A Grande era dos Piratas



 
FAQCalendárioInícioBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Últimos assuntos
» Galery Gates =$
por Mizzu Ontem à(s) 23:02

» ~ Mudanças Importantes ~
por ADM.Bowel Ter 19 Jun 2018, 19:52

» [Kit - Mr.Hyde]
por Jin Ter 19 Jun 2018, 11:30

» [Kit - Feitan]
por Jin Ter 19 Jun 2018, 11:06

» [DISCUSSÃO] Moralidade da Pirataria em One Piece
por Cubo Nito Ter 19 Jun 2018, 03:51

» [M.E.P.] Bjorn
por Makei Seg 18 Jun 2018, 14:40

» [Kit - Kaori Miyazono]
por Metza Dom 17 Jun 2018, 22:25

» Ken Rock, o Horror das Profundezas
por ADM.Tidus Dom 17 Jun 2018, 18:29

» Royce Khajiit, o Fanfarrão
por ADM.Tidus Dom 17 Jun 2018, 18:25

» MEUS AMIGOS VOLTEI EU TAVA FICANDO DOIDO
por Cubo Nito Dom 17 Jun 2018, 17:20

» [E.G.] - Torcida do Camarote (Y)
por Axell Dom 17 Jun 2018, 12:55

» Os 12 Escolhidos
por Ceji Dom 17 Jun 2018, 12:00

» [FIC] Brand New World
por Punk Sab 16 Jun 2018, 18:57

» Voltando. E mais algumas coisas para esclarecer.
por Takezo Sex 15 Jun 2018, 19:40

» Kit - Ventus [Ryujin 2.0]
por Ventus Qua 13 Jun 2018, 17:39

» [M.E.P.] - Um boxeador inusitado.
por Bjarke Seg 11 Jun 2018, 19:43

» M.E.P. - HAMA
por Bjarke Seg 11 Jun 2018, 19:33

» [M.E.P] - "Uma nova oportunidade."
por Bjarke Seg 11 Jun 2018, 19:32

» I am back.
por Axell Seg 11 Jun 2018, 00:58

» [E.G.] - Atrasados
por Punk Dom 10 Jun 2018, 23:56

Facebook

------------
- NOSSO BANNER-

------------

Naruto AkatsukiPokémon Mythology RPG


Conheça o Fórum NS


Compartilhe | 
 

 Eu não to feliz

Ir em baixo 
AutorMensagem
ReiDelas
Pirata
Pirata
avatar

Créditos : Zero
Warn :
Masculino Data de inscrição : 13/08/2015
Idade : 18
Localização : Hospício

MensagemAssunto: Eu não to feliz    Seg 16 Jan 2017, 05:36

Não to mesmo

____________________________________________________

Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG!
Links para ajuda:


Trindade:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Takezo
Civil
Civil
avatar

Créditos : 10
Warn :
Masculino Data de inscrição : 07/10/2011

MensagemAssunto: Re: Eu não to feliz    Seg 16 Jan 2017, 10:52


____________________________________________________

*Ação*
"Pensamento" (darkviolet)
-Fala (#006699)




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Volker
Frozen
Frozen
avatar

Créditos : 11
Warn :
Feminino Data de inscrição : 23/03/2013
Idade : 24
Localização : 6ª Rota, Alabasta - Grand Line

MensagemAssunto: Re: Eu não to feliz    Seg 16 Jan 2017, 11:37


____________________________________________________


Aventura|Ficha



~The winds of winter approaching
Blood calls for what cannot be denied
The viper remains alive and their children join the hunt
They want to hunt, they must hunt
Their own dreams, their own pain, no going back
Blood calls and only vipers can feel it!~




Trabalhos Recentes:
 


Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG.
O Painel a esquerda no fórum irá te ajudar.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: Eu não to feliz    Seg 16 Jan 2017, 12:07

Voltar ao Topo Ir em baixo
Wolfgang
Honorário
Honorário
avatar

Créditos : 27
Warn :
Feminino Data de inscrição : 12/02/2011
Idade : 23
Localização : North Blue - Wars Island

MensagemAssunto: Re: Eu não to feliz    Seg 16 Jan 2017, 12:12


Prevenir o suicídio
Associação de Apoio aos Doentes Depressivos e Bipolares - ADEB
A grande maioria das pessoas não gosta de falar ou ouvir falar sobre o suicídio. O apego à vida é natural em quase toda a gente. As pessoas desejam viver e ter saúde. Desejar a morte e agir pondo em causa a própria vida é estranho e pouco ou nada compreensível para a esmagadora maioria das pessoas. E, no entanto, é importante conhecer o problema do suicídio, de modo a ajudar a prevenir essa trágica situação. Este pequeno texto visa informar de forma sucinta e prática o leitor sobre a questão, numa perspectiva médico-psicológica.

«Não tenho vontade de viver»

Quando alguém pensa ou diz: «Não tenho razão para viver (...); Não tenho vontade de viver, preferia morrer, seria um alívio morrer».

Quando alguém, de modo ainda mais claro afirma: «Tenho a ideia de pôr termo à vida».

Ou ainda, quando alguém, levado por um estado de desespero, agiu para preparar o acto de suicídio (e o suspendeu, hesitou...), tentou e não o consumou, porque sobreviveu.

Em situações como as descritas ou idênticas, estamos perante um risco para a vida que nos cumpre consciencializar de forma a que quem precisa tenha a ajuda necessária para vencer o desespero.

Desde logo é preciso tomar consciência de que na maioria dos casos as ideias de suicídio e o suicídio são uma manifestação de várias doenças psíquicas, e muito em especial da depressão. Quem tenha passado por uma crise depressiva sabe muito bem o sofrimento, as tormentas que atravessou, mesmo que outros não possam entender a doença do desespero, do desinteresse, da fraqueza, da angústia, da culpa, do desapego à existência, do desespero máximo, que pode culminar no suicídio.

Alguém que sofre ou tenha sofrido uma depressão grave sabe bem que os sentimentos de desespero e as ideias de suicídio são os sintomas mais assustadores. Resiste-se a uma grave doença física, é precisa mais coragem ainda para enfrentar e vencer o sofrimento psíquico de uma grave depressão.

O suicídio pode ser evitado

Nada de mais errado do que uma atitude fatalista, infelizmente tão vulgar na opinião pública: “aconteceu porque tinha de acontecer...” Muitos pensam que o suicídio é uma livre escolha da pessoa, uma manifestação da sua autonomia. Erradíssimo! O suicídio é , em geral, a expressão final de um estado psíquico de limitação da liberdade, produzido a maioria das vezes por uma doença que é possível tratar. É necessário reconhecer as ideias de suicídio pelo que são de facto: a expressão de uma doença que tem remédio. Pensar no suicídio, a ideia de atentar contra a própria vida, é um sintoma das perturbações depressivas, e também o que a pessoa é levada a pensar quando já não consegue enfrentar os outros sintomas da depressão. Um desespero tal que o suicídio parecer ser a solução, a saída, para o sofrimento insuportável.

A alguém que esteja nessa situação desesperada, impõe-se uma ajuda urgente:

. Conte ao seu médico. As ideias de suicídio são um sinal que é indispensável a ajuda médica para o tratamento que irá aliviar o seu sofrimento.

. Conte a uma pessoa amiga e em quem confia. Uma pessoa que o possa compreender, com quem possa abrir-se, que possa aconselhar. Uma pessoa que não exerça uma critica preconceituosa, que o rejeite e desvalorize, mas que seja solidária consigo, que veja no seu desespero uma manifestação da perturbação emocional, da doença, e de uma grande necessidade de ajuda, e de tratamento.

O tratamento da depressão pode não ser imediatamente eficaz. A pessoa pode chegar a descrer de tudo, até da possibilidade de melhorar. Mas é quase certo que se persistir, se aceitar e seguir as medicações e os tratamentos propostos, irá recuperar. A regra essencial é não desistir, lembrar-se que já em outras ocasiões, em crise anterior, conseguiu superar a doença. Por vezes leva algum tempo até acertar a terapêutica e a medicação que vai ajudar. A depressão pode levá-lo a descrer na própria eficácia e utilidade do tratamento, mas com algum tempo o túnel do desespero irá acabar.

Reconhecer o risco e evita-lo

Há muitos estudos sobre factores de risco de suicídio. O factor mais importante é, sem dúvida, a doença psíquica. Quando não tratadas, as depressões mais graves são doenças que se acompanham de risco de suicídio, tanto em doentes bipolares, como em unipolares. Doenças como a esquizofrenia, perturbações ansiosas graves, a dependência do álcool e das drogas em geral, são também perturbações psiquiátricas que podem predispor ao suicídio, no caso de não serem tratadas e conduzirem a situações de desespero prolongado. Quando se junta à doença (e, em parte por causa da doença), o isolamento da pessoa, o seu desenraizamento, a falta de apoios, a falta de tratamento, e complicações aparentemente insolúveis no viver, os riscos para um acto desesperado podem aumentar mais.

Mas haverá sempre uma solução. A vida é feita de altos e baixos. Poderá haver ajuda, terá de ser encontrada. Se for indispensável, o doente será hospitalizado, para uma terapêutica mais intensiva e controlada.

Um episódio de ideias de suicídio é sempre temporário. Os que sobrevivem a essa fase mais negra e arriscada olharão para trás, depois de recuperarem a saúde, sem perceber como lhes aconteceu esse pesadelo, essa doença que lhes retirara toda a esperança. O risco de suicídio é maior nas primeiras crises de depressão, pois a pessoa aprende com a experiência e verificar que as crises passam, aprende a reconhecer a doença como uma doença que se trata, melhora e pode prevenir.

Os familiares e os amigos da pessoa que sofreu uma grave crise com ideias de suicídio devem reconhecer o mal pelo que é, uma doença, uma perturbação emocional, de que quem sofre não é culpado. O que a pessoa precisa é de ajuda, compreensão, comunicação, e, sempre e quando for necessário, do tratamento médico e psicológico.

Vencer a depressão

As ideias de suicídio, tal como outros sintomas da depressão, podem ser tratadas. Para que possa ser ajudado/a, o seu médico ou outros profissionais da saúde deverão saber o que se passa consigo, quais os seus pensamentos e sentimentos. Só se forem convenientemente informados, por si que sofre ou por alguém que melhor sabe do que se passa consigo, poderão tomar as medidas terapêuticas necessárias, ajustar a medicação ou modificar o tratamento.

O controle adequado de uma crise depressiva, a prevenção e a atenuação dos sintomas, fazem com que volte a acreditar na vida e a viver.

____________________________________________________



Olá Convidado, seja bem-vindo ao One Piece RPG!
Links para ajuda:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kekzy
Soldado
Soldado
avatar

Créditos : 4
Warn :
Masculino Data de inscrição : 06/11/2013
Idade : 19

MensagemAssunto: Re: Eu não to feliz    Seg 16 Jan 2017, 12:21

Hanna/Matheus escreveu:
Nesta vida existem muitas diversidades que a sociedade enfrenta, alguns tendem a estar frustrados e outros dar a volta por cima. Muitos propensos a serem iludidos e os demais lutadores por seus ideais, afinal acreditam que através deles chegarão ao tão sonhado objetivo. Outros lamentadores de problemas, tanto ao que pertence a si quanto ao alheio, porém com esperança existem aqueles que chamam os problemas e criam pontes para as soluções. Sem mencionar os que perderam o brilho da vida e se estagnaram nas derrotas do passado, julgando que a vitória só é para alguns, deixando seus patamares nos dos seres humanos tristes.

Entretanto há uma classe de indivíduos que diariamente constroem e reconstroem a si próprios, pois em nenhum momento seu cotidiano fica parado, tudo para eles está em constante movimento e como consequência se forçam a ser melhor cada dia mais para estar entre os melhores, tornando ela um valor de conhecimento e ao mesmo tempo prazeroso de ser vivida, vislumbrada e por fim, de ser FELIZ. A estes denominamos as pessoas Felizes.

- Matheus Santos

____________________________________________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Shinka
Civil
Civil
avatar

Créditos : Zero
Warn :
Data de inscrição : 27/05/2016

MensagemAssunto: Re: Eu não to feliz    Seg 16 Jan 2017, 14:15


____________________________________________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Eu não to feliz    

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Eu não to feliz
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Viajens de Wenny, a campista feliz.
» Feliz aniversário Moon!
» Feliz Aniversário duplo!
» Feliz Aniversário Juan1208!
» Feliz aniversário tio Raiiid !!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A Grande era dos Piratas :: Off - Game :: Area Livre :: Convívio-
Ir para: