One Piece RPG
Pronto para começar! A formação da Red Legion! XwqZD3u


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
InícioBuscarRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [FP] Kozuki Orochi
Pronto para começar! A formação da Red Legion! Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 17:34

» Kozuki Orochi
Pronto para começar! A formação da Red Legion! Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 17:34

» (Mini) Gyatho
Pronto para começar! A formação da Red Legion! Emptypor ADM.Senshi Hoje à(s) 17:30

» [Mini-Theodore]
Pronto para começar! A formação da Red Legion! Emptypor Shroud Hoje à(s) 16:26

» Sette Bello
Pronto para começar! A formação da Red Legion! Emptypor Pippos Hoje à(s) 14:38

» I - Pseudopredadores
Pronto para começar! A formação da Red Legion! Emptypor Megalinho Hoje à(s) 13:39

» Teleton Chronicles I: Retaliação
Pronto para começar! A formação da Red Legion! Emptypor Midnight Hoje à(s) 13:16

» Drake
Pronto para começar! A formação da Red Legion! Emptypor CrowKuro Hoje à(s) 13:15

» Unbreakable
Pronto para começar! A formação da Red Legion! Emptypor Ainz Hoje à(s) 12:20

» Cap. 1: Laços entrelaçados, as chamas da revolução se erguem!
Pronto para começar! A formação da Red Legion! Emptypor Kenshin Himura Hoje à(s) 12:05

» Shaanti Mochan
Pronto para começar! A formação da Red Legion! Emptypor GM.Furry Hoje à(s) 8:21

» Alipheese Fateburn
Pronto para começar! A formação da Red Legion! Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 7:59

» Evento Natalino - Amigo Secreto
Pronto para começar! A formação da Red Legion! Emptypor ADM.Tonikbelo Hoje à(s) 5:17

» Nox I - Loucura
Pronto para começar! A formação da Red Legion! Emptypor Jin Hoje à(s) 3:32

» Kime's here
Pronto para começar! A formação da Red Legion! Emptypor Kimerado Hoje à(s) 1:35

» I - Conhecendo o mundo
Pronto para começar! A formação da Red Legion! Emptypor Bijin Hoje à(s) 1:15

» あんみつ - Anmitsu
Pronto para começar! A formação da Red Legion! Emptypor Skÿller Ontem à(s) 21:27

» [ficha] Hinata Bijin
Pronto para começar! A formação da Red Legion! Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 20:02

» Hinata Bijin
Pronto para começar! A formação da Red Legion! Emptypor ADM.Senshi Ontem à(s) 20:01

» Bizarre Adventure: Smooth Criminal
Pronto para começar! A formação da Red Legion! Emptypor Achiles Ontem à(s) 18:41



------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG
Erilea RegionRPG V Portugal
The Blood OlympusPercy Jackson RPG BR
A Song of Ice and FireSolo Leveling RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Pronto para começar! A formação da Red Legion!

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3 ... 9 ... 17  Seguinte
AutorMensagem
Roy Collins
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Roy Collins

Créditos : 17
Warn : Pronto para começar! A formação da Red Legion! 10010
Masculino Data de inscrição : 23/11/2012
Idade : 22
Localização : East Blue - Loguetown

Pronto para começar! A formação da Red Legion! Empty
MensagemAssunto: Pronto para começar! A formação da Red Legion!   Pronto para começar! A formação da Red Legion! EmptySeg 4 Jan 2016 - 14:29

Pronto para começar! A formação da Red Legion!

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Civil Raymond King Walker. A qual não possui narrador definido.


____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Olá, Convidado seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raizen
Administrador
Administrador
Raizen

Créditos : 60
Warn : Pronto para começar! A formação da Red Legion! 10010
Masculino Data de inscrição : 18/04/2011
Localização : Grand Line – 6ª Rota – Alabasta

Pronto para começar! A formação da Red Legion! Empty
MensagemAssunto: Re: Pronto para começar! A formação da Red Legion!   Pronto para começar! A formação da Red Legion! EmptySeg 4 Jan 2016 - 15:49


Legenda escreveu:
Narração
- Falas -
" Pensamentos "
Flashbacks

Muitos anos haviam se passado desde que Ray abandonou Karate Island para viajar pelos blues e explorar novos horizontes. Durante a viagem, o ruivo viu muitas coisas boas e ruins e tudo ajudou a fortalecer mais o seu caráter, durante sua infância Raymond ficou conhecido como o “Rei Vermelho” e sempre teve que tomar muito cuidado por onde passava pois devido a sua má fama de quando era criança pouquíssimas pessoas confiam nele e até mesmo o evitavam e por conta disso o rapaz sempre procurou aparentar ser forte, se fazendo de durão e tento uma cara fechada em certas situações. Ray era um rapaz ruivo, alto e com uma cor de íris vermelha bem chamativa. Atualmente o jovem boxeador estava em Conomi Island no meio de uma grande cidade onde havia chegado a pouco tempo, tinha ouvido rumores de que nessa ilha havia um grupo de Revolucionários que enfrentavam a marinha e para ele aquele grupo era perfeito para o que o mesmo planejava, ao ver do dele o governo é corrupto e não tem competência alguma para ficar onde estão e agora ele estava decidido a fazer alguma coisa que possa mudar isso então se tornar um Revolucionário era o meio mais viável de conseguir o que ele queria, mas embora Ray tivesse convicção do que planejava, ele tinha algumas prioridades antes de se tornar um Revolucionário.

Ah, então essa é a Conomi Island... Humm, realmente é muito grande. “ – o ruivo ficava refletindo enquanto olhava ao seu redor, reparando cada detalhe de onde estava. – “ Certo! Primeiro eu preciso arrumar uma boa garrafa de sake e depois vou providenciar uma manopla para inibir os danos causados em meu punho. “ – ele continuava pensando enquanto começava a dar pequenos passos para frente. – “ Eu realmente não sei onde fica uma loja de bebidas, mas onde tem fumo com certeza tem álcool... Então vou começar procurando algum lugar que venda cigarro ou até mesmo bebidas. “ – ainda pensativo enquanto caminhava.

Não era tão simples para Ray pedir informação, já que ele não sabia até onde a sua má fama chegava e por agora o mesmo queria evitar confusão, pelo menos até conseguir as coisas básicas. Enquanto caminhava, o rapaz mantinha uma expressão facial bem tranquila até mesmo para evitar chamar atenção tendo uma expressão mal-encarada. Raymond estava a procura de algum lugar onde vendesse cigarros ou bebidas alcoólicas, ele tinha apenas 50.000 berries no bolso para comprar uma bebida e as suas manoplas de combate então precisaria tomar bastante cuidado e ter certeza que esse dinheiro daria para comprar essas duas coisas. Enquanto caminhava, o Rei vermelho se mantinha bem alerta, apesar de estar com uma expressão tranquila ele estava bem atento com as coisas ao seu redor, até porque ele passou boa parte de sua vida lutando e bem alerta por conta de sua má fama e todos querendo o pegar. A cada poucos segundos caminhando o rapaz olhava para as laterais mexendo apenas os olhos para não perceberem que o mesmo estava tão alerta e se por alguma razão alguém o atacasse, o rapaz procuraria se desviar da melhor maneira possível pois o mesmo era bastante ágil e se não conseguisse desviar, procuraria usar as suas mãos para amenizar o dano, mas sem atacar, pois antes ele procuraria saber contra quem estava lutando.

Se ele tivesse com dificuldades de achar o local desejado, iria arriscar e perguntar para alguém, mas não poderia ser qualquer pessoa, o ruivo olharia em volta e procuraria uma mulher ou uma criança porque queria evitar confrontos desnecessários com homens. Se ele conseguisse  localizar alguém dentro das características que queria, ele se aproximaria para fazer a pergunta, mas se infelizmente não tivesse alguém como ele queria, o mesmo iria arriscar perguntando para qualquer pessoa. Independente de quem fosse, Raymond iria caminhar de forma lenta e tentaria parecer o mais calmo e natural possível, com um leve sorriso no rosto moldado apenas pelos lábios.

- Olá, eu sou novo por aqui e estou meio perdido... Onde posso encontrar bebidas alcoólicas por aqui? – enquanto perguntava, ele ficava com a guarda totalmente fechada esperando uma ofensiva de qualquer pessoa por qualquer lado. Independente de conseguir o que queria ou não, se a pessoa o respondesse ele iria agradecer e seguir o seu caminho, sempre bem alerta para tudo.
Citação :
• Local: Conomi Island - East Blue
Post: 01
Alcunha: Rei Vermelho
Informações: Primeiro post é sempre chato de ser fazer.

Spoiler:
 

____________________________________________________



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] l [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]



Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | Mudanças Importantes | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]





Última edição por Raizen em Dom 10 Jan 2016 - 17:47, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
ADM.Tidus
Duque Azul
Duque Azul
ADM.Tidus

Créditos : 65
Warn : Pronto para começar! A formação da Red Legion! 10010
Masculino Data de inscrição : 10/06/2011
Idade : 26
Localização : 5ª Rota - Pindorama

Pronto para começar! A formação da Red Legion! Empty
MensagemAssunto: "   Pronto para começar! A formação da Red Legion! EmptySeg 4 Jan 2016 - 19:06

Citação :
- Fala
"Pensamentos"
Narração/Ação

Depois de inúmeras viagens por diversas ilhas presenciando como o mundo era diferente para aqueles menos favorecidos eu finalmente havia me decidido, se o governo estava ocupado demais para fazer algo sobre a situação dos menos favorecidos, estava na hora de fazer algo com minhas próprias mãos. De qualquer forma falar era mais fácil do que fazer, no fim eu não fazia ideia de como fazer alguma diferença.

“Discordei do meu pai e sai de casa com a intenção de procurar uma resposta, um caminho para mudar a situação desse mundo, mas olhe só pra mim, já se passaram anos e não faço ideia do que fazer...” – Ergui levemente a cabeça e levei minhas mãos para trás do pescoço, entrelaçando os dedos. – “E como se não fosse o suficiente ainda arrastei Axell comigo”.

Sentia-me culpado por ter saído de casa e arrastado meu irmão comigo sem ao menos ter um plano, não que eu tivesse forçado ou pedido para ele vir junto, afinal de contas foi uma decisão que tomamos juntos, mas ainda sim, como irmão mais velho sentia que tinha de fazer alguma coisa. Mas estaria tudo bem se aquele fosse o meu único problema, porém minha fama, ou melhor, má fama de "Duque Azul" continuou a me perseguir mesmo com o passar dos anos, o que dificultava ainda mais a minha vida, conversar com uma pessoa desconhecida as vezes gerava um grande problema.

Aaaah, Parece que esse vai ser mais um dia cansativo, não é? – Voltei meu olhar na direção de Axell. – Essa ilha parece ser tão sem graça quanto todas as outras, espero que ao menos as pessoas sejam mais educadas... – Levei minha mão direita até um de meus bolsos em busca de cigarros. – Eer, onde eles estão? Devem estar aqui em algum lugar... – Continuei a procurar nos outros bolsos, mas o resultado se repetia e a cada bolso vazio meu nervosismo aumentava. – Aaaaarg! Droga! Ei, Axell, você tem algum dinheiro ai? Preciso de alguns cigarros e acho que de um isqueiro novo também! – Comecei a coçar a cabeça com a mão direita, um pouco frustrado.

Meu humor não era dos melhores quando ficava sem cigarro, nem me lembrava mais de quando havia começado com isso, mas já não conseguia mais ficar sem. Meu destino podia esperar, mas os cigarros não. Com isso em mente iniciei minha busca por uma loja onde pudesse comprar um maço de cigarros e um isqueiro, mas evitaria o contato com outras pessoas por hora, porém se não houvesse progresso em minha busca o jeito seria perguntar para alguém que estivesse passando ou parada por perto, claro, não perguntaria para qualquer um, primeiro utilizaria de minha visão privilegiada para ver se a pessoa em questão não estava armada ou me encarando de forma suspeita. Tentando encontrado alguém me aproximaria para pedir informações, mantendo-me atento mas com uma expressão amigável no rosto.

Olá, sou novo por aqui e estou meio perdido, hehe. – Abriria um leve sorriso no rosto. – Bem, saberia me dizer onde posso comprar cigarros por aqui? – Durante o dialogo me manteria um pouco distante da outra pessoa, se notasse alguma movimentação hostil por perto tentaria me afastar com intuito de evitar um golpe. De qualquer forma tendo a informação necessário ou não continuaria minha busca pela cidade.


Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Van
Soldado
Soldado
Van

Créditos : 4
Warn : Pronto para começar! A formação da Red Legion! 5010
Masculino Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 30
Localização : -

Pronto para começar! A formação da Red Legion! Empty
MensagemAssunto: Re: Pronto para começar! A formação da Red Legion!   Pronto para começar! A formação da Red Legion! EmptySeg 4 Jan 2016 - 20:20

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Apparently
Post: 01 | Vício: 01/05 | Localização: Conomi Island | Aparência: Roupa social azul

O tempo… Medida genérica de segundos, minutos, dias, meses, anos, mas acima de tudo o melhor remédio existente para dores e traumas. Entretanto, para determinadas condições, não há doses de tempo suficientes para aliviar um coração sofrido e uma alma culpada. Perdido no tempo e sendo carregado pelo destino, Fury Donovan acordou em uma ilha desconhecida. Ele havia saído fugido de Shells Town sem saber os motivos. Não, havia motivos sim, porém não era o que imaginava, porém para sua frágil consciência qualquer atitude que pudesse aliviar as pessoas ao seu redor ou fazer com que não fosse ainda mais odiado seria perfeitamente aceita, inclusive o suicídio. Senão fossem seus anos de serviço prestado e personalidade carismática, sua morte já teria ocorrido devido aos seus atos, mas a vida havia lhe dado uma nova chance e ele não desperdiçaria. Observar o céu de dentro do bote era estranho. Uma hora estava dia e poucos minutos depois já estava noite. Ele não entendia como o tempo passava tão rápido e porque estava sempre tão cansado, mas ao menos a viagem foi rápida para ele e finalmente desembarcava do bote, deixando-o para trás sem hesitar, assim como todo o passado sombrio que lhe castigava profundamente. Idealizou, mas em seu coração sabia que isso estava longe de ser esquecido.

Tsc, tenho poucos berri… É o suficiente até conseguir encontrá-los…

Conversava consigo mesmo em sua mente conturbada, imaginando um plano hipotético positivo aonde encontraria integrantes do Exército Revolucionário e se juntaria ao grupo. Tal objetivo originou-se dos tempos em que era policial na ilha de Shells e assistia os mandos e desmandos do Governo Mundial, o qual utilizava a Marinha como seus cachorrinhos e fomentava uma corrupção generalizada, afinal não haviam fiscais: Eles eram a lei, o julgador e o carrasco! - Droga… - Apertava a mão direita, forçando os dedos na palma da mão, cerrando o punho com toda a força que tinha. Tal ato servia para aliviar a raiva, além de extravasar parte da frustração que sentia por ser incapaz de fazer algo, contudo, conhecer um grupo que lutava diretamente contra essa ditadura e cujo único objetivo era um lugar melhor para todos. Inconscientemente, também era sua forma de punição para consigo mesmo. Fury não era mais um policial e não poderia ser alguém capaz de lutar pela lei. Não depois de tudo que havia acontecido. O mundo tinha que mudar. Chega de corrupção, só assim o coração das pessoas mudaria e não haveriam mais casos tristes como aqueles que vivenciou.

Chega, Don… Olhe para a frente, porra…

Slap!

Um som alto corria pelo local e talvez alguns transeuntes pudessem ouvir. Era o barulho de um tapa atingindo um rosto. O ato serviria para acordar seu espírito e tirá-lo de mais uma onda depressiva. Ilha nova, vida nova. Pensou enquanto esfregava o rosto afim de tirar a vermelhidão com formato de mão crescente em sua face. Alguns passos foram necessários até o frio na barriga ser superado pelo calor na bochecha e ele já era capaz até de sorrir novamente.

Que vontade de fumar… Tsc, eu sabia que não era uma boa ideia fazer isso… Também preciso encontrar os revolucionários… Acho que vou procurar informações. Um bar é a melhor pedida… Seria bom também comprar alguma arma para me defender.”  

E assim, ele partiria em direção ao primeiro bar que encontrasse. Tentaria encontrar um usando apenas sua visão, mas caso não achasse, perguntaria as pessoas que encontrasse aonde havia um bar para beber água e comer algo. Perguntaria quantas vezes fossem necessárias até alcançar o local desejado. Uma vez no local, procuraria pelo atendente/garçom e pediria uma cartela de cigarros e um isqueiro, além de uma caneca de rum. No bar, sentaria em algum lugar afastado e solitário, aonde por hora observaria o que acontecia no local e analisaria a clientela e suas personalidades. Conhecer o terreno era fundamental se quisesse ter sucesso, além da possibilidade de encontrar um revolucionário no local, algo que só aconteceria se utilizasse com eficiência sua audição aguçada e para tal, concentrar-se-ia e focaria no objetivo.


Considerações:
 

____________________________________________________


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] |
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://www.youtube.com/ocanilbr
Roy Collins
Estagiário Orientador
Estagiário Orientador
Roy Collins

Créditos : 17
Warn : Pronto para começar! A formação da Red Legion! 10010
Masculino Data de inscrição : 23/11/2012
Idade : 22
Localização : East Blue - Loguetown

Pronto para começar! A formação da Red Legion! Empty
MensagemAssunto: Re: Pronto para começar! A formação da Red Legion!   Pronto para começar! A formação da Red Legion! EmptyTer 5 Jan 2016 - 9:02

Partindo para o objetivo, mesmo em lugares não agradáveis

É difícil acordar todos os dias e lembrar do que já tive de experimentar nesse mundo, uma sensação de medo passava em meu interior gerando arrepios, e ao mesmo tempo intrigadora. Atualmente em vez das pessoas se amarem elas se odeiam, motivos são inúmeros, dentre eles os principais acredito que são política, riqueza, poder, influência, soberania e muitos outros fatores que envolvem dominação. Um meio que está totalmente ligado a corrupção e o desprezo com a verdade, embora ainda muitos dos que participam da "lei" tentam fazer o certo, entretanto a desgraça se alastrou em um terreno superior. Mas em vez de piorar a situação e causar uma maior turbulência com todos, prefiro manter a alegria e bondade demonstrando isso pelas atitudes que sucedem este desejo.

~ Nada melhor do que um novo dia para espalhar a paz. Jogava meus braços para o alto com toda a vontade, abrindo a boca e deixando escapar um bocejo constrangedor. Notava este último ato e no fundo me envergonhei, uma dama linda não pode dar o descaso de passar situações assim. Primeiramente porque ninguém merece lidar com a vergonha, e por outro lado normalmente os outros costumam tirar sarro alheio. - Juízo garota! Proferia com uma severidade comigo mesma, mantendo esse ensinamento na mente para futuros casos.

Após isso procuraria pelas minhas vestimentas do dia anterior, uma camiseta rosa, calça azul preenchida por luas azuis ao longo das pernas e o par de sapatilha rosa, por algum motivo do além não me lembrara onde as deixei. Isso porque costumo dormir de calcinha e sutiã, é muito mais confortável e permite uma elasticidade maior caso queira mover meus membros. Posteriormente sairia desse espaço e caminharia pelas ruas de Conomi Island esboçando aquele sorriso de sempre, encantador e atrativo para qualquer que olhar. - Bom dia pessoal! Acenaria com as mãos e continuaria caminhando seguindo meu rumo.

Na verdade não tinha nenhum rumo específico no momento, pelo fato de não saber onde encontrarei o grupo que há um bom tempo ajudara em minha vida grandemente. Certos acontecimentos devemos ser gratos até o final da vida, independente da forma que cresçamos e seguimos nossas jornadas. O que foi feito e ficou estará para sempre marcado em nossa alma. Assim é com o grupo de revolucionários, há muito tempo me sinto endividada com eles por ter a vida salva e agora precisava retribuir da melhor maneira que achar, e para começar a unica forma é entrar na revolução. Enquanto caminharia, procuraria bolar alguma ideia para onde ter um parâmetro de como acha-los e infelizmente veio um pensamento que não me agrada, no entanto aparenta ser o mais sensatos.

Normalmente as pessoas mais estranhas reúnem-se em tavernas para fazer diversas coisas, desde beber até jogar conversa fora. Uma ótima oportunidade para achar alguém da revolução ou ouvir boatos sobre onde poderei encontra-los. Entretanto não admiro isso, talvez seja pelo fato que sou uma garota, e mesmo que muitas frequentam este espaço eu considero-o como um "peso" nos ombros, contudo eu procurarei pelas redondezas por ele. Achando-o, adentraria em passos lentos e olhando para onde pisasse e quem estivesse na minha frente para me esquivar, afinal esbarrar em alguém num local como esse é motivo de briga e assim iria para frente do balcão. - Com licença, tem um copo d'água? Perguntaria com simpatia e calma na voz. Esperaria pelo copo pacientemente passando os dedos das mãos sobre o balcão, até que quando chegasse pegaria-o e viraria para trás buscando achar uma cadeira vaga juntamente a uma mesa sem aglomeração. Assim sentaria sobre a cadeira e engoliria toda a água em goles, observando cada indivíduo por perto, mas não chamando a atenção de ninguém.

Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Olá, Convidado seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Axell
Comandante Revolucionário
Comandante Revolucionário
Axell

Créditos : 33
Warn : Pronto para começar! A formação da Red Legion! 10010
Masculino Data de inscrição : 14/05/2011
Idade : 23
Localização : 5ª Rota - Pindorama

Pronto para começar! A formação da Red Legion! Empty
MensagemAssunto: Re: Pronto para começar! A formação da Red Legion!   Pronto para começar! A formação da Red Legion! EmptyTer 5 Jan 2016 - 13:14

Minhas mãos dançavam pelos longos fios brancos de minhas cabeça, com dedos habilidosos que armavam um coque ao estilo samurai tirando todo o cabelo da frente de meu rosto, odiava as cócegas que eles faziam. Minhas roupas estavam mais amassadas do que eu gostaria, o fato de não estar tão apresentável me incomodava mais do que o de não ter uma arma para lutar. Esperava resolver esses dois problemas o quanto antes.  

Como sempre, eu não fazia a mínima ideia de como havíamos parado naquela ilha. A um bom tempo eu e Tidus viajávamos de ilha em ilha, a procura de uma aventura ou alguma coisa que fizesse sentido na nossa vida. Com algum tempo de estrada você nota coisas boas e ruins na sociedade, infelizmente vimos mais situações negativas do que queríamos, e foi só abrir os olhos, sem esforço. Com a mão direita sobre o ombro esquerdo eu improvisava uma massagem mal feita, a algumas noites dormíamos em qualquer lugar que pudéssemos pagar, o que nunca era algo bom, o dinheiro estava acabando e Tidus fumava igual um condenado a morte, esgotando rapidamente nossas reservas.

Girava meu braço na tentativa de conseguir recuperar toda a mobilidade e o conforto de poder se mexer sem resmungar. Olhava de relance para meu irmão, era ligeiramente mais alto que eu. ~ Espero que encontremos o que procuramos, irmão. ~ Durante todo esse tempo de viagem Tidus foi a única pessoa de confiança que tive, e de fato o confiava todo o meu esforço. ~ E espero que não ache que todo o peso de nossa jornada está em seus ombros seu merda... ~ Nunca me senti arrastado ou influenciado, me sentia vivo toda vez que procurava ou descobria algo novo, me sentia vivo a cada batalha, e sim, sair de casa foi a melhor coisa que poderia ter me acontecido, pelo simplesmente fato da liberdade e do crescimento de minha força que isso me proporcionava.

Em uma posição esquisita andava com ambas as palmas de minhas mãos fazendo força sobre a parte inferior de minhas costas, esse desconforto estava me ferrando. Eu estava entediado, odiava essa parte de caminhada sem sentido. Poderíamos ter comprado um cavalo, ou qualquer merda dessas, mas Tidus fumou nossas possiblidades. Ele falava qualquer besteira como sempre, deveria estar tão entediado quanto eu, mas tudo era ignorado com sucesso. - Aaaaarg! Droga! Ei, Axell, você tem algum dinheiro ai? Preciso de alguns cigarros e acho que de um isqueiro novo também! - Meu rosto virava com força em sua direção em um semblante de ódio e destruição! - OQUE?! Não... Eu não acredito no que passou pelos meus malditos ouvidos! Porque você não fuma logo o dinheiro de uma vez?! Assim poupa o trabalho da gente ir até esses botecos.  - De fato era uma batalha perdida, essa discussão já havia acontecido umas 100 vezes e não iria mudar. - Eu tenho nossa última reserva, mas saiba que o peso de ter falido a gente esta em SUAS costas. - Meu dedo indicador cutucava seu ombro enquanto eu continuava a olhar para frente. - Mas tem um porém, você cuida das informações, Duque Azul... - As últimas palavras saiam mais como um resmungo.

E sim, iria acompanhar o viciado em busca de algum lugar que tivesse o cheiro mais insuportável possível, o de cigarro. Deixaria para Tidus cuidar da localização mas ficaria sempre atrás dele e de olho em todas as pessoas que tivessem ao redor, de vez em quando nossa má fama nos perseguia, e dependendo das pessoas isso podia nos render alguma encrenca. Toda vez que ele questionasse alguém eu ficaria em alerta para qualquer movimento suspeito, se viesse qualquer tipo de ataque procuraria defender ou esquivar. De resto permaneceria sempre com cara de tédio e de quem está com uma puta dor nas costas, não importava se perguntasse para uma garota bonita ou para algum marinheiro, eu só queria uma boa cama ou alguma ação de verdade.

Off:
 

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Axell em Qua 6 Jan 2016 - 12:08, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Razard
Civil
Civil
Razard

Créditos : Zero
Warn : Pronto para começar! A formação da Red Legion! 4010
Masculino Data de inscrição : 27/06/2012
Idade : 24
Localização : Alem do Horizonte

Pronto para começar! A formação da Red Legion! Empty
MensagemAssunto: Re: Pronto para começar! A formação da Red Legion!   Pronto para começar! A formação da Red Legion! EmptyTer 5 Jan 2016 - 18:01


A imagem do sangue consumindo a floresta de sua ilha natal ainda estava estampada em sua mente e o atormentava em todas as noites que ele conseguia dormir naquele navio. Foram dias de sofrimento em uma viagem só de ida, para somente Deus sabia, como prisioneiro nas celas dos navios de guerra da marinha. Uma cela fedida, cheia de pessoas que estavam morrendo, por diversos motivos, e com pouca água e comida, mas mesmo assim algo ainda mantia o jovem acordado. Algo dizia para ele que não desistisse não naquele momento.

Alguns poucos dias a mais se passaram e pareciam uma eternidade, até que algo estranho mudou a rotina dos marinheiros que martelavam o chão a cima da cabeça dele com seus coturnos pesados. Pouco a pouco os sons foram ficando mais altos e um cheiro diferente foi tomando conta do local: Pólvora! Não demorou muito para que alguns dos marinheiros daquele navio descessem ate o armazém do mesmo, que ficava próximo as celas, e começasse a levar barris entupidos com o pó explosivo para o convés e logo em seguida as explosões começaram a tomar conta do local. Tiros, gritos e sangue escorrendo por entre as tabuas de madeira a cima das celas pintavam a cena na cabeça do botânico, que tentava entender o que estava acontecendo. Foram horas de luta, onde algumas balas perfuraram o casco do navio e abriram buracos próximos as celas, deixando entrar um pouco de água, mas logo os sons foram sumindo e a calmaria voltando ao normal, ou quase, e em seguida alguns homens com roupas diferentes aparecem para ajudar os prisioneiros. Sem entender de inicio Haru simplesmente seguiu o que eles diziam e seguiu para o convés com os outros prisioneiros, a principio ele achou que sua morte tinha chegado, mas ao ver que aqueles eram seus salvadores ele pode finalmente dormir.

Desde aquele temível dia, sua mente ficou manchada com o sangue e uma ferida foi deixada aberta em seu peito. Agora ele estava em uma ilha diferente da sua, porém nem tanto como imaginava. No momento Haru não tinha como saber para onde estava indo, mas ele sabia o que queria fazer e iria batalhar pela sua causa. – Um dia irei trazer a vingança por vocês! Um dia, pai, irei fazer com que aqueles que causaram nossa dor pagar com juros!

Já de cabeça erguida, Haru caminharia um pouco pelo local para conhecer por si só, mas ainda sim teria que fazer algo para não se perder, assim ele se dirigia ate uma pessoa qualquer para tirar sua duvida. – Com licença... O(a) senhor(ra) poderia me dizer qual o caminho que devo seguir para chegar a cidade mais próxima? Eu acabei de chegar de viagem e procuro um local para comer... – Como era tímido ele tinha certo problema para falar com as pessoas, sempre evitando grupos grandes e preferindo falar com pessoas sozinhas ele ainda tinha medo delas não aceitarem-no do jeito que era.

Assim que tivesse a resposta que queria ouvir, ele iria se dirigir até o local para finalmente fazer uma refeição. Quando ele chegasse no local, iria procurar por uma mesa vazia ou por um local mas isolado no balcão, para que pudesse comer em paz, ou pelo menos tomar um pouco de água e fumar um cigarro.

____________________________________________________

Meus Link: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Razard em Sex 8 Jan 2016 - 11:47, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mizushiro Hizumy
Revolucionário
Revolucionário
Mizushiro Hizumy

Créditos : 2
Warn : Pronto para começar! A formação da Red Legion! 10010
Masculino Data de inscrição : 12/11/2014
Idade : 19
Localização : Cactus Island

Pronto para começar! A formação da Red Legion! Empty
MensagemAssunto: Re: Pronto para começar! A formação da Red Legion!   Pronto para começar! A formação da Red Legion! EmptyQua 6 Jan 2016 - 3:19



~ Um novo Alvorecer ~

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | Post: 01

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]



Aqueles minúsculos e encardidos pés atreviam-se a correr, de forma eufórica e apressada, pela tábua de madeira que serviria de plataforma entre o cais e o navio. Já não podia segurar mais dentro de si toda aquela ansiedade por conhecer Conomi, por isso que deixaria os passos de sua irmã alguns metros para trás, enquanto seu corpo aterrava em terra firme. Descalço, poderia sentir verdadeiramente o solo que pisava, seus dedinhos mexiam-se devagar, como que se tentassem cavar no solo, mesmo que este fosse macadamizado. De semblante corado em alegria, erguia vagarosamente a cabeça, e, com aquele pequeno e arrebitado nariz níveo procuraria sentir o odor que Conomi Island oferecia. Quiçá, o primeiro aroma que inalaria seria a forte fragrância da maresia, ou o cheirete à peixe, afinal aquilo era um porto. Mesmo assim, persistiria em cheirar aquela cidade, em tentar ouvir o som dos possíveis passos, das conversas distantes, do piar das gaivotas e do murmúrio das espumas brancas das ondas. Queria ter a certeza de gravar na sua mente aquele primeiro momento em que atracava naquela ilha. Depois disso, bem-humorado, juntando as mãozinhas em torno dos lábios, berraria de sorriso colosso e corado, voz de um agudo naturalmente infantil, fazendo o esforço necessário para que a ilha soubesse que ali estava ele, pronto para uma nova aventura: - BOM DIA! CONOMI ISLAND! -  Se notasse comentários ou olhares alheios dirigidos à si, envergonhado, faria uma curta e brusca vénia em pedido de desculpa. Não queria, de forma alguma, incomodar as pessoas ali.  

  De repente, focado o olhar no vácuo, começaria a pensar, perdendo a alma do corpo. Não fazia ainda nem uma semana que assistira àquele espectáculo de horrores cujo protagonistas eram seus pais. Ainda doía-lhe o dilacerado coração, em seus olhos e rosto restava ainda rastos do angustiado pranto nocturno. Porém, não dar-se-ia ao luxo de inibir-se de sorrir. Fizera uma promessa e tencionava cumpri-la! Por mais tristeza que existisse dentro de si, buscaria sempre encontrar uma pequena luz à sua frente para continuar a sorrir, ou fingir... Devia isso a eles, devia-o a Aisha, e, devia-o a si mesmo. Ainda assim, continuava sem entender o porquê. Não queria crer que suas mortes tivessem sido apenas por conveniência "política" e "religiosa" como Adair lhes contara. Jamais aceitaria tal verdade, no entanto, por mais que fervesse o cérebro, nenhuma outra realidade parecia encaixar-se no motivo pelo qual seus progenitores pereceram. Mesmo odiando, convencia-se mais e mais de que haviam morrido simplesmente para que aqueles nobres arrogantes pudessem continuar a satisfazer seus caprichos egoístas... Interrogava-se uma e outra vez em como seria possível existir quem o fizesse, quem estivesse disposto em prejudicar outrem para ver a própria vida beneficiada...


- Eles fazem-no... -

Seus lábios molhados pela confusa mágoa sussurravam o nome do grande mal neste mundo. Tenryuubitos. A culpa era deles e do seu sistema hipócrita de real nobreza. Se destruísse a fonte de toda a injustiça e opressão, talvez conseguisse tornar o mundo num lugar um pouco melhor e instituir uma lei de abolição à escravatura. Esse era o seu objectivo desde o momento em que embarcara naquela barca. Faria isso, mas sem cometer os mesmos pecados que eles, não mataria no processo nenhuma vida, muito menos oprimiria alguém por não compartilhar dos mesmos ideais, caso contrário, que razão teria ele?! E que diferença haveria entre si e aqueles carrascos?! Além disso, se matasse alguém para alcançar o seu objectivo, no fundo estaria apenas a ser mais um assassino, camuflando seu desejo por vingança na justificativa da construção dum mundo melhor...    

- Hum! Hum! - Chacoalhando a cabeça de um lado para o outro consecutivamente, tentava esvaziar aqueles pensamentos para as profundezas do seu ser. Não era o momento nem lugar de pensar nisso. Ainda era muito cedo para tal. Voltar-se-ia para a barca em que viera e olharia em volta, buscando com o olhar pela cabeleira exoticamente ruiva de sua irmã mais velha. Apressar-se-ia em reunir-se à ela quando avistada, rindo de forma tímida e demonstrando que ele já se havia apresentado a Conomi. Seu estômago ronronava silenciosamente, uma súplica por comida de verdade e em larga quantidade, algo que não saboreava desde quando embarcara na caravela e que estava ansioso por desfrutar. - Ei, nee-chan, porque não vamos comer alguma coisa, né? - Sugeriria numa primeira abordagem, continuando a insistir um pouco mais se pudesse - Certeza que também estás com fome, né?! - Terminaria, esperando ansiosamente por uma resposta que agradasse aos seus ouvidos. Sendo positiva sua resposta, abriria um sorriso de orelha a orelha e saltaria em círculos e piruetas, tendo Aisha como centro. Todavia, se a resposta fosse um triste Não, colocaria a sua expressão de desilusão e bufaria - BUU! Tacanha! BUU! -

 Caminhando em direcção à cidade, pararia antes de sair do porto e despedi-se-ia, balançando vivamente a mão, da embarcação que o trouxera, de suas memórias tristes, do seu passado e do velho amigo e camareiro, Adair. - Bye Bye! Até a próxima!  -  Assim que retornasse a marcha, não mais voltaria a olhar para trás, apenas seguiria em frente, ao lado de sua irmã. Avistando uma taverna ou uma barraca de frutas ou pães/doces, apontaria para tal chamando a atenção de Aisha - Olha, nee-chan, porque não vamos até ali? - A pequena criança, fosse qual fosse a resposta, acabaria por seguir os passos de sua irmão, indo aonde ela fosse, sempre com aquele olhar de uma criança que vê o mundo pela primeira vez.


   
Citação :
Então... Olá à todos! õ/ Eu sou o Hizy, prazer! Peço desculpa por qualquer coisa, a minha narração não é muito boa, mas prometo fazer o meu melhor para vos tentar acompanhar!... por isso, sejam pacientes cmg...   né?! ^.^''

 Kekzy.. Feliz por te ter novamente como narrador #^.^# Os objectivos do Hizy são poucos: Comer, comprar uma flauta, um bastão para lutar e tornar-se revolucionário... Só isso! xD  

Thanks Panda

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:

[ ] Ganhar uma Meitou; (ノ≧∀≦)ノ
[ ] Ter Haki; (╯✧∇✧)╯
[ ] Caçar 10 Recompensas; ヾ(〃^∇^)ノ♪
[ ] Caçar [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]; (۶ꈨຶꎁꈨຶ )۶ʸᵉᵃʰᵎ

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ravenborn
Illuminati
Illuminati
Ravenborn

Créditos : 34
Warn : Pronto para começar! A formação da Red Legion! 10010
Masculino Data de inscrição : 08/11/2014
Idade : 19

Pronto para começar! A formação da Red Legion! Empty
MensagemAssunto: Re: Pronto para começar! A formação da Red Legion!   Pronto para começar! A formação da Red Legion! EmptyQua 6 Jan 2016 - 17:44



E o destino aguarda...



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Finalmente, eles tinham deixado o barco. A viagem tinha sido longa - ainda mais do que a garota esperara - apesar de que quase tudo o que ela fizera fora chorar ou lembrar-se com pesar de seus já falecidos pais. Tinha sido muito difícil para Aisha aceitar tudo aquilo, em especial o fato de que nunca mais veria os rostos de seus amados pais. O que eles tinham feito, afinal de contas, para merecerem serem queimados naquela maldita fogueira? Só de pensar nas chamas que tinham engolido os seus corpos fez com que a menina se sentisse um pouco mal; desde aquele dia, ela nunca mais conseguira olhar para fogo da mesma maneira, e sempre acabava ficando inquieta perto de um foco grande demais. - Conomi Island, é...? - ela olhou em volta, para o lugar aonde ela e o irmão mais novo teriam de recomeçar tudo. Será que conseguiriam? Será que ela conseguiria proteger o irmão, ao contrário da última vez? Bem, Aisha fizera uma promessa, e perderia a vida antes de deixar de cumpri-la. Ninguém naquele lugar machucaria o seu irmão, acontecesse o que acontecesse.

Agora, era hora deles despedirem-se do camareiro que os trouxera até aqui. Adair era um homem de confiança, que sempre esteve com o seu pai desde que se lembrava, e que os ajudara a escapar dos comerciantes de escravos juntamente com o seu pai. Era um pouco triste pensar que estariam sozinhos dali pra frente, mas ela entendia que ele não podia seguir com os dois irmãos. Um sorriso pequenino se formou em seu rosto no momento em que olhou para ele, que era provavelmente a única pessoa em quem podia confiar que não fosse o seu irmão. Sim. Desde aquele incidente, Aisha recusou-se a confiar em qualquer outro estranho, como que com medo daquele tipo de coisa acontecer de novo. Os dois virariam-se sozinhos, e dariam um jeito. - Ei, nee-chan, porque não vamos comer alguma coisa, né? - Hizy diria, convidando-a a fazer uma refeição. Pensando bem, já fazia sim um tempo desde que eles tinham comido pela última vez (e a comida do navio não era lá essas coisas). - Certeza que também estás com fome, né?! - ele perguntaria, parecendo ansioso. Com um sorriso, estenderia a sua mão até o garotinho, dizendo: - Sim, sim. Vamos. - e pegaria a sua mão, deixando-o conduzi-la.

Enquanto eles caminhassem por aí, Aisha manteria os olhos bem atentos, uma vez que não sabia o que poderiam encontrar por ali. Por mais que já tivessem viajado bastante juntamente com os seus pais, nunca visitara aquela ilha em específico, assim como muitas outras nos Blues. Não apenas isso, mas ela também tinha ficado um pouco obcecada com a proteção do irmão mais novo, e provavelmente, a sua reação não seria das mais amigáveis se algum homem estranho se aproximasse demais deles dois. Por hora, no entanto, manteria um sorriso tranquilo no rosto, para que Hizy não achasse a sua expressão estranha - estaria sempre olhando para os arredores, no entanto, com bastante atenção. Deixaria o garotinho guiar o caminho, pois sabia como ele gostava de conhecer lugares novos e que provavelmente estava muito animado com a chegada nessa nova ilha. Não podia saber exatamente como ele se sentia quanto à morte de seus pais, mas preferia vê-lo daquele jeito, sorrindo, e faria de tudo para que permanecesse assim.

- Olha, nee-chan, porque não vamos até ali? - Hizy lhe diria, quando tivesse encontrado um lugar interessante ao seu ver. Nesse momento, Aisha observaria bem o local mencionado: preferia não ter de entrar em nada excessivamente movimentado, pois ainda não se sentia bem rodeada por tantas pessoas que não conhecia. Ainda assim, desde que a aparência do local não lhe passasse nenhuma sensação de perigo, assentiria com a cabeça e forçaria um pequeno sorriso, seguindo junto com o irmão mais novo até lá. A dúvida começaria aí, muito provavelmente: como a garota nunca tinha provado da culinária daquele lugar, não sabia muito bem o que seria de seu gosto ou não, por ali. No mais, começaria com uma pergunta bastante simples: - Com licença...vocês tem um cardápio? - perguntaria, na esperança de sua voz não soar baixa demais. Não se sentia muito confiante para falar com quem não conhecia, mas tinha de fazer ao menos aquele pequeno esforço, pelo irmão. Virando-se para Hizy, ela cochicharia em seu ouvido: - Pode pedir o que quiser. - e daria um sorriso carinhoso para o mesmo, esperando a resposta do vendedor.


SO FAR AWAY...
------------------------------------------------------------------------------
@Lilah


Citação :
Post: 1
Ganhos: -X-
Perdas: -X-
Vício: 01/15

Citação :
Kekzy, seu lindo o/! Fico feliz em saber que tu vai poder narrar a gente de novo! Um abraço aí, e tomara que a gente se divirta muito nessa aventura Awwww Yeaaaa

Por agora, eu só pretendo mesmo me encontrar com o pessoal e dar um jeito de fazer a Aisha confiar neles - talvez sendo salva de algum perigo ou algo do gênero. Depois, é conseguir umas botas (armas) e doces/chocolates/o que tiver de açucarado, pra o vício dela. Um abraço o/!

____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kekzy
Tenente
Tenente
Kekzy

Créditos : 10
Warn : Pronto para começar! A formação da Red Legion! 10010
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 21
Localização : Utopia - 7ª Rota

Pronto para começar! A formação da Red Legion! Empty
MensagemAssunto: Re: Pronto para começar! A formação da Red Legion!   Pronto para começar! A formação da Red Legion! EmptySex 8 Jan 2016 - 5:04

Página 1 ⁞ Post 01 ⁞ Land: Conomi


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.][Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
The Red Legion

"
Há alguns anos atrás...
Uma grande embarcação atracava na ilha. Era o navio dos tritões. Os temidos tritões.


Corram! Piratas! Eles estão a destruir tudo! Levem as crianças para um lugar seguro e protejam os mais velhos!

Essa ilha agora está sobre o nosso comando! — gritava com uma voz estridente o líder dos invasores. Seu anúncio percorreu quilômetros, até se perder no mar. Todos da ilha estavam avisados.

Sua chegada súbita trouxe o caos para a ilha. Nem mulheres e crianças escaparam. Tamanhas incontáveis vítimas. Tudo estava sob o seu controle. Foram tempos de terror. Uma época escura. Pelo menos, até ele aparecer. O salvador.

Carregando as esperanças de milhares ele lutou tanto quanto podia, e a vitória veio a custo de seu braço contra o horripilante tritão, o pirata Mamoru. O triunfo lhe rendeu fama, poder, riquezas, mas o melhor de tudo estava longe de algo material. Seus ideais, eles percorreram os quatro cantos dos mares e lhe trouxeram jovens prontos para lutar pelo que ele acreditava, uma revolução. Assim surgiu a Aurors, inspirando milhares de injustiçados que procuravam juntar-se ao novo exército formado com base em seus ideais. O exercito revolucionário.

Esse foi o início de uma longa história. Um pequeno fragmento de realidades perdidas e esquecidas. Uma história mal contada. Uma história inacabada.

Tão mal contada que todos esqueceram. A promessa que foi apagada daquele dia, ofuscada pela glória da vitória.

Ele voltaria.

Dessa vez, ainda mais forte.


O Rei Vermelho


Seus passos erravam pelas ruas da ilha. Ele vagava com um destino em mente, e continuava a vagar, sem saber onde encontrar o que desejava.

Distante de onde saíra finalmente alguma luz surgia para Raymond. Uma taverna. Não havia outro local para comprar uma garrafa de saquê. Não uma boa. Era cedo da tarde, o sol estava forte. Tão forte que esquentava a cabeleira vermelha do homem, dando um verdadeiro toque de fogo para ela. Em sua frente, as portas do estabelecimento o separavam de boas doses de álcool.

E talvez, de grandes informações. Aliás, nas tavernas é onde todos os boatos convergem. Além do mais, onde pessoas interessantes se encontram, como algumas que passavam a sua frente.


O Duque Azul

Axell Belmont


Os dois irmãos, até então fadados a sempre alterar seus rumos de ilha em ilha, em busca de algo que lhes fizesse e desse sentido, botavam suas esperanças em Conomi, mais conhecida como a linha da revolução.

Como de costume, os dois discutiam por um péssimo hábito, o fumo. Mas era inútil, Axell sabia disso. Tidus já estava morrendo por dentro, lento e silenciosamente. Uma morte horrível. Mas tudo ao seu tempo. Ele ainda tinha muita vida pela frente. Muitas histórias para escrever.

Ambos andaram pelas ruas de Conomi, ruas calmas, pacíficas, de onde nem se pensava que um dia o sangue já cobriu cada pedra que a formava. Tempos sombrios. Tidus tomava a dianteira, e seu irmão cuidava de sua retaguarda. A dupla azul não demorou muito para encontrar uma tabacaria. Sem dúvidas, ele possuía um dom para achar seus preciosos maços de cigarro. A entrada era bastante convidativa, com diversos cânceres empacotados.

Era um lugar estranho. Um lugar sem nome. Mas o cheiro que lhe foi companheiro por tanto tempo não lhe fugia. Era ali.

Mais estranho que isso, um homem. Um velho conhecido? Talvez. Suas costas não o deixavam ser identificado, mas sua aparência era inevitavelmente nostálgica. Seus cabelos de fogo lembravam algo, mas o por que dele estar parado em frente a porta, um mistério.

Do lado de ambos, discreta, uma linda garota fez diferente, entrou na tavena.


Fury DonoVan

Uma viagem longa. Uma distância superada que agora o separava de sua terra natal. Uma ilha nova. Uma vida nova. Um fragmento da história de homem conturbado, pronto para emprestar suas forças para a... Não. A revolução lhe emprestaria forças. Não ao contrário. Assim que eles faziam, diferente do normal, diferente das leis que regiam o mundo atual.

Como devia ser feito, Fury andou em busca das respostas que procurava. As respostas de todas as suas perguntas. Mesmo assim, as necessidades gritavam mais alto, e o levaram até uma loja. Uma loja sem nome, mas sua experiência de noites em tavernas não o enganavam. Ali estava o que precisava.

Não mais entranho, um homem parava na entrada, seus cabelos ardiam como o sol. Engano. Mais estanho ainda, dois homens o encaravam por trás, seus cabelos lembravam o mar e o céu. Fury entrou, passando pelo lado dos três.

A fumaça atrapalhava a vista. Doce ar de fumo. Uma verdadeira toca de fumo. E com vinte mil berries o homem já fazia sua contribuição para aumentar o nevoeiro tóxico. Com mais meio milhar de dinheiro e ele compartilhava uma caneca de rum com a solidão. Como queria, notou que a maioria das personalidades ali eram viciados nos mais diversos tipos de fumo, e uma conversa ou outra podia ser escutada com algum esforço.

Na verdade, uma velha história que remonta a anos atrás. Uma história de detalhes já perdidos. Porém, era atrapalhado pela beleza e a voz aguda de uma garota de cabelos de cerejeira.

Sentou na mesa atrás de Fury.



Hanna


Garota dócil. Era o que se dava a pensar. Pelo menos, de primeira vista. Uma garota com tamanhos segredos dentro de si, tão ocultos que mal os podia notar. Um segredo com um nome. Um nome devastador. Lavínia, filha da revolução.

A pessoa certa. No lugar certo. Pelos ideais certos. A combinação perfeita. Tão simpática como poderia ser, espalhando alegria pelas ruas que passava. Não demorou para achar a taverna sem nome, tão estranha como os homens do lado de fora, mas ela entrou com a mesma graciosidade que vinha. Pediu uma água, por conta da casa, e sentou. Longe de muitos, isolada. Observadora.

Viu o pouco que se podia, além do homem sentado atrás de si. Alguém rodeado de mistérios.


Aisha & Hizy

Laços de sangue. Dois irmãos. Uma história trágica. Lá estavam eles, inseparáveis, prontos para explorar tudo que aquela ilha tinha a oferecer. Aisha e Hizy acabavam de sair das docas, e o dia já lhe reservava algum constrangimento após um grito do garoto que atraiu olhares e sussurros.

Uma boa recepção para os viajantes era o que não faltava. Na costa, diversos restaurantes. Tentados, ambos caminharam até lá. A fome já lhes entregava um rumo, diferente de muitos que vagavam sem destino por aí. Com alguma comunicação um cardápio lhes era servido. Interessantemente todos pratos estavam esgotados, com uma única exceção. O prato principal e aparentemente delicioso, o Peixe Elefante dos Corais do Sul.

Um peixe que não vinha desses mares.


Õtsuka Haru


D]e terras distantes, tão distantes que poucos conhecem seu nome ele vinha. Atravessando mares e águas infinitas para um único objetivo, chegar em Conomi Island.

Sua chegada nas docas foi bem recebia com um grande e alto bom dia de um garotinho. E sua timidez lhe fez aborda-lo mais tarde. Talvez o mico o tivesse deixado mais confortável, e logo os três estavam próximos, no mesmo restaurante, com a incrível velocidade que os acontecimentos fluem e te proporcionam. E um aviso especial do garçom, parecia coisa do destino, o prato era para três. E assim ele tentava convencê-los.


Spoiler:
 




____________________________________________________

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]  | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] | [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Pronto para começar! A formação da Red Legion! Empty
MensagemAssunto: Re: Pronto para começar! A formação da Red Legion!   Pronto para começar! A formação da Red Legion! Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Pronto para começar! A formação da Red Legion!
Voltar ao Topo 
Página 1 de 17Ir à página : 1, 2, 3 ... 9 ... 17  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Oceanos :: East Blue :: Conomi Island-
Ir para: