One Piece RPG
I - A Step of Harmony - Página 11 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Enuma Elish
I - A Step of Harmony - Página 11 Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 06:18

» Arco 1: Passagem pela ilha do riso
I - A Step of Harmony - Página 11 Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 05:52

» O Sapo Mágico
I - A Step of Harmony - Página 11 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 05:13

» Pirataria, doces e mistérios
I - A Step of Harmony - Página 11 Emptypor CaraxDD Hoje à(s) 04:51

» Una Regazza Chiamata Pericolo
I - A Step of Harmony - Página 11 Emptypor Milabbh Hoje à(s) 02:46

» [MINI-Fenrisulfr] Começo
I - A Step of Harmony - Página 11 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 01:11

» As mil espadas - As mil aranhas
I - A Step of Harmony - Página 11 Emptypor jonyorlando Hoje à(s) 01:04

» The One Above All
I - A Step of Harmony - Página 11 Emptypor Achiles Hoje à(s) 00:57

» The Claw
I - A Step of Harmony - Página 11 Emptypor Achiles Hoje à(s) 00:22

» II - Growing Bonds
I - A Step of Harmony - Página 11 Emptypor Vincent Hoje à(s) 00:21

» VI - Seek & Destroy
I - A Step of Harmony - Página 11 Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 00:09

» Seasons: Road to New World
I - A Step of Harmony - Página 11 Emptypor Ravenborn Hoje à(s) 00:02

» Cap 3: O alvorecer da névoa trovejante
I - A Step of Harmony - Página 11 Emptypor Sagashi Ontem à(s) 23:49

» I - As rédeas de Latem City!!
I - A Step of Harmony - Página 11 Emptypor Kyoji Ontem à(s) 23:24

» 1° Act - It's Navy Time
I - A Step of Harmony - Página 11 Emptypor Roy Collins Ontem à(s) 23:12

» Mini - new man reformed
I - A Step of Harmony - Página 11 Emptypor new man reformed Ontem à(s) 23:04

» [LB] O Florescer de Utopia III
I - A Step of Harmony - Página 11 Emptypor Kekzy Ontem à(s) 22:57

» 1º Cap: O começo de uma grande aventura
I - A Step of Harmony - Página 11 Emptypor JaponeisLK Ontem à(s) 22:11

» Ficha Lawrence
I - A Step of Harmony - Página 11 Emptypor Lawrence Ontem à(s) 22:08

» Apresentação 5 ~ Falência Sensacionalista
I - A Step of Harmony - Página 11 Emptypor GM.Furry Ontem à(s) 21:46



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG
Naruto RPG: Mundo Shinobi
Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG
Veritaserum RPGPeace Sign RPG
Pokémon Adventure RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


 

 I - A Step of Harmony

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 10, 11, 12, 13  Seguinte
AutorMensagem
Roy Collins
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Roy Collins

Créditos : 17
Warn : I - A Step of Harmony - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 23/11/2012
Idade : 22
Localização : East Blue - Loguetown

I - A Step of Harmony - Página 11 Empty
MensagemAssunto: I - A Step of Harmony   I - A Step of Harmony - Página 11 EmptySeg 04 Jan 2016, 17:23

Relembrando a primeira mensagem :

I - A Step of Harmony

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Civil Shira Yarin. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Olá, Convidado seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Akuma Nikaido
Pirata
Pirata


Data de inscrição : 03/08/2012

I - A Step of Harmony - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: I - A Step of Harmony   I - A Step of Harmony - Página 11 EmptySab 28 Maio 2016, 11:04

A arte do improviso era grande com aqueles dois. Mesmo com o plano não dando totalmente certo, Nero continuava a improvisar, levantando-se e andando cambaleando, apenas para cair de lado, em cima da sacola de dinheiro. Uma dor percorria seu abdômen, devido a seu peso todo encontrar várias moedas em meio as notas. Mais que isso, o barulho chamava a atenção dos caçadores. Péssimo, péssimo erro.

Antes disso, contudo, Shira tentava ouvir as palavras dos caçadores lá dentro. O que ouvia, contudo, era assustador.. Se fossem fichados como cúmplices, certamente não morreriam somente. Seriam torturados até não poderem mais. Juras de ódio e lamentos pela vida dos companheiros eram ouvidos o tempo todo. E o pior: um dos mortos era filho de um dos caçadores ali presentes.

O momento que o som ecoou, revelando quantia de dinheiro no local, a dupla percebeu seu erro. E agiu. Agiu rápido para salvar a vida. A adrenalina era tamanha que, no mesmo instante em que Nero emitia a ordem, Shira já ateava fogo na poça. E bem a tempo. Três caçadores já haviam se adiantado e estavam quase na porta. As chamas subiam e pegavam rapidamente. Em parte por causa do álcool. Em parte por conta da roupa dos caçadores ser de algodão. O tecido originalmente foi desenhado para que eles possam andar sem fazer barulho, mas isso acaba tornando a roupa bem suscetível ao fogo. Os gritos dos azarados ecoavam, aumentando ainda mais o barulho. Os outros seis ali dentro freavam momentaneamente seu impulso homicida, contendo-se ao ver os companheiros em chamas. E assim ambos corriam. Shira mais rapidamente, devido a sua agilidade, idade e estado atuais. Nero mais atrás, atrapalhado com a bolsa de dinheiro, as algemas, a idade e a dor abdominal. Estranhamente o suposto líder daquele esquadrão, que deveria estar perseguindo-os, nada fizera para atrapalhá-los. Mais que isso, ao olhar para trás, em busca de Nero, Shira pôde ver cabelos espetados, encobertos antes pela máscara.

E assim a dupla fugia. As algemas ainda presas nos punhos de Nero, atrapalhando-o de mover os braços livremente. Quando saíam do edifício, ouviam um barulho de vidro quebrando. Os caçadores pulavam por ele, como animais ensandecidos, indo atrás de suas vítimas. Possuíam a vantagem de aproximadamente quinhentos metros de distância. Não mais conseguiam enxergar bem os caçadores, vagamente seus contornos. Até porque as chamas já não mais estavam próximas a eles, para contrastar e permitir uma clara visão. Precisavam pensar rápido, até porque Nero já dava sinais de que não aguentaria correr muito mais tempo.
Orientações:
 

Citação :
Citação :
Shira Yarin:

Posts: 29
EdC: 0
Ganhos: Violino, máscara
Perdas: -x-

Citação :
Nero Blackwater:

Posts: 31
EdC: 0
Ganhos: Garrafa de bebida (0/10), bilhete, mapa da cidade, mapa do zoológico, tinteiro (8/10), pena, 300.000 berries, carne, saco vazio, isqueiro (8/10), algemas e pistola
Perdas:200.000 berries
Vício: 1/10

Citação :
"Doctor":

Posts: 3
EdC: 0
Ganhos: -x-
Perdas: -x-

Citação :
Vlad Nishiyama RESETOU:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Buggy
Coringa
Coringa
Buggy

Créditos : 16
Warn : I - A Step of Harmony - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 30/07/2015
Idade : 22

I - A Step of Harmony - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: I - A Step of Harmony   I - A Step of Harmony - Página 11 EmptySab 28 Maio 2016, 14:56


Post: Where: Malkiham Wheater: Time:

Fuga



Droga, droga, droga! Ferrou tudo! Tenho que correr, correr, CORRER! Não quero nem saber o que eles farão comigo se me pegarem! Provavelmente coisas piores que prender, ou até mesmo matar! É o fim da linha, eu não vou correr mais rápido que eles! Destruí todo o plano com um gesto mal planejado, e agora minha vida está na beira do abismo! Acabou, estou quase me cansando! Mal consegui começar minha vida, e nem solucionei o enigma ainda! Deus...

Recomponha-se Nero! Não posso me desesperar agora! Se eu tenho uma criatividade fértil, o momento de usá-la é agora! Pensa, pense... O que posso fazer para despistar seis caçadores sanguinários? Primeiro, tenho que pensar no cenário! A escuridão sem dúvidas vai ajudar... As saídas são: a tubulação na caldeira e o esgoto; já tenho experiência que pelo tubo não será possível. O esgoto, segundo aquele caçador que conheci antes, é um labirinto enorme e com todas as saídas lacradas. Nenhuma das duas opções são viáveis. Isso só me deixa com a possibilidade de sair pela entrada principal... que, verdade seja dita, não parece tão ruim. Ás vezes, o mais simples é o melhor. Além do mais, duvido que os caçadores pensem que saímos por um caminho tão óbvio. Isso se eles nos perderem de vista.

Certo, ali será o nosso objetivo. Mas ainda precisarei chegar lá antes de meus perseguidores, e fazê-los me perder de vista. Para isso, será melhor se eu deixar o dinheiro com o garoto, e abrir minhas algemas, tudo sem parar de correr. É o único jeito. Assobiaria para o menino, chamando sua atenção, e entregar-lhe-ia o saco, jogando-o se fosse necessário. Minhas mãos quase livres, tiraria a chave de minha manga cuidadosamente, para ela escorregar até minha palma, e abrir as algemas. Faria tudo isso enquanto corria; não havia tempo a perder. Se a chave caísse, teria que encontrar um jeito de se livrar das algemas depois.

Seria o mais silencioso possível durante a fuga, tomando cuidado para não tropeçar, gritar, falar, ou pisar pesadamente demais. Tentaria passar por quaisquer vegetações ou obstáculo que estiver no caminho, afim de confundir os perseguidores. Continuaria a correr até a entrada principal, ignorando qualquer dor ou cansaço; não era hora de desistir! Iria o mais rápido possível, a pistola em mão, e sem olhar para trás. Era tudo ou nada.

Caso um caçador me alcançasse, eu pegaria o pote de tinta de meu bolso e atirá-lo-ia sobre seu rosto, tentando cegá-lo temporariamente, ou quem sabe pará-lo. Se eu já tivesse desperdiçado o pote, eu atiraria em seu peito com a arma de fogo, esperando que isso parasse o perseguidor. Logicamente, enquanto estivesse correndo, tentaria cessar de mover meu tronco, para que minha pontaria não fosse prejudicada.

Assim que alcançasse a entrada principal, viraria bruscamente para a direita, rondando o muro, e procuraria por uma rua estreita ou especialmente escura para adentrar. Lá dentro, continuaria correndo sem parar, até encontrar um esconderijo viável: uma lixeira, uma porta aberta, uma carruagem sob o qual eu poderia ficar... Enfim, qualquer lugar escondido onde eu pudesse recuperar meu fôlego. Era vida ou morte; o teatro estava prestes a fechar, mas seria uma comédia ou uma tragédia?





____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 48
Warn : I - A Step of Harmony - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 21
Localização : Utopia - 7ª Rota

I - A Step of Harmony - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: I - A Step of Harmony   I - A Step of Harmony - Página 11 EmptyDom 29 Maio 2016, 15:16

Página 11 ⁞ Post 30 ⁞ Status: Normal


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
...

Os caçadores queimavam, mas a única coisa que podíamos fazer era correr, e correr muito, para tão distante quanto conseguíssemos.

Precisava contar para Nero o que havia percebido, o líder daquele grupo era o homem dos cabelos espetados, eu tinha quase certeza.

- Nero, o cara do cabelo espetado, é o líder deles, aquele de antes! - avisaria a ele, enquanto correria. Precisávamos sair dali, e rápido.

Estávamos sendo perseguidos, e estava escuro. No entanto, se está ruim para nós, também está ruim para eles, suponho. Como perseguidos, tínhamos que tirar vantagem do breu que a noite nos proporciona. Nero conhecia melhor o zoológico do que eu, então se houvesse alguma saída que pudêssemos usar, ele que teria que falar, e uma delas já havia dado errado uma primeira vez, não havia razão para dar certo uma segunda.

Seguiria Nero, era necessário sermos silenciosos, e criar uma distração. Guiaria-nos por um local que não fosse plano, onde fosse possível esconder-se e não ficar demasiado expostos. Seguiria o velho para onde ele nos levasse, eu estava dependente dele no momento, e seguiria suas ordens. Caso ele conseguisse soltar-se das algemas, pegaria-a e a atiraria para longe - quando estivéssemos fora de vista -, para o lado contrário e perto de alguma jaula, para causar um alvoroço e atrair os caçadores para lá.

Caso fossemos alcançados, meu dever seria proteger o Nero, ele era a chave para a vitória com sua arma de fogo, se eu conseguisse mantê-lo a salvo ele poderia nos livrar da tragédia. E era isso, eu precisava incentiva-lo a correr, liberar a adrenalina em seu corpo para evitar o cansaço. E também ajuda-lo com o peso, o que significava carregar o dinheiro, cuidando para não balança-lo muito.


- Se eles nos pegarem vão nos torturar tanto que imploramos para nunca mais nascer... E cortarão nossos membros - sussurraria, esperava que aquilo funcionasse para motiva-lo.

Iriamos pela entrada principal, o caminho mais "óbvio" podia ser nossa salvação, creio que eles não esperariam que saíssemos por ali, muito menos sabendo que entramos por outros meios e após a ideia do esgoto ter sido jogada em suas mentes.

Conseguindo dar o fora dali, procuraria um lugar escuro, onde pudesse esconder-me, mas gostaria de ir até as docas, e dar o fora daquela ilha, ainda hoje. Estando fora dali, sugeriria baixo para Nero:

- Por que não vamos até as docas e damos o fora daqui? Com esse dinheiro conseguimos um navegador!

Spoiler:
 





____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Akuma Nikaido
Pirata
Pirata
Akuma Nikaido

Créditos : Zero
Warn : I - A Step of Harmony - Página 11 10010
Data de inscrição : 03/08/2012

I - A Step of Harmony - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: I - A Step of Harmony   I - A Step of Harmony - Página 11 EmptyQua 01 Jun 2016, 11:54

E assim a fuga prosseguia. Nero, tão rapidamente quanto conseguia, jogava a bolsa de dinheiro para Shira, que a pegava. O velho homem tentava livrar-se das algemas, mas não encontrava as chaves. Em alguma hora elas caíram, mas não poderia parar agora para procurá-las. Aos poucos o fôlego do homem parecia se extinguir. Sua velocidade, que já não era muita, só diminuía. Nem mesmo passar pelos arbustos no meio do caminho facilitava a fuga, já que, por mais que tentasse, Nero era perito em fazer barulhos e sons. E as algemas balançando e ferindo seu punho tampouco ajudavam. Nem sequer a revelação do musicista sobre o líder de seus perseguidores ajudava muito. Mas dizer sobre a tortura, especialmente a última, ah, essa foi uma jogada de mestre! Com uma última descarga de adrenalina, Nero encontrava forças para dar um último suspiro. Assim como o medo de Shira de ficar para trás também conseguia dar forças ao jovem. Aos poucos começavam a enxergar várias luzes do lado de fora. As casas por ali perto notavam a confusão. Ou talvez estivessem no meio dela?

Quanto mais próximos chegavam da saída, melhor notavam que os sons dos animais que antes ouviam nas jaulas, agora estavam ouvindo fora do zoológico! Parece que Shira não havia sido o único com a ideia de libertá-los para promover confusão. Não conseguiam ouvir o barulho dos perseguidores atrás. Sucesso? Talvez. Mas vindo de um clã de caçadores, talvez não fosse o mais prudente comemorar agora.

Do jeito que podiam, passavam pela entrada do zoológico, a qual, só agora podiam ver, estava totalmente destruída. Com os peitos arfando ao máximo, encontravam forças ainda para continuar correndo. Por sorte viam uma região escura, com os postes derrubados no caminho. Um beco estreito estava atrás deles. Com o resto de energia que tinham, ambos adentravam o local. Um passo. Dois passos. Três passos. Nero caía. Um quarto passo. O último passo. Shira também tombava. Não mais tinham forças. E assim ficavam no chão. O piso gélido e a água em suas bochechas. A chuva incessante que caía, molhando seus corpos e encharcando-os até não poder mais. Um trovão ecoava ao fundo. E assim ambos caíam na escuridão, sendo essas as últimas sensações que sentiram.
Orientações:
 

Citação :
Citação :
Shira Yarin:

Posts: 30
EdC: 0
Ganhos: Violino, máscara
Perdas: -x-

Citação :
Nero Blackwater:

Posts: 32
EdC: 0
Ganhos: Garrafa de bebida (0/10), bilhete, mapa da cidade, mapa do zoológico, tinteiro (8/10), pena, 300.000 berries, carne, saco vazio, isqueiro (8/10), algemas e pistola
Perdas:200.000 berries
Vício: 2/10

Citação :
"Doctor":

Posts: 3
EdC: 0
Ganhos: -x-
Perdas: -x-

Citação :
Vlad Nishiyama RESETOU:

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Buggy
Coringa
Coringa
Buggy

Créditos : 16
Warn : I - A Step of Harmony - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 30/07/2015
Idade : 22

I - A Step of Harmony - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: I - A Step of Harmony   I - A Step of Harmony - Página 11 EmptyQua 01 Jun 2016, 18:36


Post: Where: Malkiham Wheater: Time:

Fim do show



Arf, arf, não aguento mais...Minhas pernas estão fracas, meus pulmões apertados, minha garganta sente o gosto do sangue, meu coração parece poder explodir a qualquer instante... Meu corpo está ensopado, é uma mistura de chuva com suor e bebida... Caí. Não aguento mais meu próprio peso, nem mesmo minha própria consciência. Frio... o chão está gelado... Só uma luz, um breve trovão, pode ser captado por mim. Minha visão se escurece, meus músculos relaxam, minha respiração se normaliza. É um repouso forçado.





~ Sonho ~




Eu estava em uma sala escura, onde as trevas dominavam completamente. O silêncio era apaguizador, e me acalmavam após tantas emoções. Todas elas pareciam ter sido afastadas, e eu estava, naquele momento, frio e calculista. O enigma ainda tinha que ser resolvido. Eu finalmente poderia ver tudo aquilo com um certo recuo. Uma voz ressoava na sala, dizendo algumas palavras espalhadas: "Cabelos espetados, Kotomine, animais, dinheiro, Ant-Bullet, Mikhan, casas, entrada..." A voz me rodeava, e suscitava cada vez mais minha curiosidade. O que havia ocorrido no zoológico?

De repente, a sala se esclareceu. Eu estava à frente da entrada do zoológico, um pouco antes que ele fechasse. Via eu mesmo e o garoto passando, e as horas correndo. Foi então que fecharam o zoológico, e a noite, assim como a chuva, caiu. Novamente, a voz apareceu, dizendo:

Quem foi? Kotomine e seus subordinados destruíram a entrada? Ou seria outra pessoa? Quem foram os assaltantes?

Eu ponderei nas perguntas. Realmente, qual o papel de Kotomine nisso tudo? O garoto de cabelos espetados, seu subordinado, está no clã Ant-Bullet... Mas ele nos deixou fugir naquela hora... Ou seja, ele deve ser um espião, um infiltrado. Levando isso em conta, suponho que o tão enigmático homem é responsável pela invasão do zoológico. Não falei assalto; por que? Pois ele deixou aquele gordo saco de dinheiro para trás, e isso claramente não é normal. Ou seja, Kotomine me usou para entrar no zoológico. Com todas aquelas informações, ele deve ter entrado por uma via secundária, e causou aqueles danos na entrada quando foi sair.

O cenário mudou lentamente, e logo me encontrei ao lado de várias jaulas. Elas estavam vazias, e a voz voltou a questionar.

Por que liberaram os animais? Seria uma distração, ou um objetivo? Por que esse foi a única ação direta contra o zoológico?

A voz estava certa. Foi o único ataque direto à empresa em si. Não houve furto de dinheiro, já que o saco com a soma estava sobre a mesa, e os outros danos foram seja involuntários, colaterais, como a destruição da entrada, ou então foram contra o clã Ant-Bullet. A única coisa planejada que poderia afetar o zoológico é a perda dos animais. Será que era o objetivo de Kotomine desde o começo? Deixar animais livres? Por que um homem rico e inteligente como ele faria isso? Se bem que, com a riqueza, sempre vêm caprichos... Será que ele é extremamente benevolente, e não quer animais presos? Sinceramente, duvido. Matar uma dezena de pessoas não é nada benevolente. Mas talvez ele queira afetar o zoológico para desestabilizá-lo?

O cenário se transformou novamente na sala escura. A intensa reflexão que a estranha voz me impôs me havia feito suar, até mesmo no sonho, e minha mente estava em ebulição. Por que Kotomine gostaria de prejudicar o zoológico? Talvez descobrirei depois...



~ Fim ~



Assim que acordasse, não me moveria. Talvez os malditos caçadores me prenderam, ou qualquer outra pessoa. Me mexer seria avisar meus possíveis captores que eu estava acordado, e os faria prestar atenção em mim. Eu não quero isso agora. Abriria meus olhos, mantendo-os semicerrados, e observaria tudo em volta de mim. O ambiente, as pessoas, o horário... Também buscaria encontrar o garoto com meu saco de dinheiro, e tentaria sentir a pistola encostando em meu corpo. Não queria perder tudo naquele momento.

Se eu estivesse seguro, com minha pistola, e visse o garoto, eu caminharia em sua direção e tentaria acordá-lo com alguns tapinhas no rosto, antes de pegar o dinheiro. Caso eu estivesse sendo preso por alguém, apenas continuaria observando, ao aguardo de qualquer informação ao meu alcance. Era hora de dar o fora daquela ilha antes que os caçadores me torturassem e me executassem em praça pública.




____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 48
Warn : I - A Step of Harmony - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 21
Localização : Utopia - 7ª Rota

I - A Step of Harmony - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: I - A Step of Harmony   I - A Step of Harmony - Página 11 EmptyQua 01 Jun 2016, 23:24

Página 11 ⁞ Post 31 ⁞ Status: Normal


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Devaneios

Todas as partes do meu corpo concordavam de forma unânime: não podíamos parar de correr. Parar por um minuto podia significar a morte.

Corri até sentir o meu pulmão queimar, como se inflamasse dentro de mim, incinerando cada célula minha. Até os meus pés doerem, e tinha alguma esperança que as pontas dos dedos não estivesssm sangrando. Até as minhas pernas não aguentarem mais o meu corpo, e cederem como uma rocha cai no chão após ser atirada para cima. Por fim, até os meus olhos fecharam-se e encontrarem-se com a inlucidez obscura de ver tudo perdendo sua forma, e submergirem em devaneios no mundo onírico.

***

Estava respirando, imerso em águas negras e desconhecidas, de alguma forma. Era um sonho lúcido, e eu sentia meu poder sobre o meu corpo, mas estava acorrentado àquele mundo. Resolvi nadar até a superfície, e encontrei uma vasta branquidão que se estendia para todas as direções. Era um mundo branco e preto. Eu queria voar, era um sonho, eu podia, sentia que sim. Imaginei-me com asas, grandes asas brancas, mas consegui meia asa angelical e outra que pertencia aos caídos. As bati uma primeira vez e a água ao meu redor ondulou, uma segunda e logo estava viciado nessa sensação, aumentei o ritmo e decolei. Tentei decolar. Estava literalmente preso em correntes, e elas puxavam-me para baixo, e eu continuava a lutar para me manter na superfície, mesmo sabendo que poderia respirar debaixo da água. Queria ser livre, queria voar, e não manter-me preso. Fui cansando dessa batalha que não poderia vencer, e tragado pelo oceano negro, de volta para o breu, de onde dessa vez senti que não poderia mais sair.

***

Abriria os olhos de repenre, com a visão turva e típica de uma pessoa sonolenta, piscando diversas vezes em seguida, no desespero de reconhecer onde estava. Qualquer lugar longe do oceano escuro, das correntes. Procuraria por Nero, era uma das minhas últimas lembranças. E avaliaria a nossa situação, pensando no que poderia ter acontecido. Temia os caçadores e sua retaliação.

Oji-san, o que aconteceu? Os caçadores? Vamos levar toda a culpa por aquilo, precisamos sair!




Off:
 







____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Akuma Nikaido
Pirata
Pirata
Akuma Nikaido

Créditos : Zero
Warn : I - A Step of Harmony - Página 11 10010
Data de inscrição : 03/08/2012

I - A Step of Harmony - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: I - A Step of Harmony   I - A Step of Harmony - Página 11 EmptyDom 05 Jun 2016, 11:34

Aos poucos tanto Nero quanto Shira recobravam a consciência. O musicista acordava primeiro, abrindo os olhos assustado. Podia sentir a maciez e o conforto de uma cama tocando suas costas, enquanto uma coberta esquentava-o. O teto de madeira mostrava que estavam dentro de uma casa. Olhando para o lado, via Nero em situação semelhante. As roupas de ambos, bem como outros pertences, incluindo o saco que carregavam, encontrava-se em uma mesa à sua frente.

A fala do garoto despertava o pistoleiro, que, ao contrário de Shira, preferia permanecer em um estado mais letárgico. Podia sentir seus braços livres da algema que, outrora, o prendia. Com os sentidos recobrados, podiam sentir um cheiro gostoso de alimento, o que fez a barriga de ambos roncarem. A musculatura dos dois estava extremamente dolorida, era difícil mexer um pouco que seja sem sentir pontadas de dor. A adrenalina os sustentara por muito tempo ontem, e agora trazia consequências.

- Pois bem, vejo que acordaram. Não foi fácil recolhê-los da chuva e trazê-los para cá sem que os caçadores nos vissem. Da próxima vez que forem assaltar algum lugar, procurem pensar em planos de fuga também. -

O homem de cabelos espetados finalmente mostrava-se, de frente para ambos. Trazia consigo duas tigelas de líquido fumegante. Era dali que o cheiro bom vinha. Sentava-se em uma cadeira entre ambas as camas e esticava os braços para cada um, entregando o caldo.

- Vamos, comam! Vocês precisam repor as energias. Os caçadores estão insanos, procurando vocês aqui na ilha por todo o lado. Já conseguimos um barco para vocês zarparem. Ele irá sair dentro de cinco horas. Até lá poderão descansar. A ida para o porto não será fácil. -

Shira aos poucos ia notando os detalhes da fisionomia do sujeito. Cabelo preto espetado, olhos castanhos. O magricela era relativamente alto, por volta de 1,70m e não deveria ser muito mais velho que o musicista. O sorriso simpático mostrava para os dois que ele não era inimigo. Ao menos não naquele momento. Pois os traços firmes do seu rosto e algumas cicatrizes no braço esquerdo mostravam também que o garoto era um batalhador.

- Imagino que tenham algumas perguntas em mente, certo? Kotomine-donno me autorizou a responder duas perguntas, uma de cada um. Então pensem com cuidado e o farei. A propósito, Nero-kun, antes de partirem lhe darei o resto de seu pagamento do serviço. E, é claro, o dinheiro que ganhou assaltando o zoológico é seu por direito. -
Orientações:
 

Citação :
Citação :
Shira Yarin:

Posts: 31
EdC: 0
Ganhos: Violino, máscara
Perdas: -x-

Citação :
Nero Blackwater:

Posts: 33
EdC: 0
Ganhos: Garrafa de bebida (0/10), bilhete, mapa da cidade, mapa do zoológico, tinteiro (8/10), pena, 300.000 berries, carne, saco vazio, isqueiro (8/10), algemas e pistola
Perdas:200.000 berries
Vício: 3/10

Citação :
"Doctor":

Posts: 3
EdC: 0
Ganhos: -x-
Perdas: -x-

Citação :
Vlad Nishiyama RESETOU:

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Buggy
Coringa
Coringa
Buggy

Créditos : 16
Warn : I - A Step of Harmony - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 30/07/2015
Idade : 22

I - A Step of Harmony - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: I - A Step of Harmony   I - A Step of Harmony - Página 11 EmptyDom 05 Jun 2016, 16:41


Post: Where: Malkiham Wheater: Time:

Abrigo



Ufa... acordei em um lugar calmo, até mesmo pacífico. Depois de todo esse esforço, um descanso é mais que merecido. Comida, abrigo, silêncio. Tudo que eu preciso para me reorientar neste caos. Meus músculos doem, assim como minha mente; acho que extrapolei ontem a noite. A adrenalina me permitiu que eu me empolgasse, mas agora sofro com as consequência. Se eu não precisar abusar de meu corpo agora, não creio que haverá repercussões futuras no meu físico. Muito bem, tenho o dinheiro, e saí daquele inferno. Só o que me falta são respostas.

Bem, isso é inesperado. O garoto de cabelos espetados nos recolheu, nos salvou de todos aqueles caçadores, e nos protegeu. Realmente, fomos descuidados ao invadir o zoológico: não tínhamos nenhum plano definido, e a improvisação foi o que nos manteve vivos. Devo me lembrar de nunca mais repetir isso, se quiser ficar longe das chamas do inferno. Mas, tirando tudo isso: por que o moleque nos salvou? Talvez tenhamos feito exatamente o que Kotomine queria, e por isso nossa vida é valiosa? Para que a culpa continue sobre nós? Afinal, aquilo foi um crime bem condenável: caçadores de elite mortos, o zoológico vandalizado, homens queimados vivos... Se fossem meus subordinados, eu também correria atrás dos culpados. A situação está tensa para o nosso lado.

Pelo que o garoto disse, todo o clã Ant-Bullet está louco para nos pegar; imagino que ele também irá nos torturar, humilhar e matar. Ou seja, todo cuidado é pouco nessa ilha. Zarpar daqui parece, sem dúvida alguma, a melhor opção. E, quem sabe, ir ainda mais para longe: um outro Blue, talvez. Afinal, caçadores também navegam. Pois bem, aceitarei a carona, e darei o fora desse buraco de caçadores. Virar-me-ia para o subordinado de Kotomine, lentamente, e diria:

Heh, muito bem. Faremos bom uso desse tempo de repouso. Porém, uma pergunta: para onde esse barco está rumando?

Após estas palavras, tentaria me reerguer, sem forçar muito meus músculos já exaustos, afim de ficar sentado sobre o colchão. Pegaria a sopa e bebericaria um pouco, tomando cuidado para não me queimar com o líquido. Tomaria meu tempo; afinal, ainda tenho 5 horas para gastar. Após absorver um pouco da comida, olharia novamente para o garoto. Sua proposta era, sem dúvida alguma, interessantíssima.

Então Kotomine liberou algumas respostas para mim, não é? Heh, meu pagamento não é apenas financeiro, pelo que parece. Mas o conhecimento que ele me confere é limitado. Devo tomar cuidado para fazer uma pergunta pertinente o suficiente para poder desvendar esse mistério. E torcer para que meu mais novo sócio não gaste a sua questão a toa. Muito bem, vejamos... Há tantas coisas que eu gostaria de saber. Mas, uma coisa me faz coçar, remexer, morrer de curiosidade. Desde o início, esse segredo está ocupando minha mente. Sim, essa deve ser minha pergunta.

Muito bem, garoto. Diga-me, em detalhes: quem é seu chefe? Quem é o tão misterioso Kotomine?

Deliciar-me-ia com sua resposta, absorvendo todo o conhecimento possível. Era uma resposta chave para o entendimento do enigma que assola Malkiham Island. Atento, ouviria cada palavra do garoto, e assentaria lentamente após suas palavras. Após o pagamento moral, também deveria receber a recompensa financeira. Pediria pelo dinheiro, e pô-lo-ia ao lado dos frutos do assalto. Aproveitaria e pegaria este último, para conta-lo. Queria saber quanto eu possuía, e se tudo aquilo havia valido a pena.

Após isto, terminaria de beber a sopa; estou com fome. Afinal, não como desde meu primeiro encontro com Kotomine. A barriga cheia, assim como a mente, deitar-me-ia sobre a cama, e ocuparia minha cabeça com devaneios, esperando a hora de zarpar. Vão achar que nós fomos culpados das mortes dos caçadores, assim como Mikhan. Ele era o vice-presidente do clã, e deveria ser um lutador de elite. Além disso, acharão que nós destruímos a entrada, e liberamos os animais. Seremos fichados com uma bela lista de feitos criminais. A grande maioria não causada por nós.

Shira, está me ouvindo? O que acha de viajarmos juntos? Nós temos grandes ambições, e passamos por situações difíceis juntos. Vamos dar o fora dessa ilha, e quem sabe deste blue? Afinal, vamos ser bem procurados depois destas peripécias...

Seria um convite de quase amizade. Nos demos estranhamente bem neste projeto, e acho que podemos conquistar ainda mais. Ouviria sua resposta, e descansaria. Preciso repor minhas energias: algo me diz que a peça ainda não acabou, apesar das cortinas terem se fechado. Sem dúvidas, vamos pagar por nosso roubo. Roubamos a cena.

Assim que fosse hora de ir embora, levantar-me-ia lentamente, e seguiria o encarregado de nos levar à embarcação.





____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 48
Warn : I - A Step of Harmony - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 21
Localização : Utopia - 7ª Rota

I - A Step of Harmony - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: I - A Step of Harmony   I - A Step of Harmony - Página 11 EmptySeg 06 Jun 2016, 17:59

Página 11 ⁞ Post 32 ⁞ Status: Normal


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Salvos?

Senti a ternura daquela cama, preparada com delicadeza para o meu conforto e logo o medo súbito se esvaiu.

Distribui olhadelas para os lados, e encontrei Nero ao meu lado, o qual acabava de acordar. Ele parece mais calmo, como se não lembrasse da noite anterior. Digo noite anterior pois suponho que não dormimos além disso. Os caçadores devem estar furiosos e sem uma única gota de clemência, não quero pensar no que fariam conosco caso nos capturassem, nossos salvadores sejam louvados pelo altruísmo. Pensando melhor, creio que não nos salvariam sem razão, tem de haver algo por trás. Sempre tem.

Percebo melhor o lugar no qual nos encontramos, e aparenta ser uma casa, algo que nunca tive. Pelo menos, não uma fixa. Não sei como é levar uma vida dessa maneira, mas não parece tão ruim, o ambiente é agradável e confortante. Porém, nasci para viver no mar, sou um homem dos oceanos, um homem livre.

O cheiro da comida me puxa mais ainda para esse lado que não conhecia, o odor convidativo me desperta tamanho interesse em saber como seria viver dessa forma. Estaria eu perdendo algo? Mas se quisesse envelhecer assim, que não fosse nessa ilha. Aqui não chegaria tão longe, provavelmente nem passaria dos trinta. As minhas roupas estão bem dobradas em uma cômoda, e acho melhor vesti-las, se quiser me apresentar para o meu anfitrião. Aliás, não quero passar muito tempo aqui, passa do meu interesse ir de hospedeiro para parasita.

Meu corpo doi como nunca doeu antes, os efeitos colaterais depois de uma noite intensa. Havia visto coisas inéditas, mas tinha estômago para isso. Sei que na era em que vivemos alguns corpos são o de menos. Espero ver muitas coisas grotescas ao longo da vida, isso é só o inicío de uma época conturbada.

***

Um homem, que nada de ameaçador me transmite, acaba de entrar no quarto, e por incrível que pareça ele me parece estranhamente familiar. Ele trouxe comida consigo, não podia toma-lo como uma ameaça com extrema benevolência, mas como disse, sempre há algo por trás do carisma.

Ele não possui traços comuns, é claro que suas marcas evidenciavam o envolvimento em alguns conflitos, possíveis batalhas creio eu. Uma ponte começa a se formar em minha mente e logo associo alguma de suas características ao mascarado de ontem, e aos cabelos espetados que nos observava antes da invasão ao zoológico.

Obrigado por nos tirar daquela, pelo abrigo e pela comida, as leis da hospitalidade devem ser bem apreciadas aqui — agradeceria com um tom reverente — E pelas demais coisas também, é claro — completaria.

Eu sentia que aquilo não sairia de graça. Favor se paga com favor. É assim que as coisas funcionam.

Um tanto de perguntas, acertou em cheio — era um absurdo só termos direito a uma resposta, mas se era assim, não estava em posição de reclamar — Depois daqui, qual uso que teremos? Digo, creio que vocês tem interesse em nos manter aqui e nos atribuir alguma tarefa como forma de retribuição. É justo, se assim for, diga-nos e faremos. — se tinha um incômodo em minha mente, era isso.

Comeria a refeição trazida de bom grado, com cuidado para não derramar nada em mim dado os espamos pela dor. Teríamos cinco horas, até lá era importante me preparar.

Vocês não teriam umas botas para mim? Pretendo pagar, claro. E se possível, não gostaria de adiantar minha exposição ao público, seria arriscado, e não conheço nenhuma loja pelas redondezas. Seria muito pedir para alguém ir no meu lugar? Precisarei se quiser cumprir o que vocês desejam de mim. — tentaria. Alguém tendo disposição para ir no meu lugar comprar as botas para mim, daria uma quantia de 30.000 berries do meu dinheiro e esperaria receber o equipamento, trajando-o em seguida.

O silêncio não chega a ser incômodo entre eu e Nero, creio que ambos estamos bastante ocupados pensando em como fomos sortudos e de que foram seguiremos daqui para a frente. Ia arriscar dizer algo, quando ele foi mais rápido, me pegando de surpresa. Um convite? Pera, isso significava que seriamos companheiros, e que trilhariamos juntos nossos caminhos daqui para a frente, pelo menos foi isso que aprendi.

Erh... — ponderei. Seria interessante, ter alguém para substituir a solidão, não pode ser tão ruim — Se você prometer não me derrubar mais quando eu subir do seu ombro, sim. Tô dentro. — soltaria um riso. Apesar de tudo, algo dentro de mim dizia que tinha valido a pena. Não estava mais sozinho.

Descansaria, assim que o momento chegasse me levantaria, alongando meu corpo — tinha um presentimento que precisava dele a todo vapor — e seguiria o nosos guia e Nero até o porto, para a embarcação que nos tiraria dali.

Era uma boa hora para por a máscara, pegaria-a e botaria no rosto, e sairia dali, de cabeça erguida.

Spoiler:
 








O Buggy é meu







____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Akuma Nikaido
Pirata
Pirata
Akuma Nikaido

Créditos : Zero
Warn : I - A Step of Harmony - Página 11 10010
Data de inscrição : 03/08/2012

I - A Step of Harmony - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: I - A Step of Harmony   I - A Step of Harmony - Página 11 EmptySex 10 Jun 2016, 09:22

Nero e Shira descansavam, recuperando-se da noite de ontem. Podiam notar que seus corpos estavam esgotados, mas uma boa refeição sempre ajudava. Comiam vorazmente, sentindo a quentura do caldo aquecer-lhes a alma e a sustança da carne os revitalizando. Perguntas eram trocadas em meio as dúvidas que lhes preenchiam. O falso caçador esperava até que ambos terminassem para começar a respondê-los.


- O barco vai rumo a Wars Island. É uma terra praticamente sem lei. A Marinha é fraca por lá. A culpa daqui vai recair sobre vocês e é melhor que estejam longe da marinha e de caçadores, especialmente os daqui do North Blue. Quanto a quem é Kotomine, bom, com uma pergunta tão aberta, posso também dar uma resposta desse nível. Basta saber que ele é um revolucionário. Kotomine-senpai previra que perguntaria exatamente isso. -


Um sorriso de malícia passava na boca daquele homem. Nero regozijava-se com sua pergunta, mas recebera uma resposta que muito pouco esclarecia ele. Talvez fosse esse o motivo do homem ter liberado apenas uma pergunta. Voltando-se para Shira, o homem respondia a segunda pergunta.


- Nós? Queremos apenas que sobrevivam. Não pretendíamos que morressem em nossa ação. Mas não conhecíamos a força de vocês e nem muito menos as habilidades. Por isso me puseram de guarda. -


A explicação terminava por aí. Shira falava mais um pouco, mas o homem, calado, simplesmente saía da sala. Nero aproveitava o momento para pegar e começar a contar o dinheiro. O revolucionário retornava ao quarto e entregava um par de botas para Shira e trezentos mil berries para Nero.


- Não precisa pagar pelas botas. São um presente meu. Sobre o pagamento, aí dentro da bolsa tem oitocentos mil berries. Somados com os seiscentos que lhe foi pago, seu lucro nessa empreitada é de um milhão e quatrocentos mil. Estejam preparados no horário. Vamos terminar de preparar a fuga de vocês. -

Nero conferia o dinheiro e, de fato, oitocentos mil encontravam-se dentro da bolsa. O homem saía e deixava-os a sós, onde, quase que juntos, pensavam em se aliar e, assim, surgia uma possível amizade. Restava ver o quanto essa amizade duraria frente as dificuldades que o futuro lhes reservava.
Orientações:
 

Citação :
Citação :
Shira Yarin:

Posts: 32
Ganhos: Violino, máscara
Perdas: -x-

Citação :
Nero Blackwater:

Posts: 34
Ganhos: Garrafa de bebida (0/10), bilhete, mapa da cidade, mapa do zoológico, tinteiro (8/10), pena, 300.000 berries, carne, saco vazio, isqueiro (8/10), algemas e pistola
Perdas:200.000 berries
Vício: 4/10

Citação :
"Doctor":

Posts: 3
EdC: 0
Ganhos: -x-
Perdas: -x-

Citação :
Vlad Nishiyama RESETOU:

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Buggy
Coringa
Coringa
Buggy

Créditos : 16
Warn : I - A Step of Harmony - Página 11 10010
Masculino Data de inscrição : 30/07/2015
Idade : 22

I - A Step of Harmony - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: I - A Step of Harmony   I - A Step of Harmony - Página 11 EmptySex 10 Jun 2016, 12:26


Post: Where: Malkiham Wheater: Time:

Parceria



Um revolucionário? Bem, eu já deveria ter imaginado. Ele quer causar danos a um estabelecimento ligado ao governo mundial, porém não deseja suas riquezas. Além do mais, ele nos usou para continuar agindo sob a mesa. Uma tacada de mestre, sem dúvidas. Pelo menos isto também me agrada, ao menos um pouco: afinal, quero que meu nome seja reconhecido, respeitado, temido! Não é por isso que fui ao mar?

A resposta foi vaga, mas acredito que descobrirei mais com o tempo. Bem, pelo menos, agora os revolucionários não serão meus inimigos, e talvez até possa virá-los ao meu favor. Isto é um ás em minha mão, sem dúvidas. Bem, tive minha resposta, mesmo que eu pudesse ter deduzida-a. Não faz sentido implorar por mais: ele não me responderia nunca. Porém, acho que o enigma já está desvendado! Incrível... Todo este sofrimento, este esforço... e finalmente vi minha recompensa.

Parece que eu e meu mais novo companheiro vamos rumar para Wars Island. O convite foi aceito, o tempo passou, e era hora de partir. Seria bom ir o mais longe possível, nos afastar de todos estes caçadores sedentos por sangue. Fora da ilha, fora do Blue; e seria ideal sair o mais rápido que pudermos. Virar-me-ia ao garoto e diria:

Heh, não se preocupe. Minha tendência é só ficar mais forte; afinal, apenas estou meio fora de forma. Então, agora somos parceiros. O que me diz de irmos para outro blue, para fugir dos caçadores? E, futuramente, rumar à temida Grand Line? O mítico mar... ir sozinho até lá é suicídio, não acha?

Após estas palavras, recolheria todas minhas coisas, ouvindo a resposta do moleque. Não, tenho que chama-lo pelo nome. Agora somos companheiros. Ouviria a resposta de Shira, e ficaria um certo tempo em silêncio, organizando minhas coisas para partir. Eu então lhe diria:

Você é um músico, não é? Parece que somos dois artistas. Eu era um ator, um ventríloquo, e um mágico. Isto, nos meus anos em que trabalhei no circo. Somos mais parecidos que parece; somos dois artistas, que participaram de uma trupe de algum tipo, e, sobretudo, temos grandes ambições. Verdade seja dita, acho que esta parceria dará muito certo!

Seria entusiasta em minha declaração, retirando meu chapéu, deixando um sorriso nem tão falso radiar em meu rosto. Tudo pronto. Sairia do recinto, levando todas minhas coisas, e o chapéu dentro de meu saco vazio. Os caçadores provavelmente vão procurar por algum homem com um chapéu parecido ao meu, já que é a característica mais gritante de meu traje. Minha cabeça nua, seguiria o garoto de cabelos espetados.

Ficaria atento a qualquer caçador que se aproximasse, sem nunca deixar de agir naturalmente. Tentaria me camuflar aos passantes, me passando por um simples civil. Rumaria até o barco, a pistola sempre escondida, e embarcaria quando o avistasse. A peça estava quase encerrada.







____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




I - A Step of Harmony - Página 11 Empty
MensagemAssunto: Re: I - A Step of Harmony   I - A Step of Harmony - Página 11 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
I - A Step of Harmony
Voltar ao Topo 
Página 11 de 13Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 10, 11, 12, 13  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: North Blue :: Malkiham Island-
Ir para: