One Piece RPG
Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Asger
Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Emptypor Achiles Hoje à(s) 16:14

» Cap. 1 - Abrindo caminho
Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Emptypor Bijin Hoje à(s) 15:59

» Sons of Vermillion's Blood: Gênesis
Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Emptypor Coldraz Hoje à(s) 15:49

» [Mini- Alvin] O garoto e a serpente
Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Emptypor TheJoker Hoje à(s) 15:48

» O Ronco do Bárbaro
Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Emptypor West Hoje à(s) 15:41

» Unbreakable
Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Emptypor Ainz Hoje à(s) 15:32

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 14:42

» O Legado Bitencourt Act I
Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Emptypor SraVanuza Hoje à(s) 14:08

» Evento Natalino - Amigo Secreto
Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Emptypor Shroud Hoje à(s) 14:01

» Procura-se piratas no East Blue
Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Emptypor Ainz Hoje à(s) 13:58

» Miyuki Morningstar
Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Emptypor ADM.Ventus Hoje à(s) 12:58

» Rumo aos novos mares ! Grandline me espera
Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Emptypor Faktor Hoje à(s) 11:13

» Construindo o Começo
Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Emptypor Ainz Hoje à(s) 09:24

» [FP] Kozuki Orochi
Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Emptypor Akagami Hoje à(s) 09:24

» [Mini - Polyn] Sorriso afetado.
Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Emptypor Layla Morningstar Hoje à(s) 03:00

» mini-aventura
Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Emptypor Layla Morningstar Hoje à(s) 02:01

» Bastardos Inglórios
Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Emptypor Kenway Hoje à(s) 01:06

» Nox I - Loucura
Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Emptypor Catuios Ontem à(s) 23:31

» Teleton Chronicles I: Retaliação
Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Emptypor Sakaki Ontem à(s) 21:34

» [ficha] Hinata Bijin
Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Emptypor Bijin Ontem à(s) 20:39



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Pronto para começar! A formação da Red Legion!

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 8 ... 12, 13, 14, 15, 16, 17  Seguinte
AutorMensagem
Axell
Comandante Revolucionário
Comandante Revolucionário


Data de inscrição : 14/05/2011

Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: Pronto para começar! A formação da Red Legion!   Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 EmptyTer 08 Mar 2016, 03:39

Estar naquela praia me proporcionava uma série de sensações estranhas, nem todas ruins e nem todas boas. Sentia a brisa vinda do oceano passando por entre os fios de meu cabelo, também sentia o gosto salgado do mar em meus lábios secos e era impossível não passar a língua e sentir o sabor vez após vez. Eu já tinha voltado ao meu normal fazendo piadas e brincando com a situação o tempo todo, era o meu jeito de aliviar e transforma tudo aquilo um pouco menos difícil pra mim e para todos os outros com quem eu me importava. Mas dessa vez era diferente, as palavras saíam com a mesma naturalidade, mas o gosto de sal em meus lábios não me deixava esquecer. ~ Mais homens. Não, mais guerreiros do que eu poderia contar morreram hoje. Não podemos nunca esquecer do que houve aqui. Eu não gostaria de ser esquecido. ~ Olhava novamente para cenário de desolação a minha volta de mim e todos os meus companheiros. Todos mortos ou gravemente feridos, todos menos os meus amigos. Aquilo tinha um valor simbólico gigantesco para mim, e eu não esqueceria aquela imagem por nada nesse mundo. Claro, sem esse tritão escroto ocupando todo o retrato mental.

Me esforçando conseguia deixar toda essa reflexão de lado, as vezes pensar de mais realmente pode  te deixar pior. Ouvia uma nova voz no recinto, vinha do mesmo tritão gigante de antes, mas certamente não era dele. Espera. ~ Ventriloquismo! ~ Aos poucos a voz ia casando com a situação e a pequena criatura bizarra se mostrava, não era ventriloquismo, infelizmente. A pequena esfera era bizarra, se não fosse pelo alto grau de estranheza eu nunca diria que este era um tritão. ~ Qualé! Esse corpo nem mesmo é adaptado para nadar. A não ser que ele seja uma espécie de tritão de uma raça rara, uma raça bem feia e  rara das profundezas dos meus pesadelos. Cara chato. ~ Tentava me concentrar no que falava mas a estranheza me deixava bem desconfortável. Eu não faria nenhum esforço para esconder isso.

Esperaria Otoboshi terminar de falar e então diria em um tom sarcástico. - Revolucionário de alto escalão, né?  - Não confiava no tritão baleia e agora também não confiava no tritão baiacu.

Ficaria com ambos os braços cruzados e o corpo preparado para alguma reação todo o tempo. Olharia para Ray com um olhar de dúvida, não havíamos combinado nada sobre liderança até agora mas nosso pacto era muito mais antigo, da época de quando ainda éramos crianças. Se existia algum líder ali pra mim era o vermelho. - Ray. - Diria e faria um sinal com a cabeça na direção dos tritões. O que ele decidisse ali eu confiaria e seguiria, concordando ou não.

A todo momento olharia entre os cadáveres, tentava encontrar alguma faca de combate pequena e com bainha entre os corpos. Durante toda a batalha senti falta de uma arma velocidade e precisão maior, em determinados momentos ela poderia ter sido uma carta na manga. O importante era aprender com as situações. Não reviraria os corpos em respeito, mas ficaria atento a qualquer arma e pequenas bainhas ou compartimentos que coubessem uma faca. Esperaria a poeira abaixar um pouco, de preferência quando nós saíssemos daquele local e fossem em direção a outro. Deixaria todos irem na frente e então pegaria a adaga. Se conseguisse a esconderia atrás da cintura e a encobriria com a minha camisa. Quanto menos atenção eu puxasse melhor.



Histórico:
 


Última edição por Axell em Ter 08 Mar 2016, 03:40, editado 1 vez(es) (Razão : Correção ortográfica de leve)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raizen
Administrador
Administrador
Raizen

Créditos : 60
Warn : Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 10010
Masculino Data de inscrição : 18/04/2011
Localização : Grand Line – 6ª Rota – Alabasta

Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: Pronto para começar! A formação da Red Legion!   Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 EmptyTer 08 Mar 2016, 08:39


Depois de ser atingido por uma enorme tsunami e ser arrastado por metros, Ray não demorava muito até se recuperar parcialmente e assim se por de pé. Depois de dar uma boa olhada no estrago que havia sido feito, o ruivo tinha como prioridade encontrar os seus companheiros que até então estavam desaparecidos. Após gritar e chamar por alguns momentos, ele encontrava Hanna que estava em péssimo estado. Ao ver a garota de longe a primeira coisa que passou pela sua cabeça foi um flashback de um pedaço da guerra quando ela vai defender o garotinho de forma extremamente agressiva e imprudente gritando e até mesmo dizendo coisas agressivas. Depois de voltar a si, o Rei Vermelho ia imediatamente até sua companheira e percebendo a sua dificuldade de levantar, ele segurava sua mão e a levantava colocando um dos braços dela por cima do seu ombro. Ray achou estranho o modo que ela falava, mas procurou ser compreensivo, afinal ela estava muito machucada e cada um reage a dor de uma forma diferente. Tudo parecia normal até Hanna abrir a boca e perguntar.

- Posso saber o seu nome? - garota que ela bela, estava com um tom de voz um tanto diferente e um jeito que não havia mostrado quando ele a conheceu, aquilo era realmente muito estranho mas Ray não tinha tempo para pensar muito nisso, ele virou o rosto devagar e a encarou nos olhos por uma fração de segundos. Ele havia percebido alguma coisa diferente naquele olhar, quando conhece alguém interessante, Raymond costuma encarar a pessoa nos olhos pois acredita que os olhos é uma porta para a alma e quando ele a olhou pela primeira vez, não havia notado o que estava observando agora, certamente era uma pessoa diferente. O Rei Vermelho preferiu não comentar nada sobre isso naquele momento, então depois de a encarar, ele voltava a olhar para frente e respondia com um tom sério.

- O meu nome é Raymond. - ele respondeu de forma direta e seca, pois naquele momento se passava muitas coisas em sua cabeça. O revolucionário dava alguns passos com a sua companheira enquanto procurava os outros e não demorava muito até encontrar aquele garotinho que havia se oferecido para ajudar na evacuação. Depois de um leve diálogo o garoto perguntava.

- Meu nome é Frisk! Qual o seu? - dizia o garoto de forma amigável. O ruivo o encarava por alguns momento e logo dava um leve sorriso.

- Oi Frisk, eu sou o Ray. Preciso de sua ajuda, fique perto de mim e vamos procurar os outros. - dizia de forma um pouco mais calorosa de como havia falado com Hanna, mas ainda um tanto sério. Agora que estava junto com Hanna e Frisk, o ruivo caminhava mais um pouco até encontrar um lugar mais afastado dos corpos para poder assim repousar Hanna, se conseguisse, ele a colocaria sentada e encostada e logo depois colocaria cada mão em cada ombro da garota, olharia fixamente nos olhos delas e diria de forma séria.

- Fique aqui, eu vou buscar ajuda para você. Tente se manter acordada. - diria de forma breve e logo depois se viraria para Frisk, colocando uma das mãos e seu ombro. - Tome conta dela e tente mantê-la acordada caso fique sonolenta, eu já volto. - logo em seguida se levantaria e se aproximaria do enorme tritão azul.

Após se aproximar do enorme peixe, o Rei Vermelho fazia algumas perguntas mas era totalmente ignorado. Por um momento ele rangeu os dentes e cerrou os punhos encarando aquela enorme besta e logo ele ouvia uma voz muito familiar e quando olhou de onde vinha, Axell o abraçava rapidamente não dando nem tempo dele reagir. Ao perceber que era o seu companheiro de infância, Ray imediatamente o abraçava forte, era um alívio saber que ele estava bem. Logo depois o ruivo abria um sorriso e o olhava dos pés a cabeça.

- Você está bem? - com um tom um pouco mais sério e logo em seguida abria um leve sorriso de canto e falava novamente. - Já te vi pior... - após descontrair um pouco, o ruivo ouvia uma voz um tanto diferente.

Raymond voltava o seu olhar até o tritão gigante azul e logo percebia que próximo a ele havia uma estranha criatura que ele não sabia dizer o que era exatamente. Era pequeno, redondo, verde e parecia muito irritado com o grandalhão. O ruivo se aproximou lentamente para ouvir o que aquele ser dizia entre gritos e pelo o que pôde notar naquele momento, parecia ser alguém "superior" ao grandalhão, que aparentemente estava esgotado depois do estrago que havia feito, o que levou Ray a entender o porque o mesmo não dizia uma só palavra. Aparentemente o pequeno ser que havia sido revelado como Otoboshi era alguém importante, e o enorme tritão azul revelado como Aghor era algum tipo de segurança dele. Os dois tritões aparentemente eram revolucionários e o verdinho dizia ter uma alta patente, no primeiro momento Ray exitou, mas depois de parar e pensar melhor, com todo aquele estrago aqueles dois não tinham motivos para sequer aparecer, então mesmo com um pé atrás o ruivo foi aceitando e apenas ouvindo.

- Enfim, desculpem meu criado, acho que ele caiu do berço quando era pequeno e seu cérebro virou de cabeça pra baixo... alguém quer perguntar algo? E quem é o líder de vocês, pois precisamos retornar a loguetown, pois a verdadeira guerra será lá. - o monstrinho fazia a pergunta e o silêncio prevaleceu por alguns momentos. Na guerra haviam 3 majores, mas depois da tsunami nenhum dos três foram vistos, Ray ficava um tanto pensativo até que o silêncio era quebrado.

- Ray. - dizia Axell enquanto que ao mesmo tempo balançava a cabeça em direção aos tritões, dando a entender que o ruivo tinha que tomar a iniciativa. O lutador ficava um pouco nervoso e inclusive uma pequena gota de suor escorria de sua testa, mas mesmo assim ele dava um passo a frente separando um pouco as pernas e levando as duas mãos para trás, olhando fixamente para o tritão baixinho.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

- Senhor, eu me chamo Raymond. Durante a guerra nós contávamos com a ajuda de 3 Majores, mas depois daquela enorme onda nós não sabemos o paradeiro deles, muito menos se estão vivos... - dava uma pequena pausa e olhava para trás, observando durante poucos segundos todas aquelas centenas de corpos. - Mas... - ficava um pouco pensativo e logo em seguida voltava o seu olhar até os tritões. - Se o senhor não tiver nada contra, eu assumo toda a responsabilidade pelo grupo! - dizia de forma clara e séria encarando Otoboshi. Se o tritão não tivesse nada contra e aceitasse o que Ray havia dito, antes de qualquer coisa o ruivo diria ao seu "superior".

- Antes de partirmos eu peço que cuidemos dos nossos feridos. Tem algumas pessoas que estão em estado grave e precisam urgentemente de cuidados. - daria mais uma pausa e olharia para trás, observando cada membro de seu grupo e logo voltava a olhar para Otoboshi. - E eu não vou a lugar nenhum sem me assegurar que o meu grupo está em bom estado, senhor. - diria mantendo a mesma postura de antes.




Histórico:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | Mudanças Importantes | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Voltar ao Topo Ir em baixo
Mizushiro Hizumy
Revolucionário
Revolucionário
Mizushiro Hizumy

Créditos : 2
Warn : Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 10010
Masculino Data de inscrição : 12/11/2014
Idade : 19
Localização : Cactus Island

Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: Pronto para começar! A formação da Red Legion!   Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 EmptyTer 08 Mar 2016, 13:28



~ Tsunami ~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | Post: 15

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



O pequeno garoto observava a grande figura que era o homem de cabelos azuis mais escuros que os seus. Conhecia-o, mas nunca houvera entre eles uma palavra, um diálogo ou mesmo um sorriso amigo. Conheciam-se, mas eram estranhos.

Sacudindo os pensamentos de preocupação pelo paradeiro de sua irmã, Hizy apressava-se em por um sorriso nostálgico e melancólico no sujo rosto e corria em direcção ao homem. - Olá, senhor...! Acho que nunca fomos apresentados de verdade... Não sei se se lembra de mim, eu sou o Hizy... Hizy Mayan! HiHiHi! Se me lembro bem, Ray-nii-san chamou o senhor de... Tidus... né? - O miúdo estaria tão próximo ao homem que para conversar com ele, tinha que olhar para cima, como que se olhasse o céu, causando um ligeiro desconforto no pescoço, mas nada que o incomodasse muito.

- Tidus-nii-san, vejo que você levou uma surra! Está tudo bem?! - O pequeno varão perguntava-se quantos inimigos teriam sido necessários para ferir de tal forma aquele homem. Ele parecia ser maior que Raymond, e parecia ter muita força e uma boa habilidade de combate... - 10.. 20... 30.. ? - Na sua cabecinha voavam o número de inimigos que teriam enfrentado aquele Júlio?! - Dói muito, nii-san?! - Perguntaria o garoto tentando cutucar várias vezes seguidas a ferida no abdómen do companheiro com o dedinho indicador, fazendo uma cara de curiosidade e preocupação, repleto de ingenuidade e sem secundas intenções.

Todos estavam juntos. Todos os que o garoto havia conhecido na taberna. - Não Todos... - Não só sua irmã fazia ali falta como também Haru, o viril que conhecera assim que pôs os pés na ilha. Esperava de verdade que os vultos ali desaparecidos estivessem bem, todos eles.

Junto do grupo, dois tritões pareciam conversar com Ray. Mesmo estando um pouco mais afastado, o garoto conseguia ouvi-los bem, por causa da sua audição. E, quando ouviu o monstrinho zarolho dizer que deviam todos ir até Loguetown, seu pequeno coração congelou. Estava pálido. Sempre gostara de viajar e tinha um forte desejo de ajudar as pessoas pelo mundo, contudo, jamais iria sair de Conomi sem antes achar Aisha. Estava fora de questão!

- Pessoal... Peço desculpa, mas não posso deixar minha nee-chan perdida... Tenho que ir procurá-la! - Diria assim que tivesse uma oportunidade.


 
 


 
Histórico escreveu:

Post: 15
Ganhos: Bastão de Ferro |
Perdas: - 35 mil berries |
Bónus: Fome saciada por 2 dias. | Resistência à Intoxicação por uma onzena
Players: Aisha | Haru | Hanna | Raymond | Tidus | Axell
HP: 117/120
Vantagens:• Ambidestro|• Aparência Inofensiva|• Audição Aguçada
Desvantagens:• Coração Mole|•
Trauma Profundo escreveu:
Sempre que vê ou ouve algo relacionado aos tenryuubitos entra em estado de choque, por serem eles os responsáveis pela morte de seus pais, e por acreditar afincadamente, que os próprios são a origem de todo o mal existente no mundo. Fica tão paralisado que a única coisa que pode fazer é fugir amedrontadamente devagar. Até mesmo estátuas ou gravuras de dragões a voarem o deixam ligeiramente incomodado e nervoso.
Extras: Missão 1: Evacuação de civis, Missão 2: Protecção da cidade.


Objectivos escreveu:

[ ] Comprar uma flauta "árabe" dourada;
[ ] Comprar uma roupa/veste de mago toda negra (igual a do Aladdin mesmo);
[ ] Conseguir um eevee (raposa/cão?) como pet u.u;
[ ] Aprender/ Comprar as perícias: Redação e História;
[ ] Ficar com a Aisha como NPC;
[ ] Tornar-se amigo de alguns tritões;
[ ] Criar uma relação diplomática entre os Tritões e Conomi Island;
[ ] Não matar mais ninguém;


[X] Comer;
[X] Comprar um bastão;


Thanks Panda

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:

[ ] Ganhar uma Meitou; (ノ≧∀≦)ノ
[ ] Ter Haki; (╯✧∇✧)╯
[ ] Caçar 10 Recompensas; ヾ(〃^∇^)ノ♪
[ ] Caçar [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]; (۶ꈨຶꎁꈨຶ )۶ʸᵉᵃʰᵎ

Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 5ª Rota - Pindorama

Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: Pronto para começar! A formação da Red Legion!   Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 EmptyTer 08 Mar 2016, 15:07

Voltava meu olhar de um lado para o outro observando o campo de batalha com mais calma, talvez ex-campo de batalha, pois o que tudo indicava aquela guerra havia terminado de uma forma bem inusitada, quem imaginaria que uma onda colossal acabaria com tudo? Aquilo sem duvidas daria uma boa história no futuro, difícil seria alguém acreditar já que nem eu que estava vivenciando conseguia acreditar direito.

“Acho que no fim tudo terminou bem, levando em conta que sobrevivi a uma guerra e a um tsunami logo na sequencia... Cara, eu devia jogar na loteria! Ou me benzer...” – Abria um leve sorria atoa no rosto.

Enquanto me perdia em meus devaneios notei uma figura familiar, um garotinho de cabelos azuis e que se vestia de uma forma bem chamativa, mas algo me intrigava um pouco, ele não estava acompanhado de outra garota anteriormente? Se não me engano eles eram uma das duplas que Ray havia formado, me perguntava se havia acontecido alguma coisa a ela. De qualquer forma o jovenzinho também havia notado minha presença e com um leve sorriso começou a se aproximar, de imediato abri um sorriso amigável também e me aproximei.

Olá, senhor...! Acho que nunca fomos apresentados de verdade... Não sei se se lembra de mim, eu sou o Hizy... Hizy Mayan! HiHiHi! Se me lembro bem, Ray-nii-san chamou o senhor de... Tidus... né? – O jovem parecia ser bem simpático e animado, bem animado.

Claro que me lembro de você, e isso, eu me chamo Tidus Belmont, é um prazer, Hizy. – Mantinha minha expressão amigável no rosto, mas no fundo estava um pouco surpreso e aliviado por ver que uma criança como aquela tinha conseguido sobreviver a tudo aquilo.

Tidus-nii-san, vejo que você levou uma surra! Está tudo bem?! – O garoto parecia preocupado e ao mesmo tempo curioso com o que havia acontecido.

Ha ha ha. – Por algum motivo tais palavras me faziam gargalhar, aquilo me fazia esquecer de toda a tensão de alguns instantes atrás. – Isso é só um arranhão, haviam mais tritões do que os olhos podiam ver, se saísse dessa guerra sem nenhum ferimento após derrotar tantos inimigos jamais acreditariam em minha história, não acha? – Meu sorriso se estendia, de fato havia sido uma bela surra, mas levando em conta toda a situação e o numero de adversário abatidos não havia sido um resultado tão ruim.

Dói muito, nii-san?! – O garoto curioso começava a cutucar meu abdômen, de fato ele era alguém bem curioso e descuidado aos detalhes.

Err... Doi quando você cutuca assim. – Colocaria minha mão sobre a cabeça do garoto e bagunçaria um pouco seus cabelos. – Não se preocupe, foi só um golpe de raspão, o mais sério são minhas roupas que estão em trapos agora. – Mais uma vez olhava em volta tentando encontrar os outros integrantes do nosso grupo improvisado. – Venha, vamos nos reunir com os outros e ver se estão todos bem.

Ainda que um pouco distante conseguia ver outros rostos familiares e alguns nem tanto com minha visão privilegiada, ver que Ray e Axell estavam bem era um alivio. Além disso havia outra figura misteriosa no local, para não dizer bizarra, era um... Olho gigante com pernas e braços?! Em um dia normal aquilo certamente seria a prova de que o cigarro realmente havia destruído meu cérebro, mas o que era um olho gigante com pernas e braços em um dia onde havia re-encontrado um amigo de infância perdido em uma ilha qualquer, havia me tornado revolucionário sendo filho de um vice-almirante da marinha, lutado contra um exercito de tritões bizarros que possuíam uma serpente marinha gigantesca como mascote, um tritão maior do que um prédio havia jogado uma tsunami na guerra e acabado com tudo, puff, provavelmente nem unicórnios voadores que vomitam arco-iris seria considerado algo estranho naquele dia.

Espera... Acho que já vi aquele olhão na minha casa a noite. – Murmurava comigo mesmo enquanto olhava desconfiado para tal criatura.

Deixando minha desconfiança um pouco de lado fui me aproximando para tentar entender o que estava acontecendo, já que da distancia que estava não conseguia ouvir o que Raymond e o olho gigante estavam conversando, sério, olho gigante? Ok, iria demorar mais do que esperado para me acostumar com aquilo. Primeiro me aproximaria de Axell para ver se ele estava bem e se ele sabia o que estava acontecendo ali.

Axell. – Levantaria minha mão esquerda, tentando chamar sua atenção. – Você está bem? O que estava acontecendo aqui? Por que Ray estava conversando com um... Olho-Peixe-Monstro ou seja lá o que isso for? – Aguardaria uma resposta e então continuaria. – Sério, o que tinha naquela bebida do bar? Esse dia esta parecendo uma viagem de acido bem louca.


Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Roy Collins
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Roy Collins

Créditos : 17
Warn : Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 10010
Masculino Data de inscrição : 23/11/2012
Idade : 22
Localização : East Blue - Loguetown

Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: Pronto para começar! A formação da Red Legion!   Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 EmptyQua 09 Mar 2016, 15:57

Despedida?

A apresentação daquele ruivo foi rápida e objetiva, como eu esperava pois conversar agora não era o meu objetivo. Apesar que seus olhos mostravam-se fixos nos meus e pareciam que eles tentavam encontrar certos aspectos em mim, por outro lado pude notar sua seriedade gigantesca. ~ Hummmm. Pensava enquanto se aprofundava naquele olhar e meu corpo tremia tremia de frio e dor. O punho ao qual carrega o machado arrastava a lâmina sob a areia ao decorrer dos passos e o cabelo totalmente molhado derramava algumas gotas de água na testa. - Pronto, não preciso mais de tomar banho. Sibilava baixíssimo e virando o rosto para um pequeno ser que minha visão claramente estava tentando focar, não deixando Ray ouvir minhas palavras.

Ao longo dos passos um pequeno menino ao qual lutou ao meu lado durante a guerra se aproximava, mas sua feição estava diferente de antes. Não da para detalhar tanto, mas talvez a sua aura e a málicia nas palavras não eram mais as mesmas, porém totalmente calmo e dócil com o ajudador. ~ Será que ele tem problemas? Observava o pequenino do alto ao baixo, notando aquelas manchas de sangue espalhadas na sua roupa. ~ Pelo visto a matança foi intensa contra aqueles miseráveis. Um pequeno esforço muscular sem obrigação saía do rosto. Posteriormente continuamos caminhando pela areia pululada de tritões caídos, alguns desmaiados outros felizmente mortos. Graças aos meus ferimentos não pude ficar para encarar aquele tritão enorme, sorte a dele afinal senão estaria encrencado seriamente.

O ruivo levou-me até um local separado dos demais para finalmente descansar um pouco e logo após indagou ao garoto ao qual chamava de Frisk, para que o mesmo cuidasse de mim durante sua ausência. - Garoto .. Aguardava o homem sair de perto deixando a mim e o nânico sozinhos, largando o machado ao lado na areia e levando as mãos para cima do diafragma e costela. - Você lutou bem ao meu lado. Bufava e alargava um sorriso de parceria para Frisk. - Agora relaxa porque não precisa cuidar de mim como aquele mal-encarado te disse. Pausava acalmando os ânimos e organizava os pensamentos para continuar.

- Já estou indo embora mesmo. Haha! Soltava algumas pequenas gargalhadas mesmo com cortes. - Mais pra frente eu apareço de novo, e espero que esteja muito melhor do que agora. Agora sai daqui pirralho!! Proferia essas palavras grosseiramente e meus olhos iam se fechando pouco a pouco perdendo consciência do controle sobre o corpo. Minhas forças se esvaíam do corpo como o suor sai dos poros da pele, nenhum movimento muscular era capaz ser feito pelo fato que o meu lado estava sendo tomado por outro. ~ Vamos descansar. E assim me perdia na escuridão dentro de mim.
Histórico de Hanna/Lavínia:
 

Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Olá, Convidado seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ravenborn
Illuminati
Illuminati
Ravenborn

Créditos : 34
Warn : Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 10010
Masculino Data de inscrição : 08/11/2014
Idade : 19

Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: Pronto para começar! A formação da Red Legion!   Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 EmptyQua 09 Mar 2016, 21:09

"Reunited!"




[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
*Knowing that your friends need you...fills you with determination!


- Oi Frisk, eu sou o Ray. Preciso de sua ajuda, fique perto de mim e vamos procurar os outros. - o revolucionário de cabelos vermelhos me disse, quando eu me aproximei e me apresentei. Eu não sei se foi pelo simples fato de que eu finalmente estava me sentindo útil, ou se é porque qualquer coisa consegue agradar uma criança, mas quando Ray disse que precisava de minha ajuda, meu peito se encheu de determinação. "Ele precisa da minha ajuda!" Eu pensei, encorajado com as suas palavras, tão poucas que haviam sido. Alargando o meu sorriso, eu assenti para o ruivo, cheio de energia e pronto para seguir as suas instruções. E, bem, eu assim o fiz. Continuei seguindo-o, de perto, dizendo oi também à garota que estava ao seu lado e perguntando o seu nome; me lembrei de ter sido salvo por ela enquanto alguns tritões tentavam me machucar e - apesar da aterrissagem falha - eu só tinha conseguido sair praticamente ileso graças a ela. Ainda sentia que ela estava um pouco diferente da primeira vez que havia a visto, mas...talvez fosse só impressão minha.

- ... - eu não me atrevi a dizer uma única palavra enquanto nós caminhávamos, em busca de outros sobreviventes. Eu nem saberia o que dizer, pra começo de conversa. Quantas pessoas será que tinham morrido naquela guerra...? "Tanta gente morta...por quê? Por que é que eles tinham de lutar? Por que não podiam resolver tudo de um jeito mais fácil?" Pensei, deixando um suspiro de cansaço e tristeza escapar, olhando para as costas de Ray. Será que algum dia eu seria forte o suficiente pra continuar seguindo em frente, sem se abalar, mesmo diante de uma situação como aquela? Será que se eu seguisse o caminho da revolução, eu seria capaz de evitar que coisas desse tipo acontecessem de novo? E, pra que isso aconteça, será que..."Será que eu vou ter que lutar em outras guerras como essa?" Aquilo era coisa demais pra minha cabeça, e eu preferi balançá-la e tentar esquecer tudo por enquanto. Aquele tinha sido um início de jornada bem conturbado, mas talvez dias mais ensolarados aguardassem mais à frente. Dias em que eu poderia evitar que tantas pessoas acabassem daquele jeito, sem me sentir tão...impotente.

Foi aí que, enquanto eu ainda estava pensando no que eu não tinha conseguido fazer naquela guerra, que todos nós vimos e ouvimos uma criaturinha verde, que também deveria ser um tritão, sair de dentro das vestes do homem-peixe maior e começar um discurso estranho, com algumas palavras que soaram bastante desconfortáveis aos meus ouvidos. - Im...imprestável? Gordo...gordo o quê? Hã...? - eu olhei confuso para Ray e para Hanna (ou, no caso, Lavínia), sem saber do que aquele tritão baixinho estava falando. O homem de cabelos vermelhos, então, pediu para que eu ficasse cuidando de Hanna: - Tome conta dela e tente mantê-la acordada caso fique sonolenta, eu já volto. - eu assenti de imediato, pois nada podia me deixar mais contente naquele momento do que saber que eu estava sendo útil, e que podia ajudar meus amigos. - Certo! - diria. O que eu não esperava, no entanto, era o que viria a seguir. Com alguns elogios a como "eu" tinha lutado anteriormente - contra os tritões - e me dizendo que eu não precisava cuidar dela, Hanna disse uma única frase que quase me fez entrar em pânico. - Já estou indo embora mesmo. Haha! - ela diria.

- Em...? - eu fiquei sem reação por um momento, ainda processando aquilo. Depois de mais algumas palavras, às quais eu sequer daria atenção, a garota fecharia os olhos - para o meu verdadeiro desespero. - E-ei, onee-chan! Onee-chan! - eu tentaria sacudir os seus ombros de leve, em vão. Como àquela altura a sua personalidade muito provavelmente já estava em transição, de anda adiantaria trazê-la de volta daquele jeito; mas é claro que eu não sabia disso, e fiquei sem saber o que fazer. - Ah não, ah não, ah não, ah não, ah não... - eu diria em voz baixa, tentando pensar em alguma coisa de útil, mas nada me viria à cabeça. Eu não conhecia absolutamente nada relacionado à medicina, afinal de contas. Provavelmente, a única coisa que eu seria capaz de dizer é que ela ainda estaria respirando - mas quem é que sabia até quando? Sem nenhuma outra ideia, eu procuraria a pessoa mais próxima de nós que não fosse Ray - pois ele provavelmente estaria ocupado com o tritão verde - e pediria a sua ajuda: - A-ah...a onee-chan...ela...eu não sei, me ajuda por favor! - eu diria, com as primeiras lágrimas começando a se formar no canto de meus olhos. Se tinha algo que eu não queria naquele momento, era mais uma morte com a qual eu teria de lidar....

...apesar de que aquilo tudo não passava de um mal entendido, não é mesmo?



Histórico escreveu:
Nome: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Post: 08
Ganhos: Faca de Cozinha; 2 Missões Completas (Evacuação da Cidade + Proteção da mesma)
Perdas: -X-

Very Goddamnit OFF:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marciano
Emissário da Morte
Emissário da Morte
Marciano

Créditos : 46
Warn : Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 6010
Masculino Data de inscrição : 15/09/2014
Idade : 25
Localização : Na Monstrolandia...

Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: Pronto para começar! A formação da Red Legion!   Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 EmptyQui 10 Mar 2016, 23:26

~~ Narração ~~


Muitos grupos existem hoje pelos mares, entre eles existe aqueles que buscam justiça e aqueles que buscam liberdade, mas o fator realmente que inflige tal capacidade de fazer justiça ou querer liberdade é muito substancial, pois toda ação tem sua reação, muitas das vezes que acidentalmente a ação ocorre acaba gerando uma reação inesperada ou bem surpreendente, que de certa maneira daria no mesmo. Hoje os piratas, aquele grupo que busca liberdade nada mais é do que, homens fora das leis... claro que muitos buscam através da força bruta sua liberdade, mas também tem aqueles que lutam por justiça. Nem todos os piratas são bons, mas nem todos são maus. A diferença está nas ações que consequentemente gera a reação, por não seguir as leis da marinha, acabam possuindo má fama, é um custo de liberdade. Já a marinha junto do governo são famosos protetores das leis, são aqueles que buscam proteger a justiça e inevitavelmente são os mocinhos, mas nem todos são bons, assim como nem todos são maus. A maneira que o mundo vê a marinha é algo relativo a justiça que tanto eles clamam pelos mares, mas em muitas ocasiões apenas aqueles que andam pelas sombras, conhecem a justiça extrema que muitas vezes a marinha exerce.

Aqueles que me refiro que andam pelas sombras, são os famosos revolucionários, são aqueles que fazem tudo por baixo dos panos, muitas vezes o governo age dessa maneira, uma guerra é gerada com apenas os dois grupos conscientes disso até porque, eles são os causadores. Os revolucionários são visados como a podridão do mundo, pelo menos pelos olhos do governo e da marinha, mas são aqueles que verdadeiramente busca a justiça e liberdade sem deixar seu nome avista. São poucos aqueles revolucionários que são conhecidos pelo mundo, mas são aqueles que realmente fazem a diferença, uma única palavra poderia descreve-los, DIVERGENTES, essa sim é a exata descrição dos revolucionários. São aqueles que se diferenciam do todo o resto, mas a pergunta é, o que de fato faz eles serem diferentes?... A melhor resposta seria, a busca incansável de um mundo melhor. Nos dias de hoje, o mundo é muito superficial, a maioria dos revolucionários sabe disso, a busca de justiça, liberdade e igualdade é de fato os objetos deles, bom pelo menos da maioria.

Pode chamar de acaso, destino ou até mesmo da vontade de Deus, mas o fato era que, um grupo estava se formando, um grupo cuja ambição era a mesma entre todos estava num futuro bem próximo, esse grupo estava formando uma linha, uma linha que transcendera todo e qualquer obstáculo em seu caminho, como diz o ditado, a vontade quando é unificada com alma, ambas se transformam em pura determinação. Qualquer ser possui alma e vontade, mas são poucos aqueles que funde ambas e criam um vínculo tão poderoso, talvez por isso os revolucionários são tão menosprezados pelo governo. Existe uma capacidade que se diferencia de todos, LÍDER, essa capacidade fornece aos homens o poder de criar metas e objetivos alcançáveis, mas não confunda com um CHEFE, ambas são bem diferentes, um chefe fornece a função e quer ela pronta, mas um líder dá um objetivo inspirando seus aliados e fornecendo experiência para assim inspirar o próximo!

Já era quase noite e o tritão em forma de domo proferia diversas coisas, Axell por sua vez tentava ser extrovertido uma boa característica, mas ao pisar num corpo de um aliado morto, como conseguia manter o sorriso e as brincadeiras, talvez porque escondesse o medo ou a aflição de pensar em que ele poderia ser aquele corpo? Enfim, o mesmo corpo que pisava sem notar, era de Fury. O homem aliado estava com a cabeça sangrando e sem qualquer movimento, ou seja, seu tempo na terra tinha acabado, mas tinha deixando sua marca, mesmo que poucos a lembrassem.

Axell chamava por Ray, mas o ruivo estava ajudando a garota a se levantar, Frisk se apresentava e Raymond respondia dizendo seu nome e pedindo ajuda do jovem moleque. Ray parecia se preocupar com Hanna e seguia até o tritão em busca de ajuda para tratar a garota, mas era ignorado inicialmente parecia estar prestes a atacar o tritão, seria tolice e sua morte seria inevitável, mas chame de destino ou acaso, mas seu amigo de infância Axell abraçava o ruivo e ambos faziam uma cena estilo o filme Brokeback Mountain. Mas enfim, o ruivo começava a dialogar com a estranha criatura que prestava atenção em suas falas. – Feridos? Há logico garoto, deixe tudo com Otoboshi-sama! Possuímos um médico no navio... a proposito onde está o navio? Aghor ache o-... Tsc... seu imprestável, esqueci que não pode se mover, pourra mesmo! Vou ter que fazer sinal para chegarem até aqui. O tritão desconhecido proferia enquanto tentava olhar para o mar e achar seu navio.

Enquanto Raymond o ruivo pirocudo dialogava com o homem peixe, Hizy ainda angustiado por não achar sua irmã, acaba conversando com seu aliado mais próximo, Tidus era seu nome... após uma proza gostosa, Belmont ainda sofrendo bullyng pelo fato do garotinho cutucar as feridas do duque afeminado, ele argumentava para se aproximar do restante, estavam alguns metros e começavam a peregrinar até os outros. Tidus tomava a frente e sem perceber passava por alguns corpos, estavam enterrados e era difícil de olhar até porque, Belmont parecia bem desconfiado do ser esverdeado. Hizy por ser mais baixo percebia os corpos até achar o de sua irmã, a terra mesmo cobrindo grande parte, ainda sim podia distinguir seu familiar. Pode apenas perceber ao pisar no estomago da garotinha e sentir o desiquilíbrio. A cena era realmente perturbadora, pois muitos a viam se salvado com a técnica do tritão, porém muitos tinham morrido também e Aisha era uma das perdas iminentes.

Tidus se aproxima do restante sem perceber que Hizy ficou para trás ao ficar aterrorizado de maneira a ficar imóvel. O sexy duque zoava a estranha criatura, Otoboshi parecia tentar achar o navio até escutar o que o jovem havia falado, mesmo não demonstrando ouvidos tinha uma boa audição. – Como é que é.… como se atreve a chamar um membro da família real de Olho-peixe-monstro! Tenha ótimos pesadelos garoto! O pequeno tritão proferia ao se virar e abrir incrivelmente seus olhos e impactar com os de Tidus e faze-lo ficar parado até dormir sem perceber. Era até estranho, o olho de Oto-sama brilhava e fazia o espadachim cair no sono. – Hárg... esses novatos não têm menor respeito! Cruzava os braços enquanto voltava a olhar o mar tentando achar o navio. Tidus dormia em pé e começava a soar, parecia que estava tendo um pesadelo horrível.

Frisk parecia ajudar Hanna, mas a garota agradecia e falava de forma bruta negando a ajuda do moleque, orgulhosa talvez, mas era realmente ridículo receber ajuda de um garotinho. A garota era agressiva e mal-educada, existem muitos homens que gostam dessa personalidade, mas Hanna só causava mais pavor no jovem Frisk. Após o jeito grosseiro da garota, Frisk tinha apenas em mente o terror de tudo aquilo, parecia não aceitar o que tinha ocorrido, pois ele pensava que poderia ser diferente, mas é claro que poderia, ao invés de estarem numa guerra poderiam estar numa danceteria bebendo e curtindo, Raymond podia estar com várias gatinhas em seu colo por ser tão gostoso, já Tidus poderia sair do armário e fazer um ménage com os seguranças do local. Axell sentiria vergonha, mas quem sabe não apoiasse o irmão, pois é isso que os irmãos fazem não é verdade! Hanna poderia estar balançando o quadril como uma pervertida e xingar todos os veios tarados com seu jeito bruto. Hizy poderia estar num canto apavorado com toda aquela putaria e esquisitice, mas teria sua irmã para lhe ajudar... mas nada na vida é como a gente quer, tudo é baseado nas ações das pessoas e pela maioria querer ajudar as pessoas da cidade, acabaram recebendo a reação, ou seja, os malditos tritões e a guerra.

Frisk ainda era jovem, não sabia quanta maldade existe nesse mundo, mas é logico, mal saio das fraldas, porém já estava percebendo quão todos aqueles corpos e feridos, como existem pessoas más. Talvez a única coisa que salvasse sua mente de um colapso emocional era o amor que existia, a confiança que pairava no ar, Ray não percebia, mas emitia uma aura agradável e confiante em todos, talvez futuramente se tornasse um bom líder. Frisk estava destinado a percorrer um enorme mundo, um enorme mundo cruel e amoroso, irônico? Sim, mas era algo óbvio, mas o garotinho teria que ter em mente que, tudo que vive, morre e tudo que morre, bom, morre apenas... teria que ser forte para defender seus ideais e quem sabe ele não aprendesse com os mais velhos, principalmente aqueles que estariam a sua volta.

Enquanto o anjo caído estava com seu emocional abalado, o tritão revolucionário que dizia-se ser da família real, fazia um sinal com seu olho fazendo um clarão, nesse momento um navio aos poucos ia aparecendo, demorava alguns minutos para chegar até a praia e um homem dentro do navio fazer sinal para o tritão. – Raymond correto?! Se você fala por todos, fale para subirem, iremos partir para Loguetown, possuímos médico, suprimentos, boas camas e precisamos discutir o plano de invasão. Vamos de uma vez e não se esqueça do seu amigo dorminhoco, pela audácia dele eu fiz ele dormir, acordará daqui alguns minutos! O tritão falava ao começar a caminhar até que... – Tsc... Como você pode ser tão inútil como segurança seu filho de um baiacu! Ele parava colocava a mão no rosto mostrando decepção e raiva ao mesmo tempo, por causa da gigante baleia. Otoboshi tocava no braço do ser azulado e parecia passar um tipo de liquido, num instante o corpo do ser ficava todo melado, mais precisamente todo coberto por um tipo de liquido escorregadio, parecia um tipo de raça oleosa, o verde da pele escondia seu próprio liquido, ele começava a puxar o grandão como um saco de bosta até o navio. Uma rampa planava até o chão e todos poderiam subir, após todos entrarem, o navio dava partida, um médico estava na porta. – Os feridos me sigam! Era um humano normal e levava todos a ala médica para tratar os ferimentos imediatamente. Após subir a rampa, Tidus acordava parecendo sair de um enorme pesadelo, suava como louco e parecia abalado, mas volta a si pouco a pouco. O médico pedia para aqueles mais feridos viessem a ser tratados primeiros. Hanna poderia ser a primeira, ele iria analisar suas feridas e ela poderia ajudar dizendo quais eram mais precisamente e receber assim o tratamento, mas se ela quisesse lógiamente.

____________________________________________________

~Fala / Narração

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]   [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mizushiro Hizumy
Revolucionário
Revolucionário
Mizushiro Hizumy

Créditos : 2
Warn : Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 10010
Masculino Data de inscrição : 12/11/2014
Idade : 19
Localização : Cactus Island

Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: Pronto para começar! A formação da Red Legion!   Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 EmptySex 11 Mar 2016, 17:42



~ Depravação da Inocência ~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | Post: 16

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



A noite veio à Conami fazendo-se acompanhar da mais pura e vil tormenta que a pequena criança poderá jamais suportar.

O frio morto soprou-lhe uma lívida aragem, beijando-lhe com gélidos lábios as bochechas de um vermelhidão fúnebre, quando, descalço, pisoteou o jazido corpo desleixado da sua irmã.  
Adiantara-se em recuar o passo de imediato, ficando-se ali, quieto, imóvel, morto admirando a beleza de uma atraiçoada Julieta. Um mar hostil de silêncio devorava-o.

Numa lentidão descomunal, em seus olhos o agridoce das lágrimas começava-se a formar, escorrendo em singela linha pelo o tão encardido rosto, trazida para a terra, pela gravidade. Sequer um choro, soluço ou ofegar. Era uma estátua. E chorava, incrédulo. Podia vê-la, ali deitada como que se fosse nada menos do que lixo, outro soldado descartável daquele que Governa. Ainda assim, a sua presença era bela, figura angélica, tornando a natureza bela desprezível.

-… nee… chan… ? … -

 Pianíssimo de voz enrouquecida, por fim, entendia todo o quadro que tinha perante si.Dentro do seu ser, o vento sussurrou de força, e o mar interno chicoteou ameaçando desfazer em cacos o seu coração dorido. Recuperando o sopro, todo o seu corpo tremera, atirando-lhe os joelhos no chão, perante aquela que outrora ardia em vida. As lágrimas jorravam agora livremente pela face rosada em febre emocional, e em crescendo angustiado o pranto entoado começava a fazer-se ouvir.

- nee-chan! Ugh! NEE-CHAN! BUWWWAAWA! PORQUE?! NEE-CHAN! PORQUE?! NÃO ERA SUPOSTO TERES PARTIDO… Ugh! -

Sufocando-se em soluços, choro e na solidão que compete àqueles que perdem um ente querido, o jovem miúdo não conseguia parar de se perguntar porque. Estava confuso. Não entendia como pôde Ele levá-la se o único crime que a doce garota cometera fora  o de lutar pelo bem estar de toda uma nação. Aquilo era injusto. O seu peitito estava a queimar por dentro, e a dor parecia-lhe tão real que jurava perecer também ali.

-Amaldiçoado sejas, Ó deus, por levares todos que sempre amei.. ugh! por privilegiares sempre os injusto… sniff.. por cometeres o pior de todos os erros… ugh! e não me teres levado… AGRH! -

Mergulhado em todas as emoções e sentimentos que a morte trás, a criança batia fortemente seus punhos na areia, irado, sentia como que se o mundo o traísse. Não entendia o que estava a passar-se com ele, todo o seu cerne era preenchido com sentimentos que sentia agora pela a primeira vez, uma mistura de negatividade. Tristeza, ódio, medo, desejo por vingança, saudade…

- … nee-chan… eu prometo… - Com uma brutalidade invulgar o braço esfregara no rosto enxugando o choro. - … ao abismo mais obscuro com a consciência, a religião e a igualdade! -

 Seus finos dedos eram então mergulhados na areia, intentando com fervor escavar um túmulo cabível e digno a Aisha. Sequer choraria se suas unhas caíssem e tal sementes se enterrassem na areia, ou se seus dedos sangrassem e se suas mãos rasgassem. Naquele instante só desejava que sua preciosa açucena tivesse ao menos um lugar onde o repouso a acolhesse.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
- AHHHHH!!!! -

 Cessaria então de cavar naquele que era o primeiro berro de sua total existência que transmitia sede por sangue. Sua irmã morrera e os culpados estavam ali, diante de seus olhos. No mais poderia persistir respirando sabendo que aquele que levara para longe de si sua flor continuava vivo, satisfeito e ignorando o facto de que matara a pessoa mais importante no mundo. Por mais que fosse contra a pura moral que fora abençoado por seus amados pais, não mais aquela intensa dor conseguia suportar.

Erguer-se-ia impetuoso. Em seu olhar focava-se a imagem dos alienígenas. Nem o ruivo rei, nem a lei do mundo, nem a paz, nem a guerra. Nada nem ninguém o pararia. Não podiam. Não tinham esse direito. Ninguém sabe como é assistir em primeiro lugar à morte dos pais… Ninguém sabe o quão doloroso é perder uma irmã ao acaso… Ninguém… só ele.

-Aisha-nee-chan… espere por mim… estou disposto a ser condenado por este mundo e pelo o outro, aconteça o que acontecer; É a minha vontade e só ela ajudar-me-á. -

Na sua cara podia ver-se claramente o inchaço das bochechas e o vermelhidão escuro sob os olhos que lacrimejavam ardentes pela distante ânsia que chorara.

- VOCÊS! TODOS VOCÊS! TRITÕES IMUNDOS! TODOS VOCÊS MERECEM MORRER! - Com rancor, apertaria maldosamente o bastão, ladrando palavras de aversão aos criminosos. - Não há bondade naqueles que sacrificam os próprios companheiros por uma causa, por mais que essa seja justificada… -

 Suas sobrancelhas arqueadas e seus dentes rangendo mostravam toda a sua fúria. Desengonçado emocional, o garoto correria na direção dos monstros. Ia enganado. Enganava-se a si mesmo, pois não era a eles a quem culpava, porém, a si mesmo pela morte de sua irmã e de seus pais. Era ele o culpado por não ser forte o suficiente para os proteger, ou para superá-los… Mesmo mostrando maldade em seus olhos, notava-se o desespero da criança, pedia que alguém o detivesse, que alguém compartilhasse da sua mesma dor, mas estava sozinho… Já não tinha ninguém.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

 O bastão ia no ar e mesmo antes de sequer aproximar-se das criaturas, tropeçaria em si mesmo, como que se o corpo impedisse a mente de lutar. - Eu… eu… me desculpem! UWWAAA! apenas… UGH! não entendo! - Derrotado sem sequer ter começado a lutar, Hizy retornava ao seu pranto mais agonizado do que antes. Não suportava a ideia de nunca mais ouvir a voz de Aisha, de poder tocar-lhe, partilhar de seus sorrisos e choros… E, o medo abismal de um dia esquecê-la assombrava-o internamente. - Por favor… - Erguendo a face, suja de poeira e lágrimas, um sorriso solene tentava formar-se - .. podem matar-me? -
 


 
Histórico escreveu:

Post: 16
Ganhos: Bastão de Ferro |
Perdas: - 35 mil berries |
Bónus: Fome saciada por 2 dias. | Resistência à Intoxicação por uma onzena
Players: Aisha | Haru | Hanna | Raymond | Tidus | Axell
HP: 117/120
Vantagens:• Ambidestro|• Aparência Inofensiva|• Audição Aguçada
Desvantagens:• Coração Mole|•
Trauma Profundo escreveu:
Sempre que vê ou ouve algo relacionado aos tenryuubitos entra em estado de choque, por serem eles os responsáveis pela morte de seus pais, e por acreditar afincadamente, que os próprios são a origem de todo o mal existente no mundo. Fica tão paralisado que a única coisa que pode fazer é fugir amedrontadamente devagar. Até mesmo estátuas ou gravuras de dragões a voarem o deixam ligeiramente incomodado e nervoso.
Extras: Missão 1: Evacuação de civis, Missão 2: Protecção da cidade.


Objectivos escreveu:

[ ] Comprar uma flauta "árabe" dourada;
[ ] Comprar uma roupa/veste de mago toda negra (igual a do Aladdin mesmo);
[ ] Conseguir um eevee (raposa/cão?) como pet u.u;
[ ] Aprender/ Comprar as perícias: Pilotagem e Geografia;
[ ] Enterrar o Cadáver da Aisha;
[ ] Enterrar todos os corpos;
[ ] Tornar-se amigo de alguns tritões;
[ ] Criar uma relação diplomática entre os Tritões e Conomi Island;
[ ] Não matar mais ninguém;


[X] Comer;
[X] Comprar um bastão;
[FAILED] Ficar com a Aisha como NPC;

Thanks Panda

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:

[ ] Ganhar uma Meitou; (ノ≧∀≦)ノ
[ ] Ter Haki; (╯✧∇✧)╯
[ ] Caçar 10 Recompensas; ヾ(〃^∇^)ノ♪
[ ] Caçar [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]; (۶ꈨຶꎁꈨຶ )۶ʸᵉᵃʰᵎ



Última edição por Mizushiro Hizumy em Dom 13 Mar 2016, 15:46, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Roy Collins
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Roy Collins

Créditos : 17
Warn : Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 10010
Masculino Data de inscrição : 23/11/2012
Idade : 22
Localização : East Blue - Loguetown

Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: Pronto para começar! A formação da Red Legion!   Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 EmptySab 12 Mar 2016, 10:57

Sonhar é uma tortura
Sentia na pele o frio daquele precipício em que estava para cair, os ventos batiam contra minha pele e arrepiava todo o meu corpo. Meus braços se entreleçavam para poder esquentar enquanto fechava os olhos e crispava os lábios, procurando evitar ao máximo permitir aquela vento gélido machucar-me. O incrível é que não reconhecia onde estava e muito menos sabia para onde aquele precípio daria no fim das contas, até o momento em que minhas pernas bambearam e sem querer perdi o equilíbrio caindo dali numa velocidade alucinante. O coração batia com muita rapidez, os dedos das mãos apertavam nos braços entrelaçados acabando com a sensibilidade e os cabelos se perdiam no ar.

Contudo em vez de cair em algo sólido a mudança de imagem me transportava para um navio em que homens com toucas e bandanas transferiam inúmeras pessoas, algumas acorrentadas e outras algemadas trajados por trapos extremamente surrados. - Moça, a senhora viu meu pai? Um menino careca, magricelo e com cicatrizes na cabeça perguntava com lágrimas nos olhos além da sua expressão demonstrar total pavor. - E ... Minha voz travou logo no inicio, ela parecia estar sendo bloqueada no pomo de adao e para piorar, minhas tentativas de tentar falar faziam meu peito inflar de ar e assim não conseguir respirar normalmente.

Era horrível aquela sensação de impotência e parelalemnte ver que os destinos das pessoas ali presas era ser transportadas para outros navios. Algo me dizia que aquilo tudo não passava de uma grande organização de escravização, sem a menor distinção de gênero, tamanho ou idade. Aquele menino era um dos próximos a serem transferidos para o outro navio, sua tremedeira transpassava nitidamente seu medo e nervosismo do que esperaria do outro lado. Sem mencionar da esperança em poder ficar vivo até o fim do dia. A força de dentro de mim não extravaza ou respondia aos comandos do cérebro, simplesmente ficava como uma estátua no convés daquele navio assistindo as cenas as quais ninguém merecia um dia experimentar viver.

Por causa dessa excessiva rejeição quanto ao que estava presenciando, fechei os olhos inundando na escuridão e reuni forças para beliscar com a mão direita no braço esquerdo. - Isso não passa de um pesadelo. Acorda Hannaaa!!! Gritava nos pensamentos e irradiava meu coração de esperança de sair dali, fazendo com que o sangue fluísse na veia mais rápido e em pouco em pouco trazendo minha força de volta. - Falta poucooo. Com esperança e determinação continuava a beliscar e fechar as pálpebras usando uma força descomunal.


De repente me vi ofegante, com a testa totalmente ensopada de suor e o cabelo desarrumado. Sentia a água nas minhas costas e uma aguda dor percorrendo todo o corpo, percebendo alguns cortes no ombro, costela e diafragma. - Arrrrggghhhhh ... Onde estou?! Interpelava em alto tom perpassando a visão para todos os lados buscando reconhecer o lugar e quem estava próximo de mim. Se algum conhecido estiver ao lado, chamaria o mesmo com um aceno de mão ou quando cruzasse na minha direção. - O que aconteceu na praia? Indagaria outra vez tentando sincronizar a respiração com as palavras que sairiam, para não parecer eufórica ou mesmo doida.


Histórico de Hanna/Lavínia:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Olá, Convidado seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raizen
Administrador
Administrador
Raizen

Créditos : 60
Warn : Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 10010
Masculino Data de inscrição : 18/04/2011
Localização : Grand Line – 6ª Rota – Alabasta

Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: Pronto para começar! A formação da Red Legion!   Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 EmptySab 12 Mar 2016, 18:27


Depois daquela enorme tsunami o exército revolucionário havia tido várias perdas e ninguém sabia ainda a extensão das mesmas. Raymond tinha uma pequena conversa com o tritão Otoboshi que também era um revolucionário e ambos chegavam a conclusão de que Ray iria assumir o grupo pelo menos até todos chegarem em loguetown e assim o tritão ia providenciar um navio. Tudo parecia estar indo bem até que Tidus faz uma piada que Otoboshi não levou na brincadeira e uma coisa no mínimo sinistra havia ocorrido. O tritão com apenas um olho havia feito algum tipo de técnica que fez com que Tidus imediatamente dormisse, naquele momento Ray não soube dizer o que aconteceu, mas apesar de ficar um tanto assustado ele sabia que o Duque Azul havia errado, pois não se deve fazer brincadeiras assim com um superior, o que ele fez foi anti-profissional, não se fala desse jeito com superiores. O ruivo olhava para Axell um pouco sério.

- Axell... - apenas falava isso, pois tinha certeza que o seu amigo iria entender exatamente qual era o recado, que no caso, era ajudar o Tidus.

Não demorava muito e logo um grande navio se aproximava e nele tinha uma equipe média pronta para tratar dos feridos. O Rei Vermelho não exitava e imediatamente ia correndo até Hanna, que de todos ali era a que estava mais ferida, o ruivo a carregou nos braços com cuidado e assim que teve o contato físico ele pôde sentir a pele dela que estava incrivelmente gelada e a mesma estava desacordada. O revolucionário foi andando com cuidado até o navio e fez questão de por a garota deitada em uma cama e logo em seguida procuraria um médico para explicar o que percebeu das feridas de Hanna.

- Ela tem um corte no diafragma, um nas costelas e outro no braço... Eu não sei qual a gravidade da situação dela. Sua pele também está muito fria... - o ruivo dava uma pausa e segurava no ombro do médico. - Por favor, cuide bem dela. - diria e logo em seguida se retirava do navio.

Ao sair do navio Ray se deparava com uma cena chocante; Hizy estava ajoelhado no chão diante do cadáver de sua preciosa irmã. O garoto estava em prantos e chorava muito enquanto socava a areia e estava inconsolável. Raymond ficava parado a alguns metros do garoto observando a cena, o ruivo que sempre mantinha uma postura e expressão séria agora demonstrava tristeza. Ele abaixava a cabeça e ficava refletindo sobre aquele momento, se lembrava que o major Rath havia confiado o grupo a ele, sabia que a morte de Aisha, Fury e Haru havia sido por sua culpa, ele havia falhado como líder e foi aquela falha que causou a morte. Um líder não deixa o seu grupo espalhado daquele jeito e foi assim que aconteceu. Enquanto o ruivo se lamentava, o jovem Hizy começava a se exaltar, xingando os tritões e indo de forma agressiva até Otoboshi e Aghor, ao perceber aquilo Ray olhava fixamente para Axell nos olhos e não dizia nada, certamente ele saberia o que fazer. Depois que Axell tivesse apagado Hizy, o Rei Vermelho se aproximaria de Otoboshi.

- Desculpe-o... Ele acabou de perder a única família que tinha e está desolado no momento... Não se irrite com o que ele disse da boca pra fora... - dizia em um tom de voz baixo e um tanto triste. - Senhor, antes de partirmos vamos cremar todos esses corpos... Será uma péssima visão esses corpos no litoral da ilha... - mesmo estando triste, Raymond tinha que se manter firme pelo grupo e se o seu superior aceitasse o que ele tinha dito, imediatamente daria as instruções.

- Os feridos e cansados podem entrar no navio e procurar tratamento médico, os demais que ainda tiverem forças para andar, me ajudem a juntar todos os corpos. - dava uma pequena pausa e olhava em volta, observando que também havia cadáver de tritões. - Sem exceção de nada, não importa se é humano ou tritão, juntem todos... - logo em seguida o revolucionário começaria a caminhar.

Ray andava sem pisar em nenhum corpo até chegar em Aisha, a carregando nos braços e caminhando até um local mais afastado, colocando seu corpo cuidadosamente no chão e logo voltava até os demais observando um por um, quando achasse o corpo de Fury ele faria exatamente o que fez com o da garota; o carregaria nos braços e deixaria seu corpo ao lado, após isso voltaria para achar o corpo de Haru, se conseguisse achar ele faria a mesma coisa, o carregando e levando até os outros dois corpos. Depois de juntar aqueles três corpos, o Rei Vermelho usava as próprias para cavar, ele faria três covas uma de cada vez, cada cova era proporcional ao tamanho de cada um e todos eram bem fundos e por fim colocava cada um em seu devido lugar. Depois taparia todas as covas com areia e sentaria de pernas cruzadas, colocava a mão por dentro de sua veste e puxava uma garrafa de saquê, a abrindo e tomando um longo gole, logo depois ficava ali sentado encarando os três túmulos.

- Eu falhei com vocês... - daria uma pequena pausa e olharia para a palma da sua mão direita enquanto a esquerda segurava a sua garrafa. - Eu sei que nem nos conhecíamos direito e estávamos no meio de uma guerra, mas... - dava mais uma pausa e fechava a mão direita. - Não era pra isso ter acontecido... Vocês eram minha responsabilidade, eu deveria garantir a segurança de vocês... Não fui um líder bom o bastante para salva-los. Eu podia ter dito que todos nós deveríamos ter ficado juntos, mas eu não disse... E agora não não adianta ficar aqui me lamentando porque eu não posso mudar o que aconteceu... - dava mais uma pausa e abaixava a cabeça, deixando o cabelo cobrir os olhos enquanto tampava a sua garrafa e colocava novamente no mesmo lugar, logo em seguida se abaixava tocando a testa na areia. - Por favor... Eu espero que um dia vocês consigam me perdoar... - ficava naquela posição durante aluns segundos.

Depois de conversar com os mortos e dar-lhe a eles um enterro apropriado, o ruivo se levantava e limpava a areia que tinha em seu cabelo, rosto e resto do corpo e ficava um pouco em pé encarando os túmulos muito sério e pensativo. Estava começando a duvidar de si, não sabia mais se era capaz de liderar um grupo. Depois de um momento refletindo, Ray se retira do local e começa a ajudar os demais revolucionários a juntar todos os corpos, que naquela altura já estava quase todos juntos. Quando finalmente todos os corpos estivessem juntos, o ruivo se pronunciaria novamente.

- Vamos todos agora recolher lenha para cremar os corpos... - e assim iria com o restante dos revolucionários buscar.

Quando finalmente tivessem conseguido juntar lenha o bastante, com a ajuda de alguns homens, Ray iria fazer um tipo de "fogueira" ao redor dos corpos e assim faria fogo usando duas pedras e um pouco de folhas, acendendo uma enorme fogueira e cremando todos os corpos. Enquanto os corpos eram cremados, Ray encarava a fogueira bem sério e pensativo, de certa forma ele havia perdido um pouco de confiança de si próprio e se perguntava se era capaz ainda de liderar. Quando tudo finalmente tivesse acabado, o Rei Vermelho iria até onde estava o machado de Hanna e o pegaria, o levava até o navio e deixava bem ao lado da cama dela e em seguida ficaria na proa do navio com os braços cruzados esperando que Otoboshi dê a ordem.




Histórico:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | Mudanças Importantes | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]





Última edição por Raizen em Dom 13 Mar 2016, 09:00, editado 1 vez(es) (Razão : Apenas corrigir uns erros de português.)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Axell
Comandante Revolucionário
Comandante Revolucionário
Axell

Créditos : 33
Warn : Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 10010
Masculino Data de inscrição : 14/05/2011
Idade : 23
Localização : 5ª Rota - Pindorama

Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: Pronto para começar! A formação da Red Legion!   Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 EmptyDom 13 Mar 2016, 00:59

Off:
 







Mantinha o meu sorriso no rosto, o meu único e mais poderoso escudo contra a vida, mas nem minha mais poderosa defesa foi párea ao ver o corpo de Fury no chão. O sorriso se desmanchava, a face caía murcha e se juntava ao olhar perplexo, eu não conhecia bem o homem mas ele estava junto de nós, se alistou e se integrou ao exército revolucionário com todos. A morte finalmente fazia seu peso sobre minha consciência e mostrava com tudo quem realmente mandava ali. Olhava para baixo mais uma vez, a face da perda escancarada e encharcada pela água salgada a minha frente.

- Droga…

Me aproximava dos de mais e apenas via o desfecho de uma brincadeira de Tidus, era surpreendente não ser  eu o desmaiado ali. Ainda que meu irmão parecesse bem e aquilo fosse apenas algum tipo de técnica mental poderosa eu sentia algo ruim sobre aquela dupla, a pouca confiança que eu tinha havia sido perdida nesse momento. Meus punhos se fechavam até ranger, a raiva crescia dentro de mim e seria fácil cortar aquele olho filha da puta em dois. Não se brinca com os Belmont assim.

- Axell… - Era Ray. Sua voz me tirava de um efeito dominó de ódio e raiva criado por mim mesmo. Sem Tidus era ele minha única âncora.

Respirava fundo, o suficiente pro oxigênio voltar a circular pelo meu cérebro e eu agir de maneira correta. Viraria em sua direção e assentiria com a cabeça, um único e lento movimento. Sem demora ergueria Tidus e o jogaria em meu ombro direito, ele era maior e mais pesado que eu mas com cuidado eu conseguiria sem maiores problemas. Tomaria cuidado com suas costas e lateral ferida de seu abdomem, sendo assim o deixaria inclinado em uma posição estranha mas que com meu conhecimento em medicina de merda era o melhor a ser feito.

- Fica tranquilo irmão, logo estará novo em folha e pronto para tomar mais algumas facadas. - Sussurraria isso enquanto caminharia em direção ao navio.

Apenas o deixaria se estivesse nas mãos ou sobre supervisão de algum médico. - Ele está desmaiado por conta de alguma técnica do Otoboshi… - Reviraria os olhos e respiraria fundo. - Mas na verdade os ferimentos dele são nas costas e na lateral do dorso. Eu não sei bem a gravidade mas ele conseguia ficar de pé antes e não parecia perder sangue. Cuide bem dele, por favor! - Abaixaria levemente a cabeça como um breve agradecimento e então me retiraria.

De volta a praia via o pequeno Hizy sofrer como nenhum irmão deveria sofrer. Minha mente fazia a ligação entre os fatos tão rápido quanto o meu coração disparava. Sentia uma angústia forte subindo pela garganta e certa dificuldade para respirar, tudo isso se chamava desconforto, tudo isso era culpa. Nós havíamos falhado e quem havia pagado era Hizy e sua irmã Aisha. Eu tentava de todas as formas parecer forte, tentava me manter com o peito estufado  e imponente mas sentia tanta vontade quanto ele de chorar, minha mão trêmula passava de minha nuca e sem precisão alguma tampava meus olhos, quase segurando na marra o brilho de  brotar. - Hizy… - Ninguém poderia trazê-la de volta, e se ele tinha alguém para culpar eram os dois tritões a nossa frente. Eu sentia raiva, muita raiva, mais do que cabia em meu próprio corpo. Pensava em Tidus no navio e queria mesmo era apoiar o pequeno garoto e ir contra a dupla de peixes. Ninguém tinha o direito de ter tanto o poder, e ninguém tinha o direito de tomar esse tipo de decisão sozinho. Eu não aceitava aquilo de jeito nenhum.

Mas precisava...

Por querer ser um homem de verdade. E por pensar em Hizy e em seu futuro. De agora em diante cuidaria do garoto como mais um irmão em sua pequena família. E começaria agora.

Percebia o olhar sério de Hizy e o impediria antes que estragasse toda sua vida. Faria isso por ele e principalmente por Aisha. Correria usando toda a minha velocidade e aceleração e ficaria entre o pequeno e os dois tritões. Pararia com ambos os braços abertos e se Hizy olhasse e direção ao meu rosto perceberia que eu estava com lágrimas prestes a cair. Com uma mão eu o ergueria até a altura de meu rosto e com a outra eu agarraria seu bastão que sem demora seria jogado com força o suficiente para cravar na areia. - Desculpe... - Daria um soco veloz bem no meio de sua testa, logo acima de seu nariz. Focaria totalmente na precisão do golpe e em controlar minha força. Eu não queria de maneira alguma machucar o garoto, minha intenção ali era somente desorientá-lo antes que se perdesse ainda mais de sua vida.

Com cuidado carregaria o garoto entre meu dois braços, o aconchegando entre meus músculos e vestes. Assim que passasse por seu bastão o pegaria e o levaria junto. A cada passo com ele eu sentia uma carga emocional maior, meu nariz escorria levemente e o olho continuava vermelho prestes a chorar, mas eu não deixaria nenhuma lágrima cair, esse direito era exclusivo do pequeno Hizy. Tentaria deixá-lo no mesmo quarto ou próximo de um dos nossos, tanto Tidus quanto Hanna, se eles acordassem antes poderiam ajudar.

Voltaria e ouviria a ordem de Ray, de fato não esperava menos. Eu estava cansado, havia lutador por  tempo de mais naquela guerra, e havia tirado vidas de mais ali, aquilo era o mínimo que eu poderia fazer. Tiraria minha jaqueta branca e a jogaria na areia, ficaria apenas com a regata já desgastada. A parte ruim do serviço começaria.

Iria direto em direção ao corpo de Fury, tentaria não refletir de mais sobre sua morte, se fizesse isso não aguentaria ajudar na limpeza. Com cuidado o jogaria sobre meu ombro, sem me importar se me sujasse de sangue ou qualquer outra coisa. O carregaria até junto de corpo de Aisha e o colocaria lado a lado. Deixaria Ray cuidar deles, apenas pousaria minha mão levemente sobre seu ombro e então sairia. Eu o conhecia e sabia o que estava sentindo, em outro momento eu conversaria com ele. Algumas coisas realmente precisavam ser sentidas.

Voltaria para os outros corpos, e sendo tritão ou humano eu não o ignoraria, não importaria o peso, tamanho ou até mesmo estado do corpo, eu ajuntaria todos deixando-os sempre lado a lado, todos iguais perante a vida e a morte. Mesmo que estivesse cansado ou que meus músculos começassem a falhar eu não pararia até o último ser retirado. Não ignoraria os que estivessem perto da água, e se não conseguisse carregar eu arrastaria até os outros. Se não conseguisse sozinho e eu coagiria os outros revolucionários a me ajuda e se não ajudassem eu faria assim mesmo. Aquela era a minha maldita missão! E dessa vez nenhum merda de um superior me diria o que fazer, eu faria aquilo por mim mesmo e fodam-se as medalhas e as glórias. Aquilo se tratava sobre honra e dignidade e eu não deixaria nenhum para trás.

Se conseguisse recolher todos apenas sentaria a alguns metros da fogueira, não diria nada, tentaria não sentir nada mesmo sentindo tudo. Apenas veria os corpos sendo queimados até a ordem de subir ao navio fosse dada.



Histórico:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Empty
MensagemAssunto: Re: Pronto para começar! A formação da Red Legion!   Pronto para começar! A formação da Red Legion! - Página 13 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Pronto para começar! A formação da Red Legion!
Voltar ao Topo 
Página 13 de 17Ir à página : Anterior  1 ... 8 ... 12, 13, 14, 15, 16, 17  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Conomi Island-
Ir para: