One Piece RPG
Viktor Rasputin YTcHx


One Piece RPG : A GRANDE ERA DOS PIRATAS
 
FAQCalendárioInícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» [MINI-Kroft] o verdadeiro Norte
Viktor Rasputin Emptypor Kroft Hoje à(s) 00:57

» Ishida Kurai
Viktor Rasputin Emptypor Raiden Fuji Ontem à(s) 21:57

» Mimasu Hoyu
Viktor Rasputin Emptypor ADM.Hoyu Ontem à(s) 21:43

» [MINI-Gwynbleidd] Sword of the Morning
Viktor Rasputin Emptypor Gwynbleidd Ontem à(s) 20:59

» Naitlyn Daisy
Viktor Rasputin Emptypor ADM.Tonikbelo Ontem à(s) 20:44

» [kit- Kisame] Naruto
Viktor Rasputin Emptypor Faktor Ontem à(s) 18:07

» Fanalis B. Ria
Viktor Rasputin Emptypor Fanalis B. Ria Dom 16 Jun 2019, 16:46

» [Mini - Zaniel] O grande recomeço
Viktor Rasputin Emptypor Fanalis B. Ria Dom 16 Jun 2019, 16:15

» [MINI- Bolin] A busca do eu
Viktor Rasputin Emptypor ReiDelas Dom 16 Jun 2019, 13:04

» [MINI - Blackier] A aparição do Ceifador
Viktor Rasputin Emptypor ReiDelas Dom 16 Jun 2019, 12:35

» Alipheese Fateburn
Viktor Rasputin Emptypor GM.Alipheese Dom 16 Jun 2019, 10:49

» [Mini] - Yoshaki
Viktor Rasputin Emptypor Hisoka Kurayami Dom 16 Jun 2019, 08:07

» Asterin Xiao Long
Viktor Rasputin Emptypor Asterin Sab 15 Jun 2019, 20:35

» Proteus Matchinglines
Viktor Rasputin Emptypor Gaiden Sex 14 Jun 2019, 22:28

» Mao di Lut Ima
Viktor Rasputin Emptypor Alek Sex 14 Jun 2019, 17:09

» [MINI-*KIRITOKS*] *NASCE UMA NOVA LENDA*
Viktor Rasputin Emptypor KiritoKS Sex 14 Jun 2019, 14:01

» [MINI - Gust ] O Início do fim
Viktor Rasputin Emptypor GustCodsworth Sex 14 Jun 2019, 09:20

» Skÿller Van Der Veen
Viktor Rasputin Emptypor Cubo Nito Sex 14 Jun 2019, 06:26

» MINI-leonidascreed- As aventuras de Eochu
Viktor Rasputin Emptypor Mephisto Qui 13 Jun 2019, 12:45

» [Mini-Roberval] Você faria um velhinho sofrer ?
Viktor Rasputin Emptypor Mephisto Qui 13 Jun 2019, 12:41

Facebook

------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG

Conheça o Fórum NSSantuário RPG

------------

:: Topsites Zonkos - [Zks] ::


Compartilhe
 

 Viktor Rasputin

Ir em baixo 
AutorMensagem
Bowel
Civil
Civil
Bowel

Créditos : 75
Warn : Viktor Rasputin 10010
Data de inscrição : 13/09/2015
Idade : 29

Viktor Rasputin Empty
MensagemAssunto: Viktor Rasputin   Viktor Rasputin EmptyQui 26 Abr 2018, 20:19

~ PESSOAL ~


Nome: Viktor Rasputin
Idade: 16 anos
Altura: 25 cm
Peso: 1 Kg
Mão predominante: Ambas
Sexo: Masculino
Raça: Anão
Tamanho/Espécie: Normal
Origem: Elbaf | Shin Sekai
Localização: Wars Island | North Blue
Grupo: Civil


~ ATRIBUTOS ~


(Começa com 10 pontos, BÔNUS RACIAL EM AZUL E BÔNUS DE EDC EM VERMELHO)

LEVEL: 1
EXP: 10/25
BERRIES: 6.050.000

HP: 44
SP: 62

DANO: 1 +2 +2
ACERTO: 0 +3 +2
PONTARIA: 0
ESQUIVA: 8 +3 +2
BLOQUEIO: +5
RESISTÊNCIA: 1
VELOCIDADE DE ATAQUE: 3

KENBUN-SHOKU HAKI

Citação :
LEVEL: -X-
EXP DO PODER: 000/050
BUSOU-SHOKU HAKI

Citação :
LEVEL: -X-
EXP DO PODER: 000/050

~ ESTILOS DE COMBATE ~

Citação :
• Estilo de Combate: Gatuno
LEVEL DE COMBATE: 1
EXP DE ESTILO: ~PRIMÁRIO NÃO POSSUI EXP~

~ Perícias ~
Citação :

• Acrobacia
• Alpinismo
• Punga
• -X-
• -X-

~ Ofícios ~
Citação :
• (ofício)
• -X-
• -X-
• -X-
• -X-
• -X-

~ FAMA & REPUTAÇÃO ~

Photoplayer:
Spoiler:
 
Alcunha: O Diabo
Recompensa:
Citação :
LINK DOS JORNAIS:
~ AKUMA NO MI ~

Citação :
Nome:
Tipo:
Energia:
Bonificação:
~ EQUIPAMENTOS ~


• ARMA(S)
-Nome:
Bônus:
Dano:
Requerimentos:
Custo:

• CABEÇA
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• TRONCO
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• BRAÇOS
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• MÃOS
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• PERNAS
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• PÉS
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

~ INVENTÁRIO~

(MÁXIMO DE 10W)

~ EMBARCAÇÕES ~

Nome:
Tipo:
Descrição:
Velocidade:
Número de tripulantes máximos acomodados:
Lotação máxima no transporte:
Número de ilhas sem precisar reabastecer:
HP:
Canhões:

~ TÉCNICAS ~

• -X-
• -X-
• -X-
• -X-
• -X-

~ TÉCNICAS SUPREMAS~

• -X-
• -X-
• -X-


~ EXTRAS ~


APARÊNCIA:
Fonte safirina nuns olhos oblongos, vivazes, curiosos, emoldurados por finas e rubras sobrancelhas, a par de seu ruivo e encaracolado cabelo. Pele caucasiana com tons róseos e textura de bebê a cobrir-lhe o corpinho minúsculo, ganhando facilmente tons avermelhados ao menor esforço físico, alteração de humor ou exposição solar. Seu rostinho de moleque travesso, super caricato, cômico e fofo comporta elementos bem peculiares, como orelhinhas de abano, narizinho com sardas tênues, boca pequena e bochechas gordinhas. Suas indumentárias habituais não passam de roupinhas rústicas e simples, no estilo bárbaro, com uma minúscula túnica de lã verde oliva, sobreposto a ele, um pequeno kilt com paralelogramos multicoloridos a estampá-lo, afivelados por um cinto de couro de urso que cobre e protege grande parte de seu abdome, além de um par de botas de mesmo material.
PERSONALIDADE:
Extremamente hiperativo, peralta, glutão, risonho e comunicativo, Viktor é a personificação da criança encapetada. Do alto de seus 16 anos é por vezes ainda muito infantil, vendo tudo como uma grande brincadeira. Esse seu comportamento e personalidade cativante, é sempre muito amado ou odiado por quem cruza seu caminho. Normalmente as pessoas ficam nos dois extremos. Também tem um lado que adora roubar e frequentar o submundo, graças ao seu convívio com ladrões a vida toda, e apesar de gostar muito de dinheiro, sabe dividir com quem julga carecer. Pelos acontecimentos em sua vida, passou a repudiar a escravidão, haurindo um grande desejo e força de vontade em ficar mais forte para combatê-la com eficiência.
HISTÓRIA:
Essa história verídica, um dia será contada por aventureiros em todo o globo. Ela inicia-se num imenso barco, singrando as frígidas correntes marítimas do país de Elbaf, ladeada por barcos de agentes governamentais, mas não se engane, não é de uma fuga pirata que estou falando. Não, o imenso barco, de caracteres anfíbios, que agora cruzava terras, é o mais antigo circo do mundo desde os tempos do século perdido: O Gran Ringling Circus. Uma estrutura enorme mesmo até para gigantes, mas que curiosamente carrega anões! Isso mesmo, uma extensa companhia circense com um corpo de mais de 100.000 pequeninos, dos mais variados graus de intelecto, força, habilidades e ofícios. Havia gente competentíssima em todas as áreas ali, tudo pelo bem andar do espetáculo, dotes artísticos mil, aliados à efeitos especiais produzidos pela ciência em seu mais alto grau, à cozinha em no topo de suas delícias, ferraria e carpintaria a produzir e zelar as estruturas de formas únicas e cores vibrantes do navio-circo.

Nesse ínterim, uma anã de madeixas ruivas e aneladas estava em trabalho de parto, era uma gravidez de enorme risco, tendo a fatal decisão de optar pela sua vida ou a de seu filho. Altruísta, optou pelo desejo materno de garantir sua prole, mesmo sendo mãe solteira, deixava a guarda e a criação do garoto com sua melhor amiga, todos na sala estavam engolfados em lágrimas, a mãe apenas acariciava seu ventre, enquanto se despedia, para dar luz a um lindo bebê.

Viktor, o nome escolhido pela genitora, nascera com muita saúde e energia, fora criado no gélido clima da capital dos gigantes. Sempre hiperativo e levado, pregava peças com toda a grande população do circo, e peculiares animais anões. Todo dia um estardalhaço. Aos 6 anos, era muito veloz, vivia correndo por todo o circo, escalando coisas e realizando acrobacias e parkour por todas as estruturas, como aprendera com os gentis acrobatas. Alguns reclamavam com rispidez e diziam injúrias, o moleque respondia com risadas cativantes. O menino além de um glutão apaixonado por doces, era um prodígio. Sua sapiência o fazia aprender coisas com extrema facilidade, então logo foi visto como um potencial gatuno. Sim, o nosso protagonista teve seu primeiro contato com o desconhecido corpo de gatunos do circo, onde aprendeu a lutar com facas e bater carteiras por pura diversão, via tudo como uma brincadeira e gostou quando começou a ganhar com isso. Mas o que ele ainda não sabia, era que os artistas, todos dotados de habilidades hipnóticas, deixavam a plateia extasiada, inerte, a ponto de ser roubada e continuar feliz, mesmo após o show. Algo bizarro e repudiante, mas para uma criança, tudo não passava de uma grande brincadeira.

Passaram-se quase 10 anos de turnê até fazerem shows por todo o imenso país. Com o pouco amadurecimento, tinha uma noção maior de mundo, mesmo sendo muito infantil. Descobrira que enorme parte do montante da turnê (parte de 10 anos de seu ‘trabalho’), seria vertido em pesados impostos ao governo, tudo pela proteção e garantia de rotas seguras para o Gran Ringling Circus. Queria reclamar a exploração, mas algo soava dentro de si para se contentar, que aquela era a vida perfeita que lhe preenchia, talvez fosse a expectativa da viajem que se aproximava, de poder ver novos países, novas plateias, pensava.

Pudera ver pela primeira vez o portentoso circo zarpar no mar. Maravilhado, seus olhos brilhavam ao vislumbrar novas ilhas, onde pegavam provisões e realizavam uma noite de espetáculos até seguir viagem. O destino final antes da próxima turnê seria a sagrada terra de Mariejois, país da nata da nobreza mundial. Era um show tradicional de apenas uma noite, um espetáculo que selava o pacto entre a companhia e o governo, com a entrega dos lucros, sempre a cada final de temporada/turnê.

E no dia exato do seu décimo sexto aniversário aportaram na sagrada capital. Todos estavam muito ansiosos pelo show daquela noite, e iniciaram os preparos de toda a estrutura com perfeito esmero, pois nada podia dar errado. Os únicos que teriam o dia de folga era o esquadrão gatuno, pois não podiam roubar a plateia de nobres, então foi um dia de festa e farra, após dez anos e pela comemoração do aniversário do ladino mais promissor.

Obtiveram então, permissão para saírem ao Pub da cidade, acompanhados claro de um corpo de agentes que os vigiaria. Tomaram todas com patrocínio do governo, e fizeram Rasputin tomar seu primeiro porre de vodka. O ruivo ficara com a pele avermelhada, zonzo, todos riam, e as vozes ficavam cada vez mais distantes, até ele apagar totalmente.

Levaram-no no meio da tarde aos aposentos do circo. O menino sonhou com sua mãezinha. Fora um sonho muito marcante e vívido. O corpo do garoto chorava dormindo, ao abraçar alma a alma de sua mãe. Sentia o amor materno pela primeira vez. Seu coração menino chorava de felicidade, tamanho deleite. Contudo, sua mãe mudara o tom para algo preocupado. Alertava-o sobre a escravidão que todos os anões sofriam ali, controlados por avançada tecnologia governamental de hipnose. O menino entrava em choque. Sua mãe prosseguia com os alvitres, dizendo que até os capitães do circo eram marionetes de autoridades do governo, que controlavam tudo e todos. E que ele fugisse dali o mais breve possível quando acordasse, sem, contudo, bater de frente e querer salvar a todos por hora, pois não tinha forças o suficiente ainda. “Vá ao hall proibido. Cuidado com os lobos em peles de cordeiro”.

As frases ficavam cada vez mais desconexas, vagas e distantes em sua mente. Levantava trôpego de seu leito, mente confusa, pele rubra, vomitava a bebida, sentindo certo alívio. As imagens do sonho estavam vívidas ainda. Queria ser cético, mas podia sentir algo de errado. O hall proibido era um local que só a direção circense tinha credencial para ir. Ninguém nunca havia ousado em cruzar aqueles sítios, mas a curiosidade de Viktor não o deixaria em paz até chegar lá. E o fizera. Pelo buraco da fechadura da porta escalada, via um humano gabando-se de toda a grana conquistada ao longo de 10 anos de espetáculos, que agora iria aos cofres do tesouro nacional de Mariejois. Admirando a maquinaria de controle mental, monologando detalhes sórdidos de toda a farsa construída.

O ruivo não mais estava sob manipulação do governo. Caíra em baque surdo. Assustado com tudo aquilo, via que os fatos batiam com o sonho libertador. Uma explosão de sentimentos revoltosos latejava em seu peito. Só queria correr. E corria muito. Invadia o picadeiro, e com risadas endiabradas, baixava as calças do mágico, derrubava os palhaços e liberava as feras. Parte da plateia ria, parte estava confusa com a quebra da hipnose, quando o diabinho invadia a arquibancada com piruetas, pregando peças, batendo carteiras e assustando os nobres, quebrando seus capacetes, cuspindo-lhes e rindo-se transloucado. Muitos gritavam fugindo como ratos em meio ao caos generalizado: “É o Diabo! Socorro! É o diabo!”.

A essa altura, enorme corpo de agentes comandados sob o furor da cabeça por trás de tudo aquilo iniciava uma perseguição de assassinato ao garoto, vendo tudo por den den mushis. Pela sua estatura, velocidade, e caos instaurado, era um alvo extremamente difícil de ser pego. Os agentes estavam com mobilidade reduzida lá dentro, dando abertura para que Rasputin escapasse do circo. Mas logo a vantagem foi abreviada quando novos agentes se juntavam à perseguição pelas ruas. Viktor via-se cada vez mais encurralado, e seu cérebro não encontrava saídas viáveis para escapar da morte certa. Era alvejado por tiros de todos os lados, esquivando como podia, com acrobacias ou acessando obstáculos. Pensara em tomar a direção dos esgotos, mas não escaparia dali dessa maneira. Decidira rumar até a praia enquanto pensava em alternativas. A perseguição não parava, e apesar de toda a tensão o garoto seguia rindo como um moleque, para a irritação de seus carrascos, visivelmente frustrados com suas repetidas falhas.

Viktor chegava à praia olhando todo o panorama, tentando vislumbrar uma salvação. Seu tempo estava acabando, até que misteriosa figura surgia como um salvador. Aquele que viria a se tornar seu amigo, um sireno que lhe oferecera uma rota de fuga rápida pelas águas. Com imenso alívio, escondera-se em suas vestes dentro de uma bolha de revestimento de coral, com palavras de gratidão. Saíram mar adentro em velocidade enorme ao nado do sireno, passando por algumas ilhas para reabastecer, passando pelo calm belt, até chegar em North Blue, Wars Island, onde reiniciariam suas vidas.
Viktor passou a odiar a nobreza mundial, o sistema falido e usurpador de escravidão que vira em Mariejois. Deseja firmemente tornar-se forte para bater de frente com essas forças vis, salvando não apenas mais seus irmãos de circo, mas todo aquele cativo das negras correntes do governo.
~ VANTAGENS E DESVANTAGENS ~

(MÁXIMO DE 6 PONTOS GASTOS. TODOS COMEÇAM COM 2)

Vantagens:
• Aceleração
• Ambidestreza
• Furtividade Natural
• Genialidade
• Voz Encantadora


Desvantagens:
• Curioso
• Má Fama (Devido a incidentes em Mariejois e por conta de seus caracteres, ficou conhecido como O Diabo)
• Raro
• Vício (Primário: Doces) - 15 posts


~ PERSONAGENS CONHECIDOS ~


PLAYERS:
 

NPC's Importantes:
 

NPC's Criados:
 

Link da Mini Aventura concluída ou da ficha antiga cancelada: Mini

____________________________________________________

Ficha | Aventura

Viktor Rasputin Linda_sign_1

Viktor Rasputin QKBJs1B

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
Links para ajuda: Regras | Mudanças Importantes | Crie seu Personagem | Mini-Aventuras
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lancelot
Civil
Civil
Lancelot

Créditos : Zero
Warn : Viktor Rasputin 5010
Masculino Data de inscrição : 29/06/2013
Idade : 22
Localização : East Blue, Shells Town.

Viktor Rasputin Empty
MensagemAssunto: Re: Viktor Rasputin   Viktor Rasputin EmptyQua 02 Maio 2018, 22:44

Requerendo atualização de conversão de 6 créditos em 6 mi berries, por favor. Viktor Rasputin 3997999705

Prova

____________________________________________________

Viktor Rasputin Giphy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mephisto
Orientador
Orientador
Mephisto

Créditos : 107
Warn : Viktor Rasputin 10010
Masculino Data de inscrição : 06/04/2017
Idade : 20
Localização : Wars Island (North Blue)

Viktor Rasputin Empty
MensagemAssunto: Re: Viktor Rasputin   Viktor Rasputin EmptyQui 03 Maio 2018, 04:26

~Atualizado~

____________________________________________________

Make love, not war


Viktor Rasputin D4wsKVj


2017 Achievements:
 


2018 Achivments:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lancelot
Civil
Civil
Lancelot

Créditos : Zero
Warn : Viktor Rasputin 5010
Masculino Data de inscrição : 29/06/2013
Idade : 22
Localização : East Blue, Shells Town.

Viktor Rasputin Empty
MensagemAssunto: Re: Viktor Rasputin   Viktor Rasputin EmptySex 07 Jun 2019, 12:46

Olar Fu feliz

Gostaria de pedir pra atualizar a questão dos atributos, na retirada de Manipulação e Percepção que estão obsoletos no sistema. E o ponto que havia antes em Manipulação, investir em Dano, por favor. Ficando assim, dessa forma:

~ ATRIBUTOS ~

LEVEL: 1
EXP: 10/25
BERRIES: 50.000
BANCO: 0

HP: 44
SP: 62

DANO: 1 +2 +2
ACERTO: 0 +3 +2
PONTARIA: 0
ESQUIVA: 8 +3 +2
BLOQUEIO: +5
RESISTÊNCIA: 1
VELOCIDADE DE ATAQUE: 3


Aproveitando que não realizei mudanças na ficha nem utilizei tal recurso na aventura, queria trocar a vantagem Voz Encantadora por Visão na Penumbra, e alterar a alcunha para: O Aventureiro , que deve ser trocada também na Desvantagem Má Fama de tal forma:
Código:
• Má Fama (Devido a valentia em que realizou a audaz fuga de Mary Geoise, ficou conhecido no sub-mundo como [i]O Aventureiro[/i])



Justificadas então, todas as mudanças na história:


Código:
Essa história verídica, um dia será contada por aventureiros em todo o globo. Ela inicia-se num imenso barco, singrando as frígidas correntes marítimas do país de Elbaf, ladeada por barcos de agentes governamentais, mas não se engane, não é de uma fuga pirata que estou falando. Não, o imenso barco, de caracteres anfíbios, que agora cruzava terras, é o mais antigo circo do mundo desde os tempos do século perdido: O Gran Ringling Circus. Uma estrutura enorme mesmo até para gigantes, mas que curiosamente carrega anões! Isso mesmo, uma extensa companhia circense com um corpo de mais de 100.000 pequeninos, dos mais variados graus de intelecto, força, habilidades e ofícios. Havia gente competentíssima em todas as áreas ali, tudo pelo bem andar do espetáculo, dotes artísticos mil, aliados à efeitos especiais produzidos pela ciência em seu mais alto grau, à cozinha no topo de suas delícias, ferraria e carpintaria a produzir e zelar as estruturas de formas únicas e cores vibrantes do navio-circo.

Nesse ínterim, uma anã de madeixas ruivas e aneladas estava em trabalho de parto, era uma gravidez de enorme risco, tendo a fatal decisão de optar pela sua vida ou a de seu filho. Altruísta, optou pelo desejo materno de garantir sua prole, mesmo sendo mãe solteira, deixava a guarda e a criação do garoto com sua melhor amiga, todos na sala estavam engolfados em lágrimas, a mãe apenas acariciava seu ventre, enquanto se despedia, para dar luz a um lindo bebê.

Viktor, o nome escolhido pela genitora, nascera com muita saúde e energia, fora criado no gélido clima da capital dos gigantes. Sempre hiperativo e levado, pregava peças com toda a grande população do circo, e peculiares animais anões. Todo dia um estardalhaço. Aos 6 anos, era muito veloz, vivia correndo por todo o circo, escalando coisas e realizando acrobacias e parkour por todas as estruturas, como aprendera com os gentis acrobatas. Alguns reclamavam com rispidez e diziam injúrias, o moleque respondia com risadas cativantes. O menino além de um glutão apaixonado por doces, era um prodígio. Sua sapiência o fazia aprender coisas com extrema facilidade, então logo foi visto como um potencial gatuno. Sim, o nosso protagonista teve seu primeiro contato com o desconhecido corpo de gatunos do circo, onde aprendeu a lutar com facas, enxergar em baixíssima luminosidade e bater carteiras por pura diversão, via tudo como uma brincadeira e gostou quando começou a ganhar com isso. Mas o que ele ainda não sabia, era que os artistas, todos dotados de habilidades hipnóticas, deixavam a plateia extasiada, inerte, a ponto de ser roubada e continuar feliz, mesmo após o show. Algo bizarro e repudiante, mas para uma criança, tudo não passava de uma grande brincadeira.

Passaram-se quase 10 anos de turnê até fazerem shows por todo o imenso país. Com o pouco amadurecimento, tinha uma noção maior de mundo, mesmo sendo muito infantil. Descobrira que enorme parte do montante da turnê (parte de 10 anos de seu ‘trabalho’), seria vertido em pesados impostos ao governo, tudo pela proteção e garantia de rotas seguras para o Gran Ringling Circus. Queria reclamar a exploração, mas algo soava dentro de si para se contentar, que aquela era a vida perfeita que lhe preenchia, talvez fosse a expectativa da viajem que se aproximava, de poder ver novos países, novas plateias, pensava.

Pudera ver pela primeira vez o portentoso circo zarpar no mar. Maravilhado, seus olhos brilhavam ao vislumbrar novas ilhas, onde pegavam provisões e realizavam uma noite de espetáculos até seguir viagem. O destino final antes da próxima turnê seria a sagrada terra de Mary Geoise, país da nata da nobreza mundial. Era um show tradicional de apenas uma noite, um espetáculo que selava o pacto entre a companhia e o governo, com a entrega dos lucros, sempre a cada final de temporada/turnê.

E no dia exato do seu décimo sexto aniversário aportaram na sagrada capital. Todos estavam muito ansiosos pelo show daquela noite, e iniciaram os preparos de toda a estrutura com perfeito esmero, pois nada podia dar errado. Os únicos que teriam o dia de folga era o esquadrão gatuno, pois não podiam roubar a plateia de nobres, então foi um dia de festa e farra, após dez anos e pela comemoração do aniversário do ladino mais promissor.

Obtiveram então, permissão para saírem ao Pub da cidade, acompanhados claro de um corpo de agentes que os vigiaria. Tomaram todas com patrocínio do governo, e fizeram Rasputin tomar seu primeiro porre de vodka. O ruivo ficara com a pele avermelhada, zonzo, todos riam, e as vozes ficavam cada vez mais distantes, até ele apagar totalmente.

Levaram-no no meio da tarde aos aposentos do circo. O menino sonhou com sua mãezinha. Fora um sonho muito marcante e vívido. O corpo do garoto chorava dormindo, ao abraçar alma a alma de sua mãe. Sentia o amor materno pela primeira vez. Seu coração menino chorava de felicidade, tamanho deleite. Contudo, sua mãe mudara o tom para algo preocupado. Alertava-o sobre a escravidão que todos os anões sofriam ali, controlados por avançada tecnologia governamental de hipnose. O menino entrava em choque. Sua mãe prosseguia com os alvitres, dizendo que até os capitães do circo eram marionetes de autoridades do governo, que controlavam tudo e todos. E que ele fugisse dali o mais breve possível quando acordasse, sem, contudo, bater de frente e querer salvar a todos por hora, pois não tinha forças o suficiente ainda. “Vá ao hall proibido. Cuidado com os lobos em peles de cordeiro.”

As frases ficavam cada vez mais desconexas, vagas e distantes em sua mente. Levantava trôpego de seu leito, mente confusa, pele rubra, vomitava a bebida, sentindo certo alívio. As imagens do sonho estavam vívidas ainda. Queria ser cético, mas podia sentir algo de errado. O hall proibido era um local que só a direção circense tinha credencial para ir. Ninguém nunca havia ousado em cruzar aqueles sítios, mas a curiosidade de Viktor não o deixaria em paz até chegar lá. E o fizera. Pelo buraco da fechadura da porta escalada, via um humano gabando-se de toda a grana conquistada ao longo de 10 anos de espetáculos, que agora iria aos cofres do tesouro nacional de Mary Geoise, admirando a maquinaria de controle mental, monologando detalhes sórdidos de toda a farsa construída.

O ruivo não mais estava sob manipulação do governo. Caíra em baque surdo. Assustado com tudo aquilo, via que os fatos batiam com o sonho libertador. Uma explosão de sentimentos revoltosos latejava em seu peito. Só queria correr. E corria muito. Invadia o picadeiro, e com risadas endiabradas, baixava as calças do mágico, derrubava os palhaços e liberava as feras. Parte da plateia ria, parte estava confusa com a quebra da hipnose, quando o diabinho invadia a arquibancada com piruetas, pregando peças, batendo carteiras e assustando os nobres, quebrando seus capacetes, cuspindo-lhes e rindo-se transloucado. Muitos gritavam fugindo como ratos em meio ao caos generalizado.

A essa altura, enorme corpo de agentes comandados sob o furor da cabeça por trás de tudo aquilo iniciava uma perseguição de assassinato ao garoto, vendo tudo por den den mushis. Pela sua estatura, velocidade, e caos instaurado, era um alvo extremamente difícil de ser pego. Os agentes estavam com mobilidade reduzida lá dentro, dando abertura para que Rasputin escapasse do circo. Mas logo a vantagem foi abreviada quando novos agentes se juntavam à perseguição pelas ruas. Viktor via-se cada vez mais encurralado, e seu cérebro não encontrava saídas viáveis para escapar da morte certa. Era alvejado por tiros de todos os lados, esquivando como podia, com acrobacias ou acessando obstáculos. Pensara em tomar a direção dos esgotos, mas não escaparia dali dessa maneira. Decidira rumar até a praia, saltando pelas Bôndolas e obstáculos na decida dantesca daquela parte da Red Line, enquanto pensava em alternativas para se safar. A perseguição não parava, e apesar de toda a tensão o garoto seguia rindo como um moleque, para a irritação de seus carrascos, visivelmente frustrados com suas repetidas falhas.

Viktor chegava à praia olhando todo o panorama, tentando vislumbrar uma salvação. Seu tempo estava acabando, até que misteriosa figura surgia como um salvador. Aquele que viria a se tornar seu amigo, um sireno que lhe oferecera uma rota de fuga rápida pelas águas. Com imenso alívio, escondera-se em suas vestes dentro de uma bolha de revestimento de coral, com palavras de gratidão. Saíram mar adentro em velocidade enorme ao nado do sireno, passando por algumas ilhas para reabastecer, passando pelo calm belt, até chegar em North Blue, Wars Island, onde reiniciariam suas vidas. Por esse feito e toda a sua audácia e personalidade, ficou conhecido no submundo como "O Aventureiro".

Viktor passou a odiar a nobreza mundial, o sistema falido e usurpador de escravidão que vira em Mary Geoise. Deseja firmemente tornar-se forte para bater de frente com essas forças vis, salvando não apenas mais seus irmãos de circo, mas todo aquele cativo das negras correntes do governo.

____________________________________________________

Viktor Rasputin Giphy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ADM.Hoyu
Olhos de Deus
Olhos de Deus
ADM.Hoyu

Créditos : 62
Warn : Viktor Rasputin 10010
Masculino Data de inscrição : 27/04/2013
Idade : 19
Localização : Grand Line - Jingle Bell Island

Viktor Rasputin Empty
MensagemAssunto: Re: Viktor Rasputin   Viktor Rasputin EmptyDom 09 Jun 2019, 22:18

~Atualizado~

As vantagem e alcunha não mudei, pois já usou a vantagem em aventura e já citou a alcunha na mesma.

____________________________________________________

Viktor Rasputin B9fzGji
Viktor Rasputin 9YSRQC2Viktor Rasputin Rfe2wza


Viktor Rasputin QKBJs1B

Grupo:
 


2017:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




Viktor Rasputin Empty
MensagemAssunto: Re: Viktor Rasputin   Viktor Rasputin Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Viktor Rasputin
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece RPG :: Personagem e Mundo :: Arquivo de Fichas :: Civis-
Ir para: