One Piece RPG
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» The Victory Promise
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Emptypor Alê Hoje à(s) 18:22

» Escuridão total sem estrelas
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Emptypor K1NG Hoje à(s) 18:21

» Garfield Henryford
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 17:19

» O começo do grande catálogo! Aventura na ilha das flores
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Emptypor Kiomaro Roshiro Hoje à(s) 15:26

» Contrato de Sangue
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Emptypor Coldraz Hoje à(s) 14:47

» Tyrael Silverfang
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 14:13

» Akira Suzuki
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 14:10

» O início de uma aventura. Em busca do topo!
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Emptypor Quazer Satiel Hoje à(s) 13:58

» Leon Ari Nefesh
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 13:52

» Jhonathan Wolf
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 13:42

» Daniel Fried Hanz Von Joseph
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 13:35

» O início da pesquisa.
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 13:22

» Cap.1 - O primeiro passo!
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 13:17

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 13:12

» II - Eternas Ondas
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Emptypor Mephisto Hoje à(s) 12:28

» II - Aliados
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Emptypor Hunson Hoje à(s) 09:05

» Vermelho
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Emptypor annavitoria Hoje à(s) 08:27

» Saindo das sombras
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Emptypor annavitoria Hoje à(s) 08:07

» O Sapo Mágico
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 05:35

» A justiça não é cega!
Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Emptypor Van Hoje à(s) 02:08



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 Rebirth! Quebrando o gelo

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 7 ... 11, 12, 13, 14, 15  Seguinte
AutorMensagem
Roy Collins
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Roy Collins

Créditos : 17
Warn : Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 10010
Masculino Data de inscrição : 23/11/2012
Idade : 22
Localização : East Blue - Loguetown

Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 EmptySeg 04 Jan 2016, 17:26

Relembrando a primeira mensagem :

Rebirth! Quebrando o gelo

Aqui ocorrerá a aventura dos(as) Civis Yoshikatsu Nnoitra e Shimizu Hikari. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Olá, Convidado seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Katsu
Civil
Civil


Data de inscrição : 01/08/2012

Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 EmptyQua 17 Fev 2016, 11:33

Vamo Embora *-*



___Minhas mãos já deveriam estar posicionadas feito duas garrinhas de siri, pronto para apertar a bochecha da amiga, mas outras mãos me impediam de continuar o processo, quando era empurrado para trás, dava nem tempo de resmungar direito, caía sentado no chão. Sentado ali impotente perante ao grande número de pessoas que me impediriam de cumprimentar Kari-chan, obviamente eles tinham razão, ela estava fazendo algo mais importante agora, então, como conversava com Natasha e após minhas palavras de afeto, mudava minhas frases para Iona, mas essa parecia estar em outro mundo. ' Por que ela continua daquele jeito? Deve ser a reação de matar alguém, eu tive que pensar um pouco na minha primeira vez também, só que fui mais rápido... Acho que cada um tem seu tempo ' Ficaria encarando minha companheira que se mantinha imitando uma estátua.

- Eei.. - Quando começaria a dizer algumas palavras para Leon, chamaria-o para um confronto no barco, talvez ele pudesse me ensinar a lutar de mãos limpas também, mas antes de completar minha atenção era retirada quando um homem esquizo brotava de dentro do barco. Minha cabeça ficava confusa, por um instante eu ficava embolado com a presença do homem ali, talvez um pouco estupefaço. ' Ele.. É o líder ' Me levantaria com minha total agilidade, mas tarde demais, o homem foi embora da mesma maneira rápida que apareceu, deixando para trás somente seu nome, tal nome que ecoaria em minha mente por bastante tempo.

___Subiria no barco, mas antes auxiliaria Iona a fazer o mesmo, caso fosse necessário, colocaria minha mão direita em seu ombro esquerdo e estendendo minha mão eu diria com o mesmo sorriso de sempre. - Já acabou, vamos?

___Uma vez no barco, eu deixaria Iona de lado e correria para subir nas cordas, admito que já sentia falta disso, me penduraria em uma corda e começaria a me balançar de um lado para o outro, como um macaco. Penduraria-me de cabeça para baixo segurando a coroa com minha mão direita, começaria a me escorrer aos poucos com ambas as pernas entrelaçadas na corda para impedir-me de cair, pararia ainda de cabeça para baixo quando estivesse na mesma altura que Leon. ' Estar Doroque... Esse cara, vou descobrir pra quem ele vende as pessoas, tenho pressentimento que esse cara vai me levar exatamente onde quero chegar '

___Quando chegássemos na vila, eu apenas observaria o que cada um estava fazendo no momento, mas um deles me chamava atenção. O padre parecia fazer uma piada e me faria cair no chão de tanto rir. - Shishishi Não fique fazendo piadas com gente morta cara! Isso atraí coisas ruins!! Shishishi -



[/color]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Frist
Civil
Civil
Frist

Créditos : Zero
Warn : Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 10010
Data de inscrição : 09/06/2012
Idade : 28
Localização : Santo André - SP

Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 EmptyQui 18 Fev 2016, 22:01


Leon Strongheart

Estar Doroque!




Os tratamentos estavam por finalizar e Leon se preparava para vasculhar seu novo navio, seu bilhete de saída desse inferno congelado, só precisava fazer uma parada para deixar Natasha e quem quer que quisesse ficar nesse lugar e poderia zarpar em seu próprio rumo. Porém naquele momento ficou atônito, assim como todos os demais ali, a cena que estava a se passar era algo que nem de longe poderia imaginar, aquele homem que surgia e bizarramente ia embora deixando juras de vingança ou algo parecido simplesmente despertou gargalhadas na menina resgatada, o que fez Leon sorrir e perceber que realmente aquilo estava acabado.

Leon subiria no barco e vasculharia para ver o que encontraria, ele parecia pronto para zarpar, então já esperava que pelo menos mantimentos para uma viagem e o básico houvesse ali, analisaria tudo que tinha e então voltaria para ajudar os que precisassem a subir. Ajudaria Hikari a embarcar Iona, a loira que parecia estar em um estado de choque desde que a viu ali, depois ajudaria o padre que também se mostrava ferido, ajudaria ele a carregar o cadáver achando estranho, mas guardando seu julgamento para si "Que tipo de pessoa fica tratando de cadáveres assim, ele é um padre, um coveiro ou apenas um louco das idéias?! Bem, cada um é cada um, no final ele também estava a procura de salvar a garota!" E então diria a ele - Me chamo Leon, como posso te chamar?! Sou navegador e por conta de meu ferimento não poderei ficar correndo de um lado para o outro do barco para navegar, será que poderia me auxiliar, serão tarefas simples, içar as velas, soltar ou fazer amarras, o que me diz?! - Diria a ele e já em um tom mais alto para todos ali escutarem e se despuseram a ajudar ou não.

Faria os preparativos e então passaria as instruções a quem lhe fosse ajudar - Vamos partir para a tribo de uma vez, essa neve já bebeu sangue de mais por um dia! Içar velas! - e assim guiaria o nau pela encosta contornando a ilha e pedindo para Natasha ou a pequena curandeira lhe avisarem quando estivesse no porto certo - Natasha só preciso de uma ajuda sua, o que acha? Me diga quando estivermos em sua tribo para eu atracar o navio! - Diria pousando a mão em sua cabeça.

Chegando a tribo atracaria o navio, desceria e faria as amarras preparando o navio para partir viagem, se faltasse algo para poder viajar pediria a alguém da tribo - Agora que Natasha está de volta, poderia me conseguir o que falta para seguir viagem?! Se precisar tenho dinheiro! - Então mostraria o que faltava, tentaria conseguir um mapa e prepararia o navio para zarpar, esperando os demais que fossem seguir viagem com ele - Tomem seu tempo, mas não demorem muito, vou zarpar assim que possível! -



Post: 0016~ Rename: -X- ~ Location: Fernand Ice Island - North Blue 

Notes: • Vício: 6/10 contando o da aventura velha
• Ganhos: -Canivete de pescador
- Manoplas
- Algumas adagas
- Algumas balas
- Casaco de frio
- Isqueiro(4 usos restantes)

• Perdas: - 2 cigarros


Legenda: -falas-
"pensamentos"

Thanks, Lollipop @ Sugaravatars

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://friist.deviantart.com/
Van
Soldado
Soldado
Van

Créditos : 4
Warn : Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 5010
Masculino Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 30
Localização : -

Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 EmptySex 19 Fev 2016, 21:03

Cada um ali foi afetado a sua maneira pelo Estar Doroque e aquela bizarrice serviu para energizar seus ânimos. OS feridos foram quase todos tratados, Ada era o caso mais complicado, sua perna foi rapidamente tratada por Hikari, porém seu braço necessitou de um esforço de ambas as médicas ali presente. Logo depois de hikari pedir sua ajuda a garotinha tirou de sua bolsa um pequeno kit cirúrgico de primeiros socorros e um óculos estranho que deixava seus olhos grandes, claramente tinha uma funcionalidade parecida com a de uma lupa, ela sinalizou para que Hikari a desse um pouco de espaços, tomou uma agulha em cada mão e em incríveis movimentos sincronizados foi costurando a ferida, tanto com pontos internos quanto esternos, após alguns segundos ela cortou as duas linhas e enfaixou o pulso. - Isso aqui vai te deixar com umas pequenas cicatrizes, mas a funcionalidade desse membro vai voltar ao normal conforme cicatriza! –

Leon foi o primeiro ali a subir ao barco, vasculhou tudo e percebeu que realmente aquele navio estava pronto para zarpar em viagem, os suprimentos estavam carregados para 4 pessoas haviam mudas de roupas, água bebível, Rum e para seu alívio dois maços de cigarro. Ajudou os demais a subirem ao barco, Iona pegou no sono logo que ela foi acomodada em uma rede na parte de dentro do navio com Hikari a seu lado, la permaneceu a outra garotinha que após ajudar a todos estava exausta. Nnoitra se divertia em uma corda balançando de um lado para outro, enquanto Edgar acomodava o cadáver do lado de dentro, ao sinal de Leon as velas foram içadas e eles partiram rumo a tribo.

Demorou por volta de uma hora para contornar a ilha até a tribo, onde Natasha indicou o ancoradouro para Leon e assim atracaram. O porto foi enchendo ao perceberem a chegada da garotinha sã e salva, seu pai veio correndo e a abraçou forte, a comoção ali foi geral, a sua chegada tirava o peso que tinham sobre os ombros e todos podiam agora comemorar aliviados. O chefe da tribo se voltou para todos ali no barco e disse – Vocês são os salvadores de minha filha, fiquem para a comemoração de hoje à noite, o que mais poderia fazer por vocês? Nunca poderei agradecê-los de maneira devida. – O pedido de Leon foi mais que bem vindo e  eles completaram os suprimentos do barco com um total para até 7 pessoas, porém não tinham um mapa para lhe providenciar.

- Não tenho um mapa desse mar para te dar, mas tenho uma opção para lhe oferecer! Meu irmão, Johnny krieg,  ajudou no sequestro de minha filha e se fosse qualquer outra pessoa já haveria de ser condenado a morte! Porém, sendo sangue de meu sangue, eu encontrei no fundo de minha alma misericórdia e ele está apenas condenado ao banimento dessa ilha, ele é um velho lobo do mar que pode guiar vocês até a próxima ilha, onde vocês deverão deixa-lo e ele seguir seu novo caminho! O que acha de disso? –

Agora tinham tudo para seguir viagem, Leon voltou ao barco e ficou tomando conta dos preparativos a espera dos demais. Ada permaneceu no navio também, não estava muito fácil para ela sair andando por ai, Nnoitra se contentou em aproveitar a piada que enxergava nas ações de Edgar e rolar pelo chão de madeira rindo e achando graça. Edgar já desceu e pediu ajuda para o pobre homem que carregava e prontamente o melhores médicos da ilha foram a seu encalço, apenas para lhe darem a notícia – Meu caro rapaz, esse homem já está morto a pelo menos uma hora, não há salvação, mas... Quem diabos fez isso com o saco do pobre homem, deve ter sido uma morte horrível! –

A pequena curandeira que estava junto de Edgar, se despediu de Hikari do lado de dentro junto de Iona ainda lhe dizendo – Eu vou nessa minha companheira, eu lhe deixo esse kit de primeiros socorros, essa mulher ai, Iona certo? Deve continuar dormindo por mais alguns dias, eu creio que seu estado de choque junto de seus ferimentos a fizeram entrar em um estado parecido com coma induzido, isso é muito raro de se acontecer, mas ela vai acordar! – E desceu do navio. Com o Aviso de Leon eles teriam apenas algumas horas para zarpar e tinham esse tempo para tratar do que quisessem ali na tribo.
Considerações:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] |
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.youtube.com/ocanilbr
Akuma Nikaido
Pirata
Pirata
Akuma Nikaido

Créditos : Zero
Warn : Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 10010
Data de inscrição : 03/08/2012

Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 EmptyDom 21 Fev 2016, 20:19

Spliting ways


Por sorte a garota que havia acompanhado o padre era uma excelente médica e ajudou-me a consertar o braço de Ada. Com tudo terminado, ouvia as suas palavras e assentia. Havia observado bem seu trabalho e acreditava que poderia quebrar um galho se necessário. Mas sabia, também, que precisava melhorar minha técnica mais para a frente.


~ Pai, ainda serei um médico tão bom quanto o senhor. Não deixarei que meus companheiros sofram por imperícia minha! ~


Minha determinação era ainda mais exacerbada ao pedir ajuda para Iona. Podia não ter força para carregá-la para dentro, mas podia vigiá-la a cada segundo. Deitei-me junto com a garota na rede, de modo a deixar que o meu calor corporal aquecesse-a um pouco. Eu não tinha certeza, mas suspeitava que ela pudesse estar é congelada. Afinal, havia perdido muito sangue mais cedo e ainda ficara exposta em meio ao frio por muito tempo. Uma vez cessada a adrenalina, talvez houvesse desmaiado de frio. Somente depois é que fui saber que Iona encontrava-se em um coma induzido.

Nesse meio-tempo havíamos devolvido Natasha sã e salva para a comunidade da ilha e, com isso, havíamos sido recebidos com louvores. Havia me oferecido para resgatar a pobre garota por vontade própria e não buscava recompensas por isso, mas ao ouvir o chefe perguntar se podia fazer algo para a gente, imediatamente perguntei-lhe:



- A harpa que eu ganhei mais cedo acabou se quebrando e... bem, eu gosto bastante de tocar música. Será que teria um violino para me arrumar? Se não um, qualquer outro instrumento já seria de ajuda. Sinto falta dos meus acordes...  -


Diria, um pouco triste. Após sua resposta, sendo essa positiva ou não, agradeceria e, então, retornaria ao barco, para ficar ao lado de Iona. Mas, é claro, se a resposta fosse positiva, pegaria antes o instrumento que me fosse dado para, somente então, retornar ao navio.

A verdade é que, apesar de contente por ver todos meus amigos aqui comigo e por termos tido sucesso em nossa pequena "missão", eu estava triste e cabisbaixa. Acreditava que, de certa forma, era culpa minha Ada e Iona estarem naqueles estados. Se eu fosse mais forte poderia ter impedido que as duas se machucassem assim. No fundo sabia que era uma fantasia minha isso, mas não podia deixar de ficar um pouco melancólica com isso tudo. E, no momento, tudo que queria era descansar um pouco e ficar sozinha. Ou o mais sozinha que poderia ficar tendo uma paciente em coma a meu lado.





Objetivos:
 

Contagem de posts:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Wesker
Revolucionário
Revolucionário
Wesker

Créditos : 14
Warn : Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 10010
Masculino Data de inscrição : 29/04/2012
Idade : 22

Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 EmptySeg 22 Fev 2016, 10:54


Mais um Companheiro


Tudo bem, do que eu consigo me lembrar? Hikari e a namorada do padre tinham acabado de me curar quando o tal Andarilho apareceu. Como ele era? Bem mais esquisito do que se pode imaginar, mas foi embora antes que pudesse acabar como os seus capangas. A parte boa? Finalmente estava tudo acabado, e aquele navio a nossa frente parecia bem capaz de nos tirar daquele lugar. A parte ruim? Estar Doroque parecia um homem forte, e aquela estava longe de ser a ultima vez que iríamos vê-lo ”Droga. Tenho que descobrir mais sobre esse cara. Não parece ser um idiota qualquer...” Logo a tensão era quebrada pelas risadas da garotinha que havíamos resgatado... Ao menos ela parecia bem melhor.

Depois de tratada e de toda aquela bizarrice ter acabado, Leon me ajudava a subir no navio. Ficava sentada em algum lugar sem muita coisa de especial no convés. Via o padre carregando um corpo, e Iona imóvel. Começava a temer pelo que tivesse acontecido com a loira, e que ela não fosse capaz de seguir em frente por muito tempo. Olhava então para o meu braço que havia sido costurado a poucos momentos atrás, minha primeira cicatriz. Desejava do fundo do coração que não acabasse como o meu pai um dia, com cicatrizes por todo o corpo. Achava que algumas delas eram legais, mas em excesso poderiam estragar totalmente a beleza de uma mulher. Via Nnoitra balançando em algumas cordas, e lembrava-me de uma provocação que este havia feito antes de nos encontrarmos com o grupo de Hikari, e que eu ainda não havia respondido. Valeria apena discutir com um imbecil que ficava olhando para a minha calcinha enquanto lutávamos? A outra parecia se divertir com aquilo:

”Vai ver era por isso que ele não estava atacando, não é? Hahahahaha!”

”Droga, você tem mesmo que nos fazer usar essa roupa? Estamos cercadas de tarados por todos os lados.”

Depois de uma hora chegávamos a um porto, onde eu apenas escutava o que as pessoas diziam ao ver que salvamos a garotinha. Pobre Krieg... Ao menos ele ainda estava vivo. Pegaria a katana ainda embainhada e usaria como bengala para me erguer, ainda haviam coisas que eu precisava dizer aquelas pessoas. Tentaria impor a minha voz ao barulho –Escutem! Foi de fato Estar Doroque, o Andarilho, quem estava por trás de tudo isso. Peço que não confiem nele se retornar. Não sabemos o que ele pretendia, mas com certeza não era nada de bom. E Johnny – Diria procurando o homem em meio a multidão. Lembrava-se bem de seu rosto, cabelos azuis e tatuagem na face, e do quanto havia confiado nela – Não sei quanto aos outros. Mas por mim, será bem vindo aqui. Será que poderia me trazer uma bebida e algo para comer?

Diria aquela ultima parte sorrindo, mas diria apenas se tivesse encontrado o homem. Voltaria então a me sentar. Colocaria a mão na boina e olharia para os céus, refletindo sobre tudo o que havia passado até ali. Caso a comida e a bebida chegassem, tentaria aproveitá-los da melhor forma possível para que pudessem me saciar.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Em homenagem aos que se foram::
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Frist
Civil
Civil
Frist

Créditos : Zero
Warn : Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 10010
Data de inscrição : 09/06/2012
Idade : 28
Localização : Santo André - SP

Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 EmptyTer 23 Fev 2016, 00:49


Leon Strongheart

Desbravar das águas nortenhas!




Leon não podia esconder o alívio de achar aqueles maços de cigarro, sua ânsia por tragar fumaça já começava a atormentá-lo, sabia que aguentaria mais um tempo, mas aquilo se mostrou ser reconfortante naquele momento. Isso batia de frente com a sensação de zarpar controlando aquele nau, as velas se inflando com o vento e o barulho das águas contra o casco que cortava o seu caminho por entre elas, Leon era apaixonado por essa sensação, não era como o vício que tinha pelas cigarretas, mas era mais para algo que fazia parte dele mesmo. Não demorou para que chegassem a tribo, onde foram recebidos com aclamações dignas da entrada de Asgard com louros e trompetas, mas da maneira simples e singela que aquele povo que vive rodeado de gelo e escassez poderia fazer.

Leon não os conhecia, nem havia resgatado Natasha como sendo uma missão, apenas estava cumprindo com suas palavras e não por isso não achava vontade de ir festejar junto deles, mas sim de sair dali o quanto antes. Ao receber tudo que precisava para carregar o navio, começava a ficar ansioso por partir a mar aberto, mas a falta de um mapa o frustava de certa forma, tanto que ao receber o tal de John Krieg para lhes guiar, não nem pensamentos de por que negar aquilo. - Isso seria ótimo, não conheço nada dessas águas! - Diria logo após Ada, então guiaria Krieg para ajudá-lo com os preparativos finais.

Dentro do navio quando estivesse pronto e só a espera dos demais, se encostaria e tomaria um dos cigarros, Krieg estando perto dele ele entregaria o outro maço a ele dizendo - Krieg, certo?! Você fuma? Se não, acho que é uma ótima hora para começar... Sabe? Agora que não vai ter mais um lugar para voltar! Então, como exatamente pretende me passar a direção que iremos? - Perguntaria, pois se fosse o caso, poderia aprender um novo jeito de se guiar pelas águas, ser um navegador não é apenas saber pilotar um navio e essa era uma arte da qual adoraria aprender.

Acenderia o cigarro em sua boca e esperaria ali agora sem falar muito mais coisas, ficaria atento a Krieg e também aos demais para que pudesse se preparar para partir, sabia que o dia não tinha muitas horas mais e que talvez fosse mais difícil ainda velejar sob a penas a lua. - Tsc, espero que eles não demorem muito! Podíamos aproveitar os últimos raios de sol para ganhar distância! - Suspiraria, ainda aproveitando o resto do cigarro que tinha. Quando todos estivessem de volta, atiraria a bituca ao mar, subiria ao leme e sinalizaria para que Krieg desse a direção - Içar velas, agora sim vamos para o mar!! Que essas águas sejam tão lucrativas como nas histórias que ouvi, o que acham da terra do vinho? Me parece um ótimo lugar para uma parada!! - Com as respostas deles ou não, balançaria a cabeça para Krieg, para então soltar as amarras e zarpar de Fernand Ice Island, seu tempo ali havia sido caótico e gelado, estava na hora de umas boas goladas em uma ilha de verdade.



Post: 0017~ Rename: -X- ~ Location: Fernand Ice Island - North Blue 

Notes: • Vício: 7/10 contando o da aventura velha
• Ganhos: -Canivete de pescador
- Manoplas
- Algumas adagas
- Algumas balas
- Casaco de frio
- Isqueiro(3 usos restantes)
- maço de cigarros(19 cigarros)

• Perdas: - 3 cigarros


Legenda: -falas-
"pensamentos"

Thanks, Lollipop @ Sugaravatars
[/quote]

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://friist.deviantart.com/
Oni
Pirata
Pirata
Oni

Créditos : 10
Warn : Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 10010
Masculino Data de inscrição : 19/01/2013
Idade : 22
Localização : Bahia império nagô

Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 EmptyTer 23 Fev 2016, 02:23


   


Bíblia Sagrada! (Em Construção)




Dízimo.




– Vocês são os salvadores de minha filha, fiquem para a comemoração de hoje à noite, o que mais poderia fazer por vocês? Nunca poderei agradecê-los de maneira devida.

Ao ouvir aquelas palavras, o corpo cansado de Edgar Murphy se ergueria do chão, e ele andaria na direção do homem que havia proferido aquelas palavras. Se apoiaria sobre a amurada do navio com as duas mãos, e curvaria o corpo inteiro sobre ela, dando um sorriso de orelha a orelha enquanto observava a comoção geral das pessoas no porto.

- Na verdade, o que acha de me dar mais uma katana de uma garrafa de sakê? Eu vi a caixa em que vocês guardavam ela.. Eu sei que devem ter mais uma para mim.. - Diria fazendo um sorriso descarado, mostrando todos os dentes da boca e o esticando de forma a parecer que ele sequer tinha bochechas. - Hmm... - Colocaria um dos dedos no queixo, ficando confuso. Se ele era a Divindade Divina da Deusa Freya, um Arauto, qual seria o sentido de receber uma arma mortal, vinda daqueles homens. - Como prova de gratidão por eu ter vindo ajudá-los, é claro... - Diria
voltando a sorrir o sorriso descarado, uma vez que achara a desculpa. - Uma espécie de.. Hm.. Dízimo. - Faria uma feição sugestiva, como se perguntasse para eles de forma indireta, e com um sorriso sem graça, se eles tinham acreditado naquilo, colocando as duas mãos atrás do corpo, um tanto quanto nervoso, e esperando suas respostas...

- Não tenho um mapa desse mar para te dar, mas tenho uma opção para lhe oferecer! Meu irmão, Johnny krieg, ajudou no sequestro de minha filha e se fosse qualquer outra pessoa já haveria de ser condenado a morte! Porém, sendo sangue de meu sangue, eu encontrei no fundo de minha alma misericórdia e ele está apenas condenado ao banimento dessa ilha, ele é um velho lobo do mar que pode guiar vocês até a próxima ilha, onde vocês deverão deixa-lo e ele seguir seu novo caminho! O que acha de disso? –


Aquele não era um assunto de Edgar Murphy, aparentemente, eles já tinham conseguido alguém para pilotar aquele navio, e, por mais que Edy fosse um piloto, ele não queria demonstrar aquilo para as pessoas ao redor por enquanto.

Desceria com o corpo do homem que pretendia salvar e o arrastaria até o porto, onde pediria por ajuda às pessoas ao redor, deixando claro que aquele homem não era lá um criminoso..

– Meu caro rapaz, esse homem já está morto a pelo menos uma hora, não há salvação, mas... Quem diabos fez isso com o saco do pobre homem, deve ter sido uma morte horrível! –

Encarando o saco do homem mais uma vez, Edgar faria uma avaliação. ''É estranho como nós podemos esquecer de coisas horríveis uma vez que paramos de olhar para elas...'' pensou consigo. Virou os olhos da direção do saco. Esqueceu. Olhou para o saco novamente. Respirou fundo e fez uma cara de espanto. Então, olhou para longe do saco novamente, e deu um sorriso. Voltando a olhar para o saco, deu dois passos para trás e levou uma mão ao peito. - Minha nossa... diria. Dava dois tapas no próprio rosto, um soco no próprio queixo, e então tentava lamber o próprio cotovelo. Enquanto tentava lamber o próprio cotovelo, percebia que aquela era uma péssima forma de se benzer, e que teria de inventar um movimento novo. - Droga.. Se eu não inventar isso logo ninguém vai me levar a sério... - sussurraria. Percebendo que o homem ainda estavaa ali, responderia:

- É.. Tome cuidado com os ursos, senhor. Tome cuidado com os ursos.. - e terminaria dizendo para si mesmo: ''E com os malditos assassinos...'' enquanto andaria de volta na direção do navio e poria uma feição séria no rosto novamente.

Caminharia sobre a ponte do navio, com passos pesados e acompanhados pelos punhos fechados ao redor do corpo. Não tentaria disfarçar a expressão de raiva, e nem o quanto ele não suportava estar ao redor de assassinos. Embora que, de fato, ele não se importasse tanto. Mas sentia que deveria se importar.

Entraria no navio e permaneceria sentado, encostado à amurada, analisando todas as coisas ao seu redor, o que incluía analisar as pessoas.

''Eu preciso sair desta ilha o mais rápido possível... Eu sou um assassino, e não um herói. E se a minha palavra sobre ''fazer guerra'' ser ruim já tiver alcançado eles, então o meu trabalho aqui está feito, e a minha sensação forte de que deveria invadir o navio do qual que fui lançado longe que acabou me fazendo vir parar aqui... Esta sensação já me fez salvar Natasha e cumprir meu papel como enviado de Deus.. Sem guerras futuras.. É desta forma que eu pretendo que essa ilha aja...''

Esperaria pacientemente pela segunda katana e pela garrafa de sakê, e também pela saída do navio.





               
- HP: 120/120

               
SP: 62/62









Spoiler:
 

____________________________________________________

''.....''

- Cindy Vallar  

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

GUAP:
 

Ser Staffer:
 


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Katsu
Civil
Civil
Katsu

Créditos : Zero
Warn : Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 9010
Masculino Data de inscrição : 01/08/2012
Idade : 23
Localização : Torinho King

Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 EmptyTer 23 Fev 2016, 10:33

Vamo Embora *-*



___Era um convite tentador, festejar um pouco, comer e beber, mas vindo de uma ilha de clima equatorial já estava sentindo meu corpo congelar, mesmo com roupas quentes. Observaria a reação de todos ali para ver quem seria o louco de aceitar ficar mais um minuto naquele gelo. Sossegaria sentado na borda do barco, estava bastante animado, finalmente avançando rumo a Grand Line, rumo ao resgate, podia me sentir quase um príncipe indo em busca de princesa, espera... Eu sou um príncipe mesmo shishishi ' Quando chegarmos na Grand Line vou começar a procurar vestígios, ir atrás de sequestradores, mas principalmente ir atrás do governo, tenho que acabar com o governo... ' Parava um pouco e colocava a mão sobre a cabeça coçando-a encarando as velas do navio. ' Preciso fazer com que o Governo me cace, se eu caça-los e eles me caçarem minhas chances vão aumentar, tenho que dar um jeito de me destacar, de deixar minha marca no corpo de cada agente do governo que eu tirar a vida. Por agora preciso me focar no que eu já tenho, aquele cara dos óculos estranhos,  '
- Qual era o nome dele mesmo?

___Perguntaria para mim mesmo, era incrível a capacidade que eu tinha para me distrair com as coisas mais bobas do mundo, agora estava ficando com amnesia também? Para sanar minha dúvida, a voz de Spice gritava tão belamente quanto anjinhos virados do avesso, mas apesar dos berros ela falava o nome que atraia-me para o resto de sua frase. - Estar Doroque...Andarilho.. Hm..

___Desceria do local onde estava sentado quando ouvia as palavras de Leon informando para içar velas e então retrucaria. - Ice as velas você mesmo. Pff - Colocaria as mãos dentro dos bolsos e começaria a caminhar em direção barco adentro, porém pararia antes de dar mais alguns passos e me viraria mostrando a língua. - Brincadeira! Shishishi - Realizaria o trabalho que já havia feito outras vezes, na verdade deveria estar quase expert nisso, se bem que não é algo difícil de se fazer, na verdade, qualquer um poderia realizar, até um bebê. Puxaria as cordas e amarraria-as uma de cada vez no intuito de erguer as velas e por fim iria para dentro do barco em busca da cozinha.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Van
Soldado
Soldado
Van

Créditos : 4
Warn : Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 5010
Masculino Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 30
Localização : -

Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 EmptyTer 23 Fev 2016, 22:46

O agradecimento dos nativos ali presentes estava estampado em suas caras e os pedidos de cada um ali foi tratado com atenção e capricho. Hikari pediu um violino e o regente, irmão de Krieg, logo a respondeu - Não sei se teremos algo em bom estado aqui para lhe entregar, espere um momento!- Ele fez um sinal e um homem entrou para buscar algo. Momentos depois ele voltou com uma espécie de caixa de madeira bem velha e empoeirada que entregou a ele, que por sua vez entregou para Hikari - Talvez esse seja o único que já existiu nessa ilha, com grande apreço que lhe entrego, por salvar Natasha e nossa ilha inteira!- Ao abrir a caixa, envolto em um tecido aveludado rubro, estava o instrumento, um violino de madeira não envernizada, mas sim apenas lixada, o que o deixava com coloração fosca. As cordas não estavam enferrujadas e ao lado estava o arco com as crinas ainda intactas, era rústico porém lindo, para verdadeiros músicos aquele era um instrumento de preço inestimável, mas no mercado não tem valor algum.

O homem então se voltou a Edgar – Infelizmente não podemos abrir mão de outra katana em bom estado nesse momento, mas quanto ao saquê... Tome pegue a caixa inteira para levarem na viagem e mais um pouco de dinheiro para que possa comprar uma quando chegar a um mercado descente! – O padre recebeu a caixa de saquê e uma saca com berrys(50.000 berrys).

Ada por sua vez, avisou a eles a identidade do andarilho e voltou ao barco. Nnoitra não saiu de dentro do barco, talvez nem saber quem ele aquelas pessoas saberiam, mas a ele isso em nada atrapalhava. Naquele momento, Ada, seguida de Leon, Hikari e Krieg embarcavam e Edgar a sua maneira descobria os caminhos de sua própria espiritualidade, foi um tanto bizarro sua “benção”, mas parecia ter de alguma forma ter significado algo aos que o observavam que por um momento, depois de arregalarem os olhos, juntaram as mãos e se concentraram quietos - Que Freya lhe mostre o caminho!- o acompanharam dizendo.

Dentro do navio, Ada recebia Krieg com boas palavras, o que o fazia melhorar um pouco aquele ar pesado que o cercava, logo ele buscou o que ela havia pedido e recostou a espera da partida. Leon veio a seu lado e lhe entregou um maço de cigarros e algumas palavras, o homem os pegou e respondeu – Eu fiz algo que me arrependo, estava cego por um bom objetivo e me deixei nublar os pensamentos no meio do caminho... Eu costumava usar isso apenas para acender fogueiras... bem, espero que isso me ajude em carregar esse peso pelo resto de meus dias, pois eu o carregarei como um homem deve fazer! – Ele dizia acendendo um dos cigarros com um isqueiro todo detalhado com a imagem de um dragão e de cor dourada – Tome fique com ele, meu pagamento por essa carona! –.

Isqueiro:
 

Edgar a essa altura já estava no navio a esperar sua partida e todos estavam prontos. Leon avisou a partida e Nnoitra foi aquele que o ajudou agora a içar as velas, apesar de antes brincar com seu jogo de palavras, as velas inflavam fortes e o navio já se prostrava na direção do horizonte, todos acenavam esperando ele se afastar mais e mais, finalmente aquela viagem havia começado para o alívio dos corações daqueles ali. – Ei você ao leme, como posso te chamar? Bem, quando a noite cair, não precisa parar, vou te mostrar um mapa muito melhor que aqueles de papel e nosso caminho vai se abrir de uma maneira que você nunca imaginou antes! Vamos ganhar milhas e aproveitar esse vento bom! – Disse Krieg a Leon apontando para o céu.

Agora que estavam viajando teriam tempo para fazer o que bem entendessem durante a viagem, descansar, beber, o que viesse a suas cabeças, pois a viagem ainda tinha chão... ou melhor... mar a frente deles.

ferimentos:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] |
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.youtube.com/ocanilbr
Katsu
Civil
Civil
Katsu

Créditos : Zero
Warn : Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 9010
Masculino Data de inscrição : 01/08/2012
Idade : 23
Localização : Torinho King

Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 EmptyQua 24 Fev 2016, 11:31

Wine Island 1/5



___Onde quer que eu estivesse minha cabeça estava distante, concentrava tanto em meus objetivos meus focos que não me dava conta de que até agora Iona estava estática. ' Pobre Hikari... ' Minha preocupação batia em meu peito, quando percebia que de todos, Kari era a que estaria mais abalada emocionalmente, por ser também a mais jovem, provavelmente tinha mais dificuldade de lidar com esse tipo de coisa, mas de fato não deveria ser fácil para nenhum de nós. Não eramos melhores amigos, talvez nem mesmo amigos ainda, havíamos nos falado somente umas 4? 5? Vezes antes de parar nessa ilha, eu não confiava a eles segredos meus, eles não confiariam, mas eramos um grupo agora, apesar daquele cara grandão ter surgido do nada, somos uma equipe. ' Talvez eu possa fazer ela rir um pouco...

___Tiraria o olhar triste de meu rosto e tentaria manter-me numa postura normal, procuraria Hikari pelos cômodos do barco, não gritaria, evitaria fazer baderna, queria apenas conversar com a garota e tirar-lhe algum riso, mesmo que frouxo. Caso encontrasse Kari, eu me aproximaria dela e sem delongas puxaria conversa.

- Ei.. Quanto tempo que não nos vemos hein. - Em minhas palavras tentaria soar o mais doce possível. - Vi que ganhou um instrumento, pode tocá-lo para nós? - Apontaria para meu próprio peito e para Iona em seguida, aguardaria a resposta da garota, se a mesma fosse negativa, eu insistiria tentando ser ainda mais doce e amigável, usufruindo do dom em tom da minha voz. De fato queria escutar a garota tocar, além também de querer que ela se distraísse um pouco.

___Aconchegaria-me próximo a ela, arrastando algo em que eu pudesse sentar, caso não houvessem assentos, me posicionaria no chão ao lado de Hikari, enquanto ouviria a canção. ' O que aconteceu com Iona, pode acontecer com qualquer um de nós, estamos fadados ao perigo assim que pisamos fora do mundo, mas somos todos egoístas, todos temos sonhos e desejos, acabamos passando por cima dos sonhos dos outros para realizar o nosso... Sei que vou tirar a vida de homens bons, só por você Jane, eu não sou uma pessoa má, somente tenho meu sonho e quero vê-lo realizado, nem que para isso eu preciso usar todo e qualquer tipo de meios para conseguir... Para conseguir resgatar você. ' Em meio aquela música, eu mergulharia de cabeça em meus pensamentos, discutindo comigo mesmo sobre minhas ambições, continuaria dissertando as mais variadas consequências de meus atos e destinos para mim. ' Posso acabar morto e nunca resgatar você, posso ser preso e ficar o resto de minha vida atrás de uma grade, enquanto você continua sendo mal tratada, mas o risco vale a pena, afinal... Sou seu príncipe, né? Preciso resgatar você, mesmo que eu morra tentando, nunca vou desistir. ' Tinha que convencer-me do pior, aceitar e encarar as trivialidade que ocorreriam, tinha que acreditar que conseguiria vencer todos os obstáculos, tinha que ter fé em mim mesmo.

___Quando Kari terminasse sua canção, eu colocaria um sorriso simples e verdadeiro em meu rosto e diria num tom alegre. - Uaau, você manda super bem! Ok! Agora é minha vez!!! Me ensina a tocar!? Vaai ensina, eu só quero aprender umas duas ou três!! - Por baixo de minha cabeleira meus olhos encarariam seriamente a garota, se ela persistisse em no não, eu insistiria novamente informando que não arrebentaria as cordas e que teria carinho com o equipamento. Se ela me entregasse, apesar de já ter visto a mesma segurando o violino, eu o seguraria de forma errada, pegando no braço do instrumento e levantando-o com delicadeza segurando no topo dele, então começaria a passar vagarosamente o tal pauzinho usado para tocar.

___Aguardaria que Hikari me explicasse a maneira correta, me faria de bobo algumas vezes durante a brincadeira de tocar, visto que minha real intenção era fazê-la rir de minha bobeiras, portanto quando finalmente acertasse o posicionamento e tocasse uma só nota, mesmo que completamente fora de afinação eu diria - Aaaaah eu sou ótimo nisso!  Vou acabar te deixando para trás, hein!! Shishishi - Continuaria deixando que ela me explicasse mais e mais sobre o instrumento, enquanto eu também perguntaria para ela. - Hika, Você sabe fazer um desses? É difícil!? - O que pretendia com isso? Obviamente queria distrai-la ainda mais, sempre soube que a garota era apaixonada por instrumentos, tiraria proveito dessa paixão para fazê-la me contar mais e mais sobre. - Quando aprendeu a tocar? - Pararia minhas tentativas para ouvi-la contar sobre isso, prestaria atenção e posicionaria o violino sobre meu colo. Me absteria de uma resposta e voltaria a função de tocar, quando finalmente acertasse a primeira nota com um som bonito, diria demonstrando felicidade com o sorriso ainda mais largo - Acho que eu sou um daqueles garotos prodígio, né? Shishishi - Devolveria o violino para a mesma, levantaria-me e ficaria de pé em frente de Hika. Ficaria também se, mesmo depois de insistir, ela houvesse recusado meu pedido para tocar - Você fez tudo que podia por ela... Iona não ia querer que você ficasse com rostinho triste por causa dela, venha, vamos nos juntar aos outros. - Estenderia minha mão direita convidando-a a segurar assim eu poderia lhe ajudar a se levantar, para em seguida irmos para o convés.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Última edição por Katsu em Sex 26 Fev 2016, 06:28, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Wesker
Revolucionário
Revolucionário
Wesker

Créditos : 14
Warn : Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 10010
Masculino Data de inscrição : 29/04/2012
Idade : 22

Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 EmptyQui 25 Fev 2016, 10:59


Jogando Conversa Fora


Via Leon oferecer um cigarro para Johnny. Sendo bem sincera posso dizer que cigarros não são o tipo de coisa que eu recomendaria para alguém, mas naquele caso em especial Krieg parecia precisar de algo que fosse lhe fazer esquecer de tudo aquilo. Olhava para os dois por alguns segundos, vendo daquele ângulo, Leon parecia ainda maior do que já era... Seria parente de algum gigante? Era interessante como eu iria viajar com aquelas pessoas e não sabia quase nada sobre a maioria delas, talvez fosse o momento de começar a conhecê-las.

– Ok... Onde está aquele padre? – Perguntava aquilo para mim mesma enquanto me punha de pé. Caminharia pelo navio buscando pelo loiro, não o da coroa, o outro. Durante a caminhada tentaria examinar melhor a embarcação para conhecer o lugar em que estava. Se conseguisse encontrar quem eu procurava, sorriria amigavelmente e me apresentaria dizendo – Sou Ada. Ada Spice Rock. – Diria acenando e sorrindo para o padre – E você, não é realmente um emissário da deusa deles. É? – Diria aquilo, agora esperando que ele se apresentasse. Com Leon e Krieg ocupados, havia escolhido aquele homem para ser o primeiro dos desconhecidos na embarcação que eu conheceria. Enquanto esperava repararia em meu casaco e meu corpo, ainda sujos de sangue. Mal podia esperar para nos distanciarmos daquela ilha para que eu pudesse tirar tudo aquilo. Esperaria o padre responder quem era, e então perguntaria:

– E como veio parar nesta ilha? Pelo jeito todos nós aqui acabamos ali por ironia do destino. Exceto o Krieg, claro.

Referia-me ao fato de que Johnny era o único naquela embarcação que era realmente um nativo da ilha. Esperaria pela resposta do padre, e imaginava que ele também fosse me perguntar como cheguei até ali. Caso isso realmente acontecesse eu diria – Resolvi começar minha própria jornada. Atrás dos meus objetivos, sabe? Aí resolvi começar as cegas no North Blue, na ilha que ficasse mais distante da Grand Line, que é o meu maior objetivo agora. Acabei entrando numa fria, se é que me entende. – Tentava usar aquela piada para descontrair e avaliar o senso de humor do padre, mesmo sabendo que não era muito boa. Não havia citado o meu pai, não achava que seria o momento de dizer aquilo para um desconhecido. Talvez eu pensasse no caso se ele me perguntasse depois. Em todo caso, depois de toda a conversa eu faria um comentário para que pudéssemos continuar a conversar:

– Mal posso esperar para ficar longe daqui logo. Não aguento mais esse frio.

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Em homenagem aos que se foram::
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Empty
MensagemAssunto: Re: Rebirth! Quebrando o gelo   Rebirth! Quebrando o gelo - Página 12 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Rebirth! Quebrando o gelo
Voltar ao Topo 
Página 12 de 15Ir à página : Anterior  1 ... 7 ... 11, 12, 13, 14, 15  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Minion Island-
Ir para: