One Piece RPG
[Mini - Licia] A despreocupada. YTcHx


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
FAQCalendárioInícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [Mini - Ephràyim] Minha Lenda Pessoal
[Mini - Licia] A despreocupada. Emptypor love.licia Ontem à(s) 23:50

» [Mini - Bobby Nine] "Vamos colocar tudo de cabeça pra baixo"
[Mini - Licia] A despreocupada. Emptypor bobbybest9 Ontem à(s) 22:15

» [MINI-MUGEN] COMEÇANDO COM TUDO
[Mini - Licia] A despreocupada. Emptypor Hisoka Kurayami Ontem à(s) 22:02

» [MINI-HAROR] Cap. 01 - Eventos
[Mini - Licia] A despreocupada. Emptypor Hisoka Kurayami Ontem à(s) 20:45

» [Mini Aventura] O Caminho da Espada
[Mini - Licia] A despreocupada. Emptypor Koyozumi Ontem à(s) 19:31

» [Mini- ItoEis] Dinheiro, dinheiro, dinheiro
[Mini - Licia] A despreocupada. Emptypor ItoEis Ontem à(s) 19:22

» [MINI-June]Primeiros movimentos
[Mini - Licia] A despreocupada. Emptypor Juno Ontem à(s) 18:28

» Noelle Eisenhower
[Mini - Licia] A despreocupada. Emptypor Noelle Ontem à(s) 15:36

» [M.E.P] June
[Mini - Licia] A despreocupada. Emptypor Fanalis B. Ria Ontem à(s) 13:51

» Julian D'Capri
[Mini - Licia] A despreocupada. Emptypor jonyorlando Ontem à(s) 13:27

» [MINI-Broc Von Brandt] Reaprendendo a andar
[Mini - Licia] A despreocupada. Emptypor Fanalis B. Ria Ontem à(s) 10:58

» Salazar Reis Wegis
[Mini - Licia] A despreocupada. Emptypor ADM.Raizen Ontem à(s) 06:41

» Carolyn S. Mitchell
[Mini - Licia] A despreocupada. Emptypor ADM.Raizen Ontem à(s) 06:39

» [Mini-Yuusaku] Big Game Hunter
[Mini - Licia] A despreocupada. Emptypor love.licia Ontem à(s) 00:47

» Shaanti Mochan
[Mini - Licia] A despreocupada. Emptypor GM.Furry Sab 20 Abr 2019, 17:49

» [M.E.P.] Haror
[Mini - Licia] A despreocupada. Emptypor Hisoka Kurayami Sab 20 Abr 2019, 03:03

» [M.E.P] ItoEis
[Mini - Licia] A despreocupada. Emptypor Hisoka Kurayami Sab 20 Abr 2019, 03:01

» [MINI-Haddes] Eu Não Sou Louco
[Mini - Licia] A despreocupada. Emptypor Haddes Sex 19 Abr 2019, 23:16

» NPC || Madabi Damenoir - Witch of the Wilds
[Mini - Licia] A despreocupada. Emptypor GM.Alipheese Sex 19 Abr 2019, 18:14

» NPC || Madabi Damenoir - Damenoir Brothers
[Mini - Licia] A despreocupada. Emptypor GM.Alipheese Sex 19 Abr 2019, 18:10

Facebook

------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG


Conheça o Fórum NS


Compartilhe
 

 [Mini - Licia] A despreocupada.

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
love.licia
Membro
Membro
love.licia

Créditos : 6
Warn : [Mini - Licia] A despreocupada. 10010
Feminino Data de inscrição : 20/01/2019
Idade : 19

[Mini - Licia] A despreocupada. Empty
MensagemAssunto: [Mini - Licia] A despreocupada.   [Mini - Licia] A despreocupada. EmptyDom 20 Jan 2019, 04:09

Nome: Karelina Lawford.
Idade: 21
Sexo: Feminino.
Raça: Humano.
Tamanho: Normal.
Estilo de Combate: Lanceira.
Localização: Micqueot.
Grupo: Civil.
Vantagens: Boa aparência.
Desvantagens: Sedutora incorrigível.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rimuru
Orientador
Orientador
Rimuru

Créditos : 12
Warn : [Mini - Licia] A despreocupada. 10010
Data de inscrição : 20/03/2018
Idade : 21

[Mini - Licia] A despreocupada. Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Licia] A despreocupada.   [Mini - Licia] A despreocupada. EmptyDom 20 Jan 2019, 06:41

~Mini-Aventura APROVADA~


Olá, seja bem-vindo ao OPRPG!!

Eu sou um Orientador, minha função é lhe ajudar a se adaptar neste universo do OPRPG.

Sendo assim irei lhe orientar de todas as formas possíveis, a partir de dicas no decorrer desta Mini-Aventura. Como esse fórum é bem complexo em suas regras, também irei tentar responder suas dúvidas, por isso, no menu de navegação (parte superior do site) existe um link M.P. O mesmo corresponde às mensagens privadas. Lá você poderá, em qualquer momento que achar necessário, me enviar dúvidas de como prosseguir no jogo; ou pode entrar no seguinte link: http://www.onepiecerpg.com/f3-duvidas-criticas-e-sugestoes , e criar um tópico para algum membro da Staff responder; mas caso tenha dúvidas durante a Mini, pode colocar em "off" no próprio post.

Sim... Vamos ao que importa?

Abaixo seguirão algumas dicas para que leia antes de criar seu primeiro post.

DICAS:


  • Lembre-se que você apenas narra as ações de seu personagem, seu personagem nunca FAZ ele sempre TENTA e também demonstre desde o 1º post qual o seu objetivo na aventura.
  • O ambiente que você se encontra, NPC's e todo o resto que compõe sua aventura, quem cuidará disso sera seu narrador.
  • As mini-aventuras servem para corrigir seus erros na narração durante a aventura e também formas melhores de deixar sua narração mais interessante.
  • Caso a Mini-Aventura fique sem post durante 5 dias por parte do player, a mesma será cancelada.


O 1º post é seu e eu serei o seu Orientador.

Observações:
 

____________________________________________________

[Mini - Licia] A despreocupada. LeSHb1g[Mini - Licia] A despreocupada. Latest?cb=20110515002239
[Mini - Licia] A despreocupada. Teamfa10


[Mini - Licia] A despreocupada. Lxqhd10


galinha depravada batendo as penas em desespero,:
 

Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
love.licia
Membro
Membro
love.licia

Créditos : 6
Warn : [Mini - Licia] A despreocupada. 10010
Feminino Data de inscrição : 20/01/2019
Idade : 19

[Mini - Licia] A despreocupada. Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Licia] A despreocupada.   [Mini - Licia] A despreocupada. EmptyDom 20 Jan 2019, 09:18

Acordaria desgostosamente abrindo os olhos de forma vagarosa, observaria o quarto com paredes de madeira de baixa qualidade e suspiro demonstrando raiva e principalmente decepção, cubro meus olhos com as costas da mão direita e inclino sutilmente meu pescoço para trás.

- Droga, realmente não é um sonho, eu já estou morando nesse muquifo a quase um mês e não me acostumo com esse colchão que parece ser feito de pedra.... -
Eu resmungaria de maneira mimada, exagerando em minhas comparações.
- Como eu sinto falta da mansão! -
Respirando fundo eu criaria coragem para sair da cama, quase que me arrastando contra uma força invisível que me puxa de volta para o colchão "de pedra."

Colocaria uma mão nas costas e me esticaria gemendo exageradamente de dor e reclamando com mais excessos.
- Esse colchão imprestável ainda vai quebrar minhas costas. -
Caminharia até o banheiro da minha suite para lavar o rosto e me olharia no espelho, assim que encarasse meu reflexo eu sorriria de maneira convencida e ficaria satisfeita com a visão.
- Parece que nem mesmo esse lugar sem classe, pode arruinar algo tão belo. -
Pentearia meus longos cabelos negros com os dedos colocando uma mecha atras da orelha e me admirando um pouco mais, antes de ir tomar banho em um chuveiro comum.
- Não é como a banheira de aguá quente que tem na mansão, mas ao menos funciona. O péssimo humor matinal de Karelina parecia estar passando, após banhar-se.

Karelina possui cerca de 1,85m e começa a vestir um curto kimono preto com bordas douradas que cobria metade de suas coxas, alem dela usa-lo com os ombros expostos, o kimono é bem decotado deixando o busto avantajado dela ainda mais evidente.
A pele excessivamente palida de Karelina contrasta com seus cabelos negros volumosos que vão até na metade das costas dela e com a coloração do kimono, o rosto dela era iluminado por duas belas órbes esverdeadas.

Ficaria um pouco pensativa enquanto me visto, relembrando de como fui expulsa da mansão em que morava para viver nessa espelunca.
"Aquele quarteto de irmãos fracassados, se não fosse por causa do ciumes e inveja deles, papai não teria me expulsado de casa."

Assim que terminasse de me vestir, eu iria na direção da porta para sair daquela casa mal assombrada pelo colchão de pedra, se estivesse ensolarado e os raios solares estivessem muito fortes eu recuaria dois paços para tras cobrindo as costas do braço enquanto estendo o outro para frente, fazendo um pose dramática e diria com a voz elevada.
- Sol, por favor, pare de me adorar tanto. - E esperaria meus olhos se acostumarem com a claridade. Se estivesse de noite ou com o "sol fraco" sairia de casa sem fazer escândalo mesmo.

Uma vez que estivesse caminhando pelas ruas de Micqueot eu levaria meus dedos ao queixo e caminharia com o olhar para baixo mas não prestando atenção no caminho, apenas estaria perdida em meus pensamentos.
"O dinheiro que papai me deu para sobreviver nesse mundo cruel acabou semana passada, e a comida de casa acabou ontem.... Droga eu vou ter que trabalhar, mas a unica coisa que sei fazer é usar uma lança, mesmo assim eu nunca estive em um combate real e muito menos tenho uma lança."
Continuaria a caminhar mantendo a cabeça baixa enquanto pensativa sem demonstrar alguma expressão, mas meu interior com certeza estaria chorando nesse momento.

Ergueria minha cabeça e sorriria presunçosamente após os instantes de frustração.
"Hunpf! Eu ficarei tão rica e famosa que eles vão me implorar para voltar, mas eu simplesmente vou ignora-los, assim como eles fizeram comigo!"
Caminharia de forma triunfante e obstinada, naquele instante eu sentiria como se pudesse fazer tudo, mas então lembro que não como nada desde ontem, e volto a chorar internamente....

Olharia para os arredores tentando me localizar na cidade afinal andei por alguns instantes sem prestar atenção no caminho, e faria um mapa da cidade na minha cabeça e iria na direção de algum mercado ou bar.
Se eu chegasse em algum lugar que vendesse comida, me aproximaria o máximo possível do vendedor inclinando meu corpo para frente apertando meus seios com braços para que parecessem maiores, o olhando diretamente nos olhos demonstrando interesse, e sorriria de forma simpática, para o(a) comerciante.
- Com licença, desculpe incomodar mas.... Diria normalmente. - Vossa pessoa saberia dizer aonde alguém como eu pode conseguir um pouco de comida e também algum dinheiro? Nessa parte usaria um tom de voz mais persuasivo e insinuoso.
Se a pessoa se aproximasse de mim demonstrando estar seduzido eu acariciaria o queixo dela com as pontas dos dedos.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rimuru
Orientador
Orientador
Rimuru

Créditos : 12
Warn : [Mini - Licia] A despreocupada. 10010
Data de inscrição : 20/03/2018
Idade : 21

[Mini - Licia] A despreocupada. Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Licia] A despreocupada.   [Mini - Licia] A despreocupada. EmptyTer 22 Jan 2019, 21:29


Louvada seja Micqueot com seu clima gélido e abençoado, assim como a sensação congelante que passa pela pele de residentes despreparados para o ambiente traiçoeiro seu frio deixa de ser apenas uma mera demonstração de ausência de calor quando até mesmo seus moradores apresentam corações gelados e duros como pedra.Tais sentimentos de ambição e ganância foram responsáveis pela atual situação da pobre garota Karelina atingida pelos interesses de olhos famintos de uma sociedade hierarquia de nobres irmãos sendo despejada do luxo para a miséria do mundo, do topo para o fundo do poço seria uma frase adequada e simplista para resumir sua atual posição, de uma mansão extravagante repleta de decorações, paredes de mármore perfeitamente esculpidos e um jardim de inverno com belíssimas flores e animais domésticos, para a sarjeta de uma casa caindo aos pedaços, sua construção não era apenas de uma madeira podre como o simples fato de estar naquele lugar era o suficiente para irritar o nariz de qualquer morador desde que parecia que a vizinhança era abandonada por Deus e até mesmo a humanidade.

Apesar de todas as desavenças e inoportunos sua força de vontade ainda residia em seu peito e com determinação ela se levantava para um dia completamente novo e incerto, se preparando como bem podia agraciando sua boa e bela aparência que de fato não deixava a desejar com um banho calmante deixando qualquer resquício de nervosismo escorrer junto a água.Suas vestes eram então postas ao corpo revelando sua casualidade e logo preparada exposava energia para sair desse moribundo local. A porta rangia conforme era empurrada para o lado e pequenos flocos de neve atingiam seu nariz com leveza, o sol reluzia sobre o asfalto coberto de branco em uma intensidade tão baixa que não se fazia difícil olhar para frente demonstrando todo o lugar que passará a ser seu lar.

As ruas eram movimentadas repletas de pessoas esquecidas ou indesejadas, um bairro para aqueles que sofreram de injustiças ou sem escolhas se excluíram dos demais ocultando sua presença onde nenhuma alma sensata iria se aventurar por escolha própria.Vendedores ambulantes vendiam  armas a preços camaradas, delinquentes jogavam cartas e dados para passar o tempo e uma briga parecia rolar em um beco ao lado com gritos de socorro que logo se silenciaram.De cabeça baixa e sem se preocupar com nada além de sua própria mente seus pensamentos a levaram em pequenos passos de seus pés, de cabeça distraída e tristeza em formas de lágrimas suas retinas ecoavam seu pesar até que recobrava a consciência muito distante de onde estava anteriormente.

Convenientemente acabará por ser o lugar certo aquele que ela passará a visar como objetivo, bem diante a sua frente uma taverna que nunca antes havia notado tinha sua placa chacoalhando através do vento com seu nome um quanto peculiar e indiferente.“Raposas Saltitantes” era como se chamava e podia se ouvir música e batidas de botas de um canto para o outro de seu interior, um lugar que venderia comida para saciar seu estômago.

Parecia ser piada mas dizer que o lugar era tradicional seria uma afronta a tudo que ele demonstrava, suas mesas eram enfeitadas com pele de animais mortos e as cadeiras esculpidas com os ossos de suas vítimas, cabeças embaladas se encontravam penduradas em todos os cantos com algumas pequena identificações escritas sobre uma placa de ouro logo abaixo com o que parecia ser o responsável pela caçada.Desde ursos e coelhos até criaturas nunca antes vistas provávelmente dos mares bem além da montanha reversa. Garçonetes circulavam com seus vestidos de renda servindo uma clientela de sujeitos medonhos de imensas cicatriz e músculos bombados, alguns deles pareciam até mesmo notar a presença da garota:

-Hey colega já viu essa menina por aqui antes.Questionava um rapaz loiro para seu amigo anão que acariciava a barba pensativo antes de responder.

-Provavelmente seja uma nova candidata, faz tempo que não surge membros novos riuriuriuriu.Do contrário sabe que peixes perdidos tendem dificuldade para retornar ao lar. Com uma leve piscadinha do olho esquerdo ela apalpava sua mão sobre o cabo do machado ao lado gargalhando sem deixar resquícios de ser uma piada ou argumento sério.

Aproximando se do dono do local um barman de aproximadamente sua idade ela encenava sua melhor pose buscando persuadir-lo e suas palavras desciam como gotas de mel adocicado seus ouvidos que apenas sorria de volta sem graça massageando a parte de trás do seu pescoço respirando com calma antes de responder a pergunta:

-Bem pelo visto você é nova por essa bandas, seja bem recebida ao Raposas Saltitantes o primeiro e único bar de toda ilha destinado inteiramente a caçadores e seus admiradores, se deseja alguma refeição e um bom retorno monetário saiba que pagamos muito bem por presas de todos os tamanhos aparentes, se quiser preparamos até seu próprio abate para a senhorita mademoiselle.Porém se a caçada não lhe serve ao propósito pode optar eme servir como  uma de minhas garçonetes, tenho certeza que vai gostar de trabalhar por aqui para ganhar a vida.

Passos eram ouvidos e uma sensação estranha percorreu suas costas, uma mão se apoiava em seu ombro e um vulto desconhecido era arremessado ao lado de sua barriga em direção ao barman que pegava o objeto com total indiferença:

-Eu tomaria cuidado se fosse você garotinha, esse lugar não tem o nome de raposa por mero acaso, seu dono consegue ser bem ardiloso e astuto para se aproximar de benefícios.Dizia um rapaz de cabelos brancos e olhos azuis encarando o barman com ódio e rancor.

-Hora Marth e assim que se pronuncia diante de uma dama? Sejamos sensatos meu bom homem, modos são fundamentais para uma ótima impressão, me desculpe pelo gesto rude de meu companheiro ele apenas deve ter tido um dia daqueles depois de uma caçada surreal, não é todo dia que pedem por animais exóticos como esse.O objeto ficava mais nítido revelando ser uma criatura mestiça entre javali e ovelha.

-Uma víbora como ti não se cansa de suas atuações não é mesmo? Bom não que venha a ser da minha jurisdição o que a piralha deseja deixa de ser de meu interesse,que ela faça como bem entender contanto que não me arraste junto ao abismo, quero minha mesa de sempre e uma refeição farta e bebida quente.Sem nem virar o rosto ele apenas dirigia se para um local próximo a parede bem distante de tudo e todos sentando se apoiado contra uma viga de madeira enquanto abria sua mochila para verificar seus pertences.

-Sujeito ranzinza não acha? Bom onde estávamos? Ahhhhh e mesmo? Que tal trabalhar para mim princesa? Certeza que se satisfará com o resultado.
Dicas e Orientações:
 

____________________________________________________

[Mini - Licia] A despreocupada. LeSHb1g[Mini - Licia] A despreocupada. Latest?cb=20110515002239
[Mini - Licia] A despreocupada. Teamfa10


[Mini - Licia] A despreocupada. Lxqhd10


galinha depravada batendo as penas em desespero,:
 

Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
love.licia
Membro
Membro
love.licia

Créditos : 6
Warn : [Mini - Licia] A despreocupada. 10010
Feminino Data de inscrição : 20/01/2019
Idade : 19

[Mini - Licia] A despreocupada. Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Licia] A despreocupada.   [Mini - Licia] A despreocupada. EmptyQua 23 Jan 2019, 02:35

Enquanto se veste Karelina observaria melhor a parte podre da madeira responsável por fazer parte da construção de sua casa. E começa a coçar a cabeça com o dedo indicador se sentindo um tanto assustada pelo estado precário e principalmente surpresa.
- Parece que esta ficando pior a cada dia que passa, o verdadeiro mistério é como essa coisa não caiu, deve ser isso o que chamam de milagre. - Diz a jovem mulher com um semblante incrédulo.
Karelina evitava respirar o máximo possível para não ter uma crise de espirros até finalmente ter certeza de estar longe o suficiente daquela câmara de tortura.

Quando Karelina abre a porta e a mesma começa a ranger, a mulher pararia e encararia as dobradiças por alguns instantes. - Deve faltar óleo no mundo para silenciar essa porta escandalosa. – Então Karelina termina de abri-la.
Uma vez fora de sua receptiva casa, para não dizer coisa pior. Os flocos de nevem que tocam o nariz de Karelina a faria sorrir de uma forma ingênua e um tanto divertida, chegando a quase ser infantil.
- É tão difícil ser eu, até mesmo as forças da natureza me adoram. – Karelina diz como se estivesse se lamentando, entretanto ela usava um argumento bem egocêntrico para isso. Ela até mesmo coloca a mão na testa e apóia-se na parede de casa para enfatizar o próprio “lamento”.
Após divertir-se com a própria infantilidade Karelina pensaria mais profundamente sobre estar caindo flocos de neve na rua e olharia para baixo fitando as próprias vestes.
- Eu gostaria que tivessem me falado que essa ilha nevava antes de ter arrumado as malas. – Ela suspira como uma forma de se conformar mais rápido.

Após ter caminhado sem rumo e até mesmo quase chorado em publico, após meus pensamentos fugirem de minha mente, me vejo parada em frente uma taverna bem barulhenta e com um nome chamativo.  Eu observaria a placa com bons olhos.  – Raposa é meu animal favorito, deve ser um sinal. – Conteria um sorriso largo que tenta aparecer em meu rosto e entro no lugar tentando manter a pose de séria.
Porem assim que abrisse a porta e adentrasse no local eu não conseguiria conter a surpresa, pela arquitetura peculiar. “O dono daqui tem um gosto para moveis bem.....exótico, eu acho.” Observo o nível dos freqüentadores do recinto e concluo que a arquitetura parece se adequar ao publico. “Acho que os selvagens devem gostar dessa er.... hm...ambientação.”
Caminhanria até o balcão olharia para o homem loiro que pergunta sobre mim eu começaria a sorrir de forma confiante e andaria como se estivesse desfilando até o barman. “Parece que é impossível para eu passar despercebida, meus fãs me amam tanto.” E começo a fazer varias poses como se tivesse sendo fotografada e dizendo coisas como. – Oh, por favor, meus fãs, sem fotos, eu vou ficar ainda mais famosa com elas, e serei ainda mais amada. – Mas claro que tudo na minha imaginação, to aqui para ser uma pessoa séria. Ou ao menos tentar.
Quando eu sentisse a mão do rapaz de cabelos brancos tocando em meu ombro, a princípio permaneceria calada e olhando para frente escutando o que ele teria para dizer. Então o encararia por cima do ombro com um sorriso malicioso e fico de pé me aproximaria dele, e o puxaria pelas vestes se fosse necessário, para chamar sua atenção antes dele se afastar totalmente. – Raposas são animais bem curiosos, elas são tão lindas e espertas.... – Começo a usar meus dedos como se fossem duas pernas e uso eles para “caminharem” no peitoral do homem subindo até os ombros. -...elas não são tão fortes ou ferozes quanto outros predadores, mas uma raposa astuta sempre consegue.... – Os dedos seguem caminhando até o pescoço do rapaz e depois até o rosto dele, e então eu sussurraria calorosamente no ouvido dele. -...Beneficios!- E me afastaria do homem sentando no balcão ao lado do objeto em questão.
Olharia para o barman ficando ligeiramente confusa e então começaria a fazer conta com os dedos, pensando na proposta dele. – Ser garçonete aqui não vai me trazer o dinheiro que preciso. – Digo desapontada depois de ter pensado na proposta. E ter calculado nos dedos os anos de vida que eu precisaria ter para ser milionária trabalhando de garçonete. Encararia o javali-ovelha estando confusa e um pouco surpresa. – Você disse que paga por err... isso? – Então aponto para o animal dizendo usando um tom de voz desgostoso. – Esse bicho me parece uma espécie diferente de porco, quando você disse que pagava por presas eu esperava que os animais fossem maiores e mais intimidadores do que um porco, mas se o senhor diz que isso é exótico. – Apontaria para o anão do machado e digo sem maneirar no tom de voz. – Me parece que até mesmo o baixinho ali poderia matar dois desses só com um golpe, nesse caso eu acredito que posso caçar coisas para você. – Digo enquanto olho para o barman sem querer acreditar que um animal como aquele fosse algo valioso para se caçar. “Os caçadores daqui não parecem grande coisa, são tão primitivos...”

Karelina não parece dizer os "insultos" por mal, na verdade ela parece mais com uma criança que não sabe o que diz, o fato dela ter vivido em um mundo totalmente diferente e sendo mimada desde criança, a fez crescer sem noção nenhuma de bom senso sobre o que deve ou não dizer. E é natural assumir que ela não sabe a real dificuldade de caçar um animal.


off:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fanalis B. Ria
Pirata
Pirata
Fanalis B. Ria

Créditos : 37
Warn : [Mini - Licia] A despreocupada. 10010
Feminino Data de inscrição : 30/11/2017
Idade : 22
Localização : The Wonderful Land

[Mini - Licia] A despreocupada. Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Licia] A despreocupada.   [Mini - Licia] A despreocupada. EmptySex 25 Jan 2019, 13:30

~Orientador Ausente~


Seu orientador esta ausente, crie uma M.E.P. para que possa voltar a ser orientado.

____________________________________________________

[Mini - Licia] A despreocupada. FanalisG
[Mini - Licia] A despreocupada. Unknown[Mini - Licia] A despreocupada. Imagem4
Convidado, continue tentando melhorar e você chega lá, não desista jamais!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fanalis B. Ria
Pirata
Pirata
Fanalis B. Ria

Créditos : 37
Warn : [Mini - Licia] A despreocupada. 10010
Feminino Data de inscrição : 30/11/2017
Idade : 22
Localização : The Wonderful Land

[Mini - Licia] A despreocupada. Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Licia] A despreocupada.   [Mini - Licia] A despreocupada. EmptySab 26 Jan 2019, 17:04


Escutando o que aquela linda garota tinha a falar, não deu outra, o homem aproximou o rosto, a olhando dos pés até a cabeça, então coçou o próprio queixo e logo depois o topo de sua própria cabeça, então, dando uma gargalhada, ele começou a falar, seu bom humor era notável e o jeito que falava empolgado sobre seu negócio, fazia parecer com que ele realmente gostasse daquilo que fazia.

- GYAHAHAHAHA. Respeito sua audácia e gostei de você... Certo, se acha que consegue caçar, não tenho porque dizer que não, no caso, eu pago pela raridade, se você me trouxer um simples cervo, eu pagaria bem menos que por um cervo-coruja por exemplo, mas não se preocupe, é tudo tabelado, de toda forma, preciso ter certeza de que pode caçar alguma coisa antes de te fazer algum pedido, e tenho algumas armas nos fundos, porque não pega alguma e me traz alguma coisa? No mínimo uma caça média, como um javali, seria suficiente... Venha comigo. -

Com isso, o homem adentrou por uma porta, abrindo uma janela e se a garota o acompanhasse, veria uma sala repleta de armas grandes, como arpões, lanças, espingardas, espadas, embora tivessem algumas armas menores como revolveres e coisas do tipo, além de muitas peles de animais, sendo mais presentes ursos e tigres, fora dentes, presas e garras, espalhados pelo chão em lugares específicos, nas paredes, em cestos, prateleiras, tudo bem distribuído e organizado, apesar de tudo. Nessa situação, o homem começaria a falar, ainda mais empolgado que antes.

- Escolha sua arma, eu te dou um dia para adentrar na floresta e me trazer algo, é só seguir reto saindo da daqui e virando pela direita, andar alguns quilômetros. Boa sorte! –

DICAS E ORIENTAÇÕES:
 

____________________________________________________

[Mini - Licia] A despreocupada. FanalisG
[Mini - Licia] A despreocupada. Unknown[Mini - Licia] A despreocupada. Imagem4
Convidado, continue tentando melhorar e você chega lá, não desista jamais!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
love.licia
Membro
Membro
love.licia

Créditos : 6
Warn : [Mini - Licia] A despreocupada. 10010
Feminino Data de inscrição : 20/01/2019
Idade : 19

[Mini - Licia] A despreocupada. Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Licia] A despreocupada.   [Mini - Licia] A despreocupada. EmptySab 26 Jan 2019, 19:16


Ainda sentada no balcão encararia o barman com estranheza e me sentindo intrigada enquanto coloco o dedo indicador nos lábios. "Eu falei algo engraçado?" Me indagaria um pouco confusa pela risada do sujeito, e olharia para o lado como se estivesse concentrada em algo. "Bom... Não deve ser algo importante."
Acenaria positivamente com a cabeça e o seguiria até a sala com as armas, mas não sem antes olhar para os frequentadores da taverna por cima do ombro, ao mesmo tempo em que faria uma expressão de desinteresse. - Aposto que essas são as espécies mais raras da cidade. - Pensaria alto em relação aos clientes, mas sem perceber que acabei por dizer em voz alta.

Uma vez dentro da sala começaria a coçar a ponta do nariz e observaria todos aqueles espólios de animais, como peles, presas e garras. - Você realmente gosta desse tipo de decoração... - Diria sem demonstrar surpresa.
Caminharia até próximo das armas e pegaria uma das lanças sem pensar muito, seguraria pelo cabo de forma amadora como se aquilo fosse apenas um adorno, e olharia para os detalhes dela, sem muita expectativa de ser algo bonito eu diria com uma feição de tédio. - Isso deve servir. - Seguraria no cabo lança com a mão direita e encostaria a ponta da mesma na parte de trás do meu ombro para não sair esbarrando em tudo.
Ficaria com uma expressão de espanto. - UM DIA!? - Exclamaria sem controlar direito o tom de voz, o deixando se elevar.
Então coçaria os cabelos utilizando os dedos da mão esquerda parecendo estar ainda mais confusa. - Eu vou caçar um animal, e não a floresta inteira.... E assim me viraria de costas e sairia da sala achando estranho ele ter me dado tanto tempo para trazer um apenas uma caça.

Antes de sair da taverna eu pararia em frente a porta e olharia para o barman por cima do ombro. - Tchauzinho Sr. Raposa, nos vemos em breve. - Diria de forma cativante e até mesmo carinhosa para ele, dando o mais belo dos meus sorrisos, enquanto acenaria para ele com as costas da mão.
Caminharia tranquilamente pela direção instruída pelo barman, seguindo reto ao sair da taverna e virando a direita, mas após caminhar alguns metros, colocaria a mão esquerda na barriga e faço uma cara de frustração e surpresa. - Eu esqueci de comer, antes de sair..... - Ficaria alguns segundos ali parada refletindo minha própria idiotice. - Se toda vez que eu tiver de comer for assim, irei me tornar uma selvagem como eles. - Digo me referindo à clientela da taverna enquanto tentaria conter as lagrimas diante daquele cruel destino, porém a vontade de ganhar muito dinheiro fala mais alto do que a fome e o choro, o que me faria voltar a caminhar em direção da floresta.

Caso eu chegasse tranquilamente na floresta como o esperado, iria bolar um plano infalível (ou pelo menos tentar), pensaria que seria problemático ficar procurando por um animal medroso afinal ele ficaria fugindo de mim e provavelmente levaria mais tempo do que enfrentar um animal hostil.
Com esse pensamento em mente, eu iria atrás de animais pequenos como coelhos ou esquilos para abatê-los com uma estocada rápida utilizando apenas um golpe da lança, e seguiria caminhando com a carcaça dele presa na ponta da lança, esperando que algum predador com fome se aproximasse graças ao cheiro de sangue.
Também iria considerar ir atrás de algum filhote “indefeso” para importuná-lo, mas sem matar, apenas o deixaria muito assustado até que os pais viessem protegê-lo.
Iria considerar também seguir rastros deixados por algum animal desde que ele fosse grande o suficiente para se parecer feito por um animal de tamanho médio ou maior.
Em ultimo caso iria procurar por animais herbívoros como cervos enquanto se alimentam e estão distraídos, me aproximaria sem fazer barulho e assim que estivesse no alcance da lança o perfuraria na região do pescoço preferencialmente para um abate rápido, mas se não fosse possível miraria na coxa, para ao menos machucá-lo e debilitar a movimentação do mesmo.


Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fanalis B. Ria
Pirata
Pirata
Fanalis B. Ria

Créditos : 37
Warn : [Mini - Licia] A despreocupada. 10010
Feminino Data de inscrição : 30/11/2017
Idade : 22
Localização : The Wonderful Land

[Mini - Licia] A despreocupada. Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Licia] A despreocupada.   [Mini - Licia] A despreocupada. EmptyDom 27 Jan 2019, 19:44


Dadas as opções, a garota pegou uma das lanças, ela era grande, possuindo uma ponta de acabamento impecável, sendo que sua lâmina era preta no interior e acinzentada na parte cortante das bordas, na base da lâmina, estava uma grande pena vermelha, além de possuir alguns detalhes esculpidos no cabo de madeira da mesma. De toda forma, ela soltou uma frase de desdenho em relação ao seu prazo elevado, se virou e começou a andar para fora, o que levou a mais uma vez o homem dar uma gargalhada e dizer algumas palavras.

- GYAAHAHAHAHA. Certo, conto com você, me traga algo legal. –

Então ela saiu, se virando para uma despedida calorosa, que fora devolvida também com um sorriso pelo homem, que acenou de volta, coisa que os clientes sequer percebiam, pareciam estar preocupados demais comendo, bebendo, rindo e cuidando de suas vidas pacatas. No caminho, a jovem parou para refletir na fome e no que estava se tornando, mas como todos em sua situação diriam, a vida não havia lhe dado melhores oportunidades.

Com tudo, ela saiu andando pela cidade, onde havia uma ou outra pessoa passando e vivendo sua rotina, até que o movimento foi ficando cada vez menor, chegando em um momento onde as casas ficassem cada vez menos presentes e ela desse de cara com algumas plantações, embora já fosse possível de ver a floresta um pouco mais a frente, seguindo por uma trilha que dava no lugar, a primeira coisa que viu ao se aproximar, não parecia ser um animal, embora ao mesmo tempo se parecesse, aquilo era algum tipo de felino, embora se parecesse muito com um humano, ele tinha o dobro do tamanho da garota, mesmo estando sentado de pernas e braços cruzados, e com seu corpo, no qual usava vestes de couro, feitas para um soldado e umas espada nas costas, bloqueava a entrada para a floresta, com a aproximação da garota, antes mesmo de ela adentrar na mata, ele disse algumas palavras de longe, parecendo estar zangado com alguma coisa e sacando sua espada longa ao final de sua fala.

- Entendo... Mais um Hunter... Não, dessa vez é uma Huntress! Hoje eu comecei a proteger essa floresta, os animais aqui já estão em risco de extinção com tantas caçadas, meu nome é Viclim, mais conhecido como Dente de Sabre, saia daqui agora! -

DICAS E ORIENTAÇÕES:
 

____________________________________________________

[Mini - Licia] A despreocupada. FanalisG
[Mini - Licia] A despreocupada. Unknown[Mini - Licia] A despreocupada. Imagem4
Convidado, continue tentando melhorar e você chega lá, não desista jamais!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
love.licia
Membro
Membro
love.licia

Créditos : 6
Warn : [Mini - Licia] A despreocupada. 10010
Feminino Data de inscrição : 20/01/2019
Idade : 19

[Mini - Licia] A despreocupada. Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Licia] A despreocupada.   [Mini - Licia] A despreocupada. EmptySeg 28 Jan 2019, 02:39


Ficaria estática e de boquiaberta por alguns segundos olhando para o felino, tambem estaria piscando algumas vezes incrédula, como se eu estivesse tendo espasmos no rosto encarando aquele terrível dilema com uma expressão de dúvida. - Você falou que os animais estão em extinção..? Não pode ser! Começaria a rir de nervoso literalmente, enquanto colocaria meus dedos na “raiz” do nariz, mirando meu olhar para baixo. - Deve ser algum engano.... - Tiraria a mão do rosto e a colocaria na barriga, respiraria fundo mantendo os olhos fechados tentando me acalmar. - Eu devo estar com muita fome a ponto de ter começado a sofrer com alucinações... posso jurar que vi um gato gigante falando comigo, é apenas minha imaginação. Então abriria os olhos novamente percebendo que Viclim ainda estaria ali, o que me faria piscar mais algumas vezes tentando forçar minha mente a acreditar que ele era real.

Ao perceber que se tratava de uma figura real, eu me sentiria um pouco desconfortável por meus comentários rudes e faria uma breve reverencia para ele colocando a mão esquerda por trás das costas e inclinando o corpo para frente enquanto esboçaria um gentil sorriso.- Perdoe a minha grosseria,é a primeira vez que me deparo com alguém igual a ti, eu me chamo Karelina Lawford. Voltaria a postura normal mas dessa vez o sorriso gentil teria se transformado em um sorriso presunçoso e esnobe. - Apesar da sua educação eu presumo que você não pretende me deixar voltar tão facilmente, já que desembainhou sua espada.

Desfilaria em direção a Viclim até parar alguns metros na frente dele, seguraria a base da lança com a mão esquerda na altura da cintura e minha mão direita ficaria mais a frente no cabo deixando a lança arqueada para cima na direção do mink. - Por favor, faça as honras! - diria mantendo o sorriso de como se estivesse apenas brincando com ele.

Então esperaria que ele me atacasse nesse momento ou até mesmo antes disso, me protegeria de golpes vindo na diagonal por cima usando a ponta da lança para desviar o fio da espada, apenas o suficiente para eu me esquivar com passos rápidos para o lado na tentativa de ir caminhando em círculos ao redor de Viclim, eu não tentaria disputar minha força contra ele.

Se ele tentasse um golpe totalmente na vertical eu faria um giro lateral com meu corpo aproveitando o movimento para tentar cortá-lo na região do abdome do mink e testar se o fio da corte da lâmina era afiado o suficiente para atravessar armadura de couro. Ainda com a idéia de manter os passos rápidos para dar uma volta ao redor dele. Caso fosse um golpe horizontal eu iria me aproximar dele antes que o mink terminasse o movimento para perfurá-lo na barriga e me abaixaria esperando que o golpe passasse por cima da minha cabeça.

Pela diferença de tamanhos eu não iria esperar que ele tentasse me acertar um golpe baixo com a espada, mas se ele tentasse me chutar ou me dar uma rasteira eu iria espetar a perna dele com a ponta e me afastaria para trás me mantendo distante do alcance de suas pernas. Sempre tentaria me deslocar ao redor dele até parar de costas para floresta, ou então esperaria algum descuido por parte dele e usaria qualquer uma dessas possibilidades para corre floresta adentro. - Tchauzinho Vic foi um prazer te conhecer, mas eu tenho muitos animais indefesos para caçar e você não é um deles.- Diria em tom de deboche para provocá-lo enquanto mostraria minha língua para ele e um sorriso muito travesso em seguida, enquanto corro para a floresta tendo a audácia de dar um rápido aceno de mão.

Provavelmente não é a mais inteligente das idéias correr para a floresta levando em consideração a natureza de meu adversário, mas eu contaria com a possibilidade de achar uma parte mais densa e fechada com muitas arvores, para que Viclim tivesse dificuldade de se locomover devido ao seu tamanho.
Usar uma lança em um espaço limitado também não é a melhor das idéias, mas nesse levaria em consideração que ambos estão em desvantagem.

Se eu conseguisse chegar em uma região fechada ou com obstáculos eu ficaria correndo entre as árvores, pedras, ou qualquer coisa grande o suficiente para atrapalhar a vida do mink, mantendo a lança junto de minhas costas para que ela também não fosse me atrapalhar. E se tivesse a oportunidade eu viraria com a expressão mais cínica possível e diria de forma muito descarada. - Você veio caçar os animais também Vic? -

Em meio a tantas provocações e o terreno ruim eu esperaria que ele estivesse irritado o suficiente para me atacar de forma imprudente deixando alguma abertura ou brecha, que eu usaria para estocá-lo com rapidez na região torácica ou abdominal, mas não com a intenção de matá-lo e sim para deixá-lo ferido e ainda mais irritado, o fazendo desperdiçar cada vez mais golpes e comprar algum tempo continuando a correr entre a mata fechada, na expectativa de deixar Viclim cada vez mais cansado e ferido.

Spoiler:
 


Última edição por love.licia em Seg 28 Jan 2019, 02:53, editado 2 vez(es) (Razão : A formatação ficou estranha quando copiei do word pro fórum :c)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




[Mini - Licia] A despreocupada. Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Licia] A despreocupada.   [Mini - Licia] A despreocupada. Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Mini - Licia] A despreocupada.
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Personagem e Mundo :: Mini-Aventura :: Mini-Aventuras Concluídas ou Canceladas !-
Ir para: