A Grande era dos Piratas



 
FAQCalendárioInícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Jhonnyssauro
por ADM.Mephisto Hoje à(s) 07:48

» [MINI-MAEL WATER] BEGIN
por pedrocchaves159 Hoje à(s) 03:18

» [MINI-PADRE] UM GRITO DE SOCORRO
por Padre Hoje à(s) 03:04

» [M.E.P] Mael Water - Begin
por Fanalis B. Ria Hoje à(s) 01:24

» [Mini - Peter] O Caos Rastejante.
por Nyarlatothep Hoje à(s) 00:46

» [MINI-Sr. Gomes] Teste
por FalkorBr Ontem à(s) 23:57

» Ahab
por ADM.Mephisto Ontem à(s) 23:37

» Sette Bello
por ADM.Mephisto Ontem à(s) 23:31

» [MINI-beyonder] Guangzhou, o monge bêbado
por Bread Ontem à(s) 22:40

» [MINI-Eshir Inferos] O preço de uma vida.
por Bread Ontem à(s) 22:23

» [Mini-Zeratul] Um Caminho Tortuoso
por Zeratul Ontem à(s) 21:43

» [MINI-Akira Saber] Uma aventura congelando,Fernand Ice Island
por Joker299 Ontem à(s) 21:32

» [MINI-Flame Spearrow] Os punhos da revolução
por Flame Spearrow Ontem à(s) 17:12

» [Mini-AoYume] Princesa, pirata, uma lua prateada sob o sol
por Fanalis B. Ria Ontem à(s) 17:06

» Fafnir Borax Greedfall
por ADM.Mephisto Ontem à(s) 12:09

» Shaanti Mochan
por ADM.Mephisto Ontem à(s) 12:05

» Aaron DeWitt
por ADM.Mephisto Ontem à(s) 11:57

» [MINI- Edward Westbrook] O Vazio
por killianakira Ontem à(s) 09:13

» { Mini - Shigenori } A aventura de um aspirante a marinheiro
por Galaxy Dante Ontem à(s) 06:54

» [M.E.P] Shigenori Cunningham
por Galaxy Dante Ontem à(s) 06:53

Facebook

------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG


Conheça o Fórum NS


Compartilhe | 
 

 Bravheseer Finn

Ir em baixo 
AutorMensagem
ADM.Bowel
Administrador
Administrador
avatar

Créditos : 62
Warn :
Data de inscrição : 13/09/2015
Idade : 28

MensagemAssunto: Bravheseer Finn   Dom 06 Maio 2018, 23:21

~ PESSOAL ~


Nome: Bravheseer Finn
Idade: 11
Altura: 1,40
Peso: 32,0
Mão predominante: Destro
Sexo: Masculino
Raça: Humano
Tamanho/Espécie: Normal
Origem: North Blue, Pearl Island (ILHA INEXISTENTE)
Localização: North Blue, Micqueot
Grupo: Civil


~ ATRIBUTOS ~


(Começa com 10 pontos, BÔNUS RACIAL EM AZUL E BÔNUS DE EDC EM VERMELHO)

LEVEL: 1
EXP: 10/25
BERRIES: 50.000

HP: 44
SP: 62

DANO: 2 (+2) ~Normal~
ACERTO: 1 (+3) (+2) ~Normal~
PONTARIA: 1 ~Normal~
ESQUIVA: 6 (+3) (+2) ~Habilidoso~
BLOQUEIO: 0 ~Inábil~
RESISTÊNCIA: 0 ~Inábil~
PERCEPÇÃO: 0 (+2) ~Normal~
MANIPULAÇÃO: 0 (+2) ~Normal~
VELOCIDADE DE ATAQUE: 3 ~Normal~


KENBUN-SHOKU HAKI

Citação :
LEVEL: -X-
EXP DO PODER: 000/050
BUSOU-SHOKU HAKI

Citação :
LEVEL: -X-
EXP DO PODER: 000/050

~ ESTILOS DE COMBATE ~

Citação :
• Estilo de Combate: Boxeador
LEVEL DE COMBATE: 1
EXP DE ESTILO: ~PRIMÁRIO NÃO POSSUI EXP~

~ Perícias ~
Citação :

• Acrobacia
• Furtividade
• Corrida
• -X-
• -X-

~ Ofícios ~
Citação :
• (ofício)
• -X-
• -X-
• -X-
• -X-
• -X-

~ FAMA & REPUTAÇÃO ~

Photoplayer:
PP:
 
Alcunha:
Recompensa:
Citação :
LINK DOS JORNAIS:
~ AKUMA NO MI ~

Citação :
Nome:
Tipo:
Energia:
Bonificação:
~ EQUIPAMENTOS ~


• ARMA(S)
-Nome:
Bônus:
Dano:
Requerimentos:
Custo:

• CABEÇA
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• TRONCO
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• BRAÇOS
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• MÃOS
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• PERNAS
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• PÉS
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

~ INVENTÁRIO~

(MÁXIMO DE 10W)

~ EMBARCAÇÕES ~

Nome:
Tipo:
Descrição:
Velocidade:
Número de tripulantes máximos acomodados:
Lotação máxima no transporte:
Número de ilhas sem precisar reabastecer:
HP:
Canhões:

~ TÉCNICAS ~

• -X-
• -X-
• -X-
• -X-
• -X-

~ TÉCNICAS SUPREMAS~

• -X-
• -X-
• -X-


~ EXTRAS ~


APARÊNCIA: A característica mais marcante de Finn são seus cabelos alaranjados, ligeiramente arrepiados pra cima. Ele costuma usar um capuz, cobrindo parcialmente sua cabeça, deixando apenas uma pequena região de seu cabelo à mostra. Veste, na maioria das vezes, calças, e raramente, shorts. Sapatos e todo o resto também pois tem um senso de moda levemente exigente, procurando sempre transmitir uma boa sensação a partir de sua aparência.
Além disso, as íris de seus olhos são preenchidas pela cor amarela, puxando pro tom mais claro dela. Sua pele é clara, não apresentando nenhum outro traço marcante fora isso.
Seu rosto - no geral - segue o padrão, sem nenhum diferencial aparente. Corpo franzino, braços e pernas proporcionais, assim como todo ele. Carrega sempre uma forte determinação no olhar, evidente em como ele observa/analisa as pessoas ao seu redor.

PERSONALIDADE: Tem uma personalidade tranquila, apesar de às vezes pender pro lado mais impulsivo do seu jeito de ser. Geralmente, ele trata a todos com igualdade, buscando sempre estabelecer uma relação amigável com quem ele julga merecedor de sua confiança e respeito.
Ele insiste em acreditar que todos podem ser pessoas boas se apenas tentarem ser. Faz o possível para convertê-los, e só desistirá dessa ideia quando ELE perceber que é verdadeiramente impossível, considerando a pessoa em questão uma perda de tempo e desistindo de vez dela. Por isso, aqueles que procuram conhecê-lo melhor e em algum momento traem sua confiança, terão que pená-la para recuperá-la, pois não será nada fácil.
Tem um instinto superprotetor e prefere arriscar a si mesmo do que seus amigos, independente da dificuldade que estejam enfrentando. Ele estará sempre lá para ajudar-lhes, contando com eles, também, para auxiliá-lo em qualquer coisa que ele vá fazer.

HISTÓRIA: Finn, um garoto antes nativo de Pearl Island, hoje se encontra em Conomi Island, ele, em sua terra-natal, fez muitas amizades, principalmente com as crianças da sua idade, pouco antes dele receber a terrível notícia - que surpreendemente era trazida por seu pai, Asgore, até ele - de que sua mãe, Mary, estava doente, ele levava uma vida muito sossegada e ao mesmo tempo agitada, como a de toda criança.

No entanto o destino não sorrira para ele, infelizmente, sua mãe veio à falecer após alguns dias, e a criança só veio a saber mais dias depois. Quando seu pai o contara o que havia acontecido, era como se o seu mundo começasse a desmoronar numa velocidade assustadora enquanto ele apenas esperava para ser engolido pela escuridão que preenchia seu coração naquele momento.

Os médicos não a diagnosticaram com nada além de tosse e um pouco de mal-estar, nem um pouco desconcertante, porém, por algum motivo, uma forte sessão de dores veio à tona em seu último dia no mundo dos vivos, e ela acabou por não resistir.

Asgore - seu pai - tentava confortar a criança mesmo estando tão abalado quanto ela, mas de nada adiantara, ele se negava a acreditar que foi tudo de uma hora pra outra, tão repentino, chegando até ele como uma saraivada de flechas que atingiam seu peito conforme ele pensava naquilo, pouco a pouco, ele parava de sair com seus amigos, ficando cada vez mais distante, e ainda em negação.

Seu pai acompanhava e também sentia por aquilo. seu comportamento incomodava ele, e foi assim que ele - Asgore -, decidiu sair mar afora, navegar até onde sua ambição o levasse e consequentemente trazer um presente para o garoto, ou até mesmo contar-lhe as histórias que viveria caso levasse aquela ideia adiante.

Um dos amigos de Finn conseguiu captar parte de todo planejamento que o pai estava fazendo, imediatamente noticiando ao garoto que tivera uma ideia tão boa quanto: ele iria junto de Asgore sem o mesmo saber. e assim o fez, despediu-se de tudo e todos, e partiu.

Continuara se escondendo dentro do navio que carregava não só ele, mas também seu pai, abandonando tudo e todos em sua casa que agora se tornara apenas só mais uma má lembrança que ele com certeza não apreciava.

Certo dia numa noite tempestuosa onde os relâmpagos assustavam até mesmo o mais bravo dos marujos, uma onda imensa atingiu a casca do navio, impedindo que ele continuasse, todos esperavam pelo pior, enquanto viam lentamente tudo que conquistaram ir embora; ser destruído, bem em frente a eles.

Um tempo depois, o que parecia um naufrágio sem salvação acabou se tornando algo pior ainda: a sobrevivência do garoto, e seu pai havia desaparecido, ele não sabia ao certo se estava morto, mas gostava de acreditar que não.

Carregado pela correnteza até uma ilha aparentemente desconhecida, ele decidia que não queria mais nenhuma incerteza nem mágoa na sua vida, portanto procuraria por  seu pai até onde fosse necessário, para que não perdesse mais ninguém, aprendendo com piratas e ALGUNS civis algumas técnicas e habilidades básicas para que conseguisse sobreviver, inclusive a de manejar muitas armas. Além disso, para compensar sua falta de força e curto alcance, ele também procurou aprimorar seu corpo, elevando suas habilidades acrobáticas com alguns instrutores que encontrava por acaso e praticou a arte da furtividade, para que não fosse notado em nenhuma de suas traquinagens futuramente aumentando também sua capacidade na corrida quando precisava fugir, por algum motivo, seja lá por algum erro tosco dele próprio ou até mesmo quando tentavam se livrar dele e o garoto insistia, para a infelicidade dessas pessoas, que muitas vezes se aborreciam com esse tipo de atitude e mandavam perseguí-lo. Mas isso só vez ou outra.

Novamente ele tinha sido enganado pelo terrível destino, aqueles que o ajudaram também queriam mandá-lo para o fundo do mar pois o garoto já estava se tornando um incômodo para eles, todo dia ele queria aprender uma coisa nova, e isso de certa forma provocava eles.

Os piratas com quem ele havia se relacionado mentiram para ele e embarcaram o menino num barco de pesca, deixando ele à deriva quanto tempo pudessem, livrando-se dele.

Ao invés disso, Finn não demorou muito a chegar até uma ilha com uma grande cidade que ele acreditava ser a que os piratas haviam lhe prometido, acreditando cegamente neles, pois o tratavam muito bem, pelo menos durante sua estadia lá.

Dias depois, ficou sabendo que aqueles mesmos piratas que queriam se livrar deles tinham sido presos por marinheiros, passando a entender a verdadeira natureza deles conforme lia o jornal, então, a partir disso, decidira selecionar bem suas amizades, mesmo sabendo do que haviam tentando fazer a ele, o que provavelmente significaria a reclusão de alguém, mas não a dele.






~ VANTAGENS E DESVANTAGENS ~

(MÁXIMO DE 6 PONTOS GASTOS. TODOS COMEÇAM COM 2)

Vantagens:
• Aparência Inofensiva
• Adaptador
Motivo escreveu:
Durante sua estadia em algumas ilhas - inclusive a que ele crescera -, Finn aprendeu a manejar várias armas. Ele consultava adultos e, às vezes, até piratas. Alguns o ignoravam, mas quando decidiam ensiná-lo, ele persistia até o final para aprender o máximo que pudesse.
• Noção Exata do Tempo

Desvantagens:
• Distraído
• Curioso
• Trauma Profundo
Motivo escreveu:
Finn simplesmente não consegue ver alguém sofrer por causa de uma doença, impedindo que ele sequer chegue perto dessa pessoa. Ele fica paralisado quando, mesmo que inconscientemente, vê algo desse tipo, como um choque que corre por todo o seu corpo, imobilizando-o. (Isso se deve a sua mãe, que na história morreu doente)

~ PERSONAGENS CONHECIDOS ~


PLAYERS:
 

NPC's Importantes:
 

NPC's Criados:
 

Link da Mini Aventura concluída ou da ficha antiga cancelada: http://www.onepiecerpg.com/t39692-bravheseer-finn

____________________________________________________

Ficha | Aventura





Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: Regras | Mudanças Importantes | Crie seu Personagem | Mini-Aventuras
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Bravheseer Finn
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A Grande era dos Piratas :: Personagem e Mundo :: Arquivo de Fichas :: Civis-
Ir para: