A Grande era dos Piratas



 
FAQCalendárioInícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [MINI-*Shark D. Davy*] *Mundança...*
por Fanalis B. Ria Hoje à(s) 1:55

» [MINI-Shark D. Lee] A Primeira de Muitas
por Fanalis B. Ria Hoje à(s) 1:55

» [MINI-Ulricheisen] O Sopro Inicial
por ulricheisen Hoje à(s) 1:41

» [Mini - Hou Yi] Capítulo 0.5
por Hou Yi Hoje à(s) 1:07

» Olar Marilene
por Curly Bill Ontem à(s) 23:50

» [M.E.P] Curly Bill
por Curly Bill Ontem à(s) 23:30

» Me apresentando aqui, tá okay?
por Reinhardt Ontem à(s) 23:27

» [MINI - Bill Curly] - Meu Ódio Será Tua Herança
por Curly Bill Ontem à(s) 23:25

» [MINI-Kurokami] Alvorada
por Rimuru Ontem à(s) 19:51

» [M.E.P] Towetz
por Towetz Ontem à(s) 19:00

» [MINI-*Towetz*] O Fanfarrão de Shells Town
por Towetz Ontem à(s) 18:47

» [MINI-*Lion King*] *Bandidos Malvados*
por Fanalis B. Ria Ontem à(s) 14:42

» Jimmy, o atirador vermelho
por Fanalis B. Ria Ontem à(s) 14:40

» [MINI-Sr. Gomes] Teste
por Fanalis B. Ria Ontem à(s) 14:36

» [MINI-TheUndead] Faço-os lembrarem.
por Fanalis B. Ria Ontem à(s) 14:36

» [MINI-*Slayer-Sama*] *Dragon Slayer*
por Fanalis B. Ria Ontem à(s) 14:36

» [M.E.P] - TRIPZAP
por TripZap Ontem à(s) 13:25

» MINI-TRIPZAP
por TripZap Ontem à(s) 13:24

» Masimos Titã Howker
por Marciano Ontem à(s) 8:13

» Aaron DeWitt
por GM.Yami Ontem à(s) 2:57

Facebook

------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG


Conheça o Fórum NS


Compartilhe | 
 

 MINI Zayel

Ir em baixo 
AutorMensagem
Zayel
Membro
Membro
avatar

Créditos : Zero
Warn :
Data de inscrição : 12/07/2018

MensagemAssunto: MINI Zayel   Sex 23 Nov - 20:24

Nome: Zay
Idade: 20
Sexo: Masculino
Raça: Humano
Tamanho: Normal
Estilo de Combate: Boxe
Localização: Shells Town
Grupo: Civil
Vantagens: Aceleração
Desvantagens: Convencido
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rimuru
Membro
Membro
avatar

Créditos : 0
Warn :
Data de inscrição : 20/03/2018
Idade : 20

MensagemAssunto: Re: MINI Zayel   Sex 23 Nov - 23:09

~Mini-Aventura APROVADA~


Olá, seja bem-vindo ao OPRPG!!

Eu sou um Orientador, minha função é lhe ajudar a se adaptar neste universo do OPRPG.

Sendo assim irei lhe orientar de todas as formas possíveis, a partir de dicas no decorrer desta Mini-Aventura. Como esse fórum é bem complexo em suas regras, também irei tentar responder suas dúvidas, por isso, no menu de navegação (parte superior do site) existe um link M.P. O mesmo corresponde às mensagens privadas. Lá você poderá, em qualquer momento que achar necessário, me enviar dúvidas de como prosseguir no jogo; ou pode entrar no seguinte link: http://www.onepiecerpg.com/f3-duvidas-criticas-e-sugestoes , e criar um tópico para algum membro da Staff responder; mas caso tenha dúvidas durante a Mini, pode colocar em "off" no próprio post.

Sim... Vamos ao que importa?

Abaixo seguirão algumas dicas para que leia antes de criar seu primeiro post.

DICAS:


  • Lembre-se que você apenas narra as ações de seu personagem, seu personagem nunca FAZ ele sempre TENTA e também demonstre desde o 1º post qual o seu objetivo na aventura.
  • O ambiente que você se encontra, NPC's e todo o resto que compõe sua aventura, quem cuidará disso sera seu narrador.
  • As mini-aventuras servem para corrigir seus erros na narração durante a aventura e também formas melhores de deixar sua narração mais interessante.
  • Caso a Mini-Aventura fique sem post durante 5 dias por parte do player, a mesma será cancelada.


O 1º post é seu e eu serei o seu Orientador.

Observações:
 

____________________________________________________








Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zayel
Membro
Membro
avatar

Créditos : Zero
Warn :
Data de inscrição : 12/07/2018

MensagemAssunto: Re: MINI Zayel   Sab 24 Nov - 1:07


Fazia algum tempo desde o primeiro momento que pensei em me alistar na marinha. Era um sonho de infância que sempre tive, mas nunca havia tomado uma iniciativa. Talvez fosse o medo de deixar para trás os familiares, não sei. De fato sair da zona de conforto e ir rumo a uma aventura sem nenhum futuro garantido seria um ato corajoso, se não louco. Mas a minha vontade de descobrir o mundo era muita, mas o medo de deixar minha querida tia sozinha já idosa, sabendo que ela precisaria de mim, me corroia. Corroia por não ter a coragem de simplesmente sair e viver. Era assim que eu pensava. Ontem fez sete dias. Já bem idosa, minha tia partia desse mundo deixando pra traz um menino sonhador que por uma semana sofria de insônia. O sentimento de perda é angustiante, mas nos últimos dias eu vim aceitando a realidade. Um dia a dor passa, mas no fundo eu não queria que passasse. Para esquecer tudo, resolvi ir atrás daquilo que tanto sonhava. Agora não havia mais nada que me impedisse, nesse mundo era só eu e eu.

Neste mesmo instante sairia de onde estava. Eu era naquele momento um refém da ansiedade e queria por um fim naquilo. Não catei minhas coisas, tão pouco fiz as malas. Eu só fui. Eu iria entrar na Marinha a qualquer custo, esse era meu objetivo. Pelas ruas de Shells Town eu me direcionaria ao quartel da Marinha na cidade. Apesar de muito ansioso, não estava com pressa. Se a caminho do meu itinerário eu notasse a presença de um marinheiro, dele eu chamaria atenção. – Senhor! – Diria num tom mais alto que o normal, acenando brevemente para que me enxergasse. Iria até o militar perguntaria. – O que eu preciso fazer para ser da marinha? –

Esperava que o homem fosse o mais objetivo possível comigo, e se assim fosse, seguiria suas orientações. Chegando ao quartel da Marinha, caso estivesse num horário previsto de funcionamento. Entraria na recepção e falaria com algum militar que estivesse à disposição na sala. – Senhor. Sou voluntario para servir à marinha. Quero me alistar. – E ficaria a disposição para fazer os procedimentos de alistamento.

off:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rimuru
Membro
Membro
avatar

Créditos : 0
Warn :
Data de inscrição : 20/03/2018
Idade : 20

MensagemAssunto: Re: MINI Zayel   Ter 27 Nov - 0:41


Shells Town era de fato uma ilha familiarizada, sendo o ponto de nascença de inúmeras jovens mentes que almejavam a realização de seus sonhos.Muitos entre eles objetivos semelhantes que graças a suas existências tornavam a um lugar pacífico e bem protegido.Afinal entre a maioria daqueles a florescer estava a fagulha da justiça que reluzia pelos seus corações.O gosto impertinente de se juntar a um bem maior e ser capaz de deixar sua marca ao mundo.Se emprega a marinha como um cidadão de bem e lutar pela segurança de toda uma nação.Entre todas essas mentes brilhantes uma delas acabara de passar por um triste desfecho,dizem que a morte é devastadora mas também libertadora pois através da partida de entes queridos somos capazes de superar limites até antes inalcançáveis e evoluirmos bem além em um curto período de tempo do que seríamos capazes sem passarmos por inconvenientes passageiros.

Embora sua tia houvesse percorrido o caminho sem volta,estava na hora de Zay trilhar a sua rota.Em meio a passos curtos e distintos o jovem caminhava pela cidade, inúmeras construções se faziam presentes a sua volta com uma movimentação frequente de moradores executando suas atividades rotineiras.Era possível ver comerciantes negociando suas mercadorias em frente de suas lojas,recrutas da marinha fazendo suas rondas hora ou outra se distraindo com a passagem de belas madames que criavam uma situação de vergonha ao seu superior que esmurrava suas cabeças uma por uma como forma de reprendimento.Era exatamente essa pessoa a qual Zay necessitava de auxílio.Sua aproximação era ligeira e momentânea apesar de não conseguir distinguir aquilo que o sargento dizia era possível compreender que se passava de um sermão bem efetuado que deslizava como navalhas ao vento sobre os ouvidos de seu esquadrão.Talvez ele não soubesse analisar um melhor momento,não se importasse com que estava acontecendo ou simplesmente fosse ingênuo demais para perceber,mas aquele não era uma das melhores horas para distraí-lo.Surpreso com a recorrente chamada como se pego desprevenido o sargento olhava para ambos os lados como se desafiando qualquer um que tivesse se atrevido a interrompê-lo.Seus olhos haviam finalmente repousado sobre o responsável e antes mesmo de respondê-lo com irá Zay fazia questão de expressar sua dúvida.

Aquilo acabou sendo o suficiente para acalmá-lo readquirindo a compostura e ajustando seu chapéu e as medalhas ao seu peito o sargento analisava Zay de baixo para cima antes de dizer qualquer palavra,vendo se de fato ele era uma pessoa qualificada para o serviço.Do contrário ele estaria apenas ganhando um novo recruta desleixado assim como os demais em sua companhia:

-Vejo que possui certo Interesse em vestir o branco.Pois bem rapaz irei lhe instrui-lo em suas façanha. Tuas mãos pareciam expressar um comando e entre empurrões e desfeitos uma entre os recrutas acabava sendo expelida para fora do grupo, sua expressão era nada sorridente mas sabendo que era melhor não contrariar ela referenciava seu comandante pronta para a tarefa óbvia a ser solicitada.Com o dedo indicador o sargento apontava para a esquerda em direção ao final da rua:

-Seguindo esse caminho a frente logo chegará ao edifício principal conhecido como o quartel general.Um grande alojamento repleto dos mais distintos homens e mulheres servindo ao mesmo próximo, assim que chegar basta procurar por uma sala de recepção ou guia pedindo um formulário de alistamento,todos os detalhes a partir daí sobre o que deverá fazer ou quais os requerimentos necessários serão devidamente retratados pelos próprios funcionários.Gesticulando para a garota ficar ao lado de Zay ele logo fazia as devidas apresentações.Essa é Safira assim como você se o universo sorri ao seu favor,ela passou no exame esta manhã.Como eu estou muito sobrecarregado com recém chegados incompetentes irei fazer pelo menos um deles de fato fazer algo de útil.Ela será sua orientadora e te mostrará o caminho.

Faíscas rolavam entre os dois como se apesar da grande diferença de cargo eles houvessem certa ligação exterior,suspirando como se nada pudesse ser feito contra isso Safira pegava o braço de Zay e o fazia andar na direção certa rumo ao destino:

-Me acompanhe desafortunado, quanto mais rápido acabarmos com isso menos seremos agraciados com a companhia um do outro.Sabe se lá porque eu tenho que fazer uma besteira como essas,alguém tão superior como eu deveria ser encarregada de uma atividade mais impactante ou desafiadora.

Era evidente o quão profundamente perturbada ela estava com isso, pois durante o caminho até mesmo os civis pareciam evitar cruzar seu percurso fazendo a viagem de ida muito rápida e calma sem nenhuma perturbação externa.Chegando ao seu destino o lugar em si era como retratado nos livros e contos.Uma enorme construção branca e enfeitada com inúmeras bandeiras tremeluzindo em seus pontos mais altos com bordados azuis representando a calmaria e esposando uma sensação de paz em nossos interiores.A única coisa que parece conflitar com toda essa aura boa era os enormes muros e portões bem protegidos que os separavam da civilização mesmo que abertos ao público:

-Vamos tartaruga,sei que sou mais rápida que muita gente mas não precisa ser tão devagar assim.Provocava Safira conforme ambos adentraram indo em direção ao centro de atendimento.Inúmeras atendentes estavam enfileiradas cada uma delas se responsabilizando por algum tipo de função.Havia aquelas que estavam presentes para ouvir as queixas e sugestões da população,outras receber criminosos capturados por caçadores que vinham debochando confiança esperando sua recompensa,mas a única que se fazia importante era a responsável pelos recém chegados.Nem mesmo haviam cruzado a distância necessária a recepcionista já separava todos os documentos de antemão ouvindo todas as suas palavras até o final e retribuindo com boa educação e profissionalismo:

-Mas é claro.Sempre uma honra em recebermos novos interessados,talvez seja um pouco entediante ou até mesmo possa parecer trivial.No entanto poderia preencher esses documentos para mim.

Uma prancheta era passada para perto de seu corpo assim como uma caneta esferográfica azul.Caso o gosto fosse diferenciado a maneira de escrita havia outros instrumentos igualmente qualificados para o serviço tais como uma pena e tinteiro,carvão,lápis, e entre outros:

-Quando terminar adoraria que me contasse um pouco sobre o senhor,suas ambições e razões para estar aqui e não em outro lugar.Se a resposta for coerente com nossas expectativas ficarei mais do que grata em colocá-lo na próxima etapa.


Dicas e Orientações:
 

____________________________________________________








Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rimuru
Membro
Membro
avatar

Créditos : 0
Warn :
Data de inscrição : 20/03/2018
Idade : 20

MensagemAssunto: Re: MINI Zayel   Qua 5 Dez - 5:55

Mini-Aventura CANCELADA...


Mini-aventura cancelada por inatividade. Caso queira reabrir sua mini mande PM para algum orientador, GM ou ADM.

____________________________________________________








Legenda:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: MINI Zayel   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
MINI Zayel
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» MANUAL COM ESQUEMA MINI SISTEM PHILCO MOD. PH400 VERSION A.pdf
» Mini pizza e brotinho semi-pronta.
» quanto tempo dura a mini pizza na geladeira
» AJUDA: Montando um carrinho ambulante de mini pizza
» Massa ideal para mini pizza pré-assada

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A Grande era dos Piratas :: Personagem e Mundo :: Mini-Aventura :: Mini-Aventuras Concluídas ou Canceladas !-
Ir para: