A Grande era dos Piratas



 
FAQCalendárioInícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Punk - Trinket from Outerworld
por Gaiden Hoje à(s) 11:50

» Mini - Silver
por Bread Hoje à(s) 10:51

» [Kit - Ken Rock]
por Noskire Hoje à(s) 7:14

» [Kit - Senshi] - YoRHa No.2 Type B (Battle)
por Volker Ontem à(s) 18:11

» Kit - Undyne Undertale - Satsumi vai pegar
por GM.Furry Ontem à(s) 16:16

» Athos Blackriver
por ADM.Bowel Ontem à(s) 4:04

» Ragnar Swagger
por ADM.Bowel Ontem à(s) 4:01

» Grim
por Grim Ter 18 Set 2018 - 21:43

» Mao di Lut Ima
por Alek Ter 18 Set 2018 - 21:03

» [M.E.P] - Realgar
por Galaxy Dante Ter 18 Set 2018 - 2:44

» Kurai Hoshiken
por darkmilks Ter 18 Set 2018 - 0:12

» Apresentação Realgar
por Hisoka Kurayami Seg 17 Set 2018 - 22:50

» Kisame
por ADM.Mephisto Seg 17 Set 2018 - 20:56

» Kit ~ Marciano
por yaTTo Seg 17 Set 2018 - 18:16

» Achiles Wolf
por ADM.Mephisto Seg 17 Set 2018 - 14:28

» Gallore Strange
por ADM.Mephisto Seg 17 Set 2018 - 10:46

» Shaanti Mochan
por ADM.Mephisto Seg 17 Set 2018 - 10:38

» Coldraz Anne Stine
por ADM.Mephisto Seg 17 Set 2018 - 10:31

» Kit - Dante
por Galaxy Dante Dom 16 Set 2018 - 19:48

» M.E.P
por Bread Dom 16 Set 2018 - 19:45

Facebook

------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG


Conheça o Fórum NS


Compartilhe | 
 

 [FanFic] - Knights of Valachia

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Chrollo
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
avatar

Créditos : Zero
Warn :
Masculino Data de inscrição : 26/07/2014
Idade : 21

MensagemAssunto: [FanFic] - Knights of Valachia   Ter 17 Out 2017 - 18:51


• INTRODUÇÃO •

Olá caro leitor que terei de encantar com um breve resumo de minha humilde história, na esperança de que, talvez, ela seja de seu agrado.

Na verdade, criei essa história como um passa tempo, inspirado em um anime de sucesso relativo, talvez tenha ouvido falar de sword art online, mas caso não tenha; a obra conta a história de Kirigaya Kazuto (Kirito), e tantos outros jovens gamers que acabam ficando presos dentro de um jogo de realidade virtual, onde se você morrer, também perde a vida no mundo real, e lutam para zerar o jogo, já que essa é a única forma de escapar.

Embora minha obra siga o caminho contrário, onde eles lutam para abandonar o mundo real e poderem viver em um mundo de fantasia.

Agora, deixo vocês com a sinopse.



• SINOPSE •

Lucca é um gamer e, não tão surpreendente, um antissocial. Por isso, quando recebe a chance de abandonar sua vida monótona para salvar o mundo de Valáquia, das garras dos vampiros, e viver como um herói, ele se joga de cabeça nessa aventura.


• CAPÍTULOS •


____________________________________________________

Narração - Fala - Pensamento - Fala NPC


OBJETIVOS:
 




Última edição por Chrollo em Ter 21 Nov 2017 - 15:27, editado 12 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Chrollo
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
avatar

Créditos : Zero
Warn :
Masculino Data de inscrição : 26/07/2014
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: [FanFic] - Knights of Valachia   Ter 17 Out 2017 - 18:54

— CHAPTER #1 —
Bem-vindo a Valáquia

Em meio à um confronto contra as tribos de Orcs canibais, um elfo se destaca no campo de batalha com seu cachecol azul safira formando um vulto brilhante enquanto avança até a linha de frente com nada além de sua espada.

Enquanto seu comandante ordena uma retirada, o elfo se arremessa nas fileiras de Orcs, e com um manejo suave de sua espada, distribui cortes que pintam o cenário com o sangue de seus inimigos, até que, finalmente, apenas ele esteja de pé.

Um momento incrível de triunfo e vitória, mais incrível ainda se esse não fosse apenas o avatar do nosso dito, protagonista, em um jogo online. Muito mais incrível ainda se ele não houvesse levado a madrugada inteira para alcançar tal feito, justamente no último dia de suas férias, e na manhã seguinte tivesse de ir à escola.

No dia seguinte, muitos jovens em frente aos portões do colégio, estavam animados por finalmente terem saído do ensino fundamental e estar engressando no ensino médio. Lucca (nosso protagonista) não era um deles, já estava no segundo-ano e qualquer ilusão que tinha sobre amizades e romances adolescentes, foram tirados dele já no ano passado, a tal ponto de que desta vez ele sequer teve a vontade de pentear seus cabelos, até porque, achava que eles ficavam muito melhores bagunçados, dando um tom rebelde à seus cabelos lisos e castanhos.

Seus amigos eram alguns vadios que ele conheceu no ano passado, em sua tentativa de se tornar popular, mas hoje, se arrependia amargamente de sua decisão de interagir com pessoas que, de vídeo-games, pareciam conhecer apenas jogos de futebol. Ainda maior era a decepção, quando um deles tinha consoles de última geração, e se sentia ofendido caso Lucca sugerisse jogar algo que não fosse, surpresa, futebol.

Embora não soubesse dizer quando, em algum momento, a escola e todos a sua volta já haviam perdido a importância de tal forma que precisava escrever os nomes de seus amigos ao lado de algumas caricaturas em seu caderno, para que não se esquecece deles. Os demais alunos e professores ? Não fazia sentido tentar fazer o mesmo.

O resto do dia foi exatamente como os anteriores às férias. Seus amigos fizeram um pouco do que hoje é chamado de "bully", com o nerd da sala; a maioria dos professores decidiu apenas bater papo com as alunas mais bonitas da sala, embora a velha professora de física tenha quebrado o padrão e decidido passar 2 páginas de alguma coisa que nem Lucca, e tão pouco seus amigos conseguiam entender.

E as aulas chegaram ao fim, ao menos ele estudava de manhã, então tinha o resto do dia para fazer o que quisesse.

Após recusar mais uma vez o convite de seus amigos para jogar futebol na praia e "pegar algumas garotas", como eles haviam dito. Certo, "pegar algumas garotas", se fosse tão fácil assim, talvez ele não houvesse passado suas férias defendendo a terra-média de Orcs canibais, usando um avatar com o cabelo tão oleoso quanto o dele.

Enquanto esperava o ônibus junto aos outros alunos de sua escola, os celulares de todos de repente começava a tocar, inclusive o de Lucca, com sua inconfundível trilha sonora de star wars.

Normalmente ele não atenderia ao celular no meio da rua, mas como já era um modelo antigo, se alguém roubasse, ele poderia pelo menos pedir um novo aos seus pais. Então atendeu.

Na tela, a única coisa que havia era uma fada virtual que voava de ponta a ponta, o que era surpreendente, ele não sabia que seu celular era avançado a esse ponto.

— A terra de Valáquia foi tomada pelo exército dos mortos, precisamos da sua ajuda.

Assim que a fada terminou de falar, Lucca pôde ouvir os risos de seus colegas que, provavelmente, também haviam recebido a mesma mensagem.

— O lançamento de algum jogo ?!

Disse Lucca, e como já havia enjoado de matar Orcs canibais nas férias, talvez fosse divertido matar alguns zumbis. Então clicou na fada, e ela imediatamente sorriu.

— O povo de Valáquia agradece por sua coragem e altruísmo. Então, vamos !

E com o fim dessa frase, Lucca sentiu como se seu corpo começasse a queimar de dentro pra fora, enquanto via o mundo ao seu redor embranquecer e seu corpo se desfazer como se fosse purpurina ao vento.

Quando finalmente parou de gritar, Lucca percebeu que não estava mais em seu mundo. Parecia uma cidade com apenas uma esquina, como nos filmes de faroeste, o céu era escuro e relâmpagos caiam no mesmo ritmo de seu acelerado coração, enquanto olhava para a fada que, agora, não estava mais em seu celular, mas bem na sua frente.

— Bem-vindo a Valáquia !

____________________________________________________

Narração - Fala - Pensamento - Fala NPC


OBJETIVOS:
 


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Chrollo
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
avatar

Créditos : Zero
Warn :
Masculino Data de inscrição : 26/07/2014
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: [FanFic] - Knights of Valachia   Ter 17 Out 2017 - 18:56

— CHAPTER #2 —
O poder de um espadachim

Quando finalmente se recuperou do choque de ser jogado em um mundo pós-apocalíptico; Lucca percebeu que não era o único naquela situação, haviam muitos outros jovens como ele, naquele lugar. Alguns assustados, outros curiosos, mas quase todos pareciam procurar algum rosto familiar.

— Lucca! Aqui!

Disse o garoto de cabelo preto em um topete penteado para trás, que corria em direção a Lucca, com seu manto branco balançando ao vento enquanto se aproximava.

— Ainda... Ainda bem, alguém... familiar.

Disse o jovem ofegante.

Lucca não havia parado para reparar até aquele instante, mas todos estavam vestidos como em um jogo de fantasia. Ele mesmo podia notar que usava o mesmo cachecol azul safira de seu avatar e tinha uma espada de verdade em suas mãos, bem pesada por sinal.

— O que está acontecendo ? Onde estamos ?

O jovem, que ainda não havia se apresentado, continuava lançando perguntas ao vento, como se Lucca possuísse alguma resposta, quando, na verdade, estava tão perdido quanto qualquer um naquele lugar.

— Essa não. Eles nos acharam.

Disse a fada que acompanhava Lucca, mas sua atenção não estava mais nela, e sim nas criaturas deformadas de pele verde, cobertas por ataduras e pregos por todo o corpo, que começavam a surgir do chão.

E antes que Lucca tivesse tempo para digerir o que estava acontecendo, elas começavam a atacar as outras crianças enquanto avançavam com seus gritos ensurdecedores e fedor desorientador.

Em questão de instantes, o lugar havia se tornado uma zona de combate, com sangue, membros arrancados e gritos por todos os lados. Eles não tinham a menor chance. Mas entre o completo desespero e medo, Lucca conseguiu ouvir a fada dizendo.

— Vocês precisam lutar !

Claro que essa não seria uma boa ideia, embora alguns jovens tenham acatado a ordem, e a maioria tenha morrido. Dentre os que ainda continuavam de pé, se destacava um jovem atlético de cabelo raspado, mas não careca, que com sua espada, partia os inimigos ao meio.

Talvez tenha se sentido inspirado pela coragem de seus colegas, ou talvez estivesse apenas se exibindo, nem ele tinha muita certeza àquela altura, mas quando viu uma garota com adoráveis orelhas de coelho e um top medieval, encurralada em um beco e prestes a ser destroçada por uma daquelas criaturas, ele imediatamente avançou.

E assim que o fez, sua espada pareceu se tornar tão leve quanto uma pena, ela cortava o ar com uma graciosidade sem igual. O barulho da carnificina se esvaia, tudo que podia ouvir era o som de seus passos, e o mundo ao seu redor parecia ter desacelerado.

Quando a criatura deformada virou seu rosto para Lucca, o mesmo pôde ver uma luz vermelha que brilhava saindo de uma rachadura em seu peito. E em um único e bem direcionado corte, ele se via rasgando a carne de seu alvo, até que a parte de cima de seu tórax fosse separada do resto do corpo.

— Uou ! Isso foi incrível ! Como você fez isso ?

Perguntou o garoto do topete, que mais uma vez corria para perto de Lucca, mas dessa vez, com um sorriso em seu rosto.

— Essa é a habilidade da classe espadachim. Eles podem enxergar os pontos vitais de seus adversários, é por isso que são os melhores em combate de curto-alcance.

Explicou a fada, para os jovens confusos com toda a situação. Mas não havia tempo para ficarem perplexos, a batalha continuava e cada vez mais crianças se tornavam vítimas dos agressores.

____________________________________________________

Narração - Fala - Pensamento - Fala NPC


OBJETIVOS:
 


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Chrollo
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
avatar

Créditos : Zero
Warn :
Masculino Data de inscrição : 26/07/2014
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: [FanFic] - Knights of Valachia   Qua 18 Out 2017 - 19:13

— CHAPTER #3 —
A atiradora furiosa

— Você está bem ?

Perguntou Lucca, estendendo a mão para a garota que continuava caída no beco, enquanto ignorava completamente a batalha sangrenta que o cercava naquele momento.

— Não preciso da sua ajuda.

Disse ela, com um tom de raiva e vergonha, enquanto se levantava com velocidade. Lançando um último olhar intimidador, antes de sacar suas duas pistolas prateadas e partir para o confronto.

— Eu acho que ela gosta de você.

Disse o garoto, ainda sem nome, que acompanhava Lucca, enquanto observavam-na se lançar nas hordas de inimigos, ao lado dos demais.

Sem responder ao comentário, Lucca empunhava novamente sua espada, e enquanto o garoto decidia se esconder no beco até a confusão cessar, ele investia na mesma direção da garota que acabava de insultá-lo.

— Que merda você está fazendo ?!

Perguntou a jovem, furiosa ao ver que Lucca havia decidido enfrentar os mesmos desgarrados que ela.

— Você nunca para de reclamar ?! Estou te ajudando !

— Eu não preciso da sua ajuda !

Independente do trabalho em equipe, ou a falta dele, ambos formavam uma bela dupla. A garota enfurecida com Lucca, fuzilava os inimigos, muitas vezes tentando acertar Lucca, e este, por sua vez, terminava o serviço com sua espada, rasgando os inimigos em pedaços.

Logo os inimigos foram reduzidos a apenas cinco, que estavam completamente encurralados por um grupo de jogadores, não que Lucca pudesse notar, estava ocupado demais discutindo com a garota, após terminarem de eliminar os monstros que enfrentavam.

Apenas quando as criaturas restantes começaram a arder em chamas verdes, que os dois pararam de discutir, na verdade, não apenas eles, mas todo o barulho de gritos, tiros e espadas sendo usadas, que tomava conta do ambiente, simplesmente cessou, e todos focaram sua atenção no que acontecia.

As criaturas estavam derretendo com o calor das chamas, tão próximas umas das outras, que a carne delas formavam um único aglomerado fedorento de carne derretida. E essa seria uma bela hora para comemorar, se não fosse pelo fato de que a última delas, continuava de pé, apenas seu esqueleto com alguns pregos cravados, parado sob a carne dele e de seus companheiros.

E ainda com as chamas cobrindo seu corpo, o esqueleto começava a ser revestido pela carne derretida. Percebendo o que estava acontecendo, alguns jogadores começaram a disparar uma rajada de tiros na criatura, algo completamente inútil.

E em alguns instantes, o que estava nas chamas enquanto elas diminuíam gradualmente, não poderia ser descrito de outra forma, senão macabra.

Ela tinha mais de 2 metros de altura, completamente nua e coberta de ferro derretido que formavam pontas afiadas por toda a parte. Seus olhos ferviam em um profundo verde brilhante, enquanto suas costas, braços e parte da nuca, ainda ostentavam suas chamas verdes.

Se naquele instante em que contemplavam o nascimento dessa aberração, os jovens já estavam temerosos; quando a mesma avançou e em um instante, rasgou uma garota que estava próxima demais dela. O clima, antes de triunfo e coragem, deu mais uma vez lugar ao medo e horror.

____________________________________________________

Narração - Fala - Pensamento - Fala NPC


OBJETIVOS:
 


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Chrollo
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
avatar

Créditos : Zero
Warn :
Masculino Data de inscrição : 26/07/2014
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: [FanFic] - Knights of Valachia   Qui 19 Out 2017 - 15:46

— CHAPTER #4 —
Coragem suicida

Apesar do medo que todos sentiam naquele instante, Musa, a jovem que estava ao lado de Lucca quando a criatura emergiu das chamas e mutilou uma jovem; era uma das poucas que entedia a seriedade da situação, mesmo quando a primeira onda de monstros atacou, ela não havia sentido algo do tipo.

A pressão que aquela coisa exalava, era como se seu corpo inteiro ficasse pesado de-repente. Ela não ousava deixar de olhar a criatura, tinha medo demais, de que se ela o fizesse, seria seu próximo alvo.

— Não desistam, vocês podem derrotá-lo !

Disse a fada, suas palavras ecoando e se perdendo ao vento. Talvez ela tivesse razão, e a maioria sabia disso, mas ninguém tinha coragem o bastante para tomar a dianteira, sabiam que os primeiros que o fizessem, estariam basicamente se matando.

Mesmo entre esse medo e hesitação, dois jogadores foram ousados o suficiente para tomar conta da investida. Lucca e um outro jovem atlético, ambos avançavam com rapidez em direção a criatura, enquanto os demais apenas observavam.

Assim que eles investiram, as chamas da criatura simplesmente explodiram e tomaram conta de seu corpo, enquanto ela urrava. Atingindo o jovem atlético, que foi o primeiro a alcançá-la, e acabou sendo parado pelo ataque, com os braços queimados gravemente após usá-los para proteger o rosto das chamas.

Quando Lucca ultrapassou o jovem ferido, as chamas já haviam diminuído, e agora ele era o único alvo da criatura, que se preparava para atacar novamente.

Assim que o monstro estava dentro do alcance da espada de Lucca, uma sequência de tiros bem direcionados à besta, era iniciado por Musa, que era acompanhada pelos demais atiradores no local.

— É melhor você não desperdiçar essa chance, idiota !

Disse ela, e embora não pudesse ver, um sorriso confiante tomou conta do rosto de Lucca naquele instante. E ele saltou, se jogando sobre o corpo da criatura, perfurando seu olho esquerdo com a espada, que deslizava pelo crânio do monstro, como se este fosse feito de manteiga, até que atravessasse por completo.

— Como se eu fosse perder para uma cópia do motoqueiro fantasma.

____________________________________________________

Narração - Fala - Pensamento - Fala NPC


OBJETIVOS:
 


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Chrollo
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
avatar

Créditos : Zero
Warn :
Masculino Data de inscrição : 26/07/2014
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: [FanFic] - Knights of Valachia   Seg 20 Nov 2017 - 12:31

— CHAPTER #5 —
Herói

Todos ficaram petrificados e o clima se tornou pesado quando o monstro caiu no chão, tentando se levantar enquanto Lucca pisava em seu tórax com tanta força, que os ossos da criatura, se partindo, podiam ser ouvidos em meio ao silêncio tenso que cercava o ambiente, bem como os gritos de agonia do monstro.

Até que finalmente, Lucca arrancou violentamente, sua espada, rasgando o crânio do monstro, do olho até o topo da cabeça.

E o silêncio mortal que a criatura deixou, foi logo substituído por euforia, finalmente aquele episódio sangrento havia terminado. Agora os jovens corriam para parabenizar Lucca e conversar com seus amigos, com um sorriso em seus rostos.

O primeiro a dar os parabéns havia sido o mesmo jovem atlético que investiu contra a besta, ao lado de Lucca.

─  Você mandou bem lá. Meu nome é Elric, se você não fosse um espadachim também, eu certamente iria querer você na minha equipe.

─  Lucca ! E como assim ?

Disse Lucca, retribuindo o aperto de mão de Elric. Mas antes que ele pudesse responder, o jovem que havia se escondido pouco antes de Lucca matar a besta, o abraçou sorridente.

─  Cara, você é foda ! O jeito que matou aquele monstro. Você tem que fazer parte da minha equipe, pode ser meu braço direito.

Elric deu um sorriso enquanto Lucca tentava afastar o jovem. E então disse.

─  Foi o que a fada disse, você não ouviu a mensagem dela até o fim ?

─  Não ! Eu meio que só aceitei, achei que era um jogo novo.

─  Há ha ha ! Acho que você não está de todo errado. Basicamente, não se pode formar time com jogadores da mesma classe que a sua.

Assim que Elric terminou de falar, Musa, a jovem atiradora que havia ajudado Lucca contra o monstro, aparece, puxando ele pela gola da camisa, aproximando o rosto dele, do seu, enquanto dizia.

─  E é por isso que eu decidi que você vai estar na minha equipe. Meu nome é Musa, a propósito. Caçadora de elite.

─  Musa ?! Isso não pode ser um nome de verdade.

─  É um nick, seu idiota. Estamos em um outro mundo, não precisamos usar nossos nomes reais.

─  Nesse caso, podem me chamar de Espada da Morte, o mago implacável.

Disse o jovem que escutava a conversa ao lado de Lucca, e parecia não se importar com comentários a respeito do nome ser inapropriado para alguém que não usava espadas, era um mago e um covarde.

Apesar de ser uma equipe bem disfuncional, Lucca não parecia ter muitas opções. Antes que pudesse perceber, todas as crianças que sobreviveram já haviam formado trios com amigos que conheciam de antes de serem enviados para esse mundo.

─  Viver em um mundo pós-apocalíptico, enquanto mata vampiros ao lado de uma garota bipolar e um covarde. O sonho de todo adolescente.

Disse Lucca sarcasticamente, apesar de ter se apegado a ideia de viver em um mundo pós-apocalíptico.

Mas antes que pudesse se apegar demais a ideia. Seu corpo mais uma vez voltava a se desfazer no ar, como se fosse purpurina ao vento; enquanto o mundo ao seu redor embranquecia, e no instante seguinte, estava de volta ao seu mundo. Várias horas mais tarde, já de noite, e sozinho no ponto de ônibus, mas ainda, seu mundo.

____________________________________________________

Narração - Fala - Pensamento - Fala NPC


OBJETIVOS:
 


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Chrollo
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
avatar

Créditos : Zero
Warn :
Masculino Data de inscrição : 26/07/2014
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: [FanFic] - Knights of Valachia   Seg 20 Nov 2017 - 12:33

— CHAPTER #6 —
Espada da morte

Após chegar em casa 18h da noite, e ter uma conversa bem barulhenta com sua mãe, a respeito de bandidos, drogas, bebidas e sequestros. Lucca finalmente havia descoberto a razão de ter voltado ao seu mundo.

Ao que parece, levar tantas pessoas para um mundo paralelo e mantê-las lá, consome energia mágica equivalente à detonação de uma pequena bomba nuclear. Em outras palavras, eles só podiam ficar naquele mundo, 3 horas por dia.

No dia seguinte, assim que chegou ao colégio, um pouco irritado, já que pensou que nunca mais veria esse lugar maldito depois de derrotar a cópia do motoqueiro fantasma. Foi recebido pelo abraço de um jovem bem sorridente.

─  Lucca, até que enfim, estava te esperando. Queria te enviar uma mensagem pela internet, mas a Musa disse que era estranho.

─  Peraí, quem é você ?

─  Essa é boa, como você pode esquecer o nome mais foda já inventado ?

E com essa afirmação, somado a personalidade hiperativa, Lucca finalmente descobriu de quem se tratava, o autoproclamado, "espada da morte".

─  Você é o nerd da sala que a gente fica zoando.

Disse Lucca, e talvez pudesse ter sido mais educado, mas ele realmente não lembrava o nome do garoto, e como seus amigos sempre o chamavam dessa forma, foi a primeira palavra que veio a sua mente.

─  Eu não sou um nerd, minhas notas são horríveis, eu só não gosto de falar com as pessoas.

Disse espada da morte, bem irritado. Mas logo retomou sua pose animada, pegou seu celular e mostrou a conversa que teve com Musa.

─  Enfim, eu falei com a Musa e ela disse que pode nos encontrar depois que a gente sair do colégio.

Lucca começou a ler a conversa. Antes mesmo da Musa responder, espada da morte já havia mandado cerca de 11 mensagens, que incrivelmente, falavam de coisas sem a menor ligação. E as únicas coisas que Musa respondeu foram.

"Como vc descobriu meu número, seu maluco ???"

"Tanto faz, apenas me mandem uma mensagem quando quiserem voltar"

Lucca não fez mais perguntas depois daquilo, e passou o resto do dia tentando ignorar o espada da morte na escola. Era até estranho como o garoto era animado e sorridente. Sempre que o via, estava com a cara nos livros ou celular e não interagia com ninguém, exceto quando seus amigos faziam bully com ele, mas hoje estava agindo como uma criança na manhã de natal.

Assim que as aulas terminaram, Lucca se encontrou com o espada da morte em uma loja de salgados que havia perto do colégio e enviaram uma mensagem para Musa, que respondeu quase na mesma hora com a confirmação.

─  Mas como a gente faz para voltar ?

Perguntou Lucca, com uma nota mental para si mesmo, quando se lembrou que nunca ouviu toda a mensagem da fada, antes de ir para Valáquia. "Sempre veja o tutorial".

─  Cara, você não prestou mesmo atenção no que a fada falou.

Disse espada da morte, sorrindo enquanto bebia seu refrigerante. E então pegou seu celular e começou a falar.

─  Titânia, me leve para Valáquia.

─  Entendido.

Respondeu a fada, que havia aparecido no celular, logo depois do pedido do jovem.

─  Nos vemos quando chegar.

E então desapareceu no ar, seu corpo se desfazendo em plenos olhos da pessoas na loja, que não acreditavam no que viam. Lucca então pegou seu celular e fez o mesmo processo.

Quando recobrou a consciência, espada da morte já estava no local, ao lado de Musa, que já estava caminhando em direção à um castelo no meio do nada, cercado apenas pela escuridão da noite eterna.

─  A Musa descobriu esse lugar, ao que parece, está cheio de zumbis, vai ser bom pra gente treinar.

____________________________________________________

Narração - Fala - Pensamento - Fala NPC


OBJETIVOS:
 


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Chrollo
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
avatar

Créditos : Zero
Warn :
Masculino Data de inscrição : 26/07/2014
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: [FanFic] - Knights of Valachia   Seg 20 Nov 2017 - 12:36

— CHAPTER #7 —
A mansão dos mortos

Quando Lucca decapitou seu primeiro zumbi, e então mais nove depois dele, percebeu, estava mais fácil que da última vez. Embora parecesse que os zumbis eram mais lentos e fracos se comparados a horda que ele havia enfrentado no dia anterior, para Musa e espada da morte, que viam seu desempenho, era bem diferente.

Lucca estava tão rápido que mal podiam ver o mesmo se movendo, apenas no instante em que ele terminava de matar um zumbi e começava a avançar no próximo, deixando para trás, apenas um rastro feito do sangue dos monstros.

Mas o momento de contemplação já havia terminado para Musa, que começou a explorar o castelo enquanto espada da morte continuava admirando a batalha.

Ao contrário de seus amigos descontraídos que lutavam com alguns zumbis, Musa já havia percebido que tinha algo mais ameaçador naquele lugar.

Graças a sua habilidade como caçadora, a jovem sabia que existia um vampiro no castelo. Uma criatura com uma intenção assassina tão grande, que fazia o corpo dela estremecer e seu coração acelerar, de forma que as batidas pudessem ser ouvidas pelos corredores.

Quando finalmente encontrou o local onde a criatura estava; uma cripta no fundo do castelo, onde havia apenas um caixão de pedra com a imagem esculpida de um jovem atraente, por volta dos 20 anos, cercado de muitos quadros desse mesmo rapaz, todos muito conservados em comparação ao resto do lugar.

Reunindo toda sua coragem, Musa sacou suas pistolas, apontou para o caixão e disparou uma rajada de tiros que atingiam o caixão, que logo estava totalmente esburacado.

Assim que a jovem cessou os disparos, um grito estridente e terrivelmente alto pôde ser ouvido, a tampa do caixão se abriu com violência, quase atingindo Musa, que se esquivou e acabou caindo no chão.

A figura que se levantava e saia do caixão, bem diante dos olhos de Musa, não poderia ser comparado ao jovem das fotos, estava coberto de furos e sangue, graças a Musa, e sua boca se alargava de forma anormal, mostrando suas fileiras de dentes pontiagudos e disformes.

ᅳ Quem ousa macular meu local de descanso.

E com essas palavras proferidas, todo o ambiente parecia se encolher diante de Musa, enquanto olhava para os penetrantes olhos dourados da criatura, que pareciam rasgar sua alma de dentro para fora, ela não conseguia mais se mover ou falar, estava hipnotizada pela beleza mórbida do monstro diante dela.

____________________________________________________

Narração - Fala - Pensamento - Fala NPC


OBJETIVOS:
 


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Chrollo
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
avatar

Créditos : Zero
Warn :
Masculino Data de inscrição : 26/07/2014
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: [FanFic] - Knights of Valachia   Seg 20 Nov 2017 - 12:39

— CHAPTER #8 —
O ceifador de almas

Assim que Lucca finalmente cessou seus ataques, o que restava dos zumbis, estava espalhado por todo o salão da mansão; do chão ao teto e cobrindo até mesmo as paredes, uma casca orgânica de carne podre e sangue coagulado decorava o local. E no centro dessa carnificina, Lucca limpava o sangue em seu rosto com a manga de sua camisa.

Foi então que um grito estridente ecoou por toda a mansão, vindo de lugar nenhum e trincando as janelas, ao mesmo tempo em que tentava estourar os tímpanos de nossos heróis.

─ Que barulho foi esse ?

Perguntou espada da morte, assim que o grito finalmente cessou, mas ambos ainda estavam zonzos e Lucca conseguia apenas ouvir um zumbido em seu ouvido, por isso não conseguiu entender o que seu amigo perguntou.

Recobrando a razão, Lucca começou a olhar em volta atrás de Musa, e esta apareceu da forma mais inesperada possível; atravessando o piso de madeira, completamente ensanguentada, coberta por marcas de mordida e carne rasgada.

Mas Lucca não tinha tempo de se preocupar com ela naquele instante, já que uma figura aberrante saia do buraco no chão, exibindo toda sua imponência.

Quando Luccca olhou a besta nos olhos, ficou imediatamente hipnotizado e aterrorizado pela criatura que caminhava lentamente em sua direção.

Suas pernas tremiam e logo Lucca se via ajoelhado, se apoiando na própria espada, quase como uma reverência cavaleiresca, enquanto o vampiro parava a centímetros de Lucca, tão próximo que mesmo de cabeça baixa, Lucca podia ver os pés da criatura e sua sombra consumindo toda a luz ao seu redor.

Para Lucca, o simples ato de erguer a cabeça era tão difícil que o fazia sentir como se estivesse acorrentado dos pés a cabeça, enquanto era puxado para o chão, então ele não erguia para enxergar o monstro.

Naquele instante, espada da morte se tornou o único ainda capaz de lutar, então, reunindo toda sua coragem ele começou a invocar seus feitiços; com um brilho safira acompanhando o fluxo de suas mãos e erradiando seus olhos, a própria atmosfera se tornou tão fria que até mesmo o corpo do morto-vivo se estremecia enquanto a neve começava a cobrir o salão.

─ Eu posso fazer isso.

____________________________________________________

Narração - Fala - Pensamento - Fala NPC


OBJETIVOS:
 


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Chrollo
Estagiário Narrador
Estagiário Narrador
avatar

Créditos : Zero
Warn :
Masculino Data de inscrição : 26/07/2014
Idade : 21

MensagemAssunto: Re: [FanFic] - Knights of Valachia   Seg 20 Nov 2017 - 12:42

— CHAPTER #9 —
Esperança perdida

Enquanto espada da morte começava a entoar seu feitiço; tanto Musa quanto Lucca, não podiam fazer nada a não ser torcer para que seu amigo fosse capaz de lidar com a criatura.

Quando terminou o cântico, o chão de todo o salão havia se tornado um labirinto de estacas de gelo. Mas o vampiro não havia sido o único a ser atingido; Lucca tinha estacas de gelo atravessando todo seu corpo, felizmente havia conseguido se mover o bastante para evitar que atingissem uma artéria. Já Musa havia sido pregada na parede, com as estacas rasgando seu estômago e braço direito.

─ M-me desculpe... Eu não quis...

Antes que terminasse seu pedido de desculpas, o vampiro quebrava as estacas que atravessavam seu peito e cabeça. Como se antes ele já não estivesse disforme e macabro o suficiente, agora estava ainda pior.

Enquanto ele percorria as paredes e teto do salão como uma sombra voadora, espada da morte não tinha reação, seu último ataque o fez ficar com medo de usar sua magia novamente. Certamente ele acabaria matando seus amigos se o fizesse, pelo menos, era isso que ele pensava.

Mas não teria tempo de descobrir, já que o monstro fazia uma investida contra ele, e com suas fileiras de dentes pontiagudos, perfurava o pescoço do jovem, que era esmagado pelo abraço da criatura.

Enquanto esta se alimentava, vapor saia de suas feridas, que começavam a se fechar, até que pouco a pouco sua forma se tornava a de um belo jovem, vestindo trapos sujos se sangue e com vários buracos.

Quando terminou sua regeneração, espada da morte já expelia um ar frio de sua boca e seus olhos perdiam o brilho, enquanto o monstro jogava seu corpo cada vez mais gélido no chão.

BAM!

Um disparo quebrava o silêncio daquele momento, o tiro não acertava a criatura, que virava o rosto alguns centímetros, enquanto o projetil atravessava a parede.

─ Eu não esqueci de você.

Ele disse enquanto caminhava na direção de Musa, os disparos dela atingindo as estacas de gelo praticamente formavam um caminho para a criatura, que se aproximava cada vez mais.

Com seu belo rosto rejuvenescido, ele se aproximava do ouvido de Musa que a esta altura já estava aterrorizada, e dizia suavemente.

─ Vamos começar.

____________________________________________________

Narração - Fala - Pensamento - Fala NPC


OBJETIVOS:
 


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [FanFic] - Knights of Valachia   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[FanFic] - Knights of Valachia
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A Grande era dos Piratas :: Off - Game :: Area Livre-
Ir para: