A Grande era dos Piratas



 
FAQCalendárioInícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Masimos Titã Howker
por Marciano Hoje à(s) 17:29

» [MINI-Sho Oma] A brisa gelada que abre as portas para o futuro
por JogadorManço Hoje à(s) 16:01

» Os 12 Escolhidos
por Wander Hoje à(s) 13:44

» [MINI-Ulricheisen] O Sopro Inicial
por ulricheisen Hoje à(s) 13:13

» [M.E.P] Shu Oma
por Fanalis B. Ria Hoje à(s) 03:19

» MINI-TRIPZAP
por ADM.Mephisto Ontem à(s) 18:50

» [Mini - Aria Lee] Antes do início
por ADM.Mephisto Ontem à(s) 18:50

» [Mini - Mamoo] Por aí para me procurar.
por ADM.Mephisto Ontem à(s) 18:50

» Aaron DeWitt
por ADM.Bowel Ontem à(s) 15:28

» Bell Farest
por ADM.Bowel Ontem à(s) 15:27

» [MINI-kaito]O solitário Kaito
por Fanalis B. Ria Ontem à(s) 15:13

» [MINI-Sr. Gomes] Teste
por Fanalis B. Ria Ontem à(s) 15:13

» [Mini] - Yoshaki
por Fanalis B. Ria Ontem à(s) 15:13

» Busca por orientador
por Fanalis B. Ria Ontem à(s) 11:32

» [MINI-Kurokami] Alvorada
por Rimuru Ontem à(s) 08:11

» ~ Mudanças Importantes ~
por ADM.Tidus Ontem à(s) 01:11

» [Mini-Jean-Claude] Prólogo
por Rimuru Sab 15 Dez 2018, 19:41

» Mini - aventura, Rant
por ADM.Mephisto Sab 15 Dez 2018, 19:06

» [MINI-TheUndead] Faço-os lembrarem.
por Fanalis B. Ria Sab 15 Dez 2018, 17:42

» Yamajin
por Galaxy Dante Sex 14 Dez 2018, 23:15

Facebook

------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG


Conheça o Fórum NS


Compartilhe | 
 

 [Mini - Hadesu] Keep your eyes open

Ir em baixo 
AutorMensagem
Hadesu
Membro
Membro
avatar

Créditos : Zero
Warn :
Data de inscrição : 15/11/2016

MensagemAssunto: [Mini - Hadesu] Keep your eyes open   Qua 26 Set 2018, 17:39

Nome: Hadesu
Idade: 20
Sexo: Masculino
Raça: Mink Felino [Gato]
Tamanho: Normal
Estilo de Combate: Gatuno
Localização: Yakira Town, West Blue
Grupo: Civil
Vantagens: N/A
Desvantagens: N/A
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zuzu Hijra
OKAMA
OKAMA
avatar

Créditos : 18
Warn :
Feminino Data de inscrição : 13/10/2017

MensagemAssunto: Re: [Mini - Hadesu] Keep your eyes open   Qua 26 Set 2018, 20:10

~Mini-Aventura APROVADA~


Olá, seja bem-vindo ao OPRPG!!

Eu sou uma Orientadora, minha função é lhe ajudar a se adaptar neste universo do OPRPG.

Sendo assim irei te orientar de todas as formas possíveis, a partir de dicas no decorrer desta Mini-Aventura. Como esse fórum é bem complexo em suas regras, também irei tentar responder suas dúvidas, por isso, no menu de navegação (parte superior do site) existe um link M.P, que corresponde às mensagens privadas. Lá você poderá, em qualquer momento que achar necessário, me enviar dúvidas de como prosseguir no jogo; ou pode entrar no seguinte link: http://www.onepiecerpg.com/f3-duvidas-criticas-e-sugestoes , e criar um tópico para algum membro da Staff responder; mas caso tenha dúvidas durante a Mini, pode colocar em "off" no próprio post.

Sim... Vamos ao que importa?

Abaixo seguirão algumas dicas para que leia antes de criar seu primeiro post.

DICAS:


  • Lembre-se que você apenas narra as ações de seu personagem, seu personagem nunca FAZ ele sempre TENTA e também demonstre desde o 1º post qual o seu objetivo na aventura.
  • O ambiente que você se encontra, NPC's e todo o resto que compõe sua aventura, quem cuidará disso será seu narrador.
  • As mini-aventuras servem para corrigir seus erros na narração durante a aventura e também formas melhores de deixar sua narração mais interessante.
  • Caso a Mini-Aventura fique sem post durante 5 dias por parte do player, ela será cancelada.


O 1º post é seu e eu serei a sua Orientadora.




Dicas e Orientações:
 

____________________________________________________

“I wish you could know what it means to be me
Then you'd see and agree that every man should be free...”. ♫



Quer saber mais sobre o okama way? Ficha na imagem, honey... ♫  

Pavão Misterioso ♫
E não sou mais um transviado... ♫
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hadesu
Membro
Membro
avatar

Créditos : Zero
Warn :
Data de inscrição : 15/11/2016

MensagemAssunto: Re: [Mini - Hadesu] Keep your eyes open   Qui 27 Set 2018, 12:30

Keep Your Eyes Open

O corpo, outrora puro e sem manchas, agora se encontrava violado. O orgulho da sua raça, a força, não mais existia, seu “membro” havia sido cortado. Sua estrutura física jazia no chão, enquanto a mente se estilhaçava, tentando ignorar o escarlate que coloria os campos pertencentes a sua tribo.
Quente… Tão quente, mas não era como um caloroso abraço materno, estas eram as chamas que queimavam nossos pais. Como o calor pode nos proporcionar uma situação tão úmida? Ah, isso são lágrimas... Então os guerreiros choram?
Gritou aos ventos, chorou e nada pôde fazer enquanto observava os adultos queimarem. Levado junto às outras crianças sabia que lhe restava uma única forma de sobreviver: Se tornando um escravo, um bom escravo.


***

Objetivo… Eu realmente precisava de um? Aprendi esta palavra com um de meus muitos donos, não que ele a tenha ensinado, longe disso! Costumava ficar na espreita, coletando o máximo de informações para um dia fugir e agora que havia conquistado a tão sonhada liberdade não sabia o que fazer.

Talvez a melhor opção fosse coletar mais dados para encontrar outros que desejem viver no limite, porém para tal era necessário que me tornasse forte. A grande questão era: Onde poderia encontrar informações de maneira rápida? Bom, os homens são mais acessíveis quando bebem, ir em direção a um estabelecimento que venda bebidas alcoólicas lhe parecia ser a melhor opção.

Inicialmente buscaria encontrar a zona comercial da cidade, assim que o fizesse caminharia pela mesma visando encontrar algum tipo de indicação, esses estabelecimentos deveriam possuir placas e era exatamente isso que procurava.

Caso a busca acabasse se alongando miraria em um dos residentes da cidade com o máximo de cautela, afinal sua aparência poderia assustá-los. Assim que encontrasse um indivíduo menos hostil lhe diria: — Olá, poderia me informar onde fica o bar mais próximo-nyah?

Assim que encontrasse o local outrora visado, me colocaria para dentro e buscaria ficar próximo do indivíduo que parecesse estar mais bêbado. Seus olhos passeariam pelo local buscando absorver o máximo de informações, neste caso estaria focado em possíveis rotas de fugas e armamentos a mostra, bem como nos indivíduos que lhe parecessem mais perigosos.

Sem esquecer de seu principal objetivo, que neste caso era a coleta de informações, trataria de puxar assunto com alguma pessoa, enquanto me manteria atento aos diálogos alheios. Dotado de corpo e voz feminina, aproveitaria deste estranho presente dos céus. — Olá-nyah.— Diria enquanto cruzaria as pernas, deixando suas grossas coxas em cheque, e levaria a mão direita em direção ao queixo, demonstrando interesse numa conversa, em seguida daria continuidade: — Vem sempre aqui-nyah? — Depositaria a mão esquerda na coxa e inclinaria o corpo suavemente para frente mantendo-me no aguardo de uma resposta.
Legenda:
 

Observações:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zuzu Hijra
OKAMA
OKAMA
avatar

Créditos : 18
Warn :
Feminino Data de inscrição : 13/10/2017

MensagemAssunto: Re: [Mini - Hadesu] Keep your eyes open   Sex 28 Set 2018, 17:40



        Perambulando como mortos-vivos, os recém-libertos tendem a confrontar o paradoxal sentimento de solidão ao embrenhar-se entre as pessoas. Dotados de um senso de liberdade ingênuo, romântico e inexistente, são abocanhados por armadilhas infantis, afinal, quem estaria forte o suficiente para encarar um mundo que por tanto tempo escapou-lhes pelas mãos – ou pelas patas, em alguns casos – de maneira tão bruta e cruel? Quem estaria apto o suficiente para encarar os pesos dos grilhões que a liberdade negativa – aquela que os clássicos denominam como “ausências de oposições” – infligem nos fracos de espírito e nos indecisos? Pois bem, tais respostas não faziam o mínimo sentido para Hadesu. Ele sabia o que estava fazendo e pretendia continuar assim por tempo suficiente para embarcar em um mundo que o recebesse de braços abertos, ao contrário de punhos fechados e paredes sufocantes.

        Buscou refúgio, então, na pequenina civilização de Yakira Town. Aquele deserto era como uma lembrança constante de que, por mais violenta que seja a ventania, muitos grãos de areia podem trocar de lugar, mas o deserto segue sendo o deserto; esse grande nada que engole tudo.

        Andou pouquíssimo até dar de cara com um bar. Esse tipo de estabelecimento é facílimo de encontrar: péssima música e uma placa simples na entrada, geralmente feita de madeira, diga-se de passagem. O desse estava escrito “Black”, somente isso. Entrou tranquilamente e buscou um alvo. Um homem novo, trajado em roupas típicas de um criador de ovelhas – o que incluía um cajado que estava ao seu lado -, estava sentado em frente ao balcão de madeira – material-prima que era unanimidade naquele lugar – e que mal conseguia segurar sua postura de tão embriagado que estava. Hadesu preparou-se para completar a segunda frase que iniciaria a conversa quando assustou-se com o barulho enorme ao seu lado. O rapaz simplesmente deixou que sua cabeça batesse contra o mezanino e entrou em estado profundo de sono, provavelmente um coma alcoólico. Ou seja, não era nada do que o gatuno esperava encontrar.

        Olhou para os lados e se viu sozinho naquela espelunca. Contudo, não demorou muito para que uma moça aparecesse por detrás do balcão e o cumprimentasse:

         - Boa tarde! Sou a Tante, dona do bar. Pode ficar a vontade, viu? Aqui não chega a ser o Brown Bar, mas temos ótimas bebidas como você pôde perceber – olhou para o bêbado e deu um sorriso de lado.

        A mulher era lindíssima! Sua pele era de um tom bronzeado muito bonito, seus cabelos eram pretos e ondulados, seu nariz era fino e pontudo, suas vestes – um macacão azul com mangas puxadas para cima – faziam jus a mulher grande, alta e corpulenta que era. Além disso, usava uma maquiagem preta abaixo dos olhos típica dos andarilhos de grandes desertos e isso era extremamente charmoso, principalmente porque ornava com as tatuagens tribais que recobriam seus braços.

         - O que te traz aqui? – sentou-se de frente a Hadesu e apoiou os cotovelos – Procuras algo ou alguém? Vi muito bem toda a sua “movimentação”... – deu uma leve risadinha - ...para se aproximar de Scar. Aliás, peço desculpas por ele. O rapazinho aí sofre de insônia devido ao trabalho pesado que têm e por isso vem ao bar uma vez na semana para entupir seu corpo de álcool e conseguir desmaiar. Um adorável cliente – diria enquanto passava a mão pelos cabelos cheios de areia do homem que naquela altura já estava roncando.

        Tante parecia ser uma boa forma de conseguir informações, mas seria ela uma informante segura o suficiente? Aquela simpatia toda fazia parte de sua personalidade ou poderia ser uma farsa? Hadesu teria que descobrir com seus próprios artifícios.


Dicas e orientações::
 

____________________________________________________

“I wish you could know what it means to be me
Then you'd see and agree that every man should be free...”. ♫



Quer saber mais sobre o okama way? Ficha na imagem, honey... ♫  

Pavão Misterioso ♫
E não sou mais um transviado... ♫
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hadesu
Membro
Membro
avatar

Créditos : Zero
Warn :
Data de inscrição : 15/11/2016

MensagemAssunto: Re: [Mini - Hadesu] Keep your eyes open   Dom 30 Set 2018, 00:46

Keep Your Eyes Open

A maresia dos primeiros dias foi sobreposta ao cheiro das fezes e urina, o soluçar de dor ao silêncio. As crias minks estavam expostas a condições subumanas, mas elas não eram humanas, correto? Se os céus fossem justos levariam todas e as privariam dessa lástima, mas quem disse que aquela totalidade poderia conhecer o Nirvana?

A morte deu sua cara novamente, desta vez a passos lentos, levando consigo as crianças mais fracas que não resistiam a fome ou doenças. Aquilo que outrora acreditavam ser uma benção acabou se tornando uma maldição, os fracos eram livres do sofrimento, enquanto os fortes sabiam que lhe restaria uma vida agonizando.


***

Encontrar o bar acabou sendo uma tarefa simples, o que acreditou ser bastante estranho, afinal em sua vida nada, absolutamente nada, poderia ser tão fácil. Embora frequentar esse tipo de lugar não fizesse parte da sua rotina achou muito estranho a falta de clientes. Bem, por enquanto isso não vinha ao caso, desde que arranjasse suas informações estaria contente.

Pondo em prática a segunda parte de seu plano se pôs ao lado do indivíduo alcoolizado e deu início a sua paquera. Yare, yare, nem tudo são flores, certo? O tiro saiu pela culatra e o babaca bateu a cara. Incrédulo não pôde deixar de sorrir com a situação.

O sorriso se desfez assim que notou o grande dilema em que estava envolvido, seu plano havia falhado miseravelmente e não tinha em mente uma segunda opção...  Quando estava prestes a desistir acabou sendo surpreendido por uma bela figura feminina que surgiu detrás do balcão, ao saber que a mesma era dona do estabelecimento tratou de sorrir e respondê-la: — Oh, Boa tarde Tante-dono-nyah!

A mulher lhe pareceu ser bastante prestativa e por ser dona do bar muito provavelmente poderia ajudá-lo com os dados que buscava, afinal ela poderia muito bem ter conexões, só havia um porém: O que poderia oferecer em troca dessa informação? Ela não deveria ter motivos para fazê-lo de forma gratuita, por ora tentaria obter o que pudesse.

Não pude deixar de enrubescer quando descobri que a mesma estava observando. Com o objetivo de deixar o ambiente leve espelharia os movimentos feitos pela mulher enquanto responderia às suas indagações com um sorriso no rosto: — Nada em específico, sou uma gata viajante. — Levaria a mão em direção ao queixo enquanto tentava formular uma resposta, já que nem mesmo eu sabia o que estava procurando. — A-acho que quero encontrar outros parecidos comigo, pessoas que gostam de viver no limite enquanto se aventuram por aí, aproveitando o nosso bem mais precioso, a liberdade. — Faria uma breve pausa e em seguida continuaria, visando obter alguma resposta. —Sabe-nyah?

Trataria de observar bem suas expressões faciais, a partir deste ponto meu principal objetivo seria analisá-la. Em suma, ninguém consegue controlar totalmente a linguagem corporal, a mulher deveria ter alguma microexpressão, espasmo ou tique que demonstrasse uma mentira, visando encontrá-la para descobrir quais dados seriam verdadeiros tentaria manter um diálogo. — Bem, seu amigo Scar não quis me dar bola, será que com você será diferente? — Diria enquanto piscava o olho direito e me debruçava suavemente no balcão, visando constrangê-la.

Hihi! Brincadeirinha! Sabe… Eu achei algo que atiçou minha curiosidade, você falou de um Brown Bar e este se chama Black, sabe o que quero dizer, certo? Hã… Há algum significado nessas cores? Ou é algo próprio da região? — As perguntas acabaram saindo um pouco mal formuladas já que não tinha o hábito de estender conversas, esperava que Tante ao menos entendesse o que queria dizer.

Ah, outra coisa, outra coisa! De gata para mulher. — Diria enquanto gesticulava com o braço, pedindo para que a mesma se aproximasse, em seguida utilizaria da outra mão para tapar a boca na direção de Scar, muito provavelmente ele não poderia ler meus lábios já que parecia estar desmaiado, o fiz apenas para chacotear da situação. Em seguida continuaria murmurando: — Não é perigoso para uma mulher tomar conta de um bar? O público é quase todo masculino-nyah!  — Como num clique arqueou suas orelhas e se pôs ereta fazendo uma última pergunta: — Ny-nyah! Falando em público, por que está tão vazio?

Caso obtivesse respostas para todas as perguntas acreditava que conseguiria notar alguma microexpressão recorrente, afinal a primeira e a última poderiam vir a gerar algum desconforto em Tante, enquanto as do meio se referiam a algo que poderia ser referente a cultura local, logo não faria sentido mentir sobre isso, pelo menos era assim que pensava.

Céus, onde está a minha educação!? Com licença.  — Diria enquanto tentaria pegar o bastão pertencente a Scar, giraria-o usando meu corpo como eixo e então o lançaria para o alto. Neste momento curvaria o corpo e colocaria a mão direita no peito enquanto estirava a esquerda, me apresentando na sequência: — Sou Hadesu, uma ex-artista circense. — Se tudo ocorresse como esperava o bastão cairia sobre a palma da sua mão esquerda, mas dado o seu azar tudo poderia acontecer. — Será que podemos nos ajudar?
Legenda:
 

Observações:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zuzu Hijra
OKAMA
OKAMA
avatar

Créditos : 18
Warn :
Feminino Data de inscrição : 13/10/2017

MensagemAssunto: Re: [Mini - Hadesu] Keep your eyes open   Sex 05 Out 2018, 19:00



        Tante ouviu atentamente a mink com um belo sorriso no rosto. Seus movimentos não pareciam ser suspeitos e muito menos sua simpatia. Ela era, até o momento, uma mulher bastante comunicativa e gentil – mas desses o inferno está cheio.

         - Liberdade? Muitos que aparecem por aqui ainda estão tentando se desamarrar de muitas coisas – passou as mãos de maneira afetuosa nos cabelos de Scar – Desculpe, eu não costumo me relacionar com clientes – respondeu a aproximação de Hadesu com um risinho – O Black é mais antigo do que o Brown, mas sua história carrega a mancha de ser um recanto de piratas e fugitivos da lei, o que até era no passado, mas hoje em dia é só um boteco qualquer subjulgado pela fama de outro. Enfim, coisas da vida.

        Todas as respostas foram bastante tranquilas, bem humoradas, contudo, ao ser colocada a questão de sua figura estar ali e do esvaziamento do estabelecimento, sua expressão mudou um pouco. Virou-se de costa, ignorou as outras perguntas, abaixou-se e voltou manuseando de maneira habilidosa e extremamente rápida, dois punhais: um cravado de pedras e outro simples. Com uma brutalidade imensa, cravou a singela lâmina no balcão, o mais próximo de Hadesu, na verdade, se tivesse sido um fio de pelo a mais, poderia ter arrancado um pedaço de sua mão/pata.

        Ainda segurando com uma força desproporcional a adaga, disse:

        - Quer que eu te mostre o motivo para isso daqui estar vazio, pequena? Pegue a adaga. Irei te ensinar um pouco sobre como uma mulher consegue colocar bandos de piratas para fora do Black com um corte limpo – seu sorriso já não era doce, mas seus olhos brilhavam.

        Aquele convite era muito claro, apenas os motivos não estavam postos. Por que Tante iria desafiar uma mink para um duelo em meio ao seu bar? Teria sentido ela alguma coisa de ruim emanando de Hadesu? Ou melhor, teria alguma pergunta despertado lembranças ou magoas de acontecimentos dali que a envolveram? Bem, não era hora de se indagar novamente. A peleja já estava posta.


Dicas e orientações:
 

____________________________________________________

“I wish you could know what it means to be me
Then you'd see and agree that every man should be free...”. ♫



Quer saber mais sobre o okama way? Ficha na imagem, honey... ♫  

Pavão Misterioso ♫
E não sou mais um transviado... ♫
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Galaxy Dante
Orientador
Orientador
avatar

Créditos : 13
Warn :
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 19
Localização : No Pc

MensagemAssunto: Re: [Mini - Hadesu] Keep your eyes open   Qui 18 Out 2018, 15:13

Mini-Aventura CANCELADA...


Mini-aventura cancelada por inatividade. Caso queira reabrir sua mini mande PM para algum orientador, GM ou ADM.

____________________________________________________


ERROU ALI MANE
Rigel,Dev. - 2018
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [Mini - Hadesu] Keep your eyes open   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Mini - Hadesu] Keep your eyes open
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» MANUAL COM ESQUEMA MINI SISTEM PHILCO MOD. PH400 VERSION A.pdf
» Mini pizza e brotinho semi-pronta.
» quanto tempo dura a mini pizza na geladeira
» AJUDA: Montando um carrinho ambulante de mini pizza
» Massa ideal para mini pizza pré-assada

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A Grande era dos Piratas :: Personagem e Mundo :: Mini-Aventura :: Mini-Aventuras Concluídas ou Canceladas !-
Ir para: