, até mesmo inflando as bochechas, ele se segurava para não xingar. Seus olhos se arregalavam junto com as bochechas infladas, e em instantes começaram a se revirar. Prestes a explodir de dor, ele finalmente teve uma ideia: - MERETRIZ!! - E foi então que percebeu o direito sagrado de xingar com dor, e teve certeza de que Deus não o impediria daquilo se fosse real.

– Vamos começar de novo, sim? Pode me dizer o seu nome? - Dizia a garota, pisando no peito do padre.

- EDGAR MURPHY, EDGAR MURPHY... - Berrava.

– Acha que somos demônios, é? Isso é porquê ainda não experimentou o inferno! Hahahahahaha!

- SIM, DEMÔNIOS. NÃO, EXPERIMENTEI, AIAIAIAIAI.... MISERICÓRDIA...

– É, foi ótimo conversar com você! Hahahahaha! - Ela dizia, se virando de costas para ele e saindo.

Levaria as duas mãos até o peito lentamente, e se viraria de lado, abraçando o próprio corpo e encarando o chão do navio.

- A... Aleluia... - Diria, com um sorriso de terror e ainda tremendo um pouco. Completamente traumatizado.

Sem perceber, começou a ser amarrado pelo homem ruivo, colocando suas mãos atrás das costas. Havia sido torturado, mas não assassinado, mesmo que a garota tivesse uma clara oportunidade. Conforme o cânhamo cercava seus pulsos em círculos, ele podia sentir os laços se formando entre ele e a tripulação daquele navio.

- Você entende o por que de eu te amarrar agora! Mas vamos conversar assim que fizer isso! - Leon terminava de amarrá-lo, e continuava Comecemos do começo, me chamo Leon e fui parar nessa ilha por capricho de meu velho! Vaguei pelo gelo onde encontrei uma cabana com um cadáver de um nativo, enquanto avaliava o que havia ocorrido ali um homem me atacou e eu o sobrepujei, ele ainda deve estar morto la do lado de fora, junto dos lobos e da outra mulher! Essa cabana tinha uma passagem para umas celas, onde estava Natasha quando eu disse que iria salvá-la! Lá surgiram o homem que foi morto com a flechada no olho e a mulher domadora de lobos! Ao enfrentá-las Ada ali e um outro cara apareceram e lutaram ao nosso lado, todos saímos feridos menos o da coroinha ali que tem seus acessos de demência, ele simplesmente se desliga como você pode ver. Depois de derrotarmos ela, sim derrotarmos era uma luta de vida e morte e assim como você viu depois disso ela também morreu lutando e não depois de "rendida"! Depois encontramos aquele homem que você viu cair duro e por fim chegamos ao porto com vocês! Ao que parece todos aqui estavam seguindo um mesmo objetivo, sabendo ou não, que era o de salvar Natasha e a ilha, então não vamos nos matar agora que aquilo passou! Me expliquem agora a parte que não sei, quem são? De onde vieram? Por que esse cara tentou tomar o navio querendo seguir alguma justiça divina? E principalmente... ate quando esse cara da coroa vai ficar ali parado que nem ameba? Isso é bizarro!

- Bem... Eu acho que eu deveria começar a minha apresentação. - Diria o padre. - Eu me chamo Edgar Murphy, e nasci em um reino do North Blue chamado Kanus. Lá, eu consegui sobreviver sem nunca conhecer meus pais ou qualquer parente próximo. Nenhum benfeitor veio até mim para me cuidar na infância, e eu não tenho nenhuma espécie de figura paterna ou materna. Na verdade.. Eu nem sei como sobrevivi. Na maior parte da minha infância, eu tive de roubar para sobreviver junto com os meus amigos. Poucas pessoas conversavam comigo, e a maior parte era apenas para me chamar de bandido... Tal qual chamavam todos os meus companheiros de crime. Assim que tive idade o suficiente, resolvi me inscrever pra me tornar um dos carrascos, a forma mais simples de ganhar dinheiro. Lá, eu aprendi diversas formas de lutar e utilizar uma espada, usando elas na maioria das vezes para executar as pessoas. Mas, um dia, quando eu tive de matar um companheiro de infância assaltante que era muito melhor do que eu como pessoa, eu comecei a repensar meus atos, e a justiça dos assassinatos que eu fazia. Foi quando eu percebi que só conhecia superficialmente todas as pessoas que eu já havia executado, e que não tinha direito nenhum àquilo. Foi quando resolvi virar um padre, pois a igreja era a instituição que definia aqueles que deveriam morrer... Acontece que eles tampouco tinham qualquer direito ou argumento, e faziam tudo com base em uma justiça superficial. Até hoje eu acredito que não tenho direito algum de matar outra pessoa, e é por isso que repito, não iria matar nenhum de vocês. Apenas roubar o navio e fazê-los repensar. Mas uma vez que vocês preferem me ouvir.. Bem.. Não tem mais por quê. É o seguinte: Um dia, eu li um livro chamado O Diário de Davy Jones, e era simplesmente vários relatos sobre um Caçador de Recompensas infantil e egocêntrico, que se chamava de Deus o tempo inteiro. Mas, para a igreja, aquele era o livro mais sórdido e perverso de todos. E eu achei aquilo extremamente engraçado.. E foi quando percebi que era tudo uma piada. A partir deste momento, eu percebi que Deus havia me escolhido para criar uma religião que realmente pregasse o amor, e que fizesse as pessoas repensarem a si mesmas. Foi então que eu inventei o Onismo. Oni é uma palavra que significa tudo, e o Onismo quer pregar algo com que todos concordem no fim, e que faça todos se sentirem bem... O primeiro mandamento do Onismo é ''Não Matarás, Existem Várias Outras Formas de Vingança E Tortura''. E o segundo, que vocês todos estavam seguindo sem perceber, e que eu só consegui inventar graças a essa ilha, é ''Não Congelarás Propositalmente, Levais Sempre Um Casaco''. Estão vendo? Bom.. Como eu cheguei nessa ilha? Às vezes, eu tenho fortes pressentimentos, como o que me levou a quase queimar o navio de vocês. Este pressentimento em específico me fez invadir um navio, e eu acaabei sendo descoberto e lançado ao mar. Por sorte, eu caí em Fernand Ice Island, bem a tempo de ajudar vocês a salvar a ilha. E quanto a eu quase ter queimado o navio de vocês, bem.. Isto me fez perceber que vocês não são ruins. Todos os pressentimentos parecem estar me levando para um caminho correto.. - Ele refletiria, encarando o céu. - Atualmente, o Onismo não tem todos os mandamentos completos. E eu tenho... Exatamente... - Deslizaria os olhos sobre a órbita apontando eles pra cima, ao mesmo tempo em que faria um bico, como se estivesse pensando - Zero seguidores. E dois mandamentos. - Voltaria a olhar para eles. - O que acham de se tornarem seguidores do Onismo comigo? Vocês também podem criar mandamentos, contanto que eles sejam agradáveis para todos. É só falar com ''às'' no fim de todos os verbos. Por exemplo: Não Comerás Pizza Doce. E, além disso, seguir os dois últimos mandamentos que eu acaabei de dizer. Eu irei aavaaliar seus mandamentos e nós debateremos até vermos se ele realmente se tornar um deles.. O que me dizem? - Daria um sorriso esperançoso, esperando que eles aceitassem e se juntassem a ele. Caso eles agissem como se fossem negar, continuaria - Bom.. Eu não quero me gabar... Mas o Onismo é a única religião que condena a franja da garota com a coroa... - E aquele seria o seu argumento final.





               
- HP: 120/120

               
SP: 62/62









Spoiler:
 

____________________________________________________

''.....''

- Cindy Vallar  

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

GUAP:
 

Ser Staffer:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Wesker
Revolucionário
Revolucionário
Wesker

Créditos : 14
Warn : Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 29/04/2012
Idade : 22

Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 EmptySex 04 Mar 2016, 23:32



Onismo


Infelizmente não conseguia dar mais que algumas pisoteadas no padre, o mesmo homem que havia impedido Hikari de perfurar mais algumas bolas havia me impedido de limpar totalmente os meus pés no novo tapete. Ainda assim, aquilo havia sido bem divertido. Ouvia o ruivo falar para que eu cuidasse de Hikari, realmente alguém deveria fazer aquilo antes que a garotinha tivesse um acesso de raiva e afundasse o navio ali, ela precisava aprender a se controlar e só atacar um adversário indefeso quando ninguém está esperando... Como eu fiz. Mas infelizmente, acalmar crianças não é bem o meu forte.

”É minha vez de assumir novamente, não é? Tenho que assumir que entre uma pisada e outra eu gostei do que você fez ali. Aquele tarado desgraçado merecia isso.”

E meu trabalho ali estava feito. Logo sentia o mundo escurecer ao meu redor e não demorava para que sentimentos mais amenos que não eram meus se apossassem daquele corpo e me fizessem querer ajudar a garotinha a se acalmar. Logo eu voltava apenas a ser uma voz na cabeça de uma garota em meio ao oceano.
Primeira Personalidade


Novamente era eu no controle daquele corpo. Via enquanto Leon amarrava o padre maluco e então eu começaria a caminhar na direção de Hikari. Na realidade eu não sabia bem o que poderia fazer quanto à garota, então meu primeiro reflexo seria abraçá-la. O que deveria dizer? Que controlasse a raiva e não batesse no loiro? Eu mesma havia acabado de fazer isso, ainda que não fosse eu. Olharia então nos olhos da garotinha e diria tentando soar o mais compreensiva possível:

– Kari… Sei que é difícil, mas é melhor deixarmos esse idiota viver. No pior dos casos eu aposto que Iona gostaria de socar um pouco a cara dele quando acordar também. O que ela iria achar se ele já estiver morto, não é?

Dizia aquela ultima parte da frase em um tom irônico, tentando animar a garota. Logo começava a ouvir a história de Leon. Como ele havia ido parar naquela ilha, e como havia sido a sua estadia naquele lugar. Sua ultima pergunta me fazia prestar atenção em uma coisa que até então eu tentava ignorar com todas as forças, o idiota da coroa que parecia estar completamente avulso a tudo aquilo que estava acontecendo. Via que o padre se preparava para falar, mas resolvia responder a ultima pergunta do ruivo antes que o loiro tivesse a chance de fazê-lo:

– Não me pergunte, eu não o vejo a anos. Sempre foi meio idiota.

Logo o padre começava a falar. Chamava-se Edgar Murphy, e já havia sim visto o inferno. Sua vida havia sido mais triste do que a de qualquer um ali, e também já havia sido exposto a várias provações durante este tempo. Mas será que eu poderia acreditar em um homem como aquele? Se parar para analisar, um homem ferido amarrado a um mastro não teria um motivo para mentir, não é? E durante sua história ele citava um nome já bem conhecido por mim... Davy Jones, o famigerado caçador de recompensas. Esta figura já havia aparecido em algumas das histórias que meu pai me contava, ruivo com um tapa olho... Trocaram golpes algumas vezes, e em outras garrafas de rum. Acabaram fazendo amizade depois de lutarem contra um inimigo em comum. Era exatamente como Edgar o descrevera, um idiota megalomaníaco que pensava ser um deus, tanto ele quanto aquele padre pareciam figuras interessantes.

Depois de toda essa história sobre sua vida ele começava a nos contar sobre a religião que estava formando, o Onismo. Devo confessar que formar uma religião era uma ideia no mínimo interessante. Uma religião onde você mesmo cria os mandamentos, era realmente uma grande piada como o padre havia dito... E nós duas adorávamos piadas. Talvez depois disso tudo eu até pudesse perdoá-lo por ter passado as mãos nas minhas costas e ter ficado me alisando. Mas eu não poderia simplesmente seguir a religião daquele lunático que agora a pouco estava tentando matar a todos nós, poderia? Começava a dar as costas para ele até que ouvia o seu ultimo argumento, uma das proibições do onismo.

”Agora que paramos de brigar, eu realmente estou começando a gostar desse cara! Hahahahahaha”

Com um sorriso de deboche em meu rosto, olhava rapidamente para Yoshikatsu e não conseguia abafar uma risada. Logo me voltaria para o padre e diria a ele – Tudo bem, você me convenceu com o ultimo argumento. Me junto a sua religião se fizer com que um dos mandamentos seja “Não Tentarás nada contra outros seguidores do Onismo e seus aliados”. E tem outra coisa...

”Essa parte de não matar... Deixe-me falar com ele, tudo bem?”

Segunda personalidade


– Essa parte de “Não Matarás”, não acha meio complicada? Talvez possamos chegar a um acordo, algo do tipo “Não Matarás a menos que seja um completo babaca” ou “Não Matarás a menos que tenha torturado muito antes e dado uma chance de se arrepender”. O que acha? Não me parece um mandamento tão ruim.

Aquela religião também havia me interessado, seria divertido andar pelo mar reunindo outros lunáticos para serem adeptos a religião daquele ali. E além disso, ele acabou se mostrando um cara bem divertido, seria um desperdício total se eu simplesmente matasse ele ali e o atirasse ao mar, não é? Talvez depois daquilo pudéssemos todos fazer um brinde com a garrafa de saque que sobrou, e batermos mais um pouquinho no padre se ele tentasse alguma coisa para nos matar de novo.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Em homenagem aos que se foram::
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Akuma Nikaido
Pirata
Pirata
Akuma Nikaido

Créditos : Zero
Warn : Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 10010
Data de inscrição : 03/08/2012

Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 EmptySab 05 Mar 2016, 10:08

Calming down


A discussão com aquele padre ficava cada vez mais fervente, com ele revidando as minhas palavras até que, por fim, num ato de raiva extrema, dei o primeiro disparo. Havia errado de uma distância que geralmente não o fazia, mas minhas mãos trêmulas impediam-me de mirar adequadamente. Em uma coisa ele estava certo: matar não era tão fácil quando a situação não era de vida ou morte. Antes que eu pudesse disparar o segundo dardo, Leon tomava a besta de minhas mãos, jogando-me no chão no mesmo instante. A atitude do ruivo em conjunto com o abraço de Ada e suas palavras faziam-me ver o que estivera prestes a fazer.


- Gomene! Gomene!


Pedia desculpas, ao notar o que quase causara. Ficava alguns minutos calada, ouvindo a conversa de todos e processando tudo que acontecia. Precisava daquele tempo para me recompor, parar de chorar convulsivamente e recolocar minha mente no lugar. Demoraria quanto tempo fosse preciso para isso, sem problemas, para, somente então, começar a conversar com todos, já num tom calmo. Inicialmente responderia aquele padre insano, o tal Edgar, que agora se apresentara.


- Acho que Ada já deixou claro, mas mesmo assim vou falar também, Edgar. Eu cheguei na ilha trazida por um navio que meu pai encomendou, pois eu sonho em conhecer o mundo e ele, depois de muita insistência minha, cedeu e autorizou. Assim vim parar em Fernand. Cheguei praticamente no mesmo instante que a vila de Krieg havia recebido a notícia da guerra civil a caminho. Parti para o outro lado da ilha para conversar com os ursíneos e impedir a guerra, enquanto pedi a Ada que ficasse para trás para ajudar a população a se proteger, evitando, assim, que morressem, já que eles não possuíam armas para se defender. E mesmo quando saí atrás de Natasha depois que enfrentamos aqueles atiradores com o espadachim, antes fui falar com o líder, pedindo tempo e dizendo que salvaria sua filha. A minha primeira preocupação foi exatamente evitar o sangue inocente derramado, além de, claro, proteger minhas amigas. Ada, em um lado da ilha. Iona, do outro. Matei, sim, e matei pela primeira vez nessa ilha. Para ser mais exata, matei quatro atiradores, quatro espadachins e aquele último que carregava Natasha. Nove mortes em minha conta. E vejo o rosto de cada um deles. Mas não sinto remorso. Sabe por quê? Porque aprendi que nessa vida, matar ou morrer faz parte dela e que, se não tiver a força para eliminar alguém, posso ser eu a perder a vida. Ou pior: alguém que me preocupo e amo. -

Conversava tranquilamente, contando tudo aquilo para o padre. Ele por hora não oferecia perigo e, se porventura, eu mudasse de ideia, agora estava calma o bastante para matar-lhe antes que alguém fizesse algo. Não precisava sequer da besta. Bastava passar o dardo rapidamente por sua jugular e ninguém ali no navio teria condições de salvá-lo, a não ser eu. Irônico, não? Ainda não havia me decidido quanto ao que fazer com ele, mas estava mais calma e podia pensar melhor.

- Sabe, Edgar, meu pai, antes de casar com minha mãe, possuía uma garota muito importante na vida dele. E ela foi morta, envenenada bem diante dos olhos dele. Ele me contou essa história pouco antes de me deixar viajar mundo afora. Ele demorou anos para aceitar aquele acontecimento, a ponto de negar tão forte aquilo que criou uma realidade alternativa sobre os acontecimentos que antecederam. Ele não me contou aquilo à toa. A mensagem que ele me quis passar é que precisamos ser fortes. Não só para proteger aqueles que amamos, mas também para aceitarmos a realidade que nos cerca. Eu não esqueci cada vida que ceifei. Muito menos estou isenta a essas consequências. Mas, em prol dos meus amigos, aceitarei cada pequeno pedaço de minha alma que se for com cada uma dessas vidas tiradas. Porque não vou permitir que ninguém faça mal a eles. E isso se inclui você.  -


Ponderava, ainda, sobre a seriedade do padre quando falava sobre sua religião, o Onismo. Aquilo parecia um charlatanismo sem fim, mas Ada parecia tentada, talvez para provocar Katsu que, uma vez mais, era confundido por uma garota.


- Sabe, Edgar, você passou por maus bocados, mas, por favor, não assuma que é o único. Cada um de nós tem a sua história e, mesmo que não seja tão ruim quanto a sua, garanto que conhecemos pelo menos uma ou duas pessoas com histórias ainda mais complicadas. Sobre sua religião, não posso sequer pensar em seguir alguma regra que possa colocar meus amigos em risco. Então, sinceramente, eu passo. E aquela "garota" com franja e coroa na verdade é um garoto. Katsu, para de limpar um pouco o navio e vem cá, seu bobo.  -


Soltava um leve riso ao chamá-lo. O jeito estranho do garoto, em especial com suas palhaçadas lembrava-me bastante Kan e Nábis. Havia-os encontrado algumas vezes, especialmente quando ambos visitavam meus pais para passar informações sobre reuniões ou sobre os revolucionários. E sempre me divertia bastante com as brincadeiras dos gêmeos. Talvez por isso eu entendesse melhor o garoto e não me sentisse incomodada com a sua excêntrica presença.





Objetivos:
 

Contagem de posts:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Katsu
Civil
Civil
Katsu

Créditos : Zero
Warn : Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 9010
Masculino Data de inscrição : 01/08/2012
Idade : 23
Localização : Torinho King

Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 EmptyTer 08 Mar 2016, 11:07

Nudes 3/5



___Estava extremamente empenhado na limpeza, focava naquele trabalho e de meu modo desajeitado eu ia aos poucos progredindo, conseguiria eu pegar a manha de limpar? A verdade é que essa tarefa era maravilhosa para nos distrair, e eu sempre gostava quando minha cabeça estava vazia, limpa de tristeza, quando o mundo parecia ter acabado e só existisse o momento de agora, um momento onde eu não me sentia mal por ter perdido Margareth.

___As palavras do padre, da garota promiscua nem eram ouvidas por mim, eu estava distraído demais com meus afazeres, a pessoa que conseguia chamar minha atenção era Hikari, afinal era a única que ao invés de só falar sobre mim, me chamava para juntar, e também por que eu ja deveria estar no fim da limpeza, né?  ' Eu? Garota? Shishishi ' Certo era a hora de descobrir quem tinha me chamado de garota, antes de ir até eles eu apoiava meus braços no topo do cabo do esfregão e raciocinaria ' Hikari e Ada já sabem que sou garoto né, elas me conhecem desde molequinho, se bem que a primeira vez que vi kari ela era só um bebezinho... Hmm.... Mas ela já falou ali que sou garoto, então ela sabe, agora o grandão, o tio e o padre não sabem, qual dos três foi? E por que acha que sou uma garota!? Eu nem tenho seios. Será que ele me acha bonito demais para ser um cara? Merda um deles quer me pegar!! Whathefuk '

- Estou indo!

___Diria para a garotinha. Assim que eu chegasse próximo a eles, eu faria, sim, eu faria, já tinha tomado minha decisão no momento em que soltei o esfregão para tocar no chão do barco, mas o problema era Hikari, não queria que ela visse, podia acabar se tornando uma garota da vida como Spice Rock.

- Percebi que o único motivo para acharem que um cara é uma garota é se acharem ele bonito, né? Afinal as mulheres são muito mais bonitas do que os homens, isso faz de mim mais bonito que vocês, já que me confunde com uma garota, então obrigado! Seria algo como, vocês sentirem um certo desejo pela pessoa, então como são héteros suas mentes os fazem acreditar que essa pessoa é do sexo oposto -  Estava até então andando de um lado para o outro, discursando, como se tivesse ensinando uma lição para eles, levantaria meu dedo indicador quando falasse e gesticularia com minhas mãos. No fim, eu pararia na frente de Hikari, virado de costas para ela e diria em alto e bom tom.

- Mas nenhum de vocês vai me pegar! Eu não sou uma garota, vejam! - Abaixaria minhas calças com velocidade, juntamente de minhas roupas intimas, deixando exposta a Hikari somente meu traseiro branquelo, quanto aos outros, bem... - Esquisitos! - Diria levantando minhas calças, quando estivesse completamente arrumada eu falaria, olhando para os três um de cada vez, o gigante ruivo, o tiozão e o padre suicida. Pensando bem, talvez tenha sido uma má ideia mostrar isso para o padre. Antes de começar a falar novamente eu colocaria a mão no queixo e demonstraria claramente que estava pensando. ' Melhor trancar meu quarto enquanto esse cara está aqui. ' - Como viram, eu não sou uma garota, se querem pegar alguém aqui, que seja a Spice! -


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Frist
Civil
Civil
Frist

Créditos : Zero
Warn : Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 10010
Data de inscrição : 09/06/2012
Idade : 28
Localização : Santo André - SP

Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 EmptyTer 08 Mar 2016, 14:44


Leon Strongheart

Ele tem problema!?




Aquela bagunça, acabou por virar uma espécie de conversa, tudo havia começado ao ocaso e talvez a esse ponto a noite já houvesse caído, poderia ser a hora de acender tochas, mas Leon enquanto prestava atenção no que cada um ali falava, ainda lembrava das palavras de Krieg sobre mostrar-lhe como se guiar, ainda que viajando a noite. Olharia para cima nesse meio tempo, para observar como estava o céu, onde estava a lua e suspirar com aquele ar ainda gélido. Fecharia seu casaco e colocaria as mãos aos bolsos e diria novamente recostado no mastro, após se ajeitar - Entendi oque lhe levou a fazer toda essa loucura, Edgar! Não lhe condeno, como disse já que parou com essa bobeira, por mim podem até te soltar se quiserem! Não vou me juntar ao Onismo, mesmo que hajam alguns valores interessantes, um homem pode precisar de uma crença para não se perder em seu caminho, mas a minha foi forjada e moldada a aço e seguirei pelo caminho do guerreiro a meu destino! Agora vocês cuidam dele, tenho um navio a guiar e a noite está sobre nós, se precisarem acendam uma tocha ou qualquer coisa, mas não iluminem muito! - Acabaria de ouvir agora o que Katsu tinha a acrescentar, pelo menos era o que esperava no momento, o que não se provou uma verdade "Esse cara tem mesmo uns parafusos a menos... Bah, pelo menos ele ajudou nas lutas entre seus surtos e devaneios, não parece ser besta assim de propósito!"

Leon sairia agora de seu conforto ali recostado, andaria até a caixa de saquês para ver se havia sobrado algo, se houvesse pegaria duas garrafas, jogaria uma para Krieg e começaria a subir novamente para o leme, seguiria esse caminho mesmo sem as bebidas - Krieg, nosso curso está certo?! Acho que agora seria uma boa hora para me mostrar aquilo que havia dito antes, deixe que as crianças se acertam agora! - Ao alto das escadas, olhando para frente, abriria a garrafa com os dentes e cuspiria a tampa fora, daria umas boas goladas enquanto sentisse a brisa do mar noturno, vagando o nau pela penumbra que apenas seria iluminado pelas luzes das estrelas e da lua, não era uma sensação ruim, mas ainda se sentia perdido, sem saber para onde estava indo, totalmente dependente do Krieg como guia... Esperava realmente que pudesse mudar aquilo aprendendo algo com o homem.





Post: 0020~ Rename: -X- ~ Location: Fernand Ice Island - North Blue 

Notes: • Vício: 3/10 contando o da aventura velha
• Ganhos: -Canivete de pescador
- Manoplas
- Algumas adagas
- Algumas balas
- Casaco de frio
- Isqueiro Novo(19 usos restantes)
- maço de cigarros(19 cigarros)

• Perdas: - 4 cigarros


Legenda: -falas-
"pensamentos"

Thanks, Lollipop @ Sugaravatars

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://friist.deviantart.com/
Van
Soldado
Soldado
Van

Créditos : 4
Warn : Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 5010
Masculino Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 30
Localização : -

Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 EmptySex 11 Mar 2016, 21:47

Os ânimos haviam se acalmado e a conversa dos tripulantes daquele navio seguia sob a luz do luar, as estrelas ao céu brilhavam como se fossem chamas flamejantes naquele mar gélido e não demorou muito para algo extremamente bonito e esplendoroso tomar o céu com movimentos serpentuosos, aquela luz que jazia desde tons esverdeados, lilás, amarelos, como esse fosse o espectro das próprias cores tomando vida dançando em sua forma etérea, uma aurora boreal.

Os ventos esfriavam a todos ali e era melhor ou se agasalharem melhor com as peles que haviam nos quartos do navio, ou irem para o lado de dentro. A vela ainda era inflada forte pelos ares nortenhos e o barulho das águas sendo partidas pelo casco era tranquilo, a viagem seguia e Leon pouco antes de se desvencilhar do grupo ali, tratou de pegar duas garrafas das três que sobreviveram de virarem líquido espalhado no convés, entregou uma para Krieg e o chamou para lhe ajudar a navegar o náu. Antes que qualquer outra coisa pudesse acontecer ali, mais um ato bizarro do loiro Nnoitra ocorreu, ele simplesmente balbuciou uma certa quantidade de palavras e arriou as calças, Ada e Hikari podiam ver a luz da lua refletir no trazeiro branquelo e os três homens a frente puderam ver algo tão murcho e encolhido na frente, que mais parecia um mamilo do que um membro masculino, Krieg tossiu e engasgou tentando segurar a risada naquele momento, mas não com muito sucesso, enquanto katsi sentia suas ervilhas enrugarem ainda mais como se estivessem sofrendo pequenos cortes provenientes do ar congelante. Após se recuperar, Krieg tomou a garrafa lhe dada e devolveu a besta para Hikari, tirando também a seta que estava cravada no assoalho do convés – Tome mais cuidado com essas coisas, não quer acabar castrando ninguém aqui por acidente, quer? – E logo subiu ao leme com o alto ruivo.

Já ao leme o ruivo bebia e Krieg junto dele e essa foi a cena que se sucedeu ali em cima antes de o homem se voltar para o jovem, olhou para o céu, coçou o queixo e balançou a cabeça positivamente - Sim, estamos no caminho certo! Como ia lhe dizendo, ninguém precisa de um mapa se souber ler e entender os caminhos das estrelas, meu caro! Esse é o mais velho e completo mapa que existe desde os tempos imemoriáveis! Vamos, trave o leme um pouco e venha cá! Hora de te ensinar um pouco sobre isso! – Deitando de barriga para cima ali na madeira gelada e assoprando as mãos com o bafo quente.
off:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] |
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.youtube.com/ocanilbr
Wesker
Revolucionário
Revolucionário
Wesker

Créditos : 14
Warn : Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 10010
Masculino Data de inscrição : 29/04/2012
Idade : 22

Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 EmptyDom 13 Mar 2016, 00:17


Onismo – Parte 2


Algumas vezes o mundo te mostra que realmente existe um deus. Naquele momento tudo o que eu podia acreditar é que a minha recente agregação ao onismo tinha feito algum ser celestial olhar por mim, e me salvar daquilo que havia acontecido. Ahhh! eu ainda não contei o que aconteceu, né? Bom, acontece que o idiota loiro (não o padre, o outro) simplesmente abaixou as malditas calças, com a parte de baixo e tudo. Nesse momento, tudo o que eu podia fazer era olhar para os céu e agradecer a seja lá qual for o verdadeiro deus por ter me salvado daquela terrível visão. Ainda assim, aquelas nádegas eram terríveis como o purgatório.

– Droga, Hikari...

Conseguia me lembrar da garotinha depois que Yoshikatsu finalmente subia as calças. Ainda estava um pouco atônita, e não conseguia acreditar que o idiota havia realmente feito aquilo. Algo deveria ser feito, e rápido. Se os deuses haviam me dado a chance de não ver aquilo provavelmente havia um motivo, eu agora deveria entrar na brincadeira do padre e agir como uma enviada do ser divino para extinguir todo aquele horror do mundo. Caminharia então na direção de Edgar, sem sequer olhar para o coroinha, e durante o caminho diria – Agora eu vejo Edgar, o deus do onismo é realmente real. – Me aproximando do padre, eu sacaria minha espada com o braço bom – Ele me deu uma chance de fazer o bem a todos, ele acabou de me salvar do ma... menor trauma da minha minha. – Ergueria a espada lentamente, e com um único golpe tentaria cortar as cordas que prendiam o padre no mastro.

– Agora acredito que o Onismo realmente é a religião verdadeira. E acredito que assim como você, nosso deus me deu uma missão. Devo livrar o mundo dos piores pecadores, fazer com que se arrependam! – Agora eu guardaria a espada, e caminharia na direção de Yoshikatsu abrindo meus braços para abraçá-lo. Em meu rosto, tinha um sorriso. Sabia o que deveria ser feito – [b]Yoshikatsu Nnoitra! Me abraçe, bom amigo. Obrigada por me mostrar a verdade! – Diria aquilo, abraçando-o em seguida, mesmo que ele tentasse resistir – Você está – Moveria o meu joelho da perna boa na direção do membro reprodutor do loiro, enquanto soltaria o abraço – Perdoado! – Depois da joelhada, me viraria de costas e voltaria a caminhar na direção do padre:

– Proponho um novo mandamento para o Onismo “Não abaixarás as calças em público”.

”Hahahahaha! Precisava mesmo disso tudo?”

”Claro, você viu o que fez aquele desgraçado? É um completo pevertido!”

Agora eu seria realmente adepta aquela religião, como uma inquisidora do Onismo. Não vou mentir, alguns mandamentos podem facilmente ser esquecidos mesmo por mim. Mas se aquele deus havia me salvado de ter aquela visão, eu pretendia representá-lo da melhor forma que pudesse. Obviamente eu sabia que talvez Yoshikatsu não aceitasse bem o meu “perdão”. Por isso, caso ele tentasse me atacar a qualquer momento eu tentaria me esquivar para o lado de minha perna boa ao mesmo tempo em que tentaria contra-atacar usando o meu braço bom para sacar a espada da bainha e tentar atingir o seu cabo na barriga do coroinha.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Em homenagem aos que se foram::
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Akuma Nikaido
Pirata
Pirata
Akuma Nikaido

Créditos : Zero
Warn : Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 10010
Data de inscrição : 03/08/2012

Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 EmptyDom 13 Mar 2016, 19:37

Planning


A conversa ia se desenrolando, até Katsu resolver fazer sua entrada "triunfal". O garoto começava seus devaneios e, enquanto o ouvia, não conseguia deixar de pensar que ele devia ter pego alguns dos hábitos da dupla de gêmeos. Especialmente o de puxar uma. Porque, certamente, ele não podia ter nascido assim. O ápice da cena era quando ele abaixava as calças e eu dava de frente com aquela bunda branca.


- NOITE DE LUA CHEIA!


Exclamava, dando um tapão naquela bunda branca à mostra. Gargalhava, achando muita graça daquilo tudo, parando só quando Krieg venho entregar-me a besta e falar comigo.


- Deixe comigo, Krieg-donno! Arigato gosaimazu!-

Ainda estava um pouco envergonhada do meu descontrole antes, mas Katsu havia me ajudado bastante a recobrar minha leveza. Observaria as reações de cada um e, somente depois, falaria para Ada e Katsu, deixando que quem estivesse por perto também ouvisse:

- Sei que cada um chegou aqui por seus motivos, mas acho que todos eles tem um viés em comum: meu pai. Ele escolheu especificamente essa ilha para que eu viesse parar e, encontrando todos vocês aqui, não consigo pensar que tenha sido por acaso. Acho que é uma indireta dele para que sigamos juntos em nossas aventuras, cada um buscando realizar seu objetivo, mas tendo ajuda dos outros. E, já que precisamos de apoio uns dos outros, quem melhor para isso que velhos amigos?  -


Sorria, falando com ambos, enquanto lembrava-me de nossos antigos encontros. Ou encontro, no caso de Ada. Acreditava que eles mesmos já pensavam um pouco nisso, mas eu estava formalizando agora a proposta, ao proferir:


- Então, o que acham de seguirmos viagem juntos? Podemos ter vontades diferentes, mas quero ajudar vocês a alcançar seus sonhos, assim como quero atingir os meus! Edgar, Krieg e Leon seriam bem-vindos a se juntar a nós, obviamente. E acho que Io-chan também irá, quando acordar!  -


Encontrava-me sentada no chão, agora, sentindo o vento fresco e o cheiro do mar. Minha paz de espírito estava completamente renovada. E sentia-me leve. Tão leve como não me sentia desde que aportara naquela ilha. Parecia que, a medida que íamos pra longe dela, os problemas que nela surgiram também iam desaparecendo.





Objetivos:
 

Contagem de posts:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Frist
Civil
Civil
Frist

Créditos : Zero
Warn : Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 10010
Data de inscrição : 09/06/2012
Idade : 28
Localização : Santo André - SP

Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 EmptyTer 15 Mar 2016, 15:32


Leon Strongheart

O mamilo polêmico e a astronomia!




Por um momento aquela noite pareceu parar, Leon estava ali de braço estendido para entregar uma garrafa para Krieg quando tudo aconteceu, algo murcho reluzia a luz da lua e estrelas - Um mamilo?!- foram as palavras que escaparam por sua boca, no meio daquela expressão em seu rosto, expressão de interrogação, expressão de confusão, uma expressão de aversão. "Mas que diabos esse cara ta fazendo??" Esse momento foi quebrado pelas risadas de Krieg o som de um tapa bem dado pela garotinha contra a bunda de Nnoitra, era bom ver que ela havia se recuperado daquele momento, Leon sabia o quão difícil pode ser depois de um desses modos de fúria e mesmo não entendo o por que, se preocupou com ela um pouco.

Vendo que estava tudo resolvido subiu ao leme acompanhado de Krieg, que não demorou muito para se deitar ali mesmo e dizer para ele que travasse o leme e fizesse o mesmo.

~Aprendizado de Astronomia~


Leon assim o fez e Krieg lhe perguntou - Me diga rapaz, o que você enxerga la em cima?- Apontando para o céu. Leon estreitou os olhos e procurou por algo em específico, mas nada que lhe fosse tão aparente como o homem parecia enxergar, Leon cruzou os braços atrás da cabeça e lhe respondeu - Vejo o manto escuro do céu com as milhares de estrelas presas a ele, além disso vejo a serpente Jormungand se debatendo para se libertar de seu confinamento para devorar o mundo! - Se referindo a aurora boreal.

Kireg virou a cabeça para o encarar um pouco espantado, antes de abrir um sorriso novamente e se voltar para céu novamente - Você é... diferente rapaz! Em nossa ilha só acreditavam em Freya, mas você parece ter mais intimidade com as histórias nortenhas do que parece HAHAHA! Mas fora isso vamos lá, preste atenção! Veja através da aurora boreal, a ignore, preste atenção as estrelas, à seus desenhos, às constelações, o céu é um mapa, o mapa amais antigo e completo que existe, esculpido pelas próprias mãos dos deuses! Existem aqueles como eu, que aprenderam a ler esse mapa e aproveitar desse presente deles! Veja bem, você consegue achar a estrela mais forte do céu? -

Leon estreitou ainda mais os olhos e vasculhou por onde conseguiu até achar uma estrela com brilho avermelhado - Ooooh! Aquela ali, com brilho avermelhado? - Disse ele apontando. E então Krieg observou bem ela e coçou o queixo - Não Leon, essa ai é vermelha, mas não é a mais forte, não é a mais brilhante! Essa ai é Antares, se não me engano é a 16ª estrela mais brilhante, mas não tem nada haver com a que quero lhe mostrar, guardemos ela para mais tarde! A estrela que quero lhe mostrar é aquela ali, aquela é a estrela polar, a majestosa estrela mais forte e a única que fica em um único ponto sempre, como você vai perceber, todas as outras se movimentam com o passar da noite, mas ela não, ela foi cravada por Odin como o marco do Norte, é nossa estrela guia para que nunca percamos o caminho para casa, ela sempre lhe mostrará o Norte! - dizia apontando. - - Agora ache para mim o Cruzeiro do Sul, essa é fácil, todo mundo já ouviu falar dele em algum momento! -

Leon incomodado por ainda não entender direito, se sentou de pernas cruzadas e com olhar fixo para cima, vasculhou até encontrar aquela constelação com formato de cruz - Aquela? - Perguntou. - Isso meu caro, esse mesmo! O que pode me dizer dessa constelação em específico? - Leon voltou a se deitar com os braços cruzados atrás da cabeça como apoio e disse - Hmm se ele é o cruzeiro do "sul", deve sempre marcar o sul, então se eu sempre segui-lo, poderei sempre saber onde fica o sul!? -

- Não é um mal pensamento, mas não é exatamente isso! O cruzeiro do sul, sempre vai apontar para o sul, seguindo de sua parte de baixo até o horizonte. Se você seguir sua parte de cima com ambas mãos chega a estrela polar. Ele sempre indica tanto o sul, como o caminho para a base do mapa celestial, através da estrela polar podemos desvencilhar todo o plano celeste para seu uso e benefício. Venha cá! - Disse o homem sentando e tirando um pedaço de carvão e desenrolando um couro velho, onde começou a desenhar quando Leon se juntou a ele.

- Aqui é a estrela polar, o norte, ela é a cauda da constelação ursa menor, ao redor dela pode-se achar a Ursa Maior e Cassiopéia, elas sempre vão dançar ao redor da estrela polar, uma se preparando para atacar a ursa menor e a outra pronta para protegê-la, em seu embate eterno. Expandindo isso um pouco mais, aqui está o grande caçador Orion, o homem que podia derrotar qualquer fera, é fácil encontrá-lo ao identificar as 3 Marias que juntas formão o Cinturão de Orion, a partir dele você acha toda a constelação, uma vez que seguindo do cinturão na direção da estrela polar você acha a cabeça do caçador. Porquê Orion é importante? Por quê ele mostra o Oeste, a grande batalha de Orion foi contra o Escorpião, lembra de Antares? Ela é a base do corpo do Escorpião, a única criatura que sobreviveu ao primeiro embate contra o grande caçador, os deuses os separaram e agora a caçada eterna acontece todas as noites! Escorpião está visível sempre ao cair da noite e ele ruma para o leste com o passar do tempo, quando ele começa a sumir a leste, Orion em seu encalço começa a surgir a Oeste, sempre seguindo os rastros de seu inimigo mortal, quando uma se põe completamente a outra surge, sendo que ambas nunca estarão ao céu ao mesmo tempo, antes do Ragnarok!- Terminou o desenho e olhou para Leon - Com isso você vai saber se guiar pelas estrelas! Veja que o arco de Orion sempre está apontando para Escorpião, sempre apontando para o leste, então percorra todo o globo celeste até o horizonte para saber onde está essa direção, assim como a cauda do Escorpião, que é sempre sua ultima parte a sumir, esta na direção do arco de Orion! Agora se deite, feche os olhos, vou rodar o navio para ver se você entendeu tudo o que te lhe mostrei! -

Estrela Poler:
 

Cruzeiro do Sul:
 

Orion:
 

Escorpião:
 

Leon se deitou, ainda com o couro de Krieg nas mãos, o observou bem e então fechou os olhos. Krieg destravou o leme e o rodou algumas vezes para um lado e algumas vezes para o outro, sem saber exatamente o quanto para cada lado - Vamos rapaz, venha nos colocar de volta ao curso! - Leon se lvantou, foi olhar para o couro desenhado, mas logo Krieg o pegou e jogou ao mar - O mapa está la em cima, se atenha a ele! - O jovem ruivo olhou para o céu, olhou para o céu, encontrou a estrela polar, o cruzeiro do sul e escorpião, então girou o leme de modo a deixar o barco em direção a estrela polar, satisfeito com o trabalho encarando Krieg. O homem coçou a barba e fez um sinal negativo - Se você quer nos levar de volta a Fernand Ice, teve sucesso! Rapaz você viu o céu agora a pouco, onde estavam as estrelas, é só voltar aquele caminho! Micqueot fica a sudoeste daqui, encontre a constelação que fica exatamente entre o sul e o leste! -

Leon ficou incomodado com mais um erro, tinha de se concentrar, aquele era um presente dos deuses para humanidade, um jeito de se guiar sem depender de mapa ou um guia. Ele observou novamente o céu, situou a estrela polar e o cruzeiro do sul, escorpião e para onde ele seguia... o Leste, exatamente entre o leste e o sul, apontado pelo cruzeiro, ele pode ver uma constelação famosa, Sagitário, que nessa época do ano indica o sudeste, então tornou a redirecionar o navio, agora para a direção de sagitário.

- Agora sim Leon, está vendo o mundo com os olhos que os deuses nos deram! Agora rumamos para Micqueot! Encontrou sagitário, não foi? Mas não se deixe enganar, a cada estação do ano as constelações que indicam sudeste, sudoeste, nordeste e noroeste mudam, por isso sempre use as demais que lhe ensinei hoje, que nunca se perderá! - Dizia John Krieg satisfeito já começando a descer as escadas com a garrafa as mãos.

- Krieg... Obrigado! - Agradeceu Leon sem olhar para ele, não era de seu feitio fazer aquilo, mas realmente gostou de aprender aquilo. E observou o homem descer as escadas - Vou dormir um pouco, me chame quando chegarmos! - Disse o homem acenando.

~ Fim do aprendizado de perícia ~


Leon voltava a travar o leme e então fecharia sua jaqueta bem fechada, para combater o frio, voltaria a descer junto dos demais. - Voltei! Então, Hikari, Ada, Nnoitra, Iona, mesmo não estando aqui agora e Edgar! Minha jornada desbravando os mares rumo ao One Piece e esfregar na cara de meu velho o guerreiro que sou, começou e eu poderia ter companheiros bons como vocês... O que acham de formarmos um bando? Uma horda como o mundo jamais terá visto antes? - Esperaria para ver quem concordaria com ele antes de continuar - Não digo para sermos um bando desses que existem por ai com um capitão e seus paus mandados, digo para sermos todos os capitães e sermos todos os subordinados, digo para sermos companheiros em pé de igualdade, pois em uma parede de escudos, todos os elos são importantes, se um deles fraquejar, toda a estrutura cede! Agora algo importante, qual nome daremos a nosso bando que irá abalar todos os mares desse mundo? - Leon continuava sério e a única coisa que mudava era a paixão em seus olhos ao falar das paredes de escudo e o punho cerrando a sua frente ao encarar novamente a aurora boreal ao tentar imaginar um bom nome para eles. - Que tal... Ragnarok, significa "fim dos tempos", "Apocalipse", "A batalha final", quais as idéias de vocês? -


Post: 0021~ Rename: -X- ~ Location: Fernand Ice Island - North Blue 

Notes: • Vício: 4/10 contando o da aventura velha
• Ganhos: -Canivete de pescador
- Manoplas
- Algumas adagas
- Algumas balas
- Casaco de frio
- Isqueiro Novo(19 usos restantes)
- maço de cigarros(19 cigarros)

• Perdas: - 4 cigarros


Legenda: -falas-
[i]"pensamentos"


Thanks, Lollipop @ Sugaravatars

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://friist.deviantart.com/
Katsu
Civil
Civil
Katsu

Créditos : Zero
Warn : Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 9010
Masculino Data de inscrição : 01/08/2012
Idade : 23
Localização : Torinho King

Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 EmptyTer 15 Mar 2016, 23:37

NKOTB 4/5



___O estalo do tapa que eu recebia em minha nádega antes de levantar as calças deixava claro que havia recebido das mãos leves de Hika-chan. Até nesses momentos a garota era adorável, a mais adorável de todos ali, com certeza. ' Espero que ela nunca se vista como a Spice... ' Pensava criticando a minha outra colega, infelizmente o karma me puniria em breve por tal ofensa.

___Sério? Ada estava gostando de toda aquela baboseira sobre onismo? Ta certo que eu não a conheço com a palma da minha mão, mas acho que até ela tinha uma inteligência superior a de um animal para perceber o quão sem sentido era aquilo, quando via a garota se aproximando do padre, eu podia jurar que achava que ela o mataria, mas o contrario ocorria, ela realmente havia regredido na evolução humana. ' Não pode ser ' Encarava a garota, estático, observando a mesma vindo me abraçar, eu queria apenas sair dali e ir para o quarto dormir, mas eu precisaria de muito mais força de vontade para rejeitar um abraço daqueles pares de seios, convenhamos né.. Mas a fatalidade vinha a seguir, sentia meu corpo todo tremendo, o problema de receber um golpe desses, é justamente que a dor se espalha por todo o corpo, não tem onde segurar ou massagear, dói até o fio de cabelo. Perdia minhas forças e caía ajoelhado ao chão, se pudessem ver meus olhos, com certeza os veriam cheios de lágrimas. - P-por-isso-que-e-e-eu-gogosto-mais-da-kakari-chain. - Falaria pausadamente, gaguejante, sofrente de dor. ' Meretriz ' Somente pensava a ofensa, não queria ser atingido novamente, estava num momento muito vulnerável agora, mas haveria de ter um troco, se eu me lembrasse, ah se haveria.

___Aos poucos me recuperaria do golpe mas continuaria no chão ainda fazendo cena, até que Hikaria começava um certo discurso, tudo que ela dizia era verdade, não fomos mandados ali por acaso, Kan e Nábis sabiam de meus motivos para querer ir ao mar, para querer buscar forças, eles me conheciam até melhor do que meus pais, então era um pouco óbvio que fui parar naquela ilha com eles, justamente para que ficássemos fortes juntos e assim eu os ajudasse a alcançar os objetivos e eles me ajudassem, não tinha como rejeitar esse planejamento feito pelo bando que havia me motivado, pelo bando que havia salvo a minha ilha e permitido que eu viesse a nascer.

___ Levantaria-me num pulo e iria para perto de Hikaria e com ambas as mãos apertaria as bochechas da menina e diria em um tom bastante sério, talvez nem tanto por conta de minha ação. - Sabe que eu te ajudaria a qualquer momento né!? Coisinha fofa!

___Por fim, Leon vinha com seu jeito viking de ser exceto pela falta de pelos na cara, cheio de palavras revigorantes e inspiradoras, ele deveria encher os corações de todos ali, mas quando dizia sua sugestão para o nome, era broxante.. - Palavras bonitas... Mas esse nome é horrível, que tal... - Saltaria no meio de todos e abriria os braços e olhando pro céu diria em um tom extremamente confiante. - New Kids On The Block! - Manteria-me nessa posição para ouvir as opniões alheias, enquanto em minha mente eu discutia as probabilidades de gostarem. ' Foi a primeira coisa que me veio em mente, acho que não vão gostar tanto assim, mas essa minha apresentação triunfal pode dar um "quê" de significado e beleza para o nome... Talvez se abreviarmos para NKOTB Hmm...


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Empty
MensagemAssunto: Re: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 14 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Rebirth! Quebrando o gelo
Voltar ao Topo 
Página 14 de 15Ir à página : Anterior  1 ... 8 ... 13, 14, 15  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Minion Island-
Ir para: