One Piece RPG
[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? YTcHx



 
FAQCalendárioInícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [Mini - Arrepiado] Um pequeno caçador
[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Emptypor Arrepiado Hoje à(s) 12:55

» Um fantasma
[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Emptypor Galaxy Dante Hoje à(s) 12:34

» Wilhelm Saladin Read Rackham
[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Emptypor ADM.Raizen Hoje à(s) 12:25

» Ling Tian
[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Emptypor ADM.Raizen Hoje à(s) 12:19

» Alipheese Fateburn
[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Emptypor GM.Alipheese Hoje à(s) 11:00

» MINI-*Paulobruno18*] Piloto
[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Emptypor Hisoka Kurayami Hoje à(s) 02:39

» [Mini - Ephràyim] Minha Lenda Pessoal
[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Emptypor Gabriel.52318 Hoje à(s) 01:35

» Samantha Evergreen
[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Emptypor ADM.Hoyu Ontem à(s) 22:21

» Doppio Pannacotta
[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Emptypor ADM.Hoyu Ontem à(s) 22:13

» Helves
[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Emptypor ADM.Hoyu Ontem à(s) 22:05

» [Kit - Ventus] Kit Johnny Joestar
[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Emptypor GM.Ventus Ontem à(s) 21:45

» Skÿller Van Der Veen
[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Emptypor ADM.Hoyu Ontem à(s) 21:26

» Gallore Strange
[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Emptypor ADM.Hoyu Ontem à(s) 21:22

» [Kit - Neopolitan e Lisara Restall]
[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Emptypor Fanalis B. Ria Ontem à(s) 19:25

» [Kit - Pedido] Azur Lane: Akagi
[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Emptypor Remenuf Ontem à(s) 19:14

» [Kit - Makei] Kit Gyro Zeppeli
[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Emptypor Remenuf Ontem à(s) 19:14

» [kit Smoker - One Piece]
[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Emptypor Remenuf Ontem à(s) 19:13

» [Mini] Um Lutador justo
[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Emptypor Womayi Ontem à(s) 19:07

» [Mini-Yuusaku] Big Game Hunter
[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Emptypor Yuusaku Ontem à(s) 19:00

» [MINI-MUGEN] COMEÇANDO COM TUDO
[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Emptypor Mugen Hoshi Ontem à(s) 16:02

Facebook

------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG


Conheça o Fórum NS


Compartilhe
 

 [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance?

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Itherael
Membro
Membro
Itherael

Créditos : Zero
Warn : [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? 10010
Data de inscrição : 01/09/2018

[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Empty
MensagemAssunto: [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance?   [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? EmptySab 01 Set 2018, 14:32

Nome: Tron Sttriker
Idade: 25
Sexo: M
Raça: Humano
Tamanho: 1,60
Estilo de Combate: Boxeador
Localização: Shells Town
Grupo: Civil
Vantagens: Ambidestria
Desvantagens: Fantasia

Especificações:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Galaxy Dante
Orientador
Orientador
Galaxy Dante

Créditos : 17
Warn : [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? 9010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 19
Localização : Vivo me perguntando onde

[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance?   [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? EmptyDom 02 Set 2018, 20:55

~Mini-Aventura APROVADA~


Olá, seja bem-vindo ao OPRPG!!

Eu sou um Orientador, minha função é lhe ajudar a se adaptar neste universo do OPRPG.

Sendo assim irei lhe orientar de todas as formas possíveis, a partir de dicas no decorrer desta Mini-Aventura. Como esse fórum é bem complexo em suas regras, também irei tentar responder suas dúvidas, por isso, no menu de navegação (parte superior do site) existe um link M.P. O mesmo corresponde às mensagens privadas. Lá você poderá, em qualquer momento que achar necessário, me enviar dúvidas de como prosseguir no jogo; ou pode entrar no seguinte link: http://www.onepiecerpg.com/f3-duvidas-criticas-e-sugestoes , e criar um tópico para algum membro da Staff responder; mas caso tenha dúvidas durante a Mini, pode colocar em "off" no próprio post.

Sim... Vamos ao que importa?

Abaixo seguirão algumas dicas para que leia antes de criar seu primeiro post.

DICAS:


  • Lembre-se que você apenas narra as ações de seu personagem, seu personagem nunca FAZ ele sempre TENTA e também demonstre desde o 1º post qual o seu objetivo na aventura.
  • O ambiente que você se encontra, NPC's e todo o resto que compõe sua aventura, quem cuidará disso sera seu narrador.
  • As mini-aventuras servem para corrigir seus erros na narração durante a aventura e também formas melhores de deixar sua narração mais interessante.
  • Caso a Mini-Aventura fique sem post durante 5 dias por parte do player, a mesma será cancelada.


O 1º post é seu e eu serei o seu Orientador.

____________________________________________________

"Teu coração é livre, tenha coragem de segui-lo"



[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? CT71c4q
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Itherael
Membro
Membro
Itherael

Créditos : Zero
Warn : [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? 10010
Data de inscrição : 01/09/2018

[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance?   [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? EmptySeg 03 Set 2018, 07:24

O Escolhido De Volta as Ruas - 1

Quem sou eu? essa é a pergunta que deve estar agora bem na sua cabeça, afinal um homem precisa marcar seu nome na história, antes que sua mera aparência dispense apresentações, eu sou Tron, o escolhido dos céus, aquele que está no mundo para converter tudo em paz, pra fazer com que tudo dê certo. Eu sou um rapaz que nasceu em circunstâncias precárias, não conheci meus pais e nem tinha ninguém por mim quando pequeno, cresci nas ruas, no meio da fome, guerra e miséria, natural do North Blue, sou das terras geladas, a terra de gelo e neve, a terra do sol da meia noite. Eu era um vadio qualquer ou pensava isso, era um nada, até que um dia ela me apareceu, a minha afrodite, a personificação da beleza “Auriel” a mulher que trazia as boas novas.


“Obrigada, eu não sabia que você tinha esse apreço todo, se você fosse fácil assim de lidar todo dia, a vida era bem melhor”


Apesar das suas palavras na minha cabeça, eu sou sempre alguém simples, você que gosta de complicar as coisas certamente, eu sempre vou pelo caminho poético, sem muitas coisas erradas é claro, mas esqueçamos o meu passado é hora de seguir em frente, estamos a 2 anos em Shells, e hoje é o nosso dia certo? eu acho que vai ser sensacional com toda certeza. Há… eu gosto de caminhar por aí sem rumo, não tem atividade mais reconfortante. E claro nem mais divertida.

“Sim, você está correto, temos que partir rumo a o seu trabalho sou sua supervisora aqui ainda, e você sabe que existe algo mais divertido que caminhar, obviamente provar novas comidas é algo assim”

Naquele momento o que me restava era levantar de onde quer que eu estivesse, bater a possível poeira das calças e camiseta, e logo começaria a caminhar por ali, tentando seguir em direção ao QG, de fato era pra lá onde eu deveria ir, cumprir meu objetivo, e aquela maluca resolvia agora se materializar? Mas o Que? Meus olhos estavam arregalados meu rosto vermelho, e claro, ver Auriel tão bela com roupas tão provocantes me enchia os olhos, aquele shortinho…Há… meu nariz de certo sangraria naquele momento. Ela se aproximava mais de mim se espreguiçando e falando diretamente comigo.

-Agora sim, estou prontinha, quero te seguir de perto, pois é um dia memorável, finalmente você vai fazer aquilo que tanto esperamos.-

Eu estaria meio sem jeito de falar com ela mas, desviando um pouco o olhar de suas curvas eu diria algo, pois de verdade aquele era o dia mais esperado da minha vida em tempos, ainda meio corado, respiraria soltando um pouco mais de ar e acalmando meus ânimos, apenas por fim falando com a linda mulher.

-Claro Auriel, eu sei que isso é mais importante pra você até mesmo que pra mim, prometo que vou fazer o que me mandarem. Eu serei um agente em Treinamento quando isso terminar.-

A convicção do que eu dizia era forte dentro de mim, e claro minha voz sairia em um tom calmo mas imponente, não havia vergonha nas minhas palavras, não havia medos, nem dúvidas sobre o meu destino, todos os meus planos resultariam no fim que eu lutei tanto pra obter, era isso que tanto esperei nesses anos, o momento que Auriel me dissesse que eu estava pronto, e esse dia foi ontem ao fim do meu último treino, e por isso que hoje meu caminho é para o QG.

Passo a passo eu tentaria seguir para o quartel da marinha, pois já estou a muito tempo nessa ilha, e bem, eu deveria saber onde tal ficava, mas claro sempre existe a chance de não encontrar de primeira, seja lá por que for, e bem, eu não to afim de perder tempo, se eu notasse que de algum modo, eu não estou conseguindo seguir pela direção certa, pararia para questionar o primeiro ser vivo com capacidade de falar que eu visse.

-Olá, eu e minha amiga Auriel, estamos indo para o QG, só que minha cabeça falha em lembrar o caminho certo, saberia me dizer pra onde fica?-

Questionaria um pouco envergonhado, pois o rosto da minha tutora me olhando era algo bem complicado, ela demonstrava estar um pouco bravinha, as bochechas cheias, e um pouco coradas de certo modo, e ela estava batendo o pé no chão… droga isso é mal sinal… o pior é que ela sabe o que eu to pensando, há… como escapar disso, respiraria fundo novamente focando no possível cara que tivesse achado, e quando a informação me fosse repassada agradeceria a ele, se ela fosse genuína, me dizendo a direção eu a seguiria também. Se ela acabasse por ser apenas um “não sei” ou um “Talvez” procuraria o próximo fazendo a mesma pergunta acima. Mas a despedida em todo caso era a mesma.

-Obrigado pela ajuda, que os céus te protejam.-

E dizendo tal me retiraria do local é claro, se com a informação a seguiria indo pra onde me tivesse apontado o dedo do compatriota, mas o importante de fato era e quando eu chegasse no QG o ponto alto do meu dia estava nesse exato momento. Assim que possível chegaria para o primeiro marinheiro ou agente que visse, fosse no portão ou fosse já lá dentro aproveitando pra me apresentar e também questionar sobre os caminhos do coração… digo caminhos do QG, onde eu pudesse me localizar melhor pra achar o lugar de alistamento.

-Bom dia eu me chamo Tron, e essa aqui do lado é minha amiga Auriel, viemos nos alistar no governo mundial, quero ser daquele grupo que usa terno bacana sabe me dizer onde posso ir?-

Falaria isso fazendo uma reverência para a dama enquanto mostrava com as mãos ela para o homem, na hora que citasse seu nome, voz sempre calma e corpo sempre em postura, pronto para a ação,e bem, a garota me olhava naquele momento estranha, pois ela sempre lembrava de algo que eu plenamente me esqueço, só eu a vejo… e bem a pancada vinha logo, um crock enorme, vindo de cima pra baixo na minha cabeça que quase me levava ao chão, aquilo era maldade.

- Ei isso foi maldade Auriel, desculpe ela ta meio estressada hoje.-

Se ele me passasse a informação eu a seguiria com calma, se não me repassasse apenas perguntaria aos próximos repetindo a abordagem, mas lembrando de não citar Auriel dessa vez, e me concentrar no foco da pergunta. Se chegasse em algum momento até o ponto que eu pudesse finalmente ver a/o responsável pelo alistamento me aproximaria questionando se era ali pra me alistar, e até começava a falar que eu e a minha amiga estávamos ali para se alistar, mas ela apertava minhas bolas com força… antes que eu continuasse, então cortava essa parte partindo com uma voz de extrema finura que surgiria na hora que sentia a fisgada da dor.

- Olá é com você que eu falo pra ser um Agente do Governo Mundial? Eu e a minha… Digo eu sem mais ninguém, sozinho, vim aqui pois quero me alistar.-

Tocaria a garganta então e faria um leve som fingindo tirar o pigarro dela, enquanto uma lágrima descia de leve pelo olho esquerdo, por a mulher não ter piedade e ainda estar apertando, ela finalmente soltava, sem dizer mais nada, e bem ela estava um pouco estressada, e não queria que eu parecesse maluco na frente da supervisora, ela estava certa e fazia por minha proteção, mas custava ser um beliscão ? Poxa logo minhas pedras mais preciosas.

- Desculpe minha voz, a garganta tá meio estranha hoje.-

Diria com um olhar tranquilo agora, e um enorme ar de alívio, estava pronto pra aceitar o que viesse, a resposta dela seria o que mais esperei por todos esses anos, o dia que eu finalmente trilharia o caminho prometido.

Legendas:
 

OFF:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Galaxy Dante
Orientador
Orientador
Galaxy Dante

Créditos : 17
Warn : [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? 9010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 19
Localização : Vivo me perguntando onde

[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance?   [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? EmptyTer 04 Set 2018, 01:00

Tron encontrava seus passos como um soldado indo à guerra, era natural, instintivo chegar até o QG. Talvez crescer nas ruas não fosse de todo ruim, pois guiar-se não seria um problema em meio a cidade. Assim que entrou deparou-se com um marine lendo o jornal por trás do balcão, suas pernas cruzadas sobre a mesa enquanto folheava descontraidamente, focando-se apenas no jornal. - Bom dia eu me chamo Tron, e essa aqui do lado é minha amiga Auriel, viemos nos alistar no governo mundial, quero ser daquele grupo que usa terno bacana sabe me dizer onde posso ir?- O marinheiro retirava seus olhos do jornal após ouvir as palavras, fitando o garoto e a sua pose tentando apresentar Auriel.

Inclinou a cabeça levemente para o lado, e quase babando indagou – Quê? – Não demorou muito para se recompor, retirando as pernas da mesa e ficando ereto respondeu com um semblante neutro – Olha, pra você fazer parte “dos caras de terno bacana” é por ali – Inclinava seu corpo apontando com o braço por cima do balcão, indicando para um lugar próximo do QG, com uma placa em cima bem exposta escrito “Os-Caras-de-Terno-Bacana” de forma desleixada, deixando duvidosa a qualidade daquele serviço.

Segundos depois do diálogo tremendamente estranho, o guarda era surpreendido com mais uma bizarrice, presenciando a cena do boxeador levando uma pancada e indo ao chão. – Masoque por... ? Aquele suco de açaí não deve ter caído bem... – Terminava, coçando a cabeça incrédulo com a situação. - Ei isso foi maldade Auriel, desculpe ela ta meio estressada hoje.- O guarda dava de ombros, voltando ao seu jornal enquanto o enviado do céus se direcionava para o local indicado.

Assim que terminava de falar com a voz nitidamente alterada*cof cof um homem grisalho vestido com um terno negro como a noite respondia prontamente, mesmo que estivesse um pouco desconcertado com a voz do garoto – Ah sim, dor de garganta, costumava ser um estorvo nos meus dias de juventude também... – Sorria maliciosamente, como alguém que escondia algo. – É comigo mesmo, se está preparado para dar umas boas surras e mandar criminoso pro caixão vieste ao lugar certo... Quer dizer, servir a justiça e proteger o povo dos males que se escondem nas sombras e tudo o mais... cof cof. – Ele dava um formulário para o boxeador, sendo este, ainda mais duvidoso que a placa do lugar.


Formulário escreveu:
Teu nomi:

Tu idad:

Como lucha:



Cual eres tu plano para dominares a China:





E então ele terminava de falar – Assim que preencher, estará apto a ser analisado em combate, e se passar, poderá ser então um agente. - Revelava um sorriso simpático com os olhos fechados e dentes amarelos a mostra.


Considerações e Dicas:
 

____________________________________________________

"Teu coração é livre, tenha coragem de segui-lo"



[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? CT71c4q
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bread
Pirata
Pirata
Bread

Créditos : 50
Warn : [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? 10010
Masculino Data de inscrição : 03/04/2017
Idade : 29
Localização : Lvneel - North Blue

[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance?   [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? EmptyTer 11 Set 2018, 00:37

Mini-Aventura CANCELADA...


Mini-aventura cancelada por inatividade. Caso queira reabrir sua mini mande PM para algum orientador, GM ou ADM.

____________________________________________________

Objetivos:
 


FICHA~~~~~~~~~~~~~~~~~~AVENTURA

[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Ezgif-2-ebe547f763

Legendas:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mephisto
Administrador
Administrador
Mephisto

Créditos : 105
Warn : [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 20
Localização : Wars Island (North Blue)

[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance?   [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? EmptyDom 18 Nov 2018, 10:21

Mini-Aventura Reaberta...



Mini-aventura reaberta a pedido do player, crie nova MEP para que possa voltar a ser orientado.

____________________________________________________

Make love, not war


[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? D4wsKVj


2017 Achievements:
 


2018 Achivments:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Itherael
Membro
Membro
Itherael

Créditos : Zero
Warn : [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? 10010
Data de inscrição : 01/09/2018

[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance?   [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? EmptyDom 18 Nov 2018, 11:31

Cumpri meu tempo, aproveitei minhas chances - 2

Aquele primeiro guarda já devia me achar maluco, é isso que dar deixar a Auriel solta… Toda vez ela me vem com essas porras e eu acabo tendo sérios problemas por que ela inventa de fazer as coisas nas piores horas, eu já deveria saber que isso ia acontecer ao menos não afetava tanto minha jornada e de frente ao velho, ele me explicava que ele seria meu tutor enquanto auriel em êxtase.

-Olha só o velho é bem legal em? Ele tinha dor de garganta também quando mais jovem hahaha, olha só ele trouxe algo pra a gente escrever junto, hihi adoro esses formulários.

Ela estava empolgada, pulando na minha frente, enquanto dizia coisas e mais coisas e cara, que porra eu faço com ela… pensava colocando a mão contra minha face tentando ignorar o fato dela ser meio estranha e ficar fazendo essas coisas enquanto me moveria para pegar o formulario.

-Certo senhor eu vou preencher o formulário. Logo lhe entrego o mesmo. Acho que não terei muitos problemas para fazer algo assim-

Eu diria sorrindo e finalmente pegaria o formulário, e ele bem...Que porra de formulário é esse? Tudo aqui é tão suspeito assim? eu não saberia o que dizer depois de meus olhos corressem pelo formulário e Auriel, ficava quieta também, apenas me agarrando por trás e olhando por cima do meu ombro como quem diz: “Vai na fé tô te olhando” e me apoiando a fazer o melhor para minha vida.

-Não não… Você ta errado, eu só não faço ideia do que você vai escrever nisso, mas posso ajudar com os planos para conquistar a china… nisso eu sou boa.

É… Sempre esqueço que a maldita sabe ler meus pensamentos… Bom… Era hora de escrever eu pegaria a caneta ou o que fosse que tivesse pra escrever ali e lentamente pensando o melhor em cada resposta e finalmente o devolveria da seguinte forma:


Formulário escreveu:
Teu nomi: Tron Sttriker

Tu idad: 25 aninhos

Como lucha: Soy Boxeador, treinado em Santiago de Compostela



Cual eres tu plano para dominares a China: Devemos em primeiro de tudo nos livrar dos portõe, devemos passar por baixo da terra, uma escavação de preferência, e um túnel por onde todos os soldados passassem por baixo dela, e assim invadiremos a china para iniciar um guerra e derrotar seus líderes tomando ela por completo.

Sendo bem sincero, não faço ideia do que é Santiago de Compostela, a Auriel disse que era importante colocar… e… não faço ideia do que é a China também, eu achei que conhecia muito do mundo… Mas eu tava completamente errado parecem ter lugares que jamais vi por aí. Voltaria para o velho agora e entregaria a ele meu formulário preenchido.

-Ta aqui senhor, respondi com o melhor que pude, acredito que seja o suficiente certo?

Meu olhar estaria focado nele, e era impossível de esconder a minha inquietação, minhas mãos não paravam quietas eu não sabia onde as por, cruzaria os braços e descruzaria direto e tentando encaixar as mãos nos bolsos, com olhar meio perdido, Auriel estava bem pior, ela mordia os lábios inferiores e apertava meu braço, se recostando em mim de forma a praticamente agarrar meu músculo, jogando todo o corpo contra ele.

-É tão excitante!!! Ver meu garotinho virando um homem agora.

Masoque? pera pera pera ai? isso é a central da marinha mesmo né? ou você me levou pra mais outra casa de luz vermelha sem eu saber? Por que se for isso eu já virei homem umas 20 vezes só pra constar, e não tô no clima pra essa parada hoje não… Aliás o que diabos eram aquelas perguntas você sabe né ? Isso é um plano seu por acaso? Naquele momento só me restava esperar e ver o que ia acontecer, enquanto via Auriel com um rosto não muito legal… Ela aparentemente queria me matar… É acho que ela não ta feliz…

-Grrr… Me aguarde seu ingrato...

Caso o homem dissesse que eu estava aprovado em qualquer momento, um sorriso se faria em meu rosto, eu estaria finalmente pronto para começar, meu olhar em chamas diria muito mais sobre mim mesmo naquele momento do que qualquer palavra que eu pudesse proferir, Auriel, apesar de com um sorriso no rosto ficava quieta, provavelmente por ter se irritado com meus pensamentos anteriores.

-Certo quando eu começo o que preciso fazer agora senhor?

Falaria com a voz claramente empolgada, caso ele me pedisse para o seguir ou me desse qualquer ordem inicial tentaria fazer ela da melhor maneira possível naquele momento, afinal, tudo ali seria importante para determinar como meu futuro vai seguir.


Legendas:
 

OFF:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Galaxy Dante
Orientador
Orientador
Galaxy Dante

Créditos : 17
Warn : [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? 9010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 19
Localização : Vivo me perguntando onde

[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance?   [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? EmptySeg 19 Nov 2018, 07:06

Ah piada eh o seguinte




- Certo senhor eu vou preencher o formulário. Logo lhe entrego o mesmo. Acho que não terei muitos problemas para fazer algo assim – Estas eram as primeiras palavras do garoto ao finalmente receber o formulário. Não era surpresa que ele acabava ficando intrigado com as perguntas e o modo como aquilo estava escrito. Era realmente uma anomalia, algo que não se via todo dia. Enquanto escrevia, podia ouvir de fundo vidro sendo quebrado, poderia chutar que era uma janela, e logo após, um grito feminino ensurdecedor seguido de outro masculino que pedia por socorro.

Talvez Tron estivesse concentrado demais em escrever e bolar o plano para invadir a china e acabava deixando isso passar batido. Era um homem a se admirar em serviço afinal, parecia almejar o sucesso antes de qualquer coisa.

Percebeu ao entregar a folha para o velhaco que, por um momento, ele havia saído dali e então finalmente voltara para recolher suas respostas. Os gritos haviam cessado, e o barulho de vidro sendo quebrado jamais fora ouvido novamente. – Hmm 25 anos é? Então você já tem uma boa bagagem de vida... – Ele colocava a mão direita sobre o queixo enquanto segurava a folha com a esquerda. Suas expressões saiam de algo neutro para de espanto, parecia incrédulo com o que estava vendo. – Santiago de Compostela? Nome bonito, mas nunca ouvi falar... – Lançava-lhe um olhar de desconfiança enquanto empinava seu nariz, tentando demonstrar-se superior (mesmo que aquele lugar fosse uma verdadeira espelunca) – Sei não Rick, parece falso. – Ao lado dele, brotava um homem do nada que se levantava de baixo de um balcão inspecionando a folha minuciosamente.

- Uhhh... Não, Não! Não Chun, tudo certo. Eu já fui lá... É um lugar bastante... – Repentinamente ele virava o rosto com um olhar dramático de olhos semicerrados para Tron, finalizando – Exótico. – E sumia de novo, rastejando para de onde quer que tivesse surgido. O velho abria um enorme sorriso e abria os braços finalizando – Há! Mas que ótima notícia então, você já é quase um de nós. Ah, e o seu plano para invadir a china foi simplesmente brilhante! Escavar um buraco e enfiar milhares de soldados lá, como eu não pude pensar nisso antes?! – Ele fazia um sinal com a mão para segui-lo, indo em direção até uma porta branca e abrindo-a, que, logo após fazê-lo, saiam dois cidadões com hematomas por todo o corpo e uma cara visível de desespero, ambos correndo para longe.

Lá dentro Tron iria se deparar com uma sala completamente normal. Era consideravelmente grande e vazia, chão, teto e paredes, tudo branco. Uma mesa com alguns acessórios não tão pertinentes e lá no canto dois caixões fechados. Nada demais. Antes que pudesse sair ou fazer qualquer outra coisa, o velho Chun saia rapidamente pela porta e a trancava. O sorriso no seu rosto claramente dizia que algo de estranho estava acontecendo.

Ah, e o incompetente orientador esqueceu-se de um detalhe importantíssimo: Além de todas aquelas coisas na sala, havia também um homem de quase dois metros de altura. Imóvel, apenas encarando-o sério e de braços cruzados. Ele ficaria ali por minutos imóvel e quieto, até que, por um momento, finalmente resolveria falar.

- Então você caiu no papo daquele velho também, não é? – Ele balançava a cabeça de olhos fechados, como se estivesse desapontado. – Mais um desgraçado... Que pena. – Suspirou e sugou uma boa quantidade de ar, para então falar sem pausas – Esse cara e mais três invadiram minha casa uma vez dizendo que eu havia recebido duas multas: uma por ser o Adriano e outra por não estar ouvindo eles. Então me deram duas opções... – Ele fechava os olhos, como se estivesse tentando fugir daquela lembrança traumática – Ou eu era preso por minhas dividas enormes com essas multas, ou trabalhava para eles como recrutador da funerária. – Começava a estalar cada dedo de suas mãos e terminava com um olhar determinado - Por que vender caixões é uma tarefa bastante perigosa e muito importante no mundo, não serão admitidas falhas! – Afastava ambas as pernas flexionando-as levemente, fechando o punho esquerdo e colocando-o atrás do corpo que estava de lado, com a palma direita para frente entrando assim em posição de combate. – E assinando aquela folha você concordou num acordo em ser um de nós, portanto, vamos ao teste! -
Off:
 

____________________________________________________

"Teu coração é livre, tenha coragem de segui-lo"



[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? CT71c4q
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Itherael
Membro
Membro
Itherael

Créditos : Zero
Warn : [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? 10010
Data de inscrição : 01/09/2018

[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance?   [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? EmptyTer 20 Nov 2018, 11:10

Só um homem e sua vontade de sobreviver - 3

A espera se fazia naquele momento uma estranha sensação de tortura, eu não tinha certeza mas achava que talvez tudo desse certo, todo o momento era bem estranho, até que finalmente, um cara maluco de 2 fucking metros, que de alguma forma acreditei ser uma estátua começava a falar comigo. Suas palavras muito me intrigavam… Ele parecia falar de uma experiência diferente com uma funerária? E os homens terem obrigado ele a participar? Onde eu vim parar Deus? E agora eu vou enfrentar um maluco de 2 metros de altura?

-Eu poderia até te explicar alguma coisa, mas não faço ideia do que ta acontecendo aqui, eu na verdade acho que me perdi quando a estátua começou a se mover. Foi demais pra mim.

Cacete, até a auriel se perdeu, mas o negocio é… Se o maluco quer lutar é hora de lutar, mas não antes de responder ele é claro, eu nessa hora me colocaria em posição colocando minha perna esquerda a frente e a direita para trás, eu esperava que as coisas começassem de uma maneira distinta, minha intenção era que o homem acreditasse que eu sou destro, visto que usar a perna de apoio na frente do corpo normalmente indica fazer o giro pra o lado inverso e socar com a outra mão.

- Muito bem… Eu não to nem um pouco afim de vender caixões, ou seja lá o que for, mas se te derrotar pode me deixar em paz, pode ter certeza que eu vou fazer.

Diria aquilo já com um sorriso no rosto, enquanto auriel estava me fitando com um olhar debochado, ela devia estar bem irritada comigo… Isso é meio preocupante mas não acho que ela vá me atrapalhar. Não muito… E aliás acredito que caras muito grandes como esse são muito confiantes, e se ele for de fato uma pessoa cheia de confiança, vai ser melhor, eu não subestimo ele. No entanto ele deve me subestimar, afinal eu sou bem pequeno. Auriel se aproximava mais de mim falando com um tom provocativo e cheia de sarcasmo.

-Ta confiantezinho hoje em? Olhando pro cara de dois metros e ficando na paz aí como se nada tivesse acontecendo… Sei não viu

Não vou nem responder essas coisas, só iria me estressar mais se eu fizesse tal coisa. Agora era hora de começar, eu poderia esperar que meu oponente atacasse, mas esse não ia ser meu jogo eu rapidamente avançaria para cima de meu oponente com velocidade, meu primeiro movimento seria… Não auriel peraí, ei NÃO!!!!… a maldita auriel colocava o pé na minha frente antes de qualquer coisa e não só isso ela me empurrava.

- MALDITA AURIEL!! VOCÊ ME DESEQUILIBROU O QUE ACHA QUE TA FAZENDO SUA MALUCA???? EU TO NUMA LUTA QUER ME MATAR?-

Meu corpo desequilibrado iria ao chão na hora o que me faria ter de rolar rapidamente para não dar muitas brechas, a maldita só ria em voz alta enquanto achava que estava tudo bem em fazer isso por que pra ela tudo se resolve desses modos absurdos… Fuck… rolaria o mais rápido possível pelo chão e tentaria me aproximar de meu inimigo por baixo, se ele me atacasse no processo tentaria rolar para a direita ou para a esquerda caso fosse necessário, tentando manter posição, e se fosse muito necessário rolaria para trás. No momento que me visse próximo o suficiente usaria a oportunidade para rapidamente golpear com muita força o joelho da criatura ali em questão. Qual dos dois joelhos? Bem a resposta é simples, o que estivesse mais perto de mim no meio do Caos.

-Achou que eu não ia dar de volta o estresse de hoje, achou errado otário. E eu to só começando, eu vou te quebrar todo no meio disso aqui...

Auriel agora me ameaça… Dois contra um? Fodeu!!! Levantaria o mais rápido possível do chão e rapidamente avançaria movendo o meu torso para um lado e para o outro, como se fizesse uma fita sobre a direção para a qual eu pretendia ir. O motivo disso é que até aqui eu esperava que meu oponente acreditasse que eu era destro e esperasse que eu vou socar pela direita mas meu movimento seria claramente um soco pela esquerda. Movendo meus quadris para a lateral direita como se fosse dar um Jab, rapidamente usaria o braço esquerdo posicionado mais atrás para desferir um soco direto contra o maxilar do homem, e aproveitaria do mesmo momento para com a direita socar no meio da barriga dele. Se ele me atacasse nesse meio tempo tentaria me mover pouco apenas afastando o dorso para a esquerda ou direita o suficiente para que o golpe passasse mas sem sair muito do lugar, ao menos não antes de aplicar esses dois golpes.

Após os golpes me afastaria pra trás e nesse momento era hora de focar nos contra ataques. Se ele me desse um soco alto cruzado, me abaixaria rapidamente, ficando um tanto quanto de lado e subiria com um uppercut, focando atingir embaixo do queixo do meu oponente com toda a força que eu pudesse na direita, minha intenção era desestabilizar ele com o golpe. Acertando ou errando rapidamente giraria 180º onde viria com o cotovelo direito diretamente nas costelas do inimigo, como ele era muito mais alto que eu, uma cotovelada na cara me geraria muito esforço, depois disso retomaria posição me afastando dois passos. Se ele me atacasse nas costelas ou pela lateral com um golpe cruzado, iria para a direção contrária ao golpe aproveitando do momento que ele terminasse para atacar o braço do meu oponente.

Assim que o golpe terminasse seguraria rapidamente com a direita no pulso ou onde desse pra pegar e com a esquerda aplicaria o soco no antebraço, vindo de baixo para cima, ou o usando os braços inversos caso a posição fosse mais favorável. Se ele tentasse me atacar por baixo visando atingir minhas pernas eu saltaria o mais rápido possível, mas não para trás, eu me lançaria em cima dele com um voo… Indo com a intenção de derrubar ele ao chão e depois moveria novamente dois passos pra trás. Se ele tentasse jogar alguma coisa em mim, cadeiras, um lápis, qualquer merda dessas aí, eu rapidamente tentaria me mover para os lados, e se fosse algo muito grande me jogaria ao chão rolando para trás ou para frente se visse como mais viável, se não fosse giraria para as laterais. Se em qualquer momento eu fosse atingido, tentaria resistir a dor, e se fosse possível, iria revidar o golpe no momento que fosse atingido, serraria os dentes e focaria em causar mais dor, e não na sensação, era minha forma de lidar com isso. Se o golpe fosse no rosto eu tentaria diminuir os danos, girando o rosto para o mesmo lado que o soco ia, não oferecendo resistência a mão mas deixando o rosto ir junto quando fosse atingido, é uma velha técnica de boxeador para reduzir os danos e se manter de pé. Se eu caísse em algum dos golpes possíveis, tentaria levantar o mais rápido possível para retomar posição. Essa luta tem de ser uma coisa bem finalizada. Agora eu ira...

-AUGH!!! CHOUG… Por que?

Auriel havia socado meu estômago, me fazendo travar e logo cairia de costas em seguida, quase vomitando todo meu almoço… Tava foda de lutar naquilo ali e ela não deixava barato na hora que eu caia ela chutava a minha cara com toda a força me deixando tonto, a mulher não tava feliz, que eu fiz senhor? Agora to mais fodido que nunca, apanho de um lado apanho de outro.

-Caralho Auriel, agora você pegou pesado… Meter o pé na minha cara?

Diria rolando enquanto tentaria me levantar o mais rápido que desse a coisa estava feia e ela não parava de me olhar com sorriso maligno como se alguma merda fosse acontecer ali, e no fim das contas o que fazer? Ta ficando mais e mais complicado por conta dessa rixa… Era até difícil me livrar desses pensamentos. ruins mas precisava continuar em frente como sempre.



Legendas:
 

OFF:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Galaxy Dante
Orientador
Orientador
Galaxy Dante

Créditos : 17
Warn : [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? 9010
Masculino Data de inscrição : 30/03/2013
Idade : 19
Localização : Vivo me perguntando onde

[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance?   [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? EmptyQui 22 Nov 2018, 05:41

O jovem enviado dos céus entrava em sua postura de combate também, assumindo uma parecida com a do grandalhão já que ambos eram boxeadores. – Me derrotar? Assim espero, pois aí teremos um ótimo dum coveiro! – Ele dizia com um sorriso visivelmente grande e sua voz em tom de provocação, sabendo que o rapaz não gostava da ideia de trabalhar em uma funerária. Ambos ficavam alguns segundos parados se encarando enquanto Tron falava com Auriel, o agente de funerária até que ficava um pouco confuso com a situação empinando suas sobrancelhas e recuando a cabeça um pouco. Quando Tron começava sua investida, ele voltava para sua posição ficando sério e frio novamente, fechando ambos os punhos com firmeza...

O barulho do corpo do anjo se estatelando no chão foi a última coisa que ele ouviu antes de baixar totalmente sua guarda e começar a rir, abrindo seus braços e encarando o chão onde ele estava caído - MALDITA AURIEL!! VOCÊ ME DESEQUILIBROU O QUE ACHA QUE TA FAZENDO SUA MALUCA???? EU TO NUMA LUTA QUER ME MATAR?- Gritava o anjo, o que acabava deixando o agente ainda mais confuso do que já estava, mesmo que este não deixasse de rir da situação. Ainda que sua guarda estivesse baixa, ele observava a aproximação até que cômica de Tron rolando no chão, e quando o mesmo tentava acertar um golpe em seu joelho mais próximo sabe-se lá com o que, o grandalhão apenas desviava com um salto para trás. – Peraí garoto, eu não pretendo atuar no mesmo circo que você ainda. – Caçoava com um sorriso nítido em seu rosto, que logo iria se desfazer ao garoto levantar e revelar sua ginga.

Seus olhos zig-zagueavam junto com o movimento do Anjo, e confuso, ele não sabia o que esperar. Pronto para bloquear um jab, acabava por levar um soco bem no meio do maxilar que fazia com que se desestabilizasse movimentando a cabeça de acordo com o golpe e dando uns passos para trás quase caindo, para logo em seguida ter sua barriga amassada por outro soco alternado. A única coisa que saia daquela boca grande agora era ar e um grande grunhido de dor, junto de uma tentativa de revidar com um cruzado... Seu maior erro. O enviado dos céus por ser muito menor acabava por levar uma vantagem imensurável em velocidade, e abaixava-se com muita facilidade, subindo quase que no mesmo instante para revidar o golpe com um uppercut e bater com tudo em seu queixo.

Era surreal, alguém daquele tamanho fazer outro homem voar tão alto para trás. O Baque daquele corpo pesado caindo ecoava por toda a sala, e até certa poeira se levantava quando o mesmo caia ali inconsciente. Tron já se preparava para virar e dar uma cotovelada, mas acabava apenas acertando o ar. Ele mesmo se impressionaria por derrotar um oponente daqueles tão rápido e com tamanha força, mas também iria ao chão ao ser acertado pela sua própria fantasia. No fim, ele só havia apanhado de si mesmo, mesmo.

Outro impacto era ouvido, desta vez da porta sendo arrombada. Três homens de terno saiam de lá de dentro, dois com pistolas empunhadas e um de mãos livres. Todos eles olhavam para aqueles dois caídos no chão com certo desconforto, para só alguns segundos depois encaixarem as peças e entenderem o que estava acontecendo. – Errh... Nós estamos fechando esse estabelecimento por conta da propaganda fajuta e possível sequestro e trabalho escravo de pessoas. – O grandão imediatamente despertava com um sorriso maior que ele mesmo no rosto, estava verdadeiramente feliz. Ele apenas saia correndo pela saída e gritava. – ESTOU LIVRE, EU VOU VIVER, EU VOU VIVER! – Com ambas as mãos para cima e um ar totalmente renovado em sua aura. – Ein? Que porra de cara estranho, pensei que fosse um deles. E você ai, o que está fazendo aqui ainda? – Balançava o pescoço como se estivesse apontando para Tron, que ainda estava no chão.
Off:
 

____________________________________________________

"Teu coração é livre, tenha coragem de segui-lo"



[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? CT71c4q
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Empty
MensagemAssunto: Re: [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance?   [Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance? Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Mini - Tron] - E se você tivesse uma segunda chance?
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Personagem e Mundo :: Mini-Aventura :: Mini-Aventuras Concluídas ou Canceladas !-
Ir para: